Você está na página 1de 36

UNIVERSIDADE PAULISTA

SEPI – SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL INTERATIVO

ROSANGELA MACIEL DO NASCIMENTO

PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR - PIM V


CENTRO DA BELEZA DISTRIBUIDORA

MANAUS
2020
UNIVERSIDADE PAULISTA
SEPI – SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL INTERATIVO

ROSANGELA MACIEL DO NASCIMENTO


UP19206501

PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR- PIM V


CURSO SUPERIOR TECNOLOGIA EM GESTÃO DE LOGÍSTICA

MANAUS
2020
RESUMO

O Projeto Integrado Multidisciplinar foi elaborado com intuito de


demonstrar através da análise de informações da empresa CENTRO DA
BELEZA DISTRIBUIDORA, a importância da logística, procurando uma
oportunidade de negócio? eu tenho a oportunidade certa para você é tudo
pronto para começar a CENTRO DA BELEZA DISTRIBUIDORA é uma
empresa genuinamente Brasileira e capaz de mudar a vida de milhares de
Brasileiros através das vendas diretas de seus produtos de extrema qualidade
e oferecendo oportunidade de negócio para todas as pessoas que queiram
fazer um negócio sério e no conforto de seu lar
Se livre agora daquele emprego chato e daquele patrão que vive
pegando no seu pé, tenha mais tempo livre com a sua família e desfrute de
lugares incríveis ao lado de quem você mais ama através de cruzeiros
incríveis, veja alguns dos vídeos dos cruzeiros da empresa logo abaixo, seja
você pode ser próximo a estar nesse cruzeiro.
Palavras-chave: Logística, tecnologia, ética.
SUMÁRIO
INTRODUÇÃO......................................................................................................5
1- CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO.........................................................................6
1.1- Centro de Distribuição (Estratégia de Localização).............................................6
1.2- Estratégia do CD na Logística.............................................................................6
1.3- Avaliar a localização do Centro de Distribuição...................................................7
1.4- Utilização de operadores logísticos.....................................................................7
1.5- Serviços Contratados e Resultados Obtidos.......................................................8
1.6- Utilização de Cross-Docking...............................................................................8
1.7- Canal de Distribuição..........................................................................................8
1.8- Operações de Recebimento................................................................................8
1.9- Operações de Expedição....................................................................................9
1.10- Operações de Armazenagem............................................................................9
2- MATEMÁTICA FINANCEIRA........................................................................10
2.1- Planejamento da organização...........................................................................10
2.2- Controle Financeiro...........................................................................................10
2.3- Matemática Financeira......................................................................................10
2.3.1- Juros simples.................................................................................................10
2.3.2- Juros composto..............................................................................................11
2.3.3- Percentual......................................................................................................11
2.4- Amortização.......................................................................................................11
2.4.1- Sistemas de amortização...............................................................................12
2.5- A Contabilidade Financeira................................................................................12
2.6- Administração Financeira de RH.......................................................................12
2.7- Administração Financeira e controle de materiais.............................................12
2.8- Pesquisas de marketing....................................................................................13
3 – MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM.......................................................14
3.1- Movimentação de materiais sensíveis...............................................................14
3.2- Movimentação de materiais contaminante e Resíduos.....................................14
3.3- Equipamento de movimentação e armazenagem.............................................15
3.4- Movimentação e localização e endereçamento de material..............................16
3.5- utilização do FIFO.............................................................................................15
CONCLUSÃO.....................................................................................................18
REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS..................................................................19
INTRODUÇÃO

A logística da CENTRO DA BELEZA DISTRIBUIDORA o que de fato está


acontecendo com a logística da empresa CENTRO DA BELEZA
DISTRIBUIDORA ,pois os donos de todo Brasil está reclamando com as
demora dos envio dos produtos comprados para abastece os seus estoque
olha você tem que começa a pensa serio neste ponto da logística da CENTRO
DA BELEZA DISTRIBUIDORA pois o que deixa a empresa em primeiro lugar
seria os produtos fazendo funciona os envio dos produtos em todos os p a do
Brasil em tempo real de verdade. pois se falta produtos não tem como
abastece nossas redes. empresa cresceu vocês tem que entende que são 27
capitais e os demais estado no Brasil. tenho pessoas cadastrada em MANAUS
eu liguei direto para exclusivo da CENTRO DA BELEZA DISTRIBUIDORA em
MANAUS o dono mim relatou que os pedidos deles está em atraso isso sem
fala de Araújo que estava em atraso e chegou esta semana que passou. Assim
com a empresa CENTRO DA BELEZA DISTRIBUIDORA que mudar nossas
vidas para melhor ela também tem que pensa em mudar esta logística para
melhor.
Nesse projeto procurei demonstrar alguns aspectos gerencias e
organizacionais, Centro de Distribuição e Estratégia de Localização,
Matemática Financeira, Movimentação de Armazenagem, já vem cuidando
assiduamente do Recursos Humanos e de nosso setor, onde tudo que existe
na parte física, estrutural estão aos cuidados da empresa, sob orientação do
manual do Projeto Integrado Multidisciplinar- PIM V, da Universidade
Paulista- UNIP.
Palavra-chave: organização, qualidade e credibilidade.

5
1- CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO
1.1- Centro de Distribuição e Estratégia de Localização.
O centro de distribuição, do CENTRO DA BELEZA DISTRIBUIDORA
funciona com operadores logísticos da própria empresa, tem uma ótima
localização, Os cosméticos PERFUMES começaram a ser fabricados nos
Centros de Distribuição (ou CDs), destinados ao armazenamento de produtos
para revenda (fabricados ou comprados) cuja função é de envio para outras
locais (pontos de venda, filiais, lojas e/ou clientes). atividades
empresariais utilizam os CDs por razões claras.

E muito se deve as novidades propostas para seus consultores, como


por exemplo, o crescimento do catálogo de produtos, até então focado
exclusivamente em cosméticos, que teve um acréscimo de 30% em novos
produtos, atingindo a marca de 400.

1.2– Estratégia do CD na Logística.


A estratégia do CD da CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA consiste
no desenvolvimento de produtos de qualidade, ações de marketing bem
direcionadas e uma filosofia empresarial voltada para a valorização da natureza
e do ser humano. Entenda a proposta dessa empresa e as práticas que
garantiram seu enorme sucesso.
6
Diferentemente de outras grandes companhias de cosméticos como
Natura e Avon, a estratégia da CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA
concentra-se no modelo franchising desde o início de suas atividades nesse
mercado.

1.3- Avaliar a localização do Centro de Distribuição.


A localização do Centro de Distribuição a nova sede da CENTRO DE
BELEZA DISTRIBUIDORA conta com uma estrutura de 10 mil metros
quadrados para aguentar toda a demanda que a empresa vem tendo, então
questões como logísticas, falta de produtos e problemas no envio serão
resolvidos com a nova sede da empresa.
A nova sede da CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA deve ser
inaugurada em breve e fica localizada em Manaus. Eu fui buscar meu Kit
Inicial na portaria do prédio (residencial) do Sr Ricardo em agosto de 2017 e
vejam só a proporção que a empresa tomou em menos de dois anos. Venha
trabalha com a gente!

1.4- Utilização de operadores logísticos.


O operador logístico será responsável pelas atividades de
descarregamento, a CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA acredita no
potencial de cada pessoa como único, por isso se destaca no mercado de
Marketing Multinível (MMN), apresentando um modelo de negócios que garante
mais qualidade de vida a todos os nossos consultores, fortalecendo o
empreendedorismo social por meio de oportunidades únicas fornecidas pela
empresa.
Nossos produtos são resultado de muita dedicação, carinho e estudo
técnico para garantir a melhor qualidade do Brasil. Todos os produtos são
7
fabricados com matérias-primas de alto padrão e garantimos a procedência em
cada embalagem.

1.5- Serviços Contratados e Resultados Obtidos.


É um programa de fidelidade oferecido aos consumidores de CENTRO
DE BELEZA DISTRIBUIDORA , com vigência por prazo indeterminado, que
permite o acúmulo de pontos a partir da compra de produtos e/ou serviços da
marca em suas lojas e, ainda, através de ações promocionais realizadas pela
marca. Com isso, é possível trocar estes pontos por produtos, serviços,
brindes, descontos ou benefícios específicos, a serem anunciados por
CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA .

1.6- Utilização de Cross-Docking.


Cross Docking é o nome dado a um tipo de sistema de distribuição que
funciona assim: quando alguém compra determinado produto no seu site, ele é
enviado a um centro de distribuição ou armazém que, por meio de um sistema
organizado de redistribuição, o envia para o cliente.
Essa estratégia permite que você fique mais ágil para entregar o produto
ao seu cliente e não precisa gastar com espaço físico de estoque. A
contrapartida é que você vai precisa sincronizar ações muito cuidadosamente e
assegurar que o produto chegará ileso e no prazo ao consumidor. Assim, o
centro de distribuição se transforma em uma etapa crucial do sucesso da sua
empresa.
1.7- Canal de Distribuição.
Canais de distribuição são os meios pelos quais você entrega o seu
produto até o cliente final. A principal finalidade dos canais de distribuição é
garantir que os produtos disponibilizados para o consumo sejam entregues de
forma rápida e que o shippe os encontre sem dificuldades no ponto de venda.
É a avaliação de canal procurando obter um conhecimento amplo do produto,
do mercado e do consumidor. Busca dominar todos os aspectos técnicos e
operacionais do produto da empresa, priorizando a eficiência do trabalho
realizado para suprir as necessidades do consumidor.

1.8- Operações de Recebimento.

8
A operações de recebimento na CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA
funciona principalmente, com a entrada de materiais no estoque na chegado
dos materiais confere nota fiscais com pedido de compra código do material
quantidade de volumes e preços unitário e preço total da nota fiscal. Ao checar
estas rotinas e feito a entrada dos materiais no sistema e no estoque conforme
o código fiscal de entrada tem vários tipos tem códigos de materiais primas e
códigos de materiais de consumos.

1.9- Operações de Expedição.


As operações de expedição na CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA
funcionam na separação dos produtos acabados para os clientes na área de
conferencia depois e passado informação ao setor fiscal e prepara notas fiscais
de saída da expedição após estes procedimentos e embarcados nos
caminhões para entrega para os clientes ou lojas do brasil.
1.10- Operações de Armazenagem.
A operação de armazenagem na CENTRO DE BELEZA
DISTRIBUIDORA é acondicionada, ou seja, depende do tipo de produto, pois
cada tipo é armazenado de acordo com a necessidade de cuidado específico. A
armazenagem e seus processos estão diretamente ligados à organização
logística, uma vez que de nada adianta espaços enormes para o estoque se
não houverem informações de qualidade para a localização dos produtos.
É necessário se preocupar com os espaços de armazenagem,
condições ideais para manter a qualidade dos produtos, endereçamento interno
das mercadorias, facilidade para entrada e saída, e rastreamento de cada caixa
estocada no armazém. Além disso, é ela que libera os produtos para clientes
finais e atende a demanda da fábrica. Também é a área de logística que
fornece informações para Compras – para reposição de estoques – e mantém
os dados atualizados junto ao sistema de gestão.

2- MATEMÁTICA FINANCEIRA.
2.1 – Planejamento Financeiro da Organização.
O Planejamento Financeiro da CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA
e Combinado com previsão, preparação e ação, o planejamento é uma das

9
ferramentas adotadas em todas as empresas, porque é através do
planejamento que os projetos se tornam viáveis. A empresa que planeja bem,
os ganhos nos seus investimentos feitos com seu dinheiro nos bancos ou casa
de câmbio.
2.2 – Controle Financeiro.
O controle financeiro da empresa CENTRO DE BELEZA
DISTRIBUIDORA é fundamental para que ela se mantenha competitiva no
mercado e garanta o equilíbrio do caixa, é isso que evitará surpresas e
dificuldades futuras. E a melhor maneira que a PontoFrio encontrou para
organizar as finanças é primeiro ter conhecimento de como a empresa se
encontra financeiramente, para que depois possa fazer projeções sobre vendas
e expansão de negócios, mantém um estoque sem exageros para não ter
prejuízos, nunca recorrer a empréstimos.
2.3 – Matemática Financeira.
A matemática financeira trata do estudo do valor do dinheiro ao longo do
tempo. Seu objetivo é efetuar análises e comparações da movimentação de
dinheiro em tempos diferentes.
2.3.1- Juros simples.
Um capital aplicado a juros simples durante 2 anos, sob taxa de juros de
5% ao mês, gerou um montante de R$ 26.950,00. Determine o valor do capital
aplicado. 
Substituindo na fórmula J = C * i * t, temos:
M–C=C*i*t
26950 – C = C * 0,05 * 24
26950 – C = C * 1,2
26950 = 1,2C + C
26950 = 2,2C
C = 26950/2,2
C = 12250

2.3.2 – Juros composto.


Chamamos de montante, e é representado pela letra maiúscula M, a

10
soma do capital inicial mais os juros obtidos na aplicação. Atenção: o 1,02 vem
da fórmula M = C x (1 + i): M = 1.000,00 x (1 + 0,02) = 1.000,00 x 1,02.
Obtivemos esse 0,02 de 2% ou 2⁄100 = 0,02. Portanto, o montante ao final
dos 5 meses será R$ 1.104,08.
No cálculo, tivemos:
M = R$ 1.000 × 1,02 × 1,02 × 1,02 × 1,02 × 1,02
M = R$ 1.000 × (1,02)5
M = R$ 1.000 × 1,10408
M = R$ 1.104,08
Este é o montante em um período de 5 meses.
2.3.3 – Percentual.
Entendemos por porcentagem a razão centesimal utilizada para
expressar situações envolvendo valores comparativos.
José comprou um computador por R$1000,00 e 2 anos depois o
computador foi vendido por R$800,00. De quanto foi a desvalorização (d) do
computador?
1000 + 1000 * d/100 = 800
1000 * d/100 = -200
d/100 = 200/1000
d = -20
Logo, José teve um prejuizo de 20% ao comercializar seu computador.
2.4- Amortização.
É um processo de extinção de uma dívida através de pagamentos
periódicos, que são realizados em função de um planejamento, de modo que
cada prestação corresponde à soma do reembolso do capital ou do pagamento
dos juros do saldo devedor, podendo ser o reembolso de ambos, sendo que os
juros são sempre.
O SAC é o mais comumente aplicado nos casos de financiamentos de
imóveis, por meio do qual o valor das prestações vai diminuindo à medida que
são pagas. É denominada constante porque o valor deduzido do principal da
dívida todos os meses é o mesmo.
2.4.1 Sistemas de amortização.
Sistema Americano

11
As amortizações não são mensais e o pagamento será apenas em cima
dos juros das parcelas. Após a finalização do empréstimo, o devedor deverá
quitar o valor integral.
Pagamento Único
Como o próprio nome diz, ao final do contrato, o pagamento deverá ser
realizado de uma única vez, calculado com base na amortização total da
dívida, acrescida dos juros.
2.5 - A Contabilidade Financeira.
A Contabilidade Financeira da CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA e
demonstrar a aplicabilidade em um negócio informal do ramo de produtos
cosméticos das linhas Natura e CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA . As
informações provenientes do uso dessa ferramenta possibilitam um controle
financeiro eficiente das entradas e saídas de recursos no empreendimento
citado, o que permite ao gestor uma visão da situação real do negócio, bem
como facilita seu controle e organização.
2.6- Administração Financeira de RH.
Na CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA em administração de
empresas e está há pouco mais de um ano e meio. A Gerente de Gestão e
Atração de Talentos foi ampliando o seu escopo de atuação e abrigando outras
funções durante esse período. Inicialmente, suas responsabilidades eram
relacionadas à Atração de Talentos, após aproximadamente um ano de
trabalho, assumiu também a Gestão de Talentos, e recentemente a Gestão de
Performance e People Analytics também passaram a ser abrigados pela sua
área. 
Essa ampliação de escopo representa o reconhecimento da empresa,
pelo bom trabalho que tem apresentado desde que entrou o time de talentos do
COSMÉTICOS FEMMINA tem a cultura de reconhecer e recompensar com
novos desafios, os colaboradores que conseguem compreender a sua cultura
de empreendedores e performam de acordo com as metas estabelecidas. 
2.7- Administração Financeira e controle de materiais.
Na administração de materiais da CENTRO DE BELEZA
DISTRIBUIDORA do comércio e em indústrias, o estoque costuma ocupar um
espaço relevante na conta do ativo circulante dentro do balanço patrimonial das

12
empresas. Mas o que é gestão de estoque e qual é a relação com a
administração financeira. A administração fordista ainda não havia preocupação
com o excesso de estoques. Era comum as organizações se preocuparem em
produzir, e depois em vender, mantendo níveis elevados de estoque.

2.8- Pesquisas de marketing.


Existem diferentes tipos de pesquisa que você pode fazer para avaliar as
ações e estratégias do seu time de marketing. Ao fazer uma pesquisa de
marketing, você pode descobrir qual a percepção dos consumidores em
relação à sua marca, produto ou serviço.
Além disso, você pode identificar pontos fortes e fracos da sua marca
em relação à concorrência e descobrir quais aspectos tornam sua marca única.
As pesquisas de marketing são muito importantes para você avaliar se
está se comunicando da forma correta com os seus clientes e para ajudar a
sua empresa a gerar valor para a marca.
Dependendo do tipo de pesquisa, você pode fazê-la com seus clientes,
com os consumidores em geral ou com seu público interno.
Aqui no Opinion Box, nós oferecemos diferentes modelos de
questionário de pesquisa de marketing. Escolha e edite o modelo de
questionário que deseja utilizar e crie a sua pesquisa na plataforma de
pesquisa online do Opinion Box.
Lembre-se que você pode fazer a sua pesquisa de mercado com seus
próprios clientes ou utilizar nosso Painel de Respondentes. Temos mais de cem
mil pessoas cadastradas em todas as regiões do país, prontas para responder
à sua pesquisa.
Precisa de ajuda para criar a sua pesquisa? Nós temos um time de
especialistas em pesquisa de mercado que pode cuidar do seu projeto para
você. Fale com a gente.

3 – MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM.
3.1 – Movimentação de materiais sensíveis.
Transporte Interno na CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA a
movimentação de materiais diz respeito ao movimento de produtos dentro de

13
uma pequena área. Dentro de uma fábrica, por exemplo, isso significa toda a
movimentação com o objetivo de repor a matéria-prima da linha de produção e
o transporte para diferentes setores ou galpões.
Essa movimentação não deve levar em conta apenas o espaço e o
tempo em que os produtos são movimentados, mas também o aspecto
humano. Afinal, por mais automatizada que seja a operação, sempre terá
alguém para comandar a movimentação de materiais.
Em uma visão ótima, o ideal é que toda movimentação de produtos seja
feita de forma segura, com baixo custo, acurácia e sem danos ao material. É
para conseguir alcançar esse cenário que existem estratégias, técnicas e
ferramentas específicas.
3.2- Movimentação de materiais contaminados.
Destinação dos resíduos sólidos e líquidos gerados provenientes das
atividades, em conformidade com a legislação ambiental e a prevenção à
poluição. Em relação ao Armazenamento Temporário de Resíduos na Boticário
adota os seguintes procedimentos: O armazenamento temporário de resíduos
deve ser executado de forma a não oferecer risco de poluição ambiental;
Para que o risco de poluição ambiental seja minimizado deve ser
observado o disposto nas Normas Técnicas da ABNT NBR 12.235
(Armazenamento de Resíduos Perigosos Classe I) e na NBR 11.174
(Armazenamento de Resíduos Classe II-A e II-B).
Não é permitido que o produto destinado para o sucateamento seja
descaracterizado, ou seja, o conteúdo do produto não poderá ser desprezado,
evitando possíveis ricos de contaminação e impactos ambientais;
3.3- Equipamento de movimentação e armazenagem.
Na CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA são integrantes dessa
categoria as empilhadeiras, cuja função, além de transportar ou manobrar,
abrange mover materiais na vertical, permitindo seu empilhamento.
Transportam pallets por meio de suas lâminas de garfos, e, ainda, outras
mercadorias com acessórios dedicados”, destaca Vicente Camargo, consultor
da QPC Consultoria Industrial.
A utilização de veículos industriais como equipamentos para a
movimentação de materiais é fundamental para assegurar a eficácia de um

14
armazém. Porém, vale destacar a recomendação de se trabalhar com poucos
modelos, a fim de garantir a padronização e facilitar tanto as operações quanto
a manutenção.
Equipamentos de elevação e transferência
Indicados para a movimentação de materiais, têm a função de elevar,
mover ou transferir volumes e cargas para qualquer ponto desejado, sendo
muito utilizados para o transporte de materiais pesados e volumosos, em curtas
distâncias.
“Os equipamentos em formato de ponte rolante, pórtico ou semi-
pórtico têm como diferencial a facilidade em movimentar cargas robustas,
realizar empilhamentos complexos e propiciar a economia de espaço na planta
industrial, por executar movimentos acima das instalações e por possuir
apenas estruturas laterais ou vigas suspensas para portar o equipamento”,
enfatiza Costa. .

3.4- Movimentação e localização e endereçamento de material.


Conforme já destacado, a CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA
forneceu para o a linha de separação de pedidos, composta de sistema
transportador inteligente, tecnologia pick-to-light e software de controle do
armazém. “A linha foi desenvolvida para atender à demanda crescente do
Amakha Paris nos próximos 10 anos com o acréscimo de estações
de separação de pedidos de acordo com a necessidade”, revelou Marcio
Schilling, gerente comercial da Knapp Sudamérica. Ele também disse que a
companhia é parceira do Amakha Paris e que sempre tiveram um excelente
relacionamento profissional. “Desenvolvemos um projeto inova com tecnologia
ultramoderna (somente dois CDs no mundo possuem as estações de
separação instaladas no Boticário) e fomos escolhidos como parceiros neste
projeto também.”
No CD do CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA o endereçamento
logístico é mais um dos diversos processos que exige o conhecimento
de técnicas e boas práticas em busca de resultados efetivos. Se você
procura organizar a armazenagem de maneira estratégica. A formas de realizar
esse conjunto de etapas, garantindo a ordem dentro do seu armazém.
Foco direto para a movimentação de mercadorias e equipamentos, o mal
15
endereçamento do local de armazenagem pode trazer grandes prejuízos para o
setor. Muito mais simples do que possa parecer, a premissa básica dessa
atividade se baseia na criação de um plano com orientação geográfica,
fortalecido pela sinalização.
3.5- Utilização de FIFO
Na CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA o FIFO é um acrônimo em
que cada letra inicial forma a frase “first In, first Out” basicamente, “primeiro a
entrar, primeiro a sair”. Por essa definição fica claro que se trata de um sistema
que tem o objetivo de manter a ordenação e a rotatividade das mercadorias.
Quando você organiza a armazenagem por data de entrada e saída, a
probabilidade de vencimentos diminui consideravelmente.
Com a utilização de um WMS, essa arrumação não precisa ser feita
fisicamente, pois o sistema já identifica a data de entrada das mercadorias e
cria as ordens automaticamente na hora da expedição.
No entanto, é preciso tomar alguns cuidados. Dependendo do layout e
da estrutura dos porta-pallets utilizados (como drive in e drive through), o
processo de controle pode ser mais difícil e dar margem para que a operação
aloque.
O resultado é o mesmo que o custo real dos itens específicos usados
nas saídas. O FIFO impede que os itens prolonguem sua permanência no
estoque. Como consequência da otimização do tempo de permanência, os
lucros aumentam, pois, os produtos saem mais rapidamente, abrindo espaço
para outros.

16
CONCLUSÃO

Os principais objetivos da gestão da cadeia logística no CENTRO DE


BELEZA DISTRIBUIDORA são reduzir os custos, eliminando tempos
excessivos, esforços redundantes e estoques intermediários, bem como
melhorar os serviços, proporcionando aos clientes mais opções, entrega mais
rápida e uma melhor visão sobre a condição dos pedidos. Para atingir esse
propósito, no entanto, é necessário integrar o fluxo de bens e informação da
fonte inicial até os usuários finais
Neste contexto, a utilização da tecnologia da informação aplicada à
logística traz inúmeros potenciais na obtenção de vantagens em custo e em
produtividade pelas empresas. Os sistemas de informação tornaram-se tão
disseminados a ponto de serem considerados requerimento básico para a
realização de negócios no mercado competitivo.
Com base nesta realidade e sabendo da importância da Logística, TI e
da Administração e do gerenciamento da informação na administração das
organizações pode se concluir que ainda há melhorias a serem feitas a cada
dia que passar, pois o mercado muda, e as empresas se adequam ou
quebram, tudo depende das decisões que será tomado e dos processos que
será melhorado respeitando a necessidade do cliente.

17
REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS

ALENCAR J. T. Logística como Forma de Sobrevivência. 2009. São


Paulo: SP, Disponível em: http://sebraesp.com.br. Acesso em 04. maio. 2019.
BALLOU, R. H. Logística Empresarial: 2. ed. São Paulo: Atlas, 2011.
BALLOU, R. H. Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos: Logística
Empresarial. 5. ed. Porto Alegre: Bookman, 2006.
CENTRO DE DISTRIBUIÇÃO E ESTRATÉGIA NA LOCALIZAÇÃO.
ASSAF NETO, ALEXANDRE. Matemática Financeira e suas Aplicações.
6. Ed. São Paulo: Atlas, 2001.
PARENTE, EDUARDO AFONSO DE MEDEIROS, Matemática Comercial
e Financeira. Ed reform. São Paulo: FTD, 1996.
MATEMÁTICA FINANCEIRA.
Moura, Reinaldo A. Sistemas e técnicas de movimentação e
armazenagem de materiais (materiais handling). São Paulo, Instituto de
Movimentação e Armazenagem de Materiais (IMAM), 1979. 655 p. broch. ilustr. 
MOVIMENTAÇÃO E ARMAZENAGEM.

18
19
UNIVERSIDADE PAULISTA
SEPI- SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL INTERATIVO

PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR - PIM VI

MANAUS-AM

2020
UNIVERSIDADE PAULISTA - UNIP
SEPI- SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL INTERATIVO

ROSANGELA MACIEL DO NASCIMENTO


UP19206501

CURSO SUPERIOR TECNOLOGIA EM GESTÃO DE LOGÍSTICA

PROJETO INTEGRADO MULTIDISCIPLINAR INTERATIVO VI


CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA

MANAUS-AM

2020
RESUMO

O Projeto Integrado Multidisciplinar foi elaborado com intuito de


demonstrar através da análise de informações da empresa CENTRO DE
BELEZA DISTRIBUIDORA, a importância da logística, procurando uma
oportunidade de negócio? eu tenho a oportunidade certa para você! e tudo
pronto para começar a CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA é uma
empresa genuinamente Brasileira e capaz de mudar a vida de milhares de
Brasileiros através das vendas diretas de seus produtos de extrema qualidade
e oferecendo oportunidade de negócio para todas as pessoas que queiram
fazer um negócio sério e no conforto de seu lar
Se livre agora daquele emprego chato e daquele patrão que vive
pegando no seu pé, tenha mais tempo livre com a sua família e desfrute de
lugares incríveis ao lado de quem você mais ama através de cruzeiros
incríveis, veja alguns dos vídeos dos cruzeiros da empresa logo abaixo, seja
você pode ser próximo a estar nesse cruzeiro.
temos produtos de excelente qualidade, assim como o nosso carro chefe
que são os nossos perfumes com fixação de incríveis 24hs na pele e com um
giro de vendas muito rápido para quem pensa em revender e com óleos
essenciais dos mesmos empresas que fabricam os perfumes mais famosos do
mundo como por exemplo: Ferrari Black, 212 mem., Armani code, Azzaro, Polo,
entre outros perfumes de marcas famosas. por isso nossos perfumes são um
sucesso de vendas. Temos também outras linhas de produtos como: produtos
profissional para cabelo, linha de maquiagem, linha emagrecimento,
hidratantes, óleos corporais, linha bucal, entre outros produtos
Palavras-chave: Logística, tecnologia, ética.
SUMÁRIO
INTRODUÇÃO......................................................................................................5
1- PLANO DE NEGÓCIOS...................................................................................6
1.1- Plano de Negócios..............................................................................................6
1.2- Indicador de oportunidades de Negócios............................................................6
1.3- Oportunidade tangíveis e rentáveis.....................................................................6
1.4- Perfil do empreendedor e do intraempreendedor................................................7
1.5- Fator crítico e de sucesso...................................................................................7
1.6- Fracasso no empreendimento.............................................................................7
1.7- O empreendedor:................................................................................................7
1.8- Característica dos Empreendedores:..................................................................8
1.9- Tipo de empreendedores corporativos:...............................................................8
2 - TECNOLOGIA PARA PLANEJAMENTO E OPERAÇÕES LOGÍSTICAS....9
2.1- Objetivo da Logística...........................................................................................9
2.2- Objetivo das Operações Logística na Empresa...................................................9
2.3- Missão da Logística na empresa.........................................................................9
2.4- Atende a necessidade de materiais...................................................................10
2.5- Mercado de acordo com a missão....................................................................10
2.6- Tecnologia usada na Gestão da Logística.........................................................10
2.7- Compra.............................................................................................................. 11
2.8- Recebimento.....................................................................................................11
2.9- Armazenagem...................................................................................................12
2.10- Expedição.......................................................................................................12
3 – ÉTICA E LEGISLAÇÃO TRABALHISTA E EMPRESARIAL......................13
3.1- Ética.................................................................................................................. 13
3.2- o direito e a moral como elementos condutores................................................13
3.3- Diversos campos do direito...............................................................................14
3.3.1- Direito comercial.............................................................................................14
3.3.2- Direito da tecnologia da informação...............................................................14
3.3.3- Direito do consumidor....................................................................................14
3.4- Direito Sindical e Coletivo.................................................................................14
CONCLUSÃO.....................................................................................................15
REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS..................................................................16
INTRODUÇÃO

A logística da CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA o que de fato


está acontecendo com a logística da empresa CENTRO DE BELEZA
DISTRIBUIDORA pois os donos de todo Brasil está reclamando com as
demora dos envio dos produtos comprados para abastece os seus estoque
olha você tem que começa a pensa serio neste ponto da logística da CENTRO
DE BELEZA DISTRIBUIDORA pois o que deixa a empresa em primeiro lugar
seria os produtos fazendo funciona os envio dos produtos em todos os p a do
Brasil em tempo real de verdade. pois se falta produtos não tem como
abastece nossas redes. empresa cresceu vocês tem que entende que são 27
capitais e os demais estado no Brasil. tenho pessoas cadastrada em MANAUS
eu liguei direto para exclusivo da CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA em
MANAUS em palmeiras do índios o dono mim relatou que os pedidos deles
está em atraso isso sem fala de Araújo que estava em atraso e chegou esta
semana que passou. Assim com a empresa CENTRO DE BELEZA
DISTRIBUIDORA que mudar nossas vidas para melhor ela também tem que
pensa em mudar esta logística para melhor.
Nesse projeto procurei demonstrar alguns aspectos gerencias e
organizacionais, Plano Negócio, Tecnologia para Planejamento e Operações
Logística, Ética e Legislação Trabalhista e Empresarial, já vem cuidando
assiduamente da Logística e de nosso setor, onde tudo que existe na parte
física, estrutural estão aos cuidados da empresa, sob orientação do manual do
Projeto Integrado Multidisciplinar- PIM VI, da Universidade Paulista UNIP.
Palavra chave: organização, qualidade e credibilidade.

5
1- PLANO DE NEGÓCIOS.
1.1 – Plano de Negócios.
Dentro desse contexto, ser um (a)  representante de vendas dentro do
Plano de Negócios da CENTRO DE BELEZA DISTRIBUIDORA , através dos
minis perfumes, com um investimento de apenas R$150,00 é uma das
melhores decisões que pode tomar na sua vida. Com isso você poderá montar
o seu próprio negócio e ter uma renda para complementar seu salário ou até
supera-lo, valendo-se para isso das vendas das inspirações dos perfumes
importados.

1.2 - Indicador de oportunidades de Negócios.


Um dos pilares do sucesso de um negócio é o gerenciamento. Saber
como anda o desempenho da sua empresa é essencial para conseguir criar
estratégias efetivas e trabalhar no que realmente dá resultado.
Com os profissionais focados em converter as oportunidades do
mercado, bons aliados são os indicadores de vendas. Eles mostram, com
exatidão, o resultado de cada ação tomada e as consequências no negócio.
Se você deseja saber mais sobre os indicadores de vendas e como
utilizá-los no seu empreendimento, confira este post.
1.3 – Oportunidade tangíveis e rentáveis.
É um documento que descreve por escrito os objetivos de um negócio e
quais passos devem ser dados para que esses objetivos sejam alcançados,
diminuindo os riscos e as incertezas. Um plano de negócio permite identificar e
restringir seus erros no papel, ao invés de cometê-los no mercado. Definem
plano de negócios como uma ferramenta escrita, de grande valia, que descreve
os objetivos do empreendimento planejando os passos necessários para

6
colocá-lo em prática. Alguns empreendedores têm a ideia de acompanhar
todos os números gerados pela empresa, de forma sistemática, quase que
como uma obsessão. Isso não é necessário. Na verdade, não é indicado!
1.4 – Perfil do empreendedor e do intraempreendedor.
O empreendedor nato é caracterizado por sua visão diferenciada, que
consegue identificar oportunidades de negócios que grandes empresários
geralmente não veem. Além disso, esse profissional também tem uma
criatividade enorme para ousar, inovar e ter ideias diferentes, que atendem
tanto as necessidades dos consumidores quanto as das empresas.
Além de pensar diferente, as pessoas empreendedoras ainda
conseguem planejar uma forma de lucrar com as suas ideias, colocando as em
prática e dando origem à grandes negócios.
Está vendo como ser empreendedor não significa ter uma empresa?
Esse conceito é muito mais amplo do que se imagina.
1.5 – Fator crítico e de sucesso.
Os fatores críticos de sucesso devem e precisam ser encontrados
através de um estudo aprofundado dos próprios objetivos da empresa,
derivando de sua missão, sua visão e seus valores, o que se tornam
referências obrigatórias e fundamentais para que a empresa sobreviva, seja
competitiva e tenha sucesso, seja qual for o segmento.
Eles variam consoante a área de negócio e são diferentes de empresa
para empresa. E porque são úteis? A identificação dos fatores críticos de
sucesso permite ao empreendedor identificar as prioridades de gestão, sendo
indispensáveis ao planejamento estratégico da empresa.
1.6 – Fracasso no empreendimento.
É neste tripé que os empreendedores costumam falhar quando abrem
uma empresa. Para Adriano Gomes, professor no curso de Administração da
ESPM, desconhecer finanças é um erro comum. “Matéria financeira é tratada
como algo superficial, de importância relativa”, diz.
1.7 – O empreendedor:
O mundo corporativo mudou drasticamente nos últimos anos. A forma de
conduzir negociações e de atrair e reter clientes hoje segue premissas muito
diferentes das de 20 anos atrás.
As empresas que se mantêm competitivas tiveram que acompanhar

7
essas mudanças, independentemente do setor, cientes de que a única forma
de se atualizar é garantindo que seus executivos e colaboradores estejam por
dentro das transformações do mercado.
1.8 – Característica dos Empreendedores:
A características e comportamentos empreendedores de sucesso? Será
que você possui as 10 características de um empreendedor de sucesso,
segundo ONU e SEBRAE? Se você não é empreendedor e pretende
empreender, independentemente de seu modelo de negócio, esta é uma leitura
indispensável. Agora, se você já é empreendedor digital ou empresário precisa
ficar atento aos seus comportamentos empreendedores.
1.9 – Tipo de empreendedores corporativos.
No primeiro, vamos falar do Social. Esse tipo de empreendedor tem
crescido no Brasil e nos países latinos até por causa dos problemas sociais.
O informal e o individual são empreendedores que estão iniciando os
seus negócios. O informal é aquele que empreende como meio de sobreviver e
é imediatista. Muitas vezes não está preocupado em crescer, e normalmente
ficam no MEI.
O Corporativo é o empreendedor que atua dentro das estruturas
organizacionais como empregado. Está satisfeito com sua condição dentro da
companhia, mas procura sempre inovar nos processos.
Os empreendedores com essas características estão ligados mais às
áreas culturais e ao artesanato.
Muitos dizem que o Franqueado não é empreendedor, até porque
tiveram que adquirir conhecimento e processos já prontos, para empreender.
O público é a variação governamental para o Corporativo. Inova e
enfrenta mais desafios que a maioria, mas possui grande motivação.
O empreendedor do conhecimento é aquele que utiliza o seu
conhecimento em determinada área para criar um negócio.
O empreendedor do negócio próprio é o empreendedor comum. Aquele
que acredita que se trata de um estilo de vida, e não daria certo ser empregado
em uma empresa.

2 - TECNOLOGIA PARA PLANEJAMENTO E OPERAÇÕES LOGÍSTICAS.


2.1 – Objetivo da Logística.

8
O objetivo da Logística na CENTRO DA BELEZA DISTRIBUIDORA e o
processo de qualificação e avaliação de transportadoras pelas empresas
contratantes, visando a redução progressiva e contínua dos riscos envolvidos
nas operações de transporte e distribuição de produtos químicos, atendendo
rigorosamente a padrões técnicos pretendidos pelas indústrias químicas.
Representa uma evolução dos serviços de logística, capaz de produzir efeitos
positivos para todos os agentes envolvidos.
2.2 – Objetivo das Operações Logística na Empresa.
O objetivo das operações Logística na CENTRO DA BELEZA
DISTRIBUIDORA e a liderança deste setor e coleciona cases de sucesso com
empresas nacionais e multinacionais, fruto de uma gestão inovadora e
responsável, que busca a melhoria contínua nos processos de logística.
Vivenciamos diariamente uma malha viária gigantesca, cheia de peculiaridades
e regionalismos. Sendo assim, o transporte de grãos possui características
específicas que exigem um cuidado diferenciado. Seguimos fielmente as
normas que regem o transporte de alimentos utilizando um rigoroso controle
operacional para embarque de sementes, soja, milho, farelo de soja, trigo,
açúcar, laranja, sorgo, ração, entre outros.
2.3 - Missão da Logística na empresa.
A missão da Logística na CENTRO DA BELEZA DISTRIBUIDORA com
excelência nas melhores soluções logísticas, por meio de parcerias de longo
prazo, socialmente responsáveis, buscando constantemente a satisfação e a
confiança dos clientes e colaboradores. Ser líder em inovação e qualidade dos
serviços prestados nos mercados que atua, buscando, por meio de melhoria
contínua, a excelência na prestação dos serviços de transporte, otimizando
resultados para satisfação de todos.

2.4 - Atende a necessidade de materiais.


Na CENTRO DA BELEZA DISTRIBUIDORA conta com tecnologia dos
melhores laboratórios de pesquisa e desenvolvimento, de onde são criados os
produtos que vão atender às reais necessidades dos clientes.
São produzidos todos os meses toneladas de cremes, bases, shampoos
e condicionadores de uso doméstico e profissional e claro, nossos perfumes.
O processo de desenvolvimento de produtos tem, além do foco

9
constante nas sugestões e solicitações dos nossos clientes, um forte trabalho
de pesquisa de matérias-primas, tendências e parcerias com centros de
excelência.
2.5 – Mercado de acordo com a missão.
Na CENTRO DA BELEZA DISTRIBUIDORA conectar as pessoas aos
ideais de beleza, sendo a marca preferida, com rentabilidade e crescimento
acima do mercado. Garantir a melhoria continua do nível de serviço em todos
os pontos de venda, através de uma correta gestão da demanda, de um
planejamento compartilhado, e das relações de ressuprimento entre a
CENTRO DA BELEZA DISTRIBUIDORA seus fornecedores e sua rede de
distribuição, obtendo uma importante redução de custos e de
capital empregado em toda a cadeia.
2.6 – Tecnologia usada na Gestão da Logística.
CENTRO DA BELEZA DISTRIBUIDORA é possível integrar dados
internos e externos, fazer análises de mercado, criar campanhas de vendas,
gerar leads qualificados, e distribuir e acompanhar a conversão destas
oportunidades de negócio. Para expandir seu mercado de atuação, conquistar
novos clientes, criar novos pontos de venda, plotar rede de infraestrutura,
atribuir novos parâmetros, camadas, informações sócio econômicas e
demográficas para um melhor planejamento de vendas. Carregue todas as
suas informações estratégicas de forma georreferenciada, criando camadas
personalizadas à tomada de decisão do seu negócio.
2.7 – Compra.
Na CENTRO DA BELEZA DISTRIBUIDORA área de compras era um
departamento esquecido das empresas. Isso mudou. Hoje a área é tão
importante que já faz parte do board das empresas. Tanto é que agora já
existem cursos específicos para atuar em compras, o que antes não existia. É
necessário formar os profissionais para os desafios do dia a dia. O mercado
fornecedor também é um desafio, e precisa evoluir pois muitas vezes falta
comprometimento com os acordos fechados.  Uma boa condução dos
processos de aquisição e de homologação de fornecedores minimiza esse tipo
de problema.
Uma compra mal feita ou com o fornecedor errado gera impacto direto
nos resultados da empresa. Quanto mais estratégica é a compra maior é o

10
risco para empresa. Veja alguns exemplos: Um erro na compra de materiais
diretos pode levar a um impacto na produção com valor muito maior do que o
valor da compra realizada. Uma compra estratégica feita com o fornecedor não
homologado, pode desabastecer a empresa.

2.8 – Recebimento.
Na CENTRO DA BELEZA DISTRIBUIDORA recebimento de mercadorias
e os processos que envolvem estas duas áreas devem ser feitos com bastante
atenção e, ainda assim, as perdas podem acontecer. Em relação ao
recebimento, varejistas afirmam que as perdas acontecem, em grande parte,
devido a erros ou falta de contagem, expedições incorretas dos seus centros
de distribuição, problemas de cadastro e recebimento de produtos com data de
validade menores que 30% de vida útil (sem negociação comercial para isso).
Para resolver este ponto crítico, a Gunnebo desenvolveu uma novidade em
tecnologia, o Gatetransfer, ferramenta para gestão de recebimento de
mercadorias.
Para que o processo de recebimento de mercadoria seja eficiente é
preciso ter informações precisas e corretas sobre os itens recebidos,
alimentando todo o processo, desde o controle de estoque e até as vendas.
Uma operação de estoque em uma empresa de grande porte envolve
diversos processos, grandes equipes e desafios que precisam ser contornados
para se alcançar o resultado esperado.
2.9 – A armazenagem.
Na CENTRO DA BELEZA DISTRIBUIDORA de armazenagem evoluiu e
hoje pode ser terceirizado. Mas muitas variáveis entram na análise para definir
qual o processo operacional de armazenagem utilizar.
Se considerarmos que a armazenagem é a administração do espaço,
que se dispõe a manter os estoques, perceberemos que é uma atividade que
necessita de muito planejamento, que precisa de condições específicas para
um desempenho eficaz e transparente.
Dentre essas condições está a localização, que precisa priorizar
estruturas em locais com vias de acesso de modo a beneficiar o trânsito dos
meios de transporte; o espaço físico, pois a dimensão da área destinada à
armazenagem precisa ser compatível para o que se destina, facilitando as

11
operações internas de movimentação de cargas e aos meios de transporte que
serão utilizados; arranjo físico, na busca de se adequar às necessidades e
características dos produtos, para otimizar os espaços e receber maior
quantidade de itens com a menor quantidade possível de movimentação
interna; sistemas de informações, onde são aplicadas tecnologias voltadas
para o gerenciamento da armazenagem, como sistemas de TI; e recursos
humanos, que representa grande parte do custo total, dessa forma, a equipe
deve ser composta por pessoas qualificadas.
2.10- Expedição.
A expedição, pois os benefícios de um bom armazenamento e de uma
boa expedição são conquistados com uma gestão eficaz, de posse de
equipamentos e procedimentos adequados para que se possa receber,
armazenar e expedir, da mesma, forma analisar as condições de recebimento,
armazenamento e expedição, é o enfoque primordial para uma boa execução.
O problema que se coloca, é que a forma de recebimento, armazenamento e
expedição impactam diretamente na qualidade do produto. O objetivo geral
desta pesquisa é analisar a Logística interna com foco nos procedimentos de:
recebimento, armazenagem e expedição. Os Objetivos específicos
compreendem em identificar os pontos críticos frequentemente estudados em
receber, armazenar e expedir; verificar a importância de seguir os
procedimentos adequados com eficiência e qualidade empresarial e levantar os
processos corretos na hora de receber, armazenar e expedir.
3 – ÉTICA E LEGISLAÇÃO TRABALHISTA E EMPRESARIAL.
3.1 – Ética.
Em seu sentido mais abrangente, o termo "ética" implicaria um exame
dos hábitos da espécie humana e do seu caráter em geral, e envolveria até
mesmo uma descrição ou história dos hábitos humanos em sociedades
específicas e em diferentes épocas. Um campo de estudos assim seria
obviamente muito vasto para poder ser investigado por qualquer ciência ou
filosofia particular. Além disso, porções desse campo já são ocupadas
pela história, pela antropologia e por algumas ciências naturais particulares
(como, por exemplo, a fisiologia, a anatomia e a biologia),se considerarmos
que o pensamento e a realização artística são hábitos humanos normais e
elementos de seu caráter. No entanto, a ética, propriamente dita, restringe-se
12
ao campo particular do caráter e da conduta humana à medida que esses
estão relacionados a certos princípios – comumente chamados de "princípios
morais". As pessoas geralmente caracterizam a própria conduta e a de outras
pessoas empregando adjetivos como "bom", "mau", "certo" e "errado". A ética
investiga justamente o significado e escopo desses adjetivos tanto em relação
à conduta humana como em seu sentido fundamental e absoluto.
3.2- o direito e a moral como elementos condutores.
Ética, moral e direito estão relacionados. Mas, antes de mais nada, é
fundamental termos conhecimento do que representa cada termo. É
fundamental termos conhecimento do que significa cada uma dessas palavras
e como devemos aplicá-las. Este é o objetivo do artigo a seguir exposto.
Ética, moral e direito estão relacionados. Mas, antes de mais nada, é
fundamental termos conhecimento do que representa cada termo.
A palavra moral deriva do latim moris, “relativo aos costumes”, significa o
conjunto de regras que trata dos atos humanos, dos bons costumes e dos
deveres do homem em sociedade perante os de sua classe. Moral é um ramo
da ética e pode ser utilizada em dois sentidos diferentes: amplo e estrito. Numa
definição ampla, ela abrange todas as ciências normativas do agir humano, a
ética seria a palavra abrigada para essa concepção mais ampla. Numa
acepção mais estrita, moral identifica-se como a disciplina dos atos humanos.
É o conjunto de normas inspiradas, tendentes a formar o homem perfeito em si
mesmo.
3.3- Diversos campos do direito.
Algumas áreas de atuação ligadas ao curso de direito estão em maior
evidência nos últimos anos, seja por sua importância social, econômica ou
profissional ou pela demanda crescente de trabalho. Algumas delas são:
3.3.1 Direito comercial
Ações referentes a patentes, marca, concorrência, falência ou
recuperação de empresas fazem parte da rotina do advogado que escolher
esse ramo do direito.
3.3.2 Direito da tecnologia da informação
Com o aumento da influência da tecnologia nas relações pessoais e
comerciais, esse é um campo do direito que merece destaque atualmente. O
advogado que optar por esse caminho será responsável por tratar de questões

13
jurídicas que envolvem a internet, seus usuários e fornecedores desde
provedores a empresas de software e lojas virtuais.
Um acontecimento recente que aumentou a procura pelo direito da
tecnologia da informação foi o Marco Civil da Internet, que estipula direitos e
deveres dos usuários da rede e foi aprovado em 2014.
3.3.3 Direito do consumidor
Ao contrário do que muitos estudantes pensam, a área de direito do
consumidor não defende apenas o cidadão que adquire produtos ou serviços,
mas também seus fornecedores.
Esse ramo do direito é gerido pelo Código de Defesa do Consumidor, um
conjunto de normas que regulamenta as relações de consumo no país e
estabelece critérios para reparação de danos para o consumidor final.
3.4 - Direito Sindical e Coletivo.
O Direito Coletivo do Trabalho é o conjunto de regras, princípios e
institutos regulatórios das relações entre os seres coletivos trabalhistas: de um
lado, os obreiros, representados pelas entidades sindicais, e de outro, os seres
coletivos empresariais, atuando quer isoladamente, quer através de seus
sindicatos (DELGADO, 2010, p. 1231).
Logo, verifica-se que os sindicatos exercem um importantíssimo papel
no bojo do Direito do Trabalho no tocante às relações coletivas de trabalho, eis
que são sujeitos dessas relações.

14
CONCLUSÃO

Os principais objetivos da gestão da cadeia logística no CENTRO DA


BELEZA DISTRIBUIDORA são reduzir os custos, eliminando tempos
excessivos, esforços redundantes e estoques intermediários, bem como
melhorar os serviços, proporcionando aos clientes mais opções, entrega mais
rápida e uma melhor visão sobre a condição dos pedidos. Para atingir esse
propósito, no entanto, é necessário integrar o fluxo de bens e informação da
fonte inicial até os usuários finais
Neste contexto, a utilização da tecnologia da informação aplicada à
logística traz inúmeros potenciais na obtenção de vantagens em custo e em
produtividade pelas empresas. Os sistemas de informação tornaram-se tão
disseminados a ponto de serem considerados requerimento básico para a
realização de negócios no mercado competitivo.
Com base nesta realidade e sabendo da importância da Logística, TI e
da Administração e do gerenciamento da informação na administração das
organizações pode se concluir que ainda há melhorias a serem feitas a cada
dia que passar, pois o mercado muda, e as empresas se adequam ou
quebram, tudo depende das decisões que será tomado e dos processos que
será melhorado respeitando a necessidade do cliente.

15
REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS

BIAGIO, Luís Arnaldo & BATOCCHIO, Antônio. Plano de Negócio:


estratégias para Micro e Pequenas Empresas. Barueri, SP: Manole, 2005.
FREITAS, A.B.A. Equipes Auto Gerenciáveis. Universidade Candido
Mendes (UCAM). Faculdade de Ciências Políticas e Econômicas do Rio de
Janeiro – Centro – Curso de Administração. Agosto de 2001.
PLANO DE NEGÓCIO.
BALLOU, Ronald, Gerenciamento da Cadeia de Suprimentos, Editora:
Bookman, 2001.
BOWERSOX, DONALD J. - Logística Empresarial: O Processo de
Integração da Cadeia de Suprimentos. São Paulo: Atlas 2001.
TECNOLOGIA PARA PLANEJAMENTO E OPERAÇÕES LOGÍSTICA.
LEÃO, Célia Pereira de Souza. Boas maneiras de A à Z. São Paulo:
Editora STS Publicações e Serviços Ltda: 2000.
SILVEIRA, Josué Lemos da. Etiqueta Social pronta para usar. São
Paulo: Marco Zero: 2010.
SROUR, Robert Henry, Ética Empresarial. Rio de Janeiro: Campus,
2000.
ZAHAR, Jorge. A Ética nas Empresas. Rio de Janeiro, 1994.
ÉTICA E LEGISLAÇÃO TRABALHISTA EMPRESARIAL.

16
17