Você está na página 1de 28

SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DE PERNAMBUCO PROGRAMA DE EDUCAÇÃO INTEGRAL

ESCOLA DE REFERÊNCIA EM ENSINO MÉDIO TERCINA RORIZ


PROFESSORA: SANDRA POLLIANE DISCIPLINA: LÍNGUA PORTUGUESA
ALUNO(A):___________________________________ SÉRIE: 2º ANO DATA:_____/_____/
ANÁLISE LINGUÍSTICA: VERBOS -I UNIDADE

-Imperativo: Exprime uma ordem, um pedido,


Verbo: é a classe de palavras que se flexiona em uma exortação ou um conselho. Ex.: Come em
pessoa, número, tempo e voz. Pode indicar ação, casa!
estado, fenômeno da natureza, ocorrência e
desejo.  Formas Nominais:são: o infinitivo (pessoal e
Os verbos possuem uma estrutura composta de: impessoal), o particípio e o gerúndio.
radical, vogal temática e desinências (modo- Infinitivo: Pode assumir função de
temporal e número-pessoal). substantivo.  O infinitivo impessoal deverá ser
A vogal temática:indica a que conjugação usado quando não houver um sujeito definido,
pertence o verbo: 1ª conjugação (vogal temática quando o verbo tiver regência de uma
–a. Ex.: Falar); 2ª conjugação (vogal temática –e. preposição, com sentido imperativo, quando o
Ex.: Comer); 3ª conjugação (vogal temática –i. sujeito da segunda oração for igual ao da
Ex.: Partir). principal, em locuções verbais e com alguns
Importante: Cabe ressaltar que todos os verbos verbos que não formam locução verbal (ver,
terminados em –or são provenientes do verbo sentir, mandar…).
“por”: repor, contrapor, sobrepor, dispor, repor,
antepor etc. O verbo “por”, em latim, grafava-se O infinitivo pessoal:deverá ser usado sempre
poer, eis o motivo pelo qual todos os verbos com que há um sujeito definido, sempre que se quiser
vogal temática “o” são pertencentes à 2ª definir o sujeito, sempre que o sujeito da
conjugação. segunda oração for diferente do da principal e
Desmembrando um verbo em seus morfemas, para indicar uma ação recíproca. Ex.: Ao
partes mínimas distintivas de uma palavra, esquecermos nossos problemas, podemos
temos, por exemplo: FALÁVAMOS – FAL: descansar.
radical – A: vogal temática – VA: desinência
modo-temporal – MOS: desinência número- Gerúndio:Indica uma ação ainda não terminada,
pessoal. bem como um prolongamento da ação no
tempo.Ex.: Esquecendo os problemas, vivemos
Modos Verbais: indicam as diferentes maneiras melhor.
que podermos utilizar os verbos, mediante a
significação que queremos transmitir. Existem Particípio:Permite a formação de tempos
três modos verbais: indicativo, subjuntivo e verbais compostos e transmite a noção da
imperativo. conclusão da ação verbal, ou seja, o estado da
ação depois de terminada.
-Indicativo: Exprime uma ação certa e real. Ex.: Ex.:Esquecidos os problemas, ficou mais
Eu comi em casa. tranquilo.
-Subjuntivo: Exprime uma ação possível, que
ainda não foi realizada e que muitas vezes está
dependente de outra. Ex.: E se eu comesse em
casa?
Tempos Verbais:
Do indicativo: Presente, pretérito imperfeito, pretérito perfeito, pretérito-mais-que-perfeito, futuro
do presente e futuro do pretérito.

Do subjuntivo: Presente (indica uma possibilidade, um fato incerto no presente), Pretérito Imperfeito
(indica a possibilidade de um fato ter acontecido ou não) e Futuro (indica a possibilidade de um fato vir a
acontecer.

subdividido em tempos. Exemplos: Coma


Uma melhor forma de ter em mente as tudo! / Não faça isso! / Leia com atenção.
conjugações do modo subjuntivo é, sabendo
que indica possibilidade, inserir uma partícula Devemos prestar atenção quando usar o
antes da pessoa para conjugar os verbos imperativo na 1ª pessoa do plural (nós), pois
corretamente. podemos confundi-lo com o subjuntivo. Para
que fique mais claro, devemos ter em mente
Imperativo: É o modo que dá uma ordem, um que, ao contrário do subjuntivo, o imperativo
conselho, uma dica, uma súplica, uma não depende de uma subordinação.
sugestão ou faz um pedido. Ele é formado a Exemplo: Não desistamos de nossos
partir do presente do indicativo e não é ideais.
OBS: O modo imperativo é utilizado no O modo indicativo não precisa ocorrer,
texto injuntivo (receita, manual, etc.). necessariamente, em uma estrutura
subordinada. Por exemplo: Eu não sei nada
da matéria! (estrutura sem subordinação, não
depende de nenhuma outra); Eu quero que
Modo subjuntivo: É o modo da incerteza, do tudo dê certo. O dê está subordinado ao
desejo, da possibilidade. A semântica do verbo quero, não poderia existir sem ele. Não
subjuntivo nunca será de certeza, mas existe a frase “tudo dê certo”, parece que falta
sempre de possibilidade, dúvida, irrealidade. algo, não é? Essa sensação de que falta algo
Exemplos: Espero que você venha. / Se ele é por causa da subordinação.
viajasse, seria ótimo. Tempos do indicativo
O modo subjuntivo vai aparecer em uma Presente: possui uma grande quantidade de
estrutura dependente de outro verbo – possibilidades semânticas.
quero (verbo do qual o subjuntivo depende) Rotina: O presente do indicativo
que ele venha (subjuntivo) –, ou dependente pode indicar um fato rotineiro, que costuma
de um nome – talvez (nome do qual o acontecer com frequência. Exemplo: Eu
subjuntivo depende) ele venha (subjuntivo). como todos os dias.
Tempos do subjuntivo Fato simultâneo ao momento da
Presente: O verbo no presente do subjuntivo fala. Exemplo: Vagner Love chuta a bola
enuncia um fato que pode ocorrer no para o gol.
momento atual. Exemplo: É conveniente que Passado: O verbo no presente do indicativo
estudes para o exame. pode indicar um fato que já ocorreu. Em
Pretérito Imperfeito: Expressa um fato geral, o tipo textual narrativo usa muito o
passado, mas posterior a outro já ocorrido. presente com a intenção de aproximar a
Exemplo: Eu esperava que ele ganhasse a história do leitor, fazer com que o leitor sinta
prova. OBS: O pretérito imperfeito também é que está assistindo à história, participando
utilizado para expressar condição e desejo. dela. Exemplo: Em 1808, a família
Exemplo: Se ele viesse ao clube, entraria na real chega ao Brasil.
piscina. Futuro: Pode indicar um fato que ainda vai
Pretérito perfeito (composto): Expressa um ocorrer; este uso é muito comum na
fato totalmente terminado num momento linguagem coloquial, no nosso falar
passado. Exemplo: Embora tenha comido cotidiano. Exemplo: Na próxima semana, eu
bastante, ficou com fome. vou à aula.
Pretérito mais que perfeito:(composto) Verdade absoluta: Exemplo: A Terra gira em
(composto): Expressa um fato ocorrido antes torno do Sol.
de outro fato já terminado. Exemplo: Embora Pretérito Perfeito: Pode indicar:
a prova já tivesse começado, alguns alunos Fato pontual no passado: Fato pontual no
puderam entrar na sala. passado é um fato que aconteceu em um
Futuro do presente (simples): Enuncia um fato momento e terminou, não teve uma duração
que pode ocorrer num momento futuro em estendida, sendo, por isto, pontual. Exemplo:
relação ao atual. Exemplos: Quando ele vier Ele correu rapidamente.
aqui, levará os presentes. / Se ele vier aqui, Fato duradouro no passado: É aquele que
levará os presentes. teve uma duração, ou seja,
Futuro do presente (composto): Enuncia um ocorreu durante algum tempo, mesmo que
fato posterior ao momento atual, mas já pequeno. Exemplo: Falei no telefone por
terminado antes de outro fato futuro. Exemplo: horas.
Quando ele tiver saído do hospital, nós o Pretérito Imperfeito: O verbo no Pretérito
visitaremos. Imperfeito só pode indicar uma ação com
Modo indicativo: é o mais versátil. Ele é aspecto durativo, uma ação que ocorreu por
o único em que o verbo afirma, que fala com certo tempo. Por isso, chama-se imperfeito:
certeza. Porém, isso não o impede de a ação que ele indica não foi finalizada
trabalhar também com a dúvida e com a imediatamente, ou, então, trata-se de uma
possibilidade. ação que costumava acontecer. Exemplo:
Exemplos: Eu sairei hoje. / Eu acho que tudo Eu jogava basquete todos os dias.
dará certo.
Pretérito Mais Que Perfeito: A ação que o 3.Afastamento do que está sendo dito: 
verbo no pretérito mais que perfeito indica O enunciador não se responsabiliza pelo
ocorreu antes de outra, também no passado. que está falando. Exemplo: Disseram que
Exemplo: O policial chegou ao local onde o você seria o culpado.
acidente acontecera.
OBS: Atualmente, o pretérito mais que 1º Leia o texto: Um dia de praia a seguir e
perfeito não é utilizado na fala e tem sido identifique os verbos empregados no
pouco utilizado, inclusive, na escrita. Na fala, pretérito perfeito e pretérito imperfeito :
tende a ser substituído por uma locução de
particípio com verbo auxiliar ter ou haver no Ontem decidi ir à praia com alguns amigos.
pretérito imperfeito. Exemplo: O policial O dia estava ótimo, muito calor e, por
chegou ao local onde o acidente tinha isso, decidimos que era um bom dia para ir
acontecido. à praia.
Futuro do Presente: Pode indicar: Quando estávamos no carro, vimos que
1.Futuro em relação ao momento em que se muitas pessoas tinham decidido ir à praia no
fala: Exemplo: Amanhã, irei ao trabalho. mesmo dia, consequentemente,
2.Dúvida: O futuro do presente pode indicar otrânsito estava um caos. Levamos mais ou
dúvida de quem fala em relação a um fato. menos uma hora e meia para conseguir
Ocorre em frases interrogativas. Exemplo: chegar à praia da Barra da Tijuca, que é
Será ele a pessoa certa? muito bonita.
3.Ordem: O futuro do presente pode indicar Quando chegamos lá, a
uma ordem, equivalendo semanticamente ao praia estava lotada! Muitas
imperativo. Exemplo: Não roubarás. pessoas estavam se divertindo,
tomando água de coco, conversando e
Futuro do Pretérito: O futuro do pretérito não jogando vôlei de praia. Enquanto meus
indica um fato futuro em relação ao amigos e eu tirávamos as coisas do carro,
momento da enunciação, mas um fato futuro as meninas tentavam encontrar um lugar na
em relação a um fato expresso por outro areia. Elas conseguiram encontrar um lugar
verbo. Exemplo: Eu sabia que ela iria à não muito distante da água; assim foi mais
festa. fácil para se refrescar.
  Ficamos na praia durante todo o
Reparem que o verbo no futuro do dia. Foi muito divertido e foi possível pegar
pretérito iria refere-se a um fato que um bronzeado enquanto bebíamos.
aconteceu depois do fato expresso pelo As meninas bebiam cerveja enquanto eu
verbo no pretérito imperfeito sabia. Ir, bebia água de coco porque eu ia dirigir o
portanto, é futuro em relação a “saber”. carro de volta. Aproveitamos para ficar e
assistir ao
Pode indicar: pôr-do-sol, que foi muito bonito. Depois de
1.Polidez: Exemplo: Você me emprestaria um longo dia na praia, voltamos para casa.
sua caneta? Estávamos muito cansados, mas foi um dia
2.Dúvida: Exemplo: Seria eu ideal para o muito bom.
cargo? Mal vejo a hora de ir de novo.

(falar/pagar) Enquanto eu ________ com o


2º Complete as frases com Pretérito perfeito gerente ele ________ a conta.
e Imperfeito: (falar) Ontem, eu ________ com o gerente.
(viajar/estar) Quando nós ________ para o
(comprar) Antigamente, eu sempre ________ Rio de Janeiro, o clima ________ perfeito.
camisas naquela loja. (chegar) Eles ________ ao aeroporto ontem
(comprar) Ontem, eu ________ uma camisa à noite.
naquela loja. (entender/dizer) Eu não ________ nada do
(correr) Antigamente, Pedro e Paulo que você ________ . Pode repetir?
________ todos os dias. (beber) No passado, João ________ todos
(correr) Eu ________ na maratona do Rio. os fins de semana.
3º Qual o valor do futuro do pretérito na frase 5º Enumere as sentenças abaixo de acordo
seguinte: “Quando chegamos ao colégio em com a flexão em modo dos verbos
1916, a cidade teria apenas uns cinquenta sublinhados.
mil habitantes”?
a) Fato futuro, anterior a outro ato futuro. Assim, (1) Para verbos flexionados no
b) Fato futuro, relacionado com o passado. Indicativo; (2) Para os que estiverem
c) Suposição, relativamente a um momento flexionados no Subjuntivo e (3) Para os que
futuro. estiverem flexionados no Imperativo.
d) Suposição, relativamente a um momento
passado. a) ( ) Vá ao colégio!
e) Configuração de um fato já passado. b) ( ) Espero que ele vá ao colégio.
c) ( ) Eu fui ao colégio.
4º Assinale a alternativa em que a forma d) ( ) Eles estariam felizes.
verbal grifada no período 2 não substitui e) ( ) Se eu vendesse meu carro, teria mais
corretamente a do período 1. dinheiro.
f) ( ) Não matarás!
a)1. Economistas afirmam que já foi
descoberto o remédio para a inflação no 6º Passe as frases para o pretérito perfeito e
Brasil. 2. Economistas afirmam já ter sido imperfeito:
descoberto o remédio para a inflação no EXEMPLO: Eu estudo Geografia.
Brasil. Eu ESTUDAVA Geografia. PRETÉRITO
IMPERFEITO ( ação que ocorre mais de uma
b) 1. Não souberam ou não me quiseram vez no passado )
dizer para onde você tinha ido. 2. Não Eu ESTUDEI Geografia. PRETÉRITO
souberam ou não me quiseram dizer para PERFEITO ( ação que ocorre uma vez no
onde você fora. passado )

c) 1. Eram passados já muitos anos, desde o 1) Eu olho vídeos de comédia.


acidente. 2. Havia passado já muitos anos, 2) Eu controlo meus gastos.
desde o acidente. 3) Fernanda conserta computadores.
4) Jean cria programas de computador.
d) 1. Honrarás a teu pai e a tua mãe. 2. 5) O professor entrega os trabalhos.
Honra a teu pai e a tua mãe. 6) As alunas chegam cedo na escola.
7) Falta cadeira aqui.
e) 1. Ao chegar à sua casa, o seu amigo já 8) Os amigos abraçam-se.
terá partido. 2. Ao chegar à sua casa, o seu
amigo já partirá.

Modos e tempos verbais


Os verbos são flexionados em modos verbais e tempos verbais. Existem três modos verbais que são aplicados
em contextos diferentes e, nos modos indicativo e subjuntivo, pode-se observar a presença de diferentes tempos
verbais que indicam o momento em que a ação ocorreu.

 Indicativo
Esse modo expressa a certeza de que a ação ocorreu, ocorre ou ocorrerá, portanto, os verbos conjugados no
modo indicativo exprimem possibilidades reais de a ação ocorrer.

 Presente
Indica algo que acontece no momento da fala, hábitos e verdades universais.
2º Complete as frases com Pretérito perfeito 1. Antigamente, eu
e Imperfeito: sempre comprava camisas naquela
loja.
(comprar) Antigamente, eu sempre 2. Ontem, eu comprei uma camisa
________ camisas naquela loja. naquela loja.
(comprar) Ontem, eu ________ uma camisa 3. Antigamente, Pedro e
naquela loja. Paulo corria todos os dias.
(correr) Antigamente, Pedro e Paulo 4. Eu corri  na maratona do Rio.
________ todos os dias. 5. Enquanto eu falava com o
(correr) Eu ________ na maratona do Rio. gerente ele pagava a conta.
(falar/pagar) Enquanto eu ________ com o 6. Ontem, eu falei com o gerente.
gerente ele ________ a conta. 7. Quando nós viajamos para o Rio
(falar) Ontem, eu ________ com o gerente. de Janeiro, o clima estava perfeito.
(viajar/estar) Quando nós ________ para o 8. Eles chegaram ao aeroporto
Rio de Janeiro, o clima ________ perfeito. ontem à noite.
(chegar) Eles ________ ao aeroporto ontem 9. Eu não entendi nada do que
à noite. você disse. Pode repetir?
(entender/dizer) Eu não ________ nada do 10. No passado, João bebia todos os
que você ________ . Pode repetir? fins de semana.
(beber) No passado, João ________ todos
os fins de semana. 3ºQual o valor do futuro do pretérito na frase
seguinte: “Quando chegamos ao colégio em
Complete as frases 1916, a cidade teria apenas uns cinquenta
mil habitantes”?
a) Fato futuro, anterior a outro ato futuro.
b) Fato futuro, relacionado com o passado.
c) Suposição, relativamente a um momento 3] Comentário: Um dos valores semânticos do
futuro. futuro do pretérito é a expressão de uma dúvida.
d) Suposição, relativamente a um momento Na questão, essa dúvida ocorre em relação a um
passado. fato no passado. Por isso, a opção correta é a letra
e) Configuração de um fato já passado. D.

4. E
4º Assinale a alternativa em que a forma
verbal grifada no período 2 não substitui Comentário: As formas verbais “terá partido” e
corretamente a do período 1. “partirá” têm valores semânticos completamente
diferente. Enquanto a primeira significa um fato
a)1. Economistas afirmam que já foi que já terá ocorrido (terá partido) em relação a
descoberto o remédio para a inflação no um fato futuro (ao chegar em casa), a segunda
Brasil. 2. Economistas afirmam já ter sido significa um fato futuro (partirá) em relação a
descoberto o remédio para a inflação no outro fato futuro (ao chegar em casa). Nas outras
Brasil. opções, fica claro que pode haver substituição,
pois as formas verbais carregam o mesmo valor
b) 1. Não souberam ou não me quiseram semântico. Para não ter dúvida quanto à
dizer para onde você tinha ido. 2. Não alternativa (D), devemos ter em mente que o
souberam ou não me quiseram dizer para futuro do presente (honrarás) pode indicar uma
onde você fora. ordem, equivalendo semanticamente ao
imperativo (honra).
c) 1. Eram passados já muitos anos, desde o
acidente. 2. Havia passado já muitos anos,
5. a) (3) / b) (2) / c) (1) / d) (1) / e) (2) / f)
desde o acidente.
(3)
d) 1. Honrarás a teu pai e a tua mãe.
2. Honra a teu pai e a tua mãe.
6º ATIVIDADE SOBRE O USO DE VERBOS
e) 1. Ao chegar à sua casa, o seu amigo Passe as frases para o pretérito perfeito e
já terá partido. 2. Ao chegar à sua casa, o imperfeito:
seu amigo já partirá. EXEMPLO: Eu estudo Geografia.
Eu ESTUDAVA Geografia. PRETÉRITO
5º Enumere as sentenças abaixo de acordo IMPERFEITO ( ação que ocorre mais de
com a flexão em modo dos verbos uma vez no passado )
sublinhados. Eu ESTUDEI Geografia. PRETÉRITO
PERFEITO ( ação que ocorre uma vez no
Assim, (1) Para verbos flexionados no passado )
Indicativo; (2) Para os que estiverem
flexionados no Subjuntivo e (3) Para os que
estiverem flexionados no Imperativo. 1) Eu olho vídeos de comédia.
2) Eu controlo meus gastos.
a) (  ) Vá ao colégio! 3) Fernanda conserta computadores.
b) (  ) Espero que ele vá ao colégio. 4) Jean cria programas de computador.
c) (  ) Eu fui ao colégio. 5) O professor entrega os trabalhos.
d) (  ) Eles estariam felizes. 6) As alunas chegam cedo na escola.
e) (   ) Se eu vendesse meu carro, teria mais 7) Falta cadeira aqui.
dinheiro. 8) Os amigos abraçam-se.
f) (   ) Não matarás!

1) Eu olho vídeos de comédia.


Eu olhei vídeos de comédia.
(Pretérito perfeito)
Eu olhava vídeos de comédia.
(Pretérito imperfeito)
2) Eu controlo meus gastos.
Eu controlei meus gastos. (Pretérito
perfeito))
3) Fernanda conserta computadores.
Fernanda consertou computadores.
(Pretérito perfeito)
Fernanda consertou computadores.
(Pretérito imperfeito)
4) Jean cria programas de
computador.
Jean criou programas de computador.
(Pretérito perfeito)
Jean criava programas de
computador. (Pretérito imperfeito)
5) O professor entrega os trabalhos.
O professor entregou os trabalhos.
(Pretérito perfeito)
O professor entregava os trabalhos.
(Pretérito imperfeito)
6) As alunas chegam cedo à escola.
As alunas chegaram cedo à escola.
(Pretérito perfeito)
As alunas chegavam cedo à escola.
(Pretérito imperfeito)
7) Falta cadeira aqui. Faltou cadeira
aqui. (Pretérito perfeito)
Faltava cadeira aqui. (Pretérito
imperfeito)
8) Os amigos abraçam-se.
Os amigos abraçaram-se.(Pretérito
perfeito)
Os amigos abraçavam-se. (Pretérito
imperfeito)
Exemplo: Eu esperava que ele ganhasse a
prova. OBS: O pretérito imperfeito também é
utilizado para expressar condição e desejo.
Exemplo: Se ele viesse ao clube, entraria na
piscina.
Para o presente do subjuntivo, utiliza-se a Pretérito perfeito (composto): Expressa um
partícula “que”: que eu fale, que eu ame, que fato totalmente terminado num momento
tu penses, que ele diga, que nós passado. Exemplo: Embora tenha comido
consigamos, que vós alcanceis, que eles bastante, ficou com fome.
mereçam. Pretérito mais que perfeito:(composto)
Para o pretérito do subjuntivo, utiliza-se a (composto): Expressa um fato ocorrido antes
partícula “se”: se eu falasse, se eu amasse, de outro fato já terminado. Exemplo: Embora
se tu pensasses, se ele dissesse, se nós a prova já tivesse começado, alguns alunos
conseguíssemos, se vós alcançásseis, se puderam entrar na sala.
eles merecessem. Futuro do presente (simples): Enuncia um
Para o futuro do subjuntivo, utiliza-se fato que pode ocorrer num momento futuro
“quando”: quando eu falar, quando eu amar, em relação ao atual. Exemplos: Quando ele
quando tu pensares, quando ele disser, vier aqui, levará os presentes. / Se ele vier
quando nós conseguirmos, quando vós aqui, levará os presentes.
alcançardes, quando eles merecerem. Futuro do presente (composto): Enuncia um
-Imperativo: É o modo que dá uma ordem, fato posterior ao momento atual, mas já
um conselho, uma dica, uma súplica, uma terminado antes de outro fato futuro.
sugestão ou faz um pedido. Ele é formado a Exemplo: Quando ele tiver saído do hospital,
partir do presente do indicativo e não é nós o visitaremos.
subdividido em tempos. Exemplos: Coma Modo indicativo: é o mais versátil. Ele é
tudo! / Não faça isso! / Leia com atenção. o único em que o verbo afirma, que fala com
Devemos prestar atenção quando usar o certeza. Porém, isso não o impede de
imperativo na 1ª pessoa do plural (nós), pois trabalhar também com a dúvida e com a
podemos confundi-lo com o subjuntivo. Para possibilidade.
que fique mais claro, devemos ter em mente Exemplos: Eu sairei hoje. / Eu acho que tudo
que, ao contrário do subjuntivo, o imperativo dará certo.
não depende de uma subordinação. O modo indicativo não precisa ocorrer,
Exemplo: Não desistamos de nossos necessariamente, em uma estrutura
ideais. subordinada. Por exemplo: Eu não sei nada
OBS: O modo imperativo é utilizado no da matéria! (estrutura sem subordinação,
texto injuntivo (receita, manual, etc.). não depende de nenhuma outra);
Modo subjuntivo: É o modo da incerteza, do Eu quero que tudo dê certo. O dê está
desejo, da possibilidade. A semântica do subordinado ao verbo quero, não poderia
subjuntivo nunca será de certeza, mas existir sem ele. Não existe a frase “tudo dê
sempre de possibilidade, dúvida, irrealidade. certo”, parece que falta algo, não é? Essa
Exemplos: Espero que você venha. / Se ele sensação de que falta algo é por causa
viajasse, seria ótimo. da subordinação.
O modo subjuntivo vai aparecer em uma
estrutura dependente de outro verbo – Tempos do indicativo
quero (verbo do qual o subjuntivo depende) Presente: possui uma grande quantidade de
que ele venha (subjuntivo) –, ou dependente possibilidades semânticas.
de um nome – talvez (nome do qual o Rotina: O presente do indicativo
subjuntivo depende) ele venha (subjuntivo). pode indicar um fato rotineiro, que costuma
Tempos do subjuntivo acontecer com frequência. Exemplo: Eu
Presente: O verbo no presente do subjuntivo como todos os dias.
enuncia um fato que pode ocorrer no Fato simultâneo ao momento da
momento atual. Exemplo: É conveniente que fala. Exemplo: Vagner Love chuta a bola
estudes para o exame. para o gol.
Pretérito Imperfeito: Expressa um fato Passado: O verbo no presente do indicativo
passado, mas posterior a outro já ocorrido. pode indicar um fato que já ocorreu. Em
geral, o tipo textual narrativo usa muito o 3.Ordem: O futuro do presente pode indicar
presente com a intenção de aproximar a uma ordem, equivalendo semanticamente ao
história do leitor, fazer com que o leitor sinta imperativo. Exemplo: Não roubarás.
que está assistindo à história, participando
dela. Exemplo: Em 1808, a família Futuro do Pretérito: O futuro do pretérito não
real chega ao Brasil. indica um fato futuro em relação ao
Futuro: Pode indicar um fato que ainda vai momento da enunciação, mas um fato futuro
ocorrer; este uso é muito comum na em relação a um fato expresso por outro
linguagem coloquial, no nosso falar verbo. Exemplo: Eu sabia que ela iria à
cotidiano. Exemplo: Na próxima semana, eu festa.
vou à aula.  
Verdade absoluta: Exemplo: A Terra gira em Reparem que o verbo no futuro do
torno do Sol. pretérito iria refere-se a um fato que
Pretérito Perfeito: Pode indicar: aconteceu depois do fato expresso pelo
Fato pontual no passado: Fato pontual no verbo no pretérito imperfeito sabia. Ir,
passado é um fato que aconteceu em um portanto, é futuro em relação a “saber”.
momento e terminou, não teve uma duração
estendida, sendo, por isto, pontual. Exemplo: Pode indicar:
Ele correu rapidamente. 1.Polidez: Exemplo: Você me emprestaria
Fato duradouro no passado: É aquele que sua caneta?
teve uma duração, ou seja, 2.Dúvida: Exemplo: Seria eu ideal para o
ocorreu durante algum tempo, mesmo que cargo?
pequeno. Exemplo: Falei no telefone por 3.Afastamento do que está sendo dito: 
horas. O enunciador não se responsabiliza pelo
Pretérito Imperfeito: O verbo no Pretérito que está falando. Exemplo: Disseram que
Imperfeito só pode indicar uma ação com você seria o culpado.
aspecto durativo, uma ação que ocorreu por
certo tempo. Por isso, chama-se imperfeito:  Leia o texto:Um dia de praia a seguir e
a ação que ele indica não foi finalizada identifique os verbos empregados no
imediatamente, ou, então, trata-se de uma pretérito perfeito e pretérito imperfeito :
ação que costumava acontecer. Exemplo:
Eu jogava basquete todos os dias.
Ontem decidi ir à praia com alguns amigos.
Pretérito Mais Que Perfeito: A ação que o
O dia estava ótimo, muito calor e, por
verbo no pretérito mais que perfeito indica
isso, decidimos que era um bom dia para ir
ocorreu antes de outra, também no passado.
à praia.
Exemplo: O policial chegou ao local onde o
Quando estávamos no carro, vimos que
acidente acontecera.
muitas pessoas tinham decidido ir à praia no
mesmo dia, consequentemente, o
OBS: Atualmente, o pretérito mais que
trânsito estava um caos. Levamos mais ou
perfeito não é utilizado na fala e tem sido
menos uma hora e meia para conseguir
pouco utilizado, inclusive, na escrita. Na fala,
chegar à praia da Barra da Tijuca, que é
tende a ser substituído por uma locução de
muito bonita.
particípio com verbo auxiliar ter ou haver no
Quando chegamos lá, a
pretérito imperfeito. Exemplo: O policial
praia estava lotada! Muitas
chegou ao local onde o acidente tinha
pessoas estavam se divertindo,
acontecido.
tomando água de coco, conversando e
Futuro do Presente: Pode indicar:
jogando vôlei de praia. Enquanto meus
1.Futuro em relação ao momento em que se
amigos e eu tirávamos as coisas do carro,
fala: Exemplo: Amanhã, irei ao trabalho.
as meninas tentavam encontrar um lugar na
2.Dúvida: O futuro do presente pode indicar
areia. Elas conseguiram encontrar um lugar
dúvida de quem fala em relação a um fato.
não muito distante da água; assim foi mais
Ocorre em frases interrogativas. Exemplo:
fácil para se refrescar.
Será ele a pessoa certa?
Ficamos na praia durante todo o
dia. Foi muito divertido e foi possível pegar
um bronzeado enquanto bebíamos. As
meninas bebiam cerveja enquanto
eu bebia água de coco porque eu ia dirigir o 4º Assinale a alternativa em que a forma
carro de volta. verbal grifada no período 2 não substitui
Aproveitamos para ficar e assistir ao pôr- corretamente a do período 1.
do-sol, que foi muito bonito. Depois de um
longo dia na praia, voltamos para a)1. Economistas afirmam que já foi
casa. Estávamos muito cansados, descoberto o remédio para a inflação no
mas foi um dia muito bom. Brasil. 2. Economistas afirmam já ter sido
Mal vejo a hora de ir de novo. descoberto o remédio para a inflação no
Brasil.
2º Complete as frases com Pretérito perfeito
b) 1. Não souberam ou não me quiseram
e Imperfeito:
dizer para onde você tinha ido. 2. Não
souberam ou não me quiseram dizer para
(comprar) Antigamente, eu sempre
onde você fora.
________ camisas naquela loja.
(comprar) Ontem, eu ________ uma camisa
c) 1. Eram passados já muitos anos, desde o
naquela loja.
acidente. 2. Havia passado já muitos anos,
(correr) Antigamente, Pedro e Paulo
desde o acidente.
________ todos os dias.
(correr) Eu ________ na maratona do Rio.
d) 1. Honrarás a teu pai e a tua mãe.
(falar/pagar) Enquanto eu ________ com o
2. Honra a teu pai e a tua mãe.
gerente ele ________ a conta.
(falar) Ontem, eu ________ com o gerente.
e) 1. Ao chegar à sua casa, o seu amigo
(viajar/estar) Quando nós ________ para o
já terá partido. 2. Ao chegar à sua casa, o
Rio de Janeiro, o clima ________ perfeito.
seu amigo já partirá.
(chegar) Eles ________ ao aeroporto ontem
à noite.
5º Enumere as sentenças abaixo de acordo
(entender/dizer) Eu não ________ nada do
com a flexão em modo dos verbos
que você ________ . Pode repetir?
sublinhados.
(beber) No passado, João ________ todos
os fins de semana.
Assim, (1) Para verbos flexionados no
Indicativo; (2) Para os que estiverem
3ºQual o valor do futuro do pretérito na frase
flexionados no Subjuntivo e (3) Para os que
seguinte: “Quando chegamos ao colégio em
estiverem flexionados no Imperativo.
1916, a cidade teria apenas uns cinquenta
mil habitantes”?
a) (  ) Vá ao colégio!
a) Fato futuro, anterior a outro ato futuro.
b) (  ) Espero que ele vá ao colégio.
b) Fato futuro, relacionado com o passado.
c) (  ) Eu fui ao colégio.
c) Suposição, relativamente a um momento
d) (  ) Eles estariam felizes.
futuro.
e) (   ) Se eu vendesse meu carro, teria mais
d) Suposição, relativamente a um momento
dinheiro.
passado.
f) (   ) Não matarás!
e) Configuração de um fato já passado.

Complete as frases

11. Antigamente, eu sempre comprava camisas naquela loja.


12. Ontem, eu comprei uma camisa naquela loja.
13. Antigamente, Pedro e Paulo corria todos os dias.
14. Eu corri  na maratona do Rio.
15. Enquanto eu falava com o gerente ele pagava a conta.
16. Ontem, eu falei com o gerente.
17. Quando nós viajamos para o Rio de Janeiro, o clima estava perfeito.
18. Eles chegaram ao aeroporto ontem à noite.
19. Eu não entendi nada do que você disse. Pode repetir?
20. No passado, João bebia todos os fins de semana.

Exercícios
1 – (UFF) Assinale a frase em que há um erro de conjugação verbal:
a) Requeiro-lhe um atestado de bons antecedentes.
b) Ele interviu na questão.
c) Eles foram pegos de surpresa.
d) O vendeiro proveu o seu armazém do necessário.
e) Os meninos desavieram-se por causa do jogo.

2 – (FUVEST) Assinale a frase que não está na voz passiva;


a) O atleta foi estrondosamente aclamado.
b) Que exercício tão fácil de resolver!
c) Fizeram-se apenas os reparos mais urgentes.
d) Escolheu-se, infelizmente, o homem errado.
e) Entreolharam-se agressivamente os dois competidores.

3 – (FUVEST) Considerando a necessidade de correlação entre tempos e modos verbais, assinale a alternativa em
que ela foge às normas da língua escrita padrão:
a) A redação de um documento exige que a pessoa conheça uma fraseologia complexa e arcaizante.
b) Para alguns professores, o ensino da língua portuguesa será sempre melhor, se houver o domínio das regras de
sintaxe.
c) O ensino de Português tornou-se mais dinâmico depois que textos de autores modernos foram introduzidos no
currículo.
d) O ensino de Português já sofrera profundas modificações, quando se organizou um Simpósio Nacional para
discutir o assunto.
e) Não fora a coerção exercida pelos defensores do purismo linguístico, todos teremos liberdade de expressão.

4 – Assinale a alternativa em que é incorreto flexionar o infinitivo:


a) Importa entendermos a situação.
b) Devemos provarmos o que dizemos.
c) Para chegardes à igreja, ainda tereis de caminhar muito.
d) É tempo de saberes de teus direitos.
e) Vi os escravos se curvarem perante seu amo.

5 – Qual o valor do futuro do pretérito na frase seguinte: “Quando chegamos ao colégio em 1916, a cidade teria
apenas uns cinquenta mil habitantes”?
a) Fato futuro, anterior a outro ato futuro.
b) Fato futuro, relacionado com o passado.
c) Suposição, relativamente a um momento futuro.
d) Suposição, relativamente a um momento passado. X
e) Configuração de um fato já passado.

Gabarito
1 – B2 – E3 – E4 – B5 – D
Vozes verbais
Dá-se o nome de voz à forma assumida pelo verbo para indicar se o sujeito gramatical é agente ou
paciente da ação. São três as vozes verbais:

 Ativa: quando o sujeito é agente, isto é, pratica a ação expressa pelo verbo.

Ex.: Ele comeu a torta.

 Passiva: quando o sujeito é paciente, recebendo a ação expressa pelo verbo.

Ex.: A torta foi comida por ele.

A voz passiva pode ser analítica: verbo SER + particípio do verbo principal.

Ex.: A obra será pintada.

Ou pode ser passiva sintética: verbo na 3ª pessoa, seguido do pronome apassivador SE.

Ex.: Destruiu-se o velho prédio.

 Reflexiva: quando o sujeito é ao mesmo tempo agente e paciente, isto é, pratica e recebe a ação.

Ex.: O menino feriu-se.

Exercícios

1 – (UFF) Assinale a frase em que há um erro de conjugação verbal:

a) Requeiro-lhe um atestado de bons antecedentes.

b) Ele interviu na questão.

c) Eles foram pegos de surpresa.

d) O vendeiro proveu o seu armazém do necessário.

e) Os meninos desavieram-se por causa do jogo.

2 – (FUVEST) Assinale a frase que não está na voz passiva;

a) O atleta foi estrondosamente aclamado.

b) Que exercício tão fácil de resolver!

c) Fizeram-se apenas os reparos mais urgentes.

d) Escolheu-se, infelizmente, o homem errado.


e) Entreolharam-se agressivamente os dois competidores.

3 – (FUVEST) Considerando a necessidade de correlação entre tempos e modos verbais, assinale a


alternativa em que ela foge às normas da língua escrita padrão:

a) A redação de um documento exige que a pessoa conheça uma fraseologia complexa e arcaizante.

b) Para alguns professores, o ensino da língua portuguesa será sempre melhor, se houver o domínio das
regras de sintaxe.

c) O ensino de Português tornou-se mais dinâmico depois que textos de autores modernos foram
introduzidos no currículo.

d) O ensino de Português já sofrera profundas modificações, quando se organizou um Simpósio Nacional


para discutir o assunto.

e) Não fora a coerção exercida pelos defensores do purismo linguístico, todos teremos liberdade de
expressão.

4 – Assinale a alternativa em que é incorreto flexionar o infinitivo:

a) Importa entendermos a situação.

b) Devemos provarmos o que dizemos.

c) Para chegardes à igreja, ainda tereis de caminhar muito.

d) É tempo de saberes de teus direitos.

e) Vi os escravos se curvarem perante seu amo.

5 – Qual o valor do futuro do pretérito na frase seguinte: “Quando chegamos ao colégio em 1916, a
cidade teria apenas uns cinquenta mil habitantes”?

a) Fato futuro, anterior a outro ato futuro.

b) Fato futuro, relacionado com o passado.

c) Suposição, relativamente a um momento futuro.

d) Suposição, relativamente a um momento passado. X

e) Configuração de um fato já passado.

Gabarito

1–B
2–E

3–E

4–B

5–D

Modo Imperativo
É o modo que dá uma ordem, um conselho, uma dica, uma súplica, uma sugestão ou
faz um pedido. Ele é formado a partir do presente do indicativo e não é subdividido
em tempos.

Exemplos: Coma tudo! / Não faça isso! / Leia com atenção.

Devemos prestar atenção quando usar o imperativo na 1ª pessoa do plural (nós), pois
podemos confundi-lo com o subjuntivo. Para que fique mais claro, devemos ter em
mente que, ao contrário do subjuntivo, o imperativo não depende de uma
subordinação.

Exemplo: Não desistamos de nossos ideais.

OBS: O modo imperativo é utilizado no texto injuntivo (receita, manual, etc.).

Modo subjuntivo
É o modo da incerteza, do desejo, da possibilidade. A semântica do subjuntivo nunca
será de certeza, mas sempre de possibilidade, dúvida, irrealidade.

Exemplos: Espero que você venha. / Se ele viajasse, seria ótimo.


Ele ocorre somente em estruturas subordinadas. Isso quer dizer que ele vai aparecer
em uma estrutura dependente de outro verbo – quero (verbo do qual o subjuntivo
depende) que ele venha (subjuntivo) –, ou dependente de um nome – talvez (nome do
qual o subjuntivo depende) ele venha (subjuntivo).

Tempos do subjuntivo

 Presente: O verbo no presente do subjuntivo enuncia um fato que pode


ocorrer no momento atual. Exemplo: É conveniente que estudes para o
exame.

 Pretérito Imperfeito: Expressa um fato passado, mas posterior a outro já


ocorrido. Exemplo: Eu esperava que ele ganhasse a prova. OBS: O pretérito
imperfeito também é utilizado para expressar condição e desejo. Exemplo: Se
ele viesse ao clube, entraria na piscina.

 Pretérito perfeito (composto): Expressa um fato totalmente terminado num


momento passado. Exemplo: Embora tenha comido bastante, ficou com fome.

 Pretérito mais que perfeito (composto): Expressa um fato ocorrido antes de


outro fato já terminado. Exemplo: Embora a prova já tivesse começado,
alguns alunos puderam entrar na sala.

 Futuro do presente (simples): Enuncia um fato que pode ocorrer num


momento futuro em relação ao atual. Exemplos: Quando ele vier aqui, levará
os presentes. / Se ele vier aqui, levará os presentes.

 Futuro do presente (composto): Enuncia um fato posterior ao momento atual,


mas já terminado antes de outro fato futuro. Exemplo: Quando ele tiver saído
do hospital, nós o visitaremos.

Modo indicativo
O modo indicativo é o mais versátil. Ele é o único em que o verbo afirma, que fala com
certeza. Porém, isso não o impede de trabalhar também com a dúvida e com a
possibilidade.
Exemplos: Eu sairei hoje. / Eu acho que tudo dará certo.

O modo indicativo não precisa ocorrer, necessariamente, em uma estrutura


subordinada. Por exemplo: Eu não sei nada da matéria! (estrutura sem subordinação,
não depende de nenhuma outra); Eu quero que tudo dê certo. O dê está subordinado
ao verbo quero, não poderia existir sem ele. Não existe a frase “tudo dê certo”, parece
que falta algo, não é? Essa sensação de que falta algo é por causa da subordinação.

Tempos do indicativo

Presente: possui uma grande quantidade de possibilidades semânticas.

1. Rotina: O presente do indicativo pode indicar um fato rotineiro, que costuma


acontecer com frequência. Exemplo: Eu como todos os dias.

2. Fato simultâneo ao momento da fala. Exemplo: Vagner Love chuta a bola


para o gol.

3. Passado: O verbo no presente do indicativo pode indicar um fato que já


ocorreu. Em geral, o tipo textual narrativo usa muito o presente com a
intenção de aproximar a história do leitor, fazer com que o leitor sinta que
está assistindo à história, participando dela. Exemplo: Em 1808, a família
real chega ao Brasil.

4. Futuro: Pode indicar um fato que ainda vai ocorrer; este uso é muito comum
na linguagem coloquial, no nosso falar cotidiano. Exemplo: Na próxima
semana, eu vou à aula.

5. Verdade absoluta: Exemplo: A Terra gira em torno do Sol.

Pretérito Perfeito: Pode indicar:

1. Fato pontual no passado: Fato pontual no passado é um fato que aconteceu


em um momento e terminou, não teve uma duração estendida, sendo, por
isto, pontual. Exemplo: Ele correu rapidamente.
2. Fato duradouro no passado: É aquele que teve uma duração, ou seja,
ocorreu durante algum tempo, mesmo que pequeno. Exemplo: Falei no
telefone por horas.

Pretérito Imperfeito: O verbo no Pretérito Imperfeito só pode indicar uma ação com
aspecto durativo, uma ação que ocorreu por certo tempo. Por isso, chama-se
imperfeito: a ação que ele indica não foi finalizada imediatamente, ou, então, trata-se
de uma ação que costumava acontecer. Exemplo: Eu jogava basquete todos os dias.

Pretérito Mais Que Perfeito: A ação que o verbo no pretérito mais que perfeito indica
ocorreu antes de outra, também no passado. Exemplo: O policial chegou ao local onde
o acidente acontecera.
 
OBS: Atualmente, o pretérito mais que perfeito não é utilizado na fala e tem sido
pouco utilizado, inclusive, na escrita. Na fala, tende a ser substituído por uma locução
de particípio com verbo auxiliar ter ou haver no pretérito imperfeito. Exemplo: O
policial chegou ao local onde o acidente tinha acontecido.

Futuro do Presente: Pode indicar:

1. Futuro em relação ao momento em que se fala: Exemplo: Amanhã, irei ao


trabalho.

2. Dúvida: O futuro do presente pode indicar dúvida de quem fala em relação a


um fato. Ocorre em frases interrogativas. Exemplo: Será ele a pessoa certa?

3. Ordem: O futuro do presente pode indicar uma ordem,


equivalendo semanticamente ao imperativo. Exemplo: Não roubarás.

 
Futuro do Pretérito: O futuro do pretérito não indica um fato futuro em relação ao
momento da enunciação, mas um fato futuro em relação a um fato expresso por outro
verbo. Exemplo: Eu sabia que ela iria à festa.
 
Reparem que o verbo no futuro do pretérito iria refere-se a um fato que aconteceu
depois do fato expresso pelo verbo no pretérito imperfeito sabia. Ir, portanto, é futuro
em relação a “saber”.
 
Pode indicar:

1. Polidez: Exemplo: Você me emprestaria sua caneta?

2. Dúvida: Exemplo: Seria eu ideal para o cargo?

3. Afastamento do que está sendo dito: O enunciador não se responsabiliza


pelo que está falando. Exemplo: Disseram que você seria o culpado.

Exercícios
1. Qual o valor do futuro do pretérito na seguinte frase: “Quando chegamos ao
colégio em 1916, a cidade teria apenas uns cinquenta mil habitantes”?

a) fato futuro, anterior a outro fato futuro.

b) fato futuro, relacionado com o passado.

c) suposição, relativamente a um momento futuro.

d) suposição, relativamente a um momento passado.

e) configuração de um fato já passado.

CONFIRA A RESOLUÇÃO PASSO A PASSO CLICANDO AQUI.

 
2. (FATEC-SP) Assinale a alternativa em que a forma verbal grifada no período 2 não
substitui corretamente a do período 1.

a) 1. Economistas afirmam que já foi descoberto o remédio para a inflação no Brasil. 2.


Economistas afirmam já ter sido descoberto o remédio para a inflação no Brasil.

b) 1. Não souberam ou não me quiseram dizer para onde você tinha ido. 2. Não
souberam ou não me quiseram dizer para onde você fora.

c) 1. Eram passados já muitos anos, desde o acidente. 2. Havia passado já muitos anos,
desde o acidente.

d) 1. Honrarás a teu pai e a tua mãe. 2. Honra a teu pai e a tua mãe.

e) 1. Ao chegar à sua casa, o seu amigo já terá partido. 2. Ao chegar à sua casa, o seu
amigo já partirá.

CONFIRA A RESOLUÇÃO PASSO A PASSO CLICANDO AQUI.

3. Enumere as sentenças abaixo de acordo com a flexão em modo dos verbos


sublinhados.

Assim, (1) Para verbos flexionados no Indicativo; (2) Para os que estiverem flexionados
no Subjuntivo e

(3) Para os que estiverem flexionados no Imperativo.

a) (  ) Vá ao colégio!

b) (  ) Espero que ele vá ao colégio.

c) (  ) Eu fui ao colégio.

d) (  ) Eles estariam felizes.


e) (   ) Se eu vendesse meu carro, teria mais dinheiro.

f) (   ) Não matarás!

CONFIRA A RESOLUÇÃO PASSO A PASSO CLICANDO AQUI.

4. Dê o tempo, modo, a pessoa que se refere e o valor semântico dos verbos
sublinhados nos trechos abaixo:

a) Se viesse à praia, saberíamos se sabe nadar.

b) Não haveria tempo de essa história desdobrar-se em capítulos que suspeitamos já


saber o final.

c) Você me faria um favor?

CONFIRA A RESOLUÇÃO PASSO A PASSO CLICANDO AQUI.

Gabarito
1. D

2. E

3. a) (3) / b) (2) / c) (1) / d) (1) / e) (2) / f) (3)

4.

a) Viesse: Pretérito imperfeito do subjuntivo; verbo na terceira pessoa do singular;


valor semântico de condição./Saberíamos: Futuro do pretérito; primeira pessoa do
plural; fato dependente de uma condição.
b) Suspeitamos: Presente do indicativo; verbo na primeira pessoa do plural; fato que
ocorre no momento da fala.

c) Faria: Futuro do pretérito; verbo na terceira pessoal do singular; valor semântico de


polidez.

Gabarito

1. D

Comentário: Um dos valores semânticos do futuro do pretérito é a expressão de uma dúvida. Na questão,
essa dúvida ocorre em relação a um fato no passado. Por isso, a opção correta é a letra D.

2. E

Comentário: As formas verbais “terá partido” e “partirá” têm valores semânticos completamente
diferente. Enquanto a primeira significa um fato que já terá ocorrido (terá partido) em relação a um fato
futuro (ao chegar em casa), a segunda significa um fato futuro (partirá) em relação a outro fato futuro (ao
chegar em casa). Nas outras opções, fica claro que pode haver substituição, pois as formas verbais
carregam o mesmo valor semântico. Para não ter dúvida quanto à alternativa (D), devemos ter em mente
que o futuro do presente (honrarás) pode indicar uma ordem, equivalendo semanticamente ao imperativo
(honra).

3. a) (3) Indica uma ordem;

b) (2) Expressa um desejo em relação a um fato futuro;

c) (1) Indica um fato pontual no passado;

d) (1) Tem valor de dúvida;

e) (2) Indica uma condição;

f) (3) Indica uma ordem.

4. a) Viesse: Pretérito imperfeito do subjuntivo; terceira pessoa do singular; valor semântico de


condição. / Saberíamos: Futuro do pretérito; primeira pessoa do plural; fato dependente de uma condição.

b) Suspeitamos: Presente do indicativo; primeira pessoa do plural; fato que ocorre no momento da fala.

c) Faria: Futuro do pretérito; terceira pessoal do singular; valor semântico de polidez.

 
Leia o texto:Um dia de praia a seguir e identifique os verbos empregados no pretérito
perfeito e pretérito imperfeito

Ontem decidi ir à praia com alguns amigos. O dia estava ótimo, muito calor e, por


isso, decidimos que era um bom dia para ir à praia.
Quando estávamos no carro, vimos que muitas pessoas tinham decidido ir à praia no mesmo
dia, consequentemente, o trânsito estava um caos. Levamos mais ou menos uma hora e meia
para conseguir chegar à praia da Barra da Tijuca, que é muito bonita.
Quando chegamos lá, a praia estava lotada! Muitas pessoas estavam se divertindo,
tomando água de coco, conversando e jogando vôlei de praia. Enquanto meus amigos e
eu tirávamos as coisas do carro, as meninas tentavam encontrar um lugar na areia.
Elas conseguiram encontrar um lugar não muito distante da água; assim foi mais fácil para se
refrescar.
Ficamos na praia durante todo o dia. Foi muito divertido e foi possível pegar um bronzeado
enquanto bebíamos. As meninas bebiam cerveja enquanto eu bebia água de coco porque
eu ia dirigir o carro de volta.
Aproveitamos para ficar e assistir ao pôr-do-sol, que foi muito bonito. Depois de um longo dia
na praia, voltamos para casa. Estávamos muito cansados, mas foi um dia muito bom.
Mal vejo a hora de ir de novo.

Exercícios de Pretérito perfeito e Imperfeito: Complete as frases

1. (comprar) Antigamente, eu sempre ________ camisas naquela loja.


2. (comprar) Ontem, eu ________ uma camisa naquela loja.
3. (correr) Antigamente, Pedro e Paulo ________ todos os dias.
4. (correr) Eu ________ na maratona do Rio.
5. (falar/pagar) Enquanto eu ________ com o gerente ele ________ a conta.
6. (falar) Ontem, eu ________ com o gerente.
7. (viajar/estar) Quando nós ________ para o Rio de Janeiro, o clima ________ perfeito.
8. (chegar) Eles ________ ao aeroporto ontem à noite.
9. (entender/dizer) Eu não ________ nada do que você ________ . Pode repetir?
10. (beber) No passado, João ________ todos os fins de semana.

ATIVIDADE SOBRE O USO DE VERBOS


Passe as frases para o pretérito perfeito e imperfeito:

EXEMPLO: Eu estudo Geografia.

Eu ESTUDAVA Geografia. PRETÉRITO IMPERFEITO ( ação que ocorre mais de uma vez no
passado )

Eu ESTUDEI Geografia. PRETÉRITO PERFEITO ( ação que ocorre uma vez no passado )

1) Eu olho vídeos de comédia.


2) Eu controlo meus gastos.
3) Fernanda conserta computadores.
4) Jean cria programas de computador.
5) O professor entrega os trabalhos.
6) As alunas chegam cedo na escola.
7) Falta cadeira aqui.
8) Os amigos abraçam-se.

1) Eu olho vídeos de comédia.


Eu olhei vídeos de comédia. (Pretérito perfeito)
Eu olhava vídeos de comédia. (Pretérito imperfeito)
2) Eu controlo meus gastos.
Eu controlei meus gastos. (Pretérito perfeito))
3) Fernanda conserta computadores.
Fernanda consertou computadores. (Pretérito perfeito)
Fernanda consertou computadores. (Pretérito imperfeito)
4) Jean cria programas de computador.
Jean criou programas de computador. (Pretérito perfeito)
Jean criava programas de computador. (Pretérito imperfeito)
5) O professor entrega os trabalhos.
O professor entregou os trabalhos. (Pretérito perfeito)
O professor entregava os trabalhos. (Pretérito imperfeito)
6) As alunas chegam cedo à escola.
As alunas chegaram cedo à escola. (Pretérito perfeito)
As alunas chegavam cedo à escola. (Pretérito imperfeito)
7) Falta cadeira aqui. Faltou cadeira aqui. (Pretérito perfeito)
Faltava cadeira aqui. (Pretérito imperfeito)
8) Os amigos abraçam-se.
Os amigos abraçaram-se.(Pretérito perfeito)
Os amigos abraçavam-se. (Pretérito imperfeito)

2- Complete as frases com os verbos e tempos solicitados entre parêntese, de acordo com

a pessoa verbal.

a) Vários passageiros se levantaram para ajudar. (levantar/ pretérito perfeito)

b) Aos domingos os netos visitavam aos avós, agora velhinhos. (visitar/ pretérito imperfeito)

c) Mariana estuda em uma boa escola. (estudar/ presente)

d) Mário escolhera o nome do filho antes de registrá-lo. (escolher/ pretérito mais que

perfeito).

e) Hoje à tarde irei ao cinema. (ir/ futuro do presente).


f) Faríamos uma grande festa se todos colaborassem. (fazer/ futuro do pretérito).

ora, vamos ver se vocês podem identificar quando devemos usar o pretérito
perfeito e o imperfeito em Português.

Exercícios de Pretérito perfeito e Imperfeito: Complete as


frases
11. (comprar) Antigamente, eu sempre ________ camisas naquela loja.
12. (comprar) Ontem, eu ________ uma camisa naquela loja.
13. (correr) Antigamente, Pedro e Paulo ________ todos os dias.
14. (correr) Eu ________ na maratona do Rio.
15. (falar/pagar) Enquanto eu ________ com o gerente ele ________ a conta.
16. (falar) Ontem, eu ________ com o gerente.
17. (viajar/estar) Quando nós ________ para o Rio de Janeiro, o clima ________
perfeito.
18. (chegar) Eles ________ ao aeroporto ontem à noite.
19. (entender/dizer) Eu não ________ nada do que você ________ . Pode repetir?
20. (beber) No passado, João ________ todos os fins de semana.

Complete as frases

21. Antigamente, eu sempre comprava camisas naquela loja.


22. Ontem, eu comprei uma camisa naquela loja.
23. Antigamente, Pedro e Paulo corria todos os dias.
24. Eu corri  na maratona do Rio.
25. Enquanto eu falava com o gerente ele pagava a conta.
26. Ontem, eu falei com o gerente.
27. Quando nós viajamos para o Rio de Janeiro, o clima estava perfeito.
28. Eles chegaram ao aeroporto ontem à noite.
29. Eu não entendi nada do que você disse. Pode repetir?
30. No passado, João bebia todos os fins de semana.