Você está na página 1de 11

1

INSTRUMENTAÇÃO
BIOMÉDICA

SINAIS BIOLÓGICOS E RUÍDOS


EXTERNOS

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


 Referências:
[R1] KHANDPUR, R. S. – Biomedical Instrumentation: Technology and
Application, McGraw Hill, 2005
[R2] CARR, J. J. & BROWN, J. M. – Introduction to Biomedical Equipment
Technology, 4a. ed., Prentice Hall, 2001
[R4] WEBSTER, J. G. – Medical Instrumentation: Technology and
Applications, 3a. ed., John Wiley & Sons, 1998
 4 – Sistemas de registro [R1]
 4.3 – Pré-amplificação
 4.4 – Fontes de ruído em sinais de pequena amplitude

 7 – Amplificadores bioelétricos [R2]


 7.11 – Amplificadores de isolação
 7.13 – Blindagem de entradas (input guard)

 6 – Amplificadores de biopotenciais [R4]


 6.3 – Problemas frequentemente encontrados
 6.4 – Proteção contra transientes
 6.5 – Circuitos de redução de ruído de modo comum

 Application Notes e Datasheets de fabricantes de componentes

Os slides servem como roteiro de aula para o professor, contendo os principais tópicos que serão explorados durantes
as aulas. Podem também servir como roteiro de estudo, mas não substituem o livro texto. O livro texto: R. S.
Khandpur – Biomedical Instrumentation: Technology and Application, McGraw Hill, 2005, é o material didático
oficial da disciplina, juntamente com a bibliografia auxiliar informada.
2

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


 Fontes de Ruídos Externos aos Condicionadores de Sinal
• Capacitâncias de acoplamento entre cabos
• Fluxo magnético em circuitos de corrente Linhas de energia de 127 V / 60 Hz

• Campo eletrostático (ar ionizado)


IDb
• Indução de ruído nos cabos
• Indução de ruído no circuito ID1

• Realimentação através do terra


• Indução de 60 Hz no corpo (IDb)
• Indução de 60 Hz nos cabos (ID1, ID2)
ID2
• Artefatos de captação de sinal
• Outras fontes de ruído biológico

IDb+ ID1 + ID2


ZG
Fonte: WEBSTER, J. G. – Medical Instrumentation – Application Design - John Wiley & Sons

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


 Fontes de Ruídos Externos aos Condicionadores de Sinal

 Técnicas de redução de ruído de fluxo eletromagnético induzido


• Indução de ruído eletromagnético nos cabos:
• Utilizar cabos de pequeno comprimento
• Trançar cabos
• Blindar e aterrar cabos junto à fonte do sinal

Cabo com blindagem

Fonte: WEBSTER, J. G. – Medical Instrumentation – Application Design - John Wiley & Sons

Os slides servem como roteiro de aula para o professor, contendo os principais tópicos que serão explorados durantes
as aulas. Podem também servir como roteiro de estudo, mas não substituem o livro texto. O livro texto: R. S.
Khandpur – Biomedical Instrumentation: Technology and Application, McGraw Hill, 2005, é o material didático
oficial da disciplina, juntamente com a bibliografia auxiliar informada.
3

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


 Fontes de Ruídos Externos aos Condicionadores de Sinal
 Técnicas de redução de ruído de realimentação (aterramento indevido)
• Indução de ruído no circuito e realimentação através do terra:
• Evitar loops de terra entre terras de sistema e de sinal

Terra de sinal: referência do sinal de entrada

Terra de sistema (terra de carcaça): mantém


potencial zero no chassis (blindagem de sinal)

Loop de terra A

Loop de terra B

Correntes entre terras eliminadas

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


 Fontes de Ruídos Externos aos Condicionadores de Sinal
 Técnicas de redução de ruído de correntes acopladas
• Indução de ruído devido a correntes de deslocamento no corpo (IDb):
• Reduzir diferenças entre impedâncias das entradas
• Reduzir a tensão de modo comum com eletrodo de aterramento ativo (DRL)

Fonte: WEBSTER, J. G. – Medical Instrumentation – Application Design - John Wiley & Sons

Os slides servem como roteiro de aula para o professor, contendo os principais tópicos que serão explorados durantes
as aulas. Podem também servir como roteiro de estudo, mas não substituem o livro texto. O livro texto: R. S.
Khandpur – Biomedical Instrumentation: Technology and Application, McGraw Hill, 2005, é o material didático
oficial da disciplina, juntamente com a bibliografia auxiliar informada.
4

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


Exercício 1 – Cálculo do ruído em entrada de eletrocardiógrafo
Considere o eletrocardiógrafo representado na figura abaixo. Determinar o valor do
ruído na entrada do equipamento (VA – VB) gerado por uma corrente de deslocamento
no corpo do paciente (IDb) de 0,5 μA. Dados das impedâncias de entrada:
• Impedância de entrada do eletrocardiógrafo: Z IN= 10 MΩ
• Impedância do eletrodo A : Z 1 = 20 K Ω
• Impedância do eletrodo B: Z 2 = 30 KΩ
• Impedância do eletrodo de terra: Z G = 40 KΩ

Fonte: WEBSTER, J. G. – Medical Instrumentation – Application Design - John Wiley & Sons

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


 Fontes de Ruídos Externos aos Condicionadores de Sinal

• Reduzir a tensão de modo comum utilizando eletrodo de aterramento ativo


(Driven-Right-Leg System - DRL)

Circuito equivalente para


eletrodo de aterramento ativo

• Compensa a vcm gerada pela


corrente de deslocamento
• Reduz o risco de choque no
paciente (RF e RO > 1MΩ)
Fonte: WEBSTER, J. G. – Medical Instrumentation – Application Design - John Wiley & Sons

Os slides servem como roteiro de aula para o professor, contendo os principais tópicos que serão explorados durantes
as aulas. Podem também servir como roteiro de estudo, mas não substituem o livro texto. O livro texto: R. S.
Khandpur – Biomedical Instrumentation: Technology and Application, McGraw Hill, 2005, é o material didático
oficial da disciplina, juntamente com a bibliografia auxiliar informada.
5

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


Exercício 2 – Cálculo da impedância efetiva de aterramento ativo (DRL)
Um eletrocardiógrafo utiliza um eletrodo com aterramento ativo (DRL). Considerando os
valores fornecidos, determinar o valor da impedância efetiva do eletrodo de aterramento

(Z G) e a tensão de modo comum (vcm) gerada na entrada do sistema para uma corrente de

deslocamento de deslocamento no corpo do paciente (ID) de 0,5 μA.


• RA = 25 KΩ

• RF = RO = 5 MΩ
• RRL = 100 KΩ

ZG

Fonte: WEBSTER, J. G. – Medical Instrumentation – Application Design - John Wiley & Sons

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


 Fontes de Ruídos Externos aos Condicionadores de Sinal

 Técnicas de redução de ruído


• Artefatos de captação do sinal biológico:
• Limitar sinais de entrada para reduzir a saturação causada por
aplicação de desfibrilador ventricular
• Reduzir movimento do eletrodo/paciente
• Processar sinais para reduzir influência de outros sinais elétricos do
corpo (eletricidade gerada por contração muscular)

Fonte: WEBSTER, J. G. – Medical Instrumentation – Application Design - John Wiley & Sons

Os slides servem como roteiro de aula para o professor, contendo os principais tópicos que serão explorados durantes
as aulas. Podem também servir como roteiro de estudo, mas não substituem o livro texto. O livro texto: R. S.
Khandpur – Biomedical Instrumentation: Technology and Application, McGraw Hill, 2005, é o material didático
oficial da disciplina, juntamente com a bibliografia auxiliar informada.
6

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


 Fontes de Ruídos Externos aos Condicionadores de Sinal

 Técnicas de redução de ruído


• Limitar sinais de entrada para reduzir a saturação, duração dos
transientes e evitar danos aos componentes de entrada:

Dispositivos limitadores de tensão


Fonte: WEBSTER, J. G. – Medical Instrumentation – Application Design - John Wiley & Sons

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


• Exemplos de dispositivos limitadores de tensão de entrada:
Cuidado com geração
de ruído de avalanche
(schotty noise)

Fonte: WEBSTER, J. G. – Medical Instrumentation – Application Design - John Wiley & Sons

Os slides servem como roteiro de aula para o professor, contendo os principais tópicos que serão explorados durantes
as aulas. Podem também servir como roteiro de estudo, mas não substituem o livro texto. O livro texto: R. S.
Khandpur – Biomedical Instrumentation: Technology and Application, McGraw Hill, 2005, é o material didático
oficial da disciplina, juntamente com a bibliografia auxiliar informada.
7

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


 Amplificador Isolador
• Proteção do paciente contra correntes de fuga, isolando-o do restante
do circuito conectado à rede elétrica;
• Interrompe a continuidade entre entrada e saída;
• Alimentação e terras diferentes para cada lado;
• Isolação magnética, capacitiva ou óptica.

Amplificador com isolamento capacitivo

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


Amplificador com isolamento magnético

Amplificador com isolamento óptico

Os slides servem como roteiro de aula para o professor, contendo os principais tópicos que serão explorados durantes
as aulas. Podem também servir como roteiro de estudo, mas não substituem o livro texto. O livro texto: R. S.
Khandpur – Biomedical Instrumentation: Technology and Application, McGraw Hill, 2005, é o material didático
oficial da disciplina, juntamente com a bibliografia auxiliar informada.
8

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


 Configuração e modo de aplicação – Isolação Magnética e Óptica
Isolação Magnética

Isolação
Óptica

Fonte: Datasheet 3652 - Burr Brown

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


 Amplificador Isolador – Isolação do Sinal – IMRR

 Define-se a Razão de Rejeição de Modo de Isolação (IMRR) como:

ou

onde: GAMP: ganho do amplificador em relação ao sinal de entrada


GISO: ganho em relação à tensão de isolação
VISO : tensão na barreira de isolação
VISOout : tensão na saída do amplificador devido à tensão de
isolação
VISO(RTI) : tensão equivalente na entrada do amplificador devido
à tensão de isolação

Os slides servem como roteiro de aula para o professor, contendo os principais tópicos que serão explorados durantes
as aulas. Podem também servir como roteiro de estudo, mas não substituem o livro texto. O livro texto: R. S.
Khandpur – Biomedical Instrumentation: Technology and Application, McGraw Hill, 2005, é o material didático
oficial da disciplina, juntamente com a bibliografia auxiliar informada.
9

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


 Amplificador Isolador – Isolação do Sinal – Fontes de Ruído Externos

 3652 – Burr Brown


 Rejeição de Modo Comum:
CMRR : 80 dB @ 60 Hz
 Rejeição do Modo de Isolação:
IMRR: 120 dB @ 60 Hz
 Ganho de Tensão:
GV= 106 / (RG1 +RG2 +RIN) V/V

Rejeição do Modo de Isolação:

Contribuição da tensão de isolação para o


ruído na saída:

Fonte: Datasheet 3652 - Burr Brown

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


 Amplificador Isolador – Isolação do Sinal – CMRR x IMRR

Tensão total de saída (com CMRR e IMRR):

Para efeito de cálculo de ruído a tensão total


de ruído na saída (com CMRR e IMRR):

Fonte: Datasheet 3652 - Burr Brown

Os slides servem como roteiro de aula para o professor, contendo os principais tópicos que serão explorados durantes
as aulas. Podem também servir como roteiro de estudo, mas não substituem o livro texto. O livro texto: R. S.
Khandpur – Biomedical Instrumentation: Technology and Application, McGraw Hill, 2005, é o material didático
oficial da disciplina, juntamente com a bibliografia auxiliar informada.
10

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


Exercício 3 – Cálculo do ruído total do amplificador isolador
Considere o circuito de entrada para ECG com o amplificador isolador ISO121 e o
amplificador de instrumentação INA102, representado na figura. Determine o valor total do
ruído presente na saída do circuito para as seguintes condições de operação:
•Tensão na barreira de isolação (ISO121): 440 VRMS (@ 60 Hz)
•Tensão de modo comum (INA102): 10 VRMS (@ 60 Hz)

Características Técnicas INA 102: Características Técnicas ISO 121:


• Ganho: 1000 V/V • Ganho: 2 V/V
• Impedância de entrada: 10 GΩ • Impedância de entrada: 200 KΩ
• CMRR: 120 dB (@ 60 Hz) • IMRR: 115 dB (@ 60 Hz)
• Tensão de Ruído de entrada: • Tensão de Ruído de entrada:
• 1 μVpp (0,01 a 10 Hz) • 4 μV/√Hz
• 30 nV/√Hz (fo > 10 Hz) • Tensão de Ripple de Saída: 10 mVpp
• Banda Passante: fc= 300 Hz (devido ao chaveamento do ISO 121)
• Banda Passante: fc= 3 KHz

• Desprezar o ruído gerado pelas correntes das entradas, pelas resistências de


entrada (ruído térmico) e pela fonte isolada (PWS726A)

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


Exercício 3 – Cálculo do ruído total do amplificador isolador

C1=C2 = 0.001(1)

Ganho Total: 2000 V/V

Fonte: Datasheet ISO121 – Burr Brown

Os slides servem como roteiro de aula para o professor, contendo os principais tópicos que serão explorados durantes
as aulas. Podem também servir como roteiro de estudo, mas não substituem o livro texto. O livro texto: R. S.
Khandpur – Biomedical Instrumentation: Technology and Application, McGraw Hill, 2005, é o material didático
oficial da disciplina, juntamente com a bibliografia auxiliar informada.
11

Engenharia Biomédica - Profa. Dra. Maria Claudia F. Castro e Prof. Dr. Valter Fernandes Avelino

Instrum. Biomédica – Ruído Externo


Exercício 3 – Cálculo do ruído total do amplificador isolador
• O ruído total gerado na saída do circuito é calculado como a soma do ruído interno dos CI’s
(ruído branco e flicker) com os ruídos de CMRR, IMRR e de chaveamento do ISO121:

Os slides servem como roteiro de aula para o professor, contendo os principais tópicos que serão explorados durantes
as aulas. Podem também servir como roteiro de estudo, mas não substituem o livro texto. O livro texto: R. S.
Khandpur – Biomedical Instrumentation: Technology and Application, McGraw Hill, 2005, é o material didático
oficial da disciplina, juntamente com a bibliografia auxiliar informada.

Você também pode gostar