Você está na página 1de 14

Atividade 2 – Uso de tecnologia: uma questão de consciência

1- Há diversas atividades cotidianas que podem ser realizadas com o uso do celular.

a) Quais atividades do dia a dia você realiza com o auxílio do celular?


_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

b) Você se considera dependente do uso das tecnologias? Por quê?


_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

c) A palavra suicídio significa ato de se matar. O que você espera ler em um texto que tem como título
Suicídio Digital?
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

2- Analisando a campanha publicitária:

Fonte: Secretaria de Estado de Saúde do Estado Minas Gerais/Centro de Valorização de


vida/Facebook/Twuitter

a) quais são as características deste cartaz que o inclui numa campanha de conscientização?
__________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________
b) qual é a importância para a sociedade a produção e divulgação de propagandas de conscientização?

_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
c) considerando este cartaz específico, quais seriam os meios indicados de circulação?
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
d) quem é o púbico alvo desta campanha?
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
e) olhando para as partes do texto, quais elementos foram utilizados pela Secretaria de Saúde para
transmitir a mensagem? (comente, aqui, sobre a questão do uso de texto e imagem).
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

Leia o texto para checar sua resposta e realizar as atividades abaixo.

Suicídio digital
Marcos R. Ferreira

Andar pelas ruas, pegar o ônibus, fazer compras, ir ao cinema. Qualquer atividade cotidiana inclui o uso do
celular, em alguns casos quase como uma extensão do próprio corpo. Nenhuma dessas atividades,
aparentemente simples, está imune à existência dele. Imersas em um mundo quase utópico, caminham as
pessoas, comprometidas com uma realidade que aparenta não dialogar de forma explícita com as relações
de convívio humanas.
Mas o que caracterizaria, então, as tais relações citadas? Muitas pessoas discorrem sobre a solidão que
sentem, mesmo estando cercadas de pessoas em suas redes, compartilhando cada passo realizado durante
o dia. Compartilhar virou sinônimo de estar presente, de encarar um personagem virtual que deveria ser um
simulacro daquilo que se é na realidade. Fotos selecionadas no Instagram, feitas com o auxílio dos mais
potentes filtros; discursos de ódio, construídos a partir de uma ignorância meticulosamente encorajada pelos
donos do poder instituído, no Facebook; frases racistas e homofóbicas destiladas no Twitter; fake news
distribuídas como verdades absolutas pelo WhatsApp... Perfis falsos criados especialmente para atrair
pretendentes no Tinder...
Tudo isso, e a percepção sobre tais coisas, tem encorajado um número cada vez maior de pessoas a
cometerem o chamado suicídio digital, ou seja, um procedimento que possibilita desaparecer do mundo
virtual. É possível apagar as contas das redes sociais e também solicitar aos mecanismos de busca e
pesquisa, como o Google por exemplo, que os dados que possibilitam rastrear as trajetórias no universo on
line do interessado sejam efetivamente deletados. Tentar retomar a realidade e efetivamente viver, sem
filtros. Decisão complicada quando nosso dia é tomado pela participação efetiva em redes sociais,
compartilhando sonhos, ideias e perfis falsos, tentando acreditar que somos aquilo que gostamos de teclar.
Poucas pessoas relacionam-se com as redes sociais sem serem tragadas para um universo digital paralelo.
O sociólogo e filósofo polonês Zygmunt Baumann, em seu livro A modernidade líquida, trata da ideia do
sujeito líquido, ou seja, aquele em que inúmeras identidades se manifestam em momentos diferentes. Esse
conceito se aplica perfeitamente à construção de uma identidade fragmentada que podemos observar nas
pessoas que são usuárias de várias redes sociais. É relativamente simples viver uma fantasia de poder e
empoderamento através da navegação on line.
Decidir então, por afastar-se desse universo torna-se muito difícil, principalmente para a geração dos
denominados nativos digitais, que possuem uma relação muito mais imbricada ao uso das ferramentas
tecnológicas. Libertar-se, portanto, de uma vida regrada por uma dependência à participação em um mundo
virtual significa amadurecer a ideia de conviver de forma mais simples, mais humana.
Obviamente não significa distanciar-se da tecnologia ou algo nesse sentido, mas deixar de expor
publicamente suas escolhas e sua vida como algo natural. Claro que se a vida da pessoa se baseia 100%
em articulações presentes no mundo digital, é preciso verificar as consequências que um sumiço das redes
pode proporcionar.
Ter milhares de amigos nas redes sociais e ninguém para conversar pessoalmente, em um barzinho, ou
mesmo em casa. Coisa de gente velha? Coisa obsoleta já que é possível trocar impressões via redes
digitais? Pode ser... Ou não...
Retomando a ideia de identidade fragmentada, somos seres múltiplos, mas a identidade de cada um é
particular e única. Criar no meio digital uma ilusão a respeito do que somos, em algum momento, nos
colocará em situações difíceis de resolver. Além disso, ao associar-se a uma rede qualquer, nossa
privacidade deixa de existir, e podemos ser expostos a qualquer momento a toda sorte de situações.
Nesse caso, cometer o chamado suicídio digital pode ser uma boa saída para tentar ter uma vida, real, mais
saudável e verdadeiramente próxima de nossa família e amigos.

Vocabulário:
Utópico: ideia ou descrição de um país ou de uma sociedade imaginários em que tudo está organizado de
uma forma superior e perfeita. Sistema ou plano que parece irrealizável. Fantasia, sonho. Disponível em:
<https://dicionario.priberam.org/utopia>. Acesso em: 31 jan. 2019.
Simulacro:aparência, coisa que vagamente se assemelha a outra ou a traz à ideia.
Disponível em:<https://dicionario.priberam.org/simulacro>. Acesso em: 31 jan. 2019.
Nativos digitais: são as pessoas que nasceram e cresceram com as tecnologias digitais presentes em nossa
vivência. Tecnologias como videogames, internet, telefone celular, etc.

3- O texto possibilita o leitor a refletir sobre o uso das tecnologias no cotidiano das pessoas. Após a leitura
do texto, transcreva trechos que demonstrem o motivo pelo qual as pessoas têm recorrido ao suicídio
digital?
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
4- No trecho “Andar pelas ruas, pegar o ônibus, fazer compras, ir ao cinema. Qualquer atividade cotidiana
inclui o uso do celular, em alguns casos quase como uma extensão do próprio corpo. Nenhuma dessas
atividades, aparentemente simples, está imune à existência dele.”, a palavra destacada refere-se a

a) ônibus.
b) cinema.
c) celular.
d) corpo.

5-No trecho “Coisa obsoleta...” a palavra grifada tem o sentido de


a) inútil.
b) nova.
c) ultrapassada.
d) contemporânea.

6-Segundo o autor, o “suicídio digital” é definido como


a)a tentativa de retomar a realidade sem compartilhar ideias e perfis falsos.
b)um procedimento que possibilita desaparecer do mundo virtual.
c)a possibilidade de rastrear as trajetórias no universo online.
d)a possibilidade de apagar as contas das redes sociais.

7-No trecho “Andar pelas ruas, pegar o ônibus, fazer compras, ir ao cinema. Qualquer atividade cotidiana
inclui o uso do celular, em alguns casos quase como uma extensão do próprio corpo. Nenhuma dessas
atividades, aparentemente simples, está inume à existência dele.”, aparece respectivamente

e) fato – opinião – opinião


f) fato – opinião – fato
g) opinião – opinião – fato
h) opinião – fato - fato

8- Segundo o autor, é possível criar perfis falsos para atrair pessoas nas redes sociais. Quais cuidados você
considera que sejam necessários para se proteger no ambiente virtual?
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

9-Vivemos em uma era em que é possível verificar a disseminação de fake news. Que dicas você daria para
o usuário identificá-las nas redes sociais?
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________

Etapa III – Para além dos muros da escola...


Pesquise com seus familiares, amigos e vizinhos como as atividades cotidianas eram desenvolvidas antes
da era digital, sem redes sociais, smartphones e aplicativos. Após a pesquisa, registre as respostas para
apresentá-las oralmente em sala de aula.

Etapa IV Produção Oral


Após a leitura do texto e a pesquisa realizada, seu professor irá organizar a classe em dois grupos para
colocar em ação um debate. Sob a mediação do professor, um grupo deverá se posicionar favorável,
mediante justificativas, à decisão de aderir ao suicídio digital, e o outro grupo, contrário a essa adesão.

Etapa V - Produção Escrita


Imagine que você leu a seguinte postagem no Facebook.

Texto cedido por André Ramos para esse material


Sua tarefa, agora, é escrever um comentário que expresse sua opinião sobre o conteúdo do texto, composto
de imagem e de palavra. Utilize o quadro abaixo para fazer sua postagem.

Atividade 3 – Divulgação e Informação

Atividade 1 – Gêneros do discurso publicitário: o anúncio

Igor Rodrigo Valério Matias

1- Qual é o tema da campanha veiculado no anúncio?


_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

2- Como vimos acima, é próprio da linguagem publicitária orientar-se a um público-alvo definido. A que
público essa campanha se orienta?
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
3- Observe o texto verbal do anúncio. No slogan “Dengue: prevenção é a solução”, o emprego de dois-
pontos após a palavra dengue tem a função de:

a) encerrar uma ideia.


b) introduzir uma explicação.
c) interromper o pensamento.
d) concluir a informação.

4- É próprio de gêneros publicitários a utilização dos recursos verbais e não verbais de linguagem. Como foi
dito acima, esses recursos precisam dialogar para construir o sentido do texto. Observe o texto verbal
(constituído de recursos da língua) e o texto não verbal (constituído de imagens, formas, cores etc.) e
comente: Como o texto verbal e o não verbal dialogam? Qual é a importância de um para o outro?
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________

5- Na frase “Mobilize seus vizinhos!”, no anúncio, o emprego do verbo “mobilizar” ocorre


a) no modo indicativo, para informar o leitor sobre um fato.
b) no modo subjuntivo, para o leitor construir hipóteses.
c) no modo imperativo, para convidar o leitor a realizar uma ação.
d) no modo imperativo, para ordenar ao leitor que realize uma ação.

Atividade 4 – Gêneros do discurso publicitário: cartaz

Igor Rodrigo Valério Matias

1- Os meios de comunicação são muito importantes na conscientização para a resolução de problemas


sociais, entre os quais a saúde pública. Nesse sentido, o anúncio publicitário apresentado na atividade
anterior e o cartaz analisado nesta atividade possibilitam inferir que:

a) há necessidade de utilizar procedimentos e desenvolver hábitos no combate ao mosquito transmissor da


dengue.
b) o mais importante é a existência de pontos de arrecadação de materiais recicláveis.
c) as ações citadas no cartaz indicam procedimentos para o acondicionamento de objetos recicláveis.
d) a população deve ser alertada sobre a importância da prevenção no combate ao mosquito Aedes aegypit
apenas em períodos de chuva.

2- Podemos apontar características comuns entre as peças publicitárias apresentadas (anúncio e cartaz),
como presença de linguagem verbal e linguagem não verbal. A principal função desses gêneros textuais é,
precisamente, a persuasão do público-alvo, como vimos anteriormente. No entanto, é possível identificar
diferenças na organização dos textos, pois

a) as peças publicitárias analisadas são estruturadas de diversas maneiras, com o uso de linguagem não
verbal apenas.
b) o cartaz é organizado apenas com o uso de linguagem verbal, por ser mais informativo.
c) para transmitir de maneira eficaz a mensagem pretendida, o cartaz publicitário tem como característica a
utilização de verbos no imperativo, possui textos curtos e sugestivos.
d) de acordo com a função social do texto, os anúncios publicitários visam divertir o público leitor.
3 - Os gêneros expositivos, diferentemente dos narrativos, são “comentadores”, isto é, expõem determinado
assunto e tecem comentários e informações sobre ele. Leia a fábula a seguir; “O leão e o mosquito” e
compare com o texto “Dengue: você sabia que...” e responda às questões propostas.

Dengue: você sabia que...

Maria Madalena Borges Gutierre

A dengue é uma doença viral transmitida pela fêmea do mosquito Aedes aegypti infectada.
Para depositar seus ovos e se reproduzir, esse mosquito precisa de água parada. Por esse motivo, é
fundamental evitar situações em que a água possa se acumular e gerar criadouros do inseto.
O cuidado recai, principalmente, sobre o cultivo de plantas em vasos, pneus expostos à chuva, vasilhames
diversos, entre outros objetos e meios que possam acumular água.
De acordo com o CVE – Centro de Vigilância Epidemiológica “Prof. Alexandre Vranjac”, da Secretaria de
Saúde do Estado de São Paulo, a dengue é uma “doença febril aguda com amplo espectro e manifestações
clínicas, que podem variar desde formas assintomáticas a casos graves e fatais”. O CVE informa, ainda, que
“atualmente, trata-se da arbovirose (i.e., doença viral transmitida por vetores artrópodes) mais importante no
Brasil e no mundo”. A incidência da dengue ocorre principalmente nos países tropicais, “cujas condições do
meio favorecem a proliferação do mosquito Aedes aegypti, seu principal vetor, e do Aedes albopictus,
considerado secundário”, conforme acrescenta o CVE. Portanto, todo cuidado é pouco! Os períodos
chuvosos e o calor exigem observação detalhada e constante dos possíveis criadouros e prevenção rigorosa
no combate ao mosquito.
“Não há tratamento antiviral contra o vírus da dengue”, informa o CVE. Em caso de sintomas – febre, dores
no corpo, cefaleia, náuseas, entre outros – o melhor é procurar assistência médica. Além disso, a população
precisa se mobilizar, a fim de evitar entulho e lixo nos quintais, nas ruas e em terrenos baldios. Hábitos
diários de verificação e limpeza de locais suscetíveis à formação de criadouros do mosquito fazem toda a
diferença no trabalho de prevenção à doença.

a) O texto informa que a dengue ocorre com mais frequência em países tropicais. Em sua opinião, por que
isso acontece?

b) Estamos em pleno verão no Brasil e muito se fala sobre o combate à dengue. Com base no texto e em
seus conhecimentos prévios, que ações de prevenção você considera necessárias? Que hábitos a
população, em geral, deve desenvolver?

c) Ao afirmar que “não há tratamento antiviral contra o vírus da dengue”, que tipo de alerta o CVE (Centro de
Vigilância Epidemiológica) faz à população?

O leão e o mosquito

Um leão ficou com raiva de um mosquito que não parava de zumbir ao redor de sua cabeça, mas o mosquito
não deu a mínima. — Você está achando que vou ficar com medo de você, só porque você pensa que é rei?
— disse ele, altivo, e em seguida voou para o leão e deu uma picada ardida no seu focinho. Indignado, o
leão deu uma patada no mosquito, mas a única coisa que conseguiu foi arranhar-se com as próprias garras.
O mosquito continuou picando o leão, que começou a urrar como um louco. No fim, exausto, enfurecido e
coberto de feridas provocadas por seus próprios dentes e garras, o leão se rendeu. O mosquito foi embora
zumbindo, para contar a todo mundo que tinha vencido o leão, mas entrou direto numa teia de aranha. Ali, o
vencedor do rei dos animais encontrou seu triste fim, comido por uma aranha minúscula. Muitas vezes o
menor de nossos inimigos é o mais terrível.
ABREU, Ana Rosa et al (Org.). Contos tradicionais, fábulas, lendas e mitos: livro do aluno. Brasilia: MEC -
Fundescola/Projeto Nordeste/SEF, 2000, p. 99. Disponível em
<http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/me001614.pdf>. Acesso em: 12 fev. 2019.

a) Que tempo verbal predomina na fábula? Justifique sua resposta com um exemplo do texto.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

b) Que tempo verbal predomina no texto expositivo/informativo “Dengue: você sabia que...”? Justifique sua
resposta com um exemplo do texto.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
4 - A produção escrita de textos requer do escritor a utilização de procedimentos e de recursos linguísticos
que possibilitem organizar as ideias de modo coerente e coeso. Entre os recursos de coesão e coerência
disponíveis na língua portuguesa, temos:

o pronome: palavra que, no texto, tem função de substituir, referenciar, retomar e relacionar frases
e expressões. Com base nessa definição, observe as palavras em destaque nos trechos a seguir e
responda ao que se pede.

a) Trecho 1

“A incidência da dengue ocorre principalmente nos países tropicais, ‘cujas condições do meio
favorecem a proliferação do mosquito Aedes aegypti, seu principal vetor, e do Aedes
albopictus, considerado secundário’, conforme acrescenta o CVE.”

Cujo, cuja, cujos, cujas são pronomes relativos que, além de referenciar e substituir termos e expressões,
também exprimem ideia de posse/possuidor. Qual é o significado do pronome relativo cujas, no texto? A
que expressão ele se refere?
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

b) Trecho 2
[...] a dengue é uma “doença febril aguda com amplo espectro e manifestações clínicas, que podem variar desde
formas assintomáticas a casos graves e fatais’”.
A palavra que, em destaque, é um pronome relativo de uso frequente na retomada e substituição de termos.
Qual é a função do pronome relativo que no fragmento em análise?
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
c) Trecho 3
“[...] é fundamental evitar situações em que a água possa se acumular e gerar criadouros
do mosquito.”

Em que é um pronome relativo que faz referência à noção de lugar (espaço físico ou não. Equivale a no
qual, na qual, nos quais, nas quais.
Voltando ao fragmento em análise, que pronome relativo poderia ser utilizado para substituir em que?
Justifique sua resposta.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________

Atividade 5- Cartaz, foto, legenda e companhia

Observe as campanhas de conscientização e respondas a questão abaixo:

Texto 1

Fonte: Ministério da Saúde Governo Federal – Postada em 04/02/2009


Fonte: DEMUTRAN – Postado 13/06/2018

O emprego da linguagem verbal e não verbal nesse gênero textual tem por objetivo:

(a) as pessoas que mais sofrem com o problemas e consequências do alcoolismo são os pedestres que
circulam em vias de segurança pública;

(b) as pessoas em gerais não estão muito preocupadas em com os bens materiais, mas em divertir nos
finais de semana;

(c) ilustrar a relação entre o uso e consumo de álcool e consequentemente os acidentes de trânsito.

(d) álcool e direção podem combinar a medida que as pessoal consumam moderadamente de forma social.

TEXTO 2

Educando com valores

O trânsito é feito pelas pessoas. E, como nas outras atividades humanas, quatro princípios são importantes
para o relacionamento e a convivência social no trânsito. O primeiro deles é a dignidade da pessoa humana,
do qual derivam os Direitos Humanos e os valores e atitudes fundamentais para o convívio social
democrático, como o respeito mútuo e o repúdio às discriminações de qualquer espécie, atitude necessária
à promoção da justiça.

O segundo princípio é a igualdade de direitos. Todo o tema possibilidade de exercer a cidadania plenamente
e, para isso, é necessário ter equidade, isto é, a necessidade de considerar as diferenças das pessoas para
garantir a igualdade o que, por sua vez, fundamenta a solidariedade.

Outro é o da participação, com foco na a mobilização da sociedade para organizar-se em torno dos
problemas de trânsito e de suas conseqüências.

Finalmente, o princípio da corresponsabilidade pela vida social,que diz respeito à formação de atitudes e ao
aprender a valorizar comportamentos necessários à segurança no trânsito, à efetivação do direito de
mobilidade a todos os cidadãos e a exigir dos governantes ações de melhoria dos espaços públicos.

Comportamentos expressam princípios e valores que a sociedade constrói e referenda que cada pessoa
toma para si e leva para o trânsito. Os valores, por sua vez, expressam as contradições e conflitos entre os
segmentos sociais e mesmo entre os papéis que cada pessoa desempenha. Ser “veloz”, “esperto”, “levar
vantagem” ou “ter o automóvel como status” são valores presentes em parte da sociedade. Mas são
insustentáveis do ponto de vista das necessidades da vida coletiva, da saúde e do direito de todos. É preciso
mudar.

Mudar comportamentos para uma vida coletiva com qualidade e respeito exige uma tomada de consciência
das questões em jogo no convívio social, portanto na convivência no trânsito é a escolha dos princípios e
dos valores que irá levar a um trânsito mais humano, harmonioso, mais seguro e mais justo.

Disponívelem:<http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm. do?
select_action=&co_obra=13247>. Acesso em: 07 fev. 2019. (adaptado)

De acordo com o TEXTO I (cartaz), o número de fatalidades no trânsito caiu. Considerando o TEXTO II
ando com valores”), que princípios podem colaborar para a diminuição dos acidentes?

________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________

acordo com a leitura realizada, qual é a finalidade de cada um dos textos?

________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________
________________________________________________________________________________________

atentamente o fragmento abaixo.

“[...] Ser ‘veloz’, ‘esperto’, ‘levar vantagem’ ou ‘’ter o automóvel como status’ são valores presentes em
parte da sociedade. Mas são insustentáveis do ponto de vista das necessidades da vida coletiva, da saúde
e do direito de todos. É preciso mudar. [...]”

O trecho em destaque transmite a ideia de que:

a) todos são velozes, espertos, levam vantagem ou querem ter automóvel como status.

b) são termos que exemplificam conceitos de parte da sociedade.

c) existe uma conclusão sobre o assunto tratado no texto.

Fique por dentro!


A palavra mas é uma conjunção. Você sabia que a conjunção é invariável 5- Ainda com relação ao
e liga duas orações ou dois termos semelhantes de uma mesma oração? trecho apresentado na
questão anterior, responda
qual é a intenção do autor
quando utiliza a palavra, mas.
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________
_______________________________________________________________________________________

Atividade 6 - Produção textual

Leia os textos a seguir.

TEXTO I

Riscos, perigos e acidentes

Em tudo o que fazemos há uma dose de risco: seja no trabalho, quando consertamos alguma coisa em
casa, brincando, dançando, praticando um esporte ou mesmo transitando pelas ruas da cidade.

Quando uma situação de risco não é percebida, ou quando uma pessoa não consegue visualizar o perigo,
aumentam as chances de acontecer um acidente.

Os acidentes de trânsito resultam em danos aos veículos e suas cargas e geram lesões em pessoas. Nem é
preciso dizer que eles são sempre ruins para todos. Mas você pode ajudar a evitá-los e colaborar para
diminuir:

✔ o sofrimento de muitas pessoas, causados por mortes e ferimentos, inclusive com


sequelas físicas e/ou mentais, muitas vezes irreparáveis;

✔ prejuízos financeiros, por perda de renda e afastamento do trabalho;

✔ constrangimentos legais, por inquéritos policiais e processos judiciais, que podem exigir
o pagamento de indenizações e até mesmo prisão dos responsáveis.

Custa caro para a sociedade brasileira pagar os prejuízos dos acidentes: estima-se em 10 bilhões de reais,
todos os anos, que poderiam ser aproveitados, por exemplo, na construção de milhares de casas populares
para melhorar a vida de muitos brasileiros. Por isso é fundamental a capacitação dos motoristas para o
comportamento seguro no trânsito, atendendo a diretriz da “preservação da vida, da saúde e do meio
ambiente” da Política Nacional de Trânsito.

Disponível em: <http://www.dominiopublico.gov.br/download/texto/dt000002.pdf >. Acesso em: 12 fev. 2019.


(adaptado)

TEXTO II
Foto: Divulgação – Internet – Site: Trânsito Amigo

a) Qual é o tema dos textos?

b) Qual é a sua opinião sobre o tema?

c) Quais são as consequências de um trânsito violento?

d) Discuta possíveis formas de evitar acidentes no trânsito.

e) Cite alguma experiência pessoal que você tenha vivenciado em relação ao tema.

f) Qual é a relação que podemos estabelecer entre os TEXTOS I e II?

Com base nos textos que você leu, crie:

a) uma campanha publicitária que alerte a população sobre riscos, perigos e acidentes relacionados
às imprudências cometidas no trânsito.