Você está na página 1de 23

Entidades Fechadas de Previdência Complementar

Unidade 3
Como as EPFC estão organizadas
Aula 1

Noções básicas em
Previdência Complementar
Unidade 3 - Entidades Fechadas de Previdência Complementar

Parceria
SURPC e ESAF

1
Ficha Técnica

Gestão Acadêmica

Escola de Administração Fazendária - ESAF

Conteudistas
Denise Viana da Rocha Lima - MF/SURPC
Eldimara Custódio Ribeiro Barbosa - MF/SURPC
Eleida Maria Gomes da Silva - MF/SURPC
Nilton Antonio dos Santos - MF/SURPC

Revisores
Diego Henrique Ferreira de Araújo - MF/SURPC
Elaine Borges da Silva - MF/SURPC
Lilian Alves de Almeida - MF/SURPC
Nilton Antonio dos Santos - MF/SURPC
Rafael Alves do Nascimento Azevedo Roda - MF/SURPC
Regis Ribeiro da Silva - MF/SURPC
Caroline Nagel Moura de Souza - ESAF

Designer Gráfico e Webdesigner


Larissa de Carvalho Ferreira

Diagramação

Erley Ramos Rocha - ESAF

Designer Educacional

Francisco Adelmo Passos

Crédito de imagens

Freepik

Visual hunt / CC BY-SA

Pexels
Sumário

Aula 01 - Como as EFPC estão organizadas..................................................................4

1. Reflexão.............................................................................................................................. 4
2. Introdução........................................................................................................................... 4
3. Entidade Fechada de Previdência Complementar - EFPC................................................ 5
4. Principais agentes do EFPC............................................................................................... 6
5. Patrocinador....................................................................................................................... 6
6. Instituidor............................................................................................................................ 7
7. Participante e Assistido..................................................................................................... 8
8. Opções para Aderir ao Regime de Previdência Complementar - RPC.............................. 8
9. Custos e Requisitos das Opções....................................................................................... 9
10. Regulamentos das Entidades Fechadas de Previdência Complementar - EFPC......... 10
11. Estrutura de uma EFPC.................................................................................................. 10
12. Conselhos Deliberativo e Fiscal..................................................................................... 11
13. Est rutura Organizacional das EFPC.............................................................................. 13
14. Importância dos Agentes............................................................................................... 14
15. Final da Aula 01.............................................................................................................. 14

Aula 02 - Conhecendo as EFPC e as Modalidades de Planos de Benefícios..................15

1. Reflexão............................................................................................................................ 15
2. EFPC - Estatuto................................................................................................................. 15
3. EFPC - Entidades.............................................................................................................. 16
4. Entidades - Plano Comum e Multiplano.......................................................................... 16
5. Entidades - Singular e Multipatrocinada.......................................................................... 16
6. EFPC - Relação com as Entidades................................................................................... 17
7. EFPC - Prestação de Contas............................................................................................ 17
8. EFPC - Estrutura e Obrigações........................................................................................ 18
9. Planos de Benefícios Previdenciários............................................................................. 18
10. Benefícios Programados e Benefícios de Risco........................................................... 19
11. Planos de Benefícios - Modalidades............................................................................. 19
12. Direitos Previstos - Institutos......................................................................................... 21
13. EFPC - Institutos Garantidos.......................................................................................... 21
14. EFPC - Características Distintas................................................................................... 22
15. Fim da Aula..................................................................................................................... 23
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Como as EPFC estão organizadas
Aula 1

Aula 01 - Como as EFPC estão organizadas

1. Reflexão

“Se a tranquilidade da água permite refletir as coisas, o que não


poderá a tranquilidade do espírito?”

(Chuang Tzu)

2. Introdução

Caro aluno,

Você está começando a terceira Unidade do Curso de


Noções Básicas em Previdência Complementar, que está
dividida em duas aulas. Nela, você vai conhecer os agentes
integrantes do segmento das EFPC (Entidade Fechada de
Previdência Complementar), a estrutura organizacional de
uma EFPC e as modalidades de planos de benefícios.

4
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Como as EPFC estão organizadas
Aula 1

Objetivos

Ao final desta Unidade, você será capaz de:

• Definir os agentes integrantes do segmento das EFPC.

• Esboçar a estrutura organizacional de uma EFPC.

• Identificar as modalidades de planos de benefícios.

Conteúdos

Conheça os assuntos que serão abordados nesta Unidade:

• Os agentes integrantes do segmento das EFPC.

• Estrutura organizacional das EFPC.

• Modalidades de planos de benefícios.

3. Entidade Fechada de Previdência Complementar - EFPC

Você sabia que uma EFPC pode administrar


mais de um plano de benefício de caráter
previdenciário?

Estudamos o surgimento do Regime de Previdência Complementar, suas


características e a importância do segmento das EFPC para o trabalhador que planeja um
futuro mais tranquilo.
Agora, serão conhecidos os agentes que integram este segmento e a estrutura
organizacional de uma EFPC.

5
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Como as EPFC estão organizadas
Aula 1

4. Principais agentes do EFPC

Você conhece os principais agentes do segmento


das EFPC?

Antes de aprofundar os conhecimentos sobre as EFPC é necessário conhecer os


principais agentes que atuam no segmento. Vejamos:

5. Patrocinador

6
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Como as EPFC estão organizadas
Aula 1

Empregador que cria plano de benefício previdenciário para os seus empregados, a


ser administrado por uma EFPC.
Podem ser patrocinadores: empresas ou grupos de empresas e a União, os Estados,
o Distrito Federal e os Municípios.
As Entidades Fechadas podem ser constituídas por patrocinadores públicos ou
privados.

6. Instituidor

Pessoa jurídica de caráter profissional, classista ou setorial que cria plano de


benefício previdenciário para os seus associados ou membros, a ser administrado
por uma EFPC.
Podem ser instituidores: conselhos profissionais, entidades de classe, sindicatos,
centrais sindicais, cooperativas e associações profissionais.
A figura do Instituidor é uma inovação trazida pela Lei Complementar nº 109, de 29
de maio de 2001.

As entidades fechadas constituídas por instituidores deverão


terceirizar a gestão dos recursos.

7
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Como as EPFC estão organizadas
Aula 1

7. Participante

Pessoa física que aderir ao plano de benefício administrado por uma Entidade
Fechada de Previdência Complementar.
Assistido: Participante ou seu beneficiário em gozo de benefício.

8. Opções para Aderir ao Regime de Previdência Complementar

Os potenciais patrocinadores e instituidores que desejarem aderir ao Regime de


Previdência Complementar - RPC possuem as seguintes opções:

• Aderir a plano de benefício e EFPC já existente.

• Aderir a uma EFPC existente e criar um plano de benefícios.

• Criar uma EFPC e criar um plano de benefícios.

Os custos para criar e manter uma EFPC são superiores àqueles para aderir ou criar
planos.

Aderir ou criar plano de benefícios para ser


administrado por uma EFPC já existente é uma
boa solução para pequenas e médias empresas.

8
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Como as EPFC estão organizadas
Aula 1

9. Custos e Requisitos das Opções

1 Adesão a Plano

• Patrocinador
• Participante

2 Criação de Plano

• Regulamento
• Avaliação e Nota Técnica Atuarial

3 Criação de Entidade

• Estatuto
• Conselhos Deliberativo e Fiscal
• Pessoal
• Contabilidade
• Financeiro
• Diretoria
• Sistemas
• Atuário
• Auditoria

9
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Como as EPFC estão organizadas
Aula 1

10. Regulamentos das Entidades Fechadas de Previdência Complementar -


EFPC

Como vimos anteriormente, as Entidades Fechadas de Previdência Complementar,


também chamadas de Fundos de Pensão, são reguladas pelas Leis Complementares nº
109 (geral) e nº 108 (específica), ambas de 2001.
A Lei Complementar nº 109, de 29 de maio de 2001, é aplicada a todo RPC, enquanto
a Lei Complementar nº 108, de 29 de maio de 2001, é específica para as EFPC e planos de
benefícios patrocinados pela União, Estados, Distrito Federal e Municípios, além de suas
autarquias, fundações, sociedade de economia mista e empresas controladas.

Você conhece a estrutura mínima organizacional


de uma EFPC?

11. Estrutura de uma EFPC

Uma EFPC deverá manter uma estrutura mínima composta dos seguintes órgãos:

Conselho Deliberativo

Responsável pela definição da política geral de administração da entidade e de seus


planos de benefícios.

Diretoria Executiva

Responsável pela administração da entidade e dos planos de benefícios,


observando a política geral e as boas práticas de governança.

Conselho Fiscal

Supervisiona a execução das políticas do Conselho Deliberativo e o desempenho das


boas práticas de governança da diretoria.

10
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Como as EPFC estão organizadas
Aula 1

Política Geral de
administração da
EFPC e seus planos
Conselho Deliberativo
(Órgão máximo
da EFPC)
Representação dos
participantes e
assistidos

Supervisiona a
execução das
políticas do
Estrutura mínima Conselho
da EFPC Conselho Fiscal deliberativo
(Controle interno
da EFPC)
Representação
dos participantes
e assistidos

Administração da
Entidade e dos
Diretoria Executiva
planos de
benefícios

12. Conselhos Deliberativo e Fiscal

Os membros do Conselho Deliberativo (órgão responsável pela definição da política


geral de administração da entidade e de seus planos de benefícios) e Fiscal devem
atender aos requisitos mínimos determinados pela Lei Complementar nº 109/2001,
relativos a experiência no exercício de atividades nas áreas financeira, administrativa,
contábil, jurídica, de fiscalização ou de auditoria.
Esses membros não podem ter sofrido condenação criminal transitada em
julgado e não devem ter sofrido penalidade administrativa por infração da legislação
da seguridade social ou como servidor público.

11
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Como as EPFC estão organizadas
Aula 1

Financeira

Administrativa

Contábil
Comprovada
experiência
Jurídica

Não ter condenação de fiscalização


criminal transitada
Requisitos para os em julgado
de auditoria
membros dos
Conselhos Deliberativos
Não ter sofrido penalidade
e Fiscal administrativa por infração
da legislação da seguridade
social ou como servidor
público

Formação de
nível superior

12
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Como as EPFC estão organizadas
Aula 1

13. Estrutura Organizacional das EFPC

A estrutura organizacional das EFPC possui representantes dos participantes e


assistidos e patrocinadores/instituidores. A sua composição varia conforme a origem
do patrocinador/instituidor.
Para a EFPC criada por patrocinador público: LC nº 108/2001.
Para a EFPC criada por patrocinador privado ou instituidor: LC nº 109/2001.
A seguir, a demonstração da composição máxima dos órgãos:

1 - EFPC (LC nº 108/2001) - Máximo de 06 membros:

03 membros dos participantes e assistidos;


03 membros dos patrocinadores/instituidores;
Conselho Mandato de quatro anos, permitida a recondução.
Deliberativo

2
2- EFPC (LC nº 109/2001) - Não existe limite máximo de
membros, sendo assegurado, no mínimo, 1/3 das vagas
para os participantes e assistidos.

1 - EFPC (LC nº 108/2001) - Máximo de 06 membros:

O número de Diretores é definido em função do


patrimônio e do número de participantes;
Diretoria
Executiva O Estatuto da entidade é quem define o mandato.

2
2- EFPC (LC nº 109/2001) - Não existe limite máximo
de membros.

1 - EFPC (LC nº 108/2001) - Máximo de 04 membros:


1

02 membros dos participantes e assistidos;


02 membros dos patrocinadores/instituidores;
Conselho Mandato de quatro anos, vedada a recondução.
Fiscal
2
2- EFPC (LC nº 109/2001) - Não existe limite máximo de
membros, sendo assegurado, no mínimo, 1/3 das vagas
para os participantes e assistidos.

13
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Como as EPFC estão organizadas
Aula 1

14. Importância dos Agentes

Como você pôde perceber, todos esses agentes do segmento têm importância
fundamental para o bom andamento do Fundo de Pensão.
Você conheceu a estrutura mínima de organização de uma EFPC e a sua forma
de atuação.
Por não possuírem finalidade lucrativa, as taxas administrativas cobradas são
apenas para a manutenção e o bom funcionamento das EFPC.

15. Final da Aula 01

Chegamos ao final da primeira Aula da Unidade 3.


Vamos seguir em frente.
Acesse a Aula 2 para conhecer mais detalhes das EFPC e
as modalidades de Planos de Benefícios administrados
pelos Fundos de Pensão.
Caso persista alguma dúvida, retorne ao conteúdo desta
Aula.

14
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Conhecendo as EPFC e as Modalidades de Planos e Benefícios
Aula 2

Aula 02 - Conhecendo as EFPC e as Modalidades de Planos de Benefícios

1. Reflexão

Para conquistar coisas importantes, devemos não apenas agir mas


também sonhar, não apenas planejar mas também acreditar.

(Anatole France)

2. EFPC - Estatuto

Nesta aula, você vai conhecer detalhes sobre as entidades


e as modalidades de planos de benefícios existentes.
Toda Entidade Fechada de Previdência Complementar -
EFPC tem um Estatuto, que é o documento que define a
estrutura administrativa, cargos e atribuições, além da
forma de funcionamento da entidade.

15
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Conhecendo as EPFC e as Modalidades de Planos e Benefícios
Aula 2

3. EFPC - Entidades

As EFPC podem administrar todas as modalidades de planos de benefícios,


com exceção das entidades constituídas por instituidor (pessoa jurídica de caráter
profissional, classista ou setorial que cria plano de benefício previdenciário para os
seus associados ou membros, a ser administrado por uma EFPC), que só poderão
administrar planos na modalidade de contribuição definida (plano cujos valores
dos benefícios programados serão com base no saldo de conta acumulado para o
participante, advindo das suas contribuições, da patrocinadora e da rentabilidade dos
recursos investidos. As contribuições são definidas livremente pelo participante e pela
patrocinadora).
As entidades têm como principais atividades receber e controlar as contribuições,
investir os recursos, controlar as contas dos participantes e conceder os benefícios.
A gestão dos recursos poderá ser feita diretamente pela EFPC ou terceirizada,
mediante a contratação de instituição especializada e autorizada pelo Banco Central.
Para uma Entidade constituída por instituidor é obrigatória a terceirização da gestão
dos recursos.

4. Entidades - Plano Comum e Multiplano

As entidades podem ser qualificadas da seguinte forma:

I - De acordo com os planos que administram.

Plano Comum

Administram plano ou conjunto de planos acessíveis ao universo de participantes.

Multiplano

Administram plano ou conjunto de planos para diversos grupos de participantes,


com independência patrimonial.
Vale ressaltar que a legislação não permite patrocinadores e instituidores no
mesmo plano de benefício.

5. Entidades - Singular e Multipatrocinada

As Entidades podem ser qualificadas da seguinte forma:

16
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Conhecendo as EPFC e as Modalidades de Planos e Benefícios
Aula 2

De acordo com os seus patrocinadores ou instituidores.

I - Singular

São aquelas vinculadas a apenas um patrocinador ou instituidor.

II - Multipatrocinada

São aquelas formadas por mais de um patrocinador ou instituidor.

6. EFPC - Relação com as Entidades

Independentemente da EFPC administrar um ou mais planos ou os planos serem de


patrocinadores ou de instituidores, a relação da entidade com esses agentes integrantes
do segmento não se alterará pois:

• A EFPC é autônoma, tem personalidade jurídica própria e seu patrimônio não se


mistura com o dos patrocinadores ou instituidores.

• O patrimônio da entidade é segregado por plano de benefícios.

• As responsabilidades da entidade não se confundem com as dos patrocinadores


e instituidores.

• As responsabilidades dos patrocinadores e instituidores são independentes.

Não existe, obrigatoriamente, responsabilidade


solidária entre patrocinadores e entre instituidores
nos Planos!

7. EFPC - Prestação de Contas

Para desempenhar com eficiência suas atividades e dar tranquilidade aos agentes
integrantes do segmento, as EFPC devem cumprir uma série de obrigações visando à
transparência de sua administração.

Dentre as obrigações está a prestação de contas por meio de:

17
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Conhecendo as EPFC e as Modalidades de Planos e Benefícios
Aula 2

• Elaboração de Balancete mensal, Balanço patrimonial e Demonstrações Contábeis


ao final de cada ano;

• Avaliação anual dos planos de benefícios em relação ao equilíbrio, a solvência e a


liquidez;

• Realização de Auditoria Externa independente.

A prestação de contas da Diretoria-Executiva deverá


ser aprovada pelos Conselhos Deliberativo e Fiscal!

8. EFPC - Estrutura e Obrigações

Apesar de não terem fins lucrativos, as EFPC funcionam com estrutura e obrigações
semelhantes as das grandes Empresas.
Outro agente que pode ajudar na fiscalização é o próprio participante, pois ele tem
direito de receber todas as informações referentes a sua conta, ao plano de benefícios e
ao desempenho da EFPC.

Um fator importante é que as EFPC são controladas e


monitoradas pela PREVIC, autarquia responsável pela
fiscalização do segmento.

9. Planos de Benefícios Previdenciários

Agora que você sabe um pouco mais sobre o funcionamento das EFPC, vamos
estudar os planos de benefícios previdenciários e suas modalidades.
O plano de benefício é o planejamento previdenciário que o patrocinador faz para
seus empregados ou o instituidor faz para seus associados.
É estruturado de acordo com o perfil dos potenciais participantes, suas necessidades
e o nível de cobertura a ser oferecido.

18
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Conhecendo as EPFC e as Modalidades de Planos e Benefícios
Aula 2

Todo plano de benefícios possui um regulamento, que


é o documento que dispõe sobre os direitos e deveres
dos participantes, regras de concessão e cálculo de
benefícios.

10. Benefícios Programados e Benefícios de Risco

Apesar de não existir obrigatoriedade, geralmente os planos oferecem os benefícios


programados e de risco.

I - Benefícios Programados: existe a previsão de sua concessão.


Ex: Aposentadoria por Idade ou Tempo de Contribuição.

II - Benefícios de Risco: não existe a previsão de sua concessão.


Ex: Invalidez e Falecimento.

Existem entidades que também oferecem alguns tipos de pecúlio ou auxílio. Ex:
Pecúlio por Morte e Auxílio-Doença.

Deverá ser feita por meio de seguro a cobertura para


os benefícios de risco oferecidos pelos planos de
instituidores.

11. Planos de Benefícios - Modalidades

Os planos de benefícios são classificados em três modalidades. A classificação é


baseada nas características dos benefícios programados previstos no plano.

Veja a seguir, cada modalidade:

19
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Conhecendo as EPFC e as Modalidades de Planos e Benefícios
Aula 2

Benefício Definido - BD

Nessa modalidade de plano, os participantes têm a garantia do recebimento dos


benefícios programados no valor ou nível previamente estabelecido.
As contribuições são definidas com a finalidade de assegurar a concessão e
manutenção dos benefícios, podendo variar ao longo dos anos.

Contribuição Definida - CD

Nessa modalidade de plano, o valor dos benefícios programados será com base
no saldo de conta acumulado para o participante, advindo de suas contribuições, da
patrocinadora e da rentabilidade dos recursos investidos e será pago enquanto existir
saldo de conta.
As contribuições são definidas livremente pelo participante e pela patrocinadora.
Nos planos de instituidores não existe a obrigatoriedade de contribuição do instituidor,
mas existe a previsão do recebimento de contribuições de terceiros.
Exemplo de contribuição de terceiros: uma empresa que não tem plano de previdência
para seus empregados, faz contrato específico para contribuir para seu empregado,
participante em um plano de instituidor.

Contribuição Variável - CV

Nessa modalidade de plano, os benefícios programados e as contribuições são a


combinação das modalidades de Benefício Definido (fase de percepção) e Contribuição
Definida (fase de acumulação).
Exemplo de benefício em plano CV: o valor do benefício programado será com base
no seu saldo de conta acumulado(CD) e garantia de pagamento até o falecimento do
participante (BD).

20
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Conhecendo as EPFC e as Modalidades de Planos e Benefícios
Aula 2

12. Direitos Previstos - Institutos

Nos planos patrocinados, as contribuições podem


ser realizadas pelo patrocinador e participantes ou
apenas pelo patrocinador.

Além dos benefícios no plano, os participantes possuem ainda alguns direitos


previstos no regulamento, os quais são denominados de Institutos, que servem para
aumentar a sua proteção.
As condições para exercer os Institutos estão previstas no Regulamento de cada
Plano, podendo variar de acordo com a modalidade ou em relação ao seu Patrocinador ou
Instituidor.

13. EFPC - Institutos Garantidos

Conheça os Institutos garantidos pelos planos de benefícios ao participante:

Benefício Proporcional Diferido - BPD

-- Direito do participante que se desliga do plano de suspender


suas contribuições e continuar com suas reservas;

- - Para recebimento de benefício no futuro, conforme o


regulamento;

-- Não impede posterior opção pelos institutos do Resgate ou Portabilidade.

Portabilidade

-- Direito do participante que se desliga do plano, de transferir


suas para outro plano de benefícios;

-- Existe legislação específica para os casos de portabilidade das


reservas do plano de benefícios das EFPCs para EAPCs;

-- Não incide tributação sobre os recursos transferidos a título de portabilidade.

21
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Conhecendo as EPFC e as Modalidades de Planos e Benefícios
Aula 2

Resgate

-- Direito do participante que se desliga do plano, de resgatar seus


recursos, conforme Regulamento;

-- Os valores do resgate estão sujeitos à tributação do imposto de


renda na fonte.

Autopatrocínio
-- Direito do participante após o término do vínculo empregatício,
continuar no plano e manter o valor de sua contribuição,
custeando também a parte do patrocinador;

-- Poderá ser utilizado para perda parcial da remuneração recebida;

-- Sua escolha não impede posterior opção pelo benefício proporcional diferido,
portabilidade ou resgate.

A opção do participante pelo autopatrocínio não impede posterior opção pelo


benefício proporcional diferido, portabilidade ou resgate.

14. EFPC - Características Distintas

Como você pôde perceber, as EFPC gerenciam os planos de benefícios destinados


aos empregados dos Patrocinadores e associados dos Instituidores.
Você percebeu também que os planos de benefícios possuem características
distintas, modalidades diversas e conheceu os Institutos previstos.
Chegamos ao final da Unidade 3. Na próxima Unidade, você estudará sobre as
Políticas de Investimento das EFPC, bem como os segmentos para a aplicação dos
recursos financeiros.

22
Entidades Fechadas de Previdência Complementar
Unidade 3
Conhecendo as EPFC e as Modalidades de Planos e Benefícios
Aula 2

15. Fim da Aula

Você concluiu a Unidade 3.


Então, siga em frente rumo à Unidade 4. Caso persista alguma dúvida, retorne ao
conteúdo desta Aula.

23