Você está na página 1de 43

UNIVERSIDADE ANHAGUERA

CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA


PEDAGOGIA
PROJETO INTEGRADOR I

PROJETO INTEGRADOR I

Acadêmicos: Silvina Moreira Lima RA

Tutor Presencial:

Outubro de 2019
Ulianópolis – PA
UNIVERSIDADE ANHAGUERA
CENTRO DE EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA
PEDAGOGIA

5
PROJETO INTEGRADOR I

PROJETO INTEGRADOR I

5
Acadêmicos: Silvina Moreira Lima RA 2340810605

5
Relatório apresentado como atividade
Avaliativa da disciplina de Projeto
Integrador I do Curso de Pedagogia da
Universidade Anhanguera, sob orientação
da professora Tutora a Distância Juliana
Suelem Prudencio Cantelli.

5
5
SUMÁRIO
1 – Resumo.......................................................................................................................... 4
2 – Introdução.......................................................................................................................5
3 – Desenvolvimento........................................................................................................... 6
3.2 – Justificativa..................................................................................................................6
3.3 – Problemas......................................................................................................................6

5
3.4 – Analise Bibliografica....................................................................................................8
4 – Conclusão........................................................................................................................9
5 – Bibliografia.....................................................................................................................10

5
5
5
5
RESUMO

A Educação Infantil é uma fase fundamental para o desenvolvimento emocional e cognitivo


da criança. Motivo pelo qual o brincar no desenvolvimento e aprendizagem na educação
infantil é tão importante. Este projeto tem como objetivo principal mostrar a importância do
brincar durante o processo de aprendizagem e desenvolvimento das crianças na educação

5
infantil, pois é através do brincar que a criança desenvolve habilidades psicomotoras, sociais,
físicas, afetivas e cognitivas.

5
5
5
5
INTRODUÇÃO
É durante a infância que ocorrem interações entre o mundo e o meio em que a criança vive,
ocorrendo uma aprendizagem significativa. A infância conhecida como a etapa das
brincadeiras, do lúdico, logo se pensa no brincar, é nessa etapa que a criança aprende
brincando. As gerações atuais brincam de forma diferente em relação às gerações anteriores, e
isso porque o homem se constrói, sendo ele um ser histórico com desejos e interesses que
variam ao longo do tempo.  A educação infantil tem como finalidade o desenvolvimento

5
absoluto das crianças até cinco anos de idade e é nessa etapa que as crianças descobrem novos
valores, sentimentos, costumes, ocorrendo também o desenvolvimento da autonomia, da
identidade e a interação com outras pessoas. Nesse sentido, entendemos que o lúdico na
educação infantil, é um meio primordial, que possibilita a criança utilizar ao mesmo tempo,
diferentes tipos de linguagens, facilitando a apropriação de significações e conceitos.

5
5
5
DESENVOLVIMENTO

5
o JUSTIFICATIVA
Ao brincar a criança aprende a conhecer, a fazer, a conviver e a ser, favorecendo o
desenvolvimento da autoconfiança, curiosidade, autonomia, linguagem e pensamento. O fato
de a criança, desde muito cedo, poder se comunicar por meio de gestos, sons e mais tarde
representar determinado papel na brincadeira faz com que ela desenvolva sua imaginação.
Nas brincadeiras as crianças podem desenvolver algumas capacidades importantes, tais como

5
a atenção, a imitação, a memória, a imaginação. Com base em MOURA (1991), a importância
do jogo, do brincar, está nas possibilidades de aproximar a criança do conhecimento
científico, levando-a a vivenciar situações de solução de problemas que a aproximem
daquelas que o homem enfrenta ou enfrentou. 
o OBJETIVOS

5
Objetivo Geral: O projeto tem como objetivo principal é investigar como tais atividades
contribuem com o desenvolvimento e aprendizagem da criança. As atividades lúdicas
desenvolvem nas crianças diversas habilidades.
Objetivo Especifico: A construção do conhecimento da criança através dos fundamentos
teóricos, vivenciados, confecções de matérias, aplicação de jogos, brinquedos e brincadeiras
na educação infantil.
o PROBLEMA

5
O problema diagnosticado foi à necessidade de investigar nossas inquietações. Sabendo que
existem diferentes teorias sobre o desenvolvimento e a aprendizagem da criança pequena,
estudaremos nesta pesquisa concepções construtivista e interacionista, a fim de responder a
questão: “Como o papel do lúdico na aprendizagem na Educação Infantil deve ser
valorizado”. Sabermos que é importante que as diretrizes representem um marco fundamental
nesse processo histórico de construção do conhecimento infantil, no sistema de ensino-
aprendizagem. Em que o currículo deve ser concebido como um conjunto de práticas e

5
saberes das crianças e tudo que é feito e planejado dentro da unidade escolar. Com isso iremos
analisar como nossas práticas pedagógicas, favorecem situações práticas, e vivências a um ser
que sente e pensa capaz de produzir cultura na construção da sua identidade, sendo de fato um
sujeito histórico e de direitos. As abordagens apontam desde a forma de organização do
espaço, uso dos brinquedos, materiais e brincadeiras oferecidos além da diversidade de
materiais, que em conjunto constroem valores para uma educação infantil de qualidades.
A falta de brincadeiras na educação infantil há consequência como:

5
- Pouca criatividade e imaginação
- Falta de autonomia e independência
-Timidez
- Dificuldade em se relacionar com pessoas
- Imaturidade no desenvolvimento emocional
- Temperamento difícil

5
5
5
5
ANALISE BIBLIOGRAFICA

5
O trabalho educativo deve visar ao desenvolvimento global do aluno, auxiliá-lo a
posicionar-se criticamente no mundo, porém de forma prazerosa. (...) Nos jogos e brincadeiras
o aluno utiliza suas diversas potencialidades: a lógico-matemática, a lingüística, a musical, a
cinestésica, a ecológica, a espiritual, a intra e a interpessoal, a espacial. Desenvolve valores, a
responsabilidade, a resistência a frustrações, a criatividade, a cooperação, a alegria, o prazer
da descoberta etc. portanto, os jogos e as brincadeiras não são uma perda de tempo, como

5
pensam muitos professores, ao contrário(...) Diante de tal colocação é possível perceber que
através da prática do jogo, é possível desenvolver na criança noções como espaço, quantidade,
companheirismo, competição (que também deve fazer parte do seu cotidiano). Os jogos e
brincadeiras não são apenas recreação na medida em que permitem à criança, interagir com
outras pessoas e estabelecer a partir daí uma série de relações que podem vir a se mostrar
interessantes para o desenvolvimento de nossos alunos. As atividades lúdicas podem ser
desenvolvidas dentro de quaisquer áreas do conhecimento que sejam pertinentes ao Ensino

5
Fundamental, guardadas as devidas proporções e adequando-se jogos e brincadeiras a cada
etapa, bem como à idade da turma, considerando que se faz necessário um planejamento
criterioso, para que as atividades propostas não se tornem mera recreação, sem uma finalidade
em si, ou seja, considerar o fato de que o lúdico não é apenas “recheio” de aulas, mas antes,
uma estratégia pedagógica e deve considerar que “(...) o eixo principal em torno do qual o
brincar deve ser incorporado em nossas práticas é o seu significado como experiência de
cultura.” (BORBA, 2007: p. 44). A proposta do livro de Tizuko é que o leitor possa

5
valo rizar o s jogos na educação, o u seja , brinquedos e brincadeira s como forma
privilegia da de desenvolvimento e apropriação do conhecimento pela criança e,
portanto, instrumentos indispensáveis da prática pedagógica e componente relevante de
propostas curriculares. A obra é indicada aos professores e sujeitos que trabalhem na
linha de ensino com Educação infantil devido á análise de demonstrações sobre jogo
s, onde o mesmo não é somente mate rial lúdico e sim, incorpora aspectos afetivos
que vem tornar o ensino e aprendizagem como atividade s significativas. De acordo

5
com a autora se percebe o quanto é importante para a criança que está em fase de
desenvolvimento a liberdade de desenvolvi mento de brincar, de experimentar , e de ter
a oportunidade de criar e recriar, possibilitando-a desenvolver suas habilidades físicas ,
intelectuais e morais. (KISHIMOTO, Tizuko , M. Jogo, Brinquedo, Brincadeira e a
Educação. 14 ed. São Paulo, Ed i tora Corte z, 2011).
CONCLUSÃO

5
 A partir de pesquisa bibliográfica vemos que a criança aprende enquanto brinca. De alguma
forma a brincadeira se faz presente e acrescenta elementos indispensáveis ao relacionamento
com outras pessoas.  Assim, a criança estabelece com os jogos e as brincadeiras uma relação
natural e consegue extravasar suas tristezas e alegrias, angústias, entusiasmos, passividades e
agressividades, é por meio da brincadeira que a criança envolve-se no jogo e partilha com o
outro, se conhece e conhece o outro. Brincando e jogando a criança terá oportunidade de
desenvolver capacidades indispensáveis a sua futura atuação profissional, tais como atenção,

5
afetividade, o hábito de concentrar-se, dentre outras habilidades. Nessa perspectiva, as
brincadeiras, os brinquedos e os jogos vêm contribuir significamente para o importante
desenvolvimento das estruturas psicológicas e cognitivas do aluno.

5
5
5
BIBLIOGRAFIA

ALMEIDA, N. P. EDUCAÇÃO LÚDICA: TÉCNICAS E JOGOS. São Paulo: Loyola, 1998.

5
ANTUNES, Celso. MANUAL DE TECNICAS DE DINÂMICAS DE GRUPO. Petrópoles:
Vozes, 2000

CREMONINI, M. W. Brincadeira de faz-de-conta na educação infantil: reflexões a partir da


ação pedagógica. Chapecó, 2012..
.

5
5