Você está na página 1de 3

SOCIEDADES SECRETAS

1 – Maçonaria
A) Fundação
Em 1547, os pedreiros que se organizavam em fraternidade, conservando para si os segredos das
construções. Organizaram a sociedade dos pedreiros livres com o fim da educação para a sociedade
e boas maneiras. Depois entraram idéias alquimísticas e cabalísticas (ocultismo), que foram
guardadas em segredo. Em 1650, os integrantes se afastaram cada vez mais dos pedreiros e viram a
sua utilidade na construção do templo da humanidade. Para espalhar o deísmo (tudo é Deus) e os
preceitos naturais e reunir os homens acima das religiões, em 1713, se fundou a moderna
maçonaria, isto é, 4 lojas se reuniram sob um grão-mestre.

B) Histórico
Com os portugueses, a maçonaria entrou no Brasil, onde conta com mais de 600 lojas e 150.000
homens.

C) Organização
Há variedades de ritos e há diversos números e graus. Mas os três primeiros são iguais em todos os
ritos (Aprendiz, Companheiro, Mestre). O conjunto desses graus constitui a Maçonaria
Simbólica. A Confederação das Lojas desta maçonaria se chama Grande Oriente ou Grande Loja.
Seguem os chamados “Altos Graus”, conferidos depois do grau de Mestre, denominados
filosóficos.

D) Sociedade Secreta
Os maçons se dizem uma sociedade discreta, mas não secreta. Na verdade o neófito, antes de ser
iniciado promete: guardar os segredos da maçonaria. Este absoluto sigilo dos segredos da
Maçonaria é sancionado com terríveis ameaças: “seja-me arrancada a língua, o pescoço cortado”...

E) Sessões
Existem as sessões magnas; de iniciação, de posse, de batismo, etc. E as sessões econômicas e
sessões brancas, em que também os não iniciados podem participar.
A primeira cerimônia prescrita consiste em verificar se todos são maçons regulares. Faz-se isto
através da palavra semestral que é mantida em rigoroso segredo. Tudo o que for deliberado na
sessão deve ficar em sigilo.

F) Propaganda
Este é o trabalho mais importante da ordem. Ela se apresenta como instituição caritativa, que
reconhece o Grande Arquiteto do Universo, que ela não é contra religião alguma... O fator
econômico também é usado na propaganda. O maçon deve ajudar e proteger seus irmãos em
quaisquer circunstâncias.

G) Critérios de Seleção
A maçonaria se preocupa em escolher homens que se ocupem em postos-chave nas Forças
Armadas, na política, nos bancos. E há muitas exigências. Os pobres, não podendo pagar as
mensalidades, não podem ser maçons.

H) Sinais de Reconhecimento
Há diversos sinais, entre eles, no dar a mão, dar 3 toques com o polegar no dedo índex do irmão.
Aclamação “Huzzé, Huzzé, Huzzé”, a palavra semestral...

I)Princípios Imutáveis
Reconhecer um Ser Supremo, admitir a moral universal e a lei natural; admitir a prevalência do
espírito sobre a matéria; não combater ninguém por sua crença religiosa; não discutir religiões nas
reuniões; não impor limites a livre investigação da verdade; reconhecer o direito do homem de
dirigir sua vida exclusivamente pela razão; Liberdade, Igualdade e Fraternidade; combater o
obscurantismo, a hipocrisia, o fanatismo, a superstição; amar a família e respeitar as leis da pátria;
ser fiel aos juramentos e deveres maçônicos; submeter-se às ordens recebidas dos poderes
superiores; reconhecer o trabalho manual e intelectual como um dever essencial do homem;
prescrever o recurso à força e à violência.

J)Igreja Católica e Maçonaria


Data de 1738 a primeira condenação à maçonaria. A razão da condenação está no caráter sigilosos e
secretos; segredos são mantidos, sob juramentos e penas graves (Clemente XII). Três anos depois,
1751, Bento XIV também condenou a maçonaria às verdades da fé. Pio IX, dito pelos maçoes
como tendo sido maçon, em mais de 20 documentos renovou a condenação da maçonaria. Mas a
encíclica mais importante é a de Leão XIII, Humanum Genus, 20 de abril de 1884, onde analisa e
critica a maçonaria. No Brasil, rebentou em 1872 a famosa questão religiosa, conflito dirigido pelo
Visconde do Rio Branco e Saldanha Marinho, que pretendiam combater o jesuitismo, mas
combateram der fato a Igreja. Padres e Bispos foram presos e condenados.

O Congresso Maçônico Brasileiro de 1908 chegou à seguinte conclusão: a maçonaria se empenharia


para que se negue a competência especial aos representantes das religiões para a catequese e
civilização dos selvagens; que seja condenada como contrária à moral retrógada e anti-social a
existência de corporações religiosas que segregam seres humanos da sociedade e da família.

Das atas do Congresso Maçônico, de 1904:


“Agir, perante o governo no sentido de impedir a atividade do clero; exigir que o governo expulse
o clero e proíba a sua invasão; contrariar as confrarias lutando contra a equiparação de seus
ginásios Nacinal, como divulgando seus efeitos, falseando seus dogmas; afastar a mulher do
confessionário e emancipá-la da tutela dos padres, é necessário enfrentar o clericarismo até
sufocar e enforcar o último Papa com os intestinos do último frade”.

Considerações
A Maçonaria, por tudo o que vimos e por ser uma Sociedade Secreta, é proibida aos católicos.

2 – Rosacruz
A) Fundação
Em 1610 circulou na Alemanha um manuscrito anônimo intitulado “Fama Fraternitatis Rosae
Crucis”. Em 1615 surgia a 4 ª Edição juntamente com outro manifesto também anônimo:
“Confessio Fraternitatis Rosae Crucis ad eruditos Europae”.
A Confessio narra a fabulosa história de Rosenhkreutz, cavaleiro alemão que teria fundado a
fraternidade e lhe dado o nome. Dizia-se que ele viajava pelo Oriente onde se relacionara com
filósofos magos mais afamados da época e descobrira enigmas da magia da alquimia.

B) Doutrina
Dedicam-se à alquimia, à aplicação da cabala (ocultismo) e da ciência dos números para o
descobrimento dos mais ocultos segredos. Dizem-se dotados de faculdades sobrenaturais,
participantes da divindade.

C)Simbologias
Adoram o símbolo de uma cruz negra com uma rosa vermelha no centro; a cruz representa a
imagem do sacrifício que é apenas dor humana, pois somente através da dor (conforme as tradições
iniciáticas) chega-se a compreender a beleza suprema. Quanto à rosa vermelha, é símbolo do amor.

D)Outra Versão
Outros dizem que Rosacruz foi fundada por um teólogo luterano de Wutenberg: João V. Andrae
(1586-1654).

Considerações:
É necessário afirmar, inclusive, que se trata de uma comunidade espiritual e mágica, integrada
silmultaneamente por encarnados e desencarnados. Sendo Sociedade Secreta já é proibida aos
cristãos. Pelo testemunho de pessoas demissionárias da Rosacruz, seus fins são escusos, assim como
praticam a filantropia, usam também de meios para prejudicar as pessoas não-simpatizantes desta
Sociedade.

Bibliografia
Conduzi o Meu Povo – Rev. Mons. Vincente M. Walsh – Ed. Loyola.

Você também pode gostar