Você está na página 1de 2

Subunidade 1.

4 — Ficha de avaliação (cenários de resposta)

GRUPO I
A
1. Um aforismo é uma frase curta, de significado muito profundo, apresentando uma
espécie de verdade universal e intemporal. No aforismo que inicia o poema,
encontramos a antítese «grande»/«pequeno». Este recurso enfatiza a ideia de que,
diante das grandes realizações, que exigem um esforço tremendo, a natureza
humana é sempre frágil, «pequena». Esta desproporção acentua o carácter épico
das ações praticadas pelo homem, valorizando-as.
2. No poema «Padrão», a referência ao «por-fazer» (v. 8), que depende de Deus,
remete para uma conceção providencialista da História, segundo a qual todos os
acontecimentos são explicados por aquilo que a providência divina determinou.
Além disso, o poema apresenta uma interpretação dos Descobrimentos em que o
carácter religioso e a procura da transcendência explicam a ação levada a cabo
pelos portugueses.
3. Na última estrofe, o sujeito poético explicita o que simboliza a cruz do padrão,
fazendo referência à «febre de navegar». Esta febre ou doença resulta do desejo
de querer mais e procurar, desejo que, segundo a filosofia de Mensagem, distingue
a natureza humana e permite que o homem se distancie da «besta». A cura para
esta doença da insatisfação, da procura ou do sonho é o repouso em Deus, depois
da morte.

B
4. Telmo procede à correção do seu discurso porque, apesar de afirmar que Manuel
de Sousa é um «[a]cabado escolar» (l. 14), não o considera digno de ocupar o
lugar do seu antigo amo. Com esta correção, Telmo revela-se fiel à memória de D.
João de Portugal.
5. No excerto apresentado, as reticências e os apartes indicam a existência de
informações subentendidas, que correspondem a um conhecimento partilhado
pelas duas personagens. Assim, quando Madalena se refere a um tempo passado
— «o tempo que… que…» (ll. 23-24) —, a frase incompleta revela a importância
que esse tempo tem na ação, por remeter para o seu primeiro casamento, razão
dos grandes terrores que a atormentam no presente. Do mesmo modo, o aparte
de Telmo, ao considerar Maria uma «pobre menina», contém uma alusão à
questão central da tragédia familiar de Frei Luís de Sousa: a possibilidade de Maria
ser fruto do pecado.

GRUPO II
1. (C).
2. (A).
ENTRE NÓS E AS PALAVRAS • Português • 12.o ano • Material fotocopiável • © Santillana 1
3. (C).
4. (C).
5. (C).
6. (C).
7. (A).
8. Coesão interfrásica.
9. 9.1 Oração subordinada adjetiva relativa restritiva.
9.2 Complemento oblíquo.

GRUPO III
Construção de um texto de opinião que tenha em conta o tema, a estrutura e os
limites propostos. Devem respeitar-se as principais características do género textual
em causa:
• explicitação do ponto de vista;
• clareza e pertinência da perspetiva adotada, dos argumentos desenvolvidos e dos
respetivos exemplos;
• discurso valorativo (juízo de valor explícito ou implícito).

ENTRE NÓS E AS PALAVRAS • Português • 12.o ano • Material fotocopiável • © Santillana 2