Você está na página 1de 16

AMPLIAÇÃO DA PCH POÇO FUNDO 11.

126-EP/EG-0619

05.19 – TELECOMUNICAÇÕES

CAPÍTULO 05.19 – TELECOMUNICAÇÕES PÁG. 0 – 16


AMPLIAÇÃO DA PCH POÇO FUNDO 11.126-EP/EG-0619

ÍNDICE

Item Assunto Página

1. OBJETIVO ..................................................................................................................................... 3

2. ESCOPO DE FORNECIMENTO ................................................................................................... 3

2.1 Satélite ........................................................................................................................................ 3

2.2 Rádio VHF .................................................................................................................................... 3

2.3 Geral ........................................................................................................................................... 4

2.4 Equipamentos e Materiais a Serem Fornecidos ............................................................................. 4

2.5 Escopo de Serviços ....................................................................................................................... 5

3. REQUISITOS DE PROJETO ........................................................................................................ 5

3.1 Projeto ........................................................................................................................................ 5

3.2 Materias ...................................................................................................................................... 6

3.3 Instrumentos e ferramentas ......................................................................................................... 6

3.4 Equipes técnicas de campo ........................................................................................................... 7

3.5 Segurança do trabalho ................................................................................................................. 7

3.6 Montagem e transporte ............................................................................................................... 8

3.7 Observações gerais ...................................................................................................................... 8

4. DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS ............................................................................ 9

5. DOCUMENTOS E DADOS A SEREM FORNECIDOS COM A PROPOSTA ........................... 10

6. REQUISITOS TÉCNICOS DO SISTEMA DE TELECOMUNICAÇÕES ......................................................... 10

7. ENSAIOS ..................................................................................................................................... 11

7.1 Geral ......................................................................................................................................... 11

7.2 Ensaios de Rotina ....................................................................................................................... 12

7.2.1 Ensaios de Rotina Físicos ............................................................................................................ 12

7.2.2 Ensaios de Rotina Funcional do Relé ................................................................................. 12

7.3 Comissionamento ...................................................................................................................... 13

CAPÍTULO 05.19 – TELECOMUNICAÇÕES PÁG. 1 – 16


AMPLIAÇÃO DA PCH POÇO FUNDO 11.126-EP/EG-0619

8 NORMAS APLICÁVEIS .............................................................................................................. 13

9 ANEXO 1 - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS REFERÊNCIADAS ............................................. 14

CAPÍTULO 05.19 – TELECOMUNICAÇÕES PÁG. 2 – 16


AMPLIAÇÃO DA PCH POÇO FUNDO 11.126-EP/EG-0619

1. OBJETIVO

Esta especificação técnica, juntamente com os itens aplicáveis do capítulo “05.01 –


Requisitos Gerais Eletromecânicos”, define os requisitos básicos para elaboração do projeto,
fabricação, inspeção e ensaios de rotina, montagem na fábrica e no campo,
comissionamento e a colocação em operação do Sistema de Telecomunicações destinado
à PCH Poço Fundo e Subestação.

2. ESCOPO DE FORNECIMENTO

Esta especificação define os requisitos básicos para o projeto, fabricação, inspeção e


ensaios na fábrica, montagem na fábrica e no campo, comissionamento, a colocação em
operação e aos ensaios do Sistema de Telefonia, Satélite e Rádio VHF, destinado a PCH
Poço Fundo.

2.1 Satélite

Para dotar a PCH Poço Fundo de canais de voz e de dados para o Sistema Digital de
Supervisão e Controle, para o Sistema de Proteção, para o Sistema de Medição de
Faturamento, para o Sistema de Medição de Nível, para a Rede Coorporativa, e para o
Sistema de CFTV, deverá ser previsto um sistema de telecomunicações via satélite, dotado
de um canal de fonia e um canal de dados.

Será necessário preparar uma infraestrutura para instalação de uma antena para
comunicação com o satélite próximo a Casa de Controle e um conjunto de dutos desde a
base da antena até a casa de controle, onde serão instalados os equipamentos para prover
os canais de voz e de dados.

Esta infraestrutura deverá ser executada conforme documento 02112-TI/TC-313 -


ESTAÇÃO TERMINAL DE SATÉLITE - DIAGRAMA, PLANTA E DETALHES.

Em outro ponto de enlace de dados, chamado de Centro de Operação Remoto, COR, em


Local a ser definido posteriormente, deverão ser instalados equipamentos para permitir a
supervisão e o controle remoto da Usina. As características deste sistema deverão ser
definidas em função da operadora contratada.

2.2 Rádio VHF

A usina será dotada ainda de um sistema comunicação local através de rádio VHF, para
atender as equipes de operação e manutenção. Este sistema será composto pelos seguintes
equipamentos básicos:

 1 (uma) estação fixa, composta de um transceptor VHF/FM;


 2 (duas) estações portáteis, composta por um transceptor portátil VHF/FM cada;
 1 (uma) bateria chumbo-ácida selada;

CAPÍTULO 05.19 – TELECOMUNICAÇÕES PÁG. 3 – 16


AMPLIAÇÃO DA PCH POÇO FUNDO 11.126-EP/EG-0619

 1 (uma) antena colinear omnidirecional com faixa de freqüência de operação de


160 a 170 MHz;
 1 (um) conjunto de cabos coaxiais e demais acessórios;
 3 (três) carregadores de baterias individuais com alimentação 220 Vca,
monofásica.

Caso a usina não se situe em local livre de interferências, os rádios deverão ser fornecidos
com sub-tom na freqüência de 91,5 Hz. A antena da estação móvel deverá ter 3 dB de ganho.

Os rádios VHF (fixo, móveis e portáteis) deverão operar na faixa de freqüência de 160 a 170
MHz.

Os rádios (transceptores) portáteis devem ser fornecidos com capa de couro e bateria
reserva.

2.3 Geral

 Todos os materiais, equipamentos, documentos e a engenharia necessária à


montagem, testes e operação dos equipamentos da Usina/Subestação deverão
ser incluídos no escopo de fornecimento;

 O FORNECIMENTO deverá ser integralmente realizado de forma a assegurar a


operação de forma satisfatória e confiável, independentemente dos requisitos
constarem ou não de modo explícito nos documentos do CONTRATO.

 O Sistema de Telecomunicações deverá ser fornecido completo com todas as


partes e acessórios necessários a seu funcionamento, assim como sua integração
com os demais sistemas fornecidos para a ampliação da usina.

 Deverão ser fornecidos manuais de instrução, programação, operação e


manutenção e eventuais softwares de programação e diagnóstico.

2.4 Equipamentos e Materiais a Serem Fornecidos

Os equipamentos a serem fornecidos deverão ser fabricados, inspecionados, testados,


transportados e entregues de acordo com os requisitos técnicos definidos nesta
Especificação Técnica.

A CONTRATADA deverá, salvo onde especificado em contrário, prover toda a mão-de-obra,


serviços, materiais (cabeamento estruturado, fibras ópticas, parafusos, abraçadeiras, cabos,
dutos, conectores, blocos, DIDs, DIOs, DGOs, Racks, Gabinetes, telefones, suportes para
antenas, antenas, barras de aterramento, esteiramentos, eletrocalhas etc.), instalações e
componentes necessários ao completo fornecimento dos equipamentos e sistemas aqui
especificados.

CAPÍTULO 05.19 – TELECOMUNICAÇÕES PÁG. 4 – 16


AMPLIAÇÃO DA PCH POÇO FUNDO 11.126-EP/EG-0619

Faz parte do escopo o fornecimento de cabos ópticos, cabos de rede, rack de


telecomunicações completo, switches industriais, minicentral telefônica digital (mínimo de 4
linhas) e demais dispositivos necessários para o correto funcionamento do sistema
especificado.

A contratação de serviço de comunicação de dados e voz via satélite com dois pontos de
recebimento, será ser feita pela CONTRATANTE.

2.5 Escopo de Serviços

A CONTRATADA será a única responsável pela execução completa e detalhada de todo o


projeto executivo, pela fabricação, ensaios, transporte, montagem, pré-comissionamento e
comissionamento e treinamento referente ao Sistema de Telecomunicações, conforme
detalhado abaixo:

 Elaboração de Projeto executivo completo, incluindo equipamentos, desenhos de


arranjo geral, conjuntos e detalhes dos componentes, memórias de cálculo,
especificações, lista de materiais, diagramas esquemáticos e fiação interna,
arquitetura, catálogos de instrumentos e componentes, instruções detalhadas
para testes de campo e comissionamento, manuais de instruções de transporte,
montagem, operação e manutenção.

 Serviços de montagem, instalação/integração e comissionamento do Sistema de


Telecomunicações;

 Elaboração de um plano de Inspeção e Testes (PIT) de fábrica a ser apresentado


para a CONTRATANTE para aprovação;

 Elaboração de um roteiro de testes de campo (ITC), incluindo as instruções para


controle de qualidade, roteiro de inspeções e teste, com emissão de relatórios e
certificados de ensaios. Esse roteiro também deve ser apresentado para
aprovação da CONTRATANTE;

3. REQUISITOS DE PROJETO

3.1 Projeto

Todos os materiais constantes no projeto (parafusos, abraçadeiras, cabos, cordões,


conectores, DGT, DID, DGO, Racks, Gabinetes, suportes para antenas, barras de
aterramento, esteiramento, etc.) deverão ser listados e fornecidos.

CAPÍTULO 05.19 – TELECOMUNICAÇÕES PÁG. 5 – 16


AMPLIAÇÃO DA PCH POÇO FUNDO 11.126-EP/EG-0619

Toda a aprovação dada pela CONTRATANTE aos projetos, não isenta a CONTRATADA e
executante dos serviços quanto à responsabilidade da exatidão dos projetos e serviços
dentro das especificações técnicas e normas aplicáveis.

A contratada deverá efetuar a limpeza de todo o local, após a conclusão da obra.

Ao proponente caberá todo o detalhamento, tanto da lista de materiais quanto dos itens de
serviços, visto que este escopo é orientativo, não devendo incorrer em ônus de qualquer
natureza para a CONTRATANTE, qualquer falta detectada posteriormente.

O projeto e o detalhamento de todos componentes e equipamentos incluídos no


fornecimento deverão obedecer às diretrizes desta Especificação Técnica.

No caso de discordância entre estas diretrizes e Normas ou outros documentos de


referência, o assunto deverá ser objeto de mútuo acordo entre a CONTRATADA e a
CONTRATANTE. Não havendo acordo mútuo, prevalecerá o prescrito na Especificação
Técnica.

Exceto quando explicitamente exigido de outra forma nesta especificação, as Normas da


ABNT, TELEBRAS e da CONTRATANTE relacionadas a seguir, em vigor 30 dias antes da
data de início da vigência do Contrato, deverão ser aplicadas aos equipamentos
especificados.

Outras normas poderão ser aceitas desde que, submetidas à apreciação, seja autorizado
pelo CONTRATANTE.

3.2 Materias

Todos os materiais a serem usados na fabricação dos equipamentos deverão ser novos e
da mais alta qualidade, livres de defeitos e imperfeições e devem estar de acordo com as
recomendações das Normas ABNT aplicáveis.
Os bastidores para instalação dos equipamentos deverão seguir os padrões:

 02112-TI/TC-1852 - Bastidor 42U/19” (com planos fixos);


 02112-TI/TC-1853 - Bastidor 42U/19” (com plano basculante);
 02112-TI/TC-1854 - Bastidor 44U/19” Aberto.

3.3 Instrumentos e ferramentas

A contratada deve prover os instrumentos / ferramentas adequados à execução da


montagem e pré-testes. Antes do início da fase de montagem e pré-testes, a contratada

CAPÍTULO 05.19 – TELECOMUNICAÇÕES PÁG. 6 – 16


AMPLIAÇÃO DA PCH POÇO FUNDO 11.126-EP/EG-0619

deverá apresentar a CONTRATANTE os certificados de aferição de todos os instrumentos


que serão utilizados.

3.4 Equipes técnicas de campo

Serão exigidas, para os encarregados de cada atividade, as formações mínimas abaixo


relacionadas com suas respectivas comprovações:
Encarregado de montagem: Formação básica em Segurança do Trabalho e treinamento da
NR-10, com comprovação mediante apresentação de Certificados, comprovação de
experiência na supervisão de atividades de obras de sistemas de Telecomunicações,
conhecimento e interpretação de projetos de sistemas de Telecomunicações.

Encarregado de teste: Formação em Eletrônica/telecomunicações, com comprovação


mediante apresentação de CREA. Formação básica em Segurança do Trabalho e
treinamento da NR-10, com comprovação mediante apresentação de Certificados,
comprovação de experiência na supervisão de atividades de ensaios em equipamentos de
telecomunicações com interpretação dos resultados obtidos.

A Contratada deverá, no início de cada obra, estabelecer a composição das equipes de


montagem e de pré-testes, adequando-as ao cronograma do empreendimento e
submetendo-as à apreciação da fiscalização da CONTRATANTE. Qualquer alteração
posterior estará condicionada à expressa aprovação da fiscalização da CONTRATANTE.

3.5 Segurança do trabalho

Os serviços que dependerem de desligamentos deverão ser, formalmente, solicitados a


CEMIG, com antecedência mínima de 15 (quinze) dias, de forma a viabilizar a conclusão do
processo interno de autorização dos trabalhos em tempo hábil. O tempo necessário aos
trabalhos e a definição das equipes deverão ser, previamente, discutidos e acordados com
a fiscalização.

Os contatos para a definição das datas e horários dos desligamentos estarão a cargo da
fiscalização. Os Pedidos de Liberação de Equipamentos (PLE) serão encaminhados pela
CONTRATANTE, mediante prévia análise dos tempos e métodos executivos da contratada.

Nos Pedidos de Liberação de Equipamentos, o encarregado da Contratada será indicado


como Supervisor de Serviço, cabendo-lhe todas as responsabilidades constantes nas

CAPÍTULO 05.19 – TELECOMUNICAÇÕES PÁG. 7 – 16


AMPLIAÇÃO DA PCH POÇO FUNDO 11.126-EP/EG-0619

normas da CONTRATANTE, não sendo permitida sua ausência do local de trabalho durante
as atividades, sob pena de paralisação imediata dos serviços.

Os pedidos de liberação de equipamentos poderão ser cancelados / reprogramados, sem


ônus para a CONTRATANTE, caso na data programada o sistema elétrico não permita a
liberação do equipamento para a realização dos serviços.

Demais itens relativos a segurança conforme padrões da MS.

3.6 Montagem e transporte

Compreendem os requisitos de montagem de telecomunicações, a especificação abaixo


discriminada:
02112-OT/CT8-1 - ESPECIFICAÇÃO GERAL PARA MONTAGEM ELETROMECÂNICA
DE SISTEMAS DE TELECOMUNICAÇÕES E TRANSMISSÃO DE DADOS.

O início das montagens deverá ser comunicado formalmente à fiscalização da


CONTRATANTE com antecedência mínima de três dias úteis, a fim de que se possa prever
e otimizar a presença da fiscalização.

A conferência, transporte, carga e descarga estarão a cargo da Contratada e deverão


atender aos critérios básicos de segurança em vigor e ao item correspondente da
“Especificação Geral Para Montagem Eletromecânica de Sistemas de Telecomunicações e
Transmissão de Dados”.
Em um prazo máximo de 10 (dez) dias, contados a partir do recebimento dos equipamentos,
a contratada deverá apresentar à fiscalização a eventual relação de peças faltantes,
irregularidades, etc., para que a CEMIG providencie, em tempo hábil, a reposição das peças
ou sane as irregularidades, sem o comprometimento dos prazos. Após este prazo, todo
atraso da obra, decorrente da falta de material ou qualquer outra irregularidade, será de
responsabilidade da contratada.
As sobras de materiais e equipamentos deverão ser devidamente selecionadas,
relacionadas, embaladas e identificadas para devolução a CONTRATANTE.

3.7 Observações gerais

As atividades terão que ser feitas em conformidade com a “Especificação Geral para
Montagem de Sistemas de Telecomunicações e Transmissão de Dados” e “Procedimentos

CAPÍTULO 05.19 – TELECOMUNICAÇÕES PÁG. 8 – 16


AMPLIAÇÃO DA PCH POÇO FUNDO 11.126-EP/EG-0619

para pré-testes”, que serão complementadas com os projetos que serão elaborados pela
contratada.
A CONTRATADA deverá, ao final da obra, entregar as dependências da instalação nas
mesmas condições constatadas quando do início da obra.
A execução de qualquer serviço adicional deverá ser precedida de criteriosa análise da
CONTRATANTE, contemplando as implicações legais associadas e seu efetivo
desenvolvimento, e estará condicionada à expressa autorização da fiscalização da
CONTRATANTE. A CONTRATANTE não se responsabilizará pela indenização de serviços
que tenham sido executados sem que tais providências tenham sido tomadas.

As exigências legais da ABNT, CREA, FEAM, IEF e outros órgãos públicos terão que ser
cumpridas pela Contratada.

As atividades deverão ser executadas, preferencialmente, durante a jornada normal de


trabalho. Se, entretanto, houver necessidade da realização de horas extras para a
compensação de atrasos no andamento do Empreendimento ou alterações do escopo dos
serviços, estas serão programadas na execução de atividades que, em princípio, dispensem
o acompanhamento da fiscalização, por permitirem, em seus controles, apenas,
conferências visuais.

4. DOCUMENTOS A SEREM APRESENTADOS

Após a adjudicação do contrato, a CONTRATADA deverá apresentar para aprovação os


desenhos e documentos abaixo relacionados, dentro dos prazos estipulados no cronograma
de fornecimento.

 Cronograma de fabricação;
 Lista completa, com números, títulos e datas de emissão, dos desenhos que serão
submetidos à aprovação;
 Desenhos gerais de instalações, arranjos e construção do equipamento, com
dimensões externas, incluindo os acessórios, plantas cortes e detalhes, diagramas
esquemáticos, arranjo de telecomunicações, desenhos de fixação e interligação,
estimativas de peso, memórias de cálculo (se aplicável), diagramas, etc.;
 Detalhes técnicos dos equipamentos;
 Manual de instruções de manuseio, transporte e montagem, no qual deverão estar
incluídas informações detalhadas quanto ao sistema de marcação adotado durante
a fabricação, indicação de pontos de apoio. As informações para transporte,
deverão incluir descrição detalhada dos itens e dispositivos fornecidos como

CAPÍTULO 05.19 – TELECOMUNICAÇÕES PÁG. 9 – 16


AMPLIAÇÃO DA PCH POÇO FUNDO 11.126-EP/EG-0619

equipamento solto se houver. Também serão incluídas instruções sobre o tipo de


armazenamento dos equipamentos no local da obra, antes de sua montagem.
 A parte referente à montagem deverá conter instruções completas para a
orientação do supervisor de montagem e da firma montadora, informando todos os
procedimentos de montagem e ajustagem dos componentes. Deverão ser
incluídos desenhos que mostrem claramente as referências e marcações de
montagem, além das instruções quanto à seqüência de ajustagem dos
componentes.
 Relatórios dos ensaios de rotina, se aplicável;
 Instruções e roteiro para testes de campo, incluindo as diretrizes a serem seguidas
e os métodos a serem adotados para verificar a montagem e o desempenho dos
equipamentos;
 Deverão incluir uma descrição de procedimentos de preparação para os testes,
listagem de todos os instrumentos a serem utilizados e sua finalidade e tabelas
para registro das medições dos parâmetros a serem verificados;
 Manual de operação e manutenção, no qual deverão constar todas as informações
requeridas pelo pessoal de manutenção e operação;
 Um roteiro de inspeção dos equipamentos na fábrica, contendo, para cada
componente do equipamento, a descrição dos testes a serem feitos, a ação do
inspetor e a identificação da etapa de fabricação e as quantidades a serem
inspecionadas.

Toda a documentação elaborada deverá também seguir os requisitos indicados no


CAPÍTULO 3 - REQUISITOS GERAIS DA DOCUMENTAÇÃO DE PROJETO.

5. DOCUMENTOS E DADOS A SEREM FORNECIDOS COM A PROPOSTA

Conforme capítulo 4.

6. REQUISITOS TÉCNICOS DO SISTEMA DE TELECOMUNICAÇÕES

Este item estabelece os requisitos técnicos adicionais aos dos documentos listados no
ANEXO 1 - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS REFERÊNCIADAS necessários para projeto,
fabricação, montagem, ensaios na fábrica e no campo, e entrega dos quipamentos que
compõem o Sistema de Telecomunicações.

Cada painel/gabinete de sistema de telecomunicações será alimentado a partir do circuito


de CC proveniente dos Serviços Auxiliares da Usina. Cada alimentador, na entrada dos
painéis, deverá ser protegido por minidisjuntores que sejam facilmente coordenados com os
disjuntores dos alimentadores do Quadro de Distribuição CC da Usina.

CAPÍTULO 05.19 – TELECOMUNICAÇÕES PÁG. 10 – 16


AMPLIAÇÃO DA PCH POÇO FUNDO 11.126-EP/EG-0619

O sistema de telecomunicações deverá ser integrado ao SDSC (Sistema Digital de


Supervisão e Controle), por meio de comunicação via rede, de forma que o SDSC receba
todas as mensagens de eventos e alarmes.

O SWITCH a ser fornecido para o sistema de telecomunicações deverá ser de padrão


industrial e gerenciável.

O SWTICH deverá possuir as seguintes características mínimas:


 8 portas 10/100 Base TX/POE+;
 2 portas 1000 Base TX ou SFP de uplink;
 16 portas FE (Fast Ethernet) SFP port ;
 Fonte AC/DC (88-300VDC/85-264VAC) modular.
 IOS LAN Base image

Como modelo de referência para as demais características e funcionalidades do SWITH,


cita-se o modelo CISCO CGS 2520-16S-8PC.

7. ENSAIOS

7.1 Geral

 Os ensaios de Rotina deverão ser aplicados em todos os equipamentos do


FORNECIMENTO;

 Todos os ensaios deverão ser executados na presença de um INSPETOR da


CONTRATANTE, a menos que seja dada autorização escrita em contrário;

 Todos os equipamentos/sistemas que compõem o FORNECIMENTO deverão ter


desempenho comprovado por ensaios a serem realizados em Fábrica e no
Campo;

 Um Certificado de Ensaio deverá ser emitido para cada ensaio;

 A CONTRATADA deverá submeter, para aprovação da CONTRATANTE, com


pelo menos 60 dias de antecedência do início do primeiro Ensaio, uma Lista
detalhada com respectivo Cronograma, de todos os ensaios requeridos. Esta Lista
deve incluir no mínimo os testes requeridos ao longo deste item, exceto nos casos
para os quais CONTRATANTE aceite certificados;

 Toda a documentação de projeto, catálogos, esquemáticos de CC e CA


aprovados, Listas de Materiais e Equipamentos e de Peças de Reserva, etc.,
deverão estar à disposição dos inspetores.

CAPÍTULO 05.19 – TELECOMUNICAÇÕES PÁG. 11 – 16


AMPLIAÇÃO DA PCH POÇO FUNDO 11.126-EP/EG-0619

7.2 Ensaios de Rotina

Todos os ensaios de rotina deverão ser executados antes do embarque, nas


instalações da CONTRATADA, em todos os equipamentos cobertos por esta
ESPECIFICAÇÃO, sem qualquer custo adicional para CONTRATANTE.

Caso algum dos ensaios realizados antes do embarque constate alguma deficiência,
cuja correção a CONTRATANTE aceite por escrito que seja efetuada posteriormente
no campo, então a CONTRATADA poderá efetuar o embarque do(s) item(s)
envolvido(s) desde que seja emitida pela CONTRATANTE uma correspondência
específica sobre a questão.

7.2.1 Ensaios de Rotina Físicos

A finalidade destes ensaios ou inspeções é verificar a correta ligação da fiação e o


isolamento dos equipamentos, bem como a integridade e acabamento finais.

Deverá ser verificada a fiação completa baseada na última revisão da Tabela de


Fiação, de modo a garantir a sua correta execução e identificação. Duas (2) cópias
completas do projeto deverão estar disponíveis para a realização dos ensaios.

Os circuitos alimentação e controle de controle CA e CC deverão ser energizados com


a tensão de projeto com todos os dispositivos ligados. Os circuitos deverão
permanecer energizados por um período mínimo de modo a demonstrar a integridade
dos componentes a tensão nominal. Todos os circuitos deverão ser energizados e
testados simultaneamente de modo a assegurar a inexistência de inversões entre os
circuitos.

Deverá ser realizada uma inspeção visual de cada painel acabado de modo a
comprovar que todos os componentes apresentam uma boa fixação mecânica e que
não há qualquer imperfeição de pintura ou de acabamento final. Esta inspeção deverá
ser efetuada logo antes do empacotamento do equipamento, inclusive verificando se
os principais componentes, especialmente os facilmente extraíveis, encontram-se em
sua posição correta de transporte.

Deverá ser demonstrado o correto funcionamento de todos os demais dispositivos


independentes ou parcialmente independentes. Ensaios realizados nos locais de
fabricação não serão aceitos em substituição a estes ensaios. Todos estes
dispositivos deverão demonstrar que após terem sido energizados por um mínimo de
quinze minutos à tensão nominal (CA ou CC), continuam operando satisfatoriamente
se a tensão de controle variar dentro dos limites estabelecidos.

7.2.2 Ensaios de Rotina Funcional do Relé

a) Todas as funcionalidades do sistema de telecomunicações deverão ser


testadas individualmente;

CAPÍTULO 05.19 – TELECOMUNICAÇÕES PÁG. 12 – 16


AMPLIAÇÃO DA PCH POÇO FUNDO 11.126-EP/EG-0619

b) Nesses ensaios cada equipamento deverá ser configurado e funcionalmente


ensaiado em fábrica quanto aos seus requisitos básicos;

7.3 Comissionamento

 Verificação individual das características funcionais e de desempenho de cada


sistema e equipamento no seu local definitivo de trabalho, de modo a provar que
irão funcionar de acordo com os requisitos definidos nesta Especificação Técnica,
intergrado com os demais sistemas;

 Ensaios de integração: concomitantemente aos demais Sistemas integrados ao


Sistema de Telecomunicações, para atestar as comunicações digitais entre os
diversos dispositivos e sistemas;

 Todos os equipamentos e materiais necessários para a execução desses testes,


são de inteira responsabilidade da CONTRATADA.

8 NORMAS APLICÁVEIS

Os projetos executivos deverão utilizar a simbologia adotada pela CEMIG para identificação
dos equipamentos/materiais elétricos, conforme NDs 3.1 e 3.2.

CAPÍTULO 05.19 – TELECOMUNICAÇÕES PÁG. 13 – 16


AMPLIAÇÃO DA PCH POÇO FUNDO 11.126-EP/EG-0619

Os projetos, características, materiais, fabricação, montagem e testes deverão considerar


as recomendações e os padrões estabelecidos pelas normas técnicas das seguintes
entidades:

ABNT - Associação Brasileira de Normas Técnicas;


AIEE - American Institute for Electrical Engineers;
ANSI - American National Standards Institute;
ASA - American Standards Association;
IEC - International Electrotechnical Commission;
IEEE - Institute of Electrical and Electronics Engineers;
ISA - Instrument Society of American;
ISO – International Organization for Standardization;
NEC – National Electrical Code;
NEMA – National Electrical Manufactures Association;
MTE – Ministério do Trabalho e Emprego

Exceto quando explicitamente exigido de outra forma nesta Especificação, destaca-se que
as normas abaixo relacionadas e/ou suas respectivas atualizações/substituições quando
aplicáveis deverão prevalecer:

NBR 5410 Instalações elétricas de baixa tensão -


Especificação

NR 10 Segurança em Instalações e Serviços em


Eletricidade

IEC 61000-3 Eletromagnetic Compatibility (EMC) – Part 3:


Limits

IEC 61000-4 Eletromagnetic Compatibility (EMC) – Part 4:


Testing and measurement techniques

As normas e documentos complementares citados pelas normas acima referenciadas são


aplicáveis mesmo não sendo citados por esta especificação.

Outras normas poderão ser aceitas, a critério da CONTRATANTE, se a CONTRATADA


apresentar comprovantes que estas normas são pelo menos equivalentes às normas acima
especificadas.

9 ANEXO 1 - ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS REFERÊNCIADAS

02.112-TI/TC-313 - ESTAÇÃO TERMINAL DE SATÉLITE - DIAGRAMA, PLANTA E


DETALHES

CAPÍTULO 05.19 – TELECOMUNICAÇÕES PÁG. 14 – 16


AMPLIAÇÃO DA PCH POÇO FUNDO 11.126-EP/EG-0619

02.112-TI/TC-1852 - Bastidor 42U/19” (com planos fixos)

02.112-TI/TC-1853 - Bastidor 42U/19” (com plano basculante)

02.112-TI/TC-1854 - Bastidor 44U/19” Aberto

02112-TI/SI-1229 - Especificação Técnica - Distribuidor Geral Óptico (DGO) – Revisão “F”

02112-TI/TC-1856 - Especificação Técnica de Bastidor para Distribuidor Geral Óptico (DGO)


– Revisão “B”

02.112-TI/TC-2450 - Especificação Técnica para Fornecimento de Cabos Ópticos


Multimodo – Revisão “A”

02.112-TI/TC-1927 - Recomendações para Projetos de Redes Ópticas em Redes de


Distribuição Aérea (RDA) – Revisão “B”

CAPÍTULO 05.19 – TELECOMUNICAÇÕES PÁG. 15 – 16