Você está na página 1de 20

Profa.

Michelle Gonçalves de Araújo Jorge


Direito Empresarial II

ALUNO (A)_______________________________________________________

1. Nos termos do art. 887 do Código Civil, o título de crédito, documento


necessário ao exercício do direito literal e autônomo nele contido, somente
produz efeito quando preenche os requisitos da lei. A respeito da teoria
geral dos títulos de crédito, assinale a opção correta.

a) Os títulos de crédito são atos jurídicos unilaterais que contêm direito


autônomo, o qual se revela mais fortemente no momento em que o título circula.

b) Tendo em vista a simplicidade que caracteriza os títulos de crédito e as regras


gerais introduzidas pelo Código Civil a esse respeito, a cartularidade deixou de
ser pressuposto para a eficácia legal desses títulos.

c) Entende-se por independência ou autonomia do título de crédito — termos


sinônimos — que ele não guarda relação com o contrato que lhe deu origem.

d) A abstração — princípio absoluto dos títulos de crédito — é característica que


serve à autonomia desses títulos e que é fundamental para a sua circulação.

e) Os princípios aplicáveis aos títulos de crédito são absolutos, assim entendidos


na doutrina e na jurisprudência como forma de dar credibilidade ao título que
circula.

2. A entrega a B determinado título de crédito com endosso-mandato. Esse


evento
a) gera a transferência da posse e da propriedade do título de crédito.
b) legitima a propriedade sem que ocorra transferência da posse do título de
crédito para terceiro.
c) transfere a posse, mas não a propriedade do título de crédito.
d) descaracteriza o título de crédito.

3. A letra de câmbio, que não contenha expressamente a cláusula à ordem:

a) É transmissível por via de endosso, só não o sendo em caso do sacador ter


inserido no título as palavras "não à ordem";

b) Não pode ser transmitida por via de endosso, sendo transmissível apenas
pela forma e com os efeitos de uma cessão ordinária de créditos;

c) Só pode ser endossada com a aceitação expressa do sacador;

d) É transmissível por endosso, mas o endossante, via de regra, não se torna


garantidor do pagamento da letra.
Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

4. Considere as assertivas abaixo relativas à prescrição da ação cambial.

I - Prescreve em um ano a ação dos endossantes uns contra os outros ou contra


o sacador, a contar do dia em que o endossante pagou a letra ou em que ele
próprio foi acionado.

II - Prescreve em um ano a contar da data do protesto feito em tempo útil ou da


data do vencimento, quando se tratar de letra que contenha cláusula sem
despesas, a ação cambial do portador contra os endossantes e contra o sacador
e seus avalistas.

III - Prescreve em cinco anos, a contar do vencimento do título, a ação cambial


contra o aceitante e seus avalistas.

Quais são corretas?

a) Apenas I b) Apenas II c) Apenas III d) Apenas I e III e) I,


II e III

5. Com referência a letra de câmbio e direito cambiário, assinale a opção


correta.

a) Para que a letra de câmbio produza os efeitos pretendidos, basta a


identificação do sacador, do sacado e do tomador, não havendo requisito de
natureza formal.
b) Entre os requisitos, estabelecidos em lei, essenciais à produção de efeitos
da letra de câmbio inclui-se a obrigatória identificação do tipo de título de
crédito que se pretende gerar.
c) Tratando-se de letra de câmbio, são inadmissíveis cláusula de correção
monetária ou, em letra de câmbio a vista, fluência de juros entre as datas do
saque e da apresentação.
d) Não é necessário que a letra de câmbio mencione o lugar do pagamento e
o lugar do saque.
e) Para a emissão de letra de câmbio, que corresponde a ordem de
pagamento, não é permitido que a mesma pessoa ocupe simultaneamente
mais de uma situação.

6. Assinale a opção correta acerca das normas relativas aos títulos de


crédito e ao protesto de títulos e outros documentos da dívida.
a) O protesto de um título de crédito por falta de aceite somente poderá ser
efetuado após o vencimento da obrigação e do decurso do prazo legal para o
aceite ou a devolução.
b) Cabe ao devedor requerer o cancelamento do registro do protesto
diretamente ao tabelionato de protesto de títulos, mediante apresentação do
documento original protestado, e, na ausência do documento original, só se
admite o cancelamento do registro do protesto por ordem judicial.
Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

c) Caso um título de crédito tenha sido emitido sem a indicação do lugar da


emissão e de pagamento e sem a indicação de vencimento, considera-se que o
lugar da emissão e de pagamento seja o domicílio do emitente e que o
pagamento do título deva ser feito à vista.

d) O avalista se obriga pelo avalizado, e sua responsabilidade subsiste ainda


que nula a obrigação daquele a quem se equipara, mesmo que a nulidade
decorra de vício de forma.

e) É vedado ao sacado, em qualquer caso, lançar e assinar, no verso do cheque


não ao portador e ainda não endossado, visto, certificação ou outra declaração
equivalente, datada e por quantia igual à indicada no título.

7. No que se refere ao aval, em títulos de crédito, na forma como determina


o Código Civil, é correto afirmar.

a) O aval somente deve ser dado no verso do próprio título.


b) É vedado o aval parcial.
c) Não subsiste a responsabilidade do avalista, ainda que nula a obrigação
daquele a quem se equipara.
d) O aval posterior ao vencimento não produz os mesmos efeitos do
anteriormente dado.
e) Pagando o título, não tem o avalista ação de regresso contra o seu avalizado
e demais coobrigados anteriores.

8. Acerca da disciplina jurídica dos títulos de crédito, julgue os itens


subsequentes.

Aceite é o ato cambial pelo qual o sacado concorda em acolher ordem


incorporada por letra de câmbio, nota promissória ou cheque

( ) certo ( ) errado

Desde o Código Civil de 1916, é necessária, exceto no regime da separação


absoluta, a outorga uxória para que o outro cônjuge preste aval em título
cambial.

( ) certo ( ) errado

Segundo a doutrina dominante, são princípios gerais do direito cambiário a


cartularidade, literalidade e autonomia das obrigações.

( ) certo ( ) errado
Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

Considere que Simone preste aval em branco em nota promissória


anteriormente emitida por Tereza. Nessa hipótese, presume-se que Tereza
seja a beneficiária da referida garantia.

( ) certo ( ) errado

9. Com relação aos títulos de crédito, analise as afirmações a seguir.


I - O título de crédito é o documento necessário para o exercício do direito
literal e autônomo nele contido, somente produzindo efeitos quando se
coaduna com os requisitos da lei. 
II - A letra de câmbio é uma ordem de pagamento à vista ou a prazo. 
III - A nota promissória é uma ordem de pagamento a prazo. 
IV - A duplicata é uma ordem de pagamento à vista ou a prazo. 
V - O cheque é uma ordem de pagamento à vista.

São corretas APENAS as afirmações


a) I e II. b) III e IV c) III, IV e V.

d) I, II, III e V. e) I, II, IV e V

10. Sobre os princípios básicos dos títulos de crédito, analise as proposições


abaixo e assinale a alternativa correta:
I. Pelo princípio da cartularidade, trazido na expressão documento necessário ao
exercício do direito, o título de crédito é representado por uma cártula, documento
sem o qual não poderá o devedor ser cobrado.
II. Pelo princípio da literalidade o título tem sua existência regulada pelo teor de
seu conteúdo, ou seja, em um escrito, e somente se leva em conta o que nele está
estampado. 
III. A abstração importa na circulação do título sem qualquer ligação com a causa
que lhe deu gênese.
IV. O título de crédito é autônomo em virtude de que o seu possuidor, pouco
importando se de boa-fé ou má-fé, exercita um direito próprio, o qual não pode
sofrer empecilhos frente a adredes relações reinantes entre os anteriores
possuidores e a parte devedora.
a) Somente as proposições I e IV estão corretas.
b) Somente as proposições II e III estão corretas
c) Somente as proposições I, II e III estão corretas
d) Todas as proposições estão corretas

11. Sobre os títulos de crédito, é incorreto afirmar:


 a) O aval é modo de transferência da cambiária.

b) O título não é exigível antes do vencimento, nem o credor obrigado a receber o


pagamento.

c) Não contendo indicação de expresso vencimento, considera-se à vista o título de


crédito.
Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

d) Constituem requisitos essenciais dos títulos de crédito a data da emissão, a indicação


precisa dos direitos que confere e a assinatura do emitente.

e) Não há impedimento para que o título de crédito seja emitido com espaços em branco,
mas é fundamental para sua exigibilidade que esteja completo no momento da cobrança.

12. Considerando a aplicabilidade, no direito cambiário, dos princípios da


cartularidade, literalidade e autonomia, bem como de outros deles decorrentes,
assinale a opção correta.
a) O princípio da literalidade é relativizado pelo direito brasileiro, de sorte que o aval tanto
pode ser prestado mediante assinatura do avalista no próprio título quanto em documento
apartado.

b) Consoante o princípio da inoponibilidade, o devedor de dívida representada por título de


crédito só pode opor ao terceiro de boa-fé as exceções que tiver contra este e as fundadas
nos aspectos formais do título.

c) De acordo com o princípio da literalidade, o título de crédito deve satisfazer seus


requisitos formais no momento da emissão, sendo, em regra, nulo o título que, emitido em
branco ou incompleto, venha depois a ser preenchido ou complementado pelo beneficiário.

d) De acordo com o princípio da abstração, o emitente de título cambial não pode opor ao
beneficiário as exceções fundadas no negócio jurídico subjacente, ainda que o título não
tenha entrado em circulação.

e) Em razão do princípio da cartularidade, a duplicata mercantil só pode ser protestada se o


credor estiver na posse do título.

13. Sendo o pagamento de uma letra de câmbio garantida por aval,  


a)  a obrigação do avalista se mantém, mesmo no caso de a obrigação que ele garantir ser
nula por qualquer razão que não seja um vício de forma.  
b) a obrigação do avalista não se mantém se a obrigação por ele garantida for nula ou
anulável

c)  a obrigação do avalista é acessória e ele pode opor ao credor as defesas pessoais,
privativas do sacado e as que forem comuns a ele e ao sacado.  

d)  a obrigação do avalista é subsidiária, podendo invocar o benefício de ordem, salvo se a


ele houver renunciado ou se tiver se obrigado solidariamente com o sacado.  

e)  se o avalista pagar a letra, fica sub-rogado nos direitos emergentes da letra contra a
pessoa a favor de quem foi dado o aval, mas não contra os obrigados para com esta em
virtude da letra.

14. Quanto aos títulos de crédito, assinale a opção correta.

a) As relações cambiais são regidas pelos princípios da autonomia e da inoponibilidade das


exceções pessoais ao terceiro de boa-fé, entre outros. Assim, quando o devedor for
Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

demandado pelo legítimo portador do título, não poderá alegar possíveis exceções pessoais
que possui contra o credor originário.

b) O título de crédito causal representa obrigações desvinculadas do negócio jurídico que


deu origem à cártula, permitindo-se considerar, quando o título é posto em circulação,
apenas a existência da obrigação cambial, representada por uma cártula e seu conteúdo.
Por isso, para que seu titular exerça o direito de crédito dele emergente, basta a
apresentação do título. 

c) Em decorrência do princípio da literalidade, o título de crédito em branco ou incompleto é


ineficaz cambialmente; por isso, o seu posterior preenchimento, mesmo quando houver
acordo prévio, poderá constituir motivo para que sejam opostas ao portador as exceções
que caberiam contra o primitivo credor. Assim, ainda que tenha havido a circulação desse
título, será negado pagamento e o negócio jurídico que lhe deu origem será anulável. 

d) O meio próprio de transferência do título de crédito à ordem é o endosso seguido de sua


tradição. O endosso não tem eficácia em relação ao devedor, senão quando a este
notificado; o endossante é responsável não só pelo aceite, mas também pelo pagamento do
crédito nele mencionado, isto é, ele se responsabiliza pela solvência do crédito. 

e) O aval é autônomo em relação à obrigação do devedor principal e se constitui no


vencimento do título de crédito. Assim, a morte do avalista ocorrida antes do vencimento do
título extingue a obrigação, não se transmitindo aos herdeiros, por não possuir caráter
personalíssimo.

15. Os títulos de crédito são documentos que representam obrigação pecuniária. Um


dos  mais conhecidos é a nota promissória, que constitui uma promessa de
pagamento que uma pessoa faz a outra. Dadas as assertivas abaixo sobre nota
promissória, assinale a alternativa correta. 
 I. A nota promissória em que não se indique a época do pagamento será considerada
pagável no prazo de trinta dias contados da data da emissão.

II. Na falta de indicação especial, o lugar onde a nota promissória foi passada considera-se
como sendo o lugar do pagamento.

III. Não são aplicáveis às notas promissórias as disposições da Lei Uniforme de Genebra
atinentes às letras de câmbio.

IV. Conquanto a nota promissória de regra tenha autonomia, quando vinculada a contrato
de abertura de crédito ela perde esse atributo, em razão da iliquidez do título que a originou.

V. O avalista de nota promissória vinculada a contrato de mútuo, quando figurar no contrato


como devedor solidário, também responde pelas obrigações pactuadas. 

a)  Estão corretas apenas as assertivas I, IV e V. 


Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

b)  Estão corretas apenas as assertivas II, III e IV. 

c) Estão corretas apenas as assertivas II, IV e V.

d)  Estão corretas apenas as assertivas I, II, IV e V. 

e)  Estão corretas todas as assertivas.

16. Sobre o endosso e o aval de letras de câmbio e de notas promissórias,

I. pelo endosso transmitem-se todos os direitos emergentes da letra de câmbio e da


nota promissória e o endossante, salvo cláusula em contrário, garante o pagamento
desses títulos.

II. o endosso pode ser condicional, mas não parcial.

III. o pagamento de uma letra de câmbio ou de uma nota promissória pode ser no todo
ou em parte garantido por aval.

IV. o avalista é responsável da mesma maneira que a pessoa afiançada, mas sua
obrigação se mantém se a obrigação que ele garantiu for nula apenas por vício de
forma.

V. o endossante acionado não pode opor ao portador de uma nota promissória as


exceções fundadas sobre as relações pessoais dele com os portadores anteriores,
salvo se o portador ao adquirir a nota promissória tiver procedido conscientemente em
detrimento do devedor.

Está correto o que se afirma APENAS em


a) II, III e IV. b) III, IV e V. c) II, IV e V. d) I, III e V. e) I, II e
IV.

17. Fontoura Xavier sacou letra de câmbio à ordem no valor de R$ 20.000,00


(vinte mil reais) em face de Sales Oliveira, pagável à vista na praça de Itaocara,
indicando como beneficiário Rezende Costa. Com base nos dados apresentados
e na legislação sobre letra de câmbio, assinale a afirmativa INCORRETA.

a) O vencimento da letra de câmbio ocorrerá na data de sua apresentação pelo


beneficiário ao sacado, Sales Oliveira.

b) Se o sacador, Fontoura Xavier, inserir a cláusula sem despesas será facultativo o


protesto por falta de pagamento.

c) O beneficiário e portador, Rezende Costa, pode inserir no título a cláusula não à


ordem antes de transferi-lo a terceiro.
Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

d) Se o sacador, Fontoura Xavier, inserir na letra de câmbio cláusula de juros e sua


taxa, essa estipulação será considerada válida.

18. Assinale a alternativa correta a respeito da disciplina dos Títulos de


Crédito, prevista no Código Civil.  

a) A omissão de qualquer requisito legal, que tire ao escrito a sua validade como
título de crédito, acarreta a invalidade do negócio jurídico que lhe deu origem.  

b) O pagamento de título de crédito pode ser garantido por aval total ou parcial.  

c) O portador do título à ordem com série regular e ininterrupta de endossos é


considerado legítimo possuidor, exceto se o último for em branco. 

d) O devedor pode opor ao endossatário de endosso-mandato as exceções que


tiver contra ele. 

e) O endossante não responde pelo cumprimento da prestação constante do título,


ressalvada cláusula expressa em contrário, constante do endosso.  

19. Com relação à Teoria Geral do Direito Cambiário, assinale V para a


afirmativa verdadeira e F para a falsa.

( ) Em observância ao princípio da cartularidade, nenhum título de crédito pode


ser emitido em meio eletrônico ou ser escritural.

( ) Por ser a nota promissória documento com conteúdo literal, não se presume a
cláusula sem garantia quando for endossada pelo beneficiário.

( ) Nos títulos de crédito causais e à ordem, como a duplicata, não se aplica o


princípio da abstração no momento da circulação.

( ) Em se tratando de título de crédito representativo de mercadorias, diante da


incorporação do direito real à cártula, o portador não tem o direito de transferi-lo,
mas apenas recebê-las independentemente de quaisquer formalidades.

As afirmativas são, respectivamente, 

a) F, V, F e V.

b) F, F, V e V.

c) F, V, F e F.

d) V, V, F e F.

e) V, F, V e V.
Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

20. Quanto aos títulos de crédito, é correto afirmar:

a) O aceite na letra de câmbio é a declaração do sacador, de que se compromete a


pagar o título no vencimento, convertendo-se em aceitante e, como tal, no
principal obrigado.

b) O protesto de um título de crédito é imprescindível à promoção de execução


judicial do crédito por ele representado.

c) O aceite, em todos os títulos de crédito, exceto no cheque, é a declaração


prestada pelo terceiro garantidor, assumindo a posição de principal pagador. 

d) O protesto de um título de crédito é imprescindível à promoção de pedido de


falência contra o emitente do título.

e) O aceite, tanto na duplicata quanto na nota promissória, é a declaração do


sacador, ou do sacado, ou do emitente, de que se compromete a pagar o título no
seu vencimento.

21. A cláusula “não à ordem"

a) inviabiliza o aceite.

b) impede a circulação mediante endosso.

c) implica em aceite do cumprimento da obrigação assumida em Nota Promissória.

d) não é admitida na Letra de Câmbio.

e) inviabiliza o aval parcial.

22. Sobre o endosso na letra de câmbio pode-se afirmar:

I. É possível o endosso parcial da letra de câmbio, especificando a parcela.

II. Para a validade do endosso, é suficiente a simples assinatura do próprio punho


do endossador ou do mandatário especial, no verso da letra.

III. É possível o endosso e com ele se transmite a propriedade da letra de câmbio.

IV. A cláusula “por procuração”, lançada no endosso, indica o mandato com todos
os poderes, salvo o caso de restrição, que deve ser expressa no mesmo endosso.

A sequência correta é: 

a) Apenas as assertivas II, III e IV estão corretas. 

b) Apenas a assertiva I está correta.

c) As assertivas I, II, III e IV estão corretas. 


Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

d) Apenas as assertivas I e II estão corretas. 

23. O pagamento de uma letra de câmbio: 

a) Dependente do aceite e pode ser garantido por aval. 

b) Independente do aceite e do endosso, não havendo possibilidade de pode ser


garantido por aval.

c) Independente do aceite e do endosso, e pode ser garantido por aval. 

d) Dependente do aceite e pode ser garantido por fiança. 

24. Analise a alternativa correta de acordo com a legislação vigente que


rege a Nota Promissória, a Letra de Câmbio, o Cheque e a Duplicata.

Dentre os referidos títulos de crédito (Nota Promissória, Letra de Câmbio,


Cheque e Duplicata) são denominados ordem de pagamento:

a) Apenas a letra de câmbio e o cheque.

b) A Nota Promissória, a Letra de Câmbio, a Duplicata e o Cheque.

c) Apenas o cheque. 

d) Apenas a letra de câmbio, a duplicata e o cheque.

25. Assinale a opção correta, no que diz respeito a aval.

a) Se o título de crédito avalizado for vinculado a contrato de mútuo, o avalista


deverá responder pelas obrigações nele contidas, ainda que ali não figure como
devedor solidário.

b) No caso do cheque, se houver dois avais superpostos e em branco, considera-se


que houve aval de aval.

c) Os avais simultâneos estabelecem entre os coavalistas uma relação fundada na


solidariedade de direito comum, e não cambiária. Assim, se um deles pagar a
dívida, terá o direito de exigir do outro apenas a quota parte que caberia a este.

d) O avalista de cheque prescrito deverá responder pelo pagamento deste em ação


monitória, independentemente da prova de ter-se beneficiado da dívida.

e) O avalista citado para pagar o valor constante do título poderá invocar em seu
favor benefício de ordem, de forma que, primeiro, sejam excutidos bens do
avalizado. 
Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

26. Prova: CESPE - 2013 - DPE-DF - Defensor Público . Julgue os próximos


itens, relacionados aos títulos de crédito em espécie .

É cabível o protesto de letra de câmbio por falta de aceite.

Certo      Errado

27. Prova: CESPE - 2012 - DPE-ES - Defensor Público . Tratando-se de


letra de câmbio, sacador, sacado e tomador podem ser a mesma pessoa.
Nesse caso, a letra é emitida com o objetivo único de circular e
representar uma dívida que o sacador/sacado/tomador tem perante um
terceiro, com quem fez o desconto do título.

Certo      Errado

28. Prova: CESPE - 2011 - TJ-ES - Juiz . Com referência a letra de câmbio
e direito cambiário, assinale a opção correta.

a) Para que a letra de câmbio produza os efeitos pretendidos, basta a


identificação do sacador, do sacado e do tomador, não havendo requisito de
natureza formal.

b) Entre os requisitos, estabelecidos em lei, essenciais à produção de efeitos


da letra de câmbio inclui-se a obrigatória identificação do tipo de título de crédito
que se pretende gerar.

c) Tratando-se de letra de câmbio, são inadmissíveis cláusula de correção


monetária ou, em letra de câmbio a vista, fluência de juros entre as datas do
saque e da apresentação.

d) Não é necessário que a letra de câmbio mencione o lugar do pagamento e o


lugar do saque.

e) Para a emissão de letra de câmbio, que corresponde a ordem de


pagamento, não é permitido que a mesma pessoa ocupe simultaneamente mais de
uma situação.
Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

29. TRT 23R (MT) - 2011 - TRT - 23ª REGIÃO (MT) - Juiz do Trabalho .
Requisitos exigidos na letra de câmbio que devem ser lançados por
extenso, exceto:

a) a denominação "letra de câmbio'' ou a denominação equivalente na lingua


em que for emitida.

b) a soma de dinheiro a pagar e a espécie de moeda.

c) o nome da pessoa que deve pagá-la.

d) o nome da pessoa a quem deve ser paga. A letra não pode ser ao portador
e também não pode ser emitida por ordem e conta de terceiro.

e) a assinatura do próprio punho do sacador ou do mandatário especial.

30. Prova: CESGRANRIO - 2010 - Petrobrás - Profissional Júnior - Direito . Com


relação aos títulos de crédito, analise as afirmações a seguir.

I - O título de crédito é o documento necessário para o exercício do direito literal e


autônomo nele contido, somente produzindo efeitos quando se coaduna com os
requisitos da lei.

II - A letra de câmbio é uma ordem de pagamento à vista ou a prazo.

III - A nota promissória é uma ordem de pagamento a prazo.

IV - A duplicata é uma ordem de pagamento à vista ou a prazo.

V - O cheque é uma ordem de pagamento à vista.

São corretas APENAS as afirmações

a) I e II.

b) III e IV

c) III, IV e V.

d) I, II, III e V.
Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

e) I, II, IV e V

31. Prova: CESPE - 2010 - AGU - Procurador . B emitiu letra de câmbio em


benefício de A para ser paga por C, com vencimento para o dia 10 de outubro de
2010. Em 5 de janeiro de 2010, foi decretada a falência de C. Nessa situação,
considerando-se que ainda não havia sido dado o aceite do referido título de
crédito, essa decretação de falência não alterará a data de vencimento da cártula.

Certo      Errado

32. Prova: CESPE - 2009 - OAB - Exame de Ordem - 1 - Primeira Fase .


Parte superior do formulário

Uma letra de câmbio foi sacada por Z contra X para um beneficiário Y e


foi aceita. Posteriormente, foi endossada sucessivamente para A, B, C e
D.

Nessa situação hipotética,

I Z é o sacado, X é o endossante, Y é o tomador.

II aposto o aceite na letra, X torna-se o obrigado principal.

III se, na data do vencimento, o aceitante se recusar a pagar a letra, o portador


não precisará encaminhar o título ao protesto para garantir o seu direito de ação
cambial ou de execução contra os coobrigados indiretos.

IV se A promover o pagamento ao portador D, os endossantes B e C estarão


desonerados da obrigação.

Estão certos apenas os itens

a) I e III.

b) I e IV.

c) II e III.

d) II e IV.

  
Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

33. Prova: Assinale a assertiva correta:

a) Na ação de busca e apreensão, embasada em contrato de alienação


fiduciária, para conceder a liminar, não pode o juiz, de ofício, alterar cláusulas
contratuais, ao argumento de que causam prejuízos ao consumidor.

b) A transferência das ações nominativas da sociedade anônima, decorrente de


ato de transmissão inter vivos, se opera mediante entrega do título e comunicação
à sociedade.

c) É lícito ao emitente de uma letra de cambio excluir ou restringir a sua


responsabilidade cambial.

d) O endosso pode ser parcial quando houver limitação escrita na cártula.

34. Prova: Assinale a assertiva correta:

a) O protesto da letra de cambio dentro do prazo de lei é condição necessária


para a cobrança contra o sacador e seus avalistas, o aceitante e o respectivo
avalista.

b) Nota promissória ao portador ocorre quando ausente a identificação do


beneficiário ou credor.

c) Nas sociedades de responsabilidade limitada, a responsabilidade dos sócios


é solidária , mas não subsidiária.

d) A sociedade em conta de participação não pode ter firma ou dEnominação.

35. Prova: MPE-SP - 2006 - MPE-SP - Promotor de Justiça . Assinale a


alternativa incorreta.

a) O comprador só poderá deixar de aceitar a duplicata por motivo de avaria


ou não- recebimento das mercadorias, quando não expedidas ou não entregues
por sua conta e risco; vícios, defeitos e diferenças na qualidade ou na quantidade
das mercadorias, devidamente comprovados; divergência nos prazos ou nos preços
ajustados.

b) Uma letra de câmbio pode ser sacada à vista, a um certo termo de vista, a
um certo termo de data e pagável num dia fixado, com vencimentos diferentes e
vencimentos sucessivos.
Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

c) A nota promissória vinculada a contrato de abertura de crédito não goza de


autonomia em razão da iliquidez do título que a originou.

d) O avalista do título de crédito vinculado a contrato de mútuo também


responde pelas obrigações pactuadas, quando no contrato figurar como devedor
solidário.

e) O contrato de abertura de crédito, ainda que acompanhado de extrato da


conta- corrente, não é título executivo.

36. No tocante a sistemática dos títulos de crédito, assinale a opção


correta:

I – A duplicata mercantil, apesar de causal no momento da emissão, com o aceite


e a circulação adquire abstração e autonomia, desvinculando-se do negócio
jurídico subjacente, impedindo a oposição de exceções pessoas a terceiros
endossatários de boa-fé.

II – A duplicata é um título causal que só pode ser emitida para documentar o


crédito decorrente de dois negócios jurídicos: a compra e venda mercantil ou a
prestação de serviços.

III – O aceite na duplicata é, em regra, obrigatório, podendo ser de três tipos:


ordinário, presumido e por comunicação.

a) Apena a assertiva I está correta.

b) Apenas as assertivas II e III estão corretas.

c) Apenas as assertivas III e I estão corretas.

d) Apenas as assertivas I e III estão corretas.

e) Todas as assertivas estão corretas.

SEMANA 1

CASO CONCRETO: Fernando emitiu um título de crédito em favor de Renata, o qual circulou
através de diversos endossos até o atual portador. Após o prazo de vencimento, o portador
decidiu executar um dos endossantes, tendo em vista que o título não foi pago pelo devedor
original. Todavia, ao ser executado, o endossante alegou em sua defesa que não poderia ser
executado, haja vista que recebeu o título de um menor, o qual não teria capacidade civil, e o
que tornaria nula a cadeia de endossos. Diante dessa situação hipotética, pergunta-se:
Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

a) Tem fundamento a defesa apresentada pelo endossante?

b) Qual o princípio que pode ser aplicado no caso em tela? .

QUESTÃO OBJETIVA 1: São princípios gerais dos títulos de crédito:

a) literalidade, forma e causa.


b) forma, causa e abstração.
c) negociabilidade, anterioridade e literalidade.
d) modelo, cártula e autonomia
e) cartularidade, literalidade e autonomia

QUESTÃO OBJETIVA 2: Quanto à classificação dos títulos de crédito, é incorreto afirmar:

a) Quanto ao modelo, os títulos podem ser classificados como livres (letra de câmbio e nota
promissória) e vinculados (cheque e duplicata).
b) quanto à estrutura, os títulos se classificam como ordem de pagamento ou promessa de
pagamento.
c) como exemplo de ordem de pagamento, temos a letra de câmbio, e como promessa de
pagamento a nota promissória.
d) quanto às hipóteses de emissão, os títulos de créditos podem ser classificados em causais e
não causais.
e) todos os títulos de crédito existentes no Brasil podem ser considerados não causais, visto
que não dependem de causa específica para serem emitidos.

SEMANA 2

CASO CONCRETO: Fernando Lopes emite uma letra de câmbio em face de Luan e a favor de
Eduarda, que a endossa em branco para Rebeca, a qual endossa em preto para Maria que, por
sua vez, também endossa em preto para João. Este endossa em branco e repassa o título para
Dora, que repassa o título por tradição para Eunice, e assim vai por Emerson e Vitor. Por fim,
Vitor transmite o título para Miro, através de endosso em preto. Diante disso:

a) Determine quais os obrigados pelo pagamento do referido título.

b) Especifique o principal efeito do endosso realizado por Vitor.

QUESTÃO OBJETIVA 1: No que se refere ao instituto do aval, assinale a alternativa correta:

a) o aval tem exatamente os mesmos efeitos do endosso.


b) em qualquer título de crédito, é vedado o aval parcial, conforme determina o artigo 897,
parágrafo único do Código Civil.
Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

c) no caso das letras de câmbio, é permitido o aval parcial, por força de previsão em legislação
especial.
d) o aval corresponde a um tipo de fiança, tendo em vista que possui as mesmas
características.
e) assim como a fiança, o aval admite benefício de ordem, ou seja, primeiramente a cobrança
deve recair sobre o avalizado, e depois sobre o avalista.

SEMANA 3

CASO CONCRETO: (VIII Exame Unificado da OAB – 2ª Fase – Empresarial – Prático-Profissional –


2012) Pedro emite nota promissória para o beneficiário João, com o aval de Bianca. Antes do
vencimento, João endossa a respectiva nota promissória para Caio. Na data de vencimento,
Caio cobra o título de Pedro, mas esse não realiza o pagamento, sob a alegação de que sua
assinatura foi falsificada. Após realizar o protesto da nota promissória, Caio procura um
advogado com as seguintes indagações:

A) Tendo em vista que a obrigação de Pedro é nula, o aval dado por Bianca é válido?

B) Contra qual(is) devedor(es) cambiário(s) Caio poderia cobrar sua nota promissória?
Responda, justificadamente, empregando os argumentos jurídicos apropriados e indicando os
dispositivos legais pertinentes.

QUESTÃO OBJETIVA: (MAGISTRATURA/MG – VUNESP – 2012) É correto afirmar que o


cancelamento do protesto, após quitação do débito:

a) é ônus do credor
b) é ônus do devedor
c) é ônus do tabelião de protestos, que deverá proceder de ofício.
d) dependerá sempre de intervenção do Poder Judiciário, mediante alvará ou mandado,
conforme seja jurisdição voluntária ou contenciosa.

SEMANA 4

CASO CONCRETO: (OAB – XIV Exme – Prático-Profissional – 2ª Fase – 2014) Uma letra de
câmbio foi sacada por Celso Ramos com cláusula “sem despesas” e vencimento no dia
11.09.2013. O tomador, Antônio Olinto, transferiu a cambial por endosso para Pedro Afonso
no dia 03.09.2013. O título recebeu três avais, todos antes do vencimento, sendo dois em
branco e superpostos, e um aval em preto em favor de Antônio Olinto. A letra de câmbio foi
aceita e o endossatário apresentou o título para pagamento ao aceitante no dia 12.09.2013.
Diante da recusa, o portador, no mesmo dia, apresentou o título a protesto por falta de
pagamento, que foi lavrado no dia 18.09.2013. Com base nas informações contidas no texto e
na legislação cambial, responda aos seguintes itens.
Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

A) Quem é o avalizado nos avais em branco prestados na letra de câmbio? São avais
simultâneos ou sucessivos? Justifique.

B) Nas condições descritas no enunciado, indique e justifique quem poderá ser


demandado em eventual ação cambial proposta pelo endossatário? .

QUESTÃO OBJETIVA: (TJMG – Juiz – 2014) Com relação à nota promissória, analise as
afirmativas, assinalando com V as verdadeiras e com F as falsas.

( ) O prazo para ajuizamento de ação monitória em face do emitente de nota promissória sem
força executiva é quinquenal, a contar do dia seguinte ao vencimento do título.

( ) A ação cambial contra o endossador e o avalista da nota promissória prescreve em trinta e


seis meses contados do dia em que ação pode ser proposta.

( ) O devedor somente poderá opor ao portador da nota promissória exceção fundada em


direito pessoal, na nulidade de sua obrigação e na falta de requisito necessário ao exercício da
ação cambial.

( ) Sendo a nota promissória rural, emitida por uma cooperativa em favor de seus cooperados,
um título de crédito de natureza causal, a respectiva execução se encontra vinculada à eficácia
do negócio jurídico subjacente.

Assinale a alternativa que apresenta sequência CORRETA.


a) FVVF
b) VFVV
c) VVFF
d) FFFV

SEMANA 5

Maria e Bernardo são casados e possuem conta corrente no Banco Brasileiro S.A. Para efetuar
o pagamento de um tratamento dentário da esposa, Bernardo emite um cheque no valor de
R$ 10.000,00 (dez mil reais) em favor do dentista Alberto. Sendo assim, o dentista depositou o
cheque e foi surpreendido pela devolução do cheque por falta de fundos. Tendo em vista que
não conseguiu o pagamento do cheque, Alberto promoveu execução em face de Maria, tendo
em vista que foi a usuária do tratamento dentário. Analisando caso concreto, responda as
seguintes questões:

a) Tendo em vista que a conta corrente é conjunta, será procedente a execução em face de
Maria?

b) Quais os requisitos legais que devem conter num cheque? .


Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

QUESTÃO OBJETIVA: (TJCE – Juiz – 2014) Antônio emitiu um cheque nominativo a José
contra o Banco Brasileiro S.A. No mesmo dia, José endossou o cheque a Ricardo, fazendo
constar do título que não garantiria o seu pagamento e que a eficácia do endosso estava
subordinada à condição de que Maria, irmã de Ricardo, lhe pagasse uma dívida que venceria
dali a dez (10) dias. Vinte (20) dias depois da emissão do título e sem que Maria tivesse
honrado a dívida para com José, Ricardo apresentou o cheque para pagamento, mas o título
lhe foi devolvido porque João não mantinha fundos disponíveis em poder do sacado. Nesse
caso,

a) Ricardo não poderá endossar o cheque a terceiro, pois o cheque só admite um único
endosso.

b) o endosso em preto de cheque nominativo exonera o emitente do título de


responsabilidade pelo seu pagamento.

c) por força de lei, o emitente do cheque deve ter fundos disponíveis em poder do sacado, e a
infração desse preceito prejudica a validade do título como cheque.

d) José responderá perante Ricardo pelo pagamento do cheque, porque se reputa não escrita
cláusula que isente o endossante de responsabilidade pelo pagamento do título.

e) a despeito do inadimplemento de Maria, Ricardo ostenta legitimidade para cobrar o


pagamento do título porque se reputa não escrita qualquer condição a que o endosso seja
subordinado.

SEMANA 6

CASO CONCRETO: (TJ/ DF /Juiz/ 2012) A respeito da assim chamada "duplicata virtual '',
"duplicata escritural" ou "duplicata eletrônica", esclareça como se dá o seu saque e quais são
os requisitos necessários para que tenha eficácia executiva, bem como forneça dois
argumentos, retirados exclusivamente da Lei 5.474168 que, em tese, não permitiriam a
constituição do crédito cambial na forma esclarecida.

QUESTÃO OBJETIVA: (Magistratura PE – FCC/2011) No que tange à duplicata:

a) o comprador poderá deixar de aceitá-la por vícios, defeitos e diferenças na qualidade ou na


quantidade das mercadorias, exclusivamente.

b) é lícito ao comprador resgatá-la antes do aceite, mas não antes do vencimento.

c) trata-se de título causal, que por isso não admite reforma ou prorrogação do prazo de
vencimento.
Profa. Michelle Gonçalves de Araújo Jorge
Direito Empresarial II

d) é título protestável por falta de aceite, de devolução ou de pagamento, podendo o protesto


ser tirado mediante apresentação da duplicata, da triplicata, ou ainda por simples indicações
do portador, na falta de devolução do título.

e) em nenhum caso poderá o sacado reter a duplicata em seu poder até a data do vencimento,
devendo comunicar eventuais divergências à apresentante com a devolução do título.