Você está na página 1de 3

Allah Significa ‘Maldição’ Em Hebraico

3 de fevereiro de 2015 Dionei Cleber Vieira Bíblia, Curiosidades, Islamismo, Sem categoria

por Nelson Walters,

Nossa cultura moderna promove a idéia de que muçulmanos, cristãos e judeus, todos
adoram o mesmo Deus. Este conceito “progressista” afirma que, uma vez que todas as
três religiões compartilham muitos personagens das escrituras em comum em seus livros
sagrados (como Abraão e Jesus) e já que as três religiões veem Deus como todo-
poderoso, onisciente e onipresente; que eles deve ser os mesmos. Um mundo descrente
não vê diferença.
Os cristãos sabem que Allah não é YHWH (o nome do nosso Deus, o Senhor Todo-
Poderoso), mas discutindo as diferenças, às vezes, é difícil de articular isto aos céticos e
descrentes. O fato de que o nome de Allah significa maldição em hebraico, no entanto,
diferencia claramente Allah de YHWH e identifica Allah por quem ele realmente é.
Antes de começar, eu gostaria de agradecer a dois amigos cristãos por trazerem esse fato
ao meu conhecimento. Eu não sou um estudioso do hebraico e aprender este fato foi como
abrir aos meus olhos. Por favor, confira os sites Midnight Watcher e Katie Griffith.
ALAH e ALLAH
A palavra hebraica “Alah” significa praga ou maldição. Em árabe “Allah” significa “[o] deus”.
Ambas são pronunciadas da mesma maneira. É uma coincidência ou uma pista divina?
Vejamos alguns versos selecionados, onde esta palavra é encontrada:
“Eles (Israel) foram e serviram a outros deuses, e os adoraram; deuses que não
conheceram, e que ele não lhes havia designado. Portanto, a ira do Senhor se acendeu
contra esta terra, para trazer sobre ela toda ‘Alah‘ (maldição) que está escrita neste livro; e
o Senhor os arrancou da sua terra com ira, e com furor, e com grande indignação, e os
lançou em outra terra.” (Deuteronômio. 29:26-28, clarificação e grifo meu).
“Além disso, o Senhor teu Deus circuncidará o seu coração e o coração de seus
descendentes, para amarem o Senhor teu Deus com todo o teu coração e com toda a tua
alma, de modo que você possa viver. O Senhor, teu Deus, provocará todas essas ‘Alah‘
(maldições) sobre os seus inimigos e sobre aqueles que te odeiam, que te perseguiram.”
(Deuteronômio 30:6-7, clarificação e grifo meu).
Essas passagens são incríveis. A Palavra de Deus nos diz que Ele vai infligir “Alah” (Allah)
sobre os inimigos de Israel. Islã (que significa submissão) é um mestre severo sobre os
muçulmanos. É uma religião sem esperança.
Sabemos, também, a partir destes versos que, se Israel não adora ninguém além de
YHWH (Israel atualmente rejeita a Jesus), Ele vai infligir “Alah” (Allah) em cima deles e
arrancá-los de suas terras! Nós sabemos pelo artigo ‘Ponto Médio da Tribulação:
Perspectiva da Terra‘ que no ponto médio da Tribulação, o Anticristo e seus exércitos
islâmicos vão conquistar Jerusalém e enviar seu povo ao cativeiro. “Alah” (Allah) será
infligido sobre Israel e irá arrancá-los.
Não são apenas os muçulmanos e judeus punidos por Alah (Allah) (a maldição), mas toda
a Terra será punida:
“Na verdade, a terra está contaminada por seus habitantes, porque transgrediram as leis,
violaram estatutos, quebraram a aliança eterna. Portanto, ‘Alah‘ (a maldição) devora a
terra, e aqueles que vivem nela são considerados culpados. Por isso, os habitantes da
terra serão queimados, e poucos homens restarão.” (Isaías 24:5-6, esclarecimento e
ênfase minha).
O pecado do homem vai trazer essa maldição sobre eles, e Deus vai julgar a Terra e
queimá-la. Este é um retrato perfeito do retorno de Jesus. Primeiro, o Anticristo e suas
forças islâmicas devorarão a terra, então Jesus voltará, julgará e queimará as nações dos
gentios com fogo.
É surpreendente que YHWH codificou o nome do deus do Islã para o idioma hebraico
milhares de anos antes do Islã vir a existir como uma religião, e que em todos estes casos,
a maldição é dependente de ser infiel a YHWH.
É justo então que a primeira (a lei da primazia) menção da palavra “Alah” (Allah) nas
Escrituras é encontrada em Números 5 e é um teste para a infidelidade de uma esposa. À
mulher suspeita deve ser dada “água amarga” e se não ocorrer qualquer efeito maléfico,
ela é dada como inocente. Este é um retrato perfeito da Igreja, cuja fidelidade a YHWH
será testada pela amargura do Islã.
APLICAÇÃO
Todo o meu ministério (Ready For Jesus Ministries) é dedicado em aplicar a profecia na
vida do dia-a-dia. O subtítulo do meu novo livro é “Como se preparar para o Seu (de
Jesus) retorno”. Profecia sem aplicação não tem sentido.
Em uma cultura em que os meios de comunicação e até mesmo o Papa estão alegando
que Allah e YHWH são os mesmos, precisamos responder a essa mentira com uma
resposta que é curta e de fácil compreensão. Este simples fato apresentado neste post
pode ser a resposta: “Que 2.000 anos antes do Islã ser criado, YHWH programou a língua
hebraica, de modo que o nome do deus do Islã significaria ‘maldição'”. Nenhum ser
supremo jamais iria permitir que seu nome significasse maldição em qualquer
idioma; a não ser, é claro, que ele não seja um ser supremo. A língua hebraica pré-
data o Islã por milhares de anos. Um ser onisciente estaria ciente da palavra hebraica para
maldição, então, obviamente, Allah não é onisciente.
Além de provar que Allah não é um ser supremo, este simples fato comprova que
YHWH é o ser supremo, porque ele conhecia antecipadamente que algum dia essas
passagens proféticas dariam ao mundo um toque sutil de que o Islã era para ser uma
maldição sobre o mundo inteiro.
Agora, se você for responder à mentira de que YHWH e Allah são a mesma coisa, eu
recomendo que você arme-se com mais fatos sobre Allah para que possa responder de
forma inteligente. No entanto, a simples verdade de que Allah significa maldição em
hebraico pode ser a sua primeira ressalva. É simples, é direto e diz muito sobre os
problemas que estão ocorrendo.

[Notas do Tradutor]

 a título de curiosidade, em hebraico, pelo menos seis palavras são utilizadas para
especificar tipos ou formas de maldição: ALAH, QALAL, ‘ARAR, QABAB, NAQAB e
ZA’AM.
 no intuito de contribuir com o assunto, indico o vídeo abaixo que também mostra
vínculos dos nomes do deus islâmico associados ao mal descrito nas Escrituras
Sagradas (infelizmente não tive tempo ainda de o traduzir e legendar).