Você está na página 1de 3

29/02/2020

10:28:12

Disciplina: SDE4808 - HISTÓRIA DA PSICOLOGIA


Matéria:
Carga Horária Total
Teórica: 88
Prática: 0
Campo: 0
Atividade: 0
Estágio: 0
Virtual: 0
Tipo Curso: 11 - GRADUAÇÃO
Curso(s): 21 - PSICOLOGIA

Versão Plano de Disciplina: 1 Vigência: 11/12/2019 Até o momento

1.Contextualização:

Esta disciplina pretende ser um espaço de reflexão, sobre algumas questões que parecem fundamentais
na formação do profissional de Psicologia, além de construir a base para a compreensão de várias outras
teorias que se entrelaçam com a história da Psicologia. Apresenta um caráter prático, refletido na
realização de exercícios, pesquisas e sugestão de leituras, necessários para a fixação de alguns conceitos
teóricos e a contextualização do percurso histórico da Psicologia, do seu surgimento até os tempos atuais.
Dentro dessa perspectiva será oferecido ao estudante um parte teórica e uma parte prática ampliando o
seu olhar para a disciplina - História da Psicologia. Está disciplina é ministrada no período inicial e o
conhecimento adquirido é fundamental no decorrer de todo o Curso de Psicologia. À luz das Diretrizes
Curriculares e do PPC, levará o acadêmico a construir habilidade conceitual, desenvolver a leitura crítica e
o espírito cientifico, essenciais para a sua formação profissional.

2.Ementa:

Evolução histórica dos conceitos psicológicos da antiguidade à modernidade. As idéias filosóficas que mais
influenciaram a Psicologia. Contextualização sócio-histórica do estabelecimento da Psicologia como
ciência autônoma. Principais vertentes da Psicologia nos séculos XIX e XX. Desenvolvimento da Psicologia
como profissão no Brasil. Debates contemporâneos na Psicologia.

3.Objetivos Gerais:

Entender o processo de formação das idéias psicológicas e o desenvolvimento da Psicologia como ciência
e profissão, relacionando-o ao contexto sócio-histórico.

4.Objetivos Específicos:

Identificar as principais contribuições filosóficas para o campo da psicologia;


Analisar a influência do contexto sócio-histórico para a formação da Psicologia como campo científico;

SECRETARIA SETORIAL DE ALUNOS

FONTE: SIA - Sistema de Informações Acadêmicas Administra Cursos - Relatórios Página 1


cfa0043a
29/02/2020
10:28:12

Diferenciar os principais movimentos da Psicologia nos séculos XIX e XX;


Analisar o desenvolvimento da Psicologia como profissão no Brasil;
Reconhecer o panorama dos debates contemporâneos da Psicologia.

5.Conteúdos:

Unidade 1 - Estudo Histórico da Psicologia - fase filosófica:


1.1. A importância do passado para o entendimento do presente
1.2. As idéias psicológicas na antiguidade e idade média: Sócrates, Plantão, Aristóteles Santo Agostinho
e São Tomás de Aquino
1.3.As idéias psicológicas no renascimento e modernidade: René Descartes

Unidade 2 - Contextos do Surgimento das Ciências Psicológicas - da fase pré-científica a ciência:


2.1. Idade moderna: Racionalismo e Empirismo
2.2. As Bases Filosóficas da Nova Psicologia: Positivismo, Materialismo e Empirismo
2.3. As influências fisiológicas e psicofísica: Hermann von Helmholtz, Ernst Weber e Gustav Theodor
Fechner
2.4. A Psicologia como ciência: Wilhelm Wundt
Unidade 3 - Movimentos da Psicologia nos Séculos XIX e XX - fase científica
3.1. Estruturalismo: Edward Bradford Titchener
3.2.Funcionalismo: William James, Granville Stanley Hall, John Dewey, James Rowland Angell e Robert
Sessions Woodworth
3.3. Behaviorismo: Edward Lee Thorndike, Ivan Petrovitch Pavlov, Vladimir M. Bekhterev, John B.
Watson e as críticas ao behaviorismo de Watson
3.4. Behaviorismo: período pós-fundação - Edward Chace Tolman, Clark Leonard Hull, B. F. Skinner,
Albert Bandura e Julian Rotter
Unidade 4 - Movimentos da Psicologia - até a fase atual
4.1. A psicologia da Gestalt: Max Wertheimer, Kurt Koffka, Wolfgang Köhler e Kurt Lewin
4.2. Psicanálise: Freud
4.3. A psicologia humanista: Abraham Maslow e Carl Rogers
4.4. A psicologia cognitiva: George Miller e Ulric Neisser

6.Procedimentos de ensino:

Promover aulas expositivas-interativas; estudos dirigidos com o material didático; estudos de casos;
atividades em equipe; workshops; palestras com especialistas; reflexão sobre os exercícios constantes
nos Planos de Aula da disciplina; atividades que integrem a teoria e a prática no ambiente de sala de
aula/instituição, visitas técnicas e atividades na biblioteca (IES/Virtual).
Como metodologias a serem utilizadas, método colaborativo ou de trabalho em grupo, sala de aula
invertida, entre outras metodologias ativas.As aulas devem ser interativas com a participação dos
estudantes em debates, exposições, apresentações, resolução de casos e exercícios etc.
7.Procedimentos de avaliação:

O processo de avaliação será composto de três etapas, Avaliação 1 (AV1), Avaliação 2 (AV2) e
Avaliação 3 (AV3).
As avaliações serão realizadas através de provas teóricas, realização de projetos ou outros trabalhos,
representando atividades acadêmicas de ensino. A soma de todas as atividades que possam vir a
compor o grau final de cada avaliação não poderá ultrapassar o grau máximo de 10, sendo permitido
atribuir valor decimal às avaliações. Caso sejam contempladas outras atividades acadêmicas de ensino,

SECRETARIA SETORIAL DE ALUNOS

FONTE: SIA - Sistema de Informações Acadêmicas Administra Cursos - Relatórios Página 2


cfa0043a
29/02/2020
10:28:12

estas não poderão ultrapassar 20% da composição do grau final.


A AV1 contemplará o conteúdo da disciplina até a sua realização, incluindo o das atividades
estruturadas.
As AV2 e AV3 abrangerão todo o conteúdo da disciplina, incluindo o das atividades
estruturadas.
Para aprovação na disciplina o aluno deverá:
1.Atingir resultado igual ou superior a 6,0, calculado a partir da média aritmética entre os graus das
avaliações, sendo consideradas apenas as duas maiores notas obtidas dentre as três etapas de
avaliação (AV1, AV2 e AV3). A média aritmética obtida será o grau final do aluno na disciplina.
2.Obter grau igual ou superior a 4,0 em, pelo menos, duas das três avaliações.
3.Frequentar, no mínimo, 75% das aulas ministradas.

8.Bibliografia Básica:

BOCK, Bahia, A. M. Psicologias: uma introdução ao estudo de psicologia.. 15. São Paulo: Saraiva, 2018.

Feitosa, João Paulo Machado. História da Psicologia. 1ª. Rio de Janeiro: Universidade Estácio de Sá,
2016.

Hothersall, David. História da Psicologia. 4ª. Porto Alegre: AMGH

Schultz, D. P., Schultz, S. E. História da Psicologia Moderna. 11. São Paulo: Cengage, 2019.
Disponível em: https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788522127962/

9.Bibliografia Complementar:

Costa, Ferreira, C. Filosofia da mente. /: Zahar

Dionizio, Mayara. Filosofia contemporânea. Porto Alegre: SAGAH, 2018. 978-85-9502-784-8 1.

Kohan, Walter Omar. Filosofia : o paradoxo de aprender e ensinar. Belo Horizonte: Autêntica Editora

SECRETARIA SETORIAL DE ALUNOS

FONTE: SIA - Sistema de Informações Acadêmicas Administra Cursos - Relatórios Página 3


cfa0043a

Você também pode gostar