Você está na página 1de 12

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE CAMPINAS – UNICAMP

FACULDADE DE ENGENHARIA QUÍMICA - FEQ


IQ425 - INTELIGÊNCIA ARTIFICIAL EM SISTEMAS DE PROCESSOS
QUÍMICOS

Modelo Fuzzy para o esforço de frenagem de um


carro

Professora: Ana Maria Frattini Fileti


Aluno: Carlos Adriano Moreira da Silva

CAMPINAS - SP
JUNHO/2016
Para cada caso, foi apresentado a superfície de resposta e os gráficos das
funções de pertinência.

Caso 1:

O universo de discurso das variáveis de entrada “Distância (m)” e “Esforço de


Acionamento (N) ” são de 2 a 100 e 0 a 820, respectivamente. Foi utilizado
cardinalidade três para as variáveis de entrada e saída, conforme apresentado na Tabela
1, que pode ser construída a partir do seguinte conjunto de regras:

 Regra 1: SE a distância entre os dois carros é curta ENTÃO o esforço é forte;


 Regra 2: SE a distância entre os dois carros é média ENTÃO o esforço é
moderado;
 Regra 3: SE a distância ente os dois carros é longa ENTÃO o esforço é nulo;

Tabela 1 – Base de regras.


Distância (m)
Curta Média Longa
Forte Moderado Nulo

As funções de pertinência foram criadas com base da Tabela 2:

Tabela 2 – Faixa das funções de pertinência.


Distância (m) Acionamento (N)
Curta Média Longa Nulo Moderado Forte
<20 10 e 88 >80 <160 100 e 750 >650

As funções de pertinência para as variáveis de entrada e saída conforme os


adjetivos da Tabela 2 são mostradas nas Figuras 1 e 2. Depois que a base de regra na
Tabela 1 foi inserida no Matlab, foi possível gerar a superfície de resposta conforme
mostrado na Figura 3.
Figura 1 – Funções de pertinência para a variável de entrada “Distância”.

Figura 2 - Funções de pertinência para a variável de saída "Acionamento".

Figura 3 – Superfície de resposta.

Pode-se observar na Figura 3, que quanto menor a distância entre os carros,


maior é o esforço de acionamento.
Caso 2:

Neste caso, tem-se duas variáveis de entrada: “Distância (m)” e “Velocidade do


carro 1 (m/s)” e uma de saída: “Esforço de Acionamento (N) ”. O universo de discurso
das variáveis “Distância (m)” e “Esforço de Acionamento (N)” são os mesmos que no
caso 1. O universo de discurso da nova variável “Velocidade do carro 1 (m/s)” é 60 a
130.
Foram utilizados cardinalidade 3 para as variáveis de entrada e cardinalidade 5
para a variável de saída, conforme apresentado na Tabela 3, que pode ser construída a
partir do seguinte conjuntos de regras:

 Regra 1: SE a distância entre os dois carros é curta E a velocidade do carro 1 é


alta, ENTÃO a esforço é forte;
 Regra 2: SE a distância entre os dois carros é curta E a velocidade do carro 1 é
média, ENTÃO a esforço é moderado médio;
 Regra 3: SE a distância entre os dois carros é curta E a velocidade do carro 1 é
baixa, ENTÃO a esforço é médio;
 Regra 4: SE a distância entre os dois carros é média E a velocidade do carro 1 é
alta, ENTÃO a esforço é moderado médio;
 Regra 5: SE a distância entre os carros é média E a velocidade do carro 1 é
média, ENTÂO a esforço é médio;
 Regra 6: SE a distância entre os carros é média E a velocidade do carro 1 é
baixa, ENTÃO a esforço é moderado baixo;
 Regra 7: SE a distância entre os carros é longa E a velocidade do carro 1 é alta,
ENTÃO a esforço é médio;
 Regra 8: SE a distância entre os carros é longa E a velocidade do carro 1 é
média, ENTÃO a esforço é moderado baixo;
 Regra 9: SE a distância entre os carros é longa E a velocidade do carro 1 é baixa,
ENTÂO a esforço é nulo;
Tabela 3 – Base de regras.

Distância (m)
Curta Média Longa
Moderado
Alta Forte Médio
médio
Velocidade do Moderado Moderado
Média Médio
carro 1 (m/s) médio baixo
Moderado
Baixa Médio Nulo
baixo

As funções de pertinência foram criadas com base da Tabela 4:

Tabela 4 – Faixa das funções de pertinência

Distância (m)
Curta Média Longa
<20 10 e 88 >80
Velocidade do carro 1 (m/s)
Baixa Média Alta
<80 70 e 120 >110
Acionamento (N)
Nulo MB Médio MM Forte
160< 70 e 355 270 e 550 480 e 750 > 700

As funções de pertinência para as variáveis de entrada e saída conforme os


adjetivos da Tabela 4 são mostradas nas Figuras 4, 5 e 6. Depois que a base de regra na
Tabela 3 foi inserida no Matlab, foi possível gerar a superfície de resposta conforme
mostrado na Figura 7.
Figura 4 – Funções de pertinência para a variável de entrada “Distância”.

Figura 5 – Funções de pertinência para a variável de entrada “Velocidade do carro


1”.

Figura 6 – Funções de pertinência para a variável de saída "Acionamento".


Figura 7 - Superfície de resposta.

Pode-se observar na Figura 7, que quanto menor a distância entre os carros e


maior a velocidade do carro 1, maior é o esforço de acionamento.

Com os modelos implementados no MATLAB, foram calculados os esforços


para as seguintes condições conforme mostrado nas Tabelas 5 e 6.

Tabela 5 – Cálculo do esforço de acionamento para Caso 1.

Acionamento
Distância (m) Acionamento RSS (N)
Matlab (N)
5 765 -
10 758 820
20 422 -
50 421 425
90 58,8 -
100 51 -

Tabela 6 - Cálculo do esforço de acionamento para Caso 2.

Distância (m) V1(m/s) Acionamento Matlab (N) Acionamento RSS (N)


5 70 420 407,5
50 100 424 -
90 120 420 407,5

O cálculo do esforço de acionamento também foi realizado pelo método do


método aproximado de Root-Sum-Square (RSS) para duas condições nos dois casos. O
procedimento de cálculo foi realizado em excel e é mostrado em anexo. Os resultados
do esforço de acionamento calculados pelo Matlab e RSS são mostrados nas Tabelas 5 e
6. Observa-se que os valores estão razoavelmente próximos, levando-se em
consideração que o método RSS é um cálculo de aproximação.
ANEXO
Caso 1
Condição 1 -> x=50m
Acionamento
μx V.I V.C μ médio Saída
1) Se x é Curta então Fp é Forte 0 0 820 F 0 425
2) Se x é Média então Fp é Moderado 0,7 0,7 425 M 0,7
3) Se x é Longa então Fp é Nula 0 0 2 N 0 N

 (Valor médio )i
V
Central

Condição 2 -> x=10m médio  intersecção


2
Saída Acionamento  i 1
N

 (
i 1
médio i )
μx V.I V.C μ médio Saída
1) Se x é Curta então Fp é Forte 0,6 0,6 820 F 0,6 820
2) Se x é Média então Fp é Moderado 0 0 425 M 0
3) Se x é Longa então Fp é Nula 0 0 2 N 0

x=50m
x=10m
Caso 2
Condição 1 -> x=5m e V 1 =70m/s Acionamento
μx μ v1 V.I V.C μ médio Saída
1) SE a distância é curta E a velocidade do carro 1 é alta, ENTÃO o esforço é forte 0,75 0 0 F 820,0 F 0 407,5
2) SE a distância é curta E a velocidade do carro 1 é média, ENTÃO a esforço é moderado médio 0,75 0 0 MM 612,5 MM 0
3) SE a distância é curta E a velocidade do carro 1 é baixa, ENTÃO a esforço é médio 0,75 0,5 0,5 M 407,5 M 0,5
4) SE a distância é média E a velocidade do carro 1 é alta, ENTÃO a esforço é moderado médio 0 0 0 MB 210,0 MB 0
5) SE a distância é média E a velocidade do carro 1 é média, ENTÂO a esforço é médio 0 0 0 N 2,0 N 0
6) SE a distância é média E a velocidade do carro 1 é baixa, ENTÃO a esforço é moderado baixo 0 0 0
7) SE a distância é longa E a velocidade do carro 1 é alta, ENTÃO a esforço é médio 0 0 0
8) SE a distância é longa E a velocidade do carro 1 é média, ENTÃO a esforço é moderado baixo
9) SE a distância é longa E a velocidade do carro 1 é baixa, ENTÂO a esforço é nulo
0
0
0
0
0
0
médio   intersecção
V 2

Condição 2 -> x=90m e V 1 =120m/s Acionamento

μx μ v1 V.I V.C μ médio Saída

1) SE a distância é curta E a velocidade do carro 1 é alta, ENTÃO o esforço é forte 0 0,55 0 F 820,0 F 0 407,5
2) SE a distância é curta E a velocidade do carro 1 é média, ENTÃO a esforço é moderado médio 0 0 0 MM 612,5 MM 0
3) SE a distância é curta E a velocidade do carro 1 é baixa, ENTÃO a esforço é médio 0 0 0 M 407,5 M 0,5
4) SE a distância é média E a velocidade do carro 1 é alta, ENTÃO a esforço é moderado médio 0 0,55 0 MB 210,0 MB 0
5) SE a distância é média E a velocidade do carro 1 é média, ENTÂO a esforço é médio 0 0 0 N 2,0 N 0
6) SE a distância é média E a velocidade do carro 1 é baixa, ENTÃO a esforço é moderado baixo 0 0 0
7) SE a distância é longa E a velocidade do carro 1 é alta, ENTÃO a esforço é médio 0,5 0,55 0,5
8) SE a distância é longa E a velocidade do carro 1 é média, ENTÃO a esforço é moderado baixo 0,5 0 0
9) SE a distância é longa E a velocidade do carro 1 é baixa, ENTÂO a esforço é nulo 0,5 0 0
N

 (Valor Central médio )i


Saída Acionamento  i 1
N

 (
i 1
médio i )
x=90m
x=50m

x=70m/s V1=12m/s