Você está na página 1de 6

1. Na figura (1) estão representados três organismos e os respetivos sistemas digestivos.

1.1. Fazer a legenda


relativa aos números
dos esquemas A, B e
C.

1.2. A cada uma das


letras relativas aos
seres representados,
fazer corresponder o
número que indica o
tipo de digestão
realizado por esse
ser.

1 - Digestão 4- Digestão extracelular em sistema digestivo completo


intracelular 2 - 5 - Digestão extracelular em sistema digestivo incompleto
Digestão extracelular
3 - Digestão intracelular e
extracelular

1.3. Um tubo digestivo completo confere algumas vantagens aos animais que o possuem. Das afirmações que se
seguem, selecionar aquelas que correspondem a essas vantagens.
[A]. Os animais têm mais capacidade de procurar o alimento.
[B]. Pode ocorrer uma digestão sequencial ao longo dos vários órgãos digestivos.
[C]. Não é necessária uma grande diversidade de enzimas.
[D]. As enzimas são mais ativas e por isso a digestão é mais rápida.
[E]. Diversos alimentos podem experimentar diferente tipo de tratamento em vários
órgãos, ao mesmo tempo.

1.4. Na Minhoca e na Ave existe um verdadeiro "estômago


mecânico". 1.4.1-Referir a estrutura a que se refere esta
afirmação.
1.4.2- Explicar o significado desta expressão.

2. A figura representa a planaria e o respetivo sistema digestivo.


2.1. Referir como se designam as estruturas assinaladas pelos números 1 e 2?

2.2. Mencionar as funções das referidas estruturas.

2.3. Na planaria a ausência de sistema de transporte para os alimentos é compensada


por: [A]. uma cavidade muito simples só com uma abertura.
[B]. uma cavidade muito ramificada e espalhada por todo o organismo.
[C]. a existência de uma cavidade cheia de líquido entre o tubo digestivo e a parede do corpo.
[D]. uma superfície externa que permite trocas eficientes com o meio.

3. No quadro seguinte estão referenciados alguns animais e os dois tipos de sistemas digestivos.
ANIM TUBO DIGESTIVO INCOMPLETO TUBO DIGESTIVO COMPLETO
AL
Mosca X
Hidra X
Lombriga X
rã X
3.1. Completar o quadro colocando um X nas situações afirmativas.
3.1.1. Relativamente à mosca e à hidra, justificar a opção que efetuou.
4. A figura apresenta aspetos estruturais do intestino de Vertebrados.
Documento A : No Tubarão, o
alimento passa da faringe para
um esófago curto, que leva ao
estômago curvo, onde tem início
a digestão. A massa alimentar
passa para o intestino, onde há
uma estrutura denominada
válvula espiral. Ao que tudo
indica, a função da válvula
espiral é retardar o trânsito
dos alimentos, dando mais
tempo à
digestão, além de aumentar a área intestinal de absorção de nutrientes.

4.1. Referir como se designa as estruturas referidas pelos números 1 e 2.

4.2. Referir qual a importância da prega espiral do tubarão e das estruturas 1 e 2 presentes no intestino.

5. Na figura estão representados alguns


aspetos estruturais das vilosidades intestinais.
5.1. Fazer a legenda referente aos números
da figura.
5.2. Referir como se designa o fenómeno que
ocorre ao nível das vilosidades intestinais.
5.3. Referir a importância das estruturas
representadas por 7
5.4. É ao nível das vilosidades intestinais que
os nutrientes passam para o meio interno.
5.4.1. Refira três dos nutrientes que passam para o sangue.
5.4.2. Referir os nutrientes que passam para a linfa.

6. Das afirmações seguintes, selecionar a opção correta.


[A]. A digestão da sacarose é assegurada pela enzima contida na saliva.
[B]. A bílis contém uma lipase.
[C]. A bílis é lançada no estômago.
[D]. Nos carnívoros a celulose é digerida no intestino grosso.
[E]. A água começa a ser absorvida ao nível da boca.

7. Os herbívoros possuem o intestino muito longo e um apêndice cecal muito desenvolvido com bactérias que
digerem a celulose. Os carnívoros e os omnívoros são dotados de um intestino proporcionalmente menos comprido e
de um apêndice atrofiado. Relacionar estas diferenças estruturais com os respetivos regimes alimentares.
8. A figura (5) representa uma secção feita
ao nível do intestino delgado humano e uma
célula constituinte da parede desse
intestino.

8.1. Referir a região onde é possível


encontrar a célula representada em B.
8.2. Fazer corresponder aos números 1, 2
e 3 as respetivas designações.
8.3. As células representadas em B
possuem duas
particularidades relativas às
características da membrana externa e ao número de mitocôndrias. Relacionar cada uma destas características com
a função desempenhada por essas células.

9. Foi desenvolvida uma atividade experimental no sentido de investigar


a ação da bílis na atuação da lipase pancreática sobre os lípidos. O
gráfico da figura (6) representa os resultados obtidos.
9.1
9.2. Estabelecer uma relação entre a variação da quantidade de
glicerol e a ação da lipase pancreática.
9.3. Referir qual a importância da bílis na digestão dos lípidos.

10. No Egipto, muitos artefactos de pedra vendidos como sendo do


tempo dos faraós são falsificados. O processo de falsificação consiste
em esculpir pequenas pedras e misturá-las com a comida das galinhas. As pedras atravessam todo o tubo digestivo
da galinha, tendo depois o aspeto de objetos antigos e desgastados pelo uso. Esse processo de "envelhecimento"
mecânico deve-se à ação:
[A]. do bico [B]. da moela. [C]. do papo. [D]. do intestino.

11. Sobre dois vertebrados com tamanhos aproximadamente iguais, um herbívoro e outro carnívoro, fizeram-se
as seguintes afirmações:
I - O herbívoro apresenta intestino delgado proporcionalmente mais curto do que o do carnívoro.
II - O herbívoro possui microrganismos simbiontes no tubo digestivo, capazes de digerir celulose; tais
simbiontes estão ausentes nos carnívoros.
III - O cego dos carnívoros é mais curto do que o cego dos herbívoros.
Analisando estas afirmações, conclui-se que:
A - somente I é correta. D - somente II e III são corretas.
B - somente II é correta. E - I, II e III são corretas.
C - somente I e II são corretas.
12. Os esquemas da
figura
representam os
sistemas
digestivos de dois
vertebrados, A e
B.

12.1. Comparar os
hábitos
alimentares dos
animais
representados em
A e B.
12.2. A pança e o barrete são componentes do sistema digestivo do animal B que contêm microrganismos que
participam na digestão. Qual o número que assinala a pança?
12.3. Qual a importância dos microrganismos na digestão?
12.4. Identificar o número do componente do sistema digestivo do animal A que corresponde à moela.
12.4.1 Justificar a importância desse órgão na digestão.

13. As aves carnívoras apresentam, de um modo geral, algumas diferenças no tubo digestivo em relação às
aves granívoras. Mencionar duas dessas diferenças.
II
Na digestão intracelular, as células englobam, por endocitose, partículas alimentares, constituídas por moléculas
complexas que não transpõem a membrana através das vesículas endocíticas.

1. A um rato previamente sujeito a


jejum foi extraído pâncreas e cortado
em fatias finas que foram colocadas
num meio de cultura que continha um
aminoácido marcado radioactivamente:
a leucina tritiada. Após algum tempo de
exposição, fez-se a localização da
leucina radiativa nas células, tendo sido
o tecido seguidamente transferido
para um meio de cultura contendo
leucina não radioativa. Periodicamente
foram realizados novos testes para
localização de sinais de radioatividade.

1.1- Após 5 minutos de permanência das


células no meio de cultura com leucina
tritiada, foi detetada radioatividade ao nível do RER. Que lhe sugere este facto?

1.2- 15 minutos após o início do fornecimento da leucina, a radioatividade localiza-se no RER, na proximidade do
complexo de Golgi. Que lhe sugere este facto?

1.3- Após 20 minutos, as proteínas radioativas localizam-se nos sáculos golgianos. Após 60 minutos, apenas se
observa radioatividade nas vesículas que se formam na periferia dos mesmos. 4 horas depois a radiatividade só é
detetada no exterior. Que te sugerem estes factos?
1.4- Os lisossomas: formam-se a partir do complexo de Golgi e contêm enzimas hidrolíticas; podem unir-se a
vesículas endocíticas ou fagocíticas originando vacúolos digestivos; participam em fenómenos de autofagia,
originando vacúolos autofágicos. Explicar a função e importância dos lisossomas.