Você está na página 1de 2

REGRAS DE ACENTUAÇÃO

1. MONOSSÍLABOS levam acento agudo ou circunflexo terminados em A, E,O(s):


já, fé, lê, pó. O acento permanece nos prefixos: pré, pró, pós: pós-operatório,
pré-história, pró-Memória.

2. OXÍTONOS OU AGUDOS terminados em A, E, O (s), EM(ens): ananás, café,


você, avô, cipó, ninguém, armazéns. Obs: aqui, urubu, caju.

3. PAROXÍTONOS OU GRAVES terminados em I(s), US, R, L, X, N, UM (uns),


ÃO(s), Ã(s), PS, ON(s): júri, lápis, vírus, Vênus, caráter, útil, tórax, hífen, álbum,
órfão, ímã, bíceps, elétron.

4. PROPAROXÍTONOS OU ESDRÚXULOS levam acento todos: cátedra, cálido,


cômodo.

5. CASOS ESPECIAIS:

a. Não se acentuam as paroxítonas com ditongos abertos EI, OI: assembleia,


ideia, jiboia, paranoico, heroico.

b. Não se acentuam os encontros vocálicos fechados: pessoa, coroa, teu,


judeu, voo, enjoo, creem, veem.

c. Não se acentuam as paroxítonas homógrafas: para (verbo), para


(preposição), pelo (contração), pelo (substantivo), pelo (verbo).

d. Levam acento agudo I, U quando representam a 2ª vogal tônica de um


hiato, desde que não formem sílaba com R, L, M, N, Z ou estejam seguidos
de NH: saúde, viúva, saída, aí. Raiz, ruim, rainha, moinho.

e. Não leva acento a vogal tônica dos ditongos IU, UI: caiu, retribuiu.

f. Não levam acento as vogais tônicas I, U das paroxítonas, quando estas


vogais estiverem precedidas de ditongo decrescente: feiura, maoista,
taoismo.

g. Levam acento as vogais tônicas I, U das oxítonas quando estão em posição


final, sozinhas na sílaba: Piauí, Itaú.

h. A 3ª pessoa de alguns verbos quando termina em EM: ele tem, eles têm,
ele vem, eles vêm, ele contém, eles contêm, ele provém, eles provêm.

i. Levam acento as paroxítonas terminadas em ditongo decrescente ou


crescente: ágeis, jóquei, área, ignorância, lírio, mágoa, régua, tênue.
j. Leva acento a forma verbal terminada em A, E, O: fá-lo, movê-lo, pô-lo.
Obs: se o verbo estiver no futuro poderá ter 2 acentos: fá-lo-íamos, pô-lo-
ás. Também leva acento o I das formas verbais oxítonas terminadas em
AIR, UIR: atraí-lo, destruí-lo, possuí-la.

k. Não levam acento os prefixos paroxítonos terminados em R, I: super-


homem, semi-histórico.

l. Não leva trema o U dos grupos GUE, GUI, QUE, QUI: aguentar, arguir,
eloquência, tranquilo.

m. Leva acento diferencial pode (presente), pôde (passado), pôr (forma


verbal), por (preposição). O caso de fôrma (substantivo) e forma (verbo) é
opcional, se diferencia se houver ambiguidade.

Bibliografia:

BECHARA, Evanildo. Moderna Gramática Portuguesa. R.J: Nova Fronteira, 2009.

Você também pode gostar