Você está na página 1de 15

República de Angola

Ministério da Educação Luanda


Instituto Médio Industrial de Luanda

Tema de Trabalho :
 As Gerações dos Computadores
 Sistemas de Numeração

Curso : Técnico e Gestor de Sistemas Informáticos

Nome do Estudante :
Zacarias Osvaldo Barros dos Santos
Turma : IG10B
Sala : 65
N.º 45

DOCENTE
_________________
ÍNDICE

1. Introdução á Informática
1.1 Introdução aos Computadores
2. As Gerações dos Computadores
3. Sistemas de Numeração
INTRODUÇÃO

Neste trabalho irei abordar sobre o centro do desenvolvimento


global, a tecnologia, tendo em conta quais suas funções,
objetivos, abrangência. Falar de tecnologia envolve falar do que
a domina ` a Informática`.
Falaremos sobre o que caracteriza sendo os Computadores.
Debateremos também sobre sua etapas ou Gerações e sobre os
requisitos que a modernizaram e a desenvolveram.
INTRODUÇÃO Á INFORMÁTICA

A palavra Informática Surgiu da junção feita pelo francês Philippe Dreifus


das palavras em Inglês :
Information + Automatic = Informatic
Logo dá-se a conhecer, a informação automática.
A Informática é a ciência que estuda o tratamento da informação por
meios automáticos, envolvendo os dispositivos eletrónicos ou
computadores.
A informática assenta três áreas :
 Hardware
 Software
 Firmware
Comecemos a definir as sua áreas :
HARDWARE : É a parte física do Computador , ou seja, tudo no qual pode
ser apalpado constitui o hardware.
SOFTWARE: É a parte lógica ou de cálculos e atividade do computador.
Divide - se em:
Software de Sistema e Software de Aplicação.
FIRMWARE: Constitui os programas permanentes do Computador.
Introdução aos Computadores
Os computadores como base da éra eletrónica que nos encontramos são
um conjunto de circuitos e componentes integrados eletrónicos
que podem executar operações com rapidez e ordem de
instruções elaborados pelo utilizador.

Bem, o computador tem vindo desde a antiguidade,


sofrendo muitas atualizações. Por isso cabe-nos também falar
sobre suas éras ou gerações.

O computadores tem as seguintes épocas ou gerações :

OS PRIMÓRDIOS

É a primeira fase da evolução dos computadores ou os


primeiros equipamentos usados para calcular. O computador
além do que muitos pensam teve início a cerca de 5000 anos
A.E.C, quando descobriu que com pedras e outros objetos não
davam mais para fazer cálculos, decidindo assim criar um
aparelho simples (formado por placas de argilas onde se
escreviam algarismos que auxiliavam nos cálculos.

Esse aparelho foi chamado de Ábaco. Palavra de origem


Fenícia.

Cerca de 200 anos A.E.C o ábaco constituído por uma moldura retangular de madeira
com varetas paralelas e pedras deslizantes.
Ainda nesta época foi feito um grande passo para a evolução dos computadores.
Em 1642, um francês de 18 anos de idade chamado Blaise Pascal inventou o que mais
tarde foi chamada ` a percursora das calculadoras mecânicas´ a primeira máquina de
somar a ` Pascaline ´ a qual executava operações aritméticas quando se girava os
discos.
Mais tarde, por volta de 1671 na Alemanha, Gottfrie Von Leibniz inventou uma
máquina muito parecida com a Pascaline que efetuava cálculos de multiplicação e
divisão, a qual se tornou a antecessora directa das calculadoras manuais.
No início do século XIX, mais especificamente em 1822 foi desenvolvida por um
cientista Inglês ` Charles Babbage ´ uma máquina diferencial que fazia cálculos com
funções trigonométricas e logarítmicas.
E em 1834, Babbage desenvolveu uma máquina capaz de executar as 4 operações
fundamentais, e a máquina podia armazenar dados em uma memória de até 1000
números de 50 dígitos e imprimir resultados.
A máquina de Babbage só foi concluída após a sua morte. A máquina de Babbage
tinha os componentes essenciais dos computadores modernos sendo:
 Os dispositivos de entrada
 Os dispositivos de saída
 A memória
 A unidade aritmética e lógica
 A unidade de controlo
Estes detalhes fizeram com que Babbage fosse considerado Pai dos Computadores.
Os conceito de Babbage eram postos em práticas contínuas até que em 1937,
HOWARD AIKEN desenvolveu o que veio a ser o primeiro Computador
eletromecânico do mundo o `MARK I. Este projeto foi apoiado pela I.B.M
(Internacional Business Machine).

A primeira geração (1940 – 1954)


Nesta época os computadores passaram eram usados por grandes especialistas ou
suja, em laboratórios. Aqui os computadores funcionavam a base de válvulas.
Em 1943 foi inventado o primeiro computadores eletrónico de grande porte o `
E.N.I.A.C ( Eletronic Numeric Integrator And Calculator).
Foi construído na Universidade de Pensilvânia o E.N.I.A.C e tinha as seguintes
características:
 Totalmente eletrónico
 Tinha cerca de 18000 válvulas
 500.000 Conexões de solda
 30 Toneladas de peso
 170 m (metros quadrado)
 Duas vezes maior que o MARK I.
 Realizava uma soma em 0,0002/s
 Realizava uma multiplicação em 0,005/s com números de 10 dígitos

Houve vários sucessores nesta geração tai como:


 O E.D.V.A.C (Electronic Discret Variable Automatic Computer).
Uma grande característica deste computador era o facto de poder codificar as
informações de forma binária em vez de forma decimal, reduzindo assim o número de
válvulas.
 O U.N.I.V.A.C ( UNIVERSAL AUTOMATIC COMPUTER).
Foi primeiro computador a ser produzido em escala comercial. Foi criado pelo mesmos
criadores do E.N.I.A.C.

 Esta ou seja, A primeira geração de computadores foi marcada pelo


uso de válvulas em computadores.
A SEGUNDA GERAÇÃO (1955 – 1962)
Antes dessa geração em 1948, John Bardeen, William Schokley e Walter Brattain
inventaram os Transístores.
Em 1952 a BELL LABORATORIES concretizou a invenção do transístor, passou a
ser um componente básico na construção de computadores e apresentava as
seguintes vantagens:
 Aquecimento mínimo
 Pequeno consumo de energia
 Mais confiável e veloz do que as válvulas
Já as válvulas tinham as seguintes característica :
 Aquecimento demasiado provocando queima constante
 Elevado consumo de energia
No início da segunda geração, em 1955 conclui-se o primeiro computador
transístorado feito pela BELL LABORATORIES que foi o TRADIC, o qual
possuía 800 transístores, sendo cada um seu próprio recipiente.
Nesta geração são desenvolvidas as primeiras linguagens de programação de alto
nível:
 O FORTRAN (Formula Tranlator)
 O COBOL (Common Business Oriented Language)

Estas linguagens tornaram a programação de computador mais simples, dado que


eram mais fácil de aprender, requeriam menos tempo de escrita, eram mais fáceis de
alterar e de manter.

 A segunda geração de computadores foi marcada pela utilização de transístor e


pelo surgimento dos Circuitos Impressos e o surgimento da linguagem
simbólica ou de programação.
A TERCEIRA GERAÇÃO (1963 – 1969)
Antes dos aprimoramentos dessa geração em 1958 á 1959, Robert Noyce e Jack Kilby
participam do desenvolvimento do Circuito Integrado.
Em 1964, a IBM System/360, lança, cuja a série marcou uma nova tendência na
construção de computadores com o uso de Circuitos Integrados ( CI ), os pastilhas,
ficaram conhecidas como Chips.
Em 1961 Steve Hofstein descobriu o transístor de efeito de campo, usado no CI
MOS ( Metal Oxide Semicondutor).

Em 1971 os estudantes William Bill Gates e Paul Allen criaram o primeiro Software
para micro – computadores.
Anos mais tarde Bill Gates e Paul Allen fundaram a Microsoft, uma das empresas
mais bem sucedidas para Micro – Computadores.

 Esta geração foi diferenciada e caracterizada pela entrada de Circuitos


Integrados, e pelo surgimento do primeiro sistema operativo o MS2. E pelo
surgimento da possibilidade do tratamento da informação á distância.

A QUARTA GERAÇÃO (1970 – PRESENTE)

Na década de 80 foi criado o IC – LSI (Integrated Circuit Large Scale


Integration), onde foram desenvolvidas as técnicas completas para se
aumentar cada vez mais o número de componentes do mesmo circuito.

 Em 1971 a INTEL uma das maiores companhias fabricantes de


processadores lança o INTEL 4004 e o ALTAIR 8800.

 Em 1981 ,a IBM resolve entrar no mercado de microcomputadores com o


lançamento do IBM – PC.

 Esta geração foi caracterizada pela diminuição do tamanho dos


computadores e preço sendo comum o uso de portátil. Bem como o uso
de micro – processadores e permitindo a partilha de software,
informação e recursos ( impressoras, scanners, etc).
A QUINTA GERAÇÃO ( PRESENTE – FUTURO )

Têm como característica o uso de IC – VLSI (Integrated Circuit Very Large


scale Integration).
Os chips vêm diminuindo tanto de tamanho, fazendo com que
seja possível a criação de computadores cada vez menores, como é
o caso da micro – miniaturização do micro – processadores F – 100,
que mede somente 0,6cm^2(ao quadrado), e é pequeno o
suficiente para passar pelo buraco de uma agulha.
 Esta geração prevê-se que ocorra a massificação dos sistemas
periciais e inteligência artificial, um grande impulso para o
desenvolvimento dos periféricos inteligentes.

3 SISTEMA DE NUMERAÇÃO

Os sistemas de numeração é um sistema em que um conjunto de


números são representados por numerais de uma forma consistente.
Bem, um numeral é um símbolo ou grupo de símbolos que
representa um número em um determinado instante da evolução do
homem.
Tem-se que, numa determinada escrita ou época, os numerais
diferenciaram-se dos números do mesmo modo que as palavras se
diferenciaram das coisas a que se referem. Os símbolos "11", "onze" e "XI"
(onze em latim) são numerais diferentes, representativos do mesmo
número, apenas escrito em idiomas e épocas diferentes.
Mas, nós vamos falar apenas sobre os sistemas de numeração em
computadores, sendo estes alguns destes os ditos aqui a frente.
Sistema Decimal
 O sistema decimal é um sistema de numeração de posição que utiliza a
base dez.  Símbolos
 Símbolos da base Decimal : 1 2 3 4 5 6 7 8 9
Baseia-se em uma numeração de posição, onde os dez algarismos indo-arábicos : 0 1 2
3 4 5 6 7 8 9 servem a contar unidades, dezenas, centenas, etc. Da direita para a
esquerda.
Contrariamente à numeração romana, o algarismo árabe tem um valor diferente
segundo sua posição no número: assim, em 111, o primeiro algarismo significa 100, o
segundo algarismo 10 e o terceiro 1, enquanto que em VIII (oito em numeração
romana) os três I significam todos 1.
Assim: No sistema decimal o símbolo 0 (zero) posicionado à esquerda do
número escrito não altera seu valor representativo.
Assim: 1; 01; 001 ou 0001 representam a mesma grandeza, neste caso a unidade. O
símbolo zero posto à direita implica multiplicar a grandeza pela base, ou seja, por 10
(dez).

Assim:
347=3*100+4*10+7*1
No sistema decimal o símbolo 0 (zero) posicionado à esquerda do número escrito não
altera seu valor representativo.
Assim: 1; 01; 001 ou 0001 representam a mesma grandeza, neste caso a unidade. O
símbolo zero posto à direita implica multiplicar a grandeza pela base, ou seja, por 10
(dez).
SISTEMA BINÁRIO
O sistema binário ou base 2, é um sistema de numeração posicional
em que todas as quantidades se representam com base de dois números.
Os símbolos de base binária são o 0 e 1.
Os computadores digitais trabalham internamente com dois níveis de
tensão, pelo que o seu sistema de numeração natural é o sistema binário.
Com efeito, num sistema simples como este é possível simplificar o
cálculo, com o auxílio da lógica booleana. Em computação, chama-se um
dígito binário (0 ou 1) de bit, que vem do inglês Binary Digit.
Um agrupamento de 8 bits corresponde a um byte (Binary Term).
O sistema binário é base para a Álgebra booleana (de George Boole -
matemático inglês), que permite fazer operações lógicas e aritméticas
usando-se apenas dois dígitos ou dois estados (sim e não, falso e
verdadeiro, tudo ou nada, 1 ou 0, ligado e desligado, acesso ou apagado).
Os programas de computadores são codificados sob forma binária e
armazenados nas mídias (memórias, discos, etc) sob esse formato.
Sobre esse critério há necessidade de sabermos como usá-los.
Operações com Binários
Conversão de Decimal para Binário:

Divide-se sucessivamente por 2. Depois o número binário é formado pelo


quociente da última divisão seguido dos restos de todas as divisões na
sequência em que foram realizadas.
Exemplo: 8D = ?B
8/2=4 resto = 0
4/2=2 resto = 0
2/2=1 resto = 0
8D = 1000B

Conversão de Binário para Decimal:

Deve-se escrever cada número que o compõe (bit), multiplicado pela


base do sistema (base=2), elevado à posição que ocupa. A soma de cada
multiplicação de cada dígito binário pelo valor das potências resulta no
número real representado.
Exemplos :
1 × 2³ + 0 × 2² + 1 × 2 1 + 1 × 2 0 = 8 + 0 + 2 + 1 = 11 1011B = 11D

DECIMAL BINÁRIO DECIMAL BINÁRIO

0 0 7 111

1 1 8 1000

2 10 9 1001
10 1010
3 11

4 100 11 1011

5 101 12 1100

6 110 13 1101

Soma de Binários:
0+0=0
0+1=1
1+0=1
1+1= 10
1+1+1= 11
Para somar dois números binários, o procedimento é o seguinte:
Exemplo 1:
* 1100 + 111 ----- = 10011

Explicando:
Na soma de 0 com 1 o total é 1. Quando se soma 1 com 1, o
resultado é 2, mas como 2 em binário é 10, o resultado é 0 (zero) e passa-
se o outro 1 para a "frente", ou seja, para ser somado com o próximo
elemento, conforme assinalado pelo asterisco, como no exemplo acima.
** 1100 + 1111 ----=11011

Explicando:

Nesse caso acima, na quarta coluna da direita para a esquerda,


nos deparamos com uma soma de 1 com 1 mais a soma do 1 ( * ) que veio
da soma anterior.

Quando temos esse caso (1 + 1 + 1), o resultado é 1 e passa-se


o outro 1 para frente.

Subtração de Binários:

0-1=1 e vai 1* para ser subtraído no dígito seguinte.

1-1=0

1-0=1

0-0=0

Sistema Hexadecimal
 O sistema hexadecimal é um sistema de numeração posicional que
representa os números em base 16, portanto empregando 16 símbolos.

 Símbolos da base Hexadecimal: 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 A B C D E F.

O sistema hexadecimal está vinculado à informática, pois os


computadores costumam utilizar o byte como unidade básica da
memória. 1 byte = 8 bits e então um byte pode ser representado por 8
algarismos do sistema binário ou por 2 algarismos do sistema
hexadecimal. Ex: Bin = 10011100, Hexa= 9C.

Exemplo de equivalência das 3 bases vistas até agora:


DECIMAL BINÁRIO HEXADECIMAL

10 1010 A

22 10110 16

47 101111 2F

Estes são os diferentes tipos de Sistemas De Numerações.


CONCLUSÃO

Em suma os destaques deste trabalho são:

 A Informática é a ciência que estuda o tratamento da


informação automática.
 Enquadra três áreas software, hardware e firmware.
 Usa os diversos aparelhos eletrónicos como os
computadores que tiveram 5 étapas ou gerações.
 E os computadores usam os vários sistemas de
numerações:
 Sistema decimal: que usa 10 dígitos
 Sistema binário: que usa 2 dígitos (é o usado
recentemente em computadores ).
 Sistema Hexadecimal: usa 16 dígitos.

Você também pode gostar