Você está na página 1de 12

electrões (com carga negativa, e-) que giram em torno do núcleo em órbitas circulares

UNIDADE TEMATICA II: História da teoria atómica bem definidas, como os planetas em volta do sol (modelo planetário).
2.1. HISTÓRIA DA TEORIA ATÓMICA
A carga positiva do núcleo é compensada pela carga negativa da electrosfera (p+ = e-),
2.1.1. Modelo atómico de dalton
por isso o átomo é uma partícula electricamente neutra.
Em 1808, John Dalton propôs a primeira “Teoria atómica”. De acordo com Dalton, a
Matéria é constituída por partículas minúsculas chamadas átomos. O átomo é a menor 2.1.4. Modelo atómico de Bohr
partícula de um elemento químico que participa numa reacção química. O átomo é
Em 1913, Niels Bohr propôs o conceito moderno do modelo atómico. Para Bohr, o átomo
indivisível e não pode ser criado ou destruído.
é composto de um núcleo central contendo protões (com carga positiva) e neutrões
Os átomos de um mesmo elemento são idênticos em todos os aspectos.
(sem carga). Os electrões (com carga negativa) giram em torno do núcleo em
2.1.2. Modelo atómico de Thompson diferentes trajectórias imaginárias chamadas órbitas.

Em 1904, Joseph John Thompson descobriu os electrões e afirmou que o átomo é Apesar de aceitar o modelo planetário de Rutherford, Bohr acrescentou que os
divisível. O átomo contém minúsculas partículas com carga negativa chamadas electrões com maior energia descreviam órbitas com raios maiores e electrões com
electrão. Para Thompson, o átomo teria o aspecto de um <<bolo de passas>>, seria uma menor energia descreviam órbitas com menores raios; isto é; electrões com maior
esfera maciça de carga positiva, uniformemente distribuída, onde se encontrariam energia circulam em órbitas mais afastadas do núcleo e os de menor energia
espalhados os electrões com carga negativa. circulavam em órbitas próximas do núcleo. No entanto, os electrões não podem ser
encontrados entre as órbitas mas podem saltar de uma órbita para outra se ganhar
Daí afirmou que o átomo é uma partícula neutra porque possui o mesmo número de
(absorver) ou perder (libertar) energia.
cargas positivas (protões, p+) e negativas (electrões, e-).
Bohr chamou às órbitas de níveis de energia (n) que correspondem às camadas que
2.1.3. Modelo atómico de Rutherford
são representadas por letras K,L,M,N,O,P,Q.
Em 1911, Ernest Rutherford descobriu o núcleo e propôs o modelo nuclear do átomo, a
base para a “estrutura atómica moderna”.
ou
Para Rutherford, o átomo é constituído por duas partes: o núcleo contendo protões
(com cargas positivas, p +) e a parte periférica, chamada electrosfera contendo os 2.2. ESTRUTURA ATÓMICA
A palavra átomo foi usada com o significado de indivisível. Hoje sabe-se que o átomo é 2.3. REPRESENTAÇÃO DE UM ELEMENTO QUIMICO
divisível porque o átomo é constituído por partículas ainda mais pequenas chamadas de
partículas subatómicas. Ao conjunto de (protões, neutrões e electrões), são
chamadas partículas subatómicas. ou
Esquematizando:

Outros exemplos: , , .
Tomando o exemplo , temos: número atómico é Z = 11; número de protões é p+ =

ou 11; número de electrões é e- = 11, porque o átomo é electricamente neutro (p+ = e-);
2.2.1. Número atómico (Z) e número de massa (A) número de massa é A = 23; número de neutrões n = 12 porque A = Z + n e n = A – Z,
A – Número atómico (Z): é número de protões que existe no núcleo do átomo desse logo: n = 23 – 11  n = 12.
elemento. Um elemento químico é constituído por uma espécie de átomos, ou seja, átomos com o
 Não existe dois elementos químicos com o mesmo numero de protões por mesmo número atómico (Z).
isso o numero atómico é característico de cada elemento; isto é; um Tabela 1: As partículas subatómicas
elemento químico é caracterizado pelo seu numero atómico (Z), pelo qual Símbolo Elemento Número Número de Número de Número de
químico químico atómico (Z) massa (A) protões (p) neutrões (n)
pode ser identificado;
H Hidrogénio 1 1 1 0
 O numero de protões no núcleo é igual ao numero de electrões (p+ = e-) num
He Hélio 2 4 2 2
átomo neutro.
C Carbono 6 12 6 6
B – Numero de massa (A): é o número de partículas existentes no núcleo de um átomo.
O Oxigénio 8 16 8 8
Matematicamente, escreve-se: A=Z+n ; onde: A = número de massa, Z =
Na Sódio 11 23 11 12
número atómico (número de protões) e n = número de neutrões.
 O número de massa não caracteriza cada elemento químico porque os
2.4. ISÓTOPO
átomos de um elemento químico podem ter diferente número de neutrões.
São átomos de um mesmo elemento químico com igual número atómico e diferente
número de massa.
Exemplos: o elemento químico hidrogénio cujo número atómico é Z = 1, forma 3 isótopos.
As tríades de elementos, dispostos por ordem crescente das suas massas atómicas,
Hidrogénio-prótio ou Hidrogénio-deutério ou Hidrogénio-trítio ou mostravam que a massa do elemento central era supostamente a média das massas
hidrogénio - 1 hidrogénio - 2 hidrogénio - 3
atómicas do primeiro e terceiro membros.
 O número atómico identifica a espécie química do átomo. Os elementos Cloro, Bromo e Iodo eram uma tríade. Lítio, Sódio e Potássio formavam
 O número de massa e o número atómico identificam o isótopo. outra. Assim se criou a lei das tríadas.
 Os isótopos de um elemento designam-se pelo nome do elemento químico Em 1862, Alexandre Begneyer de Chaucourtois , dispôs os elementos químicos até
seguido do numero de massa então conhecidos sobre a superfície de um cilindro com a directriz dividida em 16
Tabela 2: isótopos dos elementos carbono, oxigénio e cloro. partes iguais, tomando como base a massa atómica do oxigénio - 16.

Elementos Símbolo Número Isótopos Nome de cada Chaucourtois verificou que havia uma estreita semelhança entre os elementos situados
químico atómico isótopo sobre a mesma linha vertical.
Carbono C 6 Carbono - 12
Carbono - 13 Em 1864, John A. R. Newlands descobriu a "lei das oitavas", quer dizer, colocando os
Carbono - 14 elementos, por ordem crescente das suas massas atómicas, em linhas de sete
Oxigénio O 8 Oxigénio - 16
Oxigénio - 17 elementos, o oitavo elemento assemelha-se ao primeiro. Este modelo colocou os
Oxigénio - 18 elementos Lítio, Sódio e Potássio juntos.
Cloro Cl 17 Cloro - 35
O alemão Lothar Meyer e o russo Dimitri Ivanovich Mendeleiev, descobriram
Cloro - 36
Cloro - 37 independentemente que havia um padrão regular de repetição das propriedades quando
os elementos químicos fossem colocados por ordem crescente das suas massas
UNIDADE TEMÁTICA III: História e importância da Tabela Periódica. atómicas.
3.1. HISTÓRIA E IMPORTÂNCIA DA TABELA PERIÓDICA. Em 1871, Mendeleiev formula, a lei periódica.
No início do séc. XIX. John Dalton cria a primeira lista de elementos químicos com “Os elementos dispõem por ordem crescente das suas massas atómicos, as suas
massas atómicas conhecidas. propriedades físicas e químicas variam periodicamente com o aumento da massa
Em 1829, Johann Wolfgang Döbereiner, teve a ideia, de agrupar os elementos em atómica”
grupos de três, três. As tríades. Essas tríades estavam separadas pelas massas Em 1913, o cientista britânico Henry Moseley (1887-1915), discípulo de Rutherford,
atómicas mas tinham propriedades químicas muito semelhantes. descobriu que o valor da carga eléctrica no núcleo era bem definido e diferente de
elemento para elemento. A esta carga positiva Moseley chamou de “número atómico” restantes são artificiais (Z = 96 a Z = 118). São obtidos em laboratórios de pesquisas
pois cada elemento apresentava o seu número atómico específico. nucleares.
Desta forma, os elementos foram ordenados por ordem crescente dos seus números A tabela periódica é constituída por linhas verticais - grupos ou famílias e linhas
atómicos. horizontais – os períodos.
Os problemas existentes na tabela de Mendeleiev desapareceram e assim, a lei
periódica foi redefinida da seguinte forma: “As propriedades dos elementos variam de
forma periódica, em função dos respectivos números atómicos” Devido ao trabalho de
Moseley, a tabela periódica moderna está baseada nos números atómicos dos
elementos.

3.1.1. IMPORTÂNCIA DA TABELA


A tabela periódica é fundamental para a química porque permite a obtenção de
informações relativas aos elementos químicos (símbolos químicos, números atómicos,
massas atómicas, propriedades dos elementos, etc.) para poderem ser utilizadas de
forma adequada na representação das fórmulas químicas, na elaboração de equações
químicas e no uso correcto da linguagem química. Também possibilitou ainda o
nascimento da física nuclear e a previsão de combinações, para além de muitos outros
progressos.

Fig. 02: Tabela Periódica actualizada e completa


3.1.2. CONSTITUIÇÃO DA TABELA PERIÓDICA: GRUPOS E
PERÍODOS; A - Grupos ou Famílias
Tabela Periódica: é um sistema onde os elementos químicos estão ordenados segundo São a ordenação vertical dos elementos químicos. São, no total, dezoito (18) colunas
a ordem crescente dos seus números atómicos. Existem actualmente 118 elementos verticais denominadas grupos ou famílias, distribuídos em oito grupos principais ou
químicos. representativos (grupos A) e oito grupos secundários (grupos B).
Dos elementos químicos actualmente conhecidos, como mostra a tabela abaixo, 95 Os grupos são representados por numeração romana e têm nomes especiais.
ocorrem na natureza (Z = 1 a Z = 95) e constituem a matéria do nosso mundo físico. Os  O grupo IA é chamado grupo dos metais alcalinos ;
 O grupo IIA é chamado de metais alcalinos terrosos; Os períodos não apresentam designações especiais, mas as duas últimas ordenações
 O grupo IIIA é chamado de grupo do boro/alumínio; horizontais, 6º e 7º períodos, têm a designação de Lantanídeos e Actinídeos,
 O grupo IVA é chamado de grupo do carbono; respectivamente.
 O grupo VA é chamado de grupo do azoto ou nitrogénio; Período 1 - é o mais curto, possui dois (2) elementos, nomeadamente: H e He.
 O grupo VIA é chamado de grupo dos Calcogéneos; Períodos 2 - possui oito (8) elementos, nomeadamente: Li, Be, B, C, N, O, F, Ne.
 O grupo VIIA é chamado o grupo dos halogéneos; Períodos 3 - possui oito (8) elementos, nomeadamente: Na, Mg, Al, Si, P, S, Cl, Ar.
 O grupo VIIIA é chamado de grupo dos gases nobres; Períodos 4 - possui dezoito (18): K, Ca, Sc, Ti, V, Cr, Mn, Fe, Co, Ni, Cu, Zn, Ga, Ge, As, Se,
Os grupos IA e IIA localizam-se à esquerda da tabela periódica. Br, Kr.
Os grupos de IIIA à VIIIA situam-se à direita da tabela periódica. Períodos 5 - possui dezoito (18): Rb, Sr, Y, Zr, Nb, Mo, Tc, Ru, Rh, Pd, Ag, Cd, In, Sn, Sb,
E os Grupos IIIB à VIIIB situam-se no centro da tabela periódica. Te, I, Xe.
Períodos 6 - Possui trinta e dois (32): Cs, Ba, La, Ce, Pr, Nd, Pm, Sm, Eu, Gd, Tb, Dy, Ho,
N.B. Er, Tm, Yb, Lu, Hf, Ta, W, Re, Os, Ir, Pt, Au, Hg, Ti, Pb, Bi, Po, At e Rn.
 Os elementos do mesmo grupo ou família apresentam propriedades Períodos 7 - Possui trinta e dois (32) elementos: Fr, Ra, Ac, Th, Pa, U, Np, Pu, Am, Cm,
químicas semelhantes porque todos têm a mesma quantidade de electrões na Bk, Cf, Es, Fm, Md, No, Lr, Rf, Db, Sg, Bh, Hs, Mt, Ds, Uuu, Uub, Uut, Uuq, Uuh, Uus, Uuo.
última camada (camada de valência), o que define as propriedades para cada Em cada um dos lugares da tabela periódica é indicado o símbolo químico do elemento,
grupo de elementos. nome, número atómico e outras informações relativas a esse elemento, tais como:
 O número de electrões da última camada define o grupo a que o elemento nome, número atómico e massa atómica relativa.
pertence. Nas linhas horizontais da Tabela Periódica, ou períodos, os elementos elementos estão
organizados em metálicos e não-metálicos. Os elementos que se encontram
destacados (distinguidos) junto à linha separadora dos metais e não-metais são
conhecidos por semi-metais, por possuírem características intermédias entre metais
B - Períodos ou Séries e não-metais.
São a ordenação horizontal dos elementos químicos. São, no total, sete períodos. São O hidrogénio que é o elemento químico com numero menor (Z=1) e o primeiro elemento
representados por números árabes (1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7). da Tabela Periódica, tem um lugar à parte na tabela; é um elemento que, apesar de
aparecer muitas vezes colocado no grupo1 (GIA), não pertence a este grupo por
não ser metal. Foi colocado neste grupo porque tem um (1) eletrão na última camada (1
eletrão de valência), tal como acontece com os metais alcalinos mas as suas 3.2.1. Número máximo de electrões por nível de energia ou camada
características são iguais aos não-metais; ou seja; tem características de não- O número máximo de electrões permitidos em cada nível de energia ou camada
metal. obedece as regras de Stoner, noeadamente:
1ª Regra: o número máximo de electrões por nível de energia calcula-se com base na
3.2. DISTRIBUIÇÃO ELECTRONICA EM NÍVEIS DE ENERGIA fórmula N=2.n2.
É a disposição dos electrões (arrumação dos electrões) na electrosfera de um átomo Onde: N = número máximo de electrões permitidos e n = número de níveis de energia.
pelos níveis de energia. 2ª Regra: o número máximo de electrões permitido no último nível de energia é oito
Chama-se nível de energia a região, na electrosfera, de um átomo onde a possibilidade (8), menos o 1º nível, que só pode conter no máximo dois (2) electrões.
de encontrar o electrão é maior.
NOTA. Os electrões do último nível de energia permitido de um átomo chamam-se
A distribuição dos electrões, na electrosfera, obedece os seguintes princípios de Bohr:
electrões de valência. São muito importantes porque situam-se no nível com mais
1. O átomo apresenta um núcleo positivo e está rodeado de electrões
energia do átomo e são responsáveis pelo modo como o átomo reage com outros.
(negativos);
2. A electrosfera está dividida em regiões chamadas camadas, que são órbitas Tabela 4. Camadas electrónicas e níveis de energia
ou linhas circulares bem definidas. O electrão na electrosfera encontra-se
sempre numa determinada camada. Camada electrónica Nível de energia Número máximo de electrões
K 1º nível (n=1) N = 2.n2 = 2.12 = 2.1 = 2
3. A cada camada ou órbita corresponde um valor de energia bem definido para
L 2º nível (n=2) N = 2.n2 = 2.22 = 2.4 = 8
o sistema núcleo-electrão. M 3º nível (n=3) N = 2.n2 = 2.32 = 2.9 = 18
Bohr designou as camadas pelas letras K, L, M, N, O, P e Q, respectivamente, a contar do N 4º nível (n=4) N = 2.n2 = 2.42 = 2.16 = 32
O 5º nível (n=5) N = 2.n2 = 2.52 = 2.25 = 50
núcleo para a electrosfera. As camadas correspondem aos níveis de energia “n”, que P 6º nível (n=6) N = 2.n2 = 2.62 = 2.36 = 72
assumem valores numéricos 1, 2, 3, 4, 5, 6 e 7, contados a partir do mais próximo do Q 7º nível (n=7) N = 2.n2 = 2.72 = 2.49 = 98
Atenção: Como 2n2 é o número máximo de electrões teoricamente possível em cada
núcleo ao mais afastado, como mostra a rabela abaixo.
nível, entre os átomos conhecidos em seus estados fundamentais, a partir do 5º (n ≥ 5),
Tabela 3: Distribuição electrónica
esta regra não se observa na prática. Assim, o número máximo de electrões nesses
Número de camadas 1 2 3 4 5 6 7 níveis é mostrado na tabela 5 abaixo.
Letra da camada K L M N O P Q
Período 1º 2º 3º 4º 5º 6º 7º
Exemplo:

Camada Nível de energia Número máximo de Número máximo de


electrónica electrões (Teórico) electrões (Conhecido)
Elemento Distribuição electrónica Níveis de energia
O 5º nível (n = 5) N = 2.n2 = 2.52 = 2.25 = 50 32
P 6º nível (n = 6) N = 2.n2 = 2.62 = 2.36 = 72 18 ocupados
Q 7º nível (n = 7) N = 2.n2 = 2.72 = 2.49 = 98 2
e) Potássio n=1, n=2, n=3, n=4 ou
com Z=19 K, L, M, N.
Exemplos:
f) Antimóni n=1, n=2, n=3, n=4, n=5 ou
Elemento Distribuição electrónica Níveis de energia o com K, L, M, N, O.
ocupados Z=51
a) Hidrogéni N = 1 ou K
o com Z=1
3.2.2. Relação entre configuração electrónica e tabela periódica

b) Bromo n=1, n=2, n=3, n=4 Segundo os princípios da distribuição electrónica baseados na teoria de Bohr, depois de

com Z=35 ou ser realizada a distribuição dos electrões por níveis de energia de um átomo:

K, L, M, N  O número de electrões da última camada corresponde ao número de

c) Sódio n=1, n=2, n=3 ou grupo onde se localiza o elemento na Tabela Periódica;

com Z=11 K, L, M  O número de camadas (número total de níveis de energia) indica o período
onde se localiza o elemento na Tabela Periódica
d) Enxofre N=1, n=2, n=3 ou
com Z=16 K, L, M
Exemplos
N.B. A última camada não pode ter mais do que oito (8) electrões, daí que, ao aplicar-se
a regra 2.n2 e se o resultado for acima de oito (8) electrões nesta camada,
recorre-se ao número dos electrões permitido mais próximo que se tem por
distribuir.
3.3.1. Raio atómico
ELEMENTO DISTRIBUIÇÃO ELETRÓNICA LOCALIZAÇÃO
Electrões Gru Cama Perío Raio atómico é a dimensão do átomo medida a partir do núcleo ate à última camada.
de valência po das do Tomando em consideração que o número de camadas corresponde ao período e, o
Enxofre (S) 6 VI-A 3 3º número de electrões da última camada corresponde ao grupo, podemos concluir que:
com Z=16 16S → Z=16 então 16S: 2ē 8ē 6ē Ao longo do grupo, o número de camadas aumenta de cima para baixo, o que significa
Cálcio (Ca) 2 II-A 4 4º que o tamanho dos átomos no grupo vai crescendo com o aumento do número atómico,
com Z=20 20Ca → Z=20 então 20Ca: 2ē 8ē 8ē 2ē isto é, de cima para baixo.
Ítrio (Y) com 5 V-A 6 6º Ao longo do período, o número de camadas é constante. No entanto, aumenta a carga
Z=59 59Y → Z=59 então 59Y: 2ē 8ē 18ē 18ē 8ē 5ē nuclear e o número de electrões na electrosfera. O aumento da carga nuclear faz
aumentar a força de atracção entre o núcleo e a electrosfera fazendo, assim, diminuir
o tamanho do átomo o que leva à diminuição do raio atómico da esquerda para
3.3. REGULARIDADES NA TABELA PERIÓDICA E AS VARIAÇÕES DAS
direita.
PROPRIEDADES

Aumento do raio
Aumento do raio atómico
O nome Tabela Periódica surgiu porque o comportamento químico (a
electronegatividade, o raio atómico, o numero de electrões de valência, as
propriedades não-metálicas, as propriedades metálicas, etc.) varia periodicamente ao
longo do grupo e período. Esta variação permite explicar e até prever as propriedades
de um elemento partindo da sua posição na Tabela Teriódica. Fig. 03: Aumento do raio atómico ao longo do grupo e do período

As principais variações das propriedades na tabela periodica, que vais estudar nesta
classe, são: raio atómico, electronegatividade, energia de ionização e caracteres
metálico e não-metálico. 3.3.2. Electronegatividade
A electronegatividade é a medida da tendência de um átomo atrair (ganhar) os
electrões da ligação quando está ligado a outro átomo.
Nos grupos principais, a electronegatividade dos elementos aumenta de baixo para
cima.
Nos períodos, a electronegatividade dos elementos aumenta da esquerda para Ao longo do período, o carácter metálico aumenta da direita para a esquerda, (Fig.
direita. 03).
Segundo Pauling, o elemento mais electronegativo da tabela periódica é o fluor (F) com Na tabela periódica, entre os metais e não-metais existe uma diagonal que engloba os
o valor da electronegatividade igual à 4,0 e o menos electronegativo é o Frâncio (Fr) semi-metais.
com electronegatividade igual 0,7. Tabela 5: Características dos metais e não-metais
Aumento da electronegatividade
Aumento da electroneg.

PROPRIEDADES METAIS NÃO-METAIS


Estado físico São quase todos sólidos à Sólidos: C (grafite e diamante), S e I.
temperatura ambiente (25 ºC) e à Líquido: o bromo e;
pressão normal (1 atm.), excepto o gasosos: O2 , N e o He ,
mercúrio que é líquido
Densidade São mais densos do que os não- Apresentam densidades muito
metais variáveis e, em geral, menores que
Fig. 04 – Aumento da electronegatividade ao logo do grupo e do período os metais.
Brilho Os metais não oxidados Não apresentam brilho metalico
3.3.3. Energia de ionização
apresentam brilho metálico
Energia de ionização: é a energia mínima que é necessária fornecer a um átomo Condutividade São bons condutores de calor São maus condutores de calor
calorifica
isolado, no estado gasoso, para lhe remover um electrão.
Condutividade São bons condutores da corrente Não conduzem corrente eléctrica
No grupo a energia de ionização aumenta de baixo para cima, (Fig. 04). eléctrica eléctrica excepto o C sob forma de grafite
Maleabilidade e Podem ser dobrados sem No estado sólido são quebradiços
No período a energia de ionização aumenta da esquerda para direita, (Fig. 04).
ductilidade quebrar e formam folhas e fios. não formam folhas nem fios.
Pontos de fusão Apresentam pontos de fusão e de Apresentam pontos de fusão e de
e de ebulição ebulição elevados. ebulição baixos.
3.3.4. Carácter metálico e ametálico
Os elementos químicos são classificados de acordo com as suas propriedades
(características) em metais e não-metais.
Na tabela periódica, os elementos de carácter metálico situam-se à esquerda e os de
carácter ametálico situam-se à direita.
Ao longo do grupo as propriedades metálicas aumentam de cima para baixo, (Fig.
03).
FICHA DE EXERCÍCIOS 8. Escreve as fórmulas químicas dos seguintes ácidos:
1. Indica a definição correcta. <<Óxido é … a) Ácido iodídrico b) ácido carbónico c) Ácido sulfuroso
a) … todo o composto que apresenta oxigénio na sua composição>>. 9. Dados os ácidos: a) H3PO4 b) HCl c) HNO3 d) H2S
b) … uma substância que liberta água quando aquecida>>. Classifica-os quanto ao número de elementos.
c) … Uma substância formada por dois elementos, sendo um deles o oxigénio>> 10. Preenche a tabela abaixo de modo a obterem uma classificação certa
d) … todo o composto que apresenta brilho metálico dos ácidos indicados.
2. Escreve as formulas químicas dos seguintes óxidos FÓRMULA DO ÁCIDO CLASSIFICAÇÃO
a) Óxido de alumínio b) Óxido de sódio c) Óxido de ferro (II). PRESENÇA DE O2 Nº DE ELEMENTOS
H2 S
3. Nomeia os óxidos que se seguem: HNO2
a) SO3 b) Cu2 O c) Li2 O H3PO4

4. Completa os espaços em branco na tabela seguinte de modo a


11. Sabendo que os ácidos reagem com os metais formando sal e
corresponder à classificação e nomenclatura correcta dos óxidos.
hidrogénio, a alínea que traduz a equação química certa da reacção
FÓRMULA QUÍMICA NOME CLASSIFICAÇÃO
Óxido de sódio entre ácido clorídrico com cálcio é:
CO2 a) 2 HCl + Ca → CaCl2 + H2 b) HCl + 2 Ca → CaCl2 + 2 H
Óxido de cobre (II) Oxido metálico
Al2 O3 c) 2 HCl + Ca → CaCl2 + H2
Dióxido de enxofre 12. Indica as fórmulas químicas ou os nomes das bases seguintes
N2 O5
a) Hidróxido de cálcio b) Hidróxido de potássio c) NaOH d) Fe(OH)3
13. Completa e acerta as equações químicas abaixo para obtenção de
5. Completa e acerta as equações químicas das reacções dos óxidos
bases:
metálicos.
a) CaO + H2 O → b) K2 O + H2 O →
a) K2 O + H2 O ----- b) MgO + H2 O ------
c) SO2 + Zn(OH)2 ------ d) S03 + H2 O ------ 14. Qual das substâncias abaixo referidas reage com o ácido clorídrico,
HCl?
6. Defina ácido, segundo Arrhenius.
a) Zn(OH)2 b) HBr c) SO3
7. Indica os nomes dos ácidos
a) H2 S b) HNO2 c) H3PO4 15. Complete e acerta as equacoes das reacções quimicas que se seguem:
a) Na2 O + SO3 → b) ZnO + H2 CO3 → c) … O somatório do número de protões e de neutrões>>.
c) Mg(OH)2 + HNO3 → d) NaOH + CO2 → d) … O total de neutrões no átomo>>.
16. Deitaram-se algumas gotas do indicador fenolftaleína (incolor) sobre 22. Dadas as estruturas electrónicas pertencentes a três espécies químicas
uma solução desconhecida e esta tomou a cor vermelha. A solução diferentes, qual das espécies possui o número atómico (Z) igual a 10?
desconhecida era:
a) Um ácido b) Um sal c) Uma base a) X = 2e-: 7e- b) G = 2e-: 8e- c) Y = 2e-: 8e-: 1e- d) 2e-: 4e-: 4e-
17. Nomeia os sais: 23. Que semelhanças existem nas configurações electrónicas dos átomos
a) Fe2 (SO4)3 b) LiCl c) Na3PO4 com os números atómicos 3, 5, 7 e 9?
18. Escreve as equações das reacções correspondentes às 24. Indica a opção correcta para distribuição electrónica do elemento .
- - -
transformações que se seguem: a) X = 2e :8e :18e :2e b) X = 2e :8e :5e-
- -

Ca → CaO → Ca(OH)2 → Ca(NO3)2 c) X = 2e-:8e-:12e-:8e- d) X = 8e-:7e-


19. Dada a notação , indica as afirmações correctas: 25. Faz a distribuição electrónica dos elementos abaixo e indique o período
a) 70 indica o numero atómico do elemento. e o grupo a que pertence cada um deles.
b) 25 é o numero atómico do elemento. a) 11Na b) 15P c) 8º
c) 70 é o numero de massa do elemento. 26. O átomo do elemento Y tem a seguinte distribuição electrónica 2e -:8e-
d) X é o símbolo químico do elemento. :8e-:1e-. Indica as opções correctas.
20. <<O valor 25 na notação indica … a) O número de electrões do elemento Y é: A – 8 B – 16 C – 13 D – 19.
Escolhe a alternativa correcta. b) O numero atómico do elemento Y é: A – 19 B – 18 C – 15 D – 8 E – 10.
a) … O número total de protões que se encontra no núcleo>>. c) Na camada L existem:
b) … O somatório de protões e de electrões que se encontram no núcleo>>. A – electrões B – 8 electrões C – 19 electrões D- 1 electrão
c) … O somatório de protões e de neutrões que se encontram na electrosfera>>. 27. Considere os elementos: 17Cl, 19K, 15P, 20Ca.
d) … O total de neutrões no átomo. a) Indica os elementos metálicos.
21. Indica a resposta correcta. <<O valor 70 na notação representa… b) Entre os elementos metálicos, qual é o que possui propriedades metalicas

a) … O somatório do número de electrões e de neutrões>>. mais fortes? Justifica.

b) … O somatório do número de protões e de electrõe-s>>.


28. Que relação existe entre a posição dos elementos dos elementos na a) Dois (2) elementos químicos pertencentes ao mesmo período da Tabela
Tabela Periódica e a respectiva distribuição electrónica? Periódica.
29. Os elementos do grupo 18 são chamados de gases inertes. Explica a b) Um (1) elemento quimicamente inerte (não reage)
razão baseando-te na distribuição electrónica 10Ne e 18Xe. a) O que são isótopos? a) Dá 2 exemplos de isótopos.
30. Dados os nomes de alguns elementos: alumínio, enxofre, oxigénio, 34. Com base na Tabela Periódica esquemática seguinte, faz corresponder
magnésio, ouro, fósforo e potássio. Indica: os números nela representados à classificação respectiva, de modo a
a) Um elemento não-metálico. encontrar correlações certas.
b) Um elemento solido mau condutor de electricidade. 1 III
c) Um elemento solido com brilho metálico e bom condutor eléctrico.
31. Indica entre os elementos químicos do mesmo grupo: 9F, 17Cl, 35Br.
a) O elemento mais electronegativo. Justifica.
b) O elemento com maior raio atómico. Justifica.
32. Completa a frase abaixo com palavras ou formulas sugeridas de modo a
obter um significado quimicamente certo. Oito, camada, dois, nível e 2n2.
De acordo com a regra de distribuição electrónica, cada nível de energia pode ter um II IV
máximo de a) ________ electrões, onde n representa a b) _________ ou c) __________. CLASSIFICAÇÃO REPRESENTAÇÃO
Entretanto, a última camada de cada átomo deve ter um máximo de d) __________ A. Gases nobres I
B. Não-metais II
electrões, excepto os átomos com uma única camada que podem ter um máximo de e) C. Semi-metais III
________ electrões. D. Metais IV
33. Dos elementos referidos na tabela seguinte, cujas letras não são os
TESTE 2
respectivos símbolos químicos. Indica justificando:
 Resolver os exercícios: 1, 4,5, 10, 11, 15, 16, 18, 21, 22, 24, 25, 26, 31, 32, 33, 34.
ELEMENTOS NÚMERO ATÓMICO
K 16  Entregar ao professor no 1º dia de aulas. Em forma de trabalho obedecendo
L 12 todas regars.
X 4
U 20 Contacto para dúvidas 846263954 ou hoparafinogundes@gmail.com
W 18

Você também pode gostar