Você está na página 1de 4

OS CINCO VAYUS

Por Timothy Burgin | 1 de outubro de 2019

Através da exploração do corpo e da respiração, os antigos iogues descobriram que o prana (energia da força
da vida) poderia ser subdividido em componentes energéticos que eles chamavam de vayus (ventos). Todos os
cinco Vayus do prana têm qualidades energéticas muito sutis e distintas, incluindo funções específicas e
direções do fluxo. Os iogues foram capazes de controlar e cultivar esses Vayus simplesmente trazendo seu
foco e consciência para eles. Através desse controle e cultivo conscientes, eles não apenas foram capazes de
criar saúde e bem-estar ideais, mas também foram capazes de ativar a energia primordial da Kundalini para
obter estados de Samadhi iluminado.

O que são os Vayus?


A palavra em sânscrito Vayu se traduz como "vento" e a raiz 'va' se traduz em "aquilo que flui". Assim, um
Vayu é uma força energética que se move em uma direção específica para controlar as funções e atividades
corporais. Os iogues antigos encontraram 49 tipos distintos de Vayus no corpo. Apenas cinco dos principais
Vayus ou Pancha Pranas são importantes para os praticantes de yoga entenderem. Essas cinco correntes
primárias de força vital são Prana-Vayu, Apana-Vayu, Samana-Vayu, Udana-Vayu e Vyana-Vayu.

Cada Vayu governa uma área específica do corpo e, idealmente, funciona em harmonia um com o outro.  Seus
movimentos energéticos sutis afetam e influenciam nossa saúde e bem-estar físico, emocional e mental. Se um
Vayu se desequilibra, pode criar desarmonia por todo o sistema energético do corpo ou afetar negativamente
seu chakra associado ou os órgãos ligados à sua localização.

Não é necessário ter domínio completo sobre os Vayus para usá-los para melhorar nossa saúde, foco interno e
a capacidade de sentir as sutilezas dentro do corpo. Cultivar uma consciência básica de um ou mais Vayus nos
ajudará a aprofundar nossa consciência do corpo e da respiração para enriquecer nossa prática de ioga e
alcançar nosso maior potencial.

Os Cinco Vayus
Os dois Vayus mais fáceis e importantes de se conectar são Prana-Vayu e Apana-Vayu. Depois que você
se conectar com as energias sutis desses dois Vayus, será mais fácil trabalhar com os outros.

Esses cinco pranas ou Pancha Prana Vayu  estão intimamente ligados à nossa energia física. Mas a fonte
real desses Pancha Prana é difícil de explicar. A fonte do Pancha Prana é o Maha Prana. Este Maha
Prana é a energia cósmica e se manifesta em cada um de nós como Kundalini Shakti.
Prana-Vayu
Prana-Vayu está situado no coração e sua energia permeia a região do peito.  Prana-Vayu se traduz como "ar
em movimento para frente" e seu fluxo é para dentro e para cima. Nutre o cérebro e os olhos e governa a
recepção de todas as coisas: comida, ar, sentidos e pensamentos. Este Vayu é a energia fundamental do corpo
e direciona e alimenta os outros quatro Vayus. A ação deste Vayu é a cristalização, sua expressão é cíclica e
seus chakras e elementos associados são Anahata e ar. Quando esse Vayu é fraco, a mente não consegue se
concentrar e experimenta excesso de preocupação. Falta de ar, ansiedade, baixa energia ou um sistema
imunológico deficiente podem estar relacionados ao Prana-Vayu perturbado.

• Para experimentar Prana-Vayu: feche os olhos, sente-se ou fique em pé com uma coluna longa e um corpo
relaxado e, ao inspirar, sinta uma energia fluindo do tronco da barriga para o terceiro olho. Como alternativa,
pratique nossa meditação do terceiro olho.

• Fortalecer Prana-Vayu: praticar pranayamas como Bhastrika , Nadi Shodhana e Ujjayi Pranayama fortalecerá


rapidamente esse Vayu. Coração de abertura poses de ioga como pose de arco , postura camelo , pose de
cobra , pose de bailarina , e pose de ponte irá ativar e fortalecer o Prana-Vayu. Para incentivar esse vento vital
a fluir para cima, pratique inversões e poses com os braços erguidos, como o  guerreiro I , a pose da cadeira e
a pose da montanha. Trazer a consciência de Prana-Vayu em qualquer pose de yoga cria um foco para
levantar, alongar e abrir a parte superior do corpo.

Apana-Vayu
Apana-Vayu está situado no assoalho pélvico e sua energia permeia o abdome inferior.  Apana-Vayu se traduz
como "o ar que se afasta" e seu fluxo é para baixo e para fora.  Sua energia nutre os órgãos da digestão,
reprodução e eliminação. Apana-Vayu governa a eliminação de todas as substâncias do corpo: dióxido de
carbono, urina, fezes, etc. A ação deste Vayu é a eliminação, sua expressão é firmeza, e seus chakras e
elementos associados são Muladhara e a terra. Um Apana-Vayu fraco ou disfuncional cria sentimentos de falta
de firmeza e fraqueza nas pernas. Problemas de eliminação ou doenças que afetam o intestino, os rins ou o
trato urinário podem estar relacionados ao Apana prana perturbado.

• Para experimentar Apana-Vayu: feche os olhos, sente-se ou fique em pé com uma coluna longa e um corpo
relaxado e, ao expirar, sinta uma energia fluindo do tronco, da parte superior da cabeça até o cóccix, e depois
pelas pernas e braços, pés.
• Para fortalecer Apana-Vayu : pratique poses de relaxamento e liberação de tensão, como curvas para a
frente e torções sentadas . Concentre-se em envolver os músculos das pernas e aterrar-se em poses de
ioga em pé fortalece esse Vayu. Considere também praticar Nauli, Agni Sara Kriya, Ashvini Mudra e Mula
Bandha . Trazer a consciência de Apana-Vayu em qualquer pose de ioga cria um foco no chão e estabiliza a
parte inferior do corpo.

Vyana-Vayu
Vyana-Vayu está situado no coração e pulmões e flui por todo o corpo. Vyana-Vayu se traduz como "ar em
movimento para fora" e seu fluxo se move do centro do corpo para a periferia. Governa a circulação de todas
as substâncias pelo corpo e auxilia os outros Vayus em suas funções. A ação deste Vayu é circulação, sua
expressão é alinhamento, e seus chakras e elementos associados são Svadisthana e água. Um Vyana-Vayu
fraco ou disfuncional pode criar sentimentos de separação e alienação e criar pensamentos desarticulados,
flutuantes e divagantes. Má circulação, estimulação nervosa prejudicada, distúrbios da pele e colapsos
nervosos podem estar relacionados ao distúrbio de Vyana-Vayu.

• Para experimentar Vyana-Vayu: Feche os olhos, sente-se ou fique em pé com uma coluna longa e um corpo
relaxado e, enquanto inspira, sinta a respiração irradiando do umbigo para os braços e pernas.

• Para fortalecer Vyana-Vayu: pratique pranayama com kumbhaka (retenção de respiração). Concentre sua


prática de asana mais em movimentos vinyasa, como as Saudações ao Sol, para circular prana e
sangue. Trazer a consciência de Vyana-Vayu em qualquer pose de ioga cria um foco na força e movimento do
corpo fluido.

Udana-Vayu
Udana-Vayu está situado na garganta e tem um fluxo circular ao redor do pescoço e da cabeça.  Udana-Vayu
se traduz em "aquilo que carrega para cima" e seu fluxo se move para cima do coração para a cabeça, cinco
sentidos e cérebro. Ele funciona para "nos sustentar" e governa a fala, a auto-expressão e o crescimento.  Ação
deste Vayu é metabolização, a sua expressão é verbal, e seus chakras e elementos associados
são Vishuddha & Ajna e éter. Um Udana-Vayu fraco ou disfuncional pode se manifestar como dificuldades de
fala, falta de ar e doenças da garganta. A falta de auto-expressão, movimento descoordenado ou perda de
equilíbrio pode estar relacionada ao perturbado Udana-Vayu.

• Para experimentar Udana-Vayu: feche os olhos, sente-se ou fique em pé com uma coluna longa e um corpo
relaxado e, ao inspirar e expirar, sinta a respiração circulando ao redor e através da cabeça e pescoço.

• Fortalecer Udana-Vayu: Pratique Ujjayi Pranayama e Bhramari Pranayama com Jalandhara


Bandha . Concentre-se em praticar inversões e  posturas de yoga flexíveis que trazem energia para o pescoço,
ombros e cabeça. Trazer a consciência de Udana-Vayu em qualquer pose de ioga cria um foco para manter
uma coluna longa e uma postura correta.

Samana-Vayu
Samana-Vayu está situado no abdômen, com sua energia centrada no umbigo. Samana-Vayu se traduz em "o
ar de equilíbrio" e seu fluxo se move da periferia do corpo para o centro. Governa a digestão e assimilação de
todas as substâncias: comida, ar, experiências, emoções e pensamentos. A ação deste Vayu é assimilação, sua
expressão é interna e seus chakras e elementos associados são Manipura e fogo. Um Samana-Vayu fraco ou
disfuncional pode se manifestar como julgamento ruim, baixa confiança e falta de motivação e
desejo. Problemas de digestão podem estar relacionados ao Samana-Vayu perturbado.
• Para experimentar Samana-Vayu: Feche os olhos, sente-se ou fique em pé com uma coluna longa e um
corpo relaxado e, ao inspirar e expirar, sinta a respiração subindo e descendo na frente, nas laterais e na parte
traseira do tronco.

• Para fortalecer Samana-Vayu: concentre sua prática de asana em poses de torção e poses de ioga para
fortalecer o núcleo . Pratique Kapalabhati Pranayama com Uddiyana Bandha e Agni Sara Kriya. Trazer a
consciência de Samana-Vayu em qualquer pose de ioga cria um foco para abrir e relaxar o corpo.

Five Prana Vayus Chart


As ações, locais e movimentos dos Vayus são complexos e podem ser confusos para serem compreendidos
completamente. Para resumir rapidamente e comparar facilmente as principais ações e qualidades dos cinco
Vayus, criamos o gráfico abaixo.

Vayu Açâo Localização Movimento Chakra Elemento Expressão

Coração e Tudo em
Prana Cristalização Anahata Ar Cyclical
peito volta

Apana Eliminação Pélvis Para baixo Muladhara Terra Estabilidade

Em todo o
Vyana Circulação Para fora Svadisthana Água Alinhamento
corpo

Vishuddha &
Udana Metabolizante Garganta Para cima Éter Verbal
Ajna

Saman
Assimilação Umbigo Para dentro Manipura Fogo interno
a

Você também pode gostar