Você está na página 1de 1

18/10/2019 E book l PRF e Stick bone | Passei Direto


      Buscar material de estudo e e… Salvo  
12

TABELA   CARACTERÍSTICAS DAS CENTRÍFUGAS DE BANCADA UTILIZADAS NA OBTENÇÃO DE AGREGADOS PLAQUETÁRIOS


Materiais de estudo
MARCA MODELO ORIGEM TIPO RAIO CENTRAL mm ÂNGULO MOTOR G A  RPM
Centribio 80-2B China Analógica 60 45° Escovas 268.32
Daiki DT4000 China Digital 60 45° Indução 268.32

Perguntas e respostas
DragonLab Duo China Digital 105 45° Indução 469.56
DragonLab A-PRF12 China Digital 105 45° Indução 469.56
DigiLab DSC-200A-2 China Analógica 106 45° Escovas 474.03
Hettich EBA20 Alemanha Digital 50 33° Indução 223.60
Minhas disciplinas
Hettich EBA200 Alemanha Digital 50 33° Indução 223.60
Intra-Lock Intraspin Alemanha Digital 50 33° Indução 223.60
Kasvi K14-0815 China Digital 48 36° Indução 214.66
Prótese Total Montserrat 80-2B China Analógica 60 45° Escovas 268.32
Montserrat Fibrinfuge25 China Digital 65 25° Indução 290.68
Prótese Fixa Ortoalresa Microcen23 Espanha Digital 91 30° Indução 406.95
Silfradent Medifuge200 Itália Digital 85 35° Indução 380.12

Prótese Removível
Spinlab Spinplus China Digital 78 45° Indução 348.82
Cálculo de FRC obtido pela Calculadora da força G do Grupo de Estudos Avançados em Agregados Plaquetários (Geacop) – <www.fibrina.com.br>. Diferentes RCFs ou forças G
sendo geradas quando submetidas à mesma rotação.
Prótese Dentária

Prótese Obtenção do compósito mineralizado em matriz de fibrina A seguir seguem três possíveis variações e suas implicações:
. Remove-se o sobrenadante imediatamente após a centrifugação
A nomenclatura empregada neste manuscrito pretende valorizar com auxílio de pipeta plástica estéril e aplica-se sobre o biomaterial
Meu Perfil o seu aspecto morfofuncional e não meramente metodológico ou particulado para enxertia. Neste caso, como a polimerização se faz
autoral. Chamamos este aglutinado de compósito mineralizado em lentamente, o tempo demandado pode ser superior a  minutos.
matriz de fibrina. Entretanto, outras nomenclaturas autorais associadas . Aplica-se o sobrenadante sobre o biomaterial em um recipiente porta
 Listas 1 como Sticky Bone™, i-Bone, Steak Bone e
aos métodos de obtenção enxerto de vidro. O contato com o vidro acelera a polimerização e o
PRF-Block™ apresentam o mesmo objetivo. tempo é reduzido significativamente para cerca de cinco minutos.
. Obtém-se um coágulo de fibrina, produzido prévia ou concomi-
 Histórico Obtenção da fibrina em fase líquida tantemente, fragmentando-o em diminutas porções misturadas
A centrifugação deve ser feita, preferencialmente, a  g/min. ao biomaterial. O soro drenado deste coágulo serve para hidratar
 Enviados Tão logo complete a centrifugação, o sobrenadante líquido deve ser o material de enxerto e o condiciona para receber a fibrina em
aspirado e utilizado, pois o tempo de trabalho para emprego clínico fase líquida. Aplicando-a diretamente sobre este conjugado, a
é de aproximadamente  minutos. Para viabilizar a aglutinação do polimerização se faz instantaneamente, podendo o compósito
biomaterial utilizando-se a fibrina em fase líquida, é necessário retardar ser completamente aglutinado em menos de um minuto.
a coagulação com o uso imperativo de tubo plástico isento de sílica.
Deste modo, obtém-se no final da centrifugação um sobrenadante Após o ciclo de centrifugação, o sobrenadante (fibrina em fase
líquido e polimerizável com tempo de trabalho suficiente para ser líquida) deve ser removido do tubo até o nível inferior do pelet leucopla-
manipulado. quetário com o auxílio de uma pipeta Pasteur estéril e aplicada sobre o
xenoenxerto, preferencialmente hidratado em soro sanguíneo (Figura ).
Variações metodológicas
Algumas variantes metodológicas podem afetar o tempo Os fragmentos de fibrina – pelo seu alto potencial hemostático
de trabalho reduzindo-o consideravelmente, como a adição de em função das plaquetas ativadas, micropartículas circulantes e rede
fragmentos de coágulo de fibrina. Esta estratégia além de aumentar rica em glicoproteínas adesivas – intensificam a polimerização do
o volume do material de enxerto, enriquece-o com conteúdo de conteúdo líquido aglutinando as partículas do biomaterial em uma
fibrina mais densa. densa rede de fibrina.

14

10

A proposta metodológica do emprego de  g durante cinco . Voltar ao paciente e aplicar o curativo.
minutos além de prover o aproveitamento do volume sanguíneo, . Ao final da centrifugação, recolher os tubos e remover o sobrenadante
aumenta a difusão sanguínea, ou seja, 14 de 22
proteínas plasmáticas e células
mononucleares presentes no fundo do tubo permeiam-se por entre as
 
de imediato utilizando pipeta Pasteur ou seringa plástica ou de vidro.
• Indicações
páginas
hemácias e direcionam-se para a região de interface entre hemácias e
plaquetas, enriquecendo-a com maior concentração proteica e celular.

– Aplicar sobre o biomaterial.
– Coletar o sobrenadante com pipeta Pasteur ou seringa com
Gamificação • Central deque
É certo ajuda • menor diminui a sedimentação, aumentando
uma força agulha calibrosa e bizel voltado para o pelet leucoplaquetário.
a concentração celular em suspensão no sobrenadante. Contudo, – Picotar um coágulo de fibrina e misturá-lo ao biomaterial.
Anuncie aqui • Blog •diminui
Política
o volumedeobtido. – Aplicar sobre o biomaterial, aguardar a polimerização e
privacidade • Termos de uso

©Conteúdo de
2019 Passei Direto 1 3 este mês. Para estudar ilimitado, ganhe pontos ou assine o Premium
https://www.passeidireto.com/arquivo/48402390/e-book-l-prf-e-stick-bone 1/1

Você também pode gostar