Você está na página 1de 25

RES CFC 1.

445/13 – DECLARAÇÃO NEGATIVA OU DECLARAÇÃO DE INEXISTENCIA DE OPERAÇÕES AO COAF


LAVAGEM DE DINHEIRO

Convenção contra o tráfico ilícito de entorpecentes e substância

psicotrópicas (Convenção de Viena)

Assinada em Viena, em 20 de dezembro de 1988.

Promulgada pelo Brasil por meio do Decreto 154/1991.

Estabeleceu que os países signatários deveriam adotar medidas para

Tipificar como crime a lavagem ou ocultação de bens oriundos do

tráfico de drogas.

No Brasil, a tipificação e os aspectos processuais do crime de lavagem

de dinheiro são regulados pela Lei n.° 9.613/98.

A Lei n.° 12.683/2012 alterou a Lei n.° 9.613/98 para tornar mais

eficiente a persecução penal dos crimes de lavagem de dinheiro.


LAVAGEM DE DINHEIRO
LAVAGEM DE DINHEIRO

Art. 9º. Sujeitam-se às obrigações referidas nos arts. 10 e 11 as

Pessoas físicas e jurídicas que tenham, em caráter permanente ou

eventual, como atividade principal ou acessória, cumulativamente

ou não:
LAVAGEM DE DINHEIRO

XIV - As pessoas físicas ou jurídicas que prestem, mesmo que

eventualmente, serviços de assessoria, consultoria, contadoria, auditoria,

aconselhamento ou assistência, de qualquer natureza, em operações:

a) de compra e venda de imóveis, estabelecimentos comerciais ou

industriais ou participações societárias de qualquer natureza;

b) de gestão de fundos, valores mobiliários ou outros ativos;

c) de abertura ou gestão de contas bancárias, de poupança,

investimento ou de valores mobiliários;

d) de criação, exploração ou gestão de sociedades de qualquer

natureza, fundações, fundos fiduciários ou estruturas análogas;

e) financeiras, societárias ou imobiliárias; e

f) de alienação ou aquisição de direitos sobre contratos relacionados

a atividades desportivas ou artísticas profissionais;


OBRIGAÇÃO DE REGULAR DO CFC

Como órgão regulador da profissão, o CFC foi notificado pelo Ministério

Público Federal, para no prazo de 20 (vinte) dias, se pronunciar quanto

às providências tomadas para a regulação e a aplicação dos

dispositivos da Lei n.º 12.683/12 por parte dos profissionais e

organizações contábeis.

A Lei n.º 9.613/98 estabelece em seus Arts. 10 a 14 que os órgãos

reguladores e as autoridades competentes, nas quais se incluem

os conselhos de profissão regulamentada, devem disciplinar os

procedimentos próprios ao exercício profissional no atendimento à lei,

conforme contemplado na Resolução CFC n.º 1.445/13.


OBJETIVO DA RES CFC 1.445/13

O objetivo da Resolução é regulamentar a aplicação da Lei para os

profissionais e organizações contábeis, permitindo a eles que se

protejam da utilização indevida de seus serviços para atos ilícitos que

lhe possam gerar sanções penais previstas em lei, além dos riscos de

imagem pela associação do seu nome a organizações criminosas.


PREVISÕES DA RESOLUÇÃO

1 – POLITICA DE PREVENÇÃO – estabelecer e implementar politica

de prevenção à lavagem de dinheiro, de acordo com seu volume de

Operações e seu porte. (art 2º.)

2- CADASTRO DE CLIENTES E DEMAIS ENVOLVIDOS – manter

Cadastro completo (pessoas politicamente exposta) (art 4º.)

3 – REGISTRO DAS OPERAÇÕES – manter registro de todos os

Serviços que prestarem e todas as operações que realizarem em nome

Dos clientes (art 8°.)


PREVISÕES DA RESOLUÇÃO

4 – COMUNICAÇÕES AO COAF – situações que podem configurar

Sérios indícios de lavagem de dinheiro. NOSSA ANÁLISE

(atividade não usual do cliente,Dificuldade de identificar a origem,

operação incompatível com o Patrimônio, operação com dificuldade

de identificar o beneficiário Final, tentativa de burlar controles e

registros, operação ficticia) art 9º.


PREVISÕES DA RESOLUÇÃO

4 – COMUNICAÇÕES AO COAF – situações que podem configurar

Crime – INDEPENDENTE DE ANÁLISE – (art. 10)

- Prestação serviços igual ou superior a R$ 30.000,00, se em espécie

Ou cheque ao portador.
- Constituição de empresa e/ou aumento de capital em espécie

Acima de R$ 100.000,00.
- Aquisição de ativos e pagamentos a terceiros em espécie acima

de R$ 100.000,00.
DECLARAÇÃO DE NÃO OCORRÊNCIA OU DECLARAÇÃO NEGATIVA

Art. 14. da resolução 1.445

Não havendo a ocorrência, durante o ano civil, de operações

ou propostas a que se referem os Arts. 9º e 10, considerando o Art. 11,

as pessoas de que trata o Art. 1º devem apresentar declaração nesses

termos ao CFC por meio do sítio do Coaf até o dia 31 de janeiro

do ano seguinte.
DECLARAÇÃO DE NÃO OCORRÊNCIA OU DECLARAÇÃO NEGATIVA

Art. 11.Lei 9.613 As pessoas referidas no artigo 9º:

III - deverão comunicar ao órgão regulador ou fiscalizador da sua

atividade ou, na sua falta, ao Coaf, na periodicidade, forma e condições

por eles estabelecidas, a não ocorrência de propostas, transações

ou operações passíveis de serem comunicadas nos termos

do inciso II
DECLARAÇÃO DE NÃO OCORRÊNCIA OU DECLARAÇÃO NEGATIVA

OUTROS ÓRGÃOS REGULADORES

COFECI – RESOLUÇÃO 1.336/2014 – prevê comunicação de

Operações em moeda acima de R$ 100.000,00.

COFECON – RESOLUÇÃO 1.902/2013

SEM ÓRGÃO REGULADOR – RESOLUÇÃO COAF 24/2013 – Prevê a

Comunicação de valores pagos em espécie igual ou superior a

R$ 30.000,00.

Vários outros itens


QUEM DEVE APRESENTAR A DECLARAÇÃO AO COAF

Os profissionais e organizações contábeis que prestem, mesmo que

eventualmente, serviços de assessoria, consultoria, contadoria,

auditoria, aconselhamento ou assistência, de qualquer natureza, nas

operações elencadas no Art. 1º da Resolução, exceto, o Contador e

Técnico em Contabilidade empregado de empresa em geral.


COMO FAZER

https://siscoaf.fazenda.gov.br/siscoaf-internet/pages/siscoafInicial.jsf
TELA INICIAL
CONSULTA PESSOA OBRIGADA
DECLARAÇÃO
ALTERNAR COMUNICANTE
DECLARAÇÃO
DECLARAÇÃO
DECLARAÇÃO
DECLARAÇÃO - DICAS

1- SE PRIMEIRO ACESSO LEIA O MANUAL OPERACIONAL CADASTRO E HABILITAÇÃO – EM PRECISA DE AJUDA ? NO

ENDEREÇO DO SISCOAF

2- UTILIZE A ÁREA DE TREINAMENTO DO COAF - http://treina.siscoaf.serpro.gov.br/

3- FALE COM A FISCALIZAÇÃO DO CRCRS

4- A DECLARAÇÃO É RÁPIDA E SEGURA


FONTES DE CONSULTA

PERGUNTAS E RESPOSTAS DO COAF

PERGUNTAS E RESPOSTAS DO CFC

LEI 9.613/98

LEI 12.683/2012

RESOLUÇÃO CFC 1.445/2013


OBRIGADO A TODOS !

Você também pode gostar