Você está na página 1de 11

Ano XXVII, nº 114 - Dezembro 2016

A história e os
desafios da Psicologia
Os números das da Aviação no Brasil
eleições do Sistema pág. 13
Conselhos de
Psicologia
pág. 12

Quebra de sigilo
para combate ao
feminicídio
pág. 15

Trabalho, ética
e normas na era
das tecnologias de
comunicação
pág. 08
2 Editorial Seu Conselho 3

Olá, Criação de novas comissões


No último Jornal do Federal de
2016, o 16º Plenário se despede
uma forma de discutir e apresentar
as contribuições que a ciência e a
ciedade brasileira. Assim já o fize-
mos, em nota que explicitou que
economia e na moralidade política,
mas na não aceitação dos avanços
marcou o último triênio do CFP
após três anos de intenso trabalho profissão psicológica podem e de- as decisões tomadas pelos acordos das conquistas das mulheres, dos Instâncias buscaram assessorar e orientar a categoria em dife-
em prol de duas agendas da Psico- vem trazer para a nossa sociedade, políticos dos que deveriam nos con- pobres, da população LGBT, dos ne- rentes temas. Jornal do Federal faz um balanço das atividades
logia. Na primeira, buscamos pau- buscando sempre uma perspecti- duzir a um cenário de estabilidade gros, das crianças e adolescentes de
tar o Exercício Profissional do pon- va de desenvolvimento solidário, estavam, em realidade, levando-nos nosso país nos últimos anos.
to de vista do trabalho, do fazer da- sustentável e em defesa da justiça ao encontro de uma provável tra- Não nos furtaremos ao dever de A partir do Planejamento Estraté-

Crédito: Ascom CFP


quelas e daqueles que se ocupam social e dos direitos humanos. Es- gédia social e política. Infelizmen- denunciar o que se passa neste ins- gico Plurianual (PEP) do 16º Plená-
em levar adiante uma profissão ain- ses debates também são refletidos te, estávamos corretos. A crise em tante histórico em nosso país. Nesse rio do CFP, que indicou a formação
da por demais precarizada e avilta- aqui, como no texto que explicita que hoje estamos mergulhados não sentido, apresentamos também al- de comissões em diversas áreas da
da quanto aos seus direitos básicos. a importância da orientação profis- provém de problemas meramente gumas publicações que pretendem Psicologia, grupos de profissionais
Nesta edição, esse eixo é represen- sional de quebra de sigilo em caso econômicos, trazidos à tona por re- contribuir para o avanço de nossa se organizaram para estudar, asses-
tado em matérias como a que conta de vulnerabilidade extrema relacio- presentações políticas e pela nossa democracia, como “O Louco Infra- sorar e orientar a categoria em dife-
sobre as articulações feitas recente- nada à violência contra a mulher, e mídia parcial, retrógrada e reacioná- tor e o Estigma da Periculosidade” e rentes temas durante o triênio 2014-
mente pelo Conselho para aperfei- em matéria sobre o reconhecimen- ria. Trata-se do retorno da opressão “Aborto e (Não) Desejo de Materni- 2016.
çoar ampliar a presença da avalia- to, por parte do STF, da representa- sobre os que sempre tiveram menos dade(s): Questões para a Psicologia. Como resultado, cinco novas
ção psicológica nos procedimentos tividade do CFP para atuar na Justi- direitos, da retirada de conquistas Ao mesmo tempo que agrade- comissões passaram a funcionar
ligados à habilitação de conduto- ça em causas ligadas a orientação trabalhistas, do aumento discrimina- cemos e encerramos esta gestão na autarquia, dando vazão às de-
res, além de artigo que discute os sexual e/ou identidade de gênero. ção racial e da violência em relação do CFP, reiteramos nossa posição mandas, dúvidas e questões levan-
impactos das novas tecnologias no Todavia, diante da conjuntura às mulheres, da imposição de religi- contrária ao golpe dos homens tadas pelas(os) profissionais. Jun-
exercício profissional. política do nosso país, não nos fur- ões, da criminalização de crianças. brancos, ricos e hipócritas que hoje taram-se às comissões já existen-
A segunda grande agenda, a Psi- tamos ao dever de nos posicionar O grande mote da reação con- querem fazer o Brasil mergulhar tes – a de Avaliação Psicológica e
cologia na Sociedade, representa em relação ao que se passa na so- servadora em curso não se insere na nas trevas. de Direitos Humanos – as novas
instâncias que trabalharam com os
temas de Gestão de Riscos e De-
sastres, Educação, Assistência So-
cial, Psicologia Jurídica e Psicolo-
gia do Trânsito.
Apresentamos a seguir um ba-
lanço dos trabalhos dessas instân-
CONSELHEIROS EFETIVOS COLETIVO AMPLIADO JORNALISTA RESPONSÁVEL
cias nos últimos três anos. Confira.
Madge Porto Cruz Ana Maria Jacó-Vilela Maria Goes de Mello
(MTB 9088)
Sergio Luis Braghini Memória da Psicologia
Comissão de Psicologia na
Bárbara de Souza Conte
Roberto Moraes Cruz
Psicoterapia
REPORTAGEM Gestão Integral de Riscos e
Carla Andréa Ribeiro
André Martins de Almeida de Desastres
Conselho Lurdes Perez Oberg Gisele Barbieri
Secretária Região Sudeste
Assistência Social
Maria Goes de Mello A importância da atuação da (o) tam o quadro das principais ativida- portância da atuação conjunta de e “Políticas de Inserção da Psicolo-
Federal de Luciana Ferreira Ângelo
Psicologia Dorotéa Albuquerque de Cristo Pedro Biondi psicóloga (o) na gestão de situa- des realizadas. várias áreas profissionais no proces- gia no Campo Educacional”.
Psicologia do Esporte e da Atividade Física Sílvia Alvarez
Secretária Região Norte ções de emergência e desastres já Na avaliação de Ionara Rabelo, so de prevenção, resposta e mitiga- Artigos, notícias, contribuições
Marco Aurélio Máximo Prado
Direitos Humanos revisão foi abordada em edições anterio- uma das coordenadoras, o grupo ção de situações de emergência. “O teóricas e legislações sobre estes
Ano XXVII, nº 114 - Dezembro 2016 res do Jornal do Federal. A Comis- de profissionais que participou dos atendimento do desastre é multi- eixos foram organizados e disponi-
Raquel Guzzo Maria Goes de Mello
PSICÓLOGOS CONVIDADOS
SAF SUL, Quadra 2, Lote 2, Bloco B, Educação e Assistência Social Pedro Biondi são Nacional do CFP que estuda e trabalhos da Comissão vai deixar profissional e interdisciplinar e nós bilizados no site www.psinaed.cfp.
Ed. Via Office, Térreo, sala 104 Nádia Maria Dourado Rocha
Rodrigo Tôrres Oliveira trabalha com essa temática realizou como legado a ideia de que a atu- precisamos de todos esses olhares, org.br - criado para dar visibilidade
CEP: 70.070-600 - Brasília/DF Brasil Rosano Freire Carvalho Artes
Fone: (61) 2109-0100 - FAX: (61) 2109-0150
Psicologia Jurídica diversas atividades com o objetivo ação da (o) psicóloga (o) deve en- inclusive de dentro da Psicologia, ao tema da Psicologia da Educação
Marcelo Coutinho
www.cfp.org.br Silvia Koller de fomentar e orientar os profissio- globar todo o processo de gestão do suas epistemes, pra poder dar conta junto à categoria. Também foram
Relações com a BVS-PSI Marcos Cavalcante Nobre
F /conselhofederaldepsicologia nais no tema. risco e do desastre (prevenção, mi- de gerenciar um desastre”, diz. realizados cinco debates online que
CONSELHEIROS SUPLENTES Tânia Grigolo
T @cfp_psicologia Foto capa Em parceria com os Conselhos tigação, preparação, resposta e re- abordaram questões como o Siste-
Viviane Moura de Azevedo Ribeiro Saúde Mental
Regionais, foram realizadas oficinas cuperação) - sempre em conexão Comissão Nacional de ma Nacional de Educação e a diver-
Marianna Cartaxo | Mídia NINJA
João Carlos Alchieri Vera Paiva
em diversas capitais do país. Na re- com a realidade e atores locais. Este Psicologia na Educação – sidade e relações étnico-raciais na
DIRETORIA
Rogério de Oliveira Silva
Direitos Humanos
gião Sudeste, a Comissão comemo- foi o motivo pelo qual se optou por PsinaEd escola.
Roberto Moraes Cruz
Presidente COORDENADOR GERAL PROJETO GRÁFICO ra a realização de uma oficina por mudar o nome da Comissão, antes A Comissão Nacional de Psico- A Psicologia Escolar recebeu es-
Suplente Região Sul
Meire Nunes Viana José Carlos de Paula E DIAGRAMAÇÃO
Vice-Presidente estado. Dez módulos de um curso intitulada “Comissão de Psicologia logia na Educação centrou os traba- pecial atenção, tendo sido tema do
Maria da Graça Corrêa Jacques disponível na plataforma OrientaPsi nas Emergências e Desastres”. lhos em torno de três eixos temáti- 2o Seminário de Psicologia na Edu-
Tesoureira PSICÓLOGOS CONVIDADOS SUPLENTES e a elaboração de uma nota técnica Eliane Martins, também coorde- cos: “Psicologia na Educação: Exer- cação, realizado pelo CFP em parce-
Vera Lucia Morselli coordenação DE COMUNICAÇÃO SOCIAL
Jefferson de Souza Bernardes com diretrizes sobre a atuação de nadora da comissão, complemen- cício Profissional”, “Psicologia na ria com a PUC-Campinas em agosto,
Secretária Maria Goes de Mello
psicólogos nesse campo comple- ta essa avaliação, destacando a im- Educação E Formação Profissional” e também motivou a publicação do

Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016 Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016
4 Seu Conselho Seu Conselho 5

em livro. O acúmulo das discussões toras e sociedade, por meio do uso valores entre as regiões do país, um humanos no CFP, o grupo de psicó-

Crédito: Ascom CFP


se concretizou em publicações, de- de conceitos modernos de visua- dos trabalhos de destaque da Co- logos que assumiu em 2014 a coor-
bates online, seminários e na cons- lização e práticas para emissão de missão foi a atualização da Tabela denação da Comissão de Direitos
trução de pareceres técnicos em pareceres e relatorias eletrônicas. de Referência de Honorários do Psi- Humanos – a mais antiga da autar-
resposta a demandas dirigidas ao Com isso, busca-se agilidade e qua- cólogo, incluindo o item “Avaliação quia, criada em 1998 – identificou
CFP neste área. lidade no acompanhamento das Psicológica para a Carteira Nacional uma lacuna na formação da cate-
“Todas as pautas, pareceres, li- avaliações e consulta aos testes psi- de Habilitação”, com os valores de goria acerca da história e dos prin-
vros, relatórios, participações em cológicos. referência para a realização de ava- cípios desses direitos.
eventos, debates, audiências publi- No triênio 2014-2016, foram re- liação psicológica no contexto do Por esse motivo, a Comissão de-
cas etc. tiveram sempre a exigên- cepcionados 29 testes para avalia- trânsito. dicou parte importante do seu tra-
cia do compromisso da Psicologia ção no Satepsi. Entre eles, dezesseis Outro destaque da atuação do balho à atualização e formação do
e de suas práticas com os Direitos receberam parecer favorável, doze órgão foi a série de cinco encontros, debate sobre DH utilizando, princi-
Humanos e a promoção de uma ci- foram considerados desfavoráveis, gratuitos e abertos ao público, rea- palmente, as ferramentas digitais
dadania inclusiva e participativa”, e dois continuam em análise. lizados em capitais ao longo deste do Conselho e a internet, por meio
apontou Tôrres. Resoluções, emissão de pare- ano. Belo Horizonte, São Paulo, Pal- dos debates online, da divulgação
ceres e notas técnicas também mas, Curitiba e Fortaleza receberam de documentários nas redes sociais
Avaliação Psicológica - constituíram o dia a dia dos traba- o Seminário Psicologia do Trânsito, e da realização de cursos na plata-
CCAP lhos da Comissão. Destacamos a que também foi uma oportunidade forma OrientaPsi.
Em atividade desde 2003, a Co- Nota Técnica 2/2016, referente a de desenvolvimento e capacitação Além disso, como vimos na edi-
missão Consultiva em Avaliação testes psicológicos em ambiente profissional. ção passada do Jornal do Federal,
Psicológica ganhou uma programa- virtual. O texto recomenda a ado- Por meio de palestras e apre- no último triênio a CDH priorizou
ção inédita neste ano: palestras iti- ção de cuidados referentes a inte- sentação de pesquisas científicas, quatro eixos de trabalho definidos
nerantes, nas cinco regiões do país, gralidade, sigilo e atenção aos di- os participantes puderam aperfei- em consonância com o contexto
debateram a avaliação psicológica reitos do usuário na utilização de çoar o conhecimento sobre a situ- atual do país, a saber: “Enfrenta-
no Brasil, o papel da CCAP e assun- resultados dos testes. ação do trânsito em suas regiões e mento da Violência de Estado e da
tos referentes ao Sistema de Ava- as possibilidades e desafios de atu- tortura”, “Direitos e enfrentamentos
liação de Testes Psicológicos (Sa- Comissão de Psicologia do ação da (o) psicóloga (o) da área. às violências de gênero e sexuais”,
tepsi). Gratuitas e abertas a toda a Trânsito “Direitos e Assistência aos usuários
categoria, as atividades ocorreram Com o objetivo de valorizar os Comissão de Direitos de drogas e suas famílias” e “En-
em Belém, Brasília, Salvador e Flo- profissionais da área de Psicologia Humanos - CDH frentamento das violências associa-
livro “Psicologia Escolar: que fazer é tudes da categoria envolveram a pro- de atuação das e dos profissionais de Psicologia Jurídica foi um mar- rianópolis. do Trânsito que sofrem com baixas Apesar da tradição de engaja- das ao racismo e a preconceitos ét-
esse?” (saiba mais na página 11). dução de dez debates online e em um da Psicologia no âmbito do Suas. co importante para a categoria, pois Também inéditas foram as reu- remunerações e discrepância de mento nas pautas relativas à área nicos”.
As coordenadoras Meire Nunes e curso introdutório à Política de Assis- Este último tema deu origem à permitiu um importante espaço de niões realizadas com editoras de
Raquel Guzzo fazem um balanço po- tência Social, disponível na platafor- Nota Técnica 1/2016 – Conpas/CFP interface da profissão com o Direito materiais psicológicos. O primeiro

Crédito: Ascom CFP


sitivo dos trabalhos, apontando como ma OrientaPsi. Além disso, diversos – documento elaborado a partir de – um dos campos teóricos e práti- encontro, em setembro de 2015, foi
principal contribuição a ideia de que materiais sobre o tema foram reuni- consulta pública que contou com a cos mais antigos, em que hoje atu- um momento importante para dis-
o profissional da Psicologia pode efe- dos no site www.conpas.cfp.org.br. participação de mais de 550 profis- am milhares de psicólogas (os). cutir questões relacionadas ao uso
tivamente contribuir com a melhoria O acúmulo das discussões deu sionais de todas as regiões do país. Um trabalho de destaque reali- profissional de instrumentos psico-
da educação brasileira, indo além do forma ao 3º Seminário Nacional A versão final do documento com zado conjuntamente com a Comis- lógicos e à modernização de nor-
papel da assistência psicológica. de Psicologia na Assistência Social, os novos parâmetros para atuação são de Direitos Humanos (CDH) da mas e critérios técnicos associados
com o tema “Exercício profissional no Suas está prevista para ser publi- autarquia foi a inspeção de mani- tanto à utilização quanto a comer-
Comissão Nacional de e avanços ético-políticos”, realizado cada ainda em dezembro. cômios judiciais de 17 unidades da cialização desses materiais. Na se-
Psicologia na Assistência nos dias 22 e 23 de agosto deste ano. Braga avalia que, em tempos de Federação e do Distrito Federal, que gunda reunião, realizada em julho
Social - Conpas As atividades regulares de represen- retrocesso de direitos nos campos resultou na publicação de um livro de 2016, a atualização de normas
Conforme o Censo Suas 2013, re- tação do CFP no Conselho Nacional das políticas públicas, “é fundamen- em parceria com a Ordem dos Ad- sobre testes psicológicos foi um
alizado pelo Ministério de Desenvol- de Assistência Social (CNAS) e no tal a continuidade e a permanência vogados do Brasil (OAB) e a Asso- dos principais assuntos debatidos,
vimento Social, 22.882 psicólogas Fórum Nacional de Trabalhadores de discussões e trabalhos que certa- ciação Nacional do Ministério Públi- além de solicitações de Conselhos
(os) atuam na política de assistên- do Suas (FNTSuas) também fizeram mente resultarão em orientações e co em Defesa da Saúde (Ampasa), e Regionais quanto à distribuição de
cia social em todo o país, conside- parte da agenda da Comissão. iniciativas fiscalizatórias mais asser- na realização do seminário “A Des- normas, a venda de livros de tabelas
rando os serviços em unidades pú- De acordo com o coordenador tivas e, principalmente, articuladas construção da Lógica Manicomial: normativas e as dúvidas da catego-
blicas estatais e gestão do Sistema Enrico Braga, os principais temas à especificidade da atuação profis- Construindo alternativas”. ria quanto ao seu uso.
Único de Assistência Social (Suas). abordados nas atividades desenvol- sional dos psicólogos no Suas”. A Comissão também se engajou Em 2014, a CCAP acompanhou
O compromisso com esse núme- vidas foram a formação profissio- em temas como a redução da maio- o desenvolvimento do novo Siste-
ro expressivo de psicólogas (os) que nal, a produção e elaboração de do- Comissão de Psicologia ridade penal, sistema prisional, me- ma de Testes Psicológicos – Satepsi,
atuam na Assistência Social resultou cumentos, a interdisciplinaridade, Jurídica didas socioeducativas e o estigma lançado em novembro de 2013. A
na criação da Comissão, cujos esfor- as relações com o sistema de Justi- Na opinião do coordenador Ro- da periculosidade do louco infrator ferramenta apresenta agora maior
ços para acolher as dúvidas e inquie- ça e a reformulação dos parâmetros drigo Tôrres, a criação da Comissão – este último também transformado interatividade com a categoria, edi-

Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016 Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016
6 Fortalecendo a profissão 7

Em busca de participação ra do PLS 454/2012 – que originou


o PL 8.085/14 e gerou polêmica
tas vezes, um projeto fica desvirtu-
ado pelo excesso de apensamen-

mais ampla no Código por não fazer menção à avaliação


psicológica.
tos de outras iniciativas que tratam
de temas correlatos. O projeto está

de Trânsito Brasileiro A parlamentar explicou que o


projeto em questão trata, exclusi-
vamente, de exigir que aulas prá-
na Câmara, onde foram apensa-
das outras 159 matérias de outros
deputados, sob a relatoria do de-
CFP participou do debate e das articulações ticas e testes de habilitação para putado Sérgio Brito, que terá a in-
para aperfeiçoar a lei e ampliar a presença que motociclistas recebam sua cumbência de analisar a proposta.
CNH precisam ser feitos no am- Depois, voltará ao Senado e corri-
da avaliação psicológica nos procedimentos biente real, e se comprometeu a giremos, então, os equívocos”, di-
ligados à habilitação de condutores evitar eventuais equívocos no tex- vulgou a senadora em nota.
to que for aprovado pelos deputa- Em 8 de dezembro, o total de
O Conselho Federal de Psico- caminhar, em nome do 16º Plená- dos. PLs apensados já tinha subido
logia (CFP) manteve, nos últimos rio da autarquia, um projeto que “Em nenhum momento faz re- para 166. Acompanhe os traba-
meses, articulações para ampliar contemple a ampliação da partici- ferência aos testes psicológicos lhos da comissão da Câmara e a
a participação da categoria no pação das (os) psicólogas (os) no que, a meu ver, são indispensá- tramitação do projeto: http://bit.ly/
novo Código de Trânsito Brasilei- que diz respeito tanto à avaliação veis. No processo legislativo, mui- comissaoctb
ro (CTB). As ações incluíram diá- psicológica para a obtenção da
logos com a comissão especial da Carteira Nacional de Habilitação
Câmara dos Deputados que trata (CNH) como aos processos de re-
do aprimoramento da legislação. novação do documento e em si-
Em 22 de novembro, o presi- tuações de envolvimento de con-
dente do CFP, Rogério Oliveira, dutores em acidentes graves e cri-
reuniu-se com o deputado Sérgio mes de trânsito.
Brito (PSD-BA), relator do Proje- “A Psicologia teria o papel de
to de Lei (PL) 8.085/14. A propos- entender se aquele indivíduo tem
ta altera, junto a outros projetos condição de conduzir um veícu-
apensados, a Lei 9.503/97, que lo ao longo de toda sua vida. Isso
institui o Código. efetivamente garantiria o papel de
Oliveira se comprometeu a en- perito (a) examinador (a) de trân-

FreeImages.com/ Sean Fenning

FreeImages.com/ Gözde Otman


sito”, afirma. Quando foi fechada to garantiu ao presidente do CFP alteração do Código de Trânsito. mou o deputado. O encontro foi o
esta edição do Jornal do Federal, que a retirada da obrigatoriedade “A interpretação do texto de primeiro de uma série promovida
a contribuição do CFP estava em da avaliação psicológica não está um artigo deu a entender, o que em várias capitais pela comissão
fase de conclusão. aventada em nenhuma hipótese. não era nosso objetivo, que pro- da Câmara.
Segundo o relator, embora pudes- punha retirar o exame psicológi-
Compromisso se ter sido proposta em algum dos co da carteira de habilitação. Nos- Senado
No começo daquele mês, em projetos apensos (anexados) à sa pretensão é fortalecer o exame Também no dia 22, o represen-
evento na Assembleia Legislativa matéria, tal mudança nunca foi o não só na primeira habilitação, tante do CFP se reuniu com a se-
da Bahia, em Salvador, Sergio Bri- objetivo da comissão que trata da mas também na renovação”, afir- nadora Ana Amélia (PP-RS), auto-

Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016 Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016
8 Artigo/Opinião Fala, psicólog@! 9

Por Rogério Oliveira*

O trabalho das (os)

Fotos: arquivo pessoal


profissionais da Psicologia
e as novas tecnologias
de comunicação
A Psicologia, a partir de sua re- de novos aparelhos, instrumentos
gulamentação e da criação dos e facilidades, com transformações
conselhos de classe, recebeu da na vida de todas e todos a que a
sociedade brasileira a incumbên- eles têm acesso.
cia de zelar por seu exercício vi- Para se ter ideia do ritmo do pro-
sando garantias básicas. Destas, cesso, muitas das inovações e das
destacam-se a ética e o rigor cien- empresas que nasceram em torno
tífico. delas já caducaram ou foram extin-
Ocorre que ambas não são está- tas. Mesmo se pensarmos nos úl-
ticas, mas devem e podem acom- timos quatro anos, tempo em que
panhar a evolução da sociedade está em vigor a resolução que rege
em que estão inseridas. Para tanto, o atendimento psicológico media-
é necessário observar sempre a re- do por tecnologias (a CFP 11/2012),
lação possível de ser estabelecida o ecossistema digital já não é o
e que garanta o avanço do conhe- mesmo, assim como a relação coti-
cimento sem produzir prejuízos às diana com suas possibilidades e ris-
cidadãs e aos cidadãos. cos – muitos deles ignorados. tios de relacionamento que surgem dimentos presenciais ao tratarmos
Com o avanço das tecnologias A Resolução 11 precisa ser atu- todo mês têm buscado vender uma de abordagens que envolvam a
de comunicação, via o incremen-
to das redes sociais e dos apare-
lhos de mobilidade (com desta-
alizada em dois aspectos: o con-
trole das ferramentas aprovadas
e os limites das ferramentas das
ideia de que as condições tecnoló-
gicas atuais são suficientes para ga-
rantir uma excelente interação en-
subjetividade do ser humano.
Por fim, a observância ética é
o ponto central que norteia as di-
A Psicologia na superação das vulnerabilidades
que para os smartphones), novos redes sociais – especialmente no tre os profissionais e aqueles (as) versas prestações de serviço da Hérica Costa, psicóloga potiguar que trabalha no município de Pereiro (CE), conta
desafios se colocam para as e os uso dos aplicativos via smartpho- que procuram e/ou necessitam dos Psicologia. E agir eticamente é, sua experiência no Cras daquela cidade e sua experiência na área
profissionais, as instituições de nes. A atualização exige discussão seus serviços. Ocorre que isso não acima de tudo, não agir em causa
formação, os conselhos de classe na Apaf, assembleia que constitui é verdade: em uma relação profis- própria. Está na contramão desse
e as demais entidades da Psicolo- a principal instância decisória no sional-cliente, as variáveis presen- pressuposto prático oferecer facili- O espaço “Fala, Psicólog@” Serviço de Proteção e Atendimen- do Norte (UNI-RN) em 2016.
gia. Um, em especial, se apresen- Sistema Conselhos de Psicologia, tes na interação ultrapassam sobre- dades, fazer propaganda baseada desta edição conta a experiência to Integral à Família (Paif). Minha primeira experiência foi
ta com urgência e requer dessas e, enquanto isso não acontece, os maneira a simples troca de mensa- na relação custo x benefício, expor de uma profissional da região Nor- Confira a entrevista. em um Centro de Referência Es- O que considero mais
pessoas e entidades um conjunto Conselhos Regionais estão sujei- gens escritas, ou ainda a visualiza- valores para atrair público e divul- deste, Hérica Costa, técnica de re- pecializado da Assistência So- importante é o vínculo
de respostas: o uso do meio virtu- tos a autorizar o funcionamento de ção por meio câmeras. gar “cases” de sucesso assenta- ferência no Centro de Referência Qual é sua área de atuação na cial (Creas) na cidade de Angicos estabelecido com as famílias
al para orientar, acompanhar e dar plataformas de atendimento reco- Outro fator presente nessa “pro- dos nas ferramentas de marketing, da Assistência Social (Cras) na ci- Psicologia? (RN), onde atuei por três meses. que chegam até nós, o
suporte terapêutico aos sujeitos nhecidamente distantes do ideal. paganda enganosa” é o tempo de bem como o uso de outras estraté- dade de Pereiro (CE). Ela falou ao Sou psicóloga formada pela Logo depois, comecei a trabalhar acompanhamento realizado
que assim o desejarem. Vale lembrar que o Conselho Fe- resposta: seja o de apreender os gias que não se baseiem na preva- Jornal do Federal sobre sua atua- Universidade Potiguar do Rio em um Núcleo de Apoio a Saúde para o enfrentamento das
Quando iniciaram o processo deral de Psicologia (CFP) é a ins- processos que os sujeitos estão lência da promoção do bem-estar ção como psicóloga social naquele Grande do Norte (UNP), no ano de da Família (Nasf), na cidade de vulnerabilidades sociais”.
de discussão e apropriação dos tância recursal, ou seja, o segundo vivenciando, com repercussão na e no respeito incondicional aos su- município, onde trabalha com fa- 2011, e especialista em Interven- Doutor Severiano, por oito me-
impactos dessas tecnologias no degrau caso ocorra uma contesta- mobilização subjetiva, quanto na jeitos de direitos. mílias que se encontram em vulne- ção Familiar Sistêmica pelo Cen- ses. Em seguida, comecei atuar
exercício profissional, os conse- ção, e que, da mesma forma que capacidade destes meios de ofe- A sociedade brasileira, ao con- rabilidade e que estão inseridas no tro Universitário do Rio Grande como técnica de referência no
lhos de classe não foram capazes os CRPs, não pode barrar os pro- recerem o acolhimento necessá- ferir aos conselhos de classe a Cras da cidade de Pereiro (CE), tegral à Família (Paif), fundamen-
de prever quais mecanismos sur- jetos que cumprirem os requisitos rio quando da eclosão de sintomas responsabilidade por delimitar as onde estou até os dias atuais. tal serviço ofertado pelo Cras,
giriam e como poderiam interfe- – insuficientes – da norma vigente. e seus desdobramentos. Em uma fronteiras do que vem a ser ético em que são realizadas visitas do-
rir nas prestações de serviço à so- Como as novidades da tecnolo- cena clínica, de orientação e/ou ou não, espera dessas instituições Como é sua rotina de trabalho? miciliares, atendimentos e acom-
ciedade, negativa e positivamente. gia eletrônica estão na vanguarda acompanhamento terapêutico, por ações efetivas que garantam a pre- Tenho uma rotina de trabalho panhamento.
Em uma década – período decor- do nosso tempo, é preciso atenção vezes o que é dito não é o mais im- valência do bom exercício profis- de 40 horas semanais, em que Este consiste em um trabalho
rido desde o início desse debate e cautela para não embarcar em hi- portante para que se alcance os re- sional – executado a partir de qual- faço atendimento a um público de caráter continuado que visa
– as comunicações em geral, ten- póteses ainda não testadas e devi- sultados desejados. Tais mecanis- quer método ou técnica. de famílias que se encontram em fortalecer a função protetiva das
do a internet como epicentro, pas- damente constatadas como tendo mos e suas tecnologias ainda não vulnerabilidade social. Essas fa- famílias, prevenindo a ruptura de
saram por uma verdadeira revo- capacidade de oferecer o que se evoluíram o suficiente para garan- mílias são inseridas no Serviço vínculos, promovendo o acesso e
lução, que resultou em uma série propõem a fazer. Aplicativos e sí- tir de fato a substituição dos aten- *Presidente do CFP de Programa e Atendimento In- usufruto de direitos e contribuin-

Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016 Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016
10 Fala, psicólog@! Publicações 11

Confira as novas publicações do CFP


Livros abordam interfaces da Psicologia com Direito, Saúde Mental, Tráfego, Educação e Gênero
No último semestre, seis novos dade com que os profissionais que
livros foram lançados pelo Conse- nele estão presentes, com seus arti-
lho Federal de Psicologia (CFP). To- gos, abordam o campo da Psicolo-
dos estão disponíveis em formato gia na Educação e, por fim, pelas in-
digital e podem ser baixados no quietações e possibilidades de con-
site da autarquia, na seção Publi- tinuidade das reflexões a que ele
cações. nos convida”.
Em agosto, após a realização do Fomentar o debate sobre a ne-
seminário “Estatuto da Criança e do cessidade de reflexão crítica da ca-
Adolescente: Refletindo sobre sujei- tegoria sobre o conceito de “mater-
tos, direitos e responsabilidades”, nidade”, à luz dos estudos que des-
em comemoração aos 25 anos do crevem ou registram a prevalência
ECA, o CFP disponibilizou publica- do abortamento na população bra-
ção com o mesmo nome que bus- sileira e utilizando de métodos de
cou transmitir as discussões que As produções literárias de usuá- área de tráfego que perpassa frontei- pesquisa reconhecidos para lidar
ocorreram nas mesas-redondas e rias (os) contempladas (os) no Prê- ras, de áreas da ciência psicológica e com a especificidade do fenômeno,
nos minicursos do evento, ocorri- mio Inclusão Social, promovido pelo das atividades desenvolvidas nos paí- é o propósito da publicação “Aborto
do em outubro de 2015. Na primei- CFP no ano passado, foram reuni- ses vizinhos”, comenta João Alchieri, e (Não) Desejo de Maternidade(s):
ra seção do livro, constam os textos das no livro “Arte, Cultura e Traba- coordenador da Comissão de Avalia- Questões para a Psicologia”, dispo-
que retomam o histórico da criação lho”, divulgado em agosto. A iniciati- ção Psicológica da autarquia. nível desde o final de novembro no
do Estatuto. Na segunda, estão re- va buscou contemplar experiências A Psicologia nas escolas é tema site do Conselho. O livro é organiza-
flexões sobre as políticas de prote- de usuários e familiares em proje- do livro “Psicologia Escolar: Que Fa- do pelas pesquisadoras Valeska Za-
ção para crianças e adolescentes, tos econômico-sociais, organizações zer é Esse?”, lançado em agosto pela nello e Madge Porto, integrantes do
avaliação da participação social e não governamentais (ONGs) e em Comissão de Psicologia na Educa- 16º Plenário do CFP.
análise do acolhimento institucio- equipes interdisciplinares da Rede ção do CFP (PsinaEd) e é compos- O primeiro trecho apresenta sete
nal à luz da legislação. Na terceira, de Atenção Psicossocial de Saúde to por três partes: Reflexões Teóri- artigos que tratam a questão do
são analisados os entraves nas po- Mental, Álcool e
Outras Drogas, em cas Sobre a Psicologia na Educação, aborto sob aspectos diversos, como
líticas socioeducativas para os ado- diversas categorias, como arte, cul- A Psicologia Diante dos Desafios da a atualização das estimativas de sua
lescentes em conflito com a lei. tura, trabalho e economia solidária.
 Educação Inclusiva e Compartilhan- magnitude, a contextualização jurí-
do para a melhoria da qualidade serviço que proporcione o auto- gestão em que está inserida. Há Por fim, o meu trabalho é, além “Esperamos que esse trabalho, do Práticas em Psicologia Escolar. dica, estigmas e complicações a ele
de vida. Ou seja, envolve a pre- conhecimento, a autoconfiança e uma falta de conhecimento mui- de tudo mencionado, uma “caixi- construído com a participação de Segurança no Trânsito e Para as organizadoras, Meire Viana, relacionados e os serviços de abor-
venção e o enfrentamento das a autoconsciência, vislumbrando to grande da importância dessa nha de surpresas”. Todos os dias muitos, possa contribuir no avan- Psicologia Escolar conselheira do CFP, e a pesquisado- to legal no Brasil. Já a segunda par-
situações de vulnerabilidade e às integrantes do grupo um me- política para a vida das famílias recebemos encaminhamentos e ço da política de proteção e de di- Resultado de ações conjuntas ra Rosângela Francischini, o livro é te se dedica à discussão específica
promoção de protagonismo das lhor enfrentamento às pressões que dela necessitam. Essa políti- demandas que não fazem par- reitos promovida pelo Estatuto da realizadas pelo Conselho com as importante para a reflexão e a prá- do papel da Psicologia nesse debate,
famílias, indivíduos e comunida- e repressões, superando assim ca ainda vive uma luta constante, te do nosso serviço, mas como Criança e do Adolescente”, afirma comissões de Trânsito e Consultiva tica de todas (os) as (os) psicólogas com foco nos processos de subjeti-
des na melhoria das condições as suas vulnerabilidades – muitas nós psicólogos ainda precisamos atuo em um munícipio de peque- Rodrigo Tôrres, coordenador da em Avaliação Psicológica (CCAP), (os), e poderá contribuir “pela diver- vação e mitificação da maternidade,
de vida em seus territórios. delas intensificadas no período ser vistos com outros olhos, acho no porte em que só existe esse Comissão de Psicologia Jurídica durante a “2ª Conferência de Alto sidade de temas que nele são abor- além de apresentar uma leitura so-
Na maioria das vezes essa gestacional. que em relação ao nosso fazer, serviço e eu sou a única psicólo- do CFP e um dos organizadores do Nível sobre Segurança no Trânsi- dados, pela profundidade com que bre como o tema é tratado nas pu-
demanda do Paif é encaminha- mas, é algo que aos poucos vem ga da cidade, acabo me deparan- livro. to” promovida pela Organização esses temas são tratados, pela serie- blicações científicas da área.
da para o Serviço de Convivên- O que você considera mais posi- tendo grande avanço. do com muitas demandas. A mesma comissão foi respon- das Nações Unidas (ONU), em no-
cia e Fortalecimento de Vínculos tivo em relação ao seu cotidiano sável pela publicação “O Louco In- vembro de 2015, “Psicologia do Trá-
de crianças, adolescentes e ido- de trabalho? frator e o Estigma da Periculosida- fego: Características e desafios no
sos do Cras, em que estão inse- O que considero mais impor- de”, lançada em novembro. Des- contexto do Mercosul” é um livro
ridas crianças na faixa etária de tante é o vínculo estabelecido dobramento do seminário “A Des- composto por nove capítulos que
0 a 15 anos, bem como, pesso- com as famílias que chegam até construção da Lógica Manicomial: visa apresentar à psicóloga ou psi-
as idosas a partir de 60 anos de nós, o acompanhamento reali- Construindo alternativas”, realizado cólogo, atuante ou não nesse con-
idade. Também realizamos grupo zado para o enfrentamento das pelo CFP em agosto, a obra apre- texto, um conjunto de novas contri-
Paif com essas famílias no pró- vulnerabilidades sociais. senta os impasses e desafios, a rea- buições metodológicas que podem
prio serviço e nas comunidades lidade de segregação e maus-tratos atualizar a prática profissional.
acompanhadas. Outra atividade Quais limitações você encontra e a urgência de discutir alternati- “É possível verificar um conteúdo
que desenvolvo é o Grupo Paif no seu cotidiano de trabalho? vas, inspiradas em projetos já exi- decorrente de investigações empíri-
de Gestantes, que tem por base o As limitações são da própria tosos de atenção à pessoa infratora cas e teóricas em que os autores de-
direcionamento da oferta de um política de Assistência Social, a com transtorno mental. monstram um potencial do fazer na

Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016 Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016
12 Eleições Entrevista 13

Eleições 2016 em números Psicologia da Aviação:

Congresso da Abrapav/Roberto Maiafa


Quase 100 mil psicólogas (os) votaram em todo o
país. Cresceu a participação por meio do voto online
desafios de uma área em
Como você já sabe, em outu- Modalidade de voto e
participação
com as informações atualizadas no constante crescimento
bro a categoria escolheu os res- Cadastro Nacional de Psicólogas Custo-benefício Selma Ribeiro, presidente da Associação Brasileira
ponsáveis por conduzir as ações Essa foi a segunda vez que a ca- (os), o percentual de participação
e políticas relacionadas à profis- tegoria contou com o sistema de nas eleições se manteve pratica- De acordo com dados do de Psicologia na Aviação (Abrapav), conta a
são nos próximos três anos. No to- votação online. No processo elei- mente o mesmo nos dois últimos relatório final da Comissão história e o porvir desse campo de atuação
tal, 99.913 psicólogas (os) de todo toral anterior, em 2013, 66.119 pes- pleitos, crescendo 1,3 ponto. Neste Eleitoral, além de seguro e
o país votaram na Consulta Na- soas votaram pela Internet, enquan- ano, 99.913 exerceram o direito ao eficaz, o sistema de votação A Psicologia da Aviação é uma especialização dentro da Psicologia.
cional e nas eleições do Sistema to 18.524 ainda utilizaram o voto por voto em um universo de 208.519 ap- eletrônica é o que apresenta o área de atuação que conta com a pre- Para saber mais sobre o tema, a as-
Conselhos de Psicologia. correspondência ou nos postos ins- tos. No pleito anterior (2013), foram melhor custo-benefício para a sença de muitas (os) psicólogas (os), sessoria de Comunicação do Conse-
Com a soma dos votos online talados pelo Brasil. 84.493 votos, quando 181.313 esta- autarquia. Um voto online cus- embora não seja tão divulgada den- lho Federal de Psicologia (CFP) con-
e por correspondência, foram de- Já este ano, 91,57% dos votantes vam aptos a participar. ta R$ 3,85 e chega até 35,57% tro da categoria e ainda não seja con- versou com a presidente da Abrapav, zir esses erros e mecanismos para normas de como a Psicologia vai
finidos os novos dirigentes dos 23 optaram pela modalidade online. Em Em 2010, quando o sistema de do colégio eleitoral (total de siderada uma especialidade. Os pri- Selma Ribeiro. Confira a entrevista. que ele possa desempenhar tarefas funcionar na Aeronáutica.
Conselhos Regionais da profissão números absolutos, foram 91.497 vo- votação online ainda não havia sido psicólogos inscritos). Já cada meiros registros da atuação na área de uma maneira mais eficiente. Na O trabalho da Psicologia na
(ver quadro). Conforme dispõe tos eletrônicos e apenas 8.416 votos implementado, a participação to- voto enviado pelos Correios aparecem com a 1a Guerra Mundial, Quais os primeiros registros de década de 1980 ocorreu o “boom” Aviação ficou mais intenso no co-
o Regimento Eleitoral, as chapas por correspondência. tal da categoria nas eleições foi de custa R$ 16,52 e alcança so- quando foi montado o primeiro labo- atuação da Psicologia na área de da automação na Aviação, e as meço da década de 1980, quando
vencedoras tomaram posse em Considerando o número de pro- 74.730 psicólogas (os) com cadas- mente 2,99% dos profissionais. ratório de Psicologia na aviação, na aviação? questões relacionadas à automa- foi criado na Aeronáutica o Corpo
setembro, quando se completa- fissionais aptos a votar, ou seja, tros ativos no CFP. Alemanha. Profissionais começavam Foi entre a primeira e a segun- ção da máquina exigiram bastan- Feminino de Oficiais e as mulheres
ram 30 dias após o pleito. a mostrar a importância das psicólo- da Guerras Mundiais, quando hou- te utilização dos conhecimentos da passaram a fazer parte da vida mi-
Também foi eleita a chapa que gas (os) tanto na seleção de pilotos, ve a necessidade de fazer a seleção Psicologia Cognitiva, para auxiliar litar. Já existiam os psicólogos ci-
vai administrar o Conselho Fede- Confira a chapa eleita em cada Regional: que seriam enviados para a linha de das pessoas que atuariam na linha nessa área. Outro campo bastan- vis – e eu sou dessa época, come-
ral de Psicologia (CFP) no triênio frente, como na assistência aos trau- de frente. Surgem então os primei- te utilizado foi a Psicologia Social, cei a trabalhar na Aeronáutica na
2017-2019. Na Consulta Nacional, - CRP 01 (DF): chapa 13 – “Fortalecer a Profissão” - CRP 13 (PB): chapa 11 – “Cuidando da Profissão” mas dessas pessoas ao retornarem do ros contatos da Psicologia com a no final da década de 1970 e início década de 1980, recém-formada.
a chapa 23 – “Cuidar da Profissão: - CRP 02 (PE): chapa 11 – “S. E. R. PSI: Cuidando da - CRP 14 (MS): chapa 11 – “Cuidar da Profissão: Psico- combate. Após exames, eram identi- Aviação. Quando essas pessoas re- da década de 1980, quando se ob- A gente começou a fazer traba-
avançar a Psicologia com ética e Profissão” logia em todo lugar!” ficados sintomas de neuroses, e para tornavam da guerra, também exis- servou que em alguns acidentes aé- lhos específicos, além de seleção
cidadania” foi a vencedora, com - CRP 03 (BA): chapa 12 – “Psicologias em Movimento” - CRP 15 (AL): chapa 13 – “Um Conselho para Fortale- minimizá-los as (os) profissionais se tia o acompanhamento da Psicolo- reos houve melhora no trabalho de de pessoal e pesquisa, entre outras
32.003 votos. Já a chapa Chapa - CRP 04 (MG): chapa 11 – “Cuidar da Profissão” cer a Psicologia” utilizavam de entrevistas psiquiátricas gia, pois algumas regressavam com equipe e na comunicação, utilizan- atribuições. Passou a haver a par-
22 – “Fortalecer a Profissão” teve - CRP 05 (RJ): chapa 11 – “Ética e Compromisso Social - CRP 16 (ES): chapa 11 –“Cuidar da Profissão: em de- e testes psicológicos. traumas. A Psicologia deu um apoio do a observação de alguns conhe- ticipação dos psicólogos em diver-
29.080. A chapa 21 – “Renovação para Cuidar da Profissão” fesa do diálogo, da democracia e dos direitos humanos” No Brasil, na década de 1960 é mais específico nesse campo. Outro cimentos da dinâmica de pequenos sas áreas do Brasil, orientados pelo
da Psicologia” ficou com 17.264 - CRP 06 (SP): chapa 12 – “Pra Cuidar da Profissão” - CRP 17 (RN): chapa 11 – “Cuidar Resistir Transformar” criado dentro da Aeronáutica o Insti- campo de atuação foi com a sele- grupos e da forma como eles fun- IPA, nas escolas da Força Aérea, na
votos e a chapa 24 – “Psicólo- - CRP 07 (RS): chapa 11 – “AmpliaPsi” - CRP 18 (MT): chapa 11 – “Cuidar da Psicologia” tuto de Seleção e Orientação, órgão ção de novos combatentes, e depois cionavam para desenvolver treina- área clínica, na área organizacio-
gos em Ação” com 8.970. Vota- - CRP 08 (PR): chapa 12 – “Força e Inovação” - CRP 19 (SE): chapa 12 – “Crescer e Cuidar da Profissão” responsável pela parte de seleção disso temos a Psicologia auxiliando mentos relacionados às habilidades nal (seleção e acompanhamento) e,
ram nulo 7.984 profissionais, e em - CRP 09 (GO): chapa 11 – “CRP Forte: Ampliando Con- - CRP 20 (AM/AC/RO/RR): chapa 11 – “Pra Cuidar da de pessoal, e a partir daí começam também na parte de treinamento não técnicas, ou seja, comunicação, principalmente, na área de investi-
branco 4.612. quista e Valorizando a Profissão” Profissão” a aparecer as (os) primeiras (os) psi- de pilotos e profissionais da área, liderança etc. gação de acidentes.
A nova gestão toma posse em - CRP 10 (PA/AP): chapa 11 – “Psicologia em Movimen- - CRP 21 (PI): chapa 11 – “Avançar” cólogas (os) na área. Em 2013, é fun- na relação do homem com a má-
17 de dezembro, durante a As- tos: para cuidar de todxs” - CRP 22 (MA): chapa 11 – “Diálogo, União e Cresci- dada a Associação Brasileira de Psi- quina. Nesse último quesito come- E no Brasil? Fale um pouco sobre o surgimen-
sembleia das Políticas, da Admi- - CRP 11 (CE): chapa 11 – “CRP-11 de Lutas” mento” cologia na Aviação (Abrapav). Desde çamos a observar que as limitações Os primeiros trabalhos no Brasil to da Abrapav e sua contribuição
nistração e das Finanças (Apaf). - CRP 12 (SC): chapa 11 – “Prá Cuidar da Profissão” - CRP 23 (TO): chapa 11 – “Aproximação” sua fundação, a entidade reúne pro- humanas e cognitivas poderiam in- nessa área surgiram na década de para o setor.
fissionais e produção científica para fluenciar acidentes. Por isso, os co- 1960, quando foi criado o Instituto A criação da Associação se deu
auxiliar na formação e qualificação, nhecimentos na área de Psicologia de Seleção e Orientação, órgão res- em 2013, por meio de 19 psicólogos
além de transformar a área em uma Cognitiva, principalmente, ajudaram ponsável pela parte de seleção de (as), todos (as) atuando na Avia-
bastante em questões como estu- pessoal da Aeronáutica. Começa- ção civil e militar. Temos trabalha-
dos e na tomada de decisões dentro ram a aparecer os primeiros psicó- do para fazer a divulgação da Psi-
da cabine, e também por conta de logos trabalhando nessa área, foca- cologia da Aviação e atingir alguns
Temos trabalhado para fazer alguns acidentes que aconteceram. dos mais na seleção de pessoal. Em objetivos, tais como buscar meios
a divulgação da Psicologia Na Aviação é assim: acontece o aci- 1981 é inaugurado o Serviço de Se- para a formação desses profis-
da Aviação e buscar meios dente e, ao se investigar as causas, leção e Orientação da Aeronáutica sionais, para que eles não sejam
para a formação dos percebe-se que a participação hu- (ISO), que em 1988 deu lugar ao Ins- formados na prática, como nós
profissionais, para que eles mana teve alguma contribuição. A tituto de Psicologia da Aeronáutica fomos. Fornecer meios para esse
não sejam formados na partir dessa investigação, verifica- (IPA), responsável pela organização profissional se capacitar aqui no
prática, como nós fomos” se onde o ser humano errou e o que da Psicologia dentro da aviação mi- Brasil, porque muitos de nós tive-
o levou a errar. Consequentemente, litar. O IPA é responsável pela par- mos que buscar capacitação fora,
se desenvolvem medidas para redu- te militar e, hoje, ele é quem dita as onde existem várias associações

Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016 Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016
14 Entrevista Direitos Humanos 15

logos atuantes na área de preven-


ção e investigação de acidentes.
so, mas é exclusivo para psicólogos
da Aeronáutica. Já o Exército não
panhamento psicológico e a ava-
liação psicológica. A Anac fez uma
Legitimidade reconhecida em causas LGBT
Percebemos isso na formação, por tem um curso específico. A minha recomendação de que elas fossem Decisão do ministro do STF Edson Fachin autoriza Conselho a intervir como
exemplo. Eu participo de formação formação nessa área foi por meio realizadas anualmente. Na verdade
de investigadores psicólogos, mi- dos cursos que eu fiz fora do Bra- isso era feito, mas não com uma exi-
amicus curiae em mandado de injunção que visa criminalizar homofobia
nistrada pelo Centro de Investiga- sil. Cursos pelas Associações Euro- gência tão significativa, e o incidente O Supremo Tribunal Federal (STF) “É um reconhecimento, por parte A argumentação do CFP para se
ção e Prevenção de Acidentes Ae- peia, Americana e Australiana, além reforçou essa necessidade. reconheceu a representatividade do da sociedade e do órgão máximo da Do latim • Traduzida como manifestar no caso reúne dados e in-
ronáuticos, e vemos o grande nú- de Congressos. Fornecer capacita- Hoje, o que temos são algumas Conselho Federal de Psicologia (CFP) Justiça brasileira, do papel que o Con- “amiga (o) da corte (ou do tribunal)”, formações que reforçam a vulnerabi-
mero de psicólogos que participam ção nessa área também é um obje- diretrizes da avaliação psicológi- para atuar na Justiça em causas liga- selho e a Psicologia têm tido nas ques- a expressão amicus curiae designa lidade da população em questão, a
desses cursos. Percebemos que as tivo da associação. ca que precisam ser feitas, ou na das a orientação sexual e/ou identida- tões da subjetividade humana, da pessoa ou entidade que, sem ser importância de suprir a omissão legis-
fortes nessa área – como a Euro- empresas estão dando ênfase e fase inicial ou nas decorrentes, de de gênero. orientação sexual, dos direitos huma- parte no processo em questão, for- lativa no assunto e a relação das (os)
pean Association for Aviation Psy- prioridade para o trabalho na área Como você avalia a produção de mas precisamos de uma padro- “Para além de suas finalidades ins- nos, da liberdade das pessoas”, ava- nece subsídios ao tribunal no intui- psicólogos com essas questões, seja
chology, que existe há 60 anos. de segurança aérea, que é um dos conhecimento sobre a área no nização melhor do que tem de ser titucionais, o Conselho demonstrou lia o presidente da autarquia, Rogério to de aprofundar o debate e propi- por meio do acolhimento diário ou da
Aqui estamos engatinhando; te- pontos fortes do trabalho dos psi- Brasil? visto, avaliado e o grau de pro- possuir a necessária representativida- Oliveira. “Nos nossos posicionamen- ciar a decisão mais justa. pesquisa. O texto lembra a atribuição
mos três anos, mas o trabalho dos cólogos. O que temos no Brasil de produ- fundidade. Existe uma norma in- de temática material e espacial”, con- tos, tratamos a subjetividade a partir da autarquia e seu envolvimento com
profissionais já é de longa data. ção científica sobre Psicologia da ternacional que seguimos no Bra- clui o relator, o ministro Edson Fachin, da condição humana, daquilo que as a produção de conhecimento, com
Nosso objetivo, hoje, é poder reunir Como os profissionais conse- Aviação é fruto de práticas de pro- sil, que diz quais são as restrições na decisão, publicada em 5 de outu- pessoas podem construir buscando a agressões com motivação homofóbi- destaque para a temática em questão.
esses profissionais, e para isso esta- guem se capacitar para o traba- fissionais que atuam na área, que na avaliação do aeronavegante bro. “Desse modo, mostra-se legítima sua autonomia, a sua felicidade.” ca ou transfóbica, argumentando que “Nossa admissão serve como
mos fazendo um levantamento para lho na Psicologia da Aviação? participam de congressos e encon- e trata de capacitação psicofísi- sua intervenção na condição de ami- o quadro de violência e discriminação precedente para outras causas no
saber quantos psicólogos atuam A formação normal que o tros onde seus trabalhos são apre- ca. Ali estão todas as restrições cus curiae em virtude da possibilidade Criminalização específica tem inviabilizado os direitos funda- STF em que o Conselho se apresen-
nessa área. O levantamento deve psicólogo tem na universidade sentados. Temos a Revista Cone- na questão psicológica, porém de contribuir de forma relevante, dire- No Mandado de Injunção, a AB- mentais à livre orientação sexual e à ta como amicus curiae”, observa a ad-
ser finalizado no próximo ano. não contempla os conhecimen- xão Sipaer, que é de segurança em ela não aponta os instrumentos ta e imediata no tema em pauta.” GLT pede a criminalização específi- livre identidade de gênero, bem como vogada Mariana Kreimer Melucci, que
Hoje nós temos psicólogos em tos dessa área. Até porque não é aviação. O Instituto Tecnológico da que devem ser usados e os parâ- O despacho diz respeito ao Man- ca das ofensas, dos homicídios e das à segurança. responde pela fundamentação.
todas as áreas da aviação. Nas em- uma área oficialmente vista como Aeronáutica também tem um cur- metros aceitáveis. A orientação é dado de Injunção (MI) 4.733, no qual
presas aéreas, na infraestrutura ae- especialização da Psicologia, a so de mestrado em segurança na para que se siga o material e os a Associação Brasileira de Lésbicas,
roportuária, no controle de tráfe- exemplo de áreas já consagradas, aviação que é aberto para qualquer testes autorizados pelo CFP, mas Gays, Bissexuais, Travestis e Transexu- Resolução validada
go aéreo, nas escolas de formação, como a organizacional, do traba- profissional que trabalha na avia- não existe um protocolo padrão. ais (ABGLT) pleiteia o reconhecimen- Em junho, o Tribunal Regional Federal da 2ª Região na linha conhecida como “cura gay”.
universidades, órgãos da aviação, lho ou clínica. Normalmente, nas ção. Temos psicólogos nesse cur- Existem as restrições e os testes to do dever constitucional do Con- (TRF2) confirmou a validade da Resolução CFP 1/99, “Essas práticas vedadas se inserem num processo de
aeroclubes, nas Forças Armadas e instituições, alguma cadeira abor- so e as teses de mestrado e dou- oficializados, mas não há um pro- gresso Nacional em criminalizar a ho- que estabelece as normas para atuação das (os) psicó- naturalização, visto em vários espaços, que represen-
nas forças auxiliares, dentre outras. da especificamente essa área. A torado produzidas nele e em áreas tocolo que diga como fazer, bem mofobia e a transfobia. logas (os) em relação a orientação sexual. O texto pro- ta um retrocesso porque traz em si uma proposta que
Em todas essas áreas, onde existe Psicologia da Aviação ainda não correlatas são fonte de informa- como seu padrão de aceitação. Em sua petição, o CFP ressaltava a íbe as (os) profissionais de exercerem qualquer ativida- pode desembocar no sofrimento do sujeito, e não na
atuação de pilotos, como a Marinha, tem visibilidade dentro da acade- ção para quem atua nessa área. necessidade de consolidar a proteção de que favoreça a patologização de comportamentos sua autonomia, na sua liberdade”, observa Oliveira.
Exército e Aeronáutica, temos psi- mia como uma área de atuação Outro trabalho que estamos reali- de pessoas vítimas de discriminação, ou práticas homoeróticas e adotarem ação coercitiva O Tribunal afirma que a Resolução em vigor é coerente
cólogos. Para trabalhar nesse am- e muito menos como especializa- zando na Associação é reunir todo Conheça as normas que muitas vezes procuram a orienta- tendente a orientar homossexuais para tratamentos com a legislação, a dignidade da pessoa humana e o
biente, além do conhecimento da ção. Uma das nossas intenções é esse material espalhado e formar relativas ao apoio a ção profissional de um (a) psicólogo não solicitados – veta, portanto, a prática de terapias direito fundamental ao livre exercício profissional.
Psicologia, você precisa conhecer o justamente tentar fazer essa di- um banco de dados. Depois, iremos vítimas de desastres (a).
ambiente aeronáutico e saber como vulgação dentro das universida- disponibilizá-lo para os psicólogos
aéreos
ele funciona. É um ambiente especí-
fico, e por conta disso temos uma
série de normas internacionais que
des, para estudantes de Psicolo-
gia saberem que há esse “nicho de
mercado”, onde podem atuar.
e público em geral. Temos também
um livro editado, que é o primeiro
editado sobre a Psicologia da Avia-
No Brasil, devem ser seguidas
as determinações da Instrução
Nota técnica reforça proteção à mulher
regem essa atividade. Observando Todos os psicólogos que atu- ção, chamado “Os voos da Psicolo- de Aviação Civil IAC 200-1001 da CFP aprovou orientação profissional de quebra de sigilo em caso de
essas demandas, achamos por bem am hoje na Aviação foram sendo gia no Brasil: Estudos e práticas na Agência Nacional de Aviação Civil vulnerabilidade extrema, mais uma medida contra o feminicídio
criar uma entidade que possa reunir formados de acordo com necessi- aviação”. Foi lançado em 2001, está (Anac), que é um Plano de Assistên-
as pessoas que atuam nessa área, dades individuais. A formação de- esgotado e estamos tentando lan- cia às vítimas de acidentes aero- No ano em que a Lei Maria da Pe- O 16º Plenário do Conselho apro- também os fatores indicativos da imi-
saber quem são elas e como pode- pende muito do próprio interes- çar uma versão e-book. O segundo náuticos e apoio a seus familiares. nha (11.340/2006) completa uma déca- vou, em novembro, nota técnica de nência do crime, e frisado o caráter
mos ajudá-las. se do profissional em buscar esse volume será lançado em breve. A norma, de 2005, tem especifi- da, os números mostram que o princi- orientação profissional em casos de excepcional, de resposta a vulnerabi-
conhecimento. Não existe um cur- cações de como a empresa aérea pal instrumento legal contra a violên- violência. O documento trata das si- lidade extrema. Nos demais casos, a
Qual sua avaliação da presença so formal sobre isso no Brasil, só Qual a importância da avaliação deve se organizar para prestar as- cia doméstica aumentou a visibilidade tuações em que deve haver quebra do prioridade é acolher a paciente e for-
dos profissionais da Psicologia cursos pequenos de extensão, que psicológica no campo da Aviação? sistência às vítimas, não somente desse tipo de crime e seu combate na sigilo profissional, orientando a reali- talecer sua autonomia, subsidiando
na área? forma o psicólogo para atuar na Após um acidente em março no atendimento psicológico, mas Justiça, mas não bastou para reverter o zação da comunicação externa (de- suas decisões. res. Também diferencia a notifica-
Antigamente, o psicólogo entra- área de investigação e prevenção, de 2015, quando um avião da Ger- em outras áreas. Quando se trata quadro de riscos que as brasileiras en- núncia) se a vida da mulher – ou a de Confira as orientações > http://bit. ção compulsória (processo interno
va na empresa para trabalhar em mas para isso o profissional preci- manwings caiu nos Alpes france- da atuação em âmbito internacio- frentam. O tema, em sua ligação com seus filhos (as), ou de pessoas próxi- ly/notafem da Saúde, com fins epidemiológicos,
áreas como a de Recursos Huma- sa estar ligado a uma empresa de ses, a suspeita foi de que o copiloto nal, a norma que rege o trabalho da o machismo, o racismo e a desigualda- mas – estiver seriamente ameaçada. O texto reitera a obrigatoriedade para subsidiar políticas públicas) e a
nos ou de Seleção. Hoje, também aviação. Existe também um curso teria causado o acidente. Ele tinha Psicologia é a Circular 285-AN/166 de, é um dos eixos da atuação do Con- Na nota, a autarquia manifesta de notificar todos os casos de vio- denúncia (remessa à polícia, à Justiça
temos profissionais atuantes na da Marinha para psicólogos mili- problemas e tomava medicamen- da Organização da Aviação Civil selho Federal de Psicologia (CFP) no apoio à adoção dessa medida sem o lência contra a mulher atendidos pe- e ao Ministério Público).
área de segurança operacional de tares. O Instituto de Psicologia da tos. Após esse acidente, surgiu uma Internacional (Oaci). contexto dos direitos humanos e foi o consentimento da paciente diante de las (os) profissionais de saúde, seja Vídeo explica as duas medidas > bit.
voo. Todas as empresas têm psicó- Aeronáutica também tem um cur- preocupação mundial com o acom- centro de diversas ações em 2016. sério risco de feminicídio. São listados em serviços públicos ou particula- ly/video_notXcom

Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016 Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016
16 Direitos Humanos + Prestação de contas Revista + Psicologia do Esporte 17

nais de saúde no contexto da violên-


Contas no azul Conhecer o (a) pesquisador (a) e difundir
Ascom CFP
cia contra a mulher. Uma das princi- Condições para
pais vias de identificação das agres-
sões está em locais de atendimento
como hospitais e centros da rede de
Os quadros a seguir mostram os saldos de dezembro de 2013 e dezem-
bro de 2016.
conhecimento científico para a categoria submissão de artigos
Quem quiser submeter
atenção à saúde mental. Seção inaugurada no site do CFP em julho divulga, toda semana, um artigo para publicação na
A peça apresenta os tipos de vio- CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA entrevista sobre um artigo da revista Psicologia: Ciência e Profissão Revista Psicologia: Ciência e
lência de gênero, o impacto da agres- Profissão deve acessar o site
são na saúde mental, a legislação so- O que a (o) psicóloga (o) brasilei- A ideia surgiu a partir da partici- O conselheiro Roberto Cruz, editor http://www.scielo.br/revistas/
SALDOS BANCÁRIOS DATA: 20/12/2013
bre o assunto, os serviços disponíveis ra (o) está produzindo do ponto de pação de servidores do CFP no 24º da revista, explica que essa ampliação pcp/pinstruc.htm, da plata-
e o que a (o) profissional deve fazer ao vista científico? Esse conhecimento Curso de Editoração Científica (24º é importante não apenas para que es- forma da SciELO.
Articulação se deparar com tal situação. Veja > está restrito aos muros da academia CEC) e 9º Seminário Satélite para tudantes e categoria conheçam o que No endereço, na seção
RECURSOS CFP CONTA SALDO
O CFP participa da construção de bit.ly/video_psaude Conta Movimento - BB 201.172-7 R$ 133.784,76 ou a categoria e a sociedade sabem Editores Plenos (9º SSEP), realizado está sendo produzido, mas também “Apresentação formal de
minuta de resolução sobre quebra de Conta Arrecadação Diária - BB 209.523-8 R$ - sobre o que vem sendo publicado? na Universidade Estadual de Campi- para contribuir com seu processo de manuscrito”, acesse o link
sigilo, processo conduzido pelo Minis- Contra o estupro Investimento Fundo CDB - Conta Arrecadaç. 209.523-8 R$ 34.735,26
A partir desses questionamentos e nas (Unicamp) em junho, que apon- internacionalização junto a públicos http://submission.scielo.br/
Conta Fundo de Reserva - CFP 201.301-0 R$ 137,92
tério Público do Distrito Federal e Ter- O CFP participou, também em ju- Investimento CDB Fundo de reserva 201.301-0 R$ 0,00 da ampla inserção das redes sociais tou a relevância do uso das mídias do mundo inteiro. “As nossas capaci- index.php/pcp/about/submis-
ritórios (MPDFT) com representantes nho, de audiência pública do Senado Conta Arrecadação Diária - CEF 30.680-1 R$ - na vida contemporânea, o Conselho sociais na divulgação de conteúdo tações foram muito importantes para sions#authorGuidelines. Lá
Investimento CDB - Conta Arrec. - CEF 30.680-1 R$ -
de outros Conselhos Federais (Enfer- Federal sobre o combate ao estupro. Federal de Psicologia (CFP), desde de publicações científicas. A partir trazermos ideias novas para a revista e constam o link para fazer o
magem, Medicina e Serviço Social). Dentre os caminhos defendidos TOTAL RECURSOS DO CFP R$ 168.657,94 julho de 2016, publica semanalmen- dessa reflexão, a equipe responsá- a colocarmos no patamar de parâme- cadastro na revista, caso você
Para a psicóloga Valeska Zanel- pelas participantes para enfrentar o te uma entrevista com os autores vel pela revista decidiu pela divulga- tros internacionais. Hoje somos Qua- ainda não tenha, e o link de lo-
lo, representante do CFP no Conse- machismo e a chamada cultura do RECURSOS DIVERSOS CONTA SALDO dos artigos da revista Psicologia: Ci- ção mais ampla do periódico no site lis A2 e queremos chegar à qualifica- gin para envio dos artigos.
Conta Arrecadação Revista 200.563-8 R$ -
lho Nacional dos Direitos da Mulher estupro no país estão: a articulação Investimento Fundo CDB - Conta Divulgação 200.563-8 R$ 26.799,42
ência e Profissão (PCP). e nas redes sociais. ção Qualis A1”, reforça Cruz.
(CNDM), as e os profissionais de saú- de políticas em defesa dos direitos Poupança - Divulgação 200.563-8 R$ 40.239,09
de têm o dever de evitar a perpetua- das mulheres, a responsabilização da Conta Fundo Seções 201.335-5 R$ 52.803,58

ção do ciclo de vitimização.


“Se a gente não escuta, não aco-
mídia, o aprimoramento legal, o au-
mento da representação feminina nos
Investimento Fundo CDB - Conta Fundo de Seções
Fundo de Reserva Devolução de Anuidades
Conta Recebimento de Convênio Patrocínio 2ª Mostra
201.335-5
6109-3
6199-9
R$
R$
R$
-
93,11
-
GT da Apaf divulga resultados da
lhe, não atende a situação de violên-
cia e não faz referência para a rede, a
gente estará apenas medicalizando
espaços de poder e a discussão de gê-
nero nas escolas e universidades.
A violência, segundo as palestran-
Conta Convênio Inscrição

TOTAL RECURSOS DIVERSOS


6419-X R$

R$ 119.935,20
-
pesquisa de Psicologia e Esporte
essas mulheres, ou seja, vai cometer tes, reflete a objetificação da mulher, Levantamento com 306 participantes, realizado de fevereiro a maio de 2016,
outro tipo de violência com elas: a ins- o preconceito e a cultura machista, TOTAL DOS RECURSOS GERAIS R$ 288.593,14 aponta dados e perspectivas para a especialidade que vem crescendo no país
titucional”, defende. que culpabiliza a vítima. “Esse proces-
so é profundo, ele é entranhado, na- Após nove anos da Resolução a iniciativa deve suscitar outras daqui porte, como optativa ou obrigatória expostas as dificuldades, soluções
Debates e vídeo turalizado”, disse Valeska Zanello. “A CFP 13/2007, que regulamentou em diante. “A equipe do GT Psicolo- ou mesmo como campo de estágio. possíveis e perspectivas. No primei-
CONSELHO FEDERAL DE PSICOLOGIA
A temática foi abordada em deba- interpelação feita pela nossa cultura as especialidades na Psicologia, o gia e Esporte entende que a pesquisa Dos 27,45% dos participantes que ro ponto, foram identificadas ca-
tes online, a exemplo do realizado em às mulheres é que elas se coloquem SALDOS BANCÁRIOS DATA: 09/12/2016 Grupo de Trabalho (GT) da Assem- pode ser refeita periodicamente, pois responderam negativamente à pre- rências na formação e qualificação
junho, sobre o papel das psicólogas nesse lugar de objeto de desejo. E ela bleia das Políticas da Administra- o mercado de trabalho está em cons- sença da especialidade na grade, profissional, bem como na divulga-
(os) no enfrentamento desse proble- ensina aos homens que as mulheres ção e das Finanças (Apaf) de Psi- tante modificação, tendendo a abar- 20,26% informaram que gostariam ção da especialidade junto à socie-
ma social e desse crime. são objetos disponíveis e (difunde) RECURSOS CFP CONTA SALDO cologia e Esporte elaborou, a partir car profissionais atuantes, que não de ter a disciplina na graduação. dade. As (os) participantes aponta-
Conta Movimento - BB 201.172-7 R$ 74.280,62
A atividade lançou vídeo com o um tipo de masculinidade que deve Conta Arrecadação Diária - BB 209.523-8 R$ - das demandas dos representantes necessariamente participaram desta Nas condições de trabalho, dos ram também obstáculos para inser-
objetivo de sensibilizar os profissio- ser provada ao consumi-las.” Investimento Fundo CDB - Conta Arrecadaç. 209.523-8 R$ 1.683.776,13 dos Conselhos Regionais e de Gru- primeira pesquisa”, ressaltou. 306 participantes, 56,54% indicaram ção em equipes multidisciplinares
Conta Fundo de Reserva - CFP 201.301-0 R$ -
pos de Profissionais da área, um que atuam com a Psicologia do Es- e comissões técnicas.
Investimento CDB Fundo de reserva
Conta Arrecadação Diária - CEF
201.301-0
30.680-1
R$
R$
1.463.476,87
- Censo da Psicologia do Esporte.
Dados quantitativos porte em áreas como ensino, pesqui- Entre as soluções apresentadas
Perigo na rua e em casa Investimento CDB - Conta Arrec. - CEF 30.680-1 R$ - O objetivo foi conhecer quem De acordo com a pesquisa, geo- sa e intervenção. O contrato de traba- pelas (os) participantes, estão o in-
Dados e estimativas nha diminuiu 10% a projeção ante- são, onde estão, qual a formação e as graficamente, as (os) psicólogas (os) lho dos profissionais se dá de distintas vestimento na formação acadêmi-
TOTAL RECURSOS DO CFP R$ 3.221.533,62
35% das mulheres no mundo já fo- rior de aumento da taxa de homi- necessidades das (os) profissionais do Esporte estão distribuídos nas se- formas, refletindo a realidade do mer- ca e profissional desde a gradua-
ram vítimas de violência física e/ cídios domésticos RECURSOS DIVERSOS CONTA SALDO
Conta Arrecadação Revista 200.563-8 R$ 5.351,01
que atuam na área. Com os dados guintes regiões: 36,36% no Sudeste; cado de trabalho da especialidade. ção; aproximação da Psicologia
ou sexual Mas as mortes violentas de Investimento Fundo CDB - Conta Divulgação 200.563-8 R$ 7.141.419,97 coletados, a autarquia e as (os) pro- 29,09% no Nordeste; 19,09% no Sul; O campo de atuação mais indica- a áreas afins para ser presente e
Dos 4.762 feminicídios registrados mulheres negras subiram 54% en- Poupança - Divulgação 200.563-8 R$ 51.328,10 fissionais poderão debater diretrizes 12,72% no Centro-Oeste; e 2,72% no do pelos participantes foi o alto rendi- compreendida; fomento, por parte
Conta Fundo Seções 201.335-5 R$ 644,93
em 2013 no Brasil, 50,3% foram tre 2003 e 2013 Investimento Fundo CDB - Conta Fundo de Seções 201.335-5 R$ 1.550.236,44
e referências para o exercício profis- Norte. mento (25,62%), seguido de iniciação do Sistema Conselhos, de espaços
cometidos por familiares O país tem taxa de 4,8 homicídios Fundo de Reserva Devolução de Anuidades 6109-3 R$ 86.912,97 sional. A pesquisa foi realizada entre Na formação acadêmica, 43,56% esportiva (19,40%), Psicologia Clínica de discussão e parceria com insti-
Fundo de Reserva Devolução de Anuidades (Aplicação) 6109-3 R$ 984.028,12
a maioria por parceiros ou ex para cada 100 mil mulheres Conta Convênio Inscrição 6419-X R$ -
os meses de fevereiro e maio de 2016 apontaram a Psicologia como for- do Esporte (17,91%) e projetos sociais tuições que abordam a especiali-
-parceiros É o 5º em ranking com 83 pa- e contou com 306 participantes, sen- mação na graduação. No entanto, (14,18%). Com menos expressividade, dade, incluindo representatividade
TOTAL RECURSOS DIVERSOS R$ 9.819.921,54 do 40,52% estudantes e 56,21% profis- dentre as instituições formadoras foram citados os campos da atividade legislativa, para influenciar proje-
Uma mulher é estuprada a cada 11 íses
sionais. (190 em todo território nacional ci- física e lazer, reabilitação e pesquisa. tos de lei sobre o tema e favorecer
minutos no país
Fontes: OMS, Ipea, SIM/MS, TOTAL DOS RECURSOS GERAIS R$ 13.041.455,16 Segundo Luciana Ferreira Ângelo, tadas pelos participantes), poucas encontros científicos e profissio-
De 2006 a 2015, a Lei Maria da Pe-
Flacso integrante do Coletivo Ampliado do apresentam na sua grade curricular Dados Qualitativos nais em regiões distintas do país.
Conselho Federal de Psicologia (CFP), (9,48%) a matéria Psicologia do Es- Nos dados qualitativos, foram

Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016 Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016
18 Orientação e ética Memórias da Psicologia 19

Processos éticos Como lidar com a Saúde


PROCESSO ÉTICO-PROFISSIONAL CFP Nº
495/2016 - ORIGEM – CRP-06 (102/2012):
PRESIDENTE DA SESSÃO: Mariza Monteiro Borges
RELATORIA: Rogério de Oliveira Silva
DATA DO JULGAMENTO: 22/07/2016
PRESIDENTE DA SESSÃO: Mariza Monteiro Borges Mental? A situação de hoje e
de ontem
EMENTA – Irregularidade no atendimento clínico. RELATORIA: Madge Porto Cruz
DECISÃO CRP: Censura pública PROCESSO ÉTICO-PROFISSIONAL CFP Nº
DECISÃO CFP: Advertência 756/2016- ORIGEM – CRP-06 (115/2012): PROCESSO ÉTICO-PROFISSIONAL CFP Nº
DATA DO JULGAMENTO: 13/05/2016 EMENTA – Infração ao sigilo profissional. 1486/2016 - ORIGEM – CRP-06 (131/2013):
PRESIDENTE DA SESSÃO: Mariza Monteiro Borges DECISÃO CRP: Cassação EMENTA – Laudo psicológico sem A Reforma Psiquiátrica busca pessoas com transtorno mental e/
RELATORIA: Maria da Graça Corrêa Jacques DECISÃO CFP: Cassação fundamentação técnica e científica. substituir a assistência em institui- ou com uso de drogas, e seus fa-
DATA DO JULGAMENTO: 10/06/2016 DECISÃO CRP: Arquivamento ções totais por uma rede de ser- miliares.
PROCESSO ÉTICO-PROFISSIONAL CFP Nº PRESIDENTE DA SESSÃO: Mariza Monteiro Borges DECISÃO CFP: Arquivamento viços de atenção psicossocial de Hoje, nos quase 40 anos de lu-
496/2016 - ORIGEM – CRP-08 (018/2014): RELATORIA: Rogério de Oliveira Silva DATA DO JULGAMENTO: 22/07/2016 base comunitária; desconstruir e tas pela reforma psiquiátrica no
EMENTA – Irregularidade no atendimento clínico. PRESIDENTE DA SESSÃO: reconstruir em novas bases sabe- Brasil, temos muitas conquistas:
DECISÃO CRP: Cassação PROCESSO ÉTICO-PROFISSIONAL CFP Nº RELATORIA: Vera Lúcia Morselli res e práticas em Saúde Mental; no plano legal e normativo (Lei
DECISÃO CFP: Retorno dos autos ao 933/2016- ORIGEM – CRP-12 (362/2013): transformar as relações sociais 10.216 de 2001 e múltiplas porta-
CRP-08 para novo julgamento. EMENTA – Infração ao sigilo profissional. PROCESSO ÉTICO-PROFISSIONAL CFP Nº que sustentam a discriminação, a rias); na implantação de uma Rede
DATA DO JULGAMENTO: 13/05/2016 DECISÃO CRP: Censura pública 423/2016 - ORIGEM – CRP-08 (024/2014): negligência e a violência para com de Atenção Psicossocial (Raps) in-
PRESIDENTE DA SESSÃO: Mariza Monteiro Borges DECISÃO CFP: Censura pública EMENTA – Laudo psicológico sem
RELATORIA: Viviane Moura de Azevedo Ribeiro DATA DO JULGAMENTO: 10/06/2016 fundamentação técnica e científica.
PRESIDENTE DA SESSÃO: Mariza Monteiro Borges DECISÃO CRP: Exclusão liminar da denúncia
PROCESSO ÉTICO-PROFISSIONAL CFP Nº RELATORIA: Dorotéa Albuquerque de Cristo DECISÃO CFP: Instauração de
613/2016 - ORIGEM – CRP-09 (010/2014): processo disciplinar ético
EMENTA – Laudo psicológico sem PROCESSO ÉTICO-PROFISSIONAL CFP Nº DATA DO JULGAMENTO: 19/08/2016
fundamentação técnica e científica. 1016/2016 - ORIGEM – CRP-03 (004/2015) PRESIDENTE DA SESSÃO: Mariza Monteiro Borges
DECISÃO CRP: Advertência EMENTA – Irregularidade na venda RELATORIA: João Carlos Alchieri
DECISÃO CFP: Retorno dos autos ao de testes psicológicos.
CRP-09 para novo julgamento. DECISÃO CRP: Multa PROCESSO ÉTICO-PROFISSIONAL CFP Nº
DATA DO JULGAMENTO: 13/05/2016 DECISÃO CFP: Arquivamento 1504/2016 - ORIGEM – CRP-04 (020/2012):
PRESIDENTE DA SESSÃO: Mariza Monteiro Borges DATA DO JULGAMENTO: 22/07/2016 EMENTA – Laudo psicológico sem
RELATORIA: Madge Porto Cruz PRESIDENTE DA SESSÃO: Mariza Monteiro Borges fundamentação técnica e científica.
RELATORIA: Eliandro Rômulo Cruz Araújo DECISÃO CRP: Exclusão liminar da denúncia
PROCESSO ÉTICO-PROFISSIONAL CFP Nº DECISÃO CFP: Arquivamento
758/2016 - ORIGEM – CRP-06 (096/2013): PROCESSO ÉTICO-PROFISSIONAL CFP Nº DATA DO JULGAMENTO: 19/08/2016
EMENTA – Laudo psicológico sem 958/2016 - ORIGEM – CRP-06 (101/2012) PRESIDENTE DA SESSÃO: Mariza Monteiro Borges
fundamentação técnica e científica. EMENTA – Laudo psicológico sem RELATORIA: Roberto Moraes Cruz
DECISÃO CRP: Advertência fundamentação técnica e científica.
DECISÃO CFP: Advertência DECISÃO CRP: Arquivamento PROCESSO ÉTICO-PROFISSIONAL CFP Nº
DATA DO JULGAMENTO: 13/05/2016 DECISÃO CFP: Arquivamento 1546/2016 - ORIGEM – CRP-06 (109/2013):
PRESIDENTE DA SESSÃO: Mariza Monteiro Borges DATA DO JULGAMENTO: 22/07/2016 EMENTA – Laudo psicológico sem
RELATORIA: Vera Lúcia Morselli PRESIDENTE DA SESSÃO: Mariza Monteiro Borges fundamentação técnica e científica
RELATORIA: Maria da Graça Corrêa Jacques DECISÃO CRP: Advertência
PROCESSO ÉTICO-PROFISSIONAL CFP Nº DECISÃO CFP: Advertência
759/2016- ORIGEM – CRP-06 (008/2012): PROCESSO ÉTICO-PROFISSIONAL CFP Nº DATA DO JULGAMENTO: 19/08/2016 tegrada ao SUS, com variados dis- já habilitados; 4349 pessoas com
EMENTA – Laudo psicológico sem 1145/2016 - ORIGEM – CRP-04 (007/2010) PRESIDENTE DA SESSÃO: Mariza Monteiro Borges positivos e serviços, e distribuída bolsas do Programa de Volta para
fundamentação técnica e científica. EMENTA – Aplicação de prática não RELATORIA: Dorotéa Albuquerque de Cristo em todo o território nacional; na Casa e 1008 iniciativas de geração
DECISÃO CRP: Censura pública reconhecida pela profissão. experimentação, implantação e de renda.
DECISÃO CFP: Censura pública DECISÃO CRP: Advertência PROCESSO ÉTICO-PROFISSIONAL CFP Nº sistematização de diversificados Em 1990, tínhamos cerca de
DATA DO JULGAMENTO: 10/06/2016 DECISÃO CFP: Advertência 1505/2016 - ORIGEM – CRP-06 (112/2012): dispositivos intersetoriais, terapêu- 96% dos recursos em Saúde Men-
PRESIDENTE DA SESSÃO: Mariza Monteiro Borges DATA DO JULGAMENTO: 22/07/2016 EMENTA – Laudo psicológico sem ticos, jurídicos, sociais, culturais e tal investidos em serviços do tipo
RELATORIA: João Baptista Fortes de Oliveira PRESIDENTE DA SESSÃO: Mariza Monteiro Borges fundamentação técnica e científica. de trabalho, que incidem sobre a manicomial, e em 2013, cerca de
RELATORIA: Sérgio Luís Braghini DECISÃO CRP: Arquivamento saúde mental das pessoas. 80% dos recursos já estavam des-
PROCESSO ÉTICO-PROFISSIONAL CFP Nº DECISÃO CFP: Arquivamento O último balanço publicado tinados a serviços comunitários.
807/2016- ORIGEM – CRP-06 (030/2012): PROCESSO ÉTICO-PROFISSIONAL CFP Nº DATA DO JULGAMENTO: 19/08/2016 (2015, dados de dez/2014) revelou Na estratégia brasileira, o proces-
EMENTA – Laudo psicológico sem 1436/2016 - ORIGEM – CRP-07 (012/2013): PRESIDENTE DA SESSÃO: Mariza Monteiro Borges uma rede com 2.209 Centros de so de substituição tem sido gradu-
fundamentação técnica e científica. EMENTA – Laudo psicológico sem RELATORIA: Lurdes Perez Oberg Atenção Psicossocial (Caps); 156 al e responsável, para evitar a de-
DECISÃO CRP: Arquivamento fundamentação técnica e científica. unidades de acolhimento existen- sassistência. A Organização Mun-
DECISÃO CFP: Arquivamento DECISÃO CRP: Exclusão liminar da denúncia tes ou em construção; 899 serviços dial de Saúde reconhece que hoje
DATA DO JULGAMENTO: 10/06/2016 DECISÃO CFP: Arquivamento residenciais em funcionamento ou o Brasil, a despeito dos seus de-

Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016 Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016
20 Memórias da Psicologia

safios e problemas, constitui uma funcionamento (2016).


referência para países do tipo Em 1925, funda o Instituto de
continental. Psicologia do Recife, considera-
Temos ainda múltiplos desa- do a primeira instituição cientifi-
fios, como aumentar a oferta de camente autônoma a funcionar
serviços efetivamente substituti- regularmente no Brasil. O Institu-
vos, como os Caps III, com acolhi- to realiza um amplo programa de
mento noturno e aberto 7 dias por padronização de testes, avaliações
semana; aumentar a oferta e efe- psicológicas, seleção e orientação
tividade de serviços/dispositivos profissionais. Paralelamente, pas-
públicos para usuários de álcool sa a dirigir o Hospital de Doenças
e drogas, particularmente de cra- Nervosas e Mentais (1924-1926),
ck; aumentar a cobertura em áre- anteriormente chamado Hospital
as mais remotas, como várias na de Alienados.
Amazônia; a melhorar a integra- Ao assumir pela segunda vez a
ção com a rede de atenção primá- direção do Hospital (1931 a 1935),
ria em saúde promover a desinsti- criou um audacioso projeto de re-
tucionalização em polos manico- estruturação de todo o serviço
miais remanescentes. psiquiátrico estadual, através da
criação da Assistência a Psicopa-
tas de Pernambuco. Implementou
Ulisses Pernambucano: um uma ousada reforma psiquiátrica,
pioneiro fugindo do vigente modelo hospi-
Diante deste quadro, é mister talcêntrico. Para tanto, funda um
perguntar como, em outros mo- ambulatório público para realizar
mentos da história, se lidou com assistência psiquiátrica extra-hos-
a questão da Saúde Mental. Bus- pitalar, utiliza em larga escala a la-
camos a resposta investigando o borterapia (hoje terapia ocupacio-
trabalho de Ulisses Pernambuca- nal), introduz a hidroterapia, cria
no de Mello Sobrinho, que nasceu um dos primeiros serviços públi-
no Recife em 1892. Com apenas 20 cos da higiene mental no Brasil,
anos formou-se em Medicina, no funda revistas e periódicos, aborda
Rio de Janeiro. Nos últimos anos publicamente orientações preven-
do curso, foi acadêmico interno do tivas, promove trabalho de acom-
Hospital Nacional de Alienados, re- panhamento às famílias dos inter-
cebendo forte influência do Dr. Ju- nos por meio de visitadoras (hoje
liano Moreira. A vida e a obra de assistentes sociais), mantendo os
Ulisses Pernambucano têm a mar- vínculos extra-hospitalares dos in-
ca do pioneirismo. ternos, entre outras ações. Pode-se
Em 1918, é criada no Recife a ver, nessas iniciativas, as sementes
cadeira “Psicologia e Pedagogia” de uma visionária política antima-
na Escola Normal Oficial do Esta- nicomial.
do, constituindo-se no marco do Paralelamente, desenvolve ati-
início oficial da Psicologia em Per- vidades docentes na Faculdade de
nambuco. Ulisses concorre com Medicina. Em 1934 preside, no Re-
a monografia “Classificação das cife, o “1º Congresso Afro-Brasilei-
crianças anormais: a parada do ro” idealizado por seu primo e ami-
desenvolvimento intelectual e suas go Gilberto Freyre. A sua defesa de
formas; a instabilidade e a astenia minorias marginalizadas começa a Eduardo Mourão Vasconcelos é graduado em Psicologia, mestre em Ciência Política
mental”, tida como a primeira tese incomodar e é denunciado como pela Universidade Federal de Minas Gerais (1985), doutor em políticas sociais pela
brasileira no campo da deficiência “subversivo”. É arbitrariamente London School of Economics (1992) e pós-doutor na Anglia Ruskin University. Professor
mental. De 1923 a 1927, exerce a preso e fica detido por 60 dias na associado aposentado da Escola de Serviço Social da Universidade Federal do Rio de
direção dessa escola e funda, em Casa de Detenção da capital per- Janeiro (UFRJ).
1925, uma escola pioneira nessa nambucana. Falece prematura-
especialidade, anexa à Escola Nor- mente, de enfarto fulminante, em Adailson Medeiros é mestre em Psicologia Cognitiva. Professor aposentado do
mal e que, em outra estrutura or- 1943, no Rio de Janeiro. Departamento de Psicologia da UFPE. Atual docente da Faculdade de Ciências
ganizacional, ainda continua em Humanas de Olinda (FACHO).

Conselho Federal de Psicologia Jornal do Federal - Dezembro 2016

Você também pode gostar