Você está na página 1de 47

Estudo das

Soluções
PROF: RENAN SIMÕES
Soluções

 São MISTURAS HOMOGÊNEAS na qual um SOLUTO se dispersa em um


SOLVENTE.
SOLUÇÃO = SOLUTO + SOLVENTE

 Podem ser encontrados nos três estados físicos:


 SÓLIDO: ligas metálicas (bronze, ouro 18k, aço)
 LÍQUIDO: a maioria (suco, café, soro fisiológico)
 GASOSO: ar atmosférico
Dissolução

 Fenômeno em que o soluto se dissolve no solvente.

OBS: Dissolução é acrescentar soluto ao solvente enquanto Diluição é


acrescentar solvente à solução.
Coeficiente de Solubilidade

 Indica a quantidade máxima de soluto que pode ser dissolvida em


uma quantidade fixa de solvente, a determinada temperatura e
pressão.
SOLUTO COEFICIENTE DE SOLUBILIDADE
(g/100g H2O, 20ºC e 1 atm)
Cloreto de Sódio (NaCl) 36
Açúcar (C12H22O11) 33
Sulfato de Cobre II (CuSO4) 20,7
Bicarbonato de Sódio (NaHCO3) 9,6
Cloreto de Potássio (KCl) 7,4
Hidróxido de Cálcio (Ca(OH)2) 0,16
Iodo (I2) 0,016
Classificação das Soluções

 Quanto a quantidade de soluto no meio

Insaturada: qtde de soluto < C.S.

Saturada: qtde de soluto = C.S.

Saturada com precipitado*: qtde de soluto > C.S. *MISTURA HETEROGÊNEA

Supersaturada: qtde de soluto > C.S. INSTÁVEIS


Soluções

 Quanto a dissolução da solução


Endotérmica: ↑ T ∴ ↑ C.S. Exotérmica: ↑ T ∴ ↓ C.S.
Curvas de Solubilidade
Exercícios

1. Determine qual é a quantidade máxima, em


gramas, de brometo de potássio (KBr) que pode
ser dissolvida em 200 g de água a 50ºC.
Exercícios

2. Que massa de água a 20ºC é necessária para


dissolver 1 kg de KI?
Exercícios

3. Se 200 g de sal de cozinha (NaCl) forem


adicionados a 300 g de água a 20ºC, todo o sal
se dissolverá? Caso a resposta seja negativa,
determine a quantidade de massa do sal que se
depositará no fundo do recipiente.
Exercícios

4. Uma solução de K2Cr2O7 encontra-se saturada


a 105ºC. Se esta solução passar por um
resfriamento até atingir 70ºC, qual a quantidade
de soluto que precipitou?
Exercício
5. A tabela a seguir fornece os valores de solubilidade do cloreto de sódio e do hidróxido de
sódio, em água, a diferentes temperaturas.

As informações da tabela e os conhecimentos sobre soluções permitem concluir:


(01) Soluções são misturas homogêneas.
(02) Solução saturada é uma mistura heterogênea.
(04) O hidróxido de sódio é mais solúvel em água que o cloreto de sódio.
(08) Soluções concentradas são soluções saturadas.
(16) Quando se separa o soluto do solvente, obtêm-se substâncias diferentes daquelas que foram
inicialmente misturadas.
(32) Adicionando-se 145 g de hidróxido de sódio a 100 g de água, a 20 °C, obtém-se um sistema
bifásico, que, depois de aquecido a temperaturas acima de 50 °C, apresenta-se monofásico.
Solubilidade dos Gases em Líquidos

 Gases sofrem grandes influências de dois parâmetros: Temperatura e


Pressão.

Temperatura: ↑ T ∴ ↓ Solubilidade Pressão: ↑ P ∴ ↑ Solubilidade


Concentração das Soluções

 Relação entre uma quantidade de soluto com uma de solução.


 Título em Massa ou Porcentagem em Massa(% m/m)

 Título em Volume ou Porcentagem em Volume(% v/v)

 Partes por Milhão (ppm) e Partes por Bilhão (ppb)

 Concentração Comum (g/L)

 Concentração Molar ou Molaridade (mol/L ou M)


Título em Massa ou Porcentagem
em Massa(% m/m)

𝑚𝑠𝑜𝑙𝑢𝑡𝑜 𝑚𝑠𝑜𝑙𝑢𝑡𝑜
𝜏𝑚 = 𝜏𝑚 = 𝑥 100
𝑚𝑠𝑜𝑙𝑢çã𝑜 𝑚𝑠𝑜𝑙𝑢çã𝑜
Base Decimal Base Percentual

 Parâmetro adimensional
 Varia entre 0 e 1.
Exercício

Soro fisiológico é uma solução aquosa de cloreto de sódio a 0,9% em


massa. A massa de NaCl em gramas necessária para preparar 2 litros
de soro fisiológico é: Dado: massa específica: H2O = 1 g/mL.
a) 0,9.
b) 1,8.
c) 9.
d) 90.
e) 18.
Exercício

Uma massa de 40g de NaOH são dissolvidas em 160g de água. A


porcentagem, em massa, de NaOH presente nesta solução é de:
a) 20%.
b) 40%.
c) 10%.
d) 80%.
e) 100%.
Título em Volume ou Porcentagem
em Volume(% v/v)

𝑉𝑠𝑜𝑙𝑢𝑡𝑜 𝑉𝑠𝑜𝑙𝑢𝑡𝑜
𝜏𝑉 = 𝜏𝑉 = 𝑥 100
𝑉𝑠𝑜𝑙𝑢çã𝑜 𝑉𝑠𝑜𝑙𝑢çã𝑜

Base Decimal Base Percentual

 Parâmetro adimensional
 Varia entre 0 e 1.
Exercício
Uma solução foi preparada pela mistura de 24 mL de hidróxido de
potássio e 126 mL de água. Qual é a porcentagem, em massa, de
hidróxido de potássio na solução?
Exercício
As bebidas fermentadas têm teor alcoólico menor que as destiladas: na cerveja, por
exemplo, considera-se 4°GL, aproximadamente. Nas bebidas destiladas, o teor alcoólico
é mais elevado; no uísque, por exemplo, há em torno de 45°GL. Suponha que dois amigos
resolvam ir a uma boate. Um deles toma cerveja e o outro, uísque. Nessa situação,
calcule a quantidade em volume de cerveja que o indivíduo que ingeriu essa bebida
precisaria tomar para alcançar a quantidade de álcool presente em 200mL de uísque
consumido pelo seu amigo.
O volume de cerveja calculado é:
Dados: A graduação alcoólica é expressa em °GL e indica a porcentagem em volume
na bebida.
a) 90 mL
b) 800 mL
c) 2250 mL
d) 2500 mL
e) 2750 mL
Partes por Milhão (ppm) e Partes
por Bilhão (ppb)
 Idêntico ao título mássico porém a base, ao invés de percentual, é
por milhão ou por bilhão.

𝑚𝑠𝑜𝑙𝑢𝑡𝑜 6 𝑚𝑠𝑜𝑙𝑢𝑡𝑜
𝑝𝑝𝑚 = 𝑥 10 𝑝𝑝𝑏 = 𝑥 109
𝑚𝑠𝑜𝑙𝑢çã𝑜 𝑚𝑠𝑜𝑙𝑢çã𝑜
Partes por Milhão Partes por Bilhão

 Usado quando a quantidade de soluto é muito pequena, entretanto


muito significativa. (Ex: quantidade de coliformes fecais na água)
Exercício
A água potável não pode conter mais que 5,0 · 10-4 mg de Hg por
grama. Expressa-se a concentração em ppm. Quantos ppm de
mercúrio são permitidos na água potável?
Exercício

Para que o ar que inspiramos seja considerado bom, admita que o limite máximo de
CO não ultrapasse 5 ppm num dado ambiente. Uma pessoa é colocada num
ambiente com dimensões de 12,5mx4mx10m, no qual se constata a existência de 2 L
de CO disseminados no ar.
Conclui-se com esses dados que:
a) a quantidade de CO encontrada no ambiente é igual ao limite máximo aceito.
b) a quantidade de CO encontrada no ambiente é maior que 5 ppm.
c) a quantidade de CO encontrada no ambiente é menor que o limite máximo
aceito.
d) não há risco para a pessoa que se encontra no ambiente, pois a quantidade de
CO encontrada é menor que 1 ppm.
e) se deve retirar a pessoa do ambiente com urgência, pois o limite máximo aceito
de CO foi ultrapassado em mais de 90%.
Concentração Comum

𝑚𝑠𝑜𝑙𝑢𝑡𝑜
𝐶=
𝑉𝑠𝑜𝑙𝑢çã𝑜

Unidade: g/L
OBS: Não confunda Concentração Comum com Densidade. Enquanto
a primeira é um parâmetro do soluto, a segunda é um parâmetro da
solução.
𝑚𝑠𝑜𝑙𝑢çã𝑜 𝑚𝑠𝑜𝑙𝑢𝑡𝑜 + 𝑚𝑠𝑜𝑙𝑣𝑒𝑛𝑡𝑒
𝑑= 𝑜𝑢 𝑑 =
𝑉𝑠𝑜𝑙𝑢çã𝑜 𝑉𝑠𝑜𝑙𝑢çã𝑜
Exercício

Evapora-se totalmente o solvente de 250 mL de uma solução aquosa


de cloreto de magnésio, 8,0g/L. Quantos gramas de soluto são obtidos ?
a) 8,0 g.
b) 6,0 g.
c) 4,0 g.
d) 2,0 g.
e) 1,0 g.
Exercício

Se 40,0 g de sal dissolvidos em 190 mL de água fornecem 200 mL de


solução. Calcule:
a) a concentração em g/L
b) a densidade em g/L
c) a porcentagem em massa do soluto
Concentração Molar ou
Molaridade
𝑛𝑠𝑜𝑙𝑢𝑡𝑜
ℳ=
𝑉𝑠𝑜𝑙𝑢çã𝑜

Unidade: mol/L ou M(molar)


𝑚
 Como 𝑛 = 𝑀𝑀
, então:

𝑚𝑠𝑜𝑙𝑢𝑡𝑜
ℳ=
𝑀𝑀𝑠𝑜𝑙𝑢𝑡𝑜 . 𝑉𝑠𝑜𝑙𝑢çã𝑜
Exercício

Pacientes que necessitam de raios X do trato intestinal devem ingerir


previamente uma suspensão de sulfato de bário (BaSO4). Esse
procedimento permite que as paredes do intestino fiquem visíveis
numa radiografia, permitindo uma análise médica das suas condições.
Considerando-se que em 500 mL de solução existem 46,6 g do sal,
pede-se:
a) a concentração em g/L.
b) a concentração molar.
Exercício

Quando mergulhamos uma lâmina de zinco (Zn(s)) em uma solução


aquosa de ácido clorídrico (HCl(aq)), ocorre a seguinte reação
química, com produção de cloreto de zinco e gás hidrogênio:

a) Calcule a massa de gás hidrogênio (H2) formada após o consumo


de 1 mol de Zn na reação.
b) Calcule a massa de HCc necessária para preparar 100 mL de
solução desse ácido na concentração de 0,1 mol/L.
Dados: H = 1; Cl = 35,5.
Diluição de Soluções

 Ato de adicionar solvente à solução.


 A quantidade de soluto antes da diluição é igual a depois.
 A concentração final da solução é menor.

Como 𝑚1 = 𝑚2 e
sabendo que:
𝑚
𝐶= 𝑜𝑢 𝑚 = 𝐶. 𝑉
𝑉

Então:
𝐶1 . 𝑉1 = 𝐶2 . 𝑉2
Exercício

Se adicionarmos 80 mL de água a 20 mL de uma solução 0,20 M de


hidróxido de potássio, obteremos uma solução de concentração
molar igual a:
a) 0,010
b) 0,020
c) 0,025
d) 0,040
e) 0,050
Exercício

O volume de água, em mL, que deve ser adicionado a 80 mL de


solução aquosa 0,1 M de ureia, para que a solução resultante seja 0,08
M, deve ser igual a:
a) 0,8
b) 1
c) 20
d) 80
e) 100
Vaporização de Soluções

 É processo inverso a diluição.


 Retirada de solvente através dos processos de ebulição ou
evaporação.
 A quantidade de soluto antes é igual a depois da vaporização.
 A concentração final da solução é maior.
 A fórmula é a mesma da diluição.

𝐶1 . 𝑉1 = 𝐶2 . 𝑉2
Exercício

Uma solução 0,05 M de glicose, contida em um béquer, perde água


por evaporação até restar um volume de 100 mL, passando a
concentração para 0,5 M. O volume de água evaporada é,
aproximadamente:
a) 50 mL
b) 100 mL
c) 500 mL
d) 900 mL
e) 1 000 mL
Mistura de Soluções

 Existe 3 tipos que se dividem em duas classes:

Do mesmo soluto
Sem Reação Química
Solutos diferentes que não reagem entre si

Com Reação Química Solutos diferentes que reagem entre si


Mistura de Soluções do Mesmo
Soluto
 A quantidade de soluto final é igual a soma das quantidades iniciais.

 A concentração final estará entre as concentrações mínima e


máxima iniciais.

 O volume final, em geral, é a soma dos volumes inicias das soluções.


𝑚1 + 𝑚2 + ⋯ = 𝑚𝑓

Lembrando que 𝑚 = 𝐶. 𝑉 , então:

𝐶1 . 𝑉1 + 𝐶2 . 𝑉2 + ⋯ = 𝐶𝑓 . 𝑉𝑓
Exercício

Misturam-se 200 mL de solução de hidróxido de potássio de


concentração 5,0g/L com 300 mL de solução de mesma base com
concentração 4,0g/L. A concentração final em g/L é:
a) 3,5
b) 4,0
c) 4,4
d) 5,0
e) 5,6
Exercício

Adicionando-se 600 mL de uma solução 0,25 molar de KOH a um certo


volume (v) de solução 1,5 molar de mesma base, obtém-se uma
solução 1,2 molar. O volume (v) adicionado de solução 1,5 molar é de:
a) 100 mL.
b) 1500 mL.
c) 1900 mL.
d) 2700 mL.
e) 3000 mL.
Mistura de Solutos Diferentes que
não Reagem entre Si
 A quantidade de soluto antes e após a mistura permanece
inalterada.

 Cada solução sofre individualmente um processo de DILUIÇÃO.

 O solvente das duas soluções deve ser o mesmo.

𝐶1 . 𝑉1 = 𝐶2 . 𝑉2

Obs: Devemos nos atentar para exercícios que possuem solutos com
íons comuns. Ao final do processo de diluição, a concentração do
determinado íon é a soma deles após a dissociação/ionização.
Exercício

Misturando-se 100 mL de solução aquosa 0,1 molar de KCℓ, com 100


mL de solução aquosa 0,1 molar de MgCℓ2, as concentrações molares
dos íons K+, Mg2+ e Cℓ - na solução resultante serão, respectivamente:
a) 0,05; 0,05 e 0,1
b) 0,04; 0,04 e 0,12
c) 0,05; 0,05 e 0,2
d) 0,1; 0,15 e 0,2
e) 0,05; 0,05 e 0,15
Mistura de Solutos Diferentes que
Reagem entre Si
 Como há reação química, é necessário descobrir quais
componentes estão presentes em solução ao final da reação para
determinar a concentração de cada um.

 É preciso utilizar o cálculo estequiométrico, montando uma tabela,


convertendo a concentração para número de mols ou massa dos
reagentes.

 É importante verificar se há reagente em excesso.

 O volume final, em geral, é a soma dos volumes inicias das soluções.


Exercício

100 mL de uma solução 0,2 M de HCℓ foram misturados a 100 mL de


uma solução 0,2 M de NaOH. A mistura resultante:
a) tem concentração de Na+ igual a 0,2M.
b) é uma solução de cloreto de sódio 0,1M.
c) tem concentração de H+ igual a 0,1M.
d) não conduz corrente elétrica.
e) tem concentração de OH- igual a 0,1 mol/L.
Exercício

Juntam-se 300 mL de HCℓ 0,4 M e 200 mL de NaOH 0,8 M. Quais serão


as concentrações finais do:
a) excesso se houver
b) do sal formado
Titulação

 Também conhecido como Análise Volumétrica.

 Determinação da concentração de uma solução desconhecida


(solução problema) a partir da reação com uma solução com
concentração conhecida (solução padrão).

 A titulação mais comum é a: Ácido-Base (ou Neutralização)

 Adiciona-se um indicador para identificar o ponto em que a


quantidade de soluto da solução problema acabar. Este ponto é
chamado de Ponto de Viragem.
Titulação

A partir da proporção
estequiométrica é possível
identificar a concentração da
solução problema uma vez
que.

Ex: HCℓ + NaOH ⟶ NaCℓ + H2O

Então:
𝑛𝐻𝐶ℓ = 𝑛𝑁𝑎𝑂𝐻

ℳ𝐻𝐶ℓ . 𝑉𝐻𝐶ℓ = ℳ𝑁𝑎𝑂𝐻 . 𝑉𝑁𝑎𝑂𝐻


Exercício

20 mL de uma solução de hidróxido de sódio (NaOH) são titulados por


50mL de solução 0,10 molar de ácido clorídrico (HCℓ). Calcular:
a) a molaridade da solução de hidróxido de sódio;
b) a concentração da solução de hidróxido de sódio em gramas/litro.
Massa molar do NaOH = 40 g/mol
Exercício

Para se determinar o conteúdo de ácido acetilsalicílico (C9H8O4) num


comprimido analgésico, isento de outras substâncias ácidas, 1,0 g do
comprimido foi dissolvido numa mistura de etanol e água. Essa solução
consumiu 20 mL de solução aquosa de NaOH, de concentração 0,10 mol/L,
para reação completa. Ocorreu a seguinte transformação química:

C9H8O4(aq) + NaOH(aq) ⟶ NaC9H7O4(aq) + H2O(ℓ)

Logo, a porcentagem em massa de ácido acetilsalicílico no comprimido é


de, aproximadamente: (Dado: massa molar do C9H8O4 = 180 g/mol)

a) 0,20% b) 2,0% c) 18% d) 36% e) 55%

Você também pode gostar