Você está na página 1de 12

Eletrônica Analógica

Alunos:
Fábio Luiz Monteiro de Carvalho Filho – 1919211
Kilder Andreson dos Santos Viana - 1717167

Fortaleza – Ceará
QUESTÃO 01

a)

Parâmetros de Projeto:

Vin,med = 13,5 [V]

∆Vin = ±1 [V]

Pnom = 0,5 [W]

Cálculos:

Vin,mín = Vin,med - ∆Vin = 12,5 [V]

Vin,máx = Vin,med + ∆Vin = 14,5 [V]

Vz = Vout = 11 [V]

Pnom = Vz x IL,máx -> IL,máx = 0,5/11 = 45 [mA]

VZ 11
Carga nominal – RL,mín = = = 244 [Ω]
I L, m á x 45 x 10−3

V ¿, m á x −V Z
I ¿Z ,m á x = ( Iz,mín + IL,máx ) x = 118 [mA]
V ¿,m í n−V Z

V ¿, m á x −V Z V ¿, m í n−V Z
≤ Rs ≤ -> Rs,mín = 29,66 [Ω] e -> Rs,máx = 33,14 [Ω]
I Z ,m á x I Z ,m í n + I L, má x

Adotando Rs = 33 [Ω] , temos:

2
( V ¿, máx−V Z )
PRs = = 0,371 [W]
RS

Logo, com os resultados dos cálculos acima, selecionamos os seguintes


componentes:

Diodo zener - 1N4741A, com potência máxima de 1,3 [W], que satisfaz a
¿
condição de IZ,máx > I Z ,máx , pois IZ,máx = PZ / VZ = 118,18 [mA] .

RS – Resistência de 33 [Ω] e 0,5 [W]


b)

Figura 1 - Tensão de saída do regulador para todos os casos


Figura 2 - Corrente no resistor, no zener e na carga para condição nominal e Vin,máx

Figura 3 - Corrente no resistor, no zener e na carga para 50% da carga nominal e Vin,máx
Figura 4 - Corrente no resistor, no zener e na carga para 25% da carga nominal e Vin,máx
Figura 5 - Corrente no resistor, no zener e na carga para condição nominal e Vin,mín

Figura 6 - Corrente no resistor, no zener e na carga para 50% da carga nominal e Vin,mín
Figura 7 - Corrente no resistor, no zener e na carga para 25% da carga nominal e Vin,mín
c)

Figura 8 - Curvas de rendimento em relação a tensão de entrada e a carga

Como podemos verificar nos gráficos de rendimento, esta grandeza


depende da tensão de entrada e da carga. Podemos concluir que, em relação a
carga, o rendimento é diretamente proporcional. Isso acontece, pois, partindo
do pressuposto que a tensão na carga não varia, ao aumentarmos a carga,
aumentamos a potência de saída e consequentemente, aumentamos o
rendimento. Por sua vez, o rendimento é inversamente proporcional a tensão
de entrada, visto que ao aumentarmos a tensão de entrada, aumentamos as
perdas causadas por RS. Finalmente, o ponto de máximo rendimento irá ocorrer
quando a tensão de entrada for mínima e a carga for nominal.

QUESTÃO 02:

Figura 9 - Topologia do regulador

a)

Figura 10 - Tensão de saída do regulador


Figura 11 - Tensão no capacitor

Como verificado, só foi mostrado um gráfico para tensão no regulador e


um gráfico para tensão no capacitor, mesmo considerando as 3 condições de
carga. Isso se dá pelo fato de que essas duas grandezas independem da
carga. No caso da tensão sobre o capacitor, essa depende apenas do circuito a
montante do mesmo. Já para a tensão do regulador, desde que seja garantido
que a corrente de zener esteja dentro das faixas de operação na região de
ruptura do mesmo, a tensão de regulação do mesmo será sempre constante,
em condições ideais.

Figura 12 - Corrente no zener para 25%, 50% e 100% da carga nominal, respectivamente
Verifica-se uma diminuição da corrente no zener de acordo com o
acréscimo de carga. Esse resultado é o esperado, visto que, partindo do
pressuposto que a corrente fornecida pela fonte é constante, ao aumentarmos
a corrente que atravessa a carga, diminuímos a corrente que atravessa o diodo
zener.

b)

Figura 13 - Corrente no primário do transformador

Não se faz necessário plotar as curvas de corrente dos enrolamentos do


secundário, pois serão idênticas as curvas de corrente diodos, pois o circuito
bobina-diodo está ligado em série, logo, assim como nos diodos, em cada
semiciclo da fonte uma bobina estará conduzindo corrente e a outra estará em
aberto.