Você está na página 1de 2

ESTEJA PRONTO PARA RESPONDER

1 PEDRO 3.15
pelo contrário, santifiquem a Cristo, como Senhor, no seu coração, estando
sempre preparados para responder a todo aquele que pedir razão da
esperança que vocês têm. 1 Pedro 3.15
INTRODUÇÃO
Essa é uma ordem de Pedro que se encaixa perfeitamente nos dias de hoje.
Ele nos orienta a estarmos sempre preparados para defender a nossa fé. Para
isso devemos sempre estudar muito a palavra, sermos ávidos pelo estudo das
escrituras. Porém, Tiago nos manda não termos por ambição sermos mestres,
pois assim sendo, seremos julgados com mais rigor (Tiago 3.1). Vamos
entender melhor essa ordem, e ver se podemos cumpri-la.
Nós certamente, em algum momento da nossa caminhada cristã vamos nos
deparar com alguns questionamentos, dentre eles: “Por que você não quer sair
com a gente como antes?”, “Você não diz mais palavrão?”, “Você ficou
religioso ou qualquer coisa assim? Ou então perguntas a respeito de teologia,
tais como: O homem tem livre arbítrio?” “Deus ama mais a si mesmo ou o
homem?” “Por que Deus permite que os maus vivam?” Mas não é para esse
tipo de pergunta que Pedro nos manda estarmos preparados. Ele está a falar
de outro tipo de preparo.
O estar preparado que Pedro fala significa três coisas.
1. O PREPARO DO CORAÇÃO.

Ao se deparar com esse tipo de situação seu coração deve estar cheio
de temor ao pai, pois ele julga a todos imparcialmente. Devemos ter
coragem e uma convicção de que Deus é quem julga as intenções de
todos. Não tenha medo de passar vergonha ou de sofrer perseguição.
Nós devemos nos orgulhar por sermos indagados sobre a nossa fé, pois
assim teremos a chance de mostrar Deus a pessoas ainda cegas. Se
somos julgados pela nossa fé devemos nos alegrar, devemos nos
alegrar de sermos participantes dos sofrimentos de Cristo (1 Pedro
4.13).

2. O PREPARO DA VIDA.

O nosso testemunho já é por si só uma proteção contra tais situações.


“com boa consciência, de modo que, naquilo em que falam contra
vós outros, fiquem envergonhados os que difamam o vosso bom
procedimento em Cristo” (1 Pedro 3:16). Se estão nos perguntando a
respeito de nossa conduta isso é um sinal que estamos sendo
investigados, e se despertamos essa investigação por parte das
pessoas do mundo, é um sinal que estamos na contra direção deles,
estamos sendo diferentes. Nós fomos chamados por Cristo para sermos
distintos e não segundo “às paixões que tínheis anteriormente na
vossa ignorância; pelo contrário, segundo é santo aquele que vos
chamou, tornai-vos santos também vós mesmos em todo o vosso
procedimento” (1 Pedro 1:14-15). Todos os nossos comportamentos
anteriores agora estão sujeitos a Cristo, caso contrário, tudo que
dissermos não surtirá efeito, “Amados, exorto-vos, . . . a vos
absterdes das paixões carnais . . . mantendo exemplar o vosso
procedimento no meio dos gentios, para que, naquilo que falam
contra vós outros como de malfeitores, observando-vos em vossas
boas obras, glorifiquem a Deus” (1 Pedro 2:11-12).

3. O PREPARO DA MENTE.

“portanto, sejam criteriosos e sóbrios para poderem orar. Se


alguém fala, fale de acordo com os oráculos de Deus;” (1 Pedro 4. 1
e 11). Assim como nosso coração e nossa vida, devemos manter nossa
mente em contato com Deus, a nossa mente deve estar preparada para
agir, toda a nossa esperança deve estar em Cristo. Tudo que dissermos
deve estar alinhado com o caráter divino de Cristo.

4. COMO DAR A RESPOSTA.

Depois de estarmos, com o coração, a vida e a mente preparadas,


temos que dar a resposta, mas como? “com mansidão e temor” (1
Pedro 3:16). Mesmo se formos ridicularizados, devemos olhar para
Cristo e fazer como ele, “pois ele, quando ultrajado, não revidava
com ultraje” (1 Pedro 2:23; 3:9). Não podemos nos irar e ficar a debater
por tempos e tempos, Pedro nos dá a ordem de estarmos preparados
para justificar nossa esperança, não para sairmos vitoriosos.

5. QUAL A NOSSA RESPOSTA FINAL?

Qual é a “esperança dentro de você”? Pedro diz: “Esperai inteiramente


na graça que vos está sendo trazida na revelação de Jesus Cristo”
(1 Pedro 1:13). Um dia todos os questionadores serão respondidos, eles
vão prestar “contas àquele que é competente para julgar vivos e
mortos” (1 Pedro 4:5). Ainda que sejamos ridicularizados agora por
nosso comportamento ou por nossas respostas, lembre-se que quem
crer em Cristo “não será, de modo algum, envergonhado” (1 Pedro
2:6). Essa é a esperança que temos em nós.