Você está na página 1de 16

PUB Quarta-feira • 13 de maio de 2020 • •1

1062
13 maio 2020
Ano 19
quarta-feira
 0.75 iva incluído
Diretor: Luís Baptista-Martins
semanário

«Precisamos com urgência que


avancem já grandes obras para
entrar dinheiro na economia local»

Pedro Tavares considera que a Câmara da Guarda tem de iniciar rapidamente os Passadiços
do Mondego e o CET, no Rio Diz, para «trazer dinâmica económica» ao concelho e fazer
«entrar dinheiro» nas empresas, numa altura em que o comércio reabre sem clientes Pág.5

Cidália Valbom desafia


Desporto
Distrito da Guarda poderá
ter duas equipas no
Campeonato de Portugal

autoridade de Chaves
na próxima época
Ao contrário do que tinha anunciado, a
Federação Portuguesa de Futebol decidiu
promover os primeiros classificados dos

Monteiro
Algo vai mal no seio da maioria do PSD da Câmara da Guarda, de onde estão a emergir os distritais, o que permitirá ao Sp. Mêda
principais opositores ao presidente. Depois da “despromoção” do então vice-presidente juntar-se ao Figueirense, que não foi de-
Sérgio Costa, agora vereador sem pelouros, Carlos Chaves Monteiro foi forçado a des- spromovido devido ao cancelamento do
autorizar a presidente da Assembleia Municipal, Cidália Valbom, que pretendia realizar campeonato. Conduto, as direções dos dois
uma Assembleia Municipal extraordinária na passada segunda-feira para debater o clubes esperam reunir condições financei-
futuro da cidade no pós-pandemia Pág.4 ras para alinhar na prova_____________ 13

Covilhã Trancoso Política


Carlos Pinto absolvido Praça municipal reabriu Sondagem coloca Chaves Monteiro como melhor
de novo mas regresso da feira candidato do PSD na Guarda
Antigo autarca e atual vereador do movi- semanal continua adiado Estudo de opinião a que O INTERIOR teve acesso, e que tem sido discutido no partido a nível
mento “De Novo Covilhã” foi absolvido Autarquia garante que mercado semanal só nacional e local, revela que o atual presidente seria a primeira escolha para concorrer de
pelo Tribunal de Castelo Branco dos crimes regressará «quando tivermos todas as garan- novo à autarquia para 50 por cento dos inquiridos. O PSD continuaria a ser o partido mais
de prevaricação, peculato e participação tias de segurança», enquanto a Feira de São votado, independentemente dos candidatos, para 39,2 por cento dos inquiridos, enquanto
económica em negócio no caso do licencia- Bartolomeu, em agosto, deverá realizar-se o PS fica-se pelos 24,7 por cento _ _________________________________________________ 7
mento da sua moradia _ _______________ 7 num formato mais curto ________________ 8

PUB

Fundão

Produção de cereja com prejuízo


de 8 milhões de euros
Este ano haverá «pouco mais» de duas mil toneladas de cerejas, enquanto nas campanhas
anteriores a colheita rondava as 7 mil. Impacto económico resultante desta quebra será um
dos temas a abordar na visita da ministra da Agricultura no dia 22 ____________________ 12
2• • Quarta-feira • 13 de maio de 2020

Cara
Entrevista
no  fio  da  navalha

a P e r f i l
cara

«O Guarda UP
Daniel Branquinho
Sp. Mêda Presidente da Escola Desportiva – Guarda UP
Idade: 36 anos
O novo coronavírus alterou tudo e impediu

já tem uma
Naturalidade: Guarda
o encerrarmento dos campeonatos nacionais e
regionais de futebol. A Federeação Portuguesa Profissão: Professor de Educação Física
de Futebol deu o dito por não dito e decidiu Currículo: Licenciatura em Ciências do Desporto
promover vinte equipas seniores dos distritais e Educação Física pela Faculdade de Motricidade

projeção de
de futebol ao Campeonato de Portugal. O Spor- Humana; Mestre em Treino Desportivo para
ting da Mêda regressa assim às competições Crianças e Jovens pela Universidade de Coimbra;
Treinador certificado de basquetebol desde 2001,
nacionais, o que é considerado uma medida
com passagem por vários clubes do distrito e
justa, pois o clube medense liderava o Distrital de Lisboa; Selecionador distrital; Formador nos
da Guarda aquando do cancelamento das

âmbito distrital
cursos de treinador de basquetebol; Treinador da
provas e permitirá ao Sp. Mêda juntar-se ao equipa do IPG; Membro associado da IPLA (Interna-
Figueirense, que não foi despromovido devido tional Physical Literacy Association); Diretor técnico
ao cancelamento do campeonato. regional da Associação de Basquetebol da Guarda
Livro preferido: “O Velho e o Mar”, de Ernest

e nacional»
Hemingway
Filme preferido: “Remember The Titans”
Hobbies: Desporto, leitura, cinema e viajar

P - Um ano depois da criação do Guarda P – E que projetos tem para o futuro?


Up, qual é o balanço? R – Temos a ambição de continuar o
Carlos Pinto R - Quero começar por agradecer a todas as
pessoas que fazem parte da estrutura da Escola
nosso crescimento, alastrando para outras
modalidades os nossos valores e princípios.
O antigo autarca da Covilhã tem tido suces- Desportiva – Guarda UP, sem eles não seria pos- Atualmente somos já um clube federado na
sivos problemas com a justiça, mas tem visto sível registar o sucesso que temos vindo a obter Federação Portuguesa de Atletismo e estamos
os tribunais decidirem pela sua absolvição. Foi ao longo do primeiro ano de existência. Relati- em processo de filiação na Federação Portu-
assim com o crime de difamação contra Vítor vamente a este primeiro aniversário (7 de maio) guesa de Rugby. Proximamente iremos também
Pereira, em 2016, e aconteceu na semana pas- fazemos um balanço extremamente positivo, iniciar a filiação na Federação Portuguesa
sada no caso do licenciamento da sua moradia. tendo em conta os objetivos que nos propusemos de Voleibol através do Gira-Volei. A partir da
Passados dez anos sobre os factos, o juiz en- quando arrancámos com este projeto. O Guarda próxima época pretendemos implementar a
tendeu não terem ficado provados os crimes de UP tem vindo a realizar um trabalho de desen- estrutura de uma verdadeira Escola Desportiva
volvimento desportivo sustentado, com bastante nos escalões pré-competitivos de formação in-
prevaricação, peculato e participação económica
aceitação na comunidade. Apesar de termos fanto-juvenil, através da implementação
em negócio de que Carlos Pinto estava acusado.
somente um ano de existência já contamos com de programas próprios e difer-
Uma vitória, portanto, para o antigo presidente títulos distritais e um lugar respeitável a nível enciadores. Esta perspetiva
da Câmara da Covilhã. nacional. Temos mais de 60 jovens a praticar irá permitir o crescimento
basquetebol, modalidade que estava com um da participação desportiva
reduzido número de praticantes a nível dis- através do desenvolvimento
trital. Contamos ainda este ano conseguir ser de competências motoras que
o primeiro clube distrital a ser considerado permitirão aos nossos jovens
Escola Portuguesa de Minibasquete da Fed- terem um conjunto alargado
eração Portuguesa de Basquetebol. Temos de vivências, permitindo-os
também promovido a prática desportiva não só aumentar o gosto
informal com o grupo de masters, dirigido à pela prática desportiva, como
faixa etária dos adultos, e que tem tido uma também poder optar pela
adesão bastante positiva. prática de modalidades que
Por tudo isto só podemos estar orgul- não estão enraizadas na nossa
hosos do nosso primeiro ano de existência. cidade. Ao nível dos escalões
âmbito da prática federada participámos nesta competitivos na modalidade
P – Quais foram as principais dificul- época nos escalões sub-14 masculinos, sub-14 de basquetebol pretendemos melhorar o nosso

Cereja dades que o clube teve?


R – Gostaria, em primeiro lugar, de agradecer
femininos, sub-16 masculinos e sub-18 mas-
culinos, tendo obtido os títulos de campeões
desempenho em todos os escalões em que
participamos para tornar o clube uma refer-
aos pais dos nossos atletas porque, com a dinâmi- Distritais no Escalão de sub-14 masculinos e ência não só a nível local, mas também a nível
A quebra de produção de cereja do Fun-
ca que se foi instituindo, graças a eles temos con- o título no campeonato ABGuarda/ ABViseu nacional. Outro dos projetos que pretendemos
dão devido ao mau tempo vai implicar um seguido superar grande parte das dificuldades. no escalão de sub-14 femininos. Nestes dois implementar, mas que está dependente de
prejuízo direto de cerca de oito milhões de As nossas principais dificuldades prendem-se escalões estávamos até março a participar no apoios e ajudas externas ao clube, é a partici-
euros naquele concelho. Mas o clima adverso com o transporte para as competições e o número Torneio Interassociações. Nos sub-16 e sub-18 pação no campeonato no escalão Masters de
vai provocar em toda a região um prejuízo reduzido de horas disponíveis em pavilhões com masculinos conseguimos um meritório segun- basquetebol, uma prova destinada a pessoas
muito mais avultado entre os produtores da os requisitos exigíveis para a prática da modali- do lugar nos campeonatos distritais. Saliento com mais de 35 anos, cumprindo desta forma
cereja. Para além da fragilidade do fruto e do dade. Apesar do esforço e apoio do município, que o no escalão de sub-16 80 por cento da um dos nossos propósitos, que é envolver as
clima, a pandemia vem também aumentar a tendo em conta as circunstâncias do desporto da equipa era constituída por atletas de idade sub- pessoas numa prática desportiva continuada
incerteza dos fruticultores que vão ter um ano Guarda, na atribuição de horas dos espaços que 13/14. O escalão sub-18 masculinos estava a ao longo de toda a vida: “Active for Life”.
de incerteza nas suas colheitas. permitem a prática desportiva, esta oferta não participar na Taça Nacional. Além dos escalões
nos permite passar a patamares de excelência de competição temos em funcionamento a P – Na Guarda tem havido alguma di-
sem recurso a outras entidades. Por exemplo, nossa escola de minibasquete com as equipas visão entre clubes de basquetebol, isso é
para as três equipas que participam em com- mini-6, mini-8, mini-10 e mini-12, tendo par- positivo ou tem contribuído para prejudicar
petições nacionais apenas temos disponíveis, ticipado em vários torneios e convívios. o desenvolvimento da modalidade?
no total, três horas nos pavilhões em que se R - Antes de mais não considero que o
podem realizar competições oficiais, o que é P – Qual foi o impacto da pandemia do termo mais correto seja divisão. Existem três
manifestamente insuficiente para os objetivos a coronavírus na atividade do clube? clubes na cidade que têm seguido caminhos e
que nos propomos. Também deveria ser melho- R – Este é sem dúvida um dos grandes forma de atuar distintos. Temos perspetivas
Cidália Valbom rada a qualidade das instalações/ equipamentos
desportivos da cidade. Tendo em conta estas
desafios da nossa sociedade, nomeadamente
no referente à prática da atividade física. Por
diferentes do que é a prática desportiva for-
mal e como tal será normal que não se sigam
A presidente da Assembleia Municipal limitações, este grupo de atletas está de parabéns indicação das entidades competentes, todos os as mesmas linhas de pensamento e de ação.
esquecendo que vivemos um período de pelo empenho e trabalho que demonstram, tendo espaços desportivos e competições desportivas A Escola Desportiva – Guarda UP rege a sua
confinamento e que as regras são para todos, conseguido resultados notáveis. Ainda assim, estão suspensas. Como tal, desde 10 de março ação por uma prática diferenciadora com téc-
convocou uma Assembleia Municipal Extra- e devido aos esforços de todos os envolvidos, que não estamos a treinar. A época estava pla- nicos qualificados e em constante atualização
ordinária para discutir o futuro da cidade. temos superado estas dificuldades através da neada e tínhamos muitos compromissos, desde de forma a proporcionar aos seus atletas as
Quando não há assembleias ordinárias e o criação de sinergias com algumas entidades competições de âmbito nacional a torneios inter- melhores vivencias e experiências possíveis.
dever cívico de recolhimento domiciliário está locais. Apesar disso, a nossa visão é a de encarar nacionais para os vários escalões que, devido à Naturalmente, os clubes poderão sentir-se
definido pelo estado de calamidade, Cidália os problemas de forma proativa e positiva, indo pandemia não se realizaram. Tínhamos também mais ou menos confortáveis com a atuação
Valbom queria abrir o TMG para juntar 100 pes- sempre à procura de soluções para as dificul- atletas que iriam integrar as seleções distritais e e o modo de estar dos outros. Cada clube
dades, nunca nos prendendo demasiado àquilo que dadas as contingências este ano foram can- deverá realizar o seu caminho em função dos
soas para fazer uma conferência ilegal, pois a lei
que são os constrangimentos que vão surgindo. celadas. Penso que esta pandemia acabou por ter objetivos que tem definidos. O Guarda UP tem
é muita clara ao proibir ajuntamento de mais de
Obviamente, também gostaríamos de poder um grande impacto em quem (estrutura técnica, o seu caminho bem definido e tem claro que
dez pessoas e o parecer da Delegada de Saúde contar com mais patrocínios, sendo uma área atletas, pais) considera o basquetebol uma forma irá respeitar todos os agentes desportivos das
Distrital não deixou margem para dúvidas: não que continuaremos a explorar. de estar na vida. Como referi, as nossas atividades diversas entidades, respeitando sempre os
há necessidade de debate inadiável. estão suspensas até que nos seja possível retomá- diferentes pontos de vista e perspetivas que
P – Quantos atletas tem atualmente? E las, mesmo que seja de forma condicionada. Ape- possam surgir. Seguiremos o nosso caminho
quais os escalões em que compete? sar da pandemia a estrutura técnica não parou a cumprindo os objetivos propostos que per-
R – Atualmente contamos com aproximad- sua atividade e estamos já a delinear o regresso mitiram à Escola Desportiva – Guarda UP uma
amente 70 atletas desde os 3 aos 18 anos. No para quando este seja possível. projeção de âmbito distrital e nacional.
Quarta-feira • 13 de maio de 2020 • •3

editorial Luís Baptista-Martins


baptista-martins@ointerior.pt

Choque de egos
A “agenda mediática” na Guarda foi capturada, nos últimos dias, pela convo-
catória de uma Assembleia Municipal extraordinária em tempos de confinamento.
A presidente da mesa, Cidália Valbom, com uma agenda própria, que vai muito
para além dos pressupostos do normal funcionamento de uma Assembleia Muni-
cipal, convocou os deputados municipais para um “debate temático” convidando
pessoas, estranhas à Assembleia, a fazerem uma preleção sobre como “perspetivar
o futuro” (Ponto único da Convocatória).
Estranhamente, só o CDS se manifestou contra. Os demais partidos, com
saudades do bulício político, olharam para a sessão extraordinária como uma
oportunidade para terem palco e nem deram conta que a assembleia tinha um
ponto único, acrescido de uma invocação laudatória pelos 15 anos do TMG. Pior,
parece que não conhecem o regulamento e as funções de uma assembleia muni-
cipal e misturam os pressupostos do debate político e partidário, de fiscalização e
vigilância, de controlo e aprovação das grandes opções com um debate temático
protagonizado pelos conferencistas e a moderadora. Cidália Valbom faz muito
bem em promover “debates temáticos” e “perspetivar o futuro” (seja lá do que for
– o futuro dos papagaios, dos gatos persas ou dos comerciantes arruinados pela
pandemia), mas para isso deve organizar eventos temáticos ou conferências. Uma


Assembleia Municipal é um concílio de representação democrática dos cidadãos de
um concelho, não é uma conferência (e só deve chamar especialistas e preletores
quando o debate político necessita de um
conhecimento mais aprofundado sobre
uma matéria especifica sobre a qual é
necessário decidir e votar). Por outro
lado, e antes de pensar em assembleias
extraordinárias, a presidente da Assem-
bleia Municipal deveria ter convocado
uma Ordinária para discutir as contas
Os epifenómenos do município, as medidas de resposta
conjunturais ao Covid-19 e a atualidade do concelho,
o que não fez pois estão proibidas pelo
impedem quase confinamento. No Porto, por exemplo,
sempre as houve uma extraordinária no dia 12, mas
por videoconferência com os líderes dos
comunidades de diferentes grupos parlamentares para
deliberar sobre a 1ª Revisão Orçamental
opinião discutir seriamente
António Ferreira
antonio.ferreira.adv@netvisao.pt Idiotas inúteis o que seja, quanto
do ano e mais cinco pontos sobre regu-
lamentações no contexto das medidas
contra a pandemia – a urgência dessas
Num ensaio publicado no site “sojourners” (sojo. encontram sempre o seu caminho e não desistem mais o futuro. deliberações obrigava à sua realização.
net) em 22 de abril de 2020 (“Flattening the Curve enquanto não fizerem estragos.
of Xenophobia”), Robert P. Jones conta-nos a triste Sabem todos os que têm um mínimo de bom A presidente convocante, para
história de como em tempos de pandemia ou surtos senso que só resolveremos este problema com a supostamente cumprir as medidas da DGS, pediu o TMG para a realização da
epidémicos é habitual culpar e atacar as minorias. insistência nalguns valores básicos: a colaboração, assembleia. Num estado de calamidade em que os miúdos não podem jogar à
Aconteceu entre abril e novembro de 1919, em que a ciência, a solidariedade entre todos os povos, a bola, as beatas não podem ir à missa, e são proibidos «eventos ou ajuntamentos
multidões violentas de brancos atacaram comuni- razão. Será mais fácil chegar lá em sociedades de- com mais de 10 pessoas» a Extraordinária teria, pelo menos, 100 pessoas, entre
dades de negros nos Estados Unidos, culpando-os mocráticas e os valores democráticos da tolerância, deputados e convidados (até a presidente da ULS terá confirmado a sua presença
do elevado desemprego, da crise económica e do da discussão e partilha livre de ideias ajudarão a esquecendo-se das regras em vigor). O TMG estará encerrado até dia 1 de junho,
caos provocado pela gripe espanhola, então já em aparecer mais depressa uma cura, ou uma vacina. Há de acordo com o Plano de Desconfinamento aprovado em Conselho de Ministros,
declínio. Em 1832 tinha sido uma epidemia de cólera por isso que distinguir muito bem o que é ciência e o mas o vice-presidente autorizou «verbalmente» que ali fosse realizada a assembleia
em Nova Iorque, sendo apontado o dedo aos emi- que é superstição, ou propaganda. Se não for assim, (que também seria transmitida por streaming) – cerca de oito mil euros de custos
grantes irlandeses, uma minoria católica numa cidade estaremos todos qualquer dia, como sugeriu Trump, a suportar pelo erário público para Cidália Valbom lançar as bases de uma putativa
predominantemente protestante. Os chineses foram a injetar lixívia nas veias. É por isso especialmente candidatura à Câmara da Guarda: o circo estava montado. E foi então que Chaves
apontados com estando na origem de uma epidemia repulsivo um comentário de Nuno Melo sobre Rui Monteiro, responsável máximo da Proteção Civil concelhia, percebeu o que o seu vice
de varíola em 1876, ocorrida em São Francisco, o Tavares, a propósito de um pequeno programa não enxergou ou não quiz ver e atuou em conformidade: desautorizou Victor Amaral
que acabou por se traduzir numa lei segregacionista televisivo de cinco minutos, em que ele relatava e e proibiu a reunião magna que já brilhava nos olhos cintilantes de Cidália Valbom.
(Chinese Exclusion Act de 1882). Na Alemanha Nazi comentava a Exposição do Mundo Português, de Na manhã seguinte, sábado, às oito horas, ainda os mais confinados davam mais
culpavam-se os judeus pelos germes que acabavam 1942, e a inauguração do Padrão dos Descobrimentos uma volta num leito que não querem abandonar, e já os seguidores da presidente da
por afetar a população em geral. Judeus e árabes, em 1960. Como poderão ver, Rui Tavares não disse Assembleia Municipal partilhavam nas redes sociais comentários sobre a entrega de
já agora, foram acusados e perseguidos na Europa nada de mais e não insultou ninguém. Muitos, tam- máscaras por Carlos Chaves Monteiro no Mercado Municipal e punham a circular foto-
durante séculos pelas epidemias que iam surgindo bém eu, concordarão com o que ele disse e admito grafias de um ajuntamento (ao ar livre) de dezenas de pessoas que se perfilaram para
e em geral os poupavam. Como nota David Landes, que outros não concordem. Num mundo em que se comprar morujes e grelos frescos do vale do Mondego – era a vingança dos opositores
em “A Riqueza e a Pobreza das Nações”, isso acon- troquem e discutam ideias, caberia a quem discorda de Chaves Monteiro. O presidente da Câmara e comitiva só chegaram ao mercado, para
tecia simplesmente porque judeus e árabes tinham identificar o ponto da discordância e dizer as suas oferecer máscaras, muito depois das dez, mas a essa hora já o Facebook tinha declarado
o hábito, imposto pelas suas religiões, de lavar as razões. Nuno Melo disse: «Entre tantos, Rui Tavares que para os lados do Mercado cheirava a campanha. Se os que ali foram simplesmente
mãos antes de comer… foi escolhido para a tele-escola, destilando ideologia comprar uns “jaquinzinhos” e uns tomates frescos ficaram impressionados com a fila
Era inevitável que práticas e argumentos xenó- e transformando alunos em cobaias do socialismo. para a hortaliça do vale do Mondego, que contornava o edifício e deixara para trás os
fobos surgissem também agora, com a pandemia Nem disfarçam. Uma aviltante e ignóbil revolução brindes eleitorais em forma de máscara, os que despertavam com um olho posto nas
do novo coronavírus. Trump, desesperadamente à cultural em marcha que pais sem recursos não podem redes sociais interiorizavam no seu confinamento que milhares de pessoas faziam fila
procura de um bode expiatório para os resultados evitar. Política travestida de educação. Miséria». Não para receber uma máscara. Tivessem saído da cama mais cedo e teriam percebido a
da sua épica incompetência, rapidamente culpou os referiu um ponto em que discordasse de Rui Tavares e patranha, mas como nos ensinou Winston Churchill, «uma mentira dá uma volta inteira
chineses enquanto turbas raivosas e ignorantes ape- muito menos porquê. Limitou-se a insultar e a sugerir, ao mundo antes mesmo de a verdade ter oportunidade de se vestir».
drejam uns e outros pelo mundo fora. Não podíamos no fundo, que Rui Tavares deveria ter sido silenciado. Os epifenómenos conjunturais impedem quase sempre as comunidades de
escapar a isso e lá tivemos o inevitável André Ventura Xenofobia e censura pelas mãos de André Ventu- discutir seriamente o que seja, quanto mais o futuro. E como é evidente, o tempo
a exigir o confinamento específico dos ciganos. Nada ra e Nuno Melo, em tempos em que a troca de ideias perdido com o assunto, em especial pelo presidente da Câmara, não deixam tempo
de novo debaixo do sol. A estupidez e a ignorância e a solidariedade são essenciais. Dois idiotas inúteis. para fazer avançar a cidade. Cidália Valbom diria depois que o presidente da Câmara
é um prepotente, mas bonito, bonito, era a Assembleia Municipal extraordinária ter
PUB sido mantida e a PSP ter lá ido identificar os prevaricadores e mandar para casa
toda a gente – fazendo cumprir a lei. E enquanto o PSD se divide em três (ou dois),
o PS fica à espera que o circo pegue fogo e o poder lhes caia no regaço – sem se
mexer, sem falar ou sequer pestanejar. A política tem de ser mais do que isto, uma
feira de vaidades e egos. E ainda mais em tempo de crise.
4• • Quarta-feira • 13 de maio de 2020

O que dizem Cidália Valbom


os líderes das
bancadas
desafia autoridade
Tiago Gonçalves (PSD)
«Assim que tomei conhecimento da marcação da
Assembleia Municipal transmiti a minha discordân-
cia à sra. presidente por entender que a mesma
de Chaves Monteiro AR

contrariava as boas regras e exemplos em matéria de


saúde pública. Apesar desta discordância, comuni-
quei que estaria presente por respeito à sua decisão.
Porém, em virtude de acontecimentos posteriores,
transmiti que não poderia estar presente por estar
em Coimbra devido a assuntos pessoais. Sempre
defendi e defenderei a unidade e integralidade
do projeto apresentado aos guardenses em 2017.
Tenho igual respeito e consideração por todos os
que comigo foram eleitos nas listas do PSD naquela
eleição. Não embarco, por isso, em visões maniqueís-
tas que no meu entender só enfraquecem o projeto
político do PSD. Apelo ao diálogo, à serenidade e ao
bom senso para que o mandato decorra sem mais
incidentes e concentremos os nossos esforços e
energias na defesa intransigente dos interesses da
Guarda».

António Monteirinho (PS)


«Iria participar, bem como todos os deputados
do PS, porque nos foram garantidas as condições
sanitárias necessárias para realizar a reunião, nome-
adamente lugares reservados, microfones individu-
alizados, entrega de máscaras e luvas, existência de Cidália Valbom acusou presidente da Câmara de ter decidido de forma «autoritária e prepotente», Chaves Monteiro respondeu dizendo
gel desinfetante e garantia de distanciamento entre que o momento «exige união e não fraturas ou guerras fúteis»
os intervenientes. A polémica que resultou da não
Algo vai mal no seio da o contacto social alargado. «Os equipa- todas, mas todas, as regras de segurança
realização desta Assembleia Municipal é só mais um
maioria do PSD da Câmara mentos públicos, como teatros e outros da DGS, nomeadamente as de distancia-
capítulo do que tem acontecido na maioria PSD no
da Guarda, de onde estão do mesmo cariz, estão encerrados ao mento social??», questionou a respon-
executivo. Estou a falar da luta entre Carlos Chaves
a emergir os principais abrigo do artigo 5º, da mesma Resolução, sável, que considera «particularmente
Monteiro, Sérgio Costa e Cidália Valbom pelo lugar de
opositores ao presidente só estando prevista a sua abertura para o importante» no momento atual que
candidato à Câmara nas próximas autárquicas. Para
da autarquia. Depois da dia 1 de junho e, ainda assim, com as nor- a AM «discuta, reflita, estimulando o
o PS nada disso interessa, o que importa é revolver
“despromoção” do então mas a definir pelo Governo», acrescentou debate com os diversos setores sociais,
os problemas dos guardenses neste momento e no
vice-presidente Sérgio Costa, o presidente da Câmara, para o qual esta económicos, culturais, que incentivem à
pós-pandemia».
agora vereador sem pelouros, AM extraordinária, «por analogia, um participação cívica. Era o que pretend-
Carlos Chaves Monteiro foi evento, nos termos do nº 1, do artigo 18º íamos, e pretendemos, fazer com esta
Henrique Monteiro (CDS-PP) forçado a desautorizar a da supramencionada Resolução, não é reunião da Assembleia Municipal». Num
«O CDS foi a primeira força política – e a
presidente da Assembleia permitida a realização de celebrações que comunicado divulgado no sábado, Ci-
única – a dizer que não participaria nesta sessão
Municipal, Cidália Valbom, impliquem uma aglomeração de pessoas dália Valbom garantiu ainda que o debate
extraordinária da Assembleia Municipal, que era
que pretendia realizar em número superior a 10 (dez). Ora, no travado por «uma decisão autoritária,
ilegal e violava de forma grosseira a regra do Es-
uma Assembleia Municipal caso em análise a presente Assembleia injusta, prepotente, imoral e ilegal» será
tado de Calamidade que proíbe eventos com mais
extraordinária na passada Municipal Extraordinária não respeita este feiro brevemente, não sem antes desafiar
de 10 pessoas. Preocupamo-nos com o concelho da
segunda-feira para debater pressuposto legal». Chaves Monteiro a revelar os pareceres
Guarda, com os guardenses e com a economia. Não
o futuro da cidade no pós- O edil adiantou que solicitou das entidades de saúde.
nos incomoda que se perspetive o futuro da Guarda
pandemia. «pareceres urgentes» às autoridades Repto que o autarca cumpriu na
e concordaremos e participaremos nesta sessão ex- regional e nacional de saúde sobre a segunda-feira, numa conferência de imp-
traordinária se for feita através de videoconferência. A iniciativa, os quais «concluíram que a re- rensa realizada na sala da AM, nos Paços do
pandemia exige prudência, bom senso, autodisciplina alização desta Assembleia viola o Estado Concelho, onde sublinhou que «ninguém
A sessão, que poderia juntar mais de
e respeito pelas regras estabelecidas pelo Estado de de Calamidade decretado, bem como as está acima da lei». Para o presidente do
uma centena de pessoas, entre deputados,
Calamidade. Os guardenses sabem suportar sacrifícios, normas legais e princípios de preservação município a decisão de não autorizar a
convidados e funcionários da autarquia,
mas não querem suportar contrastes e não querem de saúde pública que urge acautelar». E utilização do TMG «não é um ato de au-
acabou por não se realizar por violar as
aparecer como um mau exemplo para o país». acrescentou que, «a admitir-se como pos- toridade excessiva, antes pelo contrário,
normas do Estado de Calamidade em vigor
devido ao coronavírus, de acordo com dois sível a sua realização, só poderia acontecer seria irresponsabilidade do presidente da
Marco Loureiro (Bloco de Esquerda) pareceres da Delegada de Saúde Coordena- se fosse verificada a situação justificada de Câmara deixar realizar esta Assembleia
«O Bloco de Esquerda não iria participar porque necessidade de debate urgente e inadiável Municipal, que viola as normas determi-
dora da Unidade Local de Saúde da Guarda
entendemos que não era necessária uma Assem- (o que não é o caso), e sempre deveria nadas pelo Estado de Calamidade». Além
e da Direção-Geral de Saúde divulgados na
bleia Municipal extraordinária nesta altura, tendo observar a prévia autorização da tutela disso, considerou que a sessão «não inte-
segunda-feira e que levaram o presidente
em conta que daqui a duas ou três semanas poderá governamental que definiria os termos da grava os pressupostos legais» de uma AM
do município a não autorizar a utilização
haver outra sessão, desta vez ordinária, e que não foi sua realização». A decisão não agradou a extraordinária, não tendo, nomeadamente,
do equipamento. Foi quanto bastou para
feita em abril. Nunca somos, nem nunca fomos, contra Cidália Valbom, para quem «não podemos ordem de trabalhos.
fazer estalar o verniz entre os dois eleitos
o debate sobre o estado atual da cidade e do concelho aceitar que o senhor presidente da Câmara Chaves Monteiro revelou também
do mesmo partido. Na sexta-feira, Chaves
e o seu futuro, tendo em conta os efeitos sociais e queira equiparar uma reunião do órgão de- que recebeu um telefonema de Graça
Monteiro emitiu um despacho que inviabi-
económicos da Covid-19, pelo que esta temática pode liberativo autárquico a um evento social». Freitas, diretora-geral da Saúde, que
lizava a utilização do grande auditório do
ser debatida numa próxima AM. A polémica gerada A presidente da AM acusou mesmo Chaves reforçou a necessidade de serem cumpri-
Teatro Municipal da Guarda (TMG), «ou de
não é mais do que um capítulo da guerra interna no Monteiro de se «refugiar no poder que das as normas em vigor com o Estado de
outro equipamento público», para a reali-
PSD pela próxima candidatura à Câmara da Guarda». circunstancialmente exerce para, de forma Calamidade. O edil reiterou igualmente
zação da AM extraordinária. O edil, que é
por incumbência o responsável máximo autoritária e prepotente, proibir, confund- que o debate desta temática «não é ur-
Aires Diniz (CDU) da Proteção Civil municipal, justificou que indo porventura Assembleias Municipais gente ou excecional, nem tem relevância
«Esta Assembleia Municipal extraordinária não com feiras ou festivais, desrespeitando o para ser discutido neste momento», mas
essa sessão, «ou outras, de forma pres-
era necessária, sendo melhor esperar algum tempo órgão máximo concelhio, representativo está disponível para discutir o futuro
encial», não serão permitidas «enquanto
até a situação ficar mais clara após o desconfina- de todos os guardenses». da Guarda «num período menos con-
durar o Estado de Calamidade decretado
mento progressivo a que assistimos. Ia participar turbado». Dando o assunto por encer-
pelo Governo e nos termos das normas
por ser eleito da CDU, sendo convocado nessa Decisão «autoritária, rando, o autarca disse esperar que «isto
jurídicas em vigor que todos estamos
qualidade. Aproveitaria para explicitar como a atual prepotente e injusta» não se repita e seja evitado através do
obrigados a cumprir».
globalização criou falhas na organização da defesa diálogo» por parte da presidente da AM.
Chaves Monteiro lembrou também
da saúde, que tem de ter uma resposta assente na «Que legislação ou entidade proíbe a «Se tivesse havido diálogo, que quero e
que a Resolução do Conselho de Ministros,
ciência médica e num poder democrático que tem realização de uma Assembleia Municipal desejo, esta situação não teria aconteci-
do passado 30 de abril, que decretou o
de ser global, para estruturar respostas nacionais num espaço público que reúne todas do», garantiu o presidente do município,
Estado de Calamidade em Portugal, deter-
com estruturas humanas adequadas e condições as condições (é a entidade concelhia para quem no atual momento «exige-se
mina que se mantenha o dever cívico de
materiais apropriadas». de saúde que o diz) para se cumprirem união e não fraturas ou guerras fúteis».
recolhimento domiciliário e que se evite
Quarta-feira • 13 de maio de 2020 • •5

«Precisamos com urgência que


avancem já grandes obras para
entrar dinheiro na economia
local», diz o presidente do NERGA
Pedro Tavares considera Mas não é apenas no comércio
que a Câmara da
Guarda tem de avançar
rapidamente com os
local e no centro das cidades, que
as consequências da pandemia
semeiam o pânico. Fausto Saraiva,
«O CET é o projeto mais importante
Passadiços do Mondego
da última década»
proprietário dos Móveis Nelo, na
e o CET no Rio Diz Guarda, resume o que todos os
para «trazer dinâmica empresários vão sentindo: «A Co-
económica» ao concelho vid-19 irá trazer prejuízos a todas AR
O presidente do NERGA – As-
e «entrar dinheiro» nas as áreas de negócio» e, pessimista, sociação Empresarial da Região da
empresas, numa altura não tem dúvidas que «poderá ha- Guarda vê muitas nuvens negras a
em que o comércio ver o fecho de muitos», pois não pairar sobre a economia regional
reabre sem clientes. será fácil fazer frente aos custos e antecipa dificuldades generali-
e despesas. O empresário explica zadas para todos os sectores da
que «muitas vendas foram can- vida económica local. Para Pedro
As consequências da crise celadas pelos clientes» e conclui Tavares as medidas do Governo
provocada pelo novo coronavírus mesmo que «podemos contar com ainda não chegaram às empre-
ainda não são mensuráveis, mas o desemprego e com rendimentos sas e «ninguém vai endividar-se
começam a vislumbrar-se. Para baixos nos próximos tempos». Na para pagar salários» quando as
além da questão sanitária de saúde sua opinião, «a recuperação será empresas não têm dinheiro, nem
pública e da própria vida, a econo- difícil», mas acredita que «melho- apoios. «Estou muito apreensivo,
mia está à beira de um colapso um res dias virão». nomeadamente com as empresas
pouco por todo o lado e de forma Um dos sectores que por estes que vivem do turismo, pois neste
transversal a todos os sectores. dias mais dificuldades sente é o da momento e nos próximos tempos
Na Guarda, o comércio local, restauração. Ainda encerrados, não vai haver turismo», alerta o
depois de 45 dias encerrado, os restaurantes têm de modificar sobretudo o CET, que considera «a a entrada da Guarda num fundo
dirigente, para quem, além das
reabriu com pouco otimismo e rotinas e preparar-se para dar res- obra mais importante da Guarda financeiro de 25 milhões onde já
medidas do Governo, «tem de haver
muita falta de clientes. É essa a posta a exigências sanitárias muito na última década». estão a Covilhã e o Fundão para
iniciativa local e as autarquias têm
constatação de Manuel Pinheiro, mais efetivas a partir da próxima O representante dos empresá- apoio às empresas; um plano de
de ser mobilizadoras e dinamiza-
gerente do grupo Pinheiro & Cª, segunda-feira. Jorge Silva, gerente rios sublinha que estes investimen- investimento e regeneração do
doras da economia».
proprietário de quatro lojas no do Aquariu´s, está apreensivo, tos não podem ser vistos apenas em centro histórico da cidade, com
O presidente do NERGA afir-
centro da cidade, enquanto olha mas «com otimismo». «Estamos termos de ciclo político, mas «como residências para estudantes e resi-
ma mesmo que, por exemplo,
para a porta por onde não entra encerrados há dois meses, com grandes opções de futuro» até para dências artísticas; o Centro Tecno-
na Guarda «é urgente pôr já em
ninguém e repete «o que nunca despesas mensais normais e temos «estancar a perda de população». lógico da Indústria Automóvel e o
andamento todos os projetos que
imaginei viver», «estamos numa uma faturação de zero», sintetiza o Nesse sentido, considera ser «im- hospital privado.
a Câmara tem em mãos», caso dos
situação difícil e verifica-se que empresário. Preocupado, Jorge Sil- perativo que o município decida Neste ponto, Pedro Tavares re-
Passadiços do Mondego, que «têm
as pessoas ainda não saem à rua». va diz que «vemos isto muito mal depressa» e avance com «este e corda que «se não houver decisões
de entrar em obra com urgência»,
Para o empresário, «parece difícil, porque sabemos que nesta fase outros projetos rapidamente». rápidas na Guarda o promotor irá
considera. O mesmo terá que
mas vamos retomar na melhor não vai haver clientes» e que além «A Guarda não pode continuar a avançar para a Covilhã», pois o gru-
acontecer com o CET – Centro
maneira a partir do dia 18 de da «falta de circulação» de pessoas, discutir querelas políticas como po de saúde parceiro tem «grande
de Exposições Transfronteiriço,
maio», ainda que «com falta de «não há turismo». Preparado para antigamente», critica o empresário, interesse em abrir uma unidade do
«pois a Guarda há muito que
clientes». Não muito longe, na loja reabrir no dia 18, o gerente do avisando que «as oportunidades género na Beira Interior». Alerta,
necessita de um centro de expo-
“Tiffosi” Joaquim Pinheiro relata restaurante Aquariu’s adianta que têm de ser aproveitadas e ainda por isso, que a Câmara tem de
sições» e a sua construção no Rio
que «a pandemia apanhou todos vai reabrir com a utilização de um mais neste momento de crise». «investir tudo na cidade, uma vez
Diz, além de promover uma nova
de surpresa» e que «é um proble- terço do espaço habitual: «Como Pedro Tavares recorda que o fun- que se a Guarda não tiver futuro,
centralidade e ser uma oportu-
ma com poucas soluções». Para o temos três salas, a porta principal do de investimento Greenfield, as aldeias irão morrer ainda mais
nidade, terá ao lado um hospital
proprietário daquele conhecido vai ser a de entrada e a saída será que pretende implementar o CET, depressa». De resto, o dirigente do
privado». Pedro Tavares acredita
franchise, «os comércios começam feita pela porta de segurança» para comprometeu-se com a autarquia NERGA manifesta estranheza por
que «o avançar destas e de outras
a abrir aos poucos» recuperando a evitar que as pessoas se cruzem. em cinco medidas que poderão ser se gastar «tanto dinheiro público
obras» irá permitir «movimento e
normalidade e «tentando satisfa- «Estamos preparados para, com decisivas para o futuro imediato em caminhos rurais, quando faz
injeção de dinheiro na economia
zer as necessidades dos clientes». todos os cuidados, atender bem os do concelho: o investimento numa falta investir na cidade», reiterando
local, o que é urgente», defende.
O empresário, mesmo sem motivos nossos clientes», garante, admitin- incubadora de empresas, no piso que «a vida nas aldeias depende do
Na sua opinião, estes dois pro-
para sorrir, confia «que daqui a do que «o habitual não vai voltar superior do mercado municipal; emprego na cidade».
jetos são «estruturantes», mas
algum tempo sejamos capazes a acontecer». Ainda assim, Jorge
de esquecer isto e fazer uma vida Silva confia «num bom regresso»
normal. Lutamos para isso». de clientes.
LBM

Jorge Silva, do Restaurante Aquáriu’s, está otimista apesar das dificuldades


provocadas pela pandemia
6• • Quarta-feira • 13 de maio de 2020

S
Covilhã

Sociedade

UBI
Serenata online
evoca bênção
de finalistas
A bênção de finalistas da
Universidade da Beira Interior
(UBI), adiada devido à Covid-19,
vai ser assinalada este sábado
com uma serenata online, anun-
ciou a Universidade da Beira

Projeto solidário vai produzir


Interior (UBI).
«As limitações à concen-
tração de pessoas originada
pela pandemia obrigam ao

mais de 24 mil máscaras sociais


adiamento da bênção dos fi-
nalistas e das suas pastas, um
dos momentos comemorativos
mais inesquecíveis por parte
dos estudantes que concluem
Produzir mais de 24 mil más- social e as restantes serão concebi- tificação, mas têm como grande ricadas nas Confeções Lança, uma
os seus cursos, surgindo assim
caras sociais para serem distribuí- das numa segunda fase. O presidente propósito dar uma resposta às das parceiras iniciais, e já contarão
um evento que representa uma
das gratuitamente na Cova da da direção da Beira Serra, Albino necessidades de autoproteção das com certificado, sendo distribuídas
homenagem e “lembrança”
Beira é o objetivo de um projeto Santarém, sublinha a importância da pessoas e contribuem ainda para exclusivamente na Covilhã.
para os finalistas, bem como
solidário lançado na Covilhã. rede parceira para a concretização «libertar os recursos cirúrgicos O projeto “Contra a Covid,
para a comunidade ubiana em
Designada “Contra a Covid, das primeiras máscaras, adiantando para as entidades onde estes são Costurar! Costurar” envolve a Beira
geral», lê-se num comunicado.
Costurar! Costurar”, a iniciativa foi que envolve 130 voluntários, 110 efetivamente necessários». A seg- Serra, as Juntas de Freguesia de
Participam as seis tunas da
lançada pela Associação de Desen- dos quais costureiras provenientes unda fase do projeto conta com o Boidobra, Cantar Galo e Vila do
universidade, que vão inter-
volvimento Beira Serra e integra de 16 freguesias dos concelhos de apoio da Câmara da Covilhã, que Carvalho, Peso e Vales do Rio e Tor-
pretar, ao mesmo tempo, a
uma rede de várias entidades par- Belmonte, Covilhã, Fundão e Sabu- vai pagar um euro por cada uma tosendo, com o apoio da Câmara
“Balada de Despedida do 5º
ceiras, entre Juntas de Freguesia, gal, e onze entidades. das primeiras 12.500 máscaras. da Covilhã, do SICAD - Serviço de
ano Jurídico 88/89”, com a
empresas e 110 costureiras que já «Este trabalho vai gerar Contudo, os promotores da ini- Intervenção nos Comportamentos
duração aproximada de três
estão a trabalhar em regime de vol- 37.500 euros de valor», destacou ciativa decidiram reinvestir esse Aditivos e Dependências e das em-
minutos. Seguir-se-ão as in-
untariado. Até ao momento foram o responsável, adiantando que valor na produção de mais cerca presas Confeções Lança, Águas da
tervenções do presidente da
produzidas 12.500 máscaras de uso as máscaras não possuem cer- de 12 mil máscaras que serão fab- Covilhã, Twintex e Jomafil.
AAUBI, Ricardo Nora, e do rei-
tor da UBI, António Fidalgo. A
serenata online culminará com Guarda Pinhanços
a atuação em “livestreaming”
de um grupo de fados, a partir ULS reorganiza Áreas Dedicadas Covid Suspeito de tentar matar
da escadaria da Reitoria, que A Área Dedicada Covid (ADC) - Comuni- Guarda mantém-se em funcionamento a ADC
interpretará seis temas, um dade Guarda, uma consulta específica para no serviço de Urgências do Hospital Sousa quatro pessoas em prisão
deles a canção “Covilhã Cidade
Neve”, celebrizada por Amália
doentes com sintomas da Covid-19 que fun-
cionava na extensão de saúde da Guarda-Gare,
Martins. «Se necessário e em casos pontuais,
todas as Unidades de Cuidados de Saúde
preventiva
Rodrigues. foi suspensa desde segunda-feira, anunciou a Personalizados devem seguir o seu Plano de O suspeito de tentar matar quatro pessoas
Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda. Contingência, para avaliação de doentes com em Pinhanços na madrugada da passada sexta-
A medida é justificada pela «necessidade sintomas para Covid-19, fora do horário de feira ficou em prisão preventiva por decisão do
de retoma da atividade assistencial e de recur- funcionamento das ADC respetivas», adianta Tribunal de Seia.
sos e espaços físicos para a efetuar», bem como a ULS em comunicado. Com estas alterações, O homem, de 41 anos e desempregado, tinha
pela «baixa casuística das ADC- Comunidade». «rentabilizam-se recursos e mantêm-se os sido detido nessa manhã pela Polícia Judiciária
Também as ADC - Comunidade de Gouveia, circuitos (podendo a qualquer momento e (PJ) da Guarda, sendo-lhe imputados quatro
Trancoso e Pinhel vão passar a funcionar em consoante as necessidades detetadas, retornar- crimes de homicídio qualificado, na forma ten-
horário reduzido, exclusivamente das 9 às 13 se ao horário mais alargado)», acrescenta a tada, e de um crime de dano com violência,
horas, a partir da próxima segunda-feira. Na administração hospitalar. perpetrados com uma caçadeira. Segundo o De-
partamento de Investigação Criminal, a detenção
foi concretizada com a colaboração da GNR de
Covid-19 Seia. «As quatro vítimas, pertencentes ao mesmo
Visitas a lares retomadas a 18 de maio agregado familiar, são um casal e dois filhos, com
idades compreendidas entre os 22 e os 41 anos,
com marcação prévia as quais, regressando de uma caminhada na via
pública, foram todas atingidas por disparo de es-
Os idosos em lares vão voltar a poder re- ou com contacto com um caso suspeito ou con- pingarda caçadeira no preciso momento em que
ceber visitas a partir da próxima segunda-feira, firmado nos últimos 14 dias, não deve realizar ou procuraram proteger-se, atrás do portão de entrada
de acordo com as orientações da Direção-Geral receber visitas». Numa primeira fase, as visitas da sua residência, de uma agressiva investida do ora
da Saúde (DGS). devem ter número máximo e, por isso, limitadas detido, motivada por questões fúteis, decorrentes
As visitas terão de ser realizadas com hora a um visitante por utente, uma vez por semana e de eventual relação extraconjugal deste com uma fa-
previamente marcada e com tempo limitado, os visitantes devem usar máscara e higienizar as miliar daqueles», adiantou a PJ em comunicado. As
não devendo exceder 90 minutos, e de prefer- mãos antes e depois. Os visitantes devem ainda vítimas necessitaram de receber assistência médica
ência no exterior ou em espaço arejado. A DGS abster-se de levar objetos pessoais ou géneros hospitalar e uma delas, a mais jovem, acabou por ser
reforça que os visitantes devem cumprir «todas alimentares ou outros produtos. Os idosos são transferida para o Centro Hospitalar e Universitário
Contacte-nos! as medidas de distanciamento físico, etiqueta um grupo de risco para a Covid-19 e, por isso, as
Tel: 271212153 de Coimbra «devido à gravidade das lesões sofridas,
respiratória e higienização das mãos». Já quem visitas a lares estão impedidas desde a chegada pese embora não corra perigo de vida».
Tlm: 964246491 tiver «sinais ou sintomas sugestivos de Covid-19 da pandemia a Portugal, em meados de março.
Quarta-feira • 13 de maio de 2020 • •7

Chaves Monteiro Guarda


Centro Cultural reabre Escola
de Música
em vantagem na O Centro Cultural da Guarda
retomou as atividades da Escola
Guarda tem disponível o material
necessário para o cumprimento

candidatura do PSD
de Música na segunda-feira de destas normas», refere a insti-
acordo com as normas e orien- tuição em comunicado. As aulas
tações da Direção-Geral da Saúde. e atividades da Escola de Ballet,
Assim, professores e alunos do Orfeão, do Coro Infantil, do
têm que usar máscara cirúrgica, Rancho Folclórico, do Conjunto

à Câmara da Guarda
manter o distanciamento social, 60 *****, do Conjunto Rosinha e
higienizar frequentemente as do Cantar Tradição continuam
mãos e cumprir a etiqueta res- suspensas até 29 de maio por
piratória. A coletividade efetua implicarem «proximidade física».
ainda a limpeza e desinfeção dos Nessa data será reavaliada a
Sondagem a que O INTERIOR teve acesso revela que o atual espaços e equipamentos e areja situação e tomada nova decisão,
presidente seria a primeira escolha para concorrer de novo à os espaços. «O Centro Cultural da anuncia o Centro Cultural.
autarquia para 50 por cento dos inquiridos
AR
Fotolegenda
Carlos Chaves Monteiro é
o melhor posicionado para ser Câmara da Guarda distribui
40 mil máscaras
candidato pelo PSD à Câmara da
Guarda, de acordo com uma sond-
DR
agem apresentada recentemente
ao secretário-geral do partido,
José Silvano, e a que O INTERIOR
teve acesso.
Realizado em janeiro, numa
altura em que se adensava a
crispação entre o atual presidente
do município e o então vice-pres-
idente Sérgio Costa, este estudo
de opinião foi divulgado por José
Silvano numa reunião realizada
na Guarda com os dois eleitos
sociais-democratas. Na altura, o
dirigente nacional terá deixado
claro qual seria o «candidato
natural» do partido nas próximas
autárquicas e pediu a Sérgio Cos-
ta mais moderação e contenção
nos próximos tempos. Esta cha-
mada de atenção teve em conta a
performance de Chaves Monteiro favoráveis e Cidália Valbom ficou- cento. Contudo, em janeiro 18,2 O município da Guarda está vereadores da maioria PSD até
neste inquérito, que tem sido se pelos 8,6 por cento. Por sua vez, por cento dos inquiridos admitiam a distribuir 40 mil máscaras ao centro da cidade. Juntamente
analisado e discutido no interior o PSD continuaria a ser o partido não saber e/ou não responderam, gratuitas aos guardenses, tendo com as máscaras, uma por pes-
do partido, uma vez que para mais votado, independentemente enquanto 8,2 por cento declarou iniciado a entrega no sábado, no soa, foi entregue um folheto com
50 por cento dos inquiridos o dos candidatos, para 39,2 por votar noutro partido, em branco mercado municipal. recomendações sobre comporta-
atual presidente seria a primeira cento dos inquiridos, enquanto o ou nulo. Segundo O INTERIOR «É importante continuar a mentos responsáveis e adequa-
escolha para concorrer de novo à PS conseguiria 24,7 por cento, o apurou, esta sondagem terá sido proteger-se a si e ao próximo», dos às normas de disseminação
autarquia pelo PSD. Já Sérgio Costa CDS obteria 2,2 por cento, a CDU feita telefonicamente junto de foi a mensagem deixada por do contágio do Covid-19, bem
reuniu 16,9 por cento de opiniões 2,1 e o Bloco de Esquerda 5,4 por 1.172 pessoas do concelho. Carlos Chaves Monteiro num como sobre o modo de usar as
périplo que levou presidente e máscaras.
Justiça

Carlos Pinto absolvido no caso


Covilhã
“Lobos da Neve” homenagearam
do licenciamento da sua moradia DR
profissionais do Centro Hospitalar DR

Carlos Pinto, antigo autarca


e atual vereador do movimento
“De Novo Covilhã”, foi absolvido
pelo Tribunal de Castelo Branco
dos crimes de prevaricação, pecu-
lato e participação económica em
negócio.
O juiz presidente do coletivo
considerou não ter ficado provado
que o ex-presidente da Câmara da
Covilhã tenha conduzido o proc-
esso do licenciamento da sua
moradia, construída em 2010,
em seu benefício, nem que houve
«qualquer conluio» com o engen-
heiro responsável pelo processo,
tendo concluído que «o processo
seguiu o curso normal de qualquer
processo deste género». O tribu-
nal julgou ainda improcedente o absolvição. «Era o que esperava. Não Carlos Pinto considerou ainda O Moto Clube da Covilhã, emocionado a quem está na linha
pedido cível de 48 mil euros e os havia matéria para vir a tribunal por que os autores da acusação tam- mais conhecido por “Lobos da da frente. «Sentimos de forma
respetivos juros de mora. Carlos uma acusação que realmente era bém contribuíram para «iludir» o Neve”, homenageou no sábado muito particular as restrições à
Pinto estava acusado pelo Min- um conjunto de artificialidades que MP na acusação: «São conhecidos os profissionais do Centro Hos- liberdade impostas à população
istério Público por ter construído envergonham o Ministério Público, e eu sei quem são e verificarei se, pitalar e Universitário da Cova por causa da pandemia. E são
a casa de família de forma ilegal que envergonham o acusador e efetivamente, há matéria que pos- da Beira pelo seu trabalho no estes profissionais que, em todo
em 2007 e pago pareceres jurídi- ao qual o tribunal, naturalmente, sa, de certa maneira, fazer alguma combate à pandemia da Covid-19. o país, mais trabalham para
cos com dinheiro da autarquia. No pôs termo com esta simplicidade, justiça àquilo que eu passei este A iniciativa juntou mais de que possamos recuperar essa
final da leitura da sentença, em não validando qualquer dos atos ano em que estive sob suspeita por uma centena de motards e culmi- liberdade», afirmou Rui Santos,
declarações aos jornalistas, o antigo de que vinha acusado por não ter factos de há dez anos sem qualquer nou com a entrega de material de presidente da direção dos “Lobos
autarca disse-se satisfeito com a sua fundamento». justificação», declarou. proteção individual e um aplauso da Neve”.
8• • Quarta-feira • 13 de maio de 2020

Trancoso reabriu Covilhã


Concessão do sistema de
mobilidade a concurso por
praça municipal 8 milhões de euros DR

mas ainda não


decidiu sobre
mercado
Autarquia garante que feira semanal só regressará «quando
tivermos todas as garantias de segurança», enquanto a Feira de São Oito milhões de euros, mais novas taxas de estacionamento,
IVA, é o preço-base do concurso novas ligações à Torre e Penhas
Bartolomeu, em agosto, deverá realizar-se num formato mais curto público internacional para a con- da Saúde por autocarros, mais
DR cessão do sistema de mobilidade descontos nos passes municipais
da Covilhã lançado recentemente e novos percursos rodoviários
pelo município. urbanos e suburbanos, nome-
Com este procedimento, a adamente para o Tortosendo e
autarquia presidida por Vítor Teixoso.
Pereira pretende concessionar Em fevereiro passado a Au-
a gestão e exploração do trans- toridade da Mobilidade e dos
porte rodoviário de passageiros, Transportes (AMT) deu luz verde
dos elevadores e funiculares da ao plano que vai servir de base
cidade – onde será cobrada uma ao contrato de concessão. A
taxa turística, mantendo-se a concessão terá a duração de dez
isenção para os residentes – e da anos e o contrato a celebrar não
rede de bicicletas elétricas. O fu- é passível de renovação, lê-se no
turo concessionário também vai anúncio do concurso publicado
gerir o estacionamento tarifado no passado dia 24 de abril no
subterrâneo e à superfície, num “Diário da República”. Em feverei-
total de mil lugares, cujos preços ro o vice-presidente do municí-
serão definidos pela Câmara, bem pio, Serra dos Reis, afirmou que
como as receitas com a publici- esta concessão «não será um bu-
dade nos abrigos e autocarros. raco financeiro» para a Câmara,
O novo sistema de mobilidade justificando que o modelo atual,
da Covilhã foi apresentado em gerido pela Covibus, «só com
outubro do ano passado e inte- autocarros custa 600 mil euros
gra num único passe municipal por ano. Agora, com mais 200 mil,
autocarros, elevadores, esta- haverá um plano que nada tem a
cionamento e bicicletas elétricas. ver com o que termina», disse em
Estão igualmente contempladas reunião do executivo.

Praça municipal volta a funcionar para ajudar a economia local Guarda


A praça municipal de Tran- controlámos as entradas para não atividades da autarquia e destina-se Contratualização de serviços de
coso reabriu na sexta-feira para permitir que houvesse mais de a promover a «consequente retoma
«ajudar os produtores locais no 150 pessoas ao mesmo tempo na progressiva da economia local». transporte público com luz verde da AMT
escoamento dos seus produtos» praça». O autarca acrescenta que De fora deste plano mantém, por A contratualização de serviços terior”), bem como a comunidade
e neste primeiro dia registou uma abriram «cinco dezenas» dos 80 lu- enquanto, o regresso da centenária de transporte público de passagei- intermunicipal Tâmega e Sousa
«boa afluência», disse o presidente gares de venda existentes na praça feira semanal, que se realiza todas ros por parte da Câmara da Guarda (concessão do serviço público
da Câmara. e que na próxima sexta-feira será as sextas-feiras. «Vamos aguardar obteve parecer prévio vinculativo de transporte rodoviário de pas-
Segundo Amílcar Salvador, «as reaberto o corredor dos produtos mais algumas semanas para decidir positivo da Autoridade da Mobi- sageiros). Parecer positivo obteve
pessoas cumpriram as normas da hortícolas. O regresso da praça mu- isso. Não podemos passar do oito lidade e dos Transportes (AMT). também a contratação de serviços
Direção-Geral da Saúde, a autar- nicipal aconteceu no âmbito do des- ao oitenta numa semana. Só reto- Segundo um comunicado de transporte público de passagei-
quia disponibilizou máscaras e confinamento gradual de serviços e maremos a feira semanal quando da AMT, além da cidade mais ros em Tomar, que em novembro
tivermos todas as garantias de segu- alta, “luz verde” mereceram tam- tinha sido objeto de um parecer
Seis candidatos a lotes na nova Área rança e os pareceres favoráveis das
entidades competentes», garantiu
bém os municípios de Barcelos
(prestação do serviço público de
negativo. «À semelhança de outros
procedimentos, a AMT irá acom-
de Localização Empresarial Amílcar Salvador.
A mesma cautela é assumida
transporte rodoviário regular de
passageiros), Vila Real (concessão
panhar a execução procedimental
e contratual de forma a garantir
relativamente à Feira de São Bar- do serviço público de transporte que, a todo o tempo, se cumprem
Seis empresários pretendem adquirir lotes na nova Área de Lo- tolomeu. A mais antiga feira franca rodoviário de passageiros) e Faro/ os normativos legais e contratuais
calização Empresarial de Trancoso, inaugurada no final de fevereiro e do país acontece há mais de 700 Ria Formosa (prestação de três aplicáveis», lê-se no comunicado
cujo prazo de candidaturas para ocupar dez dos 15 lotes disponíveis anos em meados de agosto, mas serviços públicos de transporte de divulgado na sexta-feira.
terminou no passado dia 30 de abril. desta vez o presidente da Câmara passageiros por “Via Navegável In-
«Apesar de vivermos um cenário tão difícil é animador haver seis confirma não haver ainda uma de-
investidores interessados, o que nos deixa muito satisfeitos», admitiu cisão sobre a sua realização. «Ém
Amílcar Salvador, segundo o qual os empresários são do concelho. O junho avaliaremos, até lá é extem- IPG
júri encontra-se a analisar as candidaturas, não tendo sido ainda divul-
gados os setores de atividade a instalar, o valor dos investimentos e as
porâneo dizer que não faremos a Politécnicos promovem projeto “CityHack”
Feira de São Bartolomeu ou que
áreas a ocupar. A nova zona industrial fica no lugar do Crujeiro, junto Os Institutos Politécnicos da de soluções tecnológicas para as
vamos fazê-la», disse o edil, que,
à estrada municipal que liga Trancoso a Fiães, e ocupa 4,5 hectares. O Guarda, Tomar, Castelo Branco cidades e a melhoria da qualidade
no entanto, assume que o certame
projeto resulta de um investimento de 845 mil euros, comparticipados e Portalegre vão promover no de vida. Segundo a organização, a
deverá decorrer em «moldes muito
em 710 mil euros pelo Programa Operacional Regional do Centro – final do mês o projeto “CityHack”, edição de 2020 é dedicada ao tema
diferentes» do habitual. «Terá um
Centro 2020. O espaço destina-se a acolher investimentos das áreas da realizado totalmente à distância, da “Transição Digital para o Bem” e
formato muito mais reduzido,
indústria, armazenagem e logística, bem como de comércio e serviços. com o apoio da Fundação Calouste pretende «contribuir com ideias e
eventualmente num único fim de
Os espaços estão devidamente infraestruturados e têm áreas entre Gulbenkian. soluções inovadoras e disruptivas
semana, menos espaços expositi-
os 1.200 e 3.000 metros quadrados. De acordo com o Regulamento O evento, a realizar sob a que contribuam de forma decisiva
vos e um cartaz de animação mais
para Atribuição de Lotes, os critérios de ponderação que vão graduar forma de uma maratona tecnológ- para apoiar os diversos atores da
modesto. Não será nada como os
as candidaturas são, por esta ordem, a criação líquida de postos de ica, tem a duração de 24 horas e sociedade a dar os passos essenciais
dez dias de atividades dos últimos
trabalho, o volume do investimento e a atividade económica a instalar. destina-se ao desenvolvimento no processo da transição digital».
anos», antecipa Amílcar Salvador.
Quarta-feira • 13 de maio de 2020 • •9

Distinção
À descoberta do... Docente da UBI vence Prémio João Lobo
Antunes em Bioética DR
Francisco Goiana-da-Silva, do-
cente da Faculdade de Ciências da
Saúde da Universidade da Beira
Interior, venceu a edição deste ano
do Prémio João Lobo Antunes em
Bioética, um galardão promovido
pelo Ministério da Saúde para des-

O valioso património tacar trabalhos de investigação em


temas de ética, nos domínios da
medicina, saúde pública, saúde em

geológico do Estrela geral, biologia e ciências da vida.


O prémio foi atribuído pelo tra-
balho “Desinformação e Saúde: uma

Geopark DR
perspetiva bioética”, que Francisco
Goiana-da-Silva assina juntamente
com João Marecos, advogado e
boração de Oliver Bartlett, professor
universitário na área da ética, na
Universidade de Maynoth. O estudo,
vaga de “influencers”, e para os perigos
decorrentes de uma nova forma de
obter informação sobre saúde. Com
cocriador da página “Os Truques desenvolvido antes da escalada global base neste trabalho, os autores vão,
da Imprensa Portuguesa” (2015), do coronavírus, chama a atenção para nas próximas semanas, iniciar uma
um projeto de referência na área os efeitos nefastos da má informação colaboração com a Organização
da desinformação em Portugal, que sobre saúde, espalhada quer por Mundial de Saúde (OMS) para o
tem mais de 200 mil seguidores. Os media tradicionais, websites e publi- desenvolvimento de ferramentas de
autores contaram ainda com a cola- cações de variedades, quer pela nova combate à desinformação em saúde.
PUB

A Serra da Estrela é um terri- de Algodres), a Cabeça da Velha


tório com um notável património (Seia) ou a Serra da Esperança
que, pela sua relevância, singu- (Belmonte).
laridade e significado, constitui Neste “Castelo de Água” que
um legado comum que importa é a Estrela, geossítios como a
salvaguardar e valorizar. A sua Cascata da Candeeira (Mantei-
história geológica estende-se gas) ou o Sumo da Caniça (Seia)
por milhões de anos, desde os mostram a imponência da água
primórdios em que o território se e a sua capacidade de moldar a
encontrava no fundo de um antigo paisagem. Já em profundidade, a
oceano, passando por gigantescas sua circulação no interior da Terra
cordilheiras montanhosas, seme- gera nascentes termais como as
lhantes aos Himalaias. Para nos que podemos encontrar nas Cal-
contar esta História destacam-se das de Manteigas ou em Unhais
os geossítios, locais de interesse da Serra (Covilhã), com variadas
geológico, que correspondem a propriedades terapêuticas.
diferentes páginas do grande livro Por fim, os miradouros,
da evolução da Terra. pontos de observação que per-
A ação dos antigos glaciares mitem interpretar a paisagem, os
contribuiu para os principais va- elementos naturais e a própria
lores do Estrela Geopark. Estes influência da ocupação humana
moldaram a atual paisagem, milenar nesta montanha, visível
originando locais únicos, como em locais como o Colcurinho
o Vale Glaciário do Zêzere (Man- (Oliveira do Hospital), Linhares
teigas), o Covão da Ametade da Beira (Celorico da Beira) ou
(Manteigas) ou a Lagoa Com- o miradouro do Mocho Real
prida (Seia). Também ligados (Guarda).
ao frio, mas sem a presença do Na verdade, o património Ge-
gelo, encontramos locais como ológico do Estrela Geopark apre-
as cascalheiras do Souto do Con- senta elevados valores científicos,
celho (Manteigas) ou as do Alto da cénicos, educativos, ambientais e
Pedrice (Covilhã). turísticos, permitindo à Estrela ser
Tendo por base as caracterís- um laboratório vivo de aprendiza-
ticas das rochas e dos minerais, gem e valorização do património,
nos geossítios petrológicos (pe- que pretende mostrar que a geo-
tros significa rocha em grego) logia pode ser parte integrante de
enquadram-se, por exemplo, uma estratégia de desenvolvimen-
os xistos da Quinta da Taberna to territorial sustentável. O seu
(Guarda), sendo as rochas mais valor e a importância para toda
antigas do território, ou o filão de
quartzo onde assenta o castelo de
a humanidade levou a UNESCO
a classificar esta Estrela como
Tel. +351271413352
Folgosinho (Gouveia), rochas de Geopark Mundial... começa agora www.acpinhel.com
aspeto esbranquiçado que sobres- um novo desafio!
saem na paisagem e que outrora geral@acpinhel.com
foram alvo de exploração mineira. N.R.: O INTERIOR inicia
As formas graníticas carac- nesta edição uma colaboração
terizam a paisagem da Estrela.
Os largos milhões de anos des-
gastaram e moldaram as rochas,
mensal com o Geopark Estrela
para divulgar o seu património
e atividades relevantes para a
Vinhos de Pinhel
Assim sabe bem estar em casa
gerando variados geossítios, mui- sua afirmação. Os textos e foto-
tos deles com relevância cultural grafias são da responsabilidade
para as populações como, por da equipa técnica do Geopark.
exemplo, a Fraga da Pena (Fornos
10 • • Quarta-feira • 13 de maio de 2020 Publicidade

Dra Assunção Vaz Patto Prof. Doutor


L. Taborda Barata
Neurologista
Consultas de Neurologia
Imunoalergologista
Medicina Desportiva Exames: Electromiografia Asma e Doenças Alérgicas
Drª. Rita Lourenço e Potenciais Evocados
Rua Comendador Campos Melo, nº 29 – 1º Esq, Covilhã;
- Exame Médico-Desportivo CLIFIG - Rua Pedro Álvares Cabral -
(Atestado
Descontos: para
GNR, prática desportiva)
PSP, ADSE, SAMS… Tel: 275334876
Edifício Gulbenkian, s/n Cliniform, Rua Mouzinho da Silveira nº 15 R/C, Guarda;
-Acompanhamento Clínico do Atleta
Guarda 6300-745 Guarda Tel: 271211905

Prof. Celso Pereira


Imuno-Alergologia
(Doenças Alérgicas)
Ass Graduado HU Coimbra /
Fac Medicina UC
Oftalmologia
Covilhã: Clínica Médica Serra da Estrela
Galerias de S. Silvestre - Piso 3 Telf: 960023455 Drª Emília Cardoso
Guarda: Clínica de Fisioterapia da Guarda
Av. Rainha D. Amélia, nº 6 - 271238581/96 Consultas
Descontos: aos
GNR, PSP, sábados
ADSE, SAMS…

Coimbra: 239802700; 968574777 e 918731560 Guarda

ADVOGADOS ADVOGADOS Médico

Vitor Nascimento António Ferreira, Paula Camilo Diogo Cabrita


& Associados
Bárbara Brigas Sociedade de Advogados, RL
Cirurgião geral

Telefone: 271 213 346 • Fax: 271 082 765 tratamento de varizes e suas
Telefone: 271 086 518 complicações, pequenas cirurgias,
e_mails:
e_mails: antonio.ferreira.adv@gmail.com • paula.m.camilo@gmail.com hérnias, hidrocelos, vesícula Litiásica.
vitor.nascimento-5874c@adv.oa.pt Marcações : (Clínica Cembi)
Rua Alves Roçadas, nº 27 A, 1º CM2
barbarabrigas-4041c@adv.oa.pt Telef.: 271213445
(ao lado da loja MANGO)
Rua do Encontro, nº 9 - 3º • 6300-704 Guarda 6300-663 Guarda Protocolo com a Médis

PUB

Filipe Pinto
Fotojornalista

Escadas do Quebra Costas, Nº 2 • 6200-170 COVILHÃ


Telef. 275 336 805 • Telem. 919 487 978 • Telem. 964 196 950
E-mail: filipepintofoto@sapo.pt • fotoacademica@hotmail.com

António Gil Advogado


Tel. / Fax 271 238 344
R. Dr. Lopo de Carvalho, 30-2º • 6300-700 Guarda

antonio.gil-5388C@adv.oa.pt
Quarta-feira • 13 de maio de 2020 • • 11

Celorico da Beira Manteigas

Vila Galé Serra da Estrela


Mey Têxteis retoma
produção para
fabricar máscaras

abre a 9 de junho
reutilizáveis e
cirúrgicas DR

DR
O hotel Vila Galé Serra da
Estrela vai abrir a 9 de junho, em
Manteigas. A data foi revelada pelo
administrador do grupo hoteleiro,
Gonçalo Rebelo de Almeida, na
semana. A abertura esteve ini-
cialmente agendada para 27 de
A empresa Mey Têxteis ofer- março, mas acabou adiada devido
eceu 230 máscaras reutilizáveis à pandemia da Covid-19.
ao município de Celorico da Beira No mesmo dia vai também
para os seus funcionários e breve- abrir portas outra nova unidade
mente irá oferecer mais a todas do grupo português, em Alter
as entidades do concelho que têm do Chão, e reabrem os hotéis de
estado na “linha da frente” do Vilamoura, Lagos, Albufeira e
combate à Covid-19. Douro. O regresso à atividade será
O donativo foi entregue na feito com rigorosas regras de segu-
quinta-feira ao presidente do rança e higiene, que passam pela
município, Carlos Ascensão, pelo disponibilização de equipamentos
diretor da empresa têxtil alemã de proteção individual, pelo re-
que produz roupa interior, Jörg forço das regras de limpeza e pelo
Baasner. A 23 de março a Mey distanciamento social nos hotéis,
suspendeu a produção durante um adiantou o responsável à rádio
mês devido à pandemia durante TSF. Além de máscaras, viseiras
um mês e colocou os seus trab- e luvas, o Vila Galé vai introduzir
alhadores em “lay-off”. A fábrica «mais frequência de limpeza» nas
de confeção sediada em Forno- áreas de contacto sensíveis como
telheiro retomou recentemente a «elevadores, terminais de paga-
laboração com alguns funcionários mento, restaurantes e bares». Nos
para produzir «não só máscaras quartos será implementada uma
reutilizáveis, mas também más- «quarentena de 24 horas entre organizadas por horários para esta é a primeira unidade de mon- de Manteigas fica no sopé do Vale
caras cirúrgicas destinadas aos um cliente e outro para permitir garantir que não há fluxos em si- tanha do grupo hoteleiro e tem Glaciar do Zêzere, junto ao viveiro
profissionais de saúde», adiantou melhor limpeza e arejamento» e multâneo», disse Gonçalo Rebelo 91 quatros, piscinas interiores e das trutas e vai criar cerca de 40
o município de Celorico. O objetivo nos bares e restaurantes haverá de Almeida. exteriores, spa, restaurante, bar, postos de trabalho na fase inicial.
é retomar «gradualmente» o fun- «mais espaço entre mesas e ca- Resultante de um investi- espaços para eventos e estaciona- Os preços rondam os 140 euros
cionamento normal da empresa, deiras», assim como «refeições mento de nove milhões de euros, mento. O novo hotel de 4 estrelas por noite em quarto duplo.
que emprega mais de 235 trabal-
hadores e é o maior empregador
do concelho. A Mey Têxteis está Pinhel
instalada desde 1990 na zona
industrial de Celorico da Beira
Gare e emprega maioritariamente
Fundo Rainha Dona Leonor apoia Misericórdia
mulheres, oriundas daquele con- A Misericórdia de Pinhel é a equipar os lares com espaços um jardim intergeracional ao lado dos do concurso de candidaturas
celho e dos municípios limítrofes uma das onze instituições que que permitam quebrar a habitual de um ATL, assim como circuitos apresentadas em 2019, porque
de Fornos de Algodres, Trancoso, vai ser apoiada pela Santa Casa rotina dos idosos. Entre os 11 pro- de lazer para a prática de exercício tinham sido aprovados, mas não
Gouveia, Guarda e Pinhel. da Misericórdia de Lisboa através jetos a apoiar este ano, além da re- físico. Além de Pinhel serão apoia- tiveram verba disponível, uma
do Fundo Rainha Dona Leonor abilitação do património edificado das as Misericórdias de Vila Nova vez que, de acordo com a ordem
para projetos de inovação social dos lares e centros de dia, estão de Gaia, Barcelos, Murtosa, Ovar, de classificação, foram apoiadas
Solidariedade em lares, inclusive reabilitação do ideias para a criação de um espaço Penela da Beira, Vizela, Carregal as ideias com maior pontuação,
GNR entregou 2.900 património edificado. de fisioterapia, um centro hidroter- do Sal, São Brás de Alportel, Vila Inês Dentinho, administradora
O investimento total ronda os apêutico com uma piscina interior Nova de Poiares e Alcácer do Sal. executiva do Fundo Rainha Dona
peças de roupa e 2,5 milhões de euros e destina-se onde podem fazer exercício físico e Os seus projetos foram repesca- Leonor.
vestuário a lojas
sociais do distrito PUB

O Comando Territorial da GNR


da Guarda entregou na semana
passada 2.900 peças de vestuário
e calçado, perdidos a favor do
Estado, a 15 lojas e instituições
sociais do distrito.
O material foi apreendido em
ações de fiscalização e vai ser dis-
tribuído por famílias carenciadas,
sendo que cada entidade recebeu
193 peças de calçado e vestuário.
Foram contempladas as lojas so-
ciais dos municípios de Aguiar da
Beira, Almeida, Sabugal, Mantei-
gas, Mêda, Trancoso, Celorico da
Beira, Pinhel, Fornos de Algodres,
Gouveia e Vila Nova de Foz Côa,
bem como da Fundação João Bento
Raimundo, da Junta de Freguesia
da Guarda, da Fundação D. Ana
Paula (Figueira de Castelo Rod-
rigo) e da Escola Evaristo Nogueira
(Seia). Para a GNR, esta entrega as-
sume «especial relevância, uma vez
que na área de responsabilidade
do Comando Territorial da Guarda
verifica-se o aumento das dificul-
dades junto da população mais des-
favorecida, provocadas pela situação
de pandemia que se vive».
12 • • Quarta-feira • 13 de maio de 2020 Publicidade

Produção de cereja com


prejuízo de 8 milhões
de euros no Fundão
Impacto económico resultante desta quebra será um dos temas a abordar
na visita da ministra da Agricultura agendada para dia 22

VIDENTE
DR
A quebra da produção de cereja
do Fundão devido ao mau tempo vai
resultar este ano num prejuízo di-
Com longos anos de experiência reto de cerca de 8 milhões de euros,
alertou o presidente do município
Trata inveja, mau olhado, espiritual, estudos, negócios, na segunda-feira, à margem da apre-
empresas, amor, problemas familiares, saúde, etc. sentação da campanha de promoção
Sempre pronto a dar resposta aos seus problemas. deste ano.
Saiba tudo sobre o seu futuro e o porquê que tudo «Em anos normais, a componente
“pura e dura” da comercialização de
corre mal em sua vida? cereja pode andar na casa dos 12/
Não hesite, fale com quem sabe. Tenha FÉ: 13 milhões de euros, pelo que po-
271238451 ou 969012923 demos estar a falar de cerca de oito
milhões de euros de perda, o que é
uma redução muito significativa»,
afirmou Paulo Fernandes. Segundo o
autarca, as condições meteorológicas
«muito adversas», com neve e chuva,
entre finais de março e início de abril,
provocaram perdas da «ordem dos
70 por cento», pelo que a produção
desta campanha estará reduzida «a
pouco mais de duas mil toneladas, Este ano haverá «pouco mais» de duas mil toneladas de cerejas, enquanto nas campanhas
anteriores rondava as 7 mil
quando noutros anos ronda as sete
mil». O impacto económico desta produto. Entre as novidades está um Covilhã e Castelo Branco) e outros
situação num concelho onde a cereja serviço de entregas ao domicílio em sete apontados pela Direção-Geral da
gera habitualmente um retorno de todo o país, que será lançado para Saúde como as unidades de primeira
mais de 20 milhões de euros para minimizar os impactos que o coro- linha no combate à Covid-19. Esta
produtores e comercializadores será navírus possa ter nos mercados. As sexta-feira realiza-se o habitual leilão
Dr. Bangura um dos temas a abordar na visita que
a ministra da Agricultura, Maria do
encomendas poderão ser feitas por
email ou através da loja online, redes
online que marcará simbolicamente o
início da campanha deste ano.
Não há problema sem solução Céu Albuquerque, deverá fazer ao sociais e de uma linha telefónica, a O concelho da Cova da Beira é
Contactos: 933 312 476 / 968 034 224 / 920 413 040
O mais importante em Astrologia é obter resultados bons, rápidos e garantidos a concelho no dia 22. partir de um limite mínimo de dois considerado o principal produtor deste
100%. Dodato de poderes, ajuda a resolver problemas difíceis ou graves. Este ano a campanha “Cereja do quilos. Também está programada fruto a nível nacional e, em março, viu
Como: Amor, Insucessos, Depressões, Negócios, Injustiças.
Casamento, Impotência Sexual, Maus Olhados, Doenças Espirituais,
Fundão 2020” vai apostar no market- para 10 de junho uma ação de dis- a Comissão Europeia reconhecer a
Sorte nas Candidaturas, Desporto, Exames e Protecção contra ing digital para continuar a alargar a tribuição de cerejas nas cantinas dos “Cereja do Fundão” como produto de
Perigos como Acidentes em todas as Circunstâncias, Aproxima notoriedade e a rentabilização deste hospitais da Beira Interior (Guarda, Indicação Geográfica Protegida.
e Afasta Pessoas Amadas, com Rapidez Total.
Se quer prender uma vida nova e pôr fim a tudo o que o preocupa, não perca
tempo, contacte o mestre. PUB
Ele tratará do seu problema com eficácia e honestidade.
Consulta à distância, pessoalmente ou por correspondência. Diretor e Editor: Luís Baptista-Martins • Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C
Todos os dias das 8 às 21 horas. • 6300-825 Guarda •
Rua Formosa S. Miguel, nº 60, Bloco 20 - R/C Dto • 6300-864 Guarda-Gare
Redação: Luis Martins (Chefe de Redacção) e Sofia Craveiro. • Conselho Editorial: António
Ferreira, Nuno Amaral Jerónimo, Cláudia Quelhas, João Canavilhas, José Carlos Alexandre, Diogo Municipio de Celorico da Beira
Cabrita e Maurício Vieira.
Edital / 1757/2020
Colunistas e Colaboradores: Acácio Pereira, Albino Bárbara, Ângela Guerra, António Costa,
Licenciamento para Construção de Paiol Permanente e Escritório
António Ferreira, António Godinho, Cláudia Quelhas, David Santiago, Diogo Cabrita, Eduardo
Lourenço, Fernando Pereira, Fidélia Pissarra, Frederico Lucas, Hélder Sequeira, Honorato Robalo, Nos termos do disposto no n.º 1 e 2 do art. 14º do Decreto-Lei nº 376/1984 de 30 de novembro,
João Canavilhas, Joana C. Pereira, Joana Dente, João Mendes Rosa, João Morgado, João Santiago torna-se público, que está aberto o período de discussão pública, relativo ao pedido de
Correia, Joaquim Igreja, Jorge Noutel, José Carlos Alexandre, José Carlos Breia Lopes, José Pires licenciamento para construção de três Paióis Permanentes e um Escritório para armazenagem
de produtos pirotécnicos, requerido por Luís Carlos Borges da Silva, a edificar na Quinta dos
Manso, Júlio Sarmento, Melanie Alves, Miguel Castelo Branco, Miguel Moreira, Miguel Sousa Tavares,
Barreiros, Freguesia de Fornotelheiro, Celorico da Beira.
Norberto Gonçalves, Nuno Jerónimo, Telma Madaleno e Víctor Afonso. Desporto: António Silva,
O período de discussão pública, terá a duração de 30 (trinta) dias, contados a partir da data
Arlindo Marques, Cristina Sofia, Daniel Soares, José Luís Costa, Miguel Machado e Rui Geraldes.
de publicação do presente edital.
• Cartoon: Maurício Vieira. • Paginação: Jorge Coragem • Projeto Gráfico: Maurício Vieira. • O processo poderá ser consultado no Serviço de Obras Particulares - Edifício dos Paços
Departamento Comercial: Natalina Martins • Impressão: FIG-Indústrias Gráficas, S.A. • Rua do Concelho, nos dias úteis, das 9:00 às 13:00 e das 14:00 ás 17:00 horas, podendo os
Adriano Lucas – 3020-430 Coimbra • Telefone 239 499 922 • Fax 239 499 981 • e-mail: fig@fig. interessados apresentar reclamações por escrito contra o requerido, em que se aleguem
pt • Sede, Redação e Publicidade: Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto - C • 6300-825 Guarda razões relacionadas com a saúde pública, segurança individual e da propriedade, o interesse
N.I.P.C. – P-504847422. • Nº de registo na ERC: 123436 • Depósito Legal:146398/00 • Tiragem público ou a incomodidade resultante das vizinhanças do estabelecimento.
desta edição: 5.200 exemplares • Periodicidade: Semanário • Edição Internet: O Interior • As eventuais reclamações deverão ser apresentadas em requerimento dirigido ao Presidente
Propriedade: JORINTERIOR - Jornal • O Interior, Ldª. Detentores com 5% ou mais do capital da Câmara, dentro do prazo de discussão pública.
da empresa: José Luís Carrilho Agostinho de Almeida e Luís Baptista-Martins. Para constar, se publica o presente edital e outros de igual teor, que vão ser afixados nos
locais públicos do costume.
Estatuto Editorial: https://www.ointerior.pt/ficha-tecnica/ •
Arrenda-se apartamento na Guarda Guarda - Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.
O Presidente da Câmara
Carlos Manuel da Fonseca Ascensão
Mobilado | Bom preço. Contacto: 968362728 pt • publicidade@ointerior.pt
O Interior, nº 1062 de 13/05/2020

Cupão de Assinatura
Identificação: Nacional_ ____ Semestral.....(16€) Anual.. (30e)
Nome: _________________________________________________________________________________________________________
Estrangeiro_ Semestral.....(18€) Anual.. (35e)

Morada: ________________________________________________________________________________ Código Postal: _________ - ______ Localidade: _____________________________________________

NIF: ________________________ Telefone/Telemóvel: __________________________________________________ Email: ________________________________________________________________

Modo de Pagamento:
Enviar para: Rua da Corredoura 80, R/C Dto C • 6300-825 Guarda
Transferência Avulsa
IBAN: PT50 001000002256785000177
Data ___/___/______ Assinatura ________________________________________ Assinatura __________________________________________________ Data _____/_____/________
Transfira o valor da Assinatura para o NIB indicado e junte a este cupão o talão comprovativo da transferência.
O Jornal O Interior compromete-se a adoptar as medidas de segurança necessárias para garantir a salvaguarda dos dados
Cheque / Vale Postal nº _____________________ Banco _________________ pessoais / empresas dos assinantes contra a sua eventual utilização abusiva ou contra o acesso não autorizado.
O contrato de assinatura renovar-se-á por iguais e sucessivos períodos de tempo (seis/12 meses), até que qualquer das partes
Numerário denuncie a desistência por meio de comunicação escrita com antecedência mínima de 30 (trinta) dias.
Quarta-feira • 13 de maio de 2020 • • 13

Sp. Mêda regressa Atletismo


Meia Maratona de Belmonte virtual
juntou 300 atletas

ao Campeonato Pela primeira vez, a Meia


Maratona de Belmonte aconteceu
de forma virtual com os atletas a
correrem sozinhos, no domingo,
Bruno Paixão, Samuel Barata,
Hugo Moreira, Filipe Costa e
Filipe Guerra que concluíram os
21 quilómetros abaixo da 1h20.

de Portugal
os 10 e 12 quilómetros da prova. Em femininos a guardense Sabina
O desafio tinha sido lançado Neca, Tânia Cruz e Luz Paulo
pelos atletas Romeu Afonso e foram as melhores. Na distância
Hélio Costa, do CCDR Colmeal mais curta destacaram-se Alex-
da Torre, e atraiu mais de 300 andre Venâncio, Diogo Salvado,
Ao contrário do que tinha anunciado, a Federação Portuguesa de participantes de vários países. Ricardo Opinião, Pedro Amaro e
Entre eles, destaque para Sam- Paulo Neto, com tempos abaixo
Futebol decidiu promover os primeiros classificados dos distritais e uel Barata (campeão nacional dos 40 minutos, enquanto Ga-
anunciou a criação da IIIª Liga na época 2021/2022 de Estrada), Bruno Paixão (ex- briela Santos, Carolina Fonseca e
DR
campeão nacional de Maratona) Margarida Sá foram as melhores
e João Oliveira, um dos melhores entre as senhoras.
ultramaratonistas do mundo. Inédita foi também a par-
Segundo a organização, cerca ticipação de Amaro Teixeira. De
de 60 por cento dos atletas par- manhã correu os 10 quilómetros
ticiparam nos 10 quilómetros e com um tempo no top 15 e de
«mais de cem» na meia maratona. tarde realizou os 21 quilómetros
Apesar de correrem sozinhos, a marchar, tendo conseguido um
alguns atletas conseguiram tem- tempo que lhe permitiria ficar en-
pos dignos de registo, caso de tre os vinte primeiros da corrida.

Ciclismo
La Vuelta já não passa pelo distrito
da Guarda DR

O Sp. Mêda deverá juntar-se ao Figueirense, que não foi despromovido devido ao cancelamento do campeonato
A Federação Portuguesa de campeonato. Segundo a FPF, os e reestruturação do terceiro es-
Futebol (FPF) deu o dito por não campeões de cada série vão discutir calão do futebol sénior masculino
dito e decidiu promover vinte eq- o acesso à IIª Liga, enquanto os clas- português» resultou «da reflexão
uipas dos distritais ao Campeonato sificados do segundo ao quinto lugar dos últimos seis meses com as as-
de Portugal. A medida resulta no de cada série disputarão a promoção sociações e demais sócios» da Fed-
regresso do Sp. Mêda, que liderava a à IIIª Liga, um novo escalão criado eração. O objetivo desta mudança
Iª Divisão da AF Guarda aquando do pela Federação e que arrancará na é «assegurar o maior número
cancelamento da prova, ao terceiro época de 2021/22. Por sua vez, as possível de projetos equilibrados,
escalão do futebol nacional. últimas quatro equipas de cada série aumentar a competitividade, mel-
O novo Campeonato de Portugal serão despromovidas aos distritais. horar a qualidade de jogo, aproxi-
terá 96 equipas repartidas por oito A IIIª Liga será um campeonato mar os adeptos do futebol local e
séries na próxima temporada, que semiprofissional e a antecâmara do criar espaços de desenvolvimento
arrancará em agosto ou setembro. segundo escalão do futebol nacional. para o jovem jogador português». A Volta a Espanha, a terceira sim, a 75ª Vuelta, com 18 etapas,
Como não há despromoções, o Quando surgir, o Campeonato de A grande novidade é que, no maior prova do ciclismo mundial, disputar-se-á cinco dias em si-
distrito da Guarda poderá ter pela Portugal passará a ser a quarta âmbito de um acordo entre a FPF já não vai passar pelo distrito da multâneo com Giro, que se realiza
primeira vez duas equipas no Na- divisão do “desporto-rei” e terá e o Sindicato dos Jogadores, os Guarda, que devia ser atraves- entre 3 a 25 de outubro. Inicial-
cional caso o Figueirense, último menos equipas. A Federação adian- profissionais destas competições sado pelo pelotão na penúltima mente, a travessia do distrito da
classificado da série B, tenha con- tou que a IIIª Liga vai ser disputada terão como «valor de remuneração etapa que ligaria Viseu a Ciudad Guarda devia acontecer na 19ª
dições para continuar. A decisão será por 24 clubes na época de estreia e base o salário mínimo nacional Rodrigo. etapa, com 177,7 quilómetros.
da nova direção do clube de Figueira na seguinte, sendo reduzida a 20 [atualmente 635 euros]». Já a Isto porque a organização da Estavam previstas passagens por
de Castelo Rodrigo, que vai ser eleita em 2023/24, enquanto o Campe- taxa de jogo terá uma «redução Vuelta decidiu cancelar as duas Fornos de Algodres, Celorico da
este mês. Também os medenses, onato de Portugal vai contar com significativa» e haverá ajustes no tiradas inicialmente agendadas Beira, a subida à Guarda antes
que foram despromovidos na época 60 em 2021/22 e 56 em 2022/23 valor de inscrição de jogadores, para Portugal por causa da «im- dos ciclistas rumarem à fronteira
anterior, esperam reunir condições e 2023/24. A FPF justifica que adianto o organismo presidido por previsibilidade da pandemia» da de Vilar Formoso e regressarem
e apoios para jogar neste exigente este «amplo plano de emergência Fernando Gomes. Covid-19 e das alterações impos- a território espanhol. Recorde-se
tas pelo calendário internacional. que no passado dia 15 de abril
A prova vai ter lugar entre 20 de a União Ciclista Internacional
Desportos de Inverno outubro e 8 de novembro, tendo (UCI) prolongou a suspensão
Projeto “Ski 4 All” entre os melhores do mundo a sua realização sido adiada por
causa do protelamento das Voltas
do calendário velocipédico para
todas as provas até 1 de julho e
DR
A Federação Internacional de a França (de 29 de agosto a 20 de para as provas do WorldTour até
Esqui (FIS) considerou o projeto setembro) e a Itália. Mesmo as- 1 de agosto.
“Ski 4 All”, dinamizado pela Fed-
eração de Desportos de Inverno
de Portugal (FDIP), um dos oito Futebol
melhores do mundo destinados
a crianças na área dos desportos Sp. Covilhã vai receber 180 mil euros
de neve.
A classificação final do FIS
da Liga
A Liga Portuguesa de Futebol pode ser usado para outros fins.
Snow Kidz Award 2020 só será
Profissional vai atribuir um apoio A verba a atribuir pela Liga surge
conhecida durante o congresso
individual de 180 mil euros a 14 da cedência da taxa de televisão
da Federação, que ainda não tem
clubes da IIª Liga, que foi con- paga pelos clubes da Iª Liga (550
data após ter sido adiado devido
cluída precocemente devido à mil euros), dos custos com os 90
à pandemia da Covid-19. Os res-
Covid-19. O Sp. Covilhã é um dos jogos da IIª Liga que não se real-
tantes finalistas são oriundos da
beneficiários. izarão (500 mil euros) e da ativa-
Austrália, Espanha, Estados Uni-
Este montante resulta da ção dos fundos de infraestruturas
dos, Finlândia, Grécia, República
criação de um fundo de apoio no de 2018/19 e 2019/20 (470 mil
Checa e Suécia. Para Pedro Far- alho fantástico na promoção das adiantou o dirigente. Em concreto,
valor de 1,52 milhões de euros, euros). O total de 1,52 milhões
romba, presidente da FDIP, esta modalidades». O “Ski 4 All” vai na o projeto permite a crianças ex-
que se junta ao milhão disponibi- de euros vai ser atribuído, «de
distinção é «um grande orgulho sexta edição e, nos cinco primeiros perimentarem fazer, durante um
lizado pela Federação Portuguesa forma equitativa, no valor de 180
para um país com as nossas carac- anos, contou com a participação de dia, esqui e snowboard, mas este
de Futebol (FPF), referente ao mil euros» para cada uma das 14
terísticas e com as dificuldades de oito mil crianças de 200 escolas ano os técnicos vão deslocar-se às
fundo que incentiva os clubes na equipas da IIª Liga, ficando de
neve que temos tido nos últimos de norte a sul do país, a maioria escolas com equipamento portátil
melhoria das condições dos está- fora as formações B e os clubes
anos. É também um alento para das quais contactou pela primeira que permite experimentar a sen-
dios, mas que, excecionalmente, promovidos ao primeiro escalão.
a equipa que tem feito um trab- vez com os desportos de Inverno, sação de deslizamento.
14 • • Quarta-feira • 13 de maio de 2020

agoradigoEU
crónica
POLÍTICA
opinião
Albino Bárbara Curto-circuito
Júlio Sarmento * Neste tempo em que o verbete tem o nome de Covid e se confunde os recos mamam alternadamente, Santo Agostinho dizia que a origem
política com politicagem, cavalgando o significado de politiquice, com do poder era (quase) divina: legitimidade (legítimo detentor), função
A verdade da o único objetivo de politicarem, apostando nas suas lorotas, tentando
montar o espetáculo no teatro do boulevard, dá para perceber que aqui
(separação de poderes), organização (sistema de governo), âmbito
(prossecução de determinado fim), obediência e resistência (obedecer

mentira não há vencedores nem vencidos e, quer eles gostem ou não, todos
saem mal do filme, perguntando se este foi o espírito que os levou a
celebrar o Dia da Liberdade.
a ordens legítimas resistindo às ilegítimas).
Aristóteles definia-a como uma espécie de saber de que nem a
sensibilidade nem a imaginação devem estar ausentes, tendo prioridade
Há no discurso político em Os jacobinos sempre foram assim e, quando o verniz estala, os a racionalização tecnológica e a reflexão crítica.
geral uma falta de autenticidade. A defensores do ensino, licenciados na tal escola cínica, vão contando as É, no entanto, da grande sabedoria dos milenares povos do
realidade é muitas vezes descrita historietas de sempre. Afinal, o carteiro toca (pelo menos) duas vezes e a deserto que o conceito político e a grande filosofia de vida nos são
com palavras de sentido equívo- História repete-se. Algumas personagens bem conhecidas do tio Patinhas transmitidos. O Homem tem de pautar-se por três simples conceitos:
co. Como que escrita para autori- continuam a tentar tramar Roger Rabbit. As raposas seduzem as pitas o sustento, a doação e a celebração. O primeiro tem a ver com o tra-
zar todos os abusos. Chamam-se imitando o seu cacarejar, a cigarra explora a trabalhadora formiguinha balho, o segundo com o ato de doar, considerado sagrado, tornando
aos factos aquilo que não são. e até a Alice continua a viver no tal país das mil e tantas maravilhas. Ele o espírito livre, e o terceiro exprime o comportamento repleto de
Descrevem-se circunstâncias há coisas que nunca mudam. ensinamentos e sabedoria.
que não eram o que deveriam No tempo em que os animais falavam (o triunfo pode já não ser dos No nosso pequeno mundo é absolutamente necessário trocar os
ser. Prometem o que sabem não mesmos), esta rocambolesca historieta orwelliana ainda vai a meio e nem José Fouché pelos ensinamentos dos povos do deserto, de trocar os
poder garantir. eles próprios sabem qual será o epílogo desta guerra pelo poleiro, onde verbetes da politiquice e das pequenas vaidades pessoais pelo nobre e
As palavras são de uma é visível, apenas e tão só, a defesa do umbigo, pois ninguém consegue sadio conceito de política.
submissão e uma docilidade que descortinar uma ideia, um simples conceito ou qualquer esboço de um Caso contrário, durante mais de ano estamos condenados a ver o
fazem envergonhar o contribuin- projeto. Afinal não são todos farinha do mesmo saco? O outro foi-se barulho, o curto-circuito e a politicagem tomarem parte do nosso dia-
te. É esta a inquietação maior embora. Pudera. Teve por único condão (para além de embonecar a a-dia, ficando todos nós à espera de um novo capítulo desta novela que
das novas gerações preocupada cidade) deixá-los ao barulho. (como todas) vai ter um final. Pelo andar da carruagem, pode não ser
pela distância entre o mundo Aceitando, por princípio, que a política não é a tal porquinha onde um “happy ending” dos filmes do “far west”.
apregoado e o mundo real. Faz
falta uma cultura ética que reco-
mende aos políticos a humildade
desde o princípio do caminho, que
aceite os erros e os acertos com
naturalidade.
O discurso é sempre muito
crítico para o passado. De erro
em erro, assim lhes parece ter
tudo acontecido. Mais do que para
governar, estão ali para julgar. O
dedo em riste é uma doutrina.
Sobretudo para dizer o que os Jorge Noutel
crónicaPOLÍTICA
outros deveriam ter feito. Sempre
depois, nunca antes.
Se lhes falam em exigências O vírus, a guerra, o pesadelo e o sonho
novas respondem uma coisa com
a outra. As políticas dos outros Comemorou-se esta semana o fim da II Guerra Mundial, o mais perigosos. A reação já a conhecemos historicamente bem: a dissemi-
erradas. A nossa austeridade boa. brutal e abominável facto histórico que a Humanidade já conheceu. nação de ideais que gostaríamos de nunca mais termos de combater.
Para o futuro esperam que acon- Caracterizada por uma barbárie e selvajaria sem precedentes, foi o cul- O Brexit, imediatamente antes da eclosão da atual pandemia, e a as-
teça de outro modo mesmo que minar de um período de absoluta decadência moral, social e económica censão eleitoral aparentemente imparável de todo o tipo de movimentos
as evidências trabalhem contra que deverá para sempre recordar-nos que o homem é, afinal, o seu pior racistas e xenófobos não auguram nada de bom. A pandemia só veio
as vontades. Fingindo não saber. inimigo. Só depois, na lista de horrores possíveis, vêm todos os outros colocar mais stress neste já de si pouco animador cenário. A caraterís-
Todavia às petições novas nossos fantasmas. Isto é tanto mais importante quanto nos encontramos tica mais assombrosa de toda esta recente evolução será aquilo a que
opõem sempre condescendên- mergulhados numa pandemia que mudará para sempre as nossas vidas. poderemos chamar “verdades à la carte”, tendo do outro lado da moeda
cias velhas. O poder tende a Foi, por isso, esta guerra comemorada com a simplicidade possível em as “fake news”. Em vez de se lidar com a mensagem, tenta matar-se o
distribuir as palavras como dá- tempo de confinamentos. mensageiro, sem quaisquer escrúpulos ou dúvidas aparentes. O expoente
divas. Esperando no mínimo A memória de mais de 60 milhões de mortos e de uma destruição máximo dessa evolução são indivíduos como Trump ou Bolsonaro, que,
uma concordância agradecida. incalculável deveria ajudar-nos a compreender como somos vulneráveis tal como Hitler, foram democraticamente eleitos.
Um aplauso visível. O vazio do e tudo pode ser efêmero. As causas próximas do horror do holocausto, Este falhanço aparente das democracias, muitas delas lideradas
discurso surpreende pela ousadia dos bombardeamentos de toda a ordem, da dizimação de etnias, credos por pessoas com uma estupidez e ignorância que julgávamos impossí-
e a banalidade das medidas pro- e religiões, da destruição física de tanto de belo que até aí havíamos vel de algum dia poder subsistir, começa com a culpa e diabolização de
metidas transforma-se pela força produzido, todos as conhecemos hoje com detalhe. Mas, pelos vistos, quem denuncia falhas graves ao nível do funcionamento dos sistemas
da propaganda em originalidades. aprendemos muito pouco com elas… políticos e administrativos, os quais se desejariam mais atuantes,
A opinião publicada aprisio- A II Guerra Mundial ensinou-nos que só com união e solidariedade transparentes, solidários e participativos. Isso é um erro histórico que
nada na sua liberdade pelo favor poderíamos sobreviver. Na Europa assistiu-se ao Plano Marshall, o qual se paga sempre caro. Criticar-se quem aponta o dedo a compadrios e
é cúmplice por omissão. E assim. ajudou a enterrar, pelo menos transitoriamente, ódios e conflitos de à ascensão de uma casta dinástica e oligárquica que tudo controla e
a reboque dos acontecimentos interesses de séculos. Depois, surgiu, pelas mãos de Robert Schuman, manipula é suicídio. Aqueles que agem na defesa dos seus exclusivos
e enganados pela propaganda, ministro francês dos Negócios Estrangeiros, e Jean Monnet, o seu interesses, ignorando o desespero coletivo contra maleitas como o
vamos vivendo sem desígnio até primeiro presidente, a Comunidade Europeia do Carvão e do Aço, a pri- desemprego, a miséria e a cada vez maior desigualdade social, não
ao fim do possível. Porque tudo meira organização supranacional no âmbito europeu, a qual mais tarde têm qualquer visão do futuro que não seja a sua. Transformaram
tem um limite. evoluiria para a Comunidade Económica Europeia e a União Europeia. as democracias em democraturas. A chegada de mais um fator de
Os europeus passaram a ter esperança porque assistiram, num am- stress, como é o caso da pandemia, só vai agravar o problema. Nesse
* Antigo presidente da Câmara biente de cada vez maior prosperidade, à ascensão de uma democracia contexto, ou a Europa se reinventa ou morre. E, se e quando isso
de Trancoso e presidente da política europeia com direitos sociais. Ora, são precisamente estes dois acontecer, todos saberemos como vamos ter saudades dos tempos
mesa da Assembleia Distrital elementos, prosperidade e direitos sociais, que atualmente começam que ainda vivemos. O que diz tudo sobre aquilo que nunca poderá
do PSD a falhar estrepidosamente e a ser reduzidos a mínimos historicamente ser descrito e debatido apenas com palavras…
Quarta-feira • 13 de maio de 2020 • • 15

Opinião
Ovo de Colombo

Filho da mãe DR
opinião
Gonçalo Poeta Fernandes *

“Slow Tourism” e a resiliência do turismo


de interior
Para a UNWTO (Organização Mundial de Turismo), à salubridade, mas sem destruir a experiência turística.
o número de turistas internacionais poderá diminuir É, portanto, necessário reinventar a maneira como o
60-80% em 2020, pelo que o turismo precisa de ações turismo será desenvolvido e para o qual as precauções
firmes que garantam a sua recuperação para continuar a sanitárias (básicas) devem ser tomadas (limpeza de
construir economias e sociedades mais iguais, sustentá- superfícies, uso de máscaras pelo pessoal de serviço,
veis e resilientes. distâncias de segurança, etc.), garantindo uma experiência
Face a uma cultura de consumo desenfreada e suficientemente confortável. Neste contexto os espaços
alargada a uma escala global, que o turismo nas suas de maior densidade, urbanos e litorais, terão maiores
múltiplas formas e contextos representava, estamos constrangimentos e, porventura numa fase imediata,
hoje perante um cenário profundamente distinto, em constituirão destinos de não priorização. Contrariamente,
que o consumo está bloqueado pela pandemia Covid-19 as áreas rurais e o turismo de interior ganharão expres-
e as restrições e medos que a mesma levanta, o que são e adeptos pelas modalidades de alojamento menos
nos leva a questionar os modelos e/ ou as formas como densificado, a valorização da Natureza, as atividades
as práticas turísticas serão realizadas no futuro. Pode- promovidas ao ar livre, o significado das suas identidades,
remos afirmar que consumíamos produtos e espaços a afetividade, a proximidade e pelo respeito e empatia da
Joana Rebelo “Palácio” foi o seu álbum de turísticos de uma forma desconsciencializada, perante comunidade que o acolhe.
estreia em 2011 e desde aí tem a forma simples e atrativa como tudo nos era proposto, Desta forma, a promoção turística deverá ser en-
Filho da Mãe é o nome artís- reinventado o seu som. Quem para rapidamente congelarmos os nossos movimentos, focada na proximidade geográfica e relação emocional,
tico escolhido por Rui Carvalho. ouve o seu álbum mais recente reconsiderarmos toda a segurança e questionarmos que valorizando produtos locais a partir da perspetiva de
Músico natural de Lisboa, trocou a “Água-Má” repara numa aborda- práticas e em que espaços as possamos desenvolver. sentimento de pertença. Esse posicionamento não so-
arqueologia pela guitarra clássica gem mais flexível, com a intenção Estamos numa fase em que verdadeiramente o turismo mente poderá apoiar a resiliência turística, mas também
e começou a partilhar o seu tra- de permitir ao ouvinte criar men- estabelece um processo de desaceleração e de recons- ser uma alternativa para a diminuição da quantidade
balho a solo há cerca de 10 anos. talmente um percurso ao som da trução de tendências. de viagens longas, muitas internacionais, as quais têm
O seu estilo musical tem evoluí- música. O turismo, como fenómeno social e atividade eco- incrementado problemas socioambientais de escala
do ao longo da carreira, mas mantêm- Rui Carvalho acredita que nómica baseada na experiência e na relação com lugares mundial. A desaceleração dos tempos de consumo, na
se sempre fiel ao instrumental e à sua algumas lacunas que tenha a diferentes do quotidiano, pressupõe mobilidade, seguran- qual nos encontramos, permitirá, inclusive, aumentar a
guitarra clássica. Brinca muito com a nível técnico quando toca o seu ça, serviços, entre um alargado conjunto de relações que possibilidade de agregação de valor ao “slow tourism”,
improvisação e cria com muita liber- instrumento não são de forma tornam a experiência enriquecedora. Todavia, com a atual para o qual a colaboração é determinante, as tecnologias
dade, leveza e emoção, levando-nos a alguma negativas e valoriza muito situação de pandemia, as restrições impostas e o medo existem e as potencialidades emergem.
viajar. Começou a tocar guitarra muito a facilidade com que consegue do contágio, redefinem-se as prioridades dos turistas.
jovem por influência do pai e, antes assim explorar os sons e exprimir- Partindo da suposição de um retorno gradual a viajar, será * Professor coordenador do IPG e investigador do
de iniciar o seu projeto a solo, fez se desafogadamente, criando uma determinante ganhar a confiança dos visitantes em relação CITUR & CICS.NOVA
parte de algumas bandas de punk- narrativa própria, influenciado
hardcore. Agora une o rock com apenas pelo ambiente e pelas suas
opinião
o clássico num processo criativo emoções, de uma forma que só a
muito livre. música instrumental consegue.
Depilação egípcia
PUB Joana Dente* • É um procedimento antialérgico
CONVOCATÓRIA • Não provoca flacidez ou queimaduras
Ainda me recordo da pri- • A remoção do pelo é mais precisa
“Cooperativa AgroGuarda” meira vez que me aventurei a • Permite eliminar pelos finos e curtos (mais difíceis
depilar as sobrancelhas com a de remover)
Convocam-se todos os sócios para a Assembleia Geral Extraordinária que se realizará no próximo
dia 18 de Junho, pelas 21H30, no edifício Pró Raia, sito na Rua General Póvoas nº 28 6300-714
técnica da linha. Até hoje, nunca • Não se corre o risco de quebrar o pelo
Guarda. me arrependi! • Evita pelos encravados
Para efeito específico de alterações de estatutos, face á publicação do novo código cooperativo – Este tipo de depilação tam- • O crescimento do pelo varia de 15 a 20 dias
Lei nº 119/2015 de 31 de Agosto, que introduz alterações significativas nomeadamente ao modelo bém se designa por depilação • Garante maior rapidez e precisão no design de
de gestão das sociedades cooperativas. com fio ou depilação egípcia e é um procedimento rea- sobrancelhas
lizado com linha de costura DR
A Assembleia terá a seguinte ordem de trabalhos:
100% algodão. Há uns anos Todavia, este não é um
• Apresentação do Novo Código Cooperativo – Principais Alterações atrás, era difícil encontrar procedimento absolutamente
• Votação da Proposta de Alteração de Estatutos da Cooperativa Agroguarda. spots onde fazer este tipo de indolor e, principalmente,
depilação, contudo, atualmen- que possa ser realizado em
Mais se informa que, ao abrigo do Artigo 26º dos atuais Estatutos da Agroguarda, a Assembleia Geral
te, essa é uma tarefa fácil. casa, por si. Especificamente
reúne, em primeira convocatória, à hora marcada, com a presença de mais de metade dos membros
com direito a voto e, não sendo possível, uma hora depois, com qualquer número de presenças. Tem, como principais no que toca ao design das
adeptos, elementos do sexo sobrancelhas, recordo que
Guarda,12 de Maio de 2020 feminino, mas há inúme- estas devem estar arranjadas
ros homens que recorrem, de acordo com a sua persona-
O Presidente da mesa da Assembleia Geral igualmente, a este procedimento com a finalidade de lidade e gosto pessoal, sem nunca descurar a importância
José Luís Marques Lameiras
O Interior, nº 1062 de 13/05/2020
garantir um ar mais cuidado e, especialmente, sobran- de as manter em harmonia com o desenho do seu rosto.
celhas adequadas ao seu formato de rosto por um maior Por isso, independentemente de ser homem ou senhora
PUB lapso temporal. e de poder considerar que tem mais ou menos jeito para
CONVOCATÓRIA Vejamos, então, as principais vantagens da depilação se depilar sozinho/a, este é um procedimento que deve ser
com linha: sempre realizado pelas mãos de quem domina a técnica.
“Cooperativa AgroGuarda” • É higiénica e natural
• Ativa a circulação sanguínea no rosto * @joanadente
Ao abrigo do disposto nos artigos 23º e 25º dos Estatutos que regem esta Cooperativa, convoco • Elimina células mortas Jurista / Makeup Artist / Fashion Stylist
a Assembleia Geral para a sessão ordinária a realizar no próximo dia 18 de Junho de 2020, pelas
19 horas, no Edifício Pró Raia, sítio na Rua General Póvoas nº 28 6300-714 Guarda.

Com a seguinte ordem de trabalhos.


Ponto 1 – Informação por parte da Direção das atividades desenvolvidas.
Ponto 2 – Apreciação, discussão e votação do Relatório e Contas da Direção, bem como do Parecer
do Conselho Fiscal, referente ao exercício de 2019.

Depois da ordem de trabalhos poderão ser tratados outros assuntos de interesse para a Cooperativa
e seus Cooperantes.
Se à hora marcada não estiver presente ou representada a maioria dos Cooperantes, a sessão, ao
abrigo do art.º 26º dos Estatutos, terá lugar uma hora depois com qualquer número de Cooperantes
presentes.
Participe no espaço do leitor.
Guarda, 12 de Maio de 2020 Diga de sua justiça.
O Presidente da Assembleia-Geral Rua da Corredoura, 80 - R/C Dto • 6300-825 Guarda
José Luís Marques Lameiras ointerior@ointerior.pt
O Interior, nº 1062 de 13/05/2020
16 • • Quarta-feira • 13 de maio de 2020

opinião
rua da corredoura, 80 - R/C Dto - C 6300-825 Guarda
Redacção/Publicidade: 271212153 • www.ointerior.pt

bilhete postal
publicidade@ointerior.pt • ointerior@ointerior.pt

Covid-19

Guarda com mais um caso dcabrita@iol.pt


Diogo Cabrita

de infeção pelo coronavírus


Casos positivos: 92
Óbitos: 8
A indução
A Unidade Local de Saúde (ULS) da Porque escreves essas barbarida-
Guarda registou na segunda-feira um novo Casos positivos: 0 des no portal do Manel? Para quê – tão
Óbitos: 0 fúteis discussões? Quem te paga essa
infetado com Covid-19, desta vez no con-
celho sede do distrito. Trata-se de um profis- Casos positivos: 2
crença cega no partido? Quantos euros
sional de saúde. A Guarda passou a contar Óbitos: 0 te entregam eles para os teus “likes” e
Casos positivos: 0
20 casos, enquanto o total acumulado subiu Óbitos: 0 os teus “não gosto” ou mesmo as frases
para 227 na área da ULS. violentas? Solidariedade! – Respondeu-
Segundo o relatório da situação epide- me. Gasta dias a teclar nos telemóveis
miológica desse dia, o número de recupera- Casos positivos: 22 Casos positivos: 32 contra uns e outros em favor da cor
Óbitos: 0 Óbitos: 2
dos subiu para 186 (+ 4 que no domingo), do seu governo. Um militante convicto
Casos positivos: 6 que aguarda promoção? Um trabalho
tal como os contactos em vigilância pela Óbitos: 0
Unidade de Saúde Pública (USP), que pas- de formiga para ajudar o partido? Um
saram para 92 (+11). Não se registaram reconhecimento além? Tens a noção da
óbitos, que continua a ser 16. Já os casos Casos positivos: 8 proximidade com as censuras que tanto
Casos positivos: 3 criticaste? – Perguntei e fui bombardeado
no domicílio diminuíram para 21 (-2), bem Óbitos: 0
Óbitos: 0
como o número de internados, que são de impropérios. Isto é essencial para
agora 4 (-2), um dos quais está nos cuida- contrariar os tipos que nos criticam. Eu
dos intensivos. Nas últimas 24 horas três Casos positivos: 20 sei! Muitos são como tu, mas dos outros
doentes tiveram alta para vigilância clínica Óbitos: 0 partidos e como tu, recebem paletes de
(inalterado), enquanto há mais um pro- Casos positivos: 23 nada. A indução na militância não morreu
Óbitos: 5
fissional de saúde infetado, num total em 1975, tem hoje uma força musculada
acumulado de 10. de impropérios, buscas no passado, subtis
Casos positivos: 11
Registo também para o aumento dos Óbitos: 1 Casos positivos: 7 Casos positivos: 0 descontextualizações, constantes agressi-
Óbitos: 0 Óbitos: 0 vas no twitter, no facebook, no instagram.
contactos vigiados pela USP, que subiram
para 2.086 (+74 que no relatório anterior). Casos positivos: 1 Há quem se dedique a espezinhar, a vaiar
A nível concelhio não alterações além da Óbitos: 0 qualquer lucubração sobre um tema. São
verificada na Guarda: Almeida (6), Celorico os novos militantes e os novos convictos.
da Beira (8), Figueira de Castelo Rodrigo Casos positivos: 8 Uma crítica de Nuno Melo a Rui Tavares
Óbitos: 0 tem a brutalidade de uma tempestade
(2), Fornos de Algodres (3), Gouveia (23
e 5 óbitos), Guarda (20), Manteigas (7), na net. São dois produtos da indução de
Pinhel (32 e 2 óbitos), Sabugal (1), Seia violência. Rui Tavares é um fanático levado
(11 e 1 óbito), Trancoso (22) e Vila Nova Casos positivos: 0 ao colo por António Costa e Nuno Melo
de Foz Côa (92, 8 óbitos e 80 recuperados). Casos positivos: 4 Óbitos: 0 é a representação de uma truculência de
A Mêda continua sem qualquer infetado Óbitos: 0 pendor direitista. As agressões a propósito
com Covid-19. A ULS chama a atenção de umas aulas de Rui Tavares estão a fazer
para o facto de haver no relatório casos escola de má educação e de pandemia epi-
reportados que atualmente residem fora demia na rede social. Vale a pena estudar
dos concelhos da região. estes novos fenómenos que contagiam.

Guarda PUB

Câmara permite alargamento


de esplanadas
O município da Guarda aprovou um excecional e temporário». A Câmara especifica
regime excecional de ocupação da via pub- que esta medida destina-se a «permitir que os
lica com esplanadas por forma a que os em- operadores económicos possam redistribuir
presários possam cumprir o distanciamento o número de mesas por uma área maior sal-
social aquando da reabertura destes estabel- vaguardando as medidas de distanciamento
ecimentos na próxima segunda-feira. recomendadas» e esclarece que a ocupação
Outro objetivo é contribuir para a «re- do domínio público não deve colidir «com
cuperação e revitalização da vida social e da outros direitos – como o de circulação», sendo
economia local», justifica a autarquia, que por isso necessário que os requerentes apre-
considera o serviço de esplanadas uma «mais- sentem o desenho da instalação da esplanada,
valia» no atendimento ao público por facilitar com indicação do número de mesas e de ca-
o cumprimento das regras impostas pela deiras a instalar e respetivo distanciamento. O
Direção-Geral de Saúde. Nesse sentido, neste município recorda que, no âmbito do programa
período de retoma gradual das atividades os “SalvaGuarda”, será concedida até ao mês de
empresários interessados podem requerer setembro a isenção das taxas devidas pela totali-
autorização para o aumento da área ocupada dade da ocupação da via publica com esplanadas,
do domínio público com esplanadas «a título bem como das taxas de apreciação dos pedidos.

UBI
Sistemas fotovoltaicos instalados em oito edifícios
A Universidade da Beira Interior (UBI) torno do custo de instalação em cinco ou seis
está a investir 1,3 milhões de euros na anos», declarou o vice-Reitor Mário Raposo.
melhoria da eficiência energética dos seus Esta e as restantes intervenções resultaram
edifícios. de uma candidatura, aprovada em 2018, ao
Atualmente, a empreitada consiste Programa Operacional Sustentabilidade e
na instalação de sistemas fotovoltaicos de Eficiência no Uso de Recursos (POSEUR),
autoconsumo nas Faculdades de Ciências que apoia a eficiência energética, a gestão
Sociais e Humanas e de Engenharia, na inteligente de energia e a utilização das
Biblioteca Central, nos edifícios da 6ª fase energias renováveis. Os trabalhos termi-
e dos Serviços de Informática (ambos junto narão no final de 2020 e contemplam, entre
ao Polo I) e na Reitoria (Convento de Santo outras, a remoção de amianto, a colocação
António). «Com a utilização dos sistemas de materiais térmicos, a substituição de
fotovoltaicos, que representam um inves- caixilharias, de caldeiras e de lâmpadas
timento de 125 mil euros (+ IVA), prevê-se convencionais por LED’s, a introdução de
uma poupança anual estimada de 27 mil sistemas de monitorização de consumos e
euros. Deste modo é possível alcançar o re- auditorias energéticas.