Você está na página 1de 4

COMANDO DA AERONÁUTICA - III COMAR

COLÉGIO BRIGADEIRO NEWTON BRAGA

RIO DE JANEIRO, DE DE 2014. Prof. HEBERT


Aluno(a): PRÉ-ENEM
AULA 02 - FÍSICA – INTRODUÇÃO A CINEMÁTICA ESCALAR

Para iniciar o estudo dos movimentos é importante saber o significado de algumas palavras e expressões que
serão bastante utilizadas no decorrer desse estudo.

Ponto material ou partícula – é todo corpo dotado de massa que tem dimensões desprezíveis em relação
ao sistema em que se encontra.
Corpo extenso – é todo corpo dotado de massa cujas dimensões, em relação ao meio em que se encontra,
não podem ser desprezadas.
Trajetória – a linha formada pelas diversas posições que um corpo em movimento ocupa durante um
intervalo de tempo. Além de uma unidade de medida de comprimento (metro, quilometro, centímetro), toda trajetória
deve ter também um sentido considerado positivo a partir da origem. As trajetórias podem ser retilíneas, circulares e
curvilíneas.

Referencial: a grande necessidade


Será que é possível dois observadores diferentes veem duas trajetórias diferentes para um mesmo móvel?
Para responder a essa pergunta é preciso entender o conceito de referencial. Aliás, todo e qualquer movimento só
existe em relação a um referencial.
Por que é que... Quando você está sentado, distraído, em um carro parado, e o carro ao lado começa a
andar, você nunca sabe se é o seu ou o outro e o motorista mete assustado o pé no freio?
Lembre-se que alguns cuidados são necessários quando se escolhe um referencial para estudar um
movimento.

Movimento e repouso – são conceitos relacionados a um referencial


Um ponto material está em movimento em relação a um referencial quando sua posição varia com o tempo
em relação a esse referencial.
Um ponto material está em repouso em relação a um referencial quando sua posição não varia com o tempo
em relação a esse referencial.
Observe que um mesmo corpo pode estar em movimento em relação a um referencial e em repouso em
relação a outro.
Simetria dos conceitos de repouso e movimento – se um corpo A está em movimento (ou em repouso) em
relação a um corpo B, então B também está em movimento (ou em repouso) em relação a A.

Espaço ou posição de uma partícula (S) – é a grandeza que determina sua posição em relação à trajetória,
posição esta dada pelo comprimento do trecho de trajetória compreendido entre a partícula e o ponto O, acrescido
de um sinal positivo ou negativo, conforme a região em que ela se encontra. O ponto O é denominado origem dos
espaços. Note que a orientação da trajetória indica o sentido dos espaços crescentes.

Espaço percorrido ou variação de espaço ou deslocamento escalar (S)


É a grandeza dada pela diferença entre a posição inicial (S i) e a posição final (Sf) de um móvel
S = (Sf) - (Si)
S = 0, a posição inicial coincide com a posição final.
S > 0, o móvel deslocou-se no sentido da trajetória  MOVIMENTO PROGRESSIVO
S < 0, o móvel deslocou-se em sentido contrário ao da trajetória  MOVIMENTO RETRÓGRADO

Distância percorrida é uma grandeza de utilidade prática que informa quanto a partícula efetivamente
percorreu entre dois instantes. Obs.: A distância percorrida pode ser muito superior ao espaço percorrido,
mas nunca menor!

Instante (t) e Intervalo de tempo (t)


Noção de instante é a determinação da localização no tempo de uma ocorrência, por exemplo, a quantos
minutos do primeiro tempo ocorreu o gol... Nesse sentido t0 é o instante em que o jogo começou. Em nosso estudo,
t0 = 0 é chamado origem dos tempos.
Noção de intervalo de tempo, essa pergunta solicita um tempo decorrido, uma duração, uma sucessão de
instantes entre certo instante t1 e outro instante t2.
t = t2 – t1 = 23 -15 = 8 minutos
A noção de velocidade
Devemos pensar em velocidade como a variação da posição de um móvel em relação a um ponto de
referência. Por exemplo, se um atleta percorreu 1500 metros em um intervalo de tempo de 9 minutos, quantos
metros ele percorreu por minuto? Esses dados nos fornecem uma relação entre espaço percorrido e tempo gasto, a
qual chamamos de velocidade. Essa relação também pode ser entendida como uma taxa de variação, no caso, da
distância em função do tempo.
Formalizando algebricamente, definimos velocidade média (vm) como a razão entre o espaço percorrido (S)
e o intervalo de tempo (t):

Unidades de medida no Sistema Internacional (SI):


Espaço percorrido (S) = metro (m); Intervalo de tempo (t) = segundo (s)
Velocidade = m/s (metros por segundo)
Usualmente a velocidade também pode ser expressa em km/h. Assim, existe uma relação de conversão entre
essas unidades de medida da velocidade:

Se o sentido de deslocamento do móvel é o mesmo do sentido da trajetória, ou seja, se o MOVIMENTO É


PROGRESSIVO, A VELOCIDADE TEM SINAL POSITIVO (V>0)
Se o sentido de deslocamento do móvel é em sentido contrário ao da trajetória, ou seja, se o MOVIMENTO É
RETRÓGRADO, A VELOCIDADE TEM SINAL NEGATIVO (V<0)
Observações:
A velocidade média NÃO é a média das velocidades.

Exercícios

01. Uma velocidade de 36 km/h corresponde a quantos metros por segundo? E 15 m/s correspondem


a quantos quilômetros por hora?

02. Quando o brasileiro Joaquim Cruz ganhou a medalha de ouro nas Olimpíadas de Los


Angeles, correu 800m em 100s. Qual foi sua velocidade média?
03. Um atleta passa no instante t 1 = 10s por uma posição cujo espaço é S 1 = 50m e no instante t 2
= 20s pela posição de espaço S2 = 120m.determine a velocidade média do atleta no intervalo de t1 a t2

04. Um motorista de uma transportadora recebeu seu caminhão e sua respectiva carga


no km 340 de uma rodovia às 13 horas, entregou a carga no km 120 da mesma rodovia
às 16 horas. Qual foi a velocidade média desenvolvida pelo caminhão?

05. No verão brasileiro, andorinhas migram do hemisfério norte para o hemisfério sul numa velocidade média


de 25km/h. Se elas voam 12horas por dia, qual a distância percorrida por elas num dia?

06. Uma motocicleta percorre uma distância de 20m com velocidade média de 10m/s. Qual o tempo gasto
para percorrer essa distância?

07. Um carro viaja de São Paulo a Campinas, que dista 90


km, parando durante 30min numposto à beira da estrada, para refeição eabastecimento. De São Paulo até o posto
gasta1h 30min, fazendo o percurso do posto a Campinas em mais 30min. Calcule a velocidade média do carro
na viagem em questão.

08. Um ônibus sai de São Paulo às 8h e chega a Jaboticabal, que dista 350 km da capital, às
11h30min. No trecho de Jundiaí a Campinas, de aproximadamente 45 km, a sua velocidade foi constante e igual a
90 km/h.
a) Qual a velocidade média, em km/h, no trajeto São Paulo-Jaboticabal?
b) Em quanto tempo o ônibus cumpre o trecho Jundiaí-Campinas?
09. Um percurso de 310km deve ser feito por um ônibus em 5h. O primeiro trecho de 100km é percorrido com
velocidade média de 50 km/h e o segundo trecho de 90km, com velocidade média de 60 km/h. Que velocidade
média deve ter o ônibus no trecho restante para que a viagem se efetue no tempo previsto?

10. A velocidade escalar média de um móvel até a metade de seu percurso é 90 km/h e na outra
metade restante é 60 km/h. Determine a velocidade média no percurso total.

11. Um motorista levou 2h para ir de Niterói a Friburgo (distância aproximada de 120Km), tendo parado 30


minutos para fazer um lanche. Marque com x a opção correta.

a) Durante todo o percurso o velocímetro marcou 80 Km/h.


b) Durante todo o percurso o velocímetro marcou 60 Km/h.
c) A velocidade escalar média foi de 60Km/h.
d) A velocidade escalar média foi 80 Km/h, pois é preciso descontar o tempo que o motorista parou para
lanchar.
e) Há duas respostas corretas.

12. Um homem ao inclinar-se sobre a janela do vagão de um trem que se move com velocidade constante,
deixa cair seu relógio. A trajetória do relógio vista pelo homem do trem é (despreze a resistência do ar):

a) uma reta b) uma parábola c) um quarto de circunferência d) uma hipérbole

13. Um automóvel percorre um trecho retilíneo de estrada, indo da cidade A até a cidade B distante 150Km
da primeira. Saindo às 10h de A, pára às 11h em um restaurante situado no ponto médio do trecho AB, onde gasta
exatamente 1h para almoçar. A seguir prossegue a viagem e gasta mais uma hora para chegar à cidade B. Sua
velocidade média no trecho AB foi:

a) 75 Km/h b) 50 Km/h c) 150 Km/h d) 69 Km/h e) 70 Km/h

14. (UFB) Um pássaro está voando e se afastando de uma árvore. Em relação ao pássaro, a árvore está em
repouso ou em movimento?

15. (UFB)  Uma bicicleta está se deslocando horizontalmente para o leste com velocidade constante. Pede-
se:

a) O celim (banco) está em repouso ou em movimento em relação ao pneu?


b) Esboce a trajetória de um ponto do pneu, vista por um observador fixo no solo.
 
16. (UEPB) Um professor de física verificando em sala de aula que todos os seus alunos encontram-se
sentados, passou a fazer algumas afirmações para que eles refletissem  e recordassem alguns conceitos sobre
movimento. Das afirmações seguintes formuladas pelo professor, a única correta é:

a) Rafael (aluno da sala) está em repouso em relação aos demais colegas, mas todos nós estamos em
movimento em relação à Terra.
b) Mesmo para mim (professor), que não paro de andar, seria possível achar um referencial em relação ao
qual eu estivesse em repouso.
c) A velocidade dos alunos que eu consigo observar agora, sentados em seus lugares, é nula para qualquer
observador humano.
d) Como não há repouso absoluto, nenhum de nós está em repouso, em relação a nenhum referencial.
e) O Sol está em repouso em relação a qualquer referencial.
 
17. (UEM-PR) Um trem se move com velocidade horizontal constante. Dentro dele estão o observador A e um
garoto, ambos parados em relação ao trem. Na estação, sobre a plataforma, está o observador B, parado em
relação a ela.  Quando o trem passa pela plataforma, o garoto joga uma bola verticalmente para cima.
Desprezando a resistência do ar, podemos afirmar que:

(01) – o observador A vê a bola se mover verticalmente para cima e cair nas mãos do garoto.
(02) – o observador B vê a bpla descrever uma parábola e cair nas mãos do garoto.
(04) – os dois observadores vêem a bola se mover numa mesma trajetória
(08) – o observador A vê a bola descrever uma parábola e cair atrás do garoto.
(16) o observador B vê a bola se mover verticalmente e cair atrás do garoto.

Dê com resposta a soma dos números associados às proposições corretas.


 
18. (UFU-MG) De um avião que voa de leste para oeste com velocidade constante, abandona-se uma bomba.
Despreze o atrito com o ar e esboce a trajetória da bomba quando vista:

a) em relação a um observador fixo no solo


b) em relação a um observador no avião
  
19. (UFMG) Observe esta figura.

Daniel está andando de skate em uma pista horizontal. No instante t 1, ele lança uma bola, que,  sobe
verticalmente. A bola sobe alguns metros e cai, enquanto Daniel continua a se mover em trajetória retilínea, com
velocidade constante.
No instante t2, a bola à mesma altura de que foi lançada. Despreze os efeitos da resistência do ar.
Assim sendo, no instante t2, o ponto em que a bola estará, mais provavelmente é:
a) K                          b) L                            c) M                           d) qualquer um, dependendo da velocidade de
lançamento.
 
 
20. (PUC-SP) Leia com atenção a tira da Turma da Mônica mostrada a seguir e analise as afirmativas que se
seguem, considerando os princípios da Mecânica Clássica.

 I. Cascão encontra-se em movimento em relação ao skate e também em relação ao amigo Cebolinha.
II. Cascão encontra-se em repouso em relação ao skate, mas em movimento em relação ao amigo Cebolinha.
III. Em relação a um referencial fixo fora da Terra, Cascão jamais pode estar em repouso.
Estão corretas:

a) apenas I           b) I e II           c) I e III           d) II e III           e) I, II e III


 
21. (UFMG) Júlia está andando de bicicleta com velocidade constante, quando deixa cair uma moeda. Tomás
está parado na rua e vê a moeda cair.
Considere desprezível a resistência do ar. Assinale a alternativa em que melhor estão representadas   as
trajetórias da moeda, como observadas por Júlia e por Tomás.

 
22. (Ufrj-RJ-2008) Heloísa, sentada na poltrona de um ônibus, afirma que o passageiro sentado à sua frente
não se move, ou seja, está em repouso. Ao mesmo tempo, Abelardo, sentado à margem da rodovia, vê o ônibus
passar e afirma que o referido passageiro está em movimento.
De acordo com os conceitos de movimento e repouso usados em Mecânica, explique de que maneira
devemos interpretar as afirmações de Heloísa e Abelardo para dizer que ambas estão corretas.