Você está na página 1de 15

MANUAL DE INSTALAÇÃO

OPERAÇÃO E MANUTENÇÃO

FREIO FDH 113


CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS:

 Classificação: Freio de segurança, normal fechado e quando pressurizado hidráulicamente aberto;


 Ação de frenagem: por molas;
 Liberação: Hidráulica;
 Peso: 270 kg;
 Tempo de ação: 0,3 segundos ( Folga da pastilha 1 mm );
 Pressão miníma de trabalho: 120 bar;
 Pressão máxima de trabalho: 160 bar;
 Regulagem: Compensação de desgaste das pastilhas manual;
 Esforço tangencial – Et: 113.000 N

INSTALAÇÃO

1 - HIDRÁULICA
Montar a Unidade Hidráulica o mais perto possível do Freio, visando diminuir os tempos de resposta.
Em caso de ligação de mais de um freio à mesma Unidade Hidráulica, equilibrar as tubulações para obter
tempos de respostas semelhantes; montar a tubulação mantendo o circuito o mais simples possível,
evitando usar demasiadamente curvas, cotovelos, etc., que causam perdas de cargas excessivas; prever as
tubulações ligadas ao Freio de maneira que o posicionamento dos parafusos de sangria fiquem voltados
para cima.

EMH – Eletromecânica e Hidráulica Ltda.


Av. Solferina Ricci Pace, 300 1
30664-000 - Belo Horizonte – MG Brasil
Fone : +55 31 3385-6009
Fax : +55 31 3385-6609 Hora Transmissão ___________
e-mail: emh@emh.com.br 473200773.doc

www.emh.com.br
2 - MONTAGEM DO DISCO/ SUPORTE
Efetuar a montagem conforme as prescrições da
figura ao lado ( cotas, tolerâncias dimensionais,
tolerâncias de posicionamento e especificações do
acabamento de superfície ).
VERIFICAR:
- As cotas de implantação para assegurar um bom
funcionamento dos Freios ( figura abaixo );
NOTA: O não cumprimento das recomendações
acima poderá ocasionar deficiências no sistema ou
mesmo redução da vida útil do equipamento.
3 - MONTAGEM DO FREIO
- O Freio é entregue aberto, ou seja, porca de
segurança (13) apertada;
- Fixar o Freio sobre o seu suporte através de oito
parafusos ø 30 mm Norma DIN 912 (classe 8.8),
observando-se um torque de aperto de 1400 Nm.
- Ferramenta: chave soquete de 46 mm;
- O comprimento dos parafusos de fixação devem
respeitar no mínimo as dimensões da figura abaixo;
- Respeitar o espaço mínimo para a regulagem e troca das pastilhas ( ver figura abaixo ).

4 - CENTRAL HIDRÁULICA
EMH – Eletromecânica e Hidráulica Ltda.
Av. Solferina Ricci Pace, 300 2
30664-000 - Belo Horizonte – MG Brasil
Fone : +55 31 3385-6009
Fax : +55 31 3385-6609 Hora Transmissão ___________
e-mail: emh@emh.com.br 473200773.doc

www.emh.com.br
- Entrega: sem óleo;
- Colocação em funcionamento: Vide manual da Unidade Hidráulica.
5 - PRINCÍPIO DE FUNCIONAMENTO DOS FREIOS
- A frenagem é obtida pela ação da força das molas prato, ou seja, quando da despressurização do sistema
as molas descomprimem-se empurrando as sapatas, e consequentemente as pastilhas ( 1 ) contra o disco
(fechamento do Freio).
- A liberação ocorre acionando-se as válvulas direcionais de assento ( 13 e 15 ), ver esquema hidráulico
no manual da Unidade Hidráulica, que pressurizará o pistão ( 21 ), comprimindo as molas prato
( abertura do Freio ).
LIGAÇÃO ELÉTRICA
SENSOR INDUTIVO TAMPA DE PROTEÇÃO
O Freio FDH113 é equipado com 1 sensor indutivo para
indicar freio aberto e fechado, fixado na tampa de proteção.
A função destes sensores é sinalizar a condição do freio, ou
seja, Freio Aberto (equipamento sem frenagem: led do
sensor aceso), Freio Fechado (equipamento frenado; led do
sensor apagado).
O sensor indutivo código EMH4350 é um componente de
ação rápida, cujo acionamento ocorrerá sempre que o
pistão do Freio for pressurizado visando a liberação do
conjunto. Seu desacionamento ocorrerá quando as molas
prato efetuarem a frenagem, afastando o conjunto do pistão
do Freio do campo de ação do sensor.
Os Freios FDH113 possuem dois sensores indutivos, um
em cada meio Freio, devendo ser ligados em série,
conforme esquema abaixo.

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO SENSOR INDUTIVO


Contato: NA
Tensão de Alimentação: 90 a 250 Vca
EMH – Eletromecânica e Hidráulica Ltda.
Av. Solferina Ricci Pace, 300 3
30664-000 - Belo Horizonte – MG Brasil
Fone : +55 31 3385-6009
Fax : +55 31 3385-6609 Hora Transmissão ___________
e-mail: emh@emh.com.br 473200773.doc

www.emh.com.br
Classe de Proteção: IP 68
Corrente de Carga: 20 a 200 mA
LIGAÇÃO ELÉTRICA
SENSOR DE CONTATO
O Freio FDH113 é equipado com 1 sensor para indicar FREIO COM SENSOR
pastilha gasta, fixado o interior da lona.
A função destes sensores é sinalizar o momento de efetuar a
troca da pastilha, ou seja indica que a lona já está com
desgaste excessivo e que atingiu o nível de segurança, desta
forma este sinal deverá bloquear a partida do equipamento.
Na condição normal de trabalho o LED indicativo da Placa
de Controle fica apagado (circuito interrompido pelo
material da lona) e quando a lona atinge o nível de desgaste
de segurança o disco metálico entra em contato com o
sensor, fazendo com que LED acenda e com que os contatos
correspondentes mudem de condição.
Os Freios FDH113 possuem dois sensores de contato, um
em cada pastilha, devendo ser ligados em paralelos,
conforme esquema abaixo.
Como existirá uma circulação de corrente no circuito painel-
sensor-disco-terra-painel é de extrema importância um bom
aterramento do painel elétrico e do disco, através da
estrutura do equipamento.

CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS DO SENSOR INDUTIVO


Tensão de Alimentação: 12 Vcc
Corrente de Carga: 5 a 250 mA

SENSOR INDUTIVO
REGULAGEM

Ferramentas necessárias:
EMH – Eletromecânica e Hidráulica Ltda.
Av. Solferina Ricci Pace, 300 4
30664-000 - Belo Horizonte – MG Brasil
Fone : +55 31 3385-6009
Fax : +55 31 3385-6609 Hora Transmissão ___________
e-mail: emh@emh.com.br 473200773.doc

www.emh.com.br
- 01 (uma) chave de boca 24 mm.
PORCA DE TRAVA
PROCEDIMENTO:
ATENÇÃO: Antes de abrir o Freio para qualquer
operação de manutenção, certifique-se de que o SENSOR
acionamento esteja sem carga, caso contrário, não
abra os Freios.

- Verificar se não há perigo ao desfrear o


equipamento;

- Feche o registro de agulha (16) na Unidade ÊMBOLO (21)

Hidráulica, efetue a abertura do Freio


utilizando-se da bomba manual da Unidade
Hidráulica (para está operação não utilizar a
porca de trava);

- Com o Freio totalmente aberto, aproximar os TAMPA DE PROTEÇÃO


sensores do êmbolo 21 até seus leds
acenderem, de uma volta ( aproximadamente 1
mm ) avançando o sensor, aperte a porca de
trava sem alterar a regulagem, bloqueando o
posicionamento do sensor. Despressurizar o
sistema através do registro de agulha (16)
realizando o fechamento do Freio (vide
esquema hidráulico no Manual da Unidade
Hidráulica).

TESTE DO SENSOR:
- Acionar o Freio algumas vezes e observar que:
quando estiver aberto o led do sensor permaneça
aceso e quando estiver fechado o led permaneça
apagado.

NOTA: o sensor indutivo é um dispositivo de segurança contra sobrecargas no motor, caso este
permaneça ligado com o Freio fechado (falhas no sistema), o que poderia ocasionar até mesmo a queima
do motor. Portanto é de extrema importância que o mesmo seja ligado.

COLOCAÇÃO EM FUNCIONAMENTO
Ferramentas: - Chaves de Boca 8 mm, 10 mm e 14 mm;
- Chave Hexagonal de 12 mm.
EMH – Eletromecânica e Hidráulica Ltda.
Av. Solferina Ricci Pace, 300 5
30664-000 - Belo Horizonte – MG Brasil
Fone : +55 31 3385-6009
Fax : +55 31 3385-6609 Hora Transmissão ___________
e-mail: emh@emh.com.br 473200773.doc

www.emh.com.br
1- Tirar as tampas de proteção (15) soltando os quatro parafusos (14), utilizar chave de boca de 10
mm;
2- Montar as pastilhas desapertando o parafuso de regulagem (23), utilizar nesta operação a chave
hexagonal de 12 mm;
3- Colocar os dois parafusos (1) de fixação das pastilhas (3);
4- Por Segurança, aproximar as pastilhas do disco apertando o parafuso de regulagem (23),
utiulizando-se da chave hexagonal de 12 mm;
5- Pressurizar o Freio através da central hidráulica ou bomba manual e retirar a porca de segurança
(13). No caso de se utilizar a bomba manual, efetuar o procedimento abaixo:
Fechar o registro de agulha (16) na Unidade Hidráulica, a seguir começar o bombeamento do fluido
utilizando-se da alavanca de acionamento da bomba manual.
NOTA: “O registro de agulha (16) deve permanecer totalmente aberto após a utilização do sistema
de bomba manual”.
ATENÇÃO: “A porca de segurança (13) será exclusivamente utilizada (rosqueada no êmbolo)
para o transporte, substituição de pastilhas, desbloqueio manual e substituição do empilhamento
de molas, após estas operações esta porca deverá ser retirada.”

6- Apertar o parafuso de regulagem (23) até as pastilhas entrarem em contato com o disco, a seguir,
desapertá-la até obter uma folga entre as pastilhas e o disco de 0,4 a 0,6 mm (aproximadamente 1/4
de volta);
7 - Efetuar a sangria na instalação. O parafuso de sangria deverá estar localizado na parte superior do
Freio, se necesário, com o Freio fechado girar o cilindro (25);
8 - Colocar a tampa de proteção (15). Efetuar a despressurização do sistema abrindo o registro de
agulha (16) na Unidade Hidráulica;
9 - Ligar o sensor indutivo (16);
10 - Verificar o bom funcionamento hidráulico e elétrico do conjunto.
RECUPERAÇÃO DO DESGASTE DAS PASTILHAS
Ferramentas: - Chaves de Boca 27 mm;
EMH – Eletromecânica e Hidráulica Ltda.
Av. Solferina Ricci Pace, 300 6
30664-000 - Belo Horizonte – MG Brasil
Fone : +55 31 3385-6009
Fax : +55 31 3385-6609 Hora Transmissão ___________
e-mail: emh@emh.com.br 473200773.doc

www.emh.com.br
- Chave Hexagonal de 12 mm.

IMPORTANTE: A recuperação de desgaste das pastilhas do Freio FDH113 é efetuada manualmente.


Recomendamos recuperar o desgaste das pastilhas sempre que a folga entre as pastilhas e o disco atingir
1 mm (de cada lado).

1- ATENÇÃO: Antes de abrir o Freio para qualquer operação de manutenção, certifique-se de que
o acionamento esteja sem carga, caso contrário, não abra os Freios;
2- Pressurizar o Freio através da bomba manual até obter a abertura total do mesmo, efetuando o
procedimento abaixo:
Fechar o registro de agulha (16) na Unidade Hidráulica, a seguir começar o bombeamento do
fluido utilizando-se da alavanca de acionamento da bomba manual.
NOTA: “O registro de agulha (16) deve permanecer totalmente aberto após a utilização do
sistema de bomba manual”.
3- Retire os bujões de vedação (29) das tampas de proteção (15);

4- Apertar o parafuso de regulagem (23) até as pastilhas entrarem em contato com o disco, a seguir,
desapertá-la até obter uma folga entre as pastilhas e o disco de 0,4 a 0,6 mm (aproximadamente
1/4 de volta);
5- Após efetuada a recuperação de desgaste, recoloque os bujões de vedação (29). Efetuar a
despressurização do sistema abrindo o registro de agulha (16) na Unidade Hidráulica;
6- Acione o freio por algumas vezes, confirmando o seu bom funcionamento.

SUBSTITUIÇÃO DAS PASTILHAS


Ferramentas: - Chaves de Boca 10 mm e 14 mm;
- Chave Hexagonal de 12 mm.
EMH – Eletromecânica e Hidráulica Ltda.
Av. Solferina Ricci Pace, 300 7
30664-000 - Belo Horizonte – MG Brasil
Fone : +55 31 3385-6009
Fax : +55 31 3385-6609 Hora Transmissão ___________
e-mail: emh@emh.com.br 473200773.doc

www.emh.com.br
1- ATENÇÃO: Antes de abrir o Freio para qualquer operação de manutenção, certifique-se de
que o acionamento esteja sem carga, caso contrário, não abra os Freios;
2- Pressurizar o Freio através da bomba manual até obter a abertura total do mesmo, efetuando o
procedimento abaixo:
Fechar o registro de agulha (16) na Unidade Hidráulica, a seguir começar o bombeamento do
fluido utilizando-se da alavanca de acionamento da bomba manual.
NOTA: “O registro de agulha (16) deve permanecer totalmente aberta após a utilização do
sistema de bomba manual”.
3- Tirar as tampas de proteção (15) soltando os quatro parafusos (14), utilizar chave de boca de
10 mm;
4- Efetuar a montagem da porca de segurança (13), rosqueando-a até encostar na camisa do atuador
(25), mas sem efetuar nenhum aperto;
5- Desapertar o parafuso de regulagem (23) até que as pastilhas fiquem afastadas do Disco
aproximadamente 10 mm;
6- Retire os dois parafusos (1) de fixação das pastilhas (3);

7- Efetue a troca do jogo de pastilhas;


8- Coloque os dois parafusos (1) de fixação das pastilhas (3), a fixando do jogo de pastilhas;
9- Apertar o parafuso de regulagem (23) até as pastilhas entrarem em contato com o disco, a seguir,
desapertá-la até obter uma folga entre as pastilhas e o disco de 0,4 a 0,6 mm (aproximadamente
1/4 de volta);
10 - Pressurizar o Freio através da bomba manual e retirar a porca de segurança (13);
NOTA: “O registro de agulha (16) deve permanecer totalmente aberto após a utilização do
sistema de bomba manual”.
11 - Colocar as tampas de proteção (15). Efetuar a despressurização do sistema abrindo o registro de
agulha (16) na Unidade Hidráulica.
SUBSTITUIÇÃO DO ATUADOR

Ferramentas: - Chaves de Boca 10 mm e 19 mm;


- Chave de Pino HN 13;
EMH – Eletromecânica e Hidráulica Ltda.
Av. Solferina Ricci Pace, 300 8
30664-000 - Belo Horizonte – MG Brasil
Fone : +55 31 3385-6009
Fax : +55 31 3385-6609 Hora Transmissão ___________
e-mail: emh@emh.com.br 473200773.doc

www.emh.com.br
1- Manter o Freio frenado (despressurizado);
2- Desconectar a tubulação do atuador;
3- Tirar as tampas de proteção (15) soltando os quatro parafusos (14), utilizar chave de boca de
10 mm;
4- Solte a porca de trava do êmbolo (17), usando uma chave de pino HN13. Proteger as peças com
roscas, evitando batidas e proteja as superfícies com alto grau de acabamento, evitando batidas,
riscos e sujeira que as possam danificar;
5- Retirar a Porca Limite de Curso (12);
6- Soltar o Êmbolo (21) desrosqueando-o do Eixo Central (22);
7- Remova a Camisa do Atuador;

8- Efetue a montagem dos componentes novos na sequência inversa, observando que na montagem
da camisa do atuador (25) seja posicionada de forma a manter o parafuso de sangria voltado para
o ponto mais alto. As vedações, ao serem montadas, deverão ser protegidas de contato com
arestas cortantes, rebarbas, etc...;
9- Efetue a conexão da tubulação nos atuadores do Freio;
10 - ATENÇÃO: Antes de abrir o Freio para qualquer operação de manutenção, certifique-se de
que o acionamento esteja sem carga, caso contrário, não abra os Freios;
11 - Pressurizar o Freio através da bomba manual, e efetuar a sangria;
NOTA: “O registro de agulha (16) deve permanecer totalmente aberto após a utilização do
sistema de bomba manual”.
12 - Colocar as tampas de proteção (15). Efetuar a despressurização do sistema abrindo o registro de
agulha (16) na Unidade Hidráulica;
13 - Verificar o bom funcionamento hidráulico e elétrico do sistema de frenagem.

DESBLOQUEIO MANUAL

ATENÇÃO: Antes de abrir o Freio para qualquer operação de manutenção, certifique-se de que o
acionamento esteja sem carga, caso contrário, não abra os Freios. O desbloqueio manual do Freio é
EMH – Eletromecânica e Hidráulica Ltda.
Av. Solferina Ricci Pace, 300 9
30664-000 - Belo Horizonte – MG Brasil
Fone : +55 31 3385-6009
Fax : +55 31 3385-6609 Hora Transmissão ___________
e-mail: emh@emh.com.br 473200773.doc

www.emh.com.br
obtido pelo uso da bomba manual, pressurizando-se o sistema. A seguir, colocar a porca de segurança
(13) rosqueando-a até encostar na camisa do atuador (25), mas sem efetuar nenhum aperto. Despressurize
o sistema abrindo o registro de agulha (16).
NOTA: “O registro de agulha (16) deve permanecer totalmente aberto após a utilização do sistema de
bomba manual”.

REGULAGEM DO TORQUE DE FRENAGEM


Ferramentas: - Chaves de Boca 10 mm;
- Chave Hexagonal de 12 mm.

O torque de frenagem do Freio pode ser reduzido em aproximadamente 20% em relação ao torque
nominal. Está operação é de fácil execução no local onde o Freio está montado.
1- ATENÇÃO: Antes de abrir o Freio para qualquer operação de manutenção, certifique-se de
que o acionamento esteja sem carga, caso contrário, não abra os Freios;
2- Pressurizar o Freio através da bomba manual até obter a abertura total do mesmo, efetuando o
procedimento abaixo:
Fechar o registro de agulha (16) na Unidade Hidráulica, a seguir começar o bombeamento do
fluido utilizando-se da alavanca de acionamento da bomba manual.
NOTA: “O registro de agulha (16) deve permanecer totalmente aberto após a utilização do
sistema de bomba manual”.
3- Tirar as tampas de proteção (15) soltando os quatro parafusos (14), utilizar chave de boca de
10 mm;

REGULAGEM DO TORQUE DE FRENAGEM (continuação)


4- Desapertar o parafuso de regulagem (23) até que as pastilhas fiquem afastadas do Disco
aproximadamente 5 mm;
5- Efetue a despressurização do Freio pelo registro de agulha (16) na Unidade Hidráulica, abrindo-
EMH – Eletromecânica e Hidráulica Ltda.
Av. Solferina Ricci Pace, 300 10
30664-000 - Belo Horizonte – MG Brasil
Fone : +55 31 3385-6009
Fax : +55 31 3385-6609 Hora Transmissão ___________
e-mail: emh@emh.com.br 473200773.doc

www.emh.com.br
o aos poucos para que o Freio feche de maneira suave;
6- Substitua a porca limite de curso (12) por outra (para isso favor entrar em contato com a fábrica
informando o número de série do Freio e o quanto se deseja diminuir o torque de frenagem)
rosqueandoa até que encoste na camisa do atuador (25). A variação do torque é dada em função
da altura do rebaixo de encosto da porca limite de curso (12);
NOTA: “Consultar a EMH informando o número (s) de série do Freio (s) que necessita ser
alterado, como também o quanto se deseja diminuir o torque”.
7- Pressurizar o Freio através da bomba manual até obter a abertura total do mesmo, efetuando o
procedimento abaixo:
Fechar o registro de agulha (16) na Unidade Hidráulica, a seguir começar o bombeamento do
fluido utilizando-se da alavanca de acionamento da bomba manual.
NOTA: “O registro de agulha (16) deve permanecer totalmente aberto após a utilização do
sistema de bomba manual”.

8- Apertar o parafuso de regulagem (23) até as pastilhas entrarem em contato com o disco, a seguir,
desapertá-la até obter uma folga entre as pastilhas e o disco de 0,4 a 0,6 mm (aproximadamente
1/4 de volta);
9- Colocar as tampas de proteção (15). Efetuar a despressurização do sistema abrindo o registro de
agulha (16) na Unidade Hidráulica;
10 - Verificar o bom funcionamento hidráulico e elétrico do sistema de frenagem.

SUBSTITUIÇÃO DO EMPILHAMENTO DE MOLAS DE FRENAGEM


Ferramentas: - Chaves de Boca 10 mm, 14 mm e 19 mm;
- Chave Hexagonal de 12 mm;
- Chave de Pino HN 13;
EMH – Eletromecânica e Hidráulica Ltda.
Av. Solferina Ricci Pace, 300 11
30664-000 - Belo Horizonte – MG Brasil
Fone : +55 31 3385-6009
Fax : +55 31 3385-6609 Hora Transmissão ___________
e-mail: emh@emh.com.br 473200773.doc

www.emh.com.br
NO LOCAL:
1- ATENÇÃO: Antes de abrir o Freio para qualquer operação de manutenção, certifique-se de
que o acionamento esteja sem carga, caso contrário, não abra os Freios;
2- Pressurizar o Freio através da bomba manual até obter a abertura total do mesmo, efetuando o
procedimento abaixo:
Fechar o registro de agulha (16) na Unidade Hidráulica, a seguir começar o bombeamento do
fluido utilizando-se da alavanca de acionamento da bomba manual.
NOTA: “O registro de agulha (16) deve permanecer totalmente aberto após a utilização do
sistema de bomba manual”.

3- Tirar as tampas de proteção (15) soltando os quatro parafusos (14), utilizar chave de boca de
10 mm;
4- Efetuar a montagem da porca de segurança (13), rosqueando-a até encostar na camisa do atuador
(25), mas sem efetuar nenhum aperto;
5- Despressurizar o Freio;
6- Desconectar a tubulação do atuador (utilizar a chave de boca de 19 mm);
7- Desmontar o Freio do suporte, e envia-lo para a oficina.

SUBSTITUIÇÃO DO EMPILHAMENTO DE MOLAS DE FRENAGEM (continuação)

NA OFICINA:

1- Com o Freio na bancada, retire os dois parafusos (1) de fixação das pastilhas (3) e as pastilhas;
EMH – Eletromecânica e Hidráulica Ltda.
Av. Solferina Ricci Pace, 300 12
30664-000 - Belo Horizonte – MG Brasil
Fone : +55 31 3385-6009
Fax : +55 31 3385-6609 Hora Transmissão ___________
e-mail: emh@emh.com.br 473200773.doc

www.emh.com.br
2- Saque o pino elástico (4), retire a porca castelo e a sapata do Freio (26);
3- Retire o parafuso de regulagem (23), utilizar nesta operação a chave hexagonal de 12 mm;

CALÇOS DE APOIO
F

PRENSA

4- Leve o freio para a Prensa Hidráulica ( capacidade mínima 20 t ) e calça-lo;


5- Aplicando uma força “F” de 20 t (máxima), o empilhamento de molas de frenagem (8) fica
comprimido, retire a porca de segurança (13);
6- Diminuir um pouco a força “F” de modo a obter uma descompressão do empilhamento de molas
de frenagem (8) de 3 mm, para liberar a porca limite de curso (12);
7- Solte a porca de trava do êmbolo (17), usando uma chave de pino HN13. Proteger as peças com
roscas, evitando batidas e proteja as superfícies com alto grau de acabamento, evitando batidas,
riscos e sujeira que as possam danificar;
8- Retirar a Porca Limite de Curso (12);
9- Soltar o Êmbolo (21) desrosqueando-o do Eixo Central (22);
10 - Remova a Camisa do Atuador;
11 - Despressurizar de forma suave a Prensa Hidráulica até que o empilhamento de molas de
frenagem (8) esteja totalmente descomprimido, retire o eixo central (22) e as molas prato;
NOTA: “Em caso de quebra de uma ou mais molas, deve-se trocar o empilhamento todo
(quantidade de molas do empilhamento 11 peças)”.
12 - Trocar o empilhamento de molas de frenagem (8), efetuar a montagem mola por mola no eixo
central (22) lubrificando cada uma com graxa Molycote NLGI 2;

SUBSTITUIÇÃO DO EMPILHAMENTO DE MOLAS DE FRENAGEM (continuação)

13 - Efetue a montagem do empilhamento de molas de frenagem (8), efetuar a montagem mola por
mola no eixo central (22) lubrificando cada uma com graxa Molycote NLGI 2;
14 - Aplique uma força “F” de 20 t (máxima), o empilhamento de molas de frenagem (8) fica
EMH – Eletromecânica e Hidráulica Ltda.
Av. Solferina Ricci Pace, 300 13
30664-000 - Belo Horizonte – MG Brasil
Fone : +55 31 3385-6009
Fax : +55 31 3385-6609 Hora Transmissão ___________
e-mail: emh@emh.com.br 473200773.doc

www.emh.com.br
comprimido;
15 - Efetue a montagem dos componentes na sequência inversa, observando que na montagem da
camisa do atuador (25) seja posicionada de forma a manter o parafuso de sangria voltado para o
ponto mais alto. As vedações, ao serem montadas, deverão ser protegidas de contato com arestas
cortantes, rebarbas, etc...;
16 - Monte a porca de segurança (13), rosqueando-a até encostar na camisa do atuador (25), mas sem
efetuar nenhum aperto;
17 - Despressurizar de forma suave a Prensa Hidráulica até que liberar o freio;

18 - Monte o parafuso de regulagem (23), a rotula (7), a sapata (26), a porca castelo com a arruela
cônica (5) e a pastilha;
19 - Coloque os dois parafusos (1) de fixação das pastilhas (3), a fixando do jogo de pastilhas;
20 - Desapertar o parafuso de regulagem (23) até que a sapata encoste no corpo do freio, mas sem
efetuar nenhum aperto;
21 - Reinstalar o freio no equipamento;
22 - Efetue a conexão da tubulação nos atuadores do Freio;
23 - Efetuar os procedimentos de RECUPERAÇÃO DO DESGASTE DAS PASTILHAS
(página 7 do manual).

PEÇAS DE REPOSIÇÃO

EMH – Eletromecânica e Hidráulica Ltda.


Av. Solferina Ricci Pace, 300 14
30664-000 - Belo Horizonte – MG Brasil
Fone : +55 31 3385-6009
Fax : +55 31 3385-6609 Hora Transmissão ___________
e-mail: emh@emh.com.br 473200773.doc

www.emh.com.br
ITEM DESIGNAÇÃO CÓDIGO QTDE.
3 JOGO DE PASTILHAS COM SENSOR 50.08291 1
6 ANEL DE VEDAÇÃO 184,2 6873 1
7 RÓTULA DA SAPATA 50.08292 2
8* MOLAS DE FRENAGEM (EMPILHAMENTO) 6882-113 2
9 ANEL DE VEDAÇÃO 164,47 6874 2
10 GAXETA 95/80 6876 2
11 GAXETA 176/160 6875 2
13 PORCA DE SEGURANÇA 50.08294 2
15 TAMPA DE PROTEÇÃO (CAPOT COMPLETO) 50.08295 2
16 SENSOR INDUTIVO 4350 2
20 ANEL DE VEDAÇÃO E PARBACK 59 6880 2
23 PARAFUSO DE REGULAGEM 50.08301 2
26 SAPATA 50.08304 2
NOTA: Os itens em negrito correspondem às peças de reposição necessárias para dois anos de
operação. (*) Informar o modelo do freio.

EMH – Eletromecânica e Hidráulica Ltda.


Av. Solferina Ricci Pace, 300 15
30664-000 - Belo Horizonte – MG Brasil
Fone : +55 31 3385-6009
Fax : +55 31 3385-6609 Hora Transmissão ___________
e-mail: emh@emh.com.br 473200773.doc

www.emh.com.br