Você está na página 1de 14

FACULDADE ALIANÇA – MAURÍCIO DE NASSAU

ENFERMAGEM – 4º PERÍODO – TURNO MANHÃ

 DISCENTES:
Lucas Fontes
Waldennia Veloso

 DOCENTE: Alzira Sousa

Suziane Carvalho Renata Freitas


Cecília Natielly
Natana Karen
Jessica Suelen
Elane Rodrigues
Letícia Silva
Teresina (PI), março de 2015.
Lucas

TEORIA DAS NECESSIDADES


FUNDAMENTAIS, DE VIRGINIA
HENDERSON
Lucas

TEORIA DAS NECESSIDADES


FUNDAMENTAIS
PARA HENDERSON, A PRÁTICA DA ENFERMAGEM PROFISSIONAL
SIGNIFICA...
“... a atuação para compensação de qualquer ato, na observação, no
cuidado e no aconselhamento dos doentes, feridos ou inválidos; na
manutenção da saúde ou prevenção da doença de outros; na
supervisão e ensino de outros profissionais ou na administração de
medicamentos e tratamento conforme prescritos por um médico;
exigindo julgamento especializado substancial e habilidade baseados
no conhecimento e na aplicação dos princípios das ciências
biológicas, físicas e sociais...”
TEORIA DAS NECESSIDADES
FUNDAMENTAIS

 META DE ENFERMAGEM:  NA PRÁTICA...

Trabalhar de forma Os enfermeiros ajudam os


independente com outros pacientes a colocarem em
profissionais de saúde, prática as 14 necessidades
ajudando o paciente a fundamentais.
ganhar independência o
mais rápido possível.
Lucas

TEORIA DAS NECESSIDADES


FUNDAMENTAIS

 ESTA TEORIA ESTÁ BASEADA NOS SEGUINTES PRESSUPOSTOS:

Tanto o enfermeiro quanto o paciente, valorizam a


independência sobre a dependência;
O enfermeiro deve ter em conta o plano terapêutico prescrito
pelo médico para definir os cuidados;
A prática do enfermeiro deve basear-se nos contributos
gerados pela investigação em Enfermagem/conhecimentos.
Lucas

TEORIA DAS NECESSIDADES


FUNDAMENTAIS

Ela salienta a assistência de indivíduos em atividades


essenciais para a manutenção da saúde, para recuperação ou
para chegar a uma morte pacífica, propondo 14 componentes
do atendimento básico de Enfermagem, que são...
Lucas

TEORIA DAS NECESSIDADES


FUNDAMENTAIS
1. Respirar normalmente; 7. Manter temperatura corporal;
2. Comer e beber 8. Manter higiene;
adequadamente; 9. Evitar perigos ambientais;
3. Eliminar os resíduos 10. Comunicar-se com outros
orgânicos; expressando emoções,
necessidades, medos ou
4. Movimentar-se e manter opiniões;
posturas desejáveis;
11. Adorar de acordo com a
5. Dormir e descansar; própria fé;
6. Selecionar roupas adequadas;
Lucas

TEORIA DAS NECESSIDADES


FUNDAMENTAIS
12. Trabalhar de forma
satisfatória;
13. Participar de diferentes
atividades recreativas;
14. Aprender, descobrir ou
satisfazer a curiosidade que
conduz ao desenvolvimento
normal e a saúde, utilizando
os meios disponíveis.
TEORIA DAS NECESSIDADES
FUNDAMENTAIS

 HENDERSON E O PROCESSO DE ENFERMAGEM:

Ela considera o processo como “realmente a aplicação da


abordagem lógica para a solução de um problema. Os passos
são os do método científico”. Cada pessoa tem de receber o
atendimento individualizado.
TEORIA DAS NECESSIDADES
FUNDAMENTAIS

A Sistematização da Assistência de Enfermagem (SAE), por


meio da aplicação do processo de Enfermagem, emerge como
possibilidade de orientar o cuidado ao paciente, com foco na
integralidade das dimensões do ser cuidado. É através do
processo de Enfermagem que a teoria de Henderson pode ser
aplicada.
CONCLUINDO...

 PARA HENDERSON...

 A função que o enfermeiro desempenha é, principalmente,


uma função independente – a de agir para o paciente
quando ele precisa de conhecimento, força física ou vontade
de agir por si mesmo com faria, ordinariamente, quando
saudável, ou também realizar a terapia prescrita.
REFERÊNCIA

GEORGE, J. B. e colaboradores. Teorias de enfermagem – Os


fundamentos à prática profissional. 4ed. Porto Alegre: Artes
Médicas; 2000.
AGRADECEMOS A ATENÇÃO!