Você está na página 1de 4

PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE

CATÓLICA DO PARANÁ ESCOLA DE


BELAS ARTES

PROPAGANDA POLÍTICA: O
ELEITOR COMO OBJETO DE
CONSUMO

Leonardo Felix Maciel

BLUMENAU - SC

2020
1 - Tema:

1.1 - Título:
O consumidor como Objeto de Consumo na ótica da publicidade

1.2 - Contextualização e introdução:

A medida que a era moderna torna as relações humanas cada vez mais complexas, e a
saturação de informação infla as redes sociais, a publicidade e propaganda se torna
fundamental para relação entre Marca e Consumidor. Tanto para que a marca se destaque de
sua concorrência, tanto para o consumidor se informar sobre a marca de forma responsável e
segura.

Em uma democracia saudável, um político é escolhido pelo seu eleitorado com base em suas
ideias, pensamentos e discurso. E de tempos em tempos, um novo discurso ganhará voz, e um
outro político será eleito. Ou seja, para que esse processo exista, uma comunicação entre
eleitor, e político, deve existir. É neste cerne de comunicação, a propaganda política se torna
elementar. A propaganda política está simbioticamente ligada com o processo democrático
saudável. Então as consequências da Publicidade e Propaganda no campo político podem ser
estrondosas.

É inegável que diversas marcas tiveram que se adaptar para um novo cenário de comunicação
para se manterem competitivas. Mas e quando essa necessidade de mudança e atualização na
forma de pensar em publicidade, atinge o campo político-social?

Em um mercado globalizado, de transformações rápidas e consumo instantâneo, estariam os


publicitários transformando as relações políticas relações de mercado? Políticos em marcas
concorrentes, a democracia em um mercado, e o eleitor como um objeto de consumo?
2 - Pergunta de Pesquisa
Sob o ponto de vista da publicidade e marketing, estaria certo dizer que a propaganda política
tratando o eleitor como um mero consumidor de sua imagem?

Estaria a publicidade e propaganda, interferindo ou até mesmo danificando o processo


democrático, tratando da política como um produto, e não mais como um processo social?

3 - Objetivos de Pesquisa

3.1 - Objetivo geral


● Investigar o impacto da propaganda política dentro do processo democrático e social.

3.2 - Específicos:
● Conceituar a relação entre Publicidade Propaganda, e conceitos políticos
● Analisar o processo de Branding Político e suas consequências.
● Entender como o eleitor é tratado e atingido no campo da publicidade e propaganda

4 - Justificativa

Conforme as relações humanas vão evoluindo, a dinâmica entre consumidor e marca também
evolui. Conforme a sociedade se transforma, o mercado acompanha a mudança. Não há como
separar sociedade e as relações de mercado. Tal qual acompanham as novas tendências do
mercado, os profissionais de Comunicação têm o dever de acompanhar os impactos sociais
que podem causar. Por isso, ainda mais nos tempos de hoje da comunicação instantânea,
profissionais da área de publicidade, propaganda e marketing tem uma grande
responsabilidade em mãos.

Então, tanto quanto um publicitário tem responsabilidade com seu cliente, também deve ter
responsabilidade e consciência para com a sociedade em que vive. Por isso, estudar a
propaganda política e seu impacto na contemporaneidade se torna tão importante. É uma
questão de responsabilidade. Estudar esse ramo não é função dos políticos ou sociólogos. É
função dos publicitários saber lidar com o seu poder de persuasão, ainda mais no campo
político que afeta diretamente a vida de milhares de pessoas.
5 - Metodologia

Pretende-se fazer uma pesquisa bibliográfica de caráter exploratório. O levantamento do


material inclui livros e pesquisas tanto sobre definições de conceitos políticos e de
comunicação social, para se estabelecer os parâmetros de comparação entre as duas esferas.
Com os parâmetros estabelecidos, a próxima etapa prevê a análise do atual cenário político
brasileiro com a percepção de marketing e propaganda dentro dos parâmetros estabelecidos.

6 - Referências bibliográficas

JENKINS, Henry. ​Cultura da Convergência​. 2 ed. São Paulo: Aleph, 2009. 428 pp. ISBN
978-85-7657-084-4

COELHO, Cláudio Novaes Pinto e CASTRO, Valdir de (Orgs). ​Comunicação e sociedade


do espetáculo​. São Paulo: Paulus, 2006.