Você está na página 1de 9

Como Plantar Cannabis Medicinal

Por: Sérgio Delvair da Costa

2018/@Corporation

Guia Prático de Cultivo


Planta: Cannabis Sativa/Indica

Passo 1
A ESCOLHA DA SEMENTE IDEAL
A cannabis hoje tem várias espécies diferentes com teores de THC e CBD variados. A escolha deve ser
feita seguindo as premissas:

1º - As sementes mais acessíveis devem ser as primeiras a serem cultivadas, estão mais a mão,
essas seriam as sementes doadas ou retiradas de cannabis comprada no mercado negro.

2º - As sementes podem ser compras em sites especializados na internet, desta forma pode-se
escolher a semente de acordo com a necessidade de concentração do THC e CBD.

Passo 2
A germinação da semente

Para se germinar uma semente de cannabis devemos nos preocupar em dar um ambiente propicio com
temperaturas estáveis e não variáveis, o ideal é um local com pouca luz e temperatura entre 21 e 30 graus célsius.

A forma de germinar pode ser variada, mas o conceito é um só, deve-se quebrar a dormência das
sementes com agua. Toda semente tem uma proteção contra germinação indevida, com isso o ambiente propicio
é fundamental para quebrar esta dormência.

1º - separe a semente e escreva em um papel o seu nome e data.

2º - prepare um copinho de jornal com terra preta ou substrato, este copo pode ser substituído
por células jiffy, copo de café, vasos pequenos e etc.… o importante é ser de pequeno tamanho para evitar
transtornos.

3º - prepare um copo com agua até o meio e adesiva o nome de sua semente nele caso esteja
plantando mais de uma espécie. Coloque a semente e deixa ela por 6 horas dentro da água, ela deve estar
submersa após este período.

4º - pegue a semente e plante no copinho enterrando-a 1 cm.

5º - regue com agua até encharcar toda a terra ou substrato.

6º - coloque em um local escuro e com temperatura constante.

7º - aguarde 3 dias e molhe novamente o vaso caso não tenha germinado ainda a semente.
8º - a sementes germinam com 5 dias em média, e após germinarem devem ser levadas para a
luz do dia.

9º - assim que as folhas centrais aparecem ela deve ser deixada ao sol por todo o dia, e em casos
de sol muito forte nos 3 dias iniciais deve-se dar apenas o sol da manhã.

10º - as mudinhas devem permanecer neste vaso de germinação por 15 dias sendo irrigadas uma
vez por dia.

Passo 3
Preparando o vaso de vegetação

O vaso de vegetação deve ter um volume que dê 2 litros de terra para cada mês de vida da planta, use
um vaso de 7 a 15 litros para cada planta na fase de vegetação, os vasos longos são melhores nesta fase.

A terra ou conteúdo do vaso deve ser preparado assim:

1º - prepare uma mistura de terra, substrato e húmus na seguinte proporção:

1.1 – Terra preta 60%


1.2 – Substrato vegetal 20%
1.3 – Húmus de minhoca 5%
1.4 – Perlita ou areia grossa 15%
2º - misture tudo de forma a ficar bem homogênea e neste processo acrescente o adubo 04-14-
08 granulado, na proporção de 30 gramas por 10 litros de terra. Misture bem e coloque nos vasos
deixando 10 cms sem colocar terra. Não molhe a terra até o dia que fizer o plantio nela. Deixar
descansando em um canto sombreado por 3 dias.

Passo 4
A mudança da planta nova

A mudança da planta nova para o vaso se faz de forma a dar a ela maior espaço e profundidade para as raízes.
Devemos mudar ela de seu vaso pequeno para o vaso que preparamos para a vegetação da planta.

A hora certa é quando observamos que se passaram 15 dias e a plantinha tenha um terceiro par de folhas
pelo menos.

1º - Faça um pequeno buraco na terra dentro do vaso que vc preparou no passo 3.

2º - posicione a plantinha entre os dedos da mão apoiando a face do vasinho e vire ele para baixo
assim a terra e a planta se soltam e vc desvira a mão já posicionando o monte de terra com a planta no buraco
que vc fez, não fraqueje agora, ponha de forma firme e sem quebrar o caule da plantinha, seja delicado com ela.

3º - após deixar ela posicionada no buraco preencha com a terra retirada apetando com a palma
dos dedos a terra em volta da mudinha. Faça com delicadeza, mas com firmeza também.

4º - arrume a superfície do vaso e coloque a terra nivelada, molhar com agua de forma a não
remexer a terra, com cuidado e assim que molhar deixar o vaso em um local sempre ao sol.

Passo 5
Cuidados na fase vegetativa
Nesta fase a planta precisa de muito oxigênio, hidrogênio, carbono, nitrogênio, fosforo, cálcio, magnésio
e potássio, além dos microelementos naturais como enxofre, boro, zinco, cobre, molibdênio, e alguns outros
micros.

Faremos uma manutenção com podas no devido tempo, e vamos adubar de acordo com a necessidade e
em períodos definidos.

Devemos star com um cronograma de ações pré-estabelecidos para podermos acompanhar melhor todo
o processo dia após dia.

Faremos assim:

1º - no dia seguinte a mudança de vaso vamos apenas molhar a planta.

2º - no terceiro dia observamos a terra e caso ela esteja seca por cima devemos dar um copão de
agua a ela, um copo de 300 ml, caso ainda esteja húmida, com aparência de molhada devemos manter sem dar
agua.

3º - quarto dia e continuamos apenas a observar, só devemos molhar caso a terra de cima do
vaso se mostre seca ou quase seca, podemos molhar tanto a terra como as folhas, elas gostam das chuvas neste
período.

4º - ficamos cuidado apenas com agua e observância por um período de 20 dias, e neste 20º dia,
paramos de dar agua a ela.

5º - agora vamos dar uma sequência de dias sem agua, vamos dar um período seco, ela vai até
murchar um pouco, e então vamos socorre-la com uma agua rica em alimentos, uma dose cavalar. Deixe sua
planta sem agua, observe a terra secar, ela vai secar em cima e depois aos poucos por baixo e com isso, a falta de
agua fara ela começar a murchar, é aí que vamos dar o alimento, que deve ser um adubo 10-10-10 granulado,
jogue 30 gramas deste adubo, uma colher de sopa esparramado pela superfície do vaso cubra com um pouco de
substrato ou terra, e molhe com 1 litro de agua se preocupando em não remexer a terra.

6º - a planta agora no 24 dia de vegetação se mostrara vivida e cheia de vontade de crescer, você
deve apenas observar e molhar com 500 ml de agua todos os dias durante 5 dias.

7º - sua planta já terá 30 dias de veja, vamos dar agua dia sim e dia não, sempre com 500 ml de
agua.

8º - após 40 dias de vegetação vamos dar mais uma cobertura nela com o 10-10-10, fazendo o
processo 5º acima novamente, mas vamos fazer uma limpeza de folhas e galhos para dar a agua com adubo
novamente, assim que ela iniciar a murchar as folhas, vc deve limpar a planta de suas folhas e galhos inúteis,
devemos deixar apenas a apical principal e mais 4 ou 6 galhas adjacentes, todos os outros galhos devem ser
cortados e todos os brotos abaixo do 4º par de folha de cada galha deve ser limpa de tudo, galhos e folhas. E
então um dia após a poda faça a irrigação após pôr o adubo na terra e cobri-lo. Molhar com até 1,5 litros de agua.

9º - Vamos iniciar a fase de floração 7 dias após a segunda adubação.

Passo 6
Iniciando a definição de sexo

Espera-se que neste período a planta esteja com muitas folhas bem verdes, com pontas definidas e
abertas ao sol, é importante que tenhamos neste período uma planta saudável e se fizer todos os passos acima
dará sim tudo certo.

Agora vamos definir o sexo da planta ou mudar o foto-período dela.


No modo regular e outdoor devemos esperar o outono para que isso ocorra de forma natural. Se quiser
adiantar este evento ou forçar a natureza deve-se pôr a planta por 12 horas seguidas no escuro, sempre no
mesmo horário. Fazendo isso ela irá definir sexo e entrar no estado de floração em 14 dias.

No caso de usar o sistema de plantio indoor com lâmpadas basta que deixe a planta 12 horas sem luz que
ela vai iniciar a floração.

Vamos listar o processo em si:

1º - com a planta pronta para floração, vamos preparar a fase de floração, a planta deve ter agora
60 dias de vida.

2º - sem mudar a planta de vaso vamos dar a ela um estimulo para florir colocando o vaso em um
quarto escuro por 12 horas, pode ser um banheiro ou uma caixa grande que cubra a planta.

3º - ao escurecer por 12 horas em um período de 12 dias as plantas entram no estado de floração,


primeiro soltam pestilos nas derivações do caule principal, essas são plantas fêmeas, caso saiam pequenos botões
redondos serão machos.

4º - ao definir o sexo vc deve manter elas ainda no escuro por 12 horas até o florescimento inicial.
Isso pode levar até 20 dias desde o início da definição do sexo.

5º - após ela soltar pestilos nas pontas de galhos ela já estará pronta para ir para fora e ficar sem
ser levada para o escuro. Pode deixar ela por si em um local só.

6º - agora só esperar a época de colher, mas sempre cuidando dela para que possa ter muitas
flores e produzir muita resina. Vamos ver isso na fase 7.

Passo 7
Período de floração

Durante a floração devemos ter cuidados com agua e adubos.

Nesta fase a planta tende a se alimentar mais e a consumir mais água.

Logo que ela entrar na floração devemos dar uma dose de adubo a ela, aplicar o 10-10-10 no solo e irrigar
por 5 dias seguidos, lembrando de cobrir o adubo com um punhado de terra nova.

Neste período o fosforo e o potássio se fazem necessários e também o magnésio e o cobre que são
nutrientes necessários para flores fortes.

Vamos aplicar o adubo e a agua da seguinte forma:

1º - após a planta estar florescida vamos dar a ela uma cobertura de 10-10-10, isso será por volta
do 75º dia de nascida.

2º - após adubar, sempre irrigar com abundância, assim ela aproveita o máximo dos nutrientes.

3º - a água nesta fase deve ser abundante também, deve se irrigar com 500 ml por dia sem faltar
um dia.

4º - durante a fase de floração vamos dar duas doses de adubo 10-10-10 granulado, uma aos 75
dias e outra aos 90 dias de vida, da planta.

5º - vamos então preparar e analisar o estado de flores e tricomas da planta para ter a certeza de
uma produção correta e eficaz para o nosso uso de acordo com a finalidade desejada. Vamos para o próximo
passo.
Passo 8
Analisando a hora da colheita e cuidando das flores

Ao iniciar a floração devemos ter o cuidado de retirar as pequenas flores e brotos que surgem nos caules
da planta. Estes brotos tendem a retirar a força da planta desviando seiva para alimentá-los. Vamos retirar no
início da floração e manter sem estes indesejados brotinhos.

O processo de corte deve ser feito com uma pequena tesoura e a mesma deve ser desinfetada com álcool.

Faça a retirada dos brotinhos até a quarta forquilha do galho, ficando apenas a parte do caule com a
ponta cheia e a parte inferior limpa.

Depois que fazemos esta limpeza devemos dar agua e luz em abundância, são os raios UVA que estimulam
a criação dos tricomas, e isso é o que queremos.

Ao analisar a planta para a colheita devemos observar os pestilos e os tricomas. Os tricomas podem estar
com 3 cores diversas, translúcidos, brancos e âmbar. Isso determina a concentração de THC e se ele está em
estado de deterioração.

Para se ter a erva com características cerebrais e altos níveis de THC devemos colher as flores numa fase
precoce quando os tricomas estiverem mais translúcidos e iniciando ficarem brancos.

Para se ter uma erva mais corporal com efeitos mais para o corpo, como se fosse para aliviar tensão
devemos aguardar os tricomas mais leitosos e iniciando o âmbar.

Isso é regra para colheita de acordo com os tricomas. Vc vai precisar de uma lente 30x para poder ver de
perto os tricomas.

Pode se ver o período certo de colheita observando os pestilos da planta, eles são como pelos brancos e
à medida que morrem ficam vermelhos queimados, isso determina a maturidade do bulbo e indica sua morte na
questão de reprodução. Para se ter um bom rendimento deve-se colher com 40% dos pestilos queimados, isso se
observa nas flores.

Vamos então executar a colheita.

Passo 9
Colher, secar e curar

A planta na fase de colher se mostra muito aromada e com suas flores cheias de tricomas, deve-se cortar
as folhas grandes com a planta ainda de pé, ela só deve ser retirada do vaso após 24 horas feito a manicure.

Após as 24 horas corte a planta no pé, e pendure para secar em um local arejado e seco, com humidade
em média de 50%. É recomendável caso o período seja muito seco colocar uma bacia com agua próximo as
plantas.

Elas vão secar por 10 dias, lentamente a clorofila vai evaporando e fica somente o óleo e a celulose. Está
na hora de curar, se vc quebrar um galho da planta e ele estralar significa que já está seca o suficiente.

A cura é o próximo processo a ser feito e deve-se colocar os buds ou flores agora limpas dentro de um
pote e fecha-lo. A cura pode ser feita entre 15 e 90 dias, isso dará um ótimo aroma as flores. No caso medicinal
não se faz a cura. Se extrai o óleo sem curar.

Assim temos as flores de cannabis prontas para consumo ou confecção de óleo medicinal.
Passo 10
A produção de óleo medicinal método Rick Simpson

Para se obter o óleo medicinal vamos precisar da lista abaixo:

1º - uma quantidade x de maconha ou de flores de maconha.

2º - um litro de álcool cereais para cada 100 gramas de erva.

3º - suporte e coador de café nº 103.

4º - jarra de vidro ou plástico para coar a erva com 2 litros

5º - Vasilha de plástico com capacidade de 5 litros para preparar a mistura da erva com o álcool.

6º - uma travessa de vidro refratário onde será usada para evaporar o álcool.

7º - forno elétrico para fazer a volatização do álcool.

8º - um vidro pequeno com óleo de coco extra virgem.

9º - uma espátula de silicone.

10º - frasco conta gotas para envasamento.

Processando o óleo

1º - Triture toda a erva e coloque na vasilha grande, vc deve cobrir toda a erva com o álcool
cereais, e a partir daí mecha com uma colher ou com a espátula de silicone por 60 minutos com intervalos de
repouso, deixe este processo acontecer por 1 hora.

2º - após lavar bem a erva com o álcool coe no coador para dentro da jarra, faça este processo
sem deixar cair a erva dentro do coador.

3º - repita o processo de colocar mais álcool dentro da vasilha com a erva para dar uma segunda
lavada, faça isso por mais uma hora e coe toda a erva agora.

4º - despeje o álcool coado dentro do pirex ou travessa refratária, com o cuidado para não
derramar fora.

5º - coloque a travessa dentro de um forno com temperatura máxima de 100 graus célsius.

6º - mantenha a porta do forno um pouquinho aberta e se for o caso aumente a temperatura


para compensar a saída do calor.

7º - observe o óleo para que ele não ferva demais, ele deve evaporar aos poucos e sem causar
aborbulhamentos no liquido.

8º - esse processo pode levar até 4 horas.

9º - ao notar que o óleo já está mais grosso e já saem algumas borbulhas como de um melado,
retire a travessa do forno e mecha o óleo até ele ficar mais frio quase morno.

10º - com o óleo já no ponto e ainda quente misture a mesma quantidade de óleo de coco, ou
misture 3 x a quantidade de óleo da cannabis de óleo de coco, no primeiro caso utilizaremos para doenças mais
fortes como câncer e dores crônicas, e no segundo caso em patologias como EM e alzaimer, Parkinson, epilepsia,
lúpus, fibromialgia, e mais patologias autoimunes.
11º - misture bem os dois óleos, mecha sem parar até obter uma mistura consistente, viscosa e
homogênea.

12º - Envase enquanto estiver quente usando uma seringa de 10 ou 20 ml.

O óleo está pronto.

Passo 11
Dosagem do medicamento

A dosagem do óleo vai de organismo para organismo, de acordo com a sensibilidade de cada ser humano.

Como regra devemos iniciar o tratamento com 2 gota diárias, e ir aumentando as doses de acordo com a
necessidade, até se encontrar a melhor dose, a que tire os sintomas indesejados e mantenha a qualidade de vida
da pessoa.

Sabemos que não há contraindicação no uso da cannabis no que se diz respeito a doses altas, o óleo não
vai causar danos caso se dê doses acima do necessário.

O mais importante e inundar o organismo do paciente com o thc e cbd, e deixar assim a neurologia
orgânica fazerem seu papel.

Muitos são os sintomas que a cannabis atua dirimindo e até curando, até hoje no brasil pouco se estuda sobre o
assunto, mas já em outros países muito se sabe sobre os benefícios da cannabis em seu todo. Devemos atuar em
favor da vida e também da saúde com qualidade. Acredito na cannabis e hoje vejo que mais pessoas acreditam,
vamos usufruir de seus benefícios e divulgar a boa nova.

FIM

Tabela de ações no cultivo de cannabis.

DIA STATUS AÇÃO DATA


1º Semente nascida Molhar/por no sol por 4 horas
2º Planta saudável Não molhar/ observar se está desenvolvendo.
3º Planta saudável Molhar/por no sol o dia todo
4º Planta saudável com folhas crescendo. Não molhar / deixar o dia todo no sol.
5º Planta normal verde e crescendo, soltando Molhar/deixar no sol.
segundo par de folhas.
6º Planta normal, verde, crescendo segundo par Molhar/deixar no sol.
de folhas.
7º Planta normal, verde vivo, folhas normais e Não molhar/ iniciar o preparo do vaso de vegetação. 60% terra e 40% substrato,
crescendo. vaso de 07 litros.
8º Planta saudável, com folhas verdes, já Molhar / preparar o vaso de veja, adicionar 20 gramas de adubo granulado 04-14-
iniciando o 3º par de folhas. 08. Misturar bem e colocar no vaso, deixar em repouso por 3 dias.
9º Planta saudável. Verde vivo, folhas firmes e 3º Não molhar/deixar no sol.
par formando, caule curto e folhas próximas.
10º Planta normal, crescendo bem e folhas verdes. Molhar / deixar ao sol, observar se planta cresce sem anomalias.
11º Planta Verde e saudável. Não molhar/deixar ao sol.
12º Planta Verde e saudável Molhar / deixar ao sol.
13º Planta com 3 pares de folhas, verde e saudável. Molhar / Transplantar a muda, deixar na sombra. Fazer o transplante de forma não
quebrar as raízes. Aterrar até cobrir 1 cm do caule.
14º Planta saudável, verde e folhas para cima, se Molhar / por no sol dia todo.
mostra firme e de pé.
15º Planta verde e folhas para cima, sem Molhar / deixar no sol.
anomalias.
16º Planta normal e saudável Não molhar
17º Planta normal e saudável Molhar
18º Planta normal e saudável Não Molhar
19º Planta normal e saudável Molhar
20º Planta normal e saudável Não Molhar
21º Planta normal e saudável Molhar
22º Planta normal e saudável Não Molhar
23º Planta normal e saudável Molhar / adubar com 10-10-10, usar 10 gramas por vaso de 7 litros.
24º Planta normal e saudável Molhar bem, o dobro do normal.
25º Planta normal e saudável Molhar normal, observar folhas se não se alteram.
26º Planta normal e crescendo, já com galhos Não Molhar
adjacentes.
27º Planta normal, folhas apontadas para cima Não Molhar
durante o dia.
28º Planta normal com folhas verdes e saudáveis. Molhar
29º Planta normal Não Molhar
30º Planta normal e crescendo Molhar, observar insetos e anomalias.
31º Planta normal Não Molhar
32º Planta normal e crescendo forte Molhar
33º Planta normal e folhas crescendo Molhar se estiver seco
34º Planta normal Molhar se estiver seco
35º Planta normal Molhar se estiver seco
36º Planta normal Molhar se estiver seco
37º Planta normal, observar se cresce bem e seus Não molhar, iniciar processo de abstinência liquida.
galhos estão se desenvolvendo.
38º Planta normal Não molhar
39º Planta iniciando o processo de desidratação, Não molhar
folhas iniciando ficar murchas.
40º Planta sentindo a falta de alimento e agua. Adubar com 10-10-10 10 gramas, cobrir o adubo com um pouco de substrato e
molhar.
41º Planta reagindo bem, e iniciando recuperação Molhar pouco
física.
42º Planta reagiu e está para cima. Molhar pouco
43º Planta aponta para cima e brotos vigorosos. Molhar bem
44º Planta Vigorosa e cheia de galhos. Molhar pouco
45º Planta verde e sem folhas amarelas. Molhar bem
46º Planta verde e saudável Molhar pouco
47º Planta saudável com folhas para cima. Molhar pouco e preparar para poda de floração
48º Planta verde e saudável Não molhar/fazer poda de limpeza retirando galhos inferiores, e brotos pipoca.
Retire todos os galhos deixando a apical e 06 galhos adjacentes.
49º Planta verde, limpa de galhos e arejada. Molhar bem.
50º Planta verde e pronta para florar definindo Não Molhar
sexo.
51º Planta saudável, folhas verdes e grandes, Molhar bem
apicais desenvolvendo bem.
52º Planta normal e saudável Preparar para iniciar a fase de floração. Mudar foto período para 12 horas de
escuridão.
53º Planta normal Por a planta no escuro por 12 horas, não molhar.
54º Planta normal Molhar
55º Planta normal Não Molhar
56º Planta normal Molhar
57º Planta normal Não Molhar
58º Planta normal Molhar
59º Planta normal Não Molhar
60º Planta normal Molhar
61º Planta normal Não Molhar
62º Planta normal Molhar
63º Planta normal Molhar/observar se surge os pistilos identificadores de fêmea e macho.
64º Planta normal, fechando brotos apicais. Molhar
65º Planta definido sexo. Molhar/observar se tem pistilos ou brotos na forma de bolinhas.
66º Planta com sexo definido Molhar / planta macho ou fêmea.
67º Planta florescendo Não Molhar
68º Planta florescendo Molhar
69º Planta florescendo Não Molhar
70º Planta florescendo Molhar
71º Planta florescendo Não Molhar
72º Planta florescendo Molhar
73º Planta florescendo Não Molhar
74º Planta florida Adubar com 15 gramas de 10-10-10/molhar
75º Planta florida Molhar bem
76º Planta florida Molhar bem
78º Planta florida Molhar normal
79º Planta florida Molhar normal
80º Planta florida Molhar normal
81º Planta florida Molhar normal
82º Planta normal Molhar normal
83º Planta normal com algumas folhas amarelas. Não Molhar
84º Planta florida normal, enchendo de pistilos, já Molhar bem
se vê tricomas.
85º Planta florida enchendo de tricomas, algumas Não Molhar
folhas amarelas.
86º Planta florida normal e fortalecendo os buds. Molhar bem
87º Planta florida verde com algumas folhas Não Molhar
amarelas.
88º Planta florida Molhar bem
89º Planta florida Não Molhar
90º Planta florida e preparando para colheita. Molhar bem
91º Planta tricomada e com algumas folhas Fazer primeiro flush molhar com o mesmo volume do vaso com agua.
amarelas
92º Planta tricomada Não molhar
93º Planta tricomada Não molhar
94º Planta tricomada M Não Molhar olhar normal
95º Planta tricomada Molhar normal
96º Planta tricomada Não Molhar
98º Planta tricomada Molhar pouco
99º Planta pronta para 48 horas de escuro, Não molhar/deixar em 24 horas de escuridão.
tricomas transparentes e brancos com alguns
âmbar.
100º Planta pronta. Cortar após as 24 horas do dia.
101º Planta cortada e feito a manicure. Colocar os buds tricomados pra secar em ambiente não muito claro.
102º Deixar secando por 10 dias. Colocar uma vasilha com agua no ambiente para umedecer.
112º Buds secos e prontos Fazer o óleo e ou colocar para curar em pote de vidro onde as flores encham o
pote.
Assim esta finalizado o plantio de sua planta, seus buds prontos. A cura é fundamental para o sabor dos buds. São necessários 60 dias para uma cura
satisfatória.