Você está na página 1de 3

EXCELÊNTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA _

VARA CÍVEL DA COMARCAR DE SÃO LOURENÇO, MG.

LOJÃO CHALÉ LTDA. EPP, pessoa jurídica de direito


privado, inscrita no CNPJ sob o nº XXX, com sede e endereço
com CEP e endereço eletrônico, neste ato representada por
FABRICIO MURTA, nacionalidade, naturalidade, estado civil,
profissão, portador da cédula de identidade nº, inscrito no
CPF nº, residente e domiciliado à endereço com CEP, através
do seu advogado que subscreve, inscrito na OAB/UF Nº, com o
endereço profissional completo e CEP, onde recebe
intimações, para fins do art.77, inciso V do CPC, vem perante
Vossa Excelência, propor:

AÇÃO MONITÓRIA

Pelo o Rito Especial, fundamentação nos arts. 700 e seguintes


do CPC, em face de PEÇANHA, nacionalidade, naturalidade,
estado civil, profissão, portador da cédula de identidade,
inscrito no CPF de nº, residente e domiciliado no endereço
Rua X, nº1, bairro, CEP:XXX São Lourenço/MG, conforme os
fatos e fundamentos a seguir exposto.
I. DOS FATOS:

O Sr. Peçanha, em 31.10.2012 (quarta-feira),adquiriu


eletrodomésticos no valor de R$100.000,00 (cem mil reais),
na Loja Chalé Ltda, EPP, tendo sido emitida, na mesma data,
uma nota promissória em caráter pro solvendo no valor de
R$100.000,00 (cem mil reais), com vencimento para o dia
23.01.2013 (sexta-feira), dia útil no lugar do pagamento. Em
05.01.2017 (quinta-feira), o Sr. Fabricio Murta,
administrador e representante legal da credora, procura você
munido de toda documentação pertinente ao negócio jurídico
mencionado.
A autora pretende a cobrança judicial do valor atualizado
em com consectários legais de R$280.000,00 (duzentos e
oitenta mil reais) por não ter sido adimplida a obrigação no
vencimento pelo o devedor e restadas infrutíferas as
tentativas de cobrança amigável.

II. DO DIREITO
Conforme os documentos em anexo que evidenciam que a nota
promissória, foi emitida pelo o Sr. Peçanha, preenche todos
os requisitos para a devida cobrança.
Por conta de várias tentativas amigáveis infrutíferas, a
autora atravessa essa ação judicial
Conforme previsto nos arts 700, Caput e inciso I do Código
de Processo Civil e Sumula do STJ.

Pelo exposto, vem requerer:

1) A expedição do mandando de citação e pagamento para


que o réu pague a autora quantia de R$280.000,00
(duzentos e oitenta mil reais), no prazo de 15
(quinze) dias;
2) Condenação do Réu ao pagamento de honorários
advocatícios de 5% do valor de R$280.000,00 (duzentos
e oitenta mil reais) e custas processuais;
3) A procedência do pedido em decretar a constituição
de pleno direito, de Título Executivo judicial,
independente de qualquer formalidade, se, não
realizado o pagamento e não apresentados os Embargos
pelo o réu.

III. DAS PROVAS


Requerimento das provas documentais.

IV. VALOR DA CAUSA.


Dar-se o valor da causa de R$280.000,00 (duzentos e
oitenta mil reais.

Nestes termos, pede deferimento.

São Lourenço/MG, dia, mês, ano.

ADVOGADO (A)
OAB/UF Nº