Você está na página 1de 3

Limite de uma sucessão

Uma sucessão U n tende para um certo numero a ( ou seja tem como limite a), se a medida que o
índice n tende ao infinito, a sucessão converge para o valor a.

lim U n=a
n→∞

1
Por exemplo a sucessão Pn=
n

1 1 1 1
Podemos notar que a sua sequencia 1, ; ; ; … . ,, para cada termo fica mais próximo de 0
2 3 4 n
que do termo anterior.

Diz-se neste caso que a sucessão converge para 0 quando o n tende para infinito.

Existem propriedades dos limites de uma sucessão, falo da soma, produto, quociente de um
limite, e limite de uma potência.

Mas iremos tratar melhor esse aspecto nos exemplos e exercícios.

Indeterminações

No calculo de limites de sucessão e comum ao resolver um limite encontrar um resultado



indeterminado, ou seja que não e possível, ate onde sabemos. E essa indeterminação e .

Você pode perguntar, mas explicar o que fazer se encontrar essa indeterminação?

Calma, vou já explicar:

Exemplos:

1. Sejam dadas as seguintes sucessões:


a) V n=n2+ n
2 n2 +n+2
b) U n =
n2−1

Pedido: calcular limite de cada sucessão:

a) nlim n2 +n ↔ primeiro vamos substituir a tendencia


→∞

lim ∞ 2 +∞=∞↔ e essa e a solucao dolimite , ou seja a sucessao


n→∞
V n=n2+ n não e limitada.
lim n2+ n+2
b) n →∞ ∞
. e aqui temos umaindeterminacao
=
3 n−1 ∞
Como levantar a indeterminação?
 Criar infinitésimos, neste caso, evidenciar o n de maior grau, tanto o numerador
quanto no denominador
 Simplificar expressões equivalente
 Dar resultado

1 2
lim n2+ n+2
n →∞
=
(
n2 2+ + 2
n n )= 2
n−1 1 3
n2 3−
( n
2 )
Você deve estar se perguntando o que foi que eu fiz ai? A resposta e simples,
primeiro colocamos o n de maior grau em evidencia no numerador e denominador,
verificamos que o n de maior grau e o n2 , portanto, evidenciamos em ambos
membros.

 O que pintei por azul, significa que simplificamos


1
 Oque pintei por vermelho, significa que e um infinitésimo pois =0, ou seja,

qualquer valor diferente de (0, e ∞), dividido por ∞, resulta em 0 .

Exercícios resolvidos

1. Calcular os seguintes limites


lim 4 n−3
a) n →∞ ∞
= e uma indeterminação, vamos levantar:
2 n+5 ∞

3
lim 4 n−3
n →∞
=
( n) 4
n 4−
= =2
2 n+5 5 2
n ( 2+ )
n

lim 2 n3 + 4 n2 +3
b) n →∞ 2∗∞+ 4∗∞+3 ∞
3
= = −e uma indeterminacao
8 n −2 8∗∞−2 ∞
Vamos levantar a indeterminação, colocando o n3 em evidencia:
4 3
3
lim 2 n + 4 n +3
n →∞
2

=
(
n3 2+ + 3
n n )= 2 = 1
8 n 3−2 2 8 4
(
n 3 8−
n3 )
2
c) lim √ n +1−n=∞−∞ indeterminacao
n→∞

Para levantar essa indeterminação, vamos eliminar essa raiz quadrada. E para isso
lembrar da diferença de quadrados: x 2− y 2=(x− y )( x+ y )
Assim teremos:

2
lim √ n2+1 −n2 lim n2+1−n2 lim 1 lim 1
( √ n2 +1−n )∗( √ n2+ 1+ n )
lim √ n2 +1−n= = n →∞ = n→ ∞ 2 = n2→∞ = n→ ∞ =0
n→∞ √ n2 +1+n √ n2 +1+n √ n + 1+ n √ n + 1+ n ∞