Você está na página 1de 31

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO

Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”


PPG Solos e Nutrição de Plantas

Propriedades eletroquímicas da MOS: origem e


tipos de cargas elétricas, reações químicas e
interações (adsorção redox e CTC)
Manuela F. C. S. Pereira
Otávio Goulart de Almeida
Thayana Azevedo Lopes
Solange Garcia Holschuch
Piracicaba, 13 de abril de 2018 1
Conceito

O que é o solo?

2
Conceito

O solo nada mais é que um sistema vivo, em contínua evolução.


Nele vivem milhares de organismos ligados diretamente à
matéria orgânica do solo (MOS), que oferece a eles energia e
nutrientes para sua sobrevivência.

3
Conceito

A dinâmica da MOS desempenha um papel


sobre a possibilidade de aproveitamento
dos recursos naturais, através da ciclagem
do carbono, dos nutrientes e da energia.

- M.O → 5%
- Compostos minerais → 45%
- Solução do solo (líquido) → 25%
- Gases → 25% gases
4
Coloides?

- - --  Partículas menores que 1 µm (quanto < o


tamanho de uma partícula, > superfície
-
- -- específica , > reatividade)

 Dois tipos de partículas coloidais no solo


(+ ativas): Argila e Matéria orgânica 
responsáveis por reter nutrientes e trocar
nutriente com a solução do solo  CTC
do solo

 ↓ CTC resulta em ↓ adsorção de cátions


e, consequentemente, ↑ lixiviação

7
Coloides?
Um das formas estruturais de coloides

Agregados de SH

8
Coloides - ASE

9
Substâncias húmicas

São incluída da faixa dos


coloides e, por sua vez são
classificadas com base na solubilidade
em meio aquoso em :

- Ácidos fúlvicos
- Ácidos húmicos
- Humina

10
Influencia da MOS na CTC

A importância da MO no
solo é por apresentar
elevadas ASE e CTC 
Elevação da CTC de solo
brasileiros

11
Importância das subs. húmicas para CTC dos solos tropicais

Solo de clima tropical


Solo de clima temperado  Solos mais velhos;
 Solos mais jovens;  Predomínio de argilas 1:1
 Menor ação do (baixa atividade)
intemperismo;  MOS contribui para elevar a
 Argilas 2:1 (alta atividade) CTC solo;
 Elevada CTC.  Sustâncias húmicas são
importantes.

12
Origem das cargas negativas dos coloides do solo

Cargas permanente e cargas dependentes de pH

Apresenta dois tipos de cargas, as cargas permanentes e as cargas dependentes


de pH. As cargas permanentes tem origem na formação do mineral ou por
substituição isomórfica (mais abundante em solos temperados). Em regiões
tropicais, maior parte das cargas é dependente do pH.

Cargas dependentes de pH: variação do pH determina a


quantidade e o caráter (negativo ou positivo) das cargas
13
Origem das cargas negativas de coloides MOS

14
Compostos que geram cargas

• Ácidos húmicos: apresentam mais C e menos O2, consequentemente,


tem uma massa maior (tamanho) que os ácidos fulvicos. Além disso,
os ácidos húmicos apresentam estágio mais avançado de
humificação.

• Entretanto, os ácidos fúlvicos tem mais agrupamentos de COOH por


unidade de massa, isso faz com que os ácidos fulvicos tenham uma
acidez e uma maior troca catiônica (> CTC) que os ácidos húmicos.

15
CTC e MOS

H+ Ca++
Al ++++ K+

- -- -
Ca++ Mg++
--
Ca++ - -
-- - - -- -
- -
Mg++
-
- - -- -- -
Ca++
K+
- Mg++
-
Mg++ Al ++++
Ca++ H+ K+ Ca++
- --
- - - - -- - - -
- - - -- -
Al ++++ K+
-- - - K+
- K +

- - -
H+
Mg ++
Ca - - - -
++ H+ - --
- - Mg
Ca++ H+ Al ++++ Mg++ -- - ++

- 17
CTC

CTC = capacidade do solo de reter cátions e troca-los


estequiometricamente, expressa por cmol de cargas
positivas que podem ser adsorvidos por unidade de
massa (MOS)

18
Interações que geram a CTC

Adsorção = atração dos íons da solução do solo pelos coloides

19
Adsorção e CTC
Modelo de dupla camada difusa

20
Adsorção e CTC
Troca catiônica

Processo reversível de substituição de cátions


com cargas equivalentes (Na++ → 2H+)

21
Reações de complexação e quelação

Complexação: reação de um íon


metálico com um composto orgânico Ácido Íon
(ácidos húmicos) através da partilha húmico metálico
de pares de elétrons (ligação
iônica/covalente coordenada).

Quelação: O ligante pode se ligar ao


íon metálico com dois ou mais grupos Íon
Ácido
funcionais doadores para formar uma húmico metálico
estrutura de anel (ligação do metal
em forma de pinça).
22
Adsorção x Complexação x Quelação

Ligação eletrostática do íon de Zn pela carga da


superfície do ácido húmico.

Ligação covalente coordenada com a partilha de um


par de elétrons. O íon de Zn torna-se parte integral
da molécula de ácido húmico.

Ligação covalente coordenada - O íon de Zn se ligar


em 2 ou mais grupos funcionais doadores para
formar uma estrutura de anel.

23
Classificação

 Monodentado

 Didentado

 Polidentado

íon

AH AH

24
Afinidade dos grupamentos funcionais em compartilhar elétrons

A afinidade do ligante é determinada pela capacidade de


compartilhar elétrons com o íon metálico.

25
Afinidade dos cátions segue a ordem de Irving-Willians

A afinidade é função do grau de polarização do cátion, nº de


coordenação e da eletronegatividade.

26
Cátions metálicos

Ca+2 Cu+2 K+

Mg+2 Zn+2


 Nutrientes: essenciais para o crescimento das plantas, podendo ser
trocados por H+.

 Metais pesados – toxidez


27
Equilíbrio das reações de complexação e quelação

Constante de estabilidade

M+L ML K𝑓 = [ML]/[M][L]

pH : modifica as espécies ligantes (AH) -> afeta a


disponibilidade

Solos alcalinos: o metal pode sofrer precipitação

Controle da acidez: aumento das reações com H+ e reduz


as reações principais (reações paralelas)
28
Equilíbrio das reações de complexação e quelação

29
Reações de oxirredução/ redox – Potencial Redox (Eh)

NOX

NOX : Nº de oxidação

NOX

30
Oxigênio (O2) é um importante agente oxidante

Respiração aeróbica

31
Oxigênio (O2) é um importante agente oxidante

Nitrato

Eh = 0,28 a 0,22 V

Água 32
Elementos que passam a aceitar elétrons em solos anaeróbicos

Formas reduzidas e oxidadas de vários elementos dos solos e os potenciais redox (Eh) em que cada
uma das reações redox pode ocorrer no solo quando em condições de pH 6,5

33
Considerações . . .

 Subs. Húmicas formam coloides que apresentam alta


reatividade contribuindo para as propriedades químicas do
solo.

 CTC ocorre pela adsorção de cátions nos coloides.

 Além da adsorção ocorrem outra formas de reações como:


complexação, quelação e de oxidorredução que atuam não
apenas na fertilidade do solo, mas também nas ação de
poluentes no ambiente.
34