Você está na página 1de 3

1

Universidade Save – Extensão Maxixe

Licenciatura em Psicologia Educacional

Cadeira: Diagnóstico e Intervenção dos Problemas do Desenvolvimento da Criança e do


Adolescente

Docente: dra. Maimuna Bangale

Discente: Rosa Lima Inácio Ribeiro

Introdução
Ao reflectirmos a respeito do desenvolvimento, em Erikson, percebemos uma relação entre as
crises psicossociais e as estruturas que norteiam as metas. Estas têm uma implicação
pedagógica a partir do momento em que se pode tomar iniciativa de modo a melhor intervir
em cada circunstância.

Implicações Pedagógicas da Teoria de Freud


A relação entre psicanálise e educação vem de longa data, desde que Freud demonstrou seu
interesse pela pedagogia na intenção de possibilitar uma melhor compreensão por parte dos
educadores sobre o desenvolvimento da criança e do adolescente.

Freud foi um dos pioneiros que demonstrou interesse pelas conexões que a Psicanálise e a
Educação poderiam vir a construir entre si ao longo da história, dentre elas a importância das
ligações possíveis, fornecendo, algumas ideias de como essas conexões poderiam ocorrer.

A Educação e a Psicanálise percorreram e percorrem um complexo caminho, que vai


entrelaçando seus saberes sobre o desenvolvimento do ser humano. Esse entrelaçar permitiu o
levantamento de questões relacionadas ao funcionamento psíquico do ser humano, à relação
de transferência aluno-professor, ao prazer em aprender (questão do desejo), à terapêutica da
Educação, à linguagem etc. A Psicanálise é um corpo teórico e a Educação é o discurso social.

Estas áreas, imbricaram-se em um processo de mudanças que afectou tanto uma quanto outra
no que tange suas áreas de actuação. Foi Freud que abriu o caminho para a reflexão sobre o
que é ensinar e o que é aprender.
2

A psicanálise coloca a linguagem como marca do humano, o que possibilita uma aproximação
com as questões da educação, principalmente no que diz respeito à importância que o
professor deve atribuir àquilo que a criança diz, bem como ao que é dito a ela.

Freud acreditava que as maiores conquistas da civilização foram feitas devido à sublimação
eficaz de nossos impulsos sexuais e agressivos que são originados no Id e depois canalizados
pelo Ego, conforme indicado pelo Superego. Em suas reflexões mais básicas, ele considerava
algo como pintar como um desejo sublimado potencialmente de esfregar as próprias fezes.

A sublimação é um dos mecanismos de defesa originais de Anna Freud.

Implicações Pedagógicas da Teoria de Erikson


A teoria de Erikson diz respeito ao desenvolvimento da personalidade no contexto social,
tomando em conta as várias forcas sociais na formação e desenvolvimento da personalidade
em relação a identidade, tal como reflectida na individualidade, unicidade e síntese, coerência
e continuidade, solidariedade social e domínio, cada um dos quais será examinado antes dos
estádios psicossociais da de serem discutidos. Com a sua teoria, ele forneceu elementos para a
compreensão do processo de internalização da cultura no universo inconsciente individual e
na formação da personalidade do ser humano.

O papel do ego é visto como maior do que a mera reconciliação entre a identidade e o
superego, e actuando como válvula de segurança. O ego também estabelece e sustem o
sentido de identidade, reflectidos nas seguintes áreas:

 Individualidade;
 Coerência e continuidade;
 Solidariedade social.

A identidade não é desenvolvida pelo indivíduo independentemente da sociedade mas envolve


a contribuição de ambos.

Os principais avanços de Erikson em relação a outros teóricos da Psicologia residem na


compreensão de que o desenvolvimento humano é um processo contínuo que não se encerra
na adolescência, mas perpassa a vida adulta até a velhice e que ele não é resultado apenas de
factores biológicos, mas da articulação desses com factores sociais e individuais, destacando a
importância da cultura para o desenvolvimento saudável dos sujeitos, oferecendo um
3

arcabouço teórico extremamente rico para pensarmos um objecto tão complexo como a
educação

Considerações Finais
Freud foi o pioneiro a abordar a relação entre a Psicanálise e a educação. Freud mostrou que a
psicanálise poderia servir como um caminho para regular as falhas na educação. Sendo ela
uma mecanismo para educar até a juventude. O seu trabalho mostrou-se limitado pois ele
estudou até uma idade adolescente. Porém este facto foi continuado por Erikson.

Os legados de Erikson quanto ao desenvolvimento em seu ciclo vital expressam, que há um


sentido desejável e evolutivo em tal processo; tal desenvolvimento acontece na interacção
entre o ser singular e a comunidade/sociedade humana, havendo aspectos que se originam do
próprio ego em formação e outros que emergem do contexto social em que este se encontra; o
ciclo vital do ente singular pode promover a integração do ente particular e, portanto, sua
formação humana, ou deixar-se estagnar, regredir, e, consequentemente, mergulhar na
negatividade ou destrutividade; a formação humana realiza-se mediante o enfrentamento e
superação de forças que representam aquilo que há de negativo, regressivo ou primitivo no
próprio ser humano e também no ambiente em que vive.

Você também pode gostar