Você está na página 1de 32

Plano de Negócios

Licenciatura em Gestão da Distribuição e da Logística


Empreendedorismo

CargoShare

Realizado por:
Catarina Santos | Nº 170325043
David Figueiredo | Nº 170322022
Ruben Coelho | Nº 170325023
Pedro Coelho | Nº 170322021
Gonçalo Domingo | Nº 170322023

Docente: Pedro Mares

Setúbal, 01 de Abril de 2020


Índice
Indice de tabela......................................................................................................2

Índice de gráficos....................................................................................................2

1 Sumário executivo..................................................................................................4

2 Apresentação da Empresa.....................................................................................5

2.1 Identificação da Empresa................................................................................5

2.1.1 Forma Jurídica..........................................................................................6

2.1.2 Contactos da Empresa.............................................................................6

2.1.3 Participações Sociais................................................................................6

2.1.4 Promotores...............................................................................................7

3 Análise do Mercado................................................................................................9

3.1 Envolvente Mediata - Análise PESTAL............................................................9

3.1.1 Envolvente Económica.............................................................................9

3.1.2 Envolvente Política.................................................................................11

3.1.3 Envolvente Legal....................................................................................12

3.1.4 Envolvente Tecnológica..........................................................................13

3.1.5 Envolvente Ambiental.............................................................................14

3.1.6 Envolvente Sociocultural........................................................................14

3.2 Envolvente Imediata......................................................................................16

3.2.1 Caracterização do Setor.........................................................................16

3.2.2 Analise da Concorrência.........................................................................18

3.2.3 Modelo das 5 Forças de Porter...............................................................21


3.2.4 Analise SWOT........................................................................................22

4 Desenvolvimento da Estratégia............................................................................23

4.1 Missão........................................................................................................... 23

4.2 Visão.............................................................................................................24

4.3 Objetivos do Negócio.....................................................................................24

4.4 Estratégia do Negócio...................................................................................24

5 Referências...........................................................................................................26

Índice de Figura

Figura 1 - Logotipo da empresa. Fonte: Elaboração própria..........................................5

Figura 2 - Contactos da empresa. Elaboração Própria..................................................6

Figura 3 - Sistema de Incentivos à Inovação. Fonte: (Portugal2020, 2020).................13

Figura 4 - Estratégia. Fonte: (Rocha, 2015).................................................................25

Índice de tabel

Tabela 1- Evolução de componentes económicas. Fonte: (Portugal, 2020)................10

Tabela 2 - Poder de compra a nível nacional. Fonte: (PORDATA, 2020)....................11

Tabela 3 - Índice de poluição no setor automóvel. Fonte: (PORDATA, 2020).............14

Tabela 4 - Fluxo de mercadorias inter-regiões. Fonte: (INE, 2018).............................15

Tabela 5 - Análise SWOT estratégica. Fonte: Elaboração própria...............................23

Índice de gráficos
Gráfico 1 - PIB em Portugal. Fonte: (PORDATA, 2020).................................................9

Gráfico 2 - Índice de preços do consumidor a nível nacional. Fonte: (PORDATA, 2020)


..................................................................................................................................... 10

Gráfico 3- Evolução do consumo de Internet. Fonte: (PORDATA, 2020).....................13

Gráfico 4 - Mercadorias por tipo. Fonte: (INE, 2018)...................................................15

Gráfico 5- Estruturas por segmentos de atividade económica. Fonte: (Portugal, 2020)


..................................................................................................................................... 16

Gráfico 6- Taxa de natalidade das empresas. Fonte: (PORDATA, 2020)....................17

Gráfico 7- Extensão da rede nacional rodoviária. Fonte: (PORDATA, 2020)...............17

Gráfico 8- Veículos rodoviários motorizados em circulação. Fonte: (PORDATA, 2020).


..................................................................................................................................... 18
1 Sumário executivo

O presente plano de negócios tem como objetivo a criação e apresentação de uma


empresa, de nome CargoShare, que atua no setor do comércio a retalho, através de
uma aplicação que possibilita a comercialização de um serviço que permite o
transporte de mercadorias.

Em todo o mundo deparamo-nos com uma grande tendência para o comercio


eletrónico o que na prática se traduz num maior número de encomendas pois é o
produto que vai ter com o consumidor e não o modo tradicional de o consumidor ir à
loja comprar o produto. Como tal é necessária uma eficiente operação das empresas
transportadoras o que por vezes não acontece.

A CargoShare vem preencher essa necessidade presente no mercado de um modo


mais eficiente do que o atual a um custo inferior e com a preocupação ambiental que
os consumidores se identificam.

Para averiguar as condições que a CargoShare iria encontrar ao ser inserida no


mercado, realizou-se uma análise setorial, do meio envolvente e uma análise da
procura e da oferta existente no mercado com o intuito de identificar os fatores que
podem contribuir para o sucesso ou insucesso da empresa.

Realizámos uma análise SWOT, identificando os pontos fortes, pontos fracos,


ameaças e oportunidades e ainda, uma análise do ambiente competitivo, com o
objetivo de definir um plano estratégico que permita atingir os objetivos que foram
previamente estabelecidos assim como um plano de marketing que pretendemos que
seja implementado.
2 Apresentação da Empresa

No presente capítulo iremos apresentar a identificação da empresa, com respetivo


nome/denominação social, logótipo e uma breve explicação do mesmo, direção da
empresa, contactos, CAE (código de Atividade Económica), forma jurídica,
participações socias e a sua repartição pelos sócios.

2.1 Identificação da Empresa

A CargoShare, Sociedade por quotas é uma empresa que se encontra via aplicação
mobile que permite expor o espaço disponível de um veiculo
(camião/carro/carrinha/mota), de modo a que qualquer pessoa/empresa possa ter
acesso a essa informação e usar esse mesmo espaço de acordo com a sua
necessidade, conseguindo assim transportar uma mercadoria do local X para o local Y
a um custo mais competitivo comparativamente ao valor praticado no mercado.

Figura 1 - Logotipo da empresa. Fonte: Elaboração própria

O logotipo da empresa (ver Figura 1) tem como cor principal o verde, que simboliza a
natureza e preservação do meio ambiente dado que a CargoShare tem também como
objetivo a redução da poluição atmosférica, aproveitando viagens, reduzindo o número
de automóveis em circulação. A cor cinzenta presente em “CargoShare” representa a
elegância, sofisticação e eficiência da marca.
2.1.1 Forma Jurídica

A empresa em questão tem como forma jurídica sociedade por quotas onde os sócios
não podem ser responsabilizados pelos prejuízos advindos da atividade da sociedade
e assim evitar problemas futuros.

A CargoShare apresenta os seguintes CAE’s:

⮚ 49410 - Transportes rodoviários de mercadorias.

2.1.2 Contactos da Empresa

Email: geral@cargoshare.pt

Telefone: 212 319 999

Telemóvel: 919 999 999

Morada: Av. Dom João II nº51 Piso 5

Código-Postal: 1990-085 Lisboa


Figura 2 - Contactos da empresa. Elaboração Própria

2.1.3 Participações Sociais

A direção da empresa é constituída por cinco elementos, sendo estes: Catarina


Santos, David Figueiredo, Gonçalo Domingos, Pedro Coelho e Rúben Coelho. Sendo
estes, sócios da empresa.

Participações sociais: Quotas no valor de capital social de 50.000 €

Repartição do capital social pelos sócios:


 Catarina Santos – 10.000 € - realizado integralmente em numerário;
 David Mota – 10.000 € - realizado integralmente em numerário;
 Gonçalo Domingos – 10.000 € - realizado integralmente em numerário;
 Pedro Coelho – 10.000 € - realizado integralmente em numerário;
 Rúben Coelho – 10.000 € - realizado integralmente em numerário.

2.1.4 Promotores

De seguida, serão apresentadas algumas informações básicas relativas aos


promotores da organização:

a) Nome: Catarina Feliciano Santos;

Idade: 22;

Naturalidade: Montijo;

Residência: Montijo;

Formação Académica: A frequentar o 3º ano do curso Gestão da Distribuição e


Logística no Instituto Politécnico de Setúbal;

b) Nome: David Lima Mota Figueiredo;

Idade: 21;

Naturalidade: Almada;

Residência: Seixal;

Formação Académica: A frequentar o 3º ano do curso Gestão da Distribuição e


Logística no Instituto Politécnico de Setúbal;

c) Nome: Gonçalo Domingos;


Idade: 21;

Naturalidade: Barreiro;

Residência: Barreiro;

Formação Académica: A frequentar o 3º ano do curso Gestão da Distribuição e


Logística no Instituto Politécnico de Setúbal;

d) Nome: Pedro Miguel Raposo Coelho;

Idade: 22;

Naturalidade: Amora;

Residência: Amora;

Formação Académica: A frequentar o 3º ano do curso Gestão da Distribuição e


Logística no Instituto Politécnico de Setúbal;

e) Nome: Ruben Miguel Lagarto Coelho;

Idade: 21;

Naturalidade: Montijo;

Residência: Montijo;

Formação Académica: A frequentar o 3º ano do curso Gestão da Distribuição e


Logística no Instituto Politécnico de Setúbal;
3 Análise do Mercado

No presente capítulo iremos fazer uma análise ao mercado, mais precisamente à


envolvente mediata e imediata. A análise da envolvente mediata permite estudar os
fatores externos à empresa que a podem influenciar direta ou indiretamente. Para este
utilizaremos a análise PESTAL.

3.1 Envolvente Mediata - Análise PESTAL

A analise PESTAL tem como componentes as forças políticas, económicas,


socioculturais, tecnológicas, ambientais e legais.

3.1.1 Envolvente Económica

Gráfico 1 - PIB em Portugal. Fonte: [CITATION POR20 \l 2070 ]


Tabela 1- Evolução de componentes económicas. Fonte: [ CITATION Ban20 \l 2070 ]

De acordo com o gráfico e a tabela acima representados (Gráfico 1 e Tabela 1), é


possível concluir que o indicador económico Produto Interno Bruto (PIB) tem um
comportamento bastante oscilante. Entre 2015 e 2016 ocorreu um crescimento deste
indicador, no entanto, a sua tendência é um decréscimo nos próximos anos. No
presente ano (2020) também sofreu um decréscimo relativamente ao ano 2019. Este
decréscimo não é benéfico para a Cargoshare.

No que diz respeito ao Consumo Privado (Error: Reference source not found), este
também sofreu um decréscimo entre 2019 e 2020, não sendo benéfico para a
CargoShare.

Gráfico 2 - Índice de preços do consumidor a nível nacional. Fonte: (PORDATA, 2020)


A inflação tem registado uma ligeira diminuição entre 2018 e 2020 de 1,0% para 0,3%
respetivamente. Este decréscimo pode também representar um aspeto positivo para a
empresa em estudo. No entanto, uma vez que a CargoShare atua apenas no mercado
nacional, importa analisar a evolução da taxa de inflação a nível nacional. Entre 1992
e 2017, tem-se registado um aumento nesta variável [CITATION POR201 \t \l 2070 ].

Analisando agora o poder de compra, este também tem registado uma pequena
evolução em quase todos os territórios, existindo agora um maior equilíbrio em todo o
país como é possível confirmar na Tabela 2 . Este aumento do poder de compra, é
também benéfico para a CargoShare, mesmo que exista um aumento do índice de
preços do consumidor, como vimos anteriormente.

Tabela 2 - Poder de compra a nível nacional. Fonte: [CITATION POR201 \t \l 2070 ]

3.1.2 Envolvente Política

Ao longo dos últimos quatro anos, deparamos-mos com um crescimento inclusivo e


sustentável, com a criação de mais e melhor emprego e a redução da tributação sobre
as empresas e famílias. Portugal é atualmente governado pelo partido socialista, que
ao longo dos últimos quatro anos mostrou uma capacidade de estabilidade,
sustentabilidade e credibilidade. A estabilidade política é crucial para o alcance das
metas de rentabilidade de uma empresa. [ CITATION Soc19 \l 2070 ].

Portugal encontra-se politicamente estável no sentido partidário. Desde 1986 que se


verifica pouca oscilação na escolha dos partidos no poder, diminuindo possíveis
alterações radicais a nível legislativo [ CITATION Con20 \l 2070 ]
As atuais políticas de incentivo ao investimento em Portugal são influenciadas pela
positiva situação de crescimento da economia Portuguesa até ao passado ano 2019.
Segundo o orçamento do estado [ CITATION Con20 \l 2070 ] foi reforçado a dotação
dos Sistemas de Incentivos ao Investimento, o que permitirá a aprovação de cerca
5000 (cinco mil) milhões de euros de investimentos, principalmente nas áreas dos
Transportes, educação, ambiente, entre outros. Haverá incentivo em investimentos
inovadores, que contribuirão para modernizar a economia, melhorar o saldo da nossa
balança comercial e criar mais e melhor emprego.

Haverá um enorme investimento na rede rodoviária portuguesa, via orçamento do


Estado, segundo o Orçamento do estado [ CITATION Con20 \l 2070 ], o que vai
permitir uma melhor afluência do tráfego nas vias portuguesas. Estas medidas
contribuem positivamente para a implementação do nosso projeto, facilitando a
distribuição de mercadorias.

Desde 2008, a Europa tem sofrido os efeitos da mais severa crise económica
verificada nos últimos 50 anos: pela primeira vez, existem na Europa mais de 25
milhões de desempregados e, na maioria dos Estados-Membros, as pequenas e
médias empresas (PME) ainda não conseguiram recuperar para os níveis pré-crise
[ CITATION Uni \l 2070 ]. A UE, é uma união económica entre 28 países europeus,
que visa melhorar o nível de vida dos cidadãos.

3.1.3 Envolvente Legal

Como dito anteriormente, para retomar o crescimento e níveis mais elevados de


emprego, na Europa, a Comissão Europeia declara expressamente que precisa de
mais empreendedores. Desta forma desenvolveu um plano de ação que permite o
desenvolvimento das empresas nas áreas da formação, acesso a financiamentos,
apoio das empresas em fases cruciais do seu ciclo devida, encargos regulamentares,
entre outras [ CITATION INF20 \l 2070 ].

O IAPMEI é um dos Organismos Intermédios dos Sistemas de Incentivos Portugal


2020, nomeadamente no Sistema de Incentivos à Inovação Empresarial e
Empreendedorismo, no Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização
das PME e no Sistema de Incentivos à Investigação e Desenvolvimento Tecnológico.
Um dos apoios para as empresas é o Sistema de Incentivos à Inovação que funciona
com um sistema híbrido de apoio, que combina incentivo não reembolsável, com um
instrumento financeiro de garantia (reembolso de capital e isenção de juros).

Figura 3 - Sistema de Incentivos à Inovação. Fonte: (Portugal2020, 2020)

Existe ainda uma ferramenta muito essencial para o apoio a novas empresas e
empreendedorismo que se chama “Tem uma ideia?” onde é apresentado
oportunidades de financiamento (consoante a área temática e a localização da
empresa) no âmbito do programa Portugal 2020.

3.1.4 Envolvente Tecnológica

Gráfico 3- Evolução do consumo de Internet. Fonte: [CITATION POR201 \t \l 2070 ]

No que diz respeito ao acesso a computadores e redes móveis com acesso à internet,
podemos verificar que tem vindo a aumentar. O consumo da internet é mais acentuado
no grupo etário dos 16-24, sendo estas as idades que se começa a entrar no mercado
de trabalho. Este representa um fator importante para o crescimento da CargoShare,
dado que se trata de uma aplicação móvel.
3.1.5 Envolvente Ambiental

Nas últimas décadas registaram-se diminuições nas emissões de


numerosos poluentes atmosféricos. No entanto, mesmo que exista
cada vez mais uma maior consciencialização para a diminuição do
impacto ambiental, a concentração de poluentes atmosféricos
permanece bastante elevada.

No caso concreto do setor de transportes e armazenagem, tem-se


registado também uma diminuição do índice de poluição, ainda que
se mantenha elevado. Este é também um fator de preocupação para
a CargoShare, dado que um dos seus objetivos é reduzir o número
de veículos em circulação, aproveitando o seu espaço vazio.

Tabela 3 - Índice de poluição no setor


automóvel. Fonte: [CITATION
3.1.6 Envolvente Sociocultural POR201 \t \l 2070 ]

São os fatores de origem social e cultural que influenciam e moldam os


comportamentos dos consumidores, bem como o ambiente
em que vivem, as relações que estabelecem e os costumes que adquirem. Assim
sendo, podemos entender que o hábito de consumo se modifica, alterando o que as
pessoas compram. De acordo com os valores e costumes em Portugal, podemos
perceber que sempre houve a necessidade de fazer o transporte de pequenas e
grandes mercadorias, algo que foi alterando ao longo do tempo.

Observando a Gráfico 4 podemos perceber que em 2018 foram transportadas


8.348.000 (oito milhões trezentos e quarenta e oito mil) ton, tendo sofrido uma
diminuição relativamente ao ano anterior.[ CITATION INE18 \l 2070 ]
Gráfico 4 - Mercadorias por tipo. Fonte: [ CITATION INE18 \l 2070 ]

Apesar da empresa ser online, decidimos criar uma sede na região que tivesse maior
fluxo de mercadoria, logo a partir do Tabela 4 conseguimos perceber que a região com
maior fluxo de mercadoria seria a zona centro (Aveiro, Castelo Branco, Viseu, Coimbra
e Guarda) com um total de 18.057.000 ton. [ CITATION INE18 \l 2070 ]

Tabela 4 - Fluxo de mercadorias inter-regiões. Fonte: [ CITATION INE18 \l 2070 ]

Com o aparecimento do coronavírus/ COVID-19 podemos perceber que com a entrada


da legislação em vigor (estado de emergência) a procura por transporte de pequenas
e grandes mercadorias provavelmente aumentou, ou seja, houve um aumento elevado
da quantidade de pessoas presentes em casa, sendo assim a procura por serviços
online aumentou, serviços estes como a alimentos levados a casa, compras do dia,
etc, tornando-se a altura ideal para o lançamento da nossa empresa.
3.2 Envolvente Imediata

3.2.1 Caracterização do Setor

O setor dos transportes tem desempenhado um papel fundamental no que diz respeito
ao desenvolvimento de qualquer país enquanto sociedade e economia uma vez que
permite a mobilidade de bens e serviços indispensáveis a qualquer entidade, seja esta
privada ou pública.

Segundo o Banco de Portugal [CITATION Ban19 \l 2070 ] em 2017 o setor dos


transportes representava 4% das empresas em Portugal (16 mil empresas), 3% do
volume de negócios (12 mil milhões de euros) e 4% das pessoas ao serviço (113 mil
pessoas).

Gráfico 5- Estruturas por segmentos de atividade económica. Fonte: [ CITATION Ban20 \l 2070 ]

Por segmentos de atividade económica, os transportes terrestres eram o segmento


mais relevante, com 98% (noventa e oito por cento) do número de empresas, 60%
(sessenta por cento) do volume de negócios e 88% (oitenta e oito por cento) do
número de pessoas ao serviço. [ CITATION Ban19 \l 2070 ].

Em 2017, o volume de negócios do setor dos transportes aumentou 11% (onze por
cento), variação superior à observada no total das empresas (9%) e ao crescimento
marginal do volume de negócios do setor em 2016. Este aumento foi transversal a
todas as classes da dimensão e a todos os segmentos de atividade [CITATION
Ban19 \l 2070 ]
Gráfico 6- Taxa de natalidade das empresas. Fonte: [CITATION POR201 \t \l 2070 ].

Relativamente ao setor de transporte e armazenagem, como mostra o gráfico, existe


um forte crescimento de empresas desde 2014 até aos dias de hoje o que se traduz
em mais um desafio que teremos de enfrentar devido a um maior número de
concorrentes.

Gráfico 7- Extensão da rede nacional rodoviária. Fonte: [CITATION POR201 \t \l 2070 ].

Desde o início do século que o governo português tem vindo a aumentar o


investimento na rede rodoviária, existindo um aumento significado na sua extensão
desde 1999 até 2018 o que é fator muito importante para o nosso negócio.
Gráfico 8- Veículos rodoviários motorizados em circulação. Fonte: [CITATION POR201 \t \l 2070 ].

Em relação aos veículos motorizados em circulação reparamos que existiu um


decréscimo entre 2010 e 2014 devido à crise sentida em Portugal. Desde então, a
tendência é o aumento do número de veículos em circulação, o que representa
também um fator fundamental para o nosso negócio.

3.2.2 Analise da Concorrência

A concorrência da empresa CargoShare é relativa a todas as empresas de transporte


de mercadorias, pelo facto de todas estas realizarem um serviço semelhante. Porém,
a CargoShare para realizar os seus serviços de aluguer de espaço nos diversos tipos
de transporte, necessitaria de parcerias com empresas do setor, e, portanto, estas não
poderiam ser consideradas concorrentes.

Deste modo, irão ser caraterizadas algumas das empresas do setor de transportes
com maior poder de mercado, demonstrando as possíveis ameaças à inserção da
CargoShare no mercado.

É de salientar que o transporte rodoviário de mercadorias em Portugal registou um


volume de negócios de 2.900 milhões de euros no passado ano de 2019, o que traduz
uma subida de 2% face ao ano anterior, indicam os dados divulgados pelo
observatório DBK. Em Portugal, as cinco maiores transportadoras valem 17,1% do
mercado e as dez maiores representam uma "fatia" de 26,4%.[ CITATION Ped20 \l
2070 ]
3.2.2.1 DHL

A DHL Supply Chain é uma empresa de logística através da combinação de serviços


de gestão e de valor acrescentado com os serviços tradicionais de pedidos e
distribuição, sendo as soluções integradas de logística personalizadas. Está presente
em cerca de 220 países e conta com mais de 6500 instalações como hubs, terminais e
armazéns. Além disso, oferece uma experiência especializada comprovada nos
setores Automóvel, de Consumo, Químicos, Energia, Engenharia e Produção,
Ciências da Vida e Cuidados de Saúde, Retalho e Tecnologia. [ CITATION DHL \l
2070 ]

No ano de 2020 a empresa DHL pretende investir cerca de 100 milhões de euros na
Península Ibérica, mostrando que quer impor-se no seu setor perante as marcas que
se encontram há mais tempo no mesmo. O investimento passa pelo desenvolvimento
do serviço de distribuição de encomendas para particulares (B2C), como também
passa pela consolidação do serviço de distribuição de encomendas comerciais que
possuem para empresas (B2B).

No ano de 2019, o grupo Grupo Deutsche Post DHL apresentou um aumento da


receita total de 4,1%, o que significa aproximadamente 15,4 mil milhões de euros (a
nível mundial), entre janeiro e março face ao período homólogo do ano anterior. O
lucro operacional (EBIT) aumentou 28,1%, para 1,2 mil milhões de euros. Com estes
resultados podemos concluir que é uma empresa com uma capacidade financeira
assinalável, estando posicionada em mercados atrativos em que os fatores de
crescimento estão intactos.[ CITATION Vic191 \l 2070 ]

3.2.2.2 Luís Simões

A Luís Simões é uma empresa de distribuição e de logística Ibérica, estando inserida


em vários setores de atividade, tais como: a alimentação, automotive, bebidas,
eletrónica e consumo, retalho, Home & Personal Care, entre outros. Conta com 2500
colaboradores diretos, tendo a sua frota aproximadamente 2100 veículos, é
provavelmente a maior empresa de transporte em Portugal, pois realiza o transporte
anual de aproximadamente 7 mil toneladas. [ CITATION Luí20 \l 2070 ]

Recentemente a empresa Luís Simões apresentou um grande investimento em


Espanha, de aproximadamente 40 milhões, o que demonstra a grande dimensão da
distribuidora portuguesa, querendo se expandir para outros mercados. Em 2018, a
Luís Simões gerou uma receita de 244 milhões de euros, dessa cifra, 111 milhões
corresponderam à Espanha (45% da receita total).[ CITATION Abí19 \l 2070 ]

Para além disso, na empresa Luís Simões grande parte do transporte realizado é
maioritariamente mercadorias de construção, 34,2% do total, segundo o relatório e
contas de 2017. O segmento alimentar (onde se inclui agricultura e pecuária) é o
segundo mais relevante com um peso de 24,8% e um crescimento.[ CITATION
Rel17 \l 2070 ]

3.2.2.3 Nacex

A Nacex é especialista no transporte entre empresas (B2B) e particulares (B2C) e


oferece uma ampla gama de serviços nacionais, internacionais e de valor
acrescentado que se adaptam às necessidades de entrega mais exigentes do
mercado. Conta com cerca de 2500 colaboradores, 1700 veículos e 31entropostos
logísticos.

Nesse sentido, estabeleceu uma rede de agências exclusivamente em Espanha,


Andorra e Portugal de modo a assegurar a partir de ferramentas tecnológicas de
última geração, a rastreabilidade dos envios em tempo real e sistemas de
comunicação com os clientes. [ CITATION Nac20 \l 2070 ]

A Nacex destaca-se pela qualidade do seu trabalho em setores-chave da área da


saúde e das tecnologias da informação e comunicação (TIC). Neste campo a
transportadora conta já com uma larga experiência no transporte de material médico-
hospitalar (material cirúrgico e ortopédico) nas áreas da ortodontia, laboratórios,
farmacêutica, bem como no que respeita a material ligado à eletrónica, informática,
telecomunicações, entre outros. O rápido crescimento da empresa em Portugal tem
como base a oferta de uma ampla gama de serviços associada às mais avançadas
ferramentas de gestão aplicadas ao seu sistema de comunicação e aos seus sistemas
operacionais, que permitem a monitorização do estado das entregas, bem como a
gestão de incidências de forma automática, em tempo real, via online. As ferramentas
informáticas e aplicações da NACEX permitem ainda uma total interação com o
cliente, através da integração destas nos programas de gestão e faturação dos
próprios clientes, facilitando a documentação em modo automático de todas as
expedições.
3.2.3 Modelo das 5 Forças de Porter

1) Barreiras à entrada:

O aparecimento de novos concorrentes, sejam eles diretos ou indiretos, podem


colocar em causa a rendibilidade do negócio da CargoShare. Assim, por forma a
proteger o seu negócio, a empresa terá de salvaguardar os seus próprios direitos
através de patentes.

Associada à criação desta nova aplicação está o investimento inicial que será
médio/alto, e ainda a sua sinergia com outras empresas e negócios que trabalhem no
setor dos transportes.

2) Poder de negociação dos clientes:

O comportamento dos consumidores tem uma grande influencia no sucesso de


qualquer empresa, uma vez que são estes que constituem a fonte de receitas. No
entanto, o seu comportamento pode sofrer alterações com a existência de
produtos/serviços substitutos, por exemplo.

Assim dado que a CargoShare é uma empresa nova, e por isso, com pouco
reconhecimento no mercado, o seu poder/peso é baixo.

3) Poder de negociação dos fornecedores:

Os fornecedores influenciam a rentabilidade estrutural da indústria através de fatores


como a política de preços de venda, de entrega e qualidade dos produtos/serviços.

4) Ameaça de produtos/serviços substitutos

A existência de empresas como a Glovo que já desenvolvem um serviço parecido e


ainda os nossos clientes adotarem por uma distribuição própria.

5) Rivalidade entre concorrentes

Como a nossa empresa necessita de parcerias com empresas do setor, não iria existir
rivalidade entre os concorrentes.
Poderá existir o aparecimento de empresas semelhantes à CargoShare.

3.2.4 Analise SWOT

A análise SWOT permite obter uma visão global de todas as forças que influenciam o
negócio, sejam elas influentes do meio interno ou externo. Permite-nos estudar o
mercado ao qual nos queremos introduzir, facilitando as estratégias sobre como
aproveitar as oportunidades de mercado e como controlar e eliminar as ameaças e
pontos fracos que podem colocar em risco o sucesso do negócio.[CITATION Ter20 \l
2070 ]

3.2.4.1.1 Pontos fortes

 Permite conhecer o local exato onde se encontra a encomenda;


 Possibilita ter contacto permanente com o distribuidor;
 Preço mais competitivo;
 Aproveitamento de espaços de viagens com espaço em vazio;
 Preocupação com o meio ambiente;
 Atendimento especializado e personalizado

3.2.4.2 Pontos fracos

 O meio de transporte não se adequar à mercadoria a ser transportada;


 Não permite a recolha/entrega do produto onde o cliente deseja;
 Maior dificuldade para mercadorias de grandes dimensões;
 Barreiras à entrada no mercado devido à concorrência existente
 Custos elevados de Marketing e I&D

3.2.4.3 Oportunidades

 Aproveitar a vasta extensão da rede rodoviária;


 Elevado número de transportes com espaço disponível;
 Possibilidade de aumentar rendimentos a particulares que tenham
disponibilidade de espaço no seu meio de transporte;
 Possibilidade de estabelecer alianças estratégicas com universidades,
politécnicos e PME’s na área da tecnologia para I&D da aplicação;

3.2.4.4 Ameaças

 Aumento da concorrência na área dos transportes;


 Distribuição própria das empresas que utilizam transportadoras;
 Oscilação no preço dos combustíveis
 Aumento da tarifa de portagens e SCUTS

Na Tabela 5 é possível visualizar a análise SWOT sistémica, onde estão presentes as


possíveis estratégias a adotar pela empresa

Oportunidades Ameaças
Pontes Fortes

 Criação de parcerias  Criação de parcerias com


com universidades como empresas na área da
o IPS, como divulgação distribuição
e inovação da
CargoShare
Pontos Fracos

 Apostar no atendimento  Maior divulgação da página


ao cliente, de forma a online, como por exemplo,
diferenciar-nos das nas redes sociais e em blogs
empresas de distribuição
no mercado.

Tabela 5 - Análise SWOT estratégica. Fonte: Elaboração própria

O principal foco da CargoShare está na utilização da tecnologia de forma a aumentar a


acessibilidade de transportes de mercadorias para todas as pessoas, a qualquer hora
e em qualquer lugar, ajudando também no aproveitamento total dos espaços dos
veículos. O nosso objetivo é criar soluções de transportes que melhorem o
deslocamento das mercadorias do ponto A ao ponto B, removendo as barreiras
existentes. Asseguramos a segurança do transporte das mercadorias, utilizando a
tecnologia.

4.2 Visão

A Cargo Share pretende ser a referência no setor do transporte em Portugal,


destacando-se pela qualidade do serviço, eficiência e custos associados. Tem como
finalidade a satisfação de todas as partes interessadas, sendo essa relação de
extrema importância para o crescimento sustentável da Cargo Share através de
práticas empresariais e ambientais sustentáveis.

4.3 Objetivos do Negócio

O presente projeto estabeleceu os seguintes objetivos:

 Atingir um nível de satisfação do consumidor de 90%;


 Conseguir reduzir em, pelo menos, 50% o transporte em vazio nos
transportes rodoviários;
 Conseguir reduzir, no mínimo, 10% do índice de poluição no setor dos
transportes.

4.4 Estratégia do Negócio

Em concordância com o modelo das estratégias genéricas de Porter, este descreve a


estratégia competitiva como sendo sinónimo de decisões, onde necessitam ações com
a desígnio de criar uma posição que possibilite defender um setor. Dessa forma o
objetivo é conseguir lidar com as cinco forças competitivas e expandir o retorno sobre
o investimento. Para além disso, Porter observa que há diversas maneiras de se
posicionar estrategicamente, variando de acordo com o setor de atuação, capacidade
e características da Organização. Neste sentido, existem quatro estratégias genéricas:
a liderança de custos, diferenciação, foco nos custos e foco na diferenciação, como é
possível observar na seguinte tabela.
Figura 4 - Estratégia. Fonte: [ CITATION Thi \l
2070 ]

Após analisar o mercado alvo e o tipo de competição foi concluído que a CargoShare
pertence a um mercado com necessidades, expectativas e comportamentos de
consumo específicos, sendo um serviço personalizado de transporte de mercadorias.
A estratégia de entrada que concede um maior potencial de competitividade para a
CargoShare é a estratégia de diferenciação com foco no segmento de mercado de
transporte de mercadorias, onde a singularidade do serviço irá ser uma vantagem
competitiva.
4.5 Modelo de Negócio

Para uma melhor compreensão do nosso modelo de negócio, procedemos à


elaboração do Business Model Canvas que permite uma melhor descrição do modelo
de negócios de uma empresa através dos 9 blocos que demonstram a forma como a
mesma pretende atingir os seus objetivos e assim, obter o maior lucro.
5
6 Referências

2020, P. (2020). Tem uma ideia. Obtido de https://www.portugal2020.pt/tem-uma-ideia

Banco de Portugal. (2019). Obtido de https://www.bportugal.pt/comunicado/nota-de-


informacao-estatistica-analise-das-empresas-do-setor-dos-transportes-2017

Constitucional, G. (2020). Orçamento do Estado 2020. Obtido de Orçamento do


Estado 2020: https://www.oe2020.gov.pt/

Costa, T. (2020). Empreendedorismo. Obtido de


https://moodle.ips.pt/1920/pluginfile.php/531797/mod_resource/content/1/Proje
cto%20de%20Empreendedorismo%202019_2020.pdf

Curvelo, P. (9 de Janeiro de 2020). Jornal de Negócios. Obtido de


https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/transportes/detalhe/transporte-
rodoviario-de-mercadorias-em-portugal-faturou-2900-milhoes?
fbclid=IwAR2SPk-
qIZiVrH7svPPXMusccwFWFs73KMBLRK7vwCFzpbkSOxQ9cTuuY4Q

DHL. (2020). DHL. Obtido de https://www.dhl.com/pt-pt/home/sobre-nos.html

Estado, A. C. (2020). Compete 2020. Obtido de


https://www.compete2020.gov.pt/noticias/detalhe/Novo_si_inovacao

Europeia, U. (2020). União Europeia. Obtido de https://europa.eu/european-


union/about-eu/countries_pt

Ferreira, A. (8 de Outubro de 2019). Economia. Obtido de


https://expresso.pt/economia/2019-10-08-Grupo-Luis-Simoes.-Espanha-
supera-Portugal-ja-em-2019

IAPMEI. (2020). Incentivos Portugal 2020. Obtido de


https://www.iapmei.pt/PRODUTOS-E-SERVICOS/Incentivos-
Financiamento/Sistemas-de-Incentivos/Incentivos-Portugal-2020.aspx

imtip. (s.d.). IMT. Obtido de IMT:


http://www.imtip.pt/sites/IMTT/Portugues/Observatorio/Estatisticas/OutrasInfor
macoes/Documents/2019/ETC_2018.pd
INE. (2018). INE. Obtido de INSTITUTO NACIONAL DE ESTATISTICA:
https://www.ine.pt/xportal/xmain?
xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes&PUBLICACOESpub_boui=358630755&PUB
LICACOEStema=55488&PUBLICACOESmodo=2

Jorge, V. (10 de Maio de 2019). Logistica e transporte hoje. Obtido de


https://www.logisticaetransporteshoje.com/transportes/grupo-da-dhl-cresce-41-
no-primeiro-trimestre-de-2019/

Nacex. (2020). Obtido de http://www.nacex.es/irHome.do

PME, I. (2020). Empreendedorismo na União Europeia (UE). Obtido de


http://www.pofc.qren.pt/ResourcesUser/2013/Publicacoes/EUReport1_Empree
ndedorismo2020.pdf

PORDATA. (2020). Obtido de https://www.pordata.pt/

PORDATA. (2020). Taxa de Inflação (Taxa de Variação do Índice de Preços no


Consumidor). Obtido de https://www.pordata.pt/Portugal/Taxa+de+Infla
%C3%A7%C3%A3o+(Taxa+de+Varia%C3%A7%C3%A3o+do+
%C3%8Dndice+de+Pre%C3%A7os+no+Consumidor)
+total+e+por+consumo+individual+por+objectivo-2315

Portugal, B. d. (2020). Obtido de https://www.bportugal.pt/page/projecoes-economicas

Relatório e Contas. (2017). Obtido de http://www.luis-simoes.com/wp-


content/uploads/2018/11/LS-SGPS_Consolidado_RC_2017.pdf

Rocha, T. G. (2015). Estratégia competitiva. Obtido de


https://pt.slideshare.net/thiagogouveiarocha1/estratgia-competitiva-de-michael-
porter

Simões, L. (2020). Obtido de https://www.luis-simoes.com/

Socialista, P. (2019). Programa Eleitoral do Partido Socialista. Obtido de Programa


Eleitoral do Partido Socialista: https://www.ps.pt/programa-eleitoral-ps-
legislativas2019.pdf