Você está na página 1de 238

JORNAL CINFORMONLINE EDIÇÃO 1935 | ANO 38 |11/5/2020

A NOVA ERA DA NOTÍCIA

POLÍTICA

Eu gostaria de saber como a Unimed Sergipe


deve R$ 130 milhões à Prefeitura e Edvaldo
Nogueira faz um acordo de R$ 3 milhões

NELSON ARAÚJO
DENUNCIA MALVERSAÇÃO
DE RECURSOS EM SERGIPE
ACESSE P. 26

MUNICÍPIOS RECEBEM RECURSOS


DESTINADOS À ASSISTÊNCIA SOCIAL
O dinheiro é referente aos
meses de abril, maio e junho
ACESSE P. 134
A NOVA ERA DA NOTÍCIAS

IMPORTANTE
Para ler e navegar melhor no seu
jornal CINFORMONLINE digital, instale
a versão gratuita do Adobe Acrobat Reader,
acessando o Play store ou Apple store
do seu celular, table ou computador.

TOQUE NOS ÍCONES ABAIXO E FAÇA O DOWNLOAD

Receba o seu jornal CinformOline


digital GRÁTIS toda semana através
do WhatsApp, às segundas-feiras

CLIQUE AQUI E
CADASTRE-SE
ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 2
A NOVA ERA DA NOTÍCIA

ÍNDICE t ÍNDICE CADERNO 1


TOQUE E ACESSE

OPINIÃO
EDITORIAL –
“Não se ponha o sol sobre a vossa ira” 7

CINFORMANDO – “Lockdown
do poder” silencioso, coronavírus infecta
diversas autoridades sergipanas 11

POLÍTICA
Nelson Araújo, pioneiro no
combate à corrupção em
Sergipe, volta ao cenário político 26

PANORAMA –
Sergipe sobe no ranking 37

GERAL
Fecomércio-SE lança a Central
de Atendimento ao Empresário 46

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 3


As pequenas supermães
campeãs do mundo 49

Empreendedores criam
estratégias para driblar a crise 55

Projeto “Em Casa” apresenta


resultados positivos 63

Cohidro aumenta rigor na prevenção


ao contágio do coronavírus 67

Governo propõe acolhimento de 78 mil


moradores de rua pelos municípios 75

Contratação imediata Prefeitura de Aracaju


faz nova convocação do PSS da Saúde 78

PROPAGANDA & NEGÓCIOS


Resetem tudo: o mundo está
contaminado e estranho 82

OFICINA DE ADVOCACIA
As relações trabalhistas em tempos
da pandemia do coronavirus 94

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 4


MEDIAÇÃO & ARBITRAGEM
Renegociando a vida em tempos de pandemia 100

ESPAÇO LITERÁRIO
Memórias... - Parte III -
“Dos encontros às saudades...” 109

LI E RECOMENDO
Escravidão 114

ESPÇO REFLEXÃO
Meditação sobre o amor 118

POLITICANDO/SE
A pior ditadura é a do poder judiciário. STF e
governadores juntos querem destruir o Brasil! 123

ANUNCIE
AQUI

CONTATE SUA AGÊNCIA DE PUBLICIDADE OU


TOQUE u E FALE COM OS NOSSOS CONSULTORES
uElenaldo Santana (79) 99949-9262
uEmail: comercial@cinform.com.br

SE PREFERIR, FALE DIRETAMENTE


COM O CINFORM SOLICITANDO UMA VISITA
(79) 3304-5414
ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020- 5
ÍNDICE GERAL t
TOQUE E ACESSE

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 6


OPINIÃO 1/4

EDITORIAL

“NÃO SE PONHA
O SOL SOBRE A
VOSSA IRA”
A Bíblia, livro sagrado dos cristãos, cuja
primeira parte, o Velho Testamento é também
base teológica para judeus e muçulmanos,
deixa uma lição prática de humildade, quando
ensina que a ira do ser humano jamais deve
ultrapassar cada pôr de sol.

Se essa lição do apóstolo Paulo fosse


apreendida pelos homens e mulheres deste
país, tudo se tornaria menos complicado,
porque o perdão pairaria sobre os corações
inflamados desses brasileiros, de sangue
tão quente, para questionar tolices, mas tão
frio para reagir às afrontas mais sérias e que
abalam as bases da república.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 7


OPINIÃO EDITORIAL 2/4

Em outra parte do mesmo livro,


reconhecido como o mais lido no mundo,
diz, lá nos Provérbios de Salomão, que
“a resposta branda desvia o furor, mas
a palavra dura suscita a ira. A língua dos
sábios adorna a sabedoria, mas a boca dos
tolos derrama a estultícia”. Estultícia é a
mesma coisa que estupidez, asneira.

O recurso a essa simplória exegese bíblica


é motivado pelas ações que sempre parecem
precipitadas do presidente do Brasil. É de
se imaginar que, sendo ele um seguidor da
doutrina bíblica, que, por princípio, deveria
trilhar por esses aconselhamentos, por que
está sempre disparando palavras que o levam
ao arrependimento, antes mesmo que se
ponha o sol nosso de cada dia?

Do mesmo jeito que o Presidente se


arrepende, até se humilha, o que é notável,
bem que poderia, antes de recorrer a
Salomão, observar os ensinamentos que
Paulo destinou aos efésios, e controlar o
ímpeto, o furor, a língua.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 8


OPINIÃO EDITORIAL 3/4

A resposta branda desvia o furor, mas a


palavra dura suscita a ira. A língua dos
sábios adorna a sabedoria, mas a boca
dos tolos derrama a estultícia”

Os brasileiros sofrem, por décadas –


“Que seres infelizes são os homens! Eles
constantemente oscilam entre falsas
esperanças e ridículos temores...” – deixando de
se amparar na razão para construir monstros e
fantasmas, numa guerra fratricida com reflexos
numa séria briga institucional no País.

Voltando ao homem: se este presidente


deixasse de lado essas insensatas
pendengas de políticos ordinários, como
bem os classificava o último caudilho
brasileiro, o imortal Brizola, e utilizasse
a razão, certamente iria unir-se em torno
daquele meio esquecido ideário de “Brasil
acima de tudo e Deus acima de todos”, que
lhe foi tão prodigioso na campanha que o
levou à presidência.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 9


OPINIÃO EDITORIAL 4/4

As forças que, há várias décadas, exercem


o controle do Estado brasileiro, estão unidas
mais do que nunca, sobrepõem-se a todos
os presidentes que sucederam a Sarney,
e estabelecem o status quo definidor do
comportamento dos que têm assento
permanente à mesa do poder. Quem chega de
fora, e tenta modificar esse establishment unido
e ardiloso, certamente quebra a cara. Esse
novato não pode tergiversar, porque os juízes de
plantão esgrimem a própria Bíblia e bradam “os
que sem lei pecarem, sem lei perecerão”.

No caso atual, além de desafiar esses


dominantes da arena política, o presidente, que
deveria amparar-se mais na razão, para reinar
com sabedoria, tropeça incontinenti na língua,
e não aparece um pastor evangélico que seja,
para lhe indicar a “porta estreita” da humildade
e da fé, “que levam à vida”.

Quando tudo isto acabar, todos haverão


de ver quem vai mesmo exultar nos
braços do povo, porque, diz o Senhor dos
Exércitos: “minha é a vitória”!

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 10


OPINIÃO 1/15

Habacuque Villacorte
CINFORMANDO

“LOCKDOWN DO PODER”
SILENCIOSO,
CORONAVÍRUS
INFECTA DIVERSAS
AUTORIDADES
SERGIPANAS
Por HABACUQUE VILLACORTE | habacuquevillacorte@gmail.com

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 11


OPINIÃO CINFORMANDO 2/15

Em meados de março, ainda no aniversário de


Aracaju, quando foram decretadas as primeiras
medidas de isolamento social para o combate à
pandemia do novo coronavírus, não se imaginava
o quão devastador seria esse momento, e por
quanto tempo ele persistiria. Quase dois meses
depois, os sergipanos seguem cada vez mais
“ilhados” e temerosos, e o “pico” tão propagado
lá atrás, parece se aproximar cada vez mais da
“terra dos Cajus”. Até o fechamento dessa coluna
os números de infectados já beiravam os 1,6 mil.

Sob pressão de alguns setores da saúde e


da imprensa por um “lockdown” em Sergipe, o
governo nega, mas segue, através de decretos,
mantendo algumas medidas de isolamento.
Há uma preocupação muito forte do ponto
de vista econômico, com o número de
novos desempregados e o fechamento dos
postos de trabalho; a arrecadação do Estado
“desabou” nesse período e não fosse a ajuda
do governo de Jair Bolsonaro, o “colapso
financeiro” já estaria configurado.

Mas outra grande preocupação está em torno

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 12


OPINIÃO CINFORMANDO 3/15

do crescimento do número de infectados e,


infelizmente, dos óbitos que começam a crescer
em Sergipe por conta da COVID-19. Um vírus
que sofre diversas mutações e que não escolhe
classe social, ou seja, tanto o pobre eternamente
esquecido na periferia quanto o rico das coberturas
e mansões estão à mercê do Corona. Nem as
autoridades constituídas escaparam do vírus, que
atua silenciosamente e que não deve ser ignorado.

Estão confirmados com a COVID-19 o


presidente da Assembleia Legislativa, deputado
estadual Luciano Bispo; o líder do governo
na Alese, deputado Zezinho Sobral; o diretor
geral da Casa, Roberto Bispo; o secretário-
geral e o subsecretário-geral da Mesa
Diretora, Deoclécio Vieira e Igor Albuquerque,
respectivamente; além de outros servidores
do Poder; também foram confirmados o
secretário geral do Estado de governo, José
Carlos Felizola; a diretora regional do Senac
(filha do governador), Priscila Felizola; a vice-
governadora Eliane Aquino e outros familiares;

Também ao longo da última semana foram

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 13


OPINIÃO CINFORMANDO 4/15

confirmados com coronavírus o procurador-geral


do Estado, Vinícius Thiago Oliveira; e a delegada-
geral da Polícia Civil, Katarina Feitosa. Em
síntese, a Covid-19 atingiu o “coração do Poder”
sergipano, ainda sob o risco de se manifestar
ainda mais. É bem verdade que todos os casos
citados estão em quarentena total, sob cuidados
médicos e completamente assintomáticos. Mas
é a prova que o vírus não pode ser desprezado.

Só nos resta torcer pela recuperação de todos


os sergipanos e esperar que logo a Covid-19
seja apenas uma triste lembrança da história da
humanidade, uma “página virada” e celebrada
com o fim do isolamento social, com a reabertura
do comércio e a retomada da geração do
emprego no País. Que também sirva para uma
grande reflexão, para aqueles que representam a
maior expressão de Poder: um “inimigo invisível”,
bem pequeno, pode ser mais perigoso e fatal que
um “exército de seguidores”...

Servidores da Alese
A boa notícia é que todos os casos de
infectados na Assembleia Legislativa estão

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 14


OPINIÃO CINFORMANDO 5/15

assintomáticos, continuam em quarentena e,


ao longo dessa semana, serão examinados e
possivelmente liberados do confinamento. Este
colunista, que é servidor do Poder, torce pela
recuperação de todos, o mais rápido possível.

Veja essa!
Diante da queda brusca da arrecadação do
sistema de transporte coletivo por conta das
regras de isolamento social e da exigência das
autoridades para que a frota de veículos não
seja reduzida, a coluna recebeu a informação
que até o final da próxima semana Aracaju terá
empresa de transporte coletivo suspendendo
suas atividades.

E essa!
A informação é que a arrecadação do sistema
caiu a 25% e que só as despesas de custo
fixo como mão de obra e diesel superam os
50%, ou seja, a “conta não fecha”, os prejuízos
são cumulativos e o sistema que já não era
“saudável” está a beira do caos. Ou seja, se
a PMA não agir rápido, a cidade pode ficar
desassistida do serviço...

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 15


OPINIÃO CINFORMANDO 6/15

Cadê tu, galeguinho?


Vale lembrar também que o “galeguinho”
Belivaldo Chagas, assim como o prefeito Edvaldo
Nogueira, precisam apresentar rapidamente
um plano de contingência, caso o serviço de
transporte coletivo seja paralisado, para não
interferir também na prestação dos serviços dos
profissionais de saúde nos hospitais públicos,
nas UPAS e nos postos de saúde.

Exclusiva!
Chega a coluna a denúncia de funcionários
da empresa Reviver, responsável pela
manutenção dos presídios sergipanos, de que
os trabalhadores do Complexo Penitenciário
Antônio Jacinto Filho, no Santa Maria,
estão assinando o recebimento de EPIs
(Equipamentos de Proteção Individual) sem
estarem devidamente protegidos da COVID-19.

Bomba!
A denúncia é que diversos membros do
corpo técnico que assiste aquela unidade
prisional estão se afastando, apresentando
atestados de saúde, já pela quantidade de

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 16


OPINIÃO CINFORMANDO 7/15

trabalhadores e internos infectados com o


coronavírus. Essa semana, inclusive, houve
um princípio de rebelião na unidade. A
situação está muito complicada por lá...

Garis da TORRE
Este colunista também recebeu a informação
que alguns garis da empresa TORRE, que
prestam o serviço de coleta para a Prefeitura de
Aracaju, teriam sido infectados pelo coronavírus
e teriam sido afastados de suas atividades. Os
demais garis temem pela doença e exigem que
a empresa realize os testes necessários...

Chama o Samu I
Servidores da Saúde de Sergipe procuraram
este colunista com uma indagação: se as
viaturas do SAMU estão cobertas por seguros,
por que quando elas sofrem alguma colisão, as
ambulâncias não são entregues à seguradora e
acabam sendo encaminhadas para uma oficina?

Chama o Samu II
Como perguntar não ofende, recentemente uma
ambulância de Poço Redondo esteve envolvida

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 17


OPINIÃO CINFORMANDO 8/15

em um acidente, e para que oficina ela foi


direcionada? Por que a viatura que tem seguro é
sempre direcionada para a mesma oficina? Com
a palavra a Saúde do Estado de Sergipe...

Alô CMA!
Em dezembro passado, sob a alegação que
precisava estruturar o quadro de servidores
para a realização de um concurso público, o
presidente da Câmara Municipal de Aracaju
(CMA), Josenito Vitale (PSD), o “Nitinho”,
exonerou diversos comissionados, conforme
publicação no Diário Oficial.

Alô MPE!
A coluna está sendo procurada por alguns ex-
servidores da Câmara Municipal, que já estão
fora do Poder desde o início do ano, e que não
conseguiram ter acesso ao auxílio emergencial de
R$ 600, pago pelo governo federal neste período
de pandemia por conta do novo coronavírus.

Isso pode, Arnaldo?


A informação é que no cruzamento de
dados, ainda consta que os servidores estão

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 18


OPINIÃO CINFORMANDO 9/15

vinculados à Câmara Municipal de Aracaju,


ou seja, a “Casa das Leis” não “deu baixa” nas
exonerações e esses trabalhadores ficaram
prejudicados, porque além do emprego
perdido, também não tiveram acesso ao
auxílio. O caso será tratado judicialmente e
alguns especialistas avisam: isso é caso de
possível improbidade administrativa! Eita lê lê!

Prefeito desiste
Em sua live de prestação de contas para
a sociedade de Carmópolis, essa semana,
o prefeito Beto Caju confirmou que não
disputará a reeleição em 2020. Lamentou
que seus adversários, em um momento de
pandemia, onde muitas vidas estão sendo
ceifadas, só estejam pensando em política e
eleição. “São gulosos pelo Poder. É uma sede
pelo Poder impressionante”.

Recursos para Carmópolis


Na oportunidade, Beto Caju agradeceu ao
deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) que
destinou R$ 100 mil em emendas para o
município, mas ressaltou que pela votação

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 19


OPINIÃO CINFORMANDO 10/15

que Mitidieri teve na cidade poderia ter


ajudado muito mais. “Para outros municípios
o deputado destinou R$ 500 mil, R$ 600 mil.
Eu agradeço a ajuda, mas acho que ele poderia
fazer mais por Carmópolis”.

Décio na área
Com a desistência de Beto Caju da disputa em
Carmópolis, quem tem tudo para ser o pré-
candidato a prefeito do grupo liderado pelo ex-
deputado André Moura é o ex-vereador Décio
Neto (PSC), que enquanto esteve secretário
municipal procurou atender às determinações
do prefeito. Se o Beto realmente não for para
a disputa, Décio tem a simpatia do grupo
e de André para ser o nome indicado pelo
agrupamento.

Olha o Banese!
Um leitor da coluna denuncia: essa semana
três caixas eletrônicos da agência do Banese
no Conjunto Augusto Franco (que só faz o
autoatendimento) estavam sem funcionar.
Assim, “tio Fernando”, fica difícil de defender o
“Banco dos Sergipanos”...

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 20


OPINIÃO CINFORMANDO 11/15

Falando nele
Nos últimos meses o Banese está sendo alvo
de investigações, denúncias graves e sempre é
notícia negativa na imprensa livre, por alguma
atrapalhada do atual comando do Banco. Agora
mais uma, alguns empresários por conta da
pandemia estão precisando antecipar o que
vendeu no Banese Card e o que era normal fazer,
em pleno período de crise está sendo dificultado.
Queríamos ouvir a assessoria de imprensa do
Banese Card. É mentira dos empresários?

E os R$ 500 milhões?
Outra queixa da classe empresarial é a
dificuldade em receber o que o governador
anunciou, R$ 500 milhões para micro e
pequenas empresas pelo Banese. O que
corre entre os próprios funcionários é que a
proposta quando chega ao CPD do Banese
vai para “gaveta”. A assessoria de imprensa
poderia informar dos R$ 500 milhões
divulgados por Belivaldo, quanto já foi
liberado para os empresários? A sociedade
pede uma resposta objetiva do Banco sem
arrodeio. Galeguinho, todos esperam um

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 21


OPINIÃO CINFORMANDO 12/15

suspiro do senhor em relação ao Banese.


Será que o objetivo de “tio Fernando” é
sepultar o Banco?

Banese “mascarado” I
O assunto dessa semana foi a notícia
que o grupo Banese doou 420 mil
máscaras. A finalidade é nobre e chega
no momento certo. Como é “bonzinho”
esse Tio Fernando! Devia agradecer aos
servidores públicos que bancaram, direta
ou indiretamente, essa “atitude nobre”,
pois estão pagando uma “fortuna” para
pausarem os seus empréstimos.

Banese “mascarado” II
Tem servidor que para pausar três parcelas, o
banco aumentou mais de 14. Parece absurdo,
mas é realidade. Então, a coluna faz justiça e
reconhece o sofrimento dos servidores que
estão sem aumento e tendo que passar por essa
“pegadinha” do Banese. Em breve “máscaras”
vão cair! Galeguinho, o tempo está passando e
nada muda no Banco! Só “velhas ideias” para
“problemas modernos”. Se ajeite, homem...

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 22


OPINIÃO CINFORMANDO 13/15

João Gomes Barreto I


A semana em Sergipe começa um pouco mais
triste com o falecimento do homem público
João Gomes Cardoso Barreto, que faleceu
aos 90 anos, no sábado (9). Ao longo de sua
trajetória, ele exerceu diversos cargos, como
secretário de Estado de vários governos. Amigo
fiel e homem da confiança do ex-governador
João Alves Filho. Neste caso a admiração entre
os dois sempre foi mútua! Acompanhou o
“negão” até em sua passagem pelo Ministério
do Interior e foi condecorado pelo ex-
presidente da República, José Sarney.

João Gomes Barreto II


Além de João Alves, foi auxiliar nos
governos de José Rollemberg Leite, Arnaldo
Garcez, Leandro Maciel, Luiz Garcia, Seixas
Dória, Celso de Carvalho, Lourival Baptista,
Paulo Barreto de Menezes, Augusto Franco
e Antônio Carlos Valadares. A coluna
externa os sentimentos de pesar a todos
os amigos e familiares, por esta relevante
perda, de tão relevante figura pública da
história política de Sergipe.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 23


OPINIÃO CINFORMANDO 14/15

Betão na Bronca!
“Após fazer crítica ao prefeito por não
firmar convênio com o hospital Senhor dos
Passos nesse momento tão delicado que
população está passando, precisando do
sistema público de Saúde, ele me bloqueou
no seu Instagram de forma antidemocrática.
O prefeito foge do diálogo, mesmo quando
apresentamos soluções para melhorar a
qualidade do sistema público de Saúde que
está um caos com filha dele a frente desta
pasta”. O desabafo é do pré-candidato a
prefeito de São Cristóvão, Betão do Povo,
furioso com o prefeito Marcos Santana.

“Saia do conforto”
Em seguida, “Betão do Povo” ainda desafiou
o gestor dizendo que “Prefeito! Saia do
discurso, seja democrático, aceite críticas e
sugestões com intuito de melhorar a saúde
nesse momento que estamos passando por
causa da COVID-19. E não confunda oposição
com ‘ser contra’. Eu sou oposição, mas torço
para o avanço de São Cristóvão e já te elogiei
diversas vezes em entrevistas e, dessa

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 24


OPINIÃO CINFORMANDO 15/15

forma, continuarei fiscalizando, criticando e


elogiando quando for necessário”.

Propriá pegando fogo


Durante a realização do programa “Propriá em
Pauta”, o Presidente da Câmara de Vereadores,
vereador Aelson Santos (PSD), pré-candidato
a prefeito da cidade ribeirinha, “alfinetou” o
ex-secretário de Estado da Saúde, Valberto
Oliveira, que se afastou do cargo para também
disputar a Prefeitura de Propriá.

Fogo cruzado
“Ele (Valberto) abandonou o cargo no momento
em que o Estado, o nosso povo mais precisava.
Trocando o juramento por um projeto pessoal”,
lamentou o presidente da Câmara, que é o pré-
candidato do deputado federal Fábio Mitidieri,
contra o também governista Valberto. E o
“galeguinho” Belivaldo Chagas no meio desse
“fogo cruzado” terá que escolher um palanque
em Propriá. Essa disputa promete...

CRÍTICAS E SUGESTÕES
habacuquevillacorte@gmail.com e
habacuquevillacorte@hotmail.com

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 25


1/11

POLÍTICA

NELSON ARAÚJO,
PIONEIRO NO COMBATE
À CORRUPÇÃO EM
SERGIPE, VOLTA AO
CENÁRIO POLÍTICO
lGoverno arrecada 10, 12 milhões
por ano, para serem gastos em
sinalização e educação de trânsito

Polêmico, sem papas na língua, com


discurso afiado e sempre pautado por
farta documentação, o ex-deputado Nelson
Araújo, um dos parlamentares mais votados
em Sergipe na década de 80 pretende
voltar ativamente ao cenário político como
vereador da Câmara Municipal de Aracaju

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 26


POLÍTICA DENÚNCIA 2/11
FOTOS DIVULGAÇÃO

agora em 2021, caso


saia vencedor no
pleito de 2020.

Para tal feito, Nelson


Araújo conta com
um histórico político
repleto de episódios
combativos. Como a
própria prisão em 80,
em plena ditadura,
ao sair em defesa da população propriaense
(município de Propriá) numa ocasião em que
policiais militares ameaçavam civis. E acumula
ideias, ditas à época como ousadas demais,
que posteriormente foram implementadas por
outros políticos; como as ciclovias em Aracaju
e a possibilidade de a cidade ter nesta opção
mais modelo inovador de meio de transporte.

POLÍTICA DESDE A INFÂNCIA


Nascido em Riachão do Dantas, numa
família muito humilde, ainda menino
muito novo, com 5 anos, o ex-deputado
acompanhava o pai nos comícios políticos

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 27


POLÍTICA DENÚNCIA 3/11

na região e redondezas e se apaixonou


pela política. As lembranças de criança,
do sofrimento do povo, ficaram marcadas
na memória dele não só durante o final da
infância e adolescência, mas também no
período em que Nelson Araújo morou em
São Paulo para estudar e trabalhar, até
finalmente retornar a Sergipe.

Porém, a luta contra a corrupção por


meio de denúncias veiculadas na mídia
e fartamente documentadas com provas
jurídicas é o que faz de Nelson Araújo
hoje uma das figuras mais conhecidas e
prestigiadas no Estado. Papel que o deixa
lisonjeiro. “Continuo denunciando porque
alguém precisa fazer essa tarefa e zelar pelo
patrimônio público, que é nosso, do povo. E
as pessoas não se atentam para isso. Quer
exemplos?”, indaga e também responde
Nelson Araújo.

MALVERSAÇÃO DO ERÁRIO
“Veja, o Governo, por intermédio do
Detran, arrecada cerca de 10, 12 milhões

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 28


POLÍTICA DENÚNCIA 4/11

ano. O art. 320 do


Código de Trânsito
estipula que este
dinheiro seja gasto
com sinalização e
educação de trânsito.
Aqui em Sergipe,
exceto a rodovia
Lagarto/Simão Dias,
todas as demais
estão um caos, não há
sinalização. A rodovia que vai para Tobias
Barreto está uma tragédia. E ninguém
questiona para onde vão esses milhões”.

“Outro exemplo. Existe um povoado aqui


em Riachão do Dantas pequenino, humilde,
chamado Fazenda de Cima, que foi - há mais
ou menos três anos - colocado num projeto
governamental para receber poços artesianos.
O preço total do projeto ficou em 400, 500
mil. As obras se iniciaram, ficaram prontas e o
tempo passou. Mas a água não veio. Até hoje os
moradores de lá continuam bebendo lama. Em
nosso estado existem dezenas dessas situações

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 29


POLÍTICA DENÚNCIA 5/11

porque não existe uma


Secretaria de Estado
da Agricultura atuante,
empenhada em ajudar a
solucionar os problemas
dos nossos pequenos
agricultores”, explicita.

AGRICULTURA
SEM PROJETOS
E continua: “Não
temos uma Secretaria atuante e com
projetos. Alagoas hoje está bem mais
desenvolvida que Sergipe. Cadê o nosso
projeto para o Canal de Xingó? Não existe”.

E relata: “Recentemente o Belivaldo


anunciou um fundo de auxílio aos pequenos
produtores e agricultores familiares. Mas,
para receber o dinheiro é necessário ter
projetos. Quem vive de agricultura familiar
muitas das vezes mal sabe escrever, como
irão confecionar projetos? Escrevê-los?
Cadê o Sebrae e a Indagro que não veem
essa dificuldade de quem produz?”.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 30


POLÍTICA DENÚNCIA 6/11

JOVENS SEM OPORTUNIDADES


Nessas andanças pelo Estado de
Sergipe e de tanto ouvir o clamor popular,
Nelson Araújo trafega muitíssimo bem por
qualquer área, qualquer assunto. De fala
firme, porém calma, ele vai discorrendo
acerca dos problemas, um a um.

“Aqui em Riachão temos uma associação.


E conseguimos reuniar numa lista alguns
jovens, 33 ao todo, que gostariam de fazer o
curso de solda elétrica. Procuramos o Senai.
Nos disseram que não era lá, era no Senac.
Procuramos. Não fomos atendidos. Ficou-se
nesse jogo de empurra-empurra. E nisso o
tempo vai passando, e os jovens precisando
de ocupação, de renda. Aí, quando caem nas
drogas, no crime, a sociedade se questiona
do porquê isso ocorreu. O porquê está aí. O
governo não dá oportunidades”.

UNIMED DEVE R$130 MILHÕES


Filho de Sergipe, bacharel em Direito, ex-
deputado estadual e com experiência na área
empresarial, Nelson Araújo vê a suspeição de

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 31


POLÍTICA DENÚNCIA 7/11

contratos licitatórios nos


governos (municipal,
estadual, federal), a
corrupção ativa e passiva
e a malversação do
erário como os maiores
entraves a emperrar o
crescimento econômico
de Sergipe e do país. E
aponta a fiscalização
continua desse erário -
em todas as áreas - como solução.

“Eu gostaria de saber como pode a Unimed


Sergipe ter uma dívida de R$ 130 milhões
com a Prefeitura e Edvaldo Nogueira fazer
um acordo de apenas R$ 3 milhões com essa
empresa. Uma dívida de R$ 130 milhões agora
é paga com apenas R$ 3 milhões? Isso é certo?
O município realmente vai deixar de arrecadar
todo esse dinheiro que lhe é de direito?”,
questiona Nelson Araújo.

DENÚNCIA-ISES COMPROVADA PELA PF


E esses são alguns dos poucos exemplos

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 32


POLÍTICA DENÚNCIA 8/11

recentes relatados pelo ex-deputado nos minutos


iniciais da entrevista. Porque ele enumera
denúncias, algumas famosas, que começaram
a ser desbaratadas por ele em investigações
pessoais e viraram casos de sucesso de
operações da Polícia Federal envolvendo o aparato
policial até de outros estados.

“Fui o primeiro a denunciar a ONG Isis na


mídia sergipana, inclusive no CINFORM, por
umas quatro vezes. Eu descobri que esta
ONG, com sede principal na Bahia, tinha
contratos muito suspeitos em nosso Sergipe
e não prestava serviços como diziam que
prestavam. Denunciei, era um rombo de
milhões, e fui até taxado de louco à época. O
tempo passou e a PF descobriu o que eu tinha
denunciado era verdade”. O dossiê completo
da historiografia da Oscip Ises foi entregue
ao CINFORM, e publicizado neste jornal, por
duas vezes consecutivas: 2010, 2014. Só para
se ter uma ideia da gravidade do problema,
um dos contratos da ISES com o município de
Riachão do Dantas, conforme documentação
do Tribunal de Contas do Estado de Sergipe

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 33


POLÍTICA DENÚNCIA 9/11

(TCE), foi orçado em R$ 7.260.400,00


milhões. Essa Oscip veio da Bahia para
Sergipe em 2009. Dez anos depois, em 15 de
fevereiro de 2019, a PF cumpria mandados
e decobrira a verdadeira face dessa Oscip já
denunciada por Nelson Araújo.

PRÉ-CANDIDATO A VEREADOR
Numa batalha árdua travada contra
a corrupção, Nelson Araújo frisa que o
esquecimento e a falta de cobrança pela
sociedade dos casos de suspeição propicia
a continuidade dos erros anos a fio. “Sei que
lutar e denunciar cansa. Tem gente que acha
chato e difícil estar sempre cobrando. E não é
fácil mesmo, confesso. Mas se nós, povo, não
o fizermos, quem o fará? O dinheiro é nosso.
Não é do governo. O governantes apenas
administram o nosso dinheiro, dinheiro do povo
sergipano. Sei que o brasileiro infelizmente
têm o péssimo hábito de não gostar de política.
Porém, somente a prática diária da política
pode corrigir estes erros e combater injustiças.
E é por isso que eu quero voltar ativamente ao
cenário político de Sergipe”, argumenta.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 34


POLÍTICA DENÚNCIA 10/11

Pré-candidato ao cargo de vereador na Câmara


Municipal de Aracaju pelo DC neste pleito de
2020, o ex-deputado estadual por quatro vezes,
três como suplente e uma como titular, e um
dos parlamentares mais votados de Sergipe,
Nelson Araújo quer, caso eleito, “passar um pente
fino” nos processos licitatórios celebrados pela
Prefeitura Municipal de Aracaju - PMA.

O DC é um partido com independência e


sem ter envolvimento em nenhum escândalo
de corrupção, apesar de caminhar para os
75 anos de Brasil. É um partido defensor
da Família e da Constituição Brasileira,
tendo como presidente nacional o deputado
constituinte José Mário Eymael.

SERGIPE SEM TRANSPARÊNCIA


“O cidadão tem o direito de saber para onde
está indo o dinheiro. Penso que os gestores
deveriam seguir à risca o estabelecido pela Lei
Federal da Transparência, esmiuçar centavo
por centavo dos gastos públicos e publicizá-
los à população em tempo real nos Portais
da Transparência”, detalha. E continua: “Mas

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 35


POLÍTICA DENÚNCIA 11/11

transparência não é o forte de nosso Estado.


Porque os órgãos fiscalizadores não dispobilizam
ao cidadão as informações pedidas da maneira
adequada. Quando se solicita um dado quase
sempre há atrasos absurdos e desculpas. Quer
um exemplo? Eu solicitei ao Tribunal de Contas
do Estado de Sergipe (TCE) dados da Assembleia
Legislativa do Estado de Sergipe referentes à
gestão da ex-deputada Angélica Guimarães,
acerca de inúmeros gastos com passagens e
eu não obtive respostas. E esse é um exemplo
mínimo da Alese. Até hoje a população
desconhece os motivos daquela reforma da
fachada tão desnecessária e com gastos tão
exorbitantes. Desconhecemos também os
motivos de tantos cargos em comissão, de tanto
dinheiro ali desperdiçado”, analisa.

E discorre: “Nem TCE, nem Alese, nem Ministério


Público conseguem cumprir a lei federal da
Transparência. Não fiscalizam a contento, não
publicizam gastos, e quem comanda estes
órgãos ainda se acha no direito de se enfurecer
(pasmem) quando se é cobrado. Como se o
dinheiro fosse deles, e não nosso, do povo”.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 36


POLÍTICA 1/7

André Barros
PANORAMA

SERGIPE SOBE
NO RANKING
O Estado de Sergipe foi classificado
como ‘Bom’ no nível de transparência das
informações referentes as ações da Covid-19,
segundo pesquisa divulgada pela ONG Open
Knowledge Brasil, numa prova de que o governo
do Estado tem priorizado a transparência
com os recursos públicos utilizados no
enfrentamento ao novo coronavírus.

A organização avalia semanalmente a qualidade


das informações sobre a doença divulgadas
pelos estados brasileiros. Após semanas em

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 37


POLÍTICA 2/7

evolução, Sergipe cresceu 15 pontos na última


avalição, divulgada em 7 de maio, e ocupa a 12ª
classificação do ranking nacional.

O Índice de Transparência da Covid-19


elaborado pela Organização usa como
parâmetros o conteúdo, o detalhamento e
o formato das informações divulgadas. Ela
estabeleceu critérios que avalia de zero a
100 pontos. Sergipe possui hoje pontuação
60 que equivale a ‘Bom’. Os níveis de
transparências são descritos por Alto, Bom,
Média, Baixo e Opaco.

PANDEMIA X ECONOMIA
O ex-ministro e deputado federal Osmar
Terra participou de uma videoconferência
realizada por entidades empresariais
sergipanas para falar sobre formas de
combate ao coronavírus. Crítico contumaz
da tática de isolamento adotada no País,
foi taxativo: “A quarentena vai quebrar a
economia e não tem eficácia nenhuma
contra a pandemia”. Para Osmar Terra,
a maneira que está sendo conduzido o

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 38


POLÍTICA 3/7

combate ao vírus é equivocada. Ele entende


que faltam informações científicas que
comprovem a efetividade da quarentena
ou do lockdown – que é quando se fecham
totalmente as empresas e se proíbe a
circulação de pessoas. “Não sabem que é
muito mais fácil de se contaminar dentro
de casa do que fora. Todos os países que
tomaram essa decisão radical tiveram um
resultado horroroso”, defendeu. “A Itália
explodiu o número de casos depois que
impôs o lockdown. Fecharam Nova Iorque
em estado de sítio. Na Europa, a Suécia
teve um resultado muito melhor sem fechar
nada e tomando os cuidados individuais.
Estamos em um movimento completamente
irreal, que não resolve nada. Não tem
nenhuma comprovação científica. Isso não é
ciência, é achismo”, criticou.

NOVA CHANCE
Auxilio do Governo: Trabalhadores que
preencheram dados errados ou deixaram de
preencher tiveram o cadastro analisado como
“inconclusivo”, ou seja, pelos dados informados

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 39


ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 40
ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 41
POLÍTICA 4/7

por esses trabalhadores, o governo federal


não chegou a uma conclusão se eles têm ou
não o direito de receber o auxílio emergencial.
Neste caso, é possível fazer outro pedido, pelos
mesmos canais da Caixa ou pelo novo site, do
Dataprev, e tentar novamente ser aprovado
para o benefício. Quem está no CadÚnico e foi
reprovado para o auxílio emergencial também
pode fazer a solicitação e tentar receber as
três parcelas do benefício federal.

GRANDES TALENTOS
Com o objetivo de estimular o
entretenimento, desenvolver o espírito
participativo e fomentar a criatividade,
capacidade organizacional, cooperação e
proatividade, a Universidade Tiradentes, por
meio do Projeto Mentoria, lança a Gincana
Virtual da Unit. A primeira tarefa será
disponibilizada nesta segunda-feira, 11. Dividida
em oito provas, a iniciativa envolverá todos
os alunos matriculados nos diversos cursos
de graduação, presencial ou na modalidade
a distância, da instituição de ensino. As
tarefas serão divulgadas pela comissão

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 42


POLÍTICA 5/7

organizadora através do Instagram oficial da


Unit. O estudante interessado em participar
das provas deverá acessar a plataforma Google
for Education (turma k74mlgz) em até 48h
após a divulgação da tarefa. Os 30 primeiros
trabalhos serão avaliados pela comissão
organizadora. Os seis melhores serão
divulgados no Instagram da Unit, onde serão
escolhidos os vencedores de cada categoria.

PSS DA SAÚDE
A Prefeitura de Aracaju, por meio da
Secretaria Municipal da Saúde (SMS),
está convocando diversos profissionais
aprovados no Processo Seletivo Simplificado
da Saúde para contratação imediata, para
atuação nas ações de combate à covid-19.
E, conforme o Edital nº 20, publicado na
sexta-feira, 8, os candidatos aprovados para
os cargos de Assistente Social em Saúde,
Auxiliar de Apoio das Redes, Enfermeiro –
Emergencista, Farmacêutico, Fisioterapeuta
– REAE, Fisioterapeuta – REAP e Técnico
de Enfermagem – Urgência e Emergência,
deverão se apresentar para entrega da

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 43


POLÍTICA 6/7

documentação e lotação imediata entre os


dias 11 e 14 deste mês. Os convocados deverão
comparecer na sede da Secretaria Municipal
da Saúde (localizada na Rua Nely Correia de
Andrade, 50, bairro Coroa do Meio), de hoje até
a próxima quinta-feira, no período de 8h às 12h
e 13h30 às 17h, conforme cronograma previsto
no Anexo I do edital de convocação.

OCORRÊNCIAS POLICIAIS
Para garantir o cumprimento das medidas
do Decreto que estabelece o isolamento
social, apenas na área de abrangência do
Comando da Polícia Militar da Capital (CPMC)
foram registrados 6.974 acionamentos da PM
por desobediência às deliberações. Aracaju
concentrou 70,26% desses chamados,
com 5.037 registros. Os dados, referentes
às dez cidades onde o policiamento militar
é de responsabilidade das unidades que
compõem o CPMC (Aracaju, Nossa Senhora
do Socorro, São Cristóvão, Barra dos
Coqueiros, Itaporanga D’Ajuda, Laranjeiras,
Santo Amaro das Brotas, Riachuelo, Maruim
e Divina Pastora), foram levantados pelo

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 44


POLÍTICA 7/7

Centro Integrado de Operações em Segurança


Pública (Ciosp), por meio da contabilização de
chamados pelo 190. Depois de Aracaju, Nossa
Senhora do Socorro apresentou a maioria
desses chamados, com 959 acionamentos,
correspondendo a 13,38% das ligações. Em
terceiro lugar está São Cristóvão, com 482
chamados ou 6,72% das ocorrências de
desobediência ao Decreto. Em seguida, a Barra
dos Coqueiros aparece com 196 acionamentos
ou 2,73% da quantidade de ligações recebidas
pelo Ciosp para esse tipo de ocorrência.

Receba o seu jornal CinformOline


digital GRÁTIS toda semana através
do WhatsApp, às segundas-feiras

CLIQUE AQUI E
CADASTRE-SE
A NOVA ERA DA NOTÍCIAS

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 45


GERAL 1/3

GERAL

DIVULGAÇÃO

FECOMÉRCIO-SE
LANÇA A CENTRAL
DE ATENDIMENTO
AO EMPRESÁRIO
ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 46
GERAL 2/3

Em tempos de pandemia do coronavírus, é


normal que o empresário se sinta em dúvida
sobre quais decisões tomar quanto a sua
empresa ou quais procedimentos adotar para
manter seu negócio estável perante toda a
situação de isolamento social. E é justamente
para prover essa ajuda que o sistema
Fecomércio-SE está lançando a Central de
Atendimento ao Empresário.

Através do WhatsApp (79) 3214-2270


ou pelo perfil de Instagram do sistema (@
fecomerciose, via direct/inbox), o empresário
poderá tirar suas dúvidas, que serão
respondidas em até 48h úteis, sempre por
uma equipe de especialistas em suas áreas de
competência, para melhor esclarecimento do
empresário no ramo que ele atua.

A iniciativa, inclusive, permanecerá ativa


após o período de quarentena, uma vez que já
fazia parte do planejamento de comunicação
estratégica da Fecomércio-SE. “Nós iríamos
ampliar os canais de contato pelas redes
sociais, mas com a pandemia e isolamento

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 47


GERAL 3/3

social, tivemos que acelerar esse processo.


Então, o empresário que tiver dúvida sobre
como proceder com seu negócio, pode
entrar em contato conosco, porque nossa
equipe está pronta para atender. Temos
a missão de fazer com que os negócios
sobrevivam nesse momento crítico”, reforçou
o presidente do Sistema Fecomércio/Sesc/
Senac Sergipe, Laércio Oliveira.

BAIXE NOSSO JORNAL


DIRETAMENTE DO SITE:
www.cinform.com.br/edicoes

Todas as notícias do
CINFORM na palma da
sua mão, a qualquer hora,
em qualquer lugar

A NOVA ERA DA NOTÍCIAS

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 48


GERAL 1/6
FOTOS ARQUIVO PESSOAL

AS PEQUENAS
SUPERMÃES
CAMPEÃS DO
MUNDO
Por SERGIO DU BOCAGE | repórter da TV Brasil

lDani Freitas e Camila Brait


encaram grandes desafios

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 49


GERAL 2/6

As duas juntas somam três títulos mundiais


representando o Brasil. Nasceram em cidades
diferentes das quais residem atualmente. Além
da qualidade técnica como atletas, também
chamam a atenção pela beleza. E têm mais uma
característica em comum: são consideradas
baixinhas, o que não as impede de enfrentarem
grandes desafios. Daniela Freitas, 46 anos,
1,63m, bicampeã mundial de bodyboarding, e
Camila Brait, 31 anos, 1,68m, campeã mundial
de vôlei feminino com o Osasco, terão um
domingo diferente neste Dia das Mães em meio
à pandemia do novo coronavírus.

Dani Freitas trocou o Rio de Janeiro por


Oahu (Havaí) há 19 anos. Casada com o
bodyboarder Lanson Ronquillo, ela tem dois
filhos, Kainoa, 15 anos, e Kaila, que completa
18 anos na próxima segunda. “Ela foi meu
presente de Dia das Mães em 2002. Nasceu no
domingo, um presentão”, lembra com carinho.
Camila Brait é de Frutal (Minas Gerais), mas
aos 19 anos se mudou para Osasco (São
Paulo) para seguir sua carreira como jogadora.
Casada com o economista Caio Conca, tem

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 50


GERAL 3/6

uma filha, Alice, e depois de alguns anos vai


poder estar com a mãe e a filha nesta data
festiva: “Os jogos muitas vezes atrapalharam
as comemorações do Dia das Mães, mas agora
estaremos todas grudadinhas”.

A pandemia do novo coronavírus


atrapalhou os planos da dupla. No Brasil e
no Havaí o isolamento social tem sido arma
importante no combate à propagação da
covid-19. “Sem dúvida que será um momento
diferente de outros anos, inclusive sem
presente. Não comprei para minha mãe,
e muito provavelmente não vou ganhar
também”, diz Camila Brait, líbero do Osasco.
“Na média da mulher brasileira, não sou
tão baixinha com 1,68m, mas quando entro
na quadra tenho companheiras de mais de
1,90m de altura. Para a posição que jogo, que
exige muita mobilidade, o tamanho ajuda”,
comenta a mineira, campeã mundial de
clubes em 2012, em Doha (Catar).

Já Dani Freitas passa o Dia das Mães com


o coração apertado. Em 2016 ela perdeu a

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 51


GERAL 4/6

Dani Freitas e seus filhos Kainoa (esquerda) e Kaila

mãe, Arlinda, e a saudade fica mais forte:


“Mudou um pouco, sem dúvida. Mas a data
é para ser de alegria, para que celebremos
todas as mães do mundo. O amor de mãe é
o maior de todos”. O Havaí, onde mora, é um
dos estados americanos menos afetados
pela covid-19, com menos de 20 mortes e

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 52


GERAL 5/6

cerca de 90% dos infectados já recuperados.


Depois de se aposentar do Circuito Mundial
de Bodyboarding, onde faturou os mundiais
de 1996 e de 1997, Dani transformou-se
em fisiculturista. E se com seu 1,63m de
altura enfrentava ondas gigantes, passou a
encarar atletas cheias de músculos muito
definidos. “Talvez ser pequena me ajudasse
no mar, porque era mais leve, manobrava
com muita facilidade. No Figure, categoria
do fisiculturismo, trabalho para desenvolver

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 53


GERAL 6/6

os músculos sem perder a feminilidade. Deu


resultado e ganhei alguns títulos”, responde
com o sorriso que era marca registrada nas
praias de todo o mundo.

Enquanto Camila Brait precisa superar


menos de 500 km, de Osasco (SP) a Frutal
(MG), para encontrar os parentes, Daniela
encara mais de um dia de viagem, de avião,
para sair de Honolulu e chegar ao Rio de
Janeiro. E mesmo vindo às vezes até quatro
vezes por ano ao Brasil, não consegue diminuir
a saudade que sente da cidade.

“Meu coração está no Brasil, onde minha


família, meus amigos e minha raiz estão.
Sempre senti uma falta incrível do meu lugar.
O tempo só fez a saudade aumentar. Sinto
falta da Barra da Tijuca, da comida, da padaria
do bairro e do futebol, do meu Fluminense.
Mas no Havaí nasceram meus filhos, é um
lugar incrível que proporciona um estilo de
vida bastante saudável para minha família. É a
minha casa há 19 anos e por isso meu coração
fica sempre dividido”, completa.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 54


GERAL 1/7

EMPREENDEDORES
CRIAM ESTRATÉGIAS
PARA DRIBLAR
A CRISE
lInvestir no ambiente digital e
buscar um novo perfil de cliente
são caminhos adotados

A crise provocada pela pandemia do


Covid-19 trouxe muitas consequências para
os proprietários de pequenos negócios.
Uma pesquisa realizada pelo Sebrae e
divulgada na primeira quinzena de abril
mostrou que quase 90% deles registraram
queda de faturamento desde o início da
implementação das medidas de isolamento
social. Já em relação às vendas, o levantamento
apontou uma diminuição de quase 70% em
relação ao registrado no mês anterior.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 55


GERAL 2/7

Com o fechamento de diversos


estabelecimentos comerciais e de prestação
de serviço como medida preventiva de
combate ao coronavírus, os empresários se
viram forçados a tomar novas atitudes para
garantir a sobrevivência. Nunca a expressão
‘reinventar o modelo de negócio’ esteve tão na
moda. Em Aracaju, diversos empreendedores
estão mostrando que a criatividade e o
planejamento são elementos essenciais para
continuar gerando receita, manter empregos
e as contas em dia. Um exemplo deles é
Aline Cruz, proprietária da Agil Clean, uma
distribuidora de produtos de limpeza e higiene
profissional. Tendo como principais clientes as
redes de hotéis, escolas, clínicas e academias
e realizando vendas sempre no atacado, a
empresa se viu forçada a identificar um novo
nicho para continuar operando.

A saída, segundo Aline, foi apostar


no varejo. “Com o fechamento desses
negócios tive que buscar alternativas. Como
trabalhamos com produtos que estão com
alta demanda comecei a explorar o cliente

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 56


GERAL 3/7
FOTOS DIVULGAÇÃO

Aline Cruz direcionou as vendas para o varejo

de varejo, algo que até então eu não fazia.


Passei a utilizar as redes sociais e as listas
de transmissão para divulgar os produtos e
apostei no serviço de delivery”.

A medida deu tão certo que a empresária


precisou contratar mais um funcionário para
conseguir dar conta dos pedidos. “ Na pandemia

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 57


GERAL

Fale
conosco
ESTE É O NÚMERO
ESTE
DO É O NÚMERO CINFORM:
ATENDIMENTO
DO ATENDIMENTO CINFORM:

(79)3304-5414
(79) 3085-0554
(79)3304-5414
PARA MAIS INFORMAÇÕES, TIRAR DÚVIDAS, SUGESTÕES,
PARA
OU MAIS PARA
MESMO INFORMAÇÕES, TIRAR
ANUNCIAR, DÚVIDAS,UMA
SOLICITANDO SUGESTÕES,
VISITA.
OU MESMO PARA ANUNCIAR, SOLICITANDO UMA VISITA.

ANUNCIE AQUI
CONTATE SUA AGÊNCIA DE PUBLICIDADE
OU TOQUE E FALE COM OS NOSSOS CONSULTORES

Elenaldo
Cláudio Santana
Sousa (79) 999499262
(79)99971-9179
Email: elenaldosantana@yahoo.com.br

Acesse mais notícias


www.cinform.com.br

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 58


GERAL 4/7

o varejo ajudou a manter vivo o negócio. Isso tem


me ajudado a pagar as contas e a não demitir
nenhum funcionário. Pelo contrário, tive que
contratar mais um já que o trabalho cresceu.
Agora temos que atender mais clientes, com
pedidos menores. Para conseguir dar a atenção a
todos, precisei de um novo colaborador e estamos
satisfeitos com essa estratégia”, destaca Aline.

FOCO NO DIGITAL
Outra que criou uma nova estratégia para
continuar exercendo suas atividades foi a
maquiadora profissional Tatiana Matos. Como o
seu serviço é disponibilizado de forma presencial,
ela precisou se reinventar para continuar

Receba o seu jornal CinformOline


digital GRÁTIS toda semana através
do WhatsApp, às segundas-feiras

CLIQUE AQUI E
CADASTRE-SE
A NOVA ERA DA NOTÍCIAS

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 59


GERAL 5/7

trabalhando em
meio à suspensão
de eventos e festas
particulares.

O caminho
escolhido foi a
oferta de cursos de
automaquiagem
utilizando as redes
sociais, WhatsApp e
chamadas de vídeo.
Em seu perfil no
Instagram ela criou Tatiana passou a oferecer cursos de
o quadro ‘Maquia e automaquiagem pelas redes sociais
Descomplica’, respondendo por meio de vídeos
as principais dúvidas dos seguidores.

“ A partir de conversas com as clientes


nos atendimentos e cursos percebi o quanto
pequenas dificuldades na hora de se maquiar
acabam desestimulando as mulheres a
sentir prazer. A maquiagem desvenda muitas
vezes uma beleza que a gente não enxerga
e quero mostrar que nem tudo precisa ser

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 60


GERAL 6/7

tão complicado como pensamos”. Marina


Alcântara, proprietária da Marine, uma loja de
vestuário feminino com filiais no Bairro 13 de
Julho e no Shopping Jardins, foi outra a investir
no ambiente digital. Ela criou uma loja virtual
para continuar comercializando os produtos
e manter relacionamento com os clientes. Por
meio da plataforma, os consumidores podem
escolher os produtos e realizar o pagamento.

A cada dois dias um colaborador vai até


uma das lojas para separar os pedidos,
respeitando todas as medidas de higiene, que
são entregues com segurança nas residências
dos clientes. Além disso, ela investiu em
promoções para girar o estoque, oferecendo
até 60% de desconto em alguns artigos.

Mariana também apostou na


solidariedade durante a crise. “ Lançamos
uma ação social porque nos sentimos
responsáveis como marca, como empresa.
Criamos assim o ‘Círculo do Bem’ e estamos
doando 20% das vendas feitas durante a
quarentena ao projeto Tem sopa no Rosa,

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 61


GERAL 7/7

uma iniciativa promovida aqui em Aracaju


que distribui cestas básicas para as pessoas
mais carentes nesse momento”

REINVENÇÃO É SAÍDA
Para a gerente da Unidade de Atendimento
Individual do Sebrae, a palavra de ordem
nesse momento de crise é reinvenção. “ O
empreendedor precisa ter consciência que
será preciso mudar o seu modelo de atuação,
pensar em novas estratégias, utilizar novos
canais de relacionamento para continuar
fazendo negócios e sobreviver à crise. É
preciso sair da zona de conforto, conhecer a
dor dos clientes e oferecer as soluções para os
problemas que ele está enfrentando”

Ainda segundo a gerente, aqueles


que conseguirem sobre à crise estarão
muito mais fortalecidos no momento de
retomada da economia. “ O momento é de
aprendizado e aqueles que estão investindo
em conhecimento, na busca de soluções,
com certeza irão aproveitar mais as
oportunidades que surgir”.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 62


GERAL 1/4

PROJETO “EM
CASA” APRESENTA
RESULTADOS
POSITIVOS
As medidas para a contenção do coronavírus
(COVID-19) que já resultaram em 15 casos
confirmados em Sergipe estão promovendo
a condição de isolamento social das pessoas.
Objetivando prevenir a saúde mental da
sociedade, o sistema está realizando ações
no formato de teletrabalho com todos os
seus setores, para dar oportunidade para as
pessoas ocuparem suas mentes no momento
que demanda a ausência involuntária das ruas
e ambientes de convivência.

O Sistema Fecomércio/Sesc/Senac
desenvolveu ações com suas equipes para

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 63


GERAL 2/4

estimular a convivência, fornecendo dicas


de atividades para as famílias, melhorando a
convivência familiar, garantindo a manutenção
da saúde e criando oportunidades de distração
para o público. O projeto “Sesc em Casa”
dispõe de várias dicas para as pessoas,
orientadas por seus especialistas sobre
saúde, condicionamento físico, leitura, jogos
eletrônicos, filmes e séries para as pessoas
passarem o tempo no isolamento, além de
dicas de saúde. Já o “Senac em Casa” traz dicas

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 64


GERAL 3/4

de culinária, produtividade em home-office,


entre outras, para que o público permaneça
sempre em atividade. As ações estão sendo
desenvolvidas nas redes sociais, por meio de
vídeos e cards informativos. Lá se encontram
receitas, programas de exercícios, orientações
de saúde, entre outras atividades que estão
sendo lançadas todos os dias. Os orientadores
estão trabalhando voluntariamente em suas
casas, mostrando que é possível se ocupar
durante a situação de aislamento.

De acordo com o presidente do Sistema


Fecomércio/Sesc/Senac, Laércio Oliveira,
estimular as pessoas a passarem o tempo
com alguma ocupação é fundamental para
que o isolamento social não seja quebrado
e a sociedade possa vencer a pandemia do
melhor modo possível, reduzindo o contágio
e ajudando o público a voltar às atividades
cotidianas num breve intervalo de tempo.

“Estamos com o comércio fechado, em uma


condição nunca imaginada antes em nossas
vidas. Entretanto, isso é necessário para que

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 65


GERAL 4/4

continuemos vivos e enfrentemos a pandemia


do coronavírus com mais rapidez e eficiência.
Peço as pessoas que observem sempre
nossas redes sociais, pois nossa equipe está
trabalhando com muito carinho e coragem para
poder valorizar o tempo em que passamos em
casa, para que atravessemos esse problema
do melhor modo. Nosso Facebook, Instagram
e sites estão levando essas orientações para
as pessoas. Vamos vencer essa doença, com
muito trabalho e ajudando o povo a manter-se
bem com sua saúde física e mental, além de
estimular a melhor convivência familiar”.

Receba o seu jornal CinformOline


digital GRÁTIS toda semana através
do WhatsApp, às segundas-feiras

CLIQUE AQUI E
CADASTRE-SE
A NOVA ERA DA NOTÍCIAS

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 66


GERAL 1/8
FOTOS FERNANDO AUGUSTO

COHIDRO
AUMENTA RIGOR
NA PREVENÇÃO
AO CONTÁGIO DO
CORONAVÍRUS
lEmpresa mantem quadros
ativos exercendo atividades essenciais
de irrigação pública e fornecimento
de água por poços

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 67


GERAL 2/8

Após estabelecer sistema de rodízio das


equipes presenciais e home office para
funcionários inseridos nos grupos de risco, a
partir desta quarta-feira (06), a Companhia
de Desenvolvimento de Recursos Hídricos
e Irrigação de Sergipe – Cohidro aplicará
testagem de temperatura corporal a todos
que comparecerem à sede da empresa, em
Aracaju. Os servidores identificados com
febre alta, e outros sintomas da covid-19,
serão temporariamente dispensados do
trabalho, e acompanhados pela equipe médica
da empresa. As barreiras sanitárias também
servirão para controlar o acesso e somente
permitir a entrada com o uso de máscara
de proteção. Para tanto, a Cohidro tem
distribuído máscaras para seus funcionários e
realizado capacitações sobre o uso seguro de

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 68


GERAL 3/8

Paulo
Sobral

equipamentos de proteção individual [EPIs] e


ferramentas, durante a pandemia.

A Cohidro adquiriu termômetros digitais que


medem a temperatura corporal sem toque e
1.000 máscaras em tecido para essas duas
novas ações, segundo conta o diretor presidente
da Cohidro, Paulo Sobral. “A distribuição de
máscaras descartáveis já vinha sendo feita
como forma de prevenção, orientando o
funcionário ao seu uso desde o começo da
situação de emergência. Mas como agora
existe um Decreto Estadual [40.588/2020] que

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 69


GERAL 4/8

determina o seu uso obrigatório e a estimativa


é de que a pandemia ainda continue por meses,
optamos pelas de tecido – um modelo que não
depende somente da manutenção dos nossos
estoques, em um período em que esse item está
em falta no mercado e que o uso em atividades
médicas tem sempre a preferência”, explicou.
A empresa já adotou a redução de carga

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 70


GERAL 5/8

horária com a função de diminuir o período


de exposição dos funcionários ao contágio do
coronavírus, com turnos únicos de 7h às 13h,
e as segundas-feiras são ponto facultativo,
seguindo o Decreto Estadual 40.567/2020, que
também suspende todas as viagens de caráter
não essencial. “Suspendemos o atendimento
presencial ao público. O trabalho remoto foi
dado como opção aos maiores de 60 anos,
portadores de doenças cônicas, gestantes,
jovens aprendizes e estagiários, e que não
exercem atividades essenciais. A nossa Sala
de Saúde já vinha fazendo aferição de pressão,

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 71


GERAL 6/8

temperatura corporal e nível de glicemia


para identificar as pessoas com sintomas de
covid-19, dar a orientação sobre como proceder
e encaminhar ao afastamento temporário do
trabalho”, complementa Paulo Sobral.

Luara Thayze, enfermeira da Sala da Saúde


do Trabalhador da Cohidro, esclarece que o
procedimento que já vinha sendo adotado
junto aos funcionários com sintomas,
agora foi estendido a todos, com testagem
na portaria de pedestres [Rua Marinheiro
Antônio Brandão, nº 103] e na de veículos

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 72


GERAL 7/8

exclusiva para funcionários [Rua Rio Grande


do Sul]. “Quem apresentar febre alta e
outros sintomas da covid-19 não terá a
entrada permitida e, sendo funcionário, vai
ser orientado a permanecer em quarentena,
sem prejuízo na sua frequência de trabalho,
sendo acompanhado por nossa equipe, via
telefone. Se não passarem os sintomas, ele
será orientado a procurar uma unidade de
saúde para uma avaliação médica e emissão
de atestado de ausência de trabalho para a
síndrome gripal, seguido dos procedimentos
de testagem da covid-19”.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 73


GERAL 8/8

Nesta mesma
semana, a Cohidro
realiza capacitações
para os funcionários
sobre o correto uso
dos EPIs, incluindo
a máscara facial.
Nos treinamentos,
além de abordar a
obrigatoriedade desses
equipamentos, Roberto Foberto Barros
Barros e Jéssica Morgana, engenheiro
e técnica em Segurança do Trabalho da
Cohidro, explicam os cuidados que devem
ser tomados também com ferramentas e
utensílios de uso individual, como copos,
talheres e vestimentas. “Em todos os casos,
o compartilhamento de ferramentas só é
permitido após – e se for possível – uma
completa esterilização no ato da troca mãos,
após a lavagem [que orientamos ser feita
em uma solução de 1L de água com 25ml
de água sanitária]. Já as luvas, peças de
vestuário e, principalmente, as máscaras faciais,
são de uso individual”, alerta Roberto Barros.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 74


GERAL 1/3
DIVULGAÇÃO

GOVERNO PROPÕE
ACOLHIMENTO DE
78 MIL MORADORES
DE RUA PELOS
MUNICÍPIOS
Por PEDRO RAFAEL VILELA | Repórter da Agência Brasil - Brasília
EDIÇÃO: Aline Leal

lGoverno federal repassa os


recursos para as prefeituras

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 75


GERAL 2/3

O governo federal detalhou nesta quinta-


feira (7) o plano de contingência que tem como
meta acolher 78,1 mil moradores de ruas em
municípios de todo o país. O programa foi
anunciado na semana passada e, desde então,
cerca de 1,6 mil municípios já fizeram a adesão.

Ao todo, serão repassados pouco mais de


R$ 1 bilhão para estados e municípios, com o
objetivo de atender essa população durante
seis meses. De acordo com Sergio Augusto de
Queiroz, secretário especial de desenvolvimento
social do Ministério da Cidadania, as prefeituras
poderão usar os recursos para provimento
de acomodações individuais em pousadas
ou hoteis, no caso de morador de rua
diagnosticados com covid-19 e também
para adaptação de abrigos públicos para
ampliação e readequação de vagas. O dinheiro
também será usado para fornecimento de
alimentação e outros itens básicos.

“Há muitos municípios que fecharam o seu


atendimento. Por isso, um apelo aos gestores
e à população de cada município, que cobrem

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 76


GERAL 3/3

que o serviço de assistência social municipal


seja aberto, senão o recurso que nós estamos
enviando não será aplicado da maneira ideal,
que é atender o público mais vulnerável”,
afirmou o secretário, durante coletiva de
imprensa no Palácio do Planalto.

Os recursos serão repassados aos municípios


via Fundo Nacional de Assistência Social (FNAS).
Para serem elegíveis a receber os equipamentos
de proteção, os estados, os municípios e o
Distrito Federal precisam ter em sua estrutura
unidades do Sistema Único de Assistência
Social (Suas), como centros de Referência de
Assistência Social (CRAS), centros de Referência
Especializado de Assistência Social (CREAS),
Centro-Dia, Centro-Pop, Centros de Convivência
e Unidades de Acolhimento. Os critérios e
detalhamento das ações para repasse dos
recursos estão descritos na Portaria nº 369,
publicada na edição desta quinta-feira do
Diário Oficial da União. Os recursos foram
garantidos na Medida Provisória nº 953,
publicada no dia 16 de abril, que abriu crédito
extraordinário de R$ 2,5 bilhões para o Suas.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 77


GERAL 1/4

CONTRATAÇÃO
IMEDIATA
PREFEITURA DE
ARACAJU FAZ NOVA
CONVOCAÇÃO DO
PSS DA SAÚDE
A Prefeitura de Aracaju, por meio da
Secretaria Municipal da Saúde (SMS), está
convocando diversos profissionais aprovados
no Processo Seletivo Simplificado da Saúde
para contratação imediata, para atuação nas
ações de combate à covid-19. E, conforme o
Edital nº 20, publicado nesta sexta-feira, 8,
os candidatos aprovados para os cargos de
Assistente Social em Saúde, Auxiliar de Apoio

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 78


GERAL 2/4
DIVULGAÇÃO

das Redes,
Enfermeiro –
Emergencista,
Farmacêutico,
Fisioterapeuta
– REAE,
Fisioterapeuta
– REAP e
Técnico de
Enfermagem
– Urgência e
Emergência,
deverão se
apresentar
Pedro Rochadel
para entrega
da documentação e lotação imediata entre os
dias 11 e 14 deste mês.

Os convocados deverão comparecer na


sede da Secretaria Municipal da Saúde
[localizada na Rua Nely Correia de Andrade,
50, bairro Coroa do Meio], nos dias 11 a 14
de maio, no período de 8h às 12h e 13h30
às 17h, conforme cronograma previsto no
Anexo I do edital de convocação.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 79


GERAL 3/4

“Estaremos recebendo os convocados para


os cargos de Assistente Social em Saúde,
Auxiliar de Apoio às Redes e Enfermeiro -
Emergencista no dia 11 de maio. Já no dia
12, vamos receber outra lista de convocados
para o cargo de Enfermeiro -Emergencista,
e além desse, também entregarão a
documentação os aprovados nos cargos de
Fisioterapeuta e Farmacêutico. E nos dias
13 e 14 vamos receber os documentos dos
convocados para o cargo de Técnico de
Enfermagem – Urgência e Emergência.

Lá no edital todos terão acesso aos


dias com os turnos específicos para
atendimento”, explicou o representante da
comissão do PSS da Saúde, Pedro Rochadel.

Entrega imediata de documentos - Com


base nesse calendário, o profissional deve
comparecer com toda a documentação
necessária para a contratação imediata.
Nesse primeiro momento, deverão ser
entregues o documento de identidade
contendo número de CPF; comprovante

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 80


GERAL 4/4

de inscrição no PIS/PASEP; comprovante


de inscrição e regularidade no Conselho
Regional da categoria; comprovante de
residência; certidão de casamento, se
casado; RG/CPF do cônjuge, se casado;
e dados bancários, preferencialmente na
Caixa Econômica Federal.

“Diante da necessidade desse cenário de


pandemia e da urgência para o início das
atividades de forma imediata, o candidato
convocado terá 30 dias para agendar a
entrega dos exames admissionais e os demais
documentos complementares solicitados no
edital”, destaca Pedro Rochadel.

Ainda de acordo com o representante do


PSS, essa convocação tem como foco principal
a lotação dos profissionais para o Hospital
de Campanha, montado no Estádio João
Hora. “Outros editais ainda serão publicados,
devendo os candidatos que tiveram seu nome
contido nas listas do resultado definitivo do
PSS ficarem atentos aos editais no site da
Prefeitura de Aracaju”, acrescenta Rochadel.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 81


GERAL PROPAGANDA & NEGÓCIOS 1/12

PROPAGANDA & NEGÓCIOS

Lúcio Flávio Rocha


PUBLICITÁRIO

RESETEM TUDO
O MUNDO ESTÁ
CONTAMINADO E
ESTRANHO
Estamos no ano de 2050, e gostaria de
contar uma história pra você, acerca de
modelos de negócio de um passado não
muito distante. Houve um tempo em que
tocar, cumprimentar as pessoas, e até abraçá-
las, era uma atitude valorizada e estimulada

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 82


GERAL PROPAGANDA & NEGÓCIOS 2/12
DIVULGAÇÃO

nos treinamentos de vendas. Consultores


e palestrantes inclusive ensinavam que
um atendimento perfeito deveria colocar o
produto nas mãos do cliente para que ele já
sentisse a sensação de pertencimento. Àquela
época, a sociedade ainda não tinha a real
noção acerca de quanta contaminação estes
gestos poderiam promover.

As palestras e cursos que ensinavam


estas coisas ainda eram predominantemente
presenciais, mesmo já existindo algumas
experiências de EAD. As pessoas pareciam
preferir estar juntas em um mesmo ambiente
fechado e refrigerado, sem levar em
consideração os altos custos destes formatos e

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 83


GERAL PROPAGANDA & NEGÓCIOS 3/12

o alto risco de contágio. Ouvi certa vez o relato


de que, em um evento de grande magnitude e
centenas de presentes, um dos participantes
passou mal e vomitou em cima das pessoas
ao seu redor. Se naquela época esta cena já
foi completamente constrangedora, imagine
em tempos contaminados como os de hoje:
quão apavoradas ficaria o púbico. Para piorar,
naquela época os testes rápidos de detecção
de contágio ainda eram raros, e eram feitos
concentrando doentes em laboratórios, onde
cada pessoa aguardava a sua vez para realizar
exames. Hoje, isto mudou muito. Os testes
rápidos se popularizaram, podem ser feitos à
domicílio e viraram um grande negócio.

Houve um tempo em que andar de máscaras


nas ruas era uma novidade. Apenas os orientais
tinham esta prática, muitos por conta da
poluição do ar. Hoje, isto virou um acessório tão
comum na sociedade que sequer estranhamos
mais. Tão natural quanto um relógio ou
óculos de sol. Antigamente as famílias sequer
possuíam o hábito de usar álcool em gel. Mal
lavavam as mãos com frequência. Era um

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 84


GERAL PROPAGANDA & NEGÓCIOS 4/12

hábito raro, até mesmo entre os mais bem


informados. Diversas famílias estimulavam
inclusive a sujeira. Diziam: é para aumentar
os anticorpos naturais. Havia até uma antiga
marca de sabão que dizia: Sujar-se faz bem.
Mas eles tinham razão. Nossas novas práticas
sanitárias nos trouxeram o efeito colateral de
um organismo viciado e com baixa imunidade.
Tudo isto somado ao aumento da quantidade de
vírus, bactérias e suas respectivas epidemias,
tornou nossas defesas naturais mais frouxas e
dependentes. Foi por causa destes fatores que
a sociedade passou a perceber um crescimento
assustador do número de farmácias, o que
servia para comprovar como nossos corpos
estavam ficando cada vez mais fracos e
dependentes. E nossa longevidade estava cada
vez mais artificial. Então: A proteção tornou-se
também outro grande negócio da vez.

Houve um tempo em que as crianças


estudavam todas juntas em uma mesma
sala de aula, ainda que doente ou em grupo
de risco. Haviam escolas com áreas gigantes
para que os alunos corressem, pulassem,

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 85


GERAL PROPAGANDA & NEGÓCIOS 5/12

brincassem. Elas se abraçavam suadas


do recreio, do futebol, do parque, dividiam
lanches e utensílios da escola, brinquedos.
Desde aquela época já existia a consciência
de que toda criança que começava a adentrar
no ambiente de uma escolinha ou berçário
“começaria a adoecer”. Inacreditavelmente
mesmo com esta percepção, mães e pais,
ainda assim, colocavam os seus filhos
nestes espaços coletivos contaminados. Era
inevitável, dado os costumes da época. Muitas
vezes elas iam e voltavam em um transporte
escolar pouco imunizado, usado por todo tipo
de pessoa, confinados num ar-condicionado
por vezes pouco higienizado. Tinha gente,
inclusive, que conseguia fazer disto, do
transporte escolar, a sua atividade profissional,
tamanha era a procura por este serviço.
Hoje os alunos não vão mais às escolas. Eles
assistem às aulas de casa. Eles não perdem
mais tempo em deslocamento, e seus pais
ganharam esta economia. O maior desafio
destes modelos de negócio de educação foi o
dos antigos berçários e creches. Estes tiveram
que se reinventar juntamente, pois a prática do

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 86


GERAL PROPAGANDA & NEGÓCIOS 6/12

EAD para os pequeninos é muito mais difícil.


De igual modo as famílias também tiveram que
reinventar o funcionamento de suas casas e de
suas rotinas, pois alguém precisaria ficar com
as crianças a partir de então.

Nesta questão das escolas, faculdades e


cursos, estes negócios perceberam o quão
mais eficiente poderiam ser, se economizassem
custos de estrutura e potencializassem os
custos de transmissão. Quem enxergou
isto economizou em despesas de aluguel,
IPTU, limpeza, manutenção e ganhou em
produtividade e performance. Outro negócio da
vez então passou a ser trasmissão.

Acredite: Pessoas se aglomeravam


antigamente com estranhos, se acotovelando
no que chamavam de shows, passando umas
para as outras seus microorganismos, sejam
bons ou maus. É claro que as pessoas daquela
época eram mais resistentes que as da nossa
geração. Mas era uma grande e popular
forma de contaminação em massa. Quantas
viroses invadiam as cidades logo após os

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 87


GERAL PROPAGANDA & NEGÓCIOS 7/12

chamados Carnavais? Os hospitais enchiam


de pessoas com os mesmos diagnósticos,
ano após ano neste período. Os shows das
lives vieram libertar a nossa sociedade deste
enorme perigo. Com os vírus e bactérias
de hoje, imagine quantas doenças mortais
poderiam ser proliferadas através destas
festas de antigamente? Quantas pessoas
seriam dizimadas? Cidades inteiras poderiam
deixar de existir! A monetização de lives hoje
remunera cantores com muito menos riscos
e muito mais volume de público. Espaços
físicos tem limites de ingressos. Lives possuem
capacidade infinita de público, e arrecadação.
Taí outro grande negócio.

Logo quando as mesas públicas e


contaminadas de restaurantes foram proibidas,
estas empresas mal sabiam lidar com os
pedidos das compras à distância, do delivery, e
não perceberem que precisariam automatizar
o atendimento nos canais digitais, a exemplo
de aplicativos de mensagem ou mesmo redes
sociais. Na época, mudar do atendimento
humano presencial para a atual inteligência

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 88


GERAL PROPAGANDA & NEGÓCIOS 8/12

artificial foi uma transição longa e dolorosa. Há


relatos que em meio à primeira pandemia do
Covid-19, em 2020, a forte data comercial do
dia das mães escancarou a primeira ruptura
de atendimento destas empresas que ainda
estavam no modo análógico, mostrando o quão
impossível seria um canal digital conseguir
ser habilmente administrado sozinho por um
humano em uma experiência de pico de data
sazonal. A mesma antiga experiência analógica
de restaurantes, floriculturas, cestas de café
da manhã e lojas femininas lotadas de pessoas
fora substituída por canais de atendimento
sobrecarregados, telefones sem atendimento,
mensagens não atendidas, além de pedidos
atrasados ou negados por falta de capacidade
humana de atendimento. Tudo por conta da
automação de entrega inexistente. Naqueles
dias, o foco de automação era apenas no PDV
físico e presencial. Este é mais um exemplo de
grande negócio destes tempos: Automação de
vendas on-line e delivery.

Este texto é uma analogia exagerada de


um futuro, com ares dramáticos e com cores

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 89


GERAL PROPAGANDA & NEGÓCIOS 9/12

berrantes. Na análise percebe-se claramente


o meu apontamento de tendência de negócios
ligadas a algumas áreas como testes e
diagnósticos, imunidade e proteção, EAD e
transmissões, lives monetizadas e automação
de vendas de delivery. É óbvio que as coisas
podem não ser deste jeito. Mas e se fossem?
Seu negócio estaria preparado? Qualquer
semelhança é mera coincidência.

NA MOSCA
No dia 31/12/19, ou seja, ao último dia
do ano passado, publiquei a mensagem a
seguir em minha rede social, ao trazer dicas
sobre planos, projetos e estratégias para
2020. Parece que eu estava profetizando.
Adivinhei? Leia: “Quer ter uma empresa
perene? Forte? Prepare ela para os piores
cenários! Pare de sonhar e deixe-a com
preços e custos prontos para um tsunami,
preparada para tempos de vacas magras.
Não se iluda construindo seu plano
de negócio de forma apaixonada. Seja
conservador. Você tem que espancar o seu
business plan com todas as adversidades

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 90


GERAL PROPAGANDA & NEGÓCIOS 10/12

possíveis. Se ele sobreviver a esta prova de


fogo: PARABÉNS! Você está pronto para
começar a brincadeira!”

DIA DAS MÃES DELIVERY


Tivemos a primeira experiência
mundial de dia das mães à distância.
Pouquíssimas empresas estavam preparadas
para substituir o já tão conhecido
congestionamento presencial das lojas e
restaurantes, para o atolamento dos canais
digitais. Um exemplo que me surpreendeu
positivamente foi a da loja de roupas Loucas
por Tudo. De maneira muito simpática a
proprietária ajuda os homens desesperados,
maridos e filhos, na árdua tarefa da escolha
das peças femininas, auxiliando inclusive a
acertar nos tamanhos. Neste “dia das mães
delivery”, os presentes desta loja vieram
com brindes extremamente adequados
ao momento, um pote de álcool em gel e
máscaras, e mais uma cartinha feita à mão
de agradecimento pela compra: “Lúcio,
obrigada por acreditar em meu trabalho
neste período complicado para todos”.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 91


GERAL PROPAGANDA & NEGÓCIOS 11/12

LIVES FANESE
O Coordenador do curso de pós-graduação
em comunicação e marketing, Allan Alberto,
mandou o recado: A Fanese vai iniciar uma
série de lives em seu perfil do instagram para
promover suas próximas turmas. Já estão
escalados a mestra Carol Bueno que irá falar
no dia 14 sobre a linguagem em tempos de
distanciamento, o empresário Alex Araxá que
irá falar no dia 21 sobre aceleração e tendências
pós pandemia e a publicitária Mel Oliveira que irá
falar no dia 28 sobre marketing digital e vendas.
Todas as lives acontecerão às 20hs e serão
mediadas pelo Professor Allan. Agende-se!

DIA DO PROFISSIONAL DE MARKETING


O último dia 08 de Maio comemorou-
se o dia do profissional de marketing. Em
nome da minha querida amiga Nathalie
Fontes, competentíssima Coordenadora de
Comunicação, Marketing e Sustentabilidade
da Unimed, quero parabenizar os inúmeros
marqueteiros sergipanos, verdadeiros
heróis nestes tempos difíceis de pandemia.
Parabéns, colegas!

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 92


GERAL PROPAGANDA & NEGÓCIOS 12/12

UNIMED
A Unimed inclusive está de parabéns no
que se refere a engajamento de comunicação
em tempos de confinamento. A equipe de
comunicação está freneticamente ativa,
atuando junto à sociedade através de lives,
dicas de higienização, uso de máscaras, sem
falar na super-sacada da criação do Núcleo
de Atendimento Exclusivo a Pacientes com
Síndrome Gripal. Além disto, a turma de criativos
emplacou um emocionante vídeo para o dia das
mães fazendo um paralelo entre o ultrasson
e uma vídeo-chamada. Trouxe a reflexão que,
tanto o isolamento do bebê na barriga quanto
o isolamento que vivemos hoje, são provas de
proteção. Não tinha como não viralizar!

PARA REFLETIR
“Portanto eu digo: Não se preocupem com sua própria
vida, quanto ao que comer ou beber; nem com seu próprio
corpo, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante que
a comida, e o corpo mais importante que a roupa? Observem
as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em
celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm
vocês muito mais valor do que elas? Quem de vocês, por
mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora
que seja à sua vida?” Mateus 6:25-27

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 93


GERAL 1/6

Dr. EDUARDO RIBEIRO

AS RELAÇÕES TRABALHISTAS
EM TEMPOS DA PANDEMIA
DO CORONAVIRUS
Por TEREZA RACHEL SANTA RITA DANTAS

Em tempos de tantas incertezas e


inseguranças jurídicas ocasionadas pela
propagação do COVID 19, uma coisa é certa,
a pandemia acabou por fazer ressurgir a
mitigada advocacia trabalhista, trazendo à
baila a importância do Direito do Trabalho na
vida em sociedade, provocando discussões
planetárias em torno da proteção do trabalho

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 94


GERAL OFICINA DE ADVOCACIA 2/6

e do trabalhador, tornando evidente o que já se


sabia: a força do trabalho move o mundo.

No mês que se inicia pelo Dia Mundial


do Trabalho, se faz oportuna a análise das
principais medidas de proteção social
instituídas pela Lei 13.982/2020, MP
936/2020 aplicadas durante o período de
calamidade pública. Dentre as medidas
adotadas pela Lei 13.982/2020, em
combate ao quadro de vulnerabilidade
social imposto pelo coronavírus, tem-se o
auxílio emergencial mais conhecido como
“coronavoucher”, no valor de R$ 600,00
(seiscentos reais), durante o período de 3
(três) meses, destinado aos cidadãos sem
emprego formal, desde que cumpridos os
requisitos impostos em lei.

A Portaria nº: 10.486/2020 edita normas


relativas pagamento do Benefício Emergencial
de que trata a Medida Provisória nº:
936/2020, o qual será pago aos empregados
que, durante o estado de calamidade pública,
acordarem com os empregadores:

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 95


GERAL OFICINA DE ADVOCACIA 3/6

I – redução proporcional de jornada de


trabalho e de salário, por até 90 dias; e
II – suspensão do contrato de trabalho, por
até 60 dias.

Neste aspecto, dois pontos merecem


especial atenção. O primeiro deles diz respeito
à nova possibilidade de redução de jornada
de trabalho e de salário por meio de acordo
firmado entre empregado e empregador, sem
que haja a necessidade do referido acordo
passar pelo crivo do respectivo sindicato.

A contrário sensu, a Constituição Federal em


seu artigo 7º, inciso VII, dispõe que são direitos
dos trabalhadores a irredutibilidade salarial, salvo
o disposto em convenção ou acordo coletivo,
o que necessariamente condiciona que essa
redução salarial seja feita mediante negociação
do sindicato profissional da categoria para
conferir validade ao acordo coletivo firmado.

Assim, foram travadas acaloradas discussões


pondo em cheque a constitucionalidade da
MP 936/2020. Mais de 3 milhões de acordos

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 96


GERAL OFICINA DE ADVOCACIA 4/6

foram firmados em todo país, os quais


poderão ser judicialmente questionados no
futuro próximo, o que inegavelmente acarreta
insegurança jurídica para os empregadores!

Quando se fala em empresa, é necessário


ter uma visão global, não se pode ter em
mente apenas as multinacionais, de grande
porte, posto que estas representam menos
de 5% do total de empresas! O plenário do
STF ao julgar a ADI 6363 manteve na íntegra
o texto original da MP 936, sendo suficiente
a mera comunicação ao sindicato para que o
Acordo individual tenha validade.

Questiona-se se a decisão da ADI 6363


trouxe segurança jurídica aos acordos
já firmados, sendo esta segurança um
pilar do estado democrático de direito?
Notoriamente vive-se em um período de
exceção, de sorte que a criação de direito
emergencial é instrumento de flexibilização
do Direito a fim de viabilizar a adoção de
medidas capazes de minimiar o impacto das
relações de trabalho geradas pelo COVID 19.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 97


GERAL OFICINA DE ADVOCACIA 5/6

É certo que a Medida Provisória deve


andar de mãos dadas com a Constituição
Federal. Ocorre que o mundo passa por
uma situação extrema de disseminação
de um vírus que pode ser fatal. A vida e a
saúde das pessoas obviamente devem ser
priorizadas e a adoção de medidas tais
como o isolamento social é importante para
conter o vírus. Contudo, tal medida, apesar
de essencial para proteger a vida, gera
um cenário de paralisações dos meios de
produção e de severa crise econômica. Mais
de 5 (cinco) milhões de empresas foram
afetadas direta e indiretamente.

Outro ponto que merece destaque é que


o pagamento do BEM será por até 90 dias,
todavia, após esse período, quando a jornada
de trabalho se normalizar e o contrato de
trabalho for restabelecido a seu estado quo
ante, estaremos livres da pandemia? O mundo
terá voltado ao normal? E os empregadores,
terão condições para liquidar seus débitos
ante a notória baixa de faturamento? Essa
é a grande questão que pode indicar se as

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 98


GERAL OFICINA DE ADVOCACIA 6/6

medidas tomadas podem ter sido paliativas.


A dinâmica dos acontecimentos por certo
ditará as próximas medidas a serem adotadas,
o que acaba por valorizar o trabalho humano.
As relações trabalhistas notoriamente
impactados pelo coronavirus e sobretudo o
Direito do Trabalho voltaram a ser manchete.

lTEREZA RACHEL SANTA RITA DANTAS – Advogada,


sócia do Escritório EDUARDO RIBEIRO ADVOCACIA.

BAIXE NOSSO JORNAL


DIRETAMENTE DO SITE:
www.cinform.com.br/edicoes

Todas as notícias do
CINFORM na palma da
sua mão, a qualquer hora,
em qualquer lugar

A NOVA ERA DA NOTÍCIAS

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 99


GERAL 1/9

ANA SARMENTO

RENEGOCIANDO A VIDA EM
TEMPOS DE PANDEMIA
Por HELENA DE FÁTIMA NASCIMENTO SANTANA

Os tempos mudaram...e muita mudança


ainda vem por aí!
Portanto, não adianta se agarrar às
situações que foram traçadas em um
momento que não mais pode perdurar,
inclusive, quando falamos dos mais variados
negócios jurídicos realizados diante de
condições que eram favoráveis para todos os
envolvidos, porém, hoje, não são mais.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 100


GERAL MEDIAÇÃO & ARBITRAGEM 2/9

O que fazer, então? Lamentar-se ou


buscar novos caminhos de resolução?
À época em que diversos contratos
foram assinados, as partes até
conheciam os riscos futuros e os possíveis
desdobramentos do negócio celebrado,
porém o que ninguém esperava era que
tais negócios seriam afetados por uma
pandemia, que atingiu vários segmentos
comerciais e saiu “derrubando” tudo como
em um jogo de boliche.

Agora, a sociedade como um todo se depara,


por exemplo, com pais que tiveram seus
rendimentos diminuídos e, então, precisam
negociar as mensalidades escolares; por
sua vez, as escolas afirmam que necessitam
continuar a pagar os professores e outras
despesas, dentre as quais aluguel, tributos etc.

São, também, inúmeros bares,


restaurantes, lojas de vestuário, salões de
beleza, barbearias, academias de ginástica
e correlatas, entre outros estabelecimentos
que sofrem com os mais diversos contratos

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 101


GERAL MEDIAÇÃO & ARBITRAGEM 3/9

anteriormente acordados e que, atualmente,


não possuem meios de adimplir com as
obrigações assumidas.

E, então? O que fazer?


Realmente, não há uma resposta pronta. E a
ausência desta resposta não é apenas por ser
necessária a análise de cada caso concreto. O
fato é que NEM TODOS ESTÃO DISPOSTOS
A ACEITAR A REALIDADE E SE ABRIR ÀS
RENEGOCIAÇÕES.

Esta não aceitação de realidade por


alguns, gera a falta de evolução para as
várias possibilidades de renegociação, pois,
infelizmente, a pandemia causa mortes e a
economia se congela perante à necessidade
de preservação da vida. Partindo deste
raciocínio, mesmo sendo primordial a
manutenção da economia, a maneira como a
mesma deve ser diligenciada é que deve ser
o ponto crucial do debate.

Trocando em miúdos, credores querem


receber, mas estes têm que entender que é

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 102


GERAL MEDIAÇÃO & ARBITRAGEM 4/9

melhor renegociar a permanecer sem nenhum


pagamento até a pandemia “resolver” ir
embora. Ou seja, um aviso aos navegantes do
planeta TERRA: se vocês estão precisando
renegociar com seus credores, saibam que
estes também estão no mesmo planeta que
vocês e que a hora é ruim para todos!

Com isto, as modificações supervenientes


das circunstâncias fáticas e, por consequência,
dos seus efeitos sobre a relação contratual
constituem fato notório, que acontece a
todos, seja em maior ou menor escala. É,
então, chegada a hora de RENEGOCIAR, DE
DESBUROCRATIZAR!

Para isto, no direito civil brasileiro, há


institutos como o da teoria da imprevisão,
da onerosidade excessiva, do caso fortuito e
da força maior que, neste momento, formam
uma base para a resolução de muitos casos.
Por conseguinte, a aplicação de cada instituto
ao caso concreto é que irá conduzir aos mais
diferentes efeitos! Como exemplos, podemos
citar que com a teoria da imprevisão, o

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 103


GERAL MEDIAÇÃO & ARBITRAGEM 5/9

resultado que pode ser alcançado é a revisão


dos valores do contrato, isto com o objetivo de
reestabelecer o equilíbrio econômico-contratual
prejudicado pelo evento; enquanto com a força
maior, o resultado poderá ser a exoneração
da responsabilidade ou a suspensão do
cumprimento da obrigação que, em ambos os
casos, muitas vezes leva à rescisão contratual.

Em suma, em tempos de Covid 19 o objetivo


é analisar as circunstâncias de cada contrato e
buscar a resolução para a demanda proposta.

Vamos a mais um exemplo: esta Pandemia


causou o fechamento dos grandes centros
comerciais, como shoppings centers e
galerias, além dos comércios em geral, salvo
aqueles serviços e produtos considerados
essenciais, limitando a circulação de
pessoas. Com isto, como não ter impactos
diante das relações locatícias?

Sem dúvida alguma, em situações como essas,


exige-se a aplicação do bom senso entre as
partes, ou seja, é evidente que locador e locatário

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 104


GERAL MEDIAÇÃO & ARBITRAGEM 6/9

precisam debater quanto ao futuro negocial


de ambos. Cada parte aqui colocada precisa
da outra. Por complemento, pergunta-se: os
institutos da teoria da imprevisão, da onerosidade
excessiva e do caso fortuito e da força maior
são aplicáveis aos contratos de locação? A
resposta é sim! Em que pese a relação locatícia
estar regulada por legislação específica (Lei do
Inquilinato), o fato imprevisto e superveniente,
qual seja, a pandemia de COVID-19, enseja a
revisão dos contratos, sobretudo das locações
comerciais, com fundamento nos artigos 317, 478
e seguintes, do CÓDIGO CIVIL.

Saindo, agora, das questões locatícias, os


empréstimos, os financiamentos bancários,
as dívidas de cartão de crédito, assim como às
referentes ao cheque especial… como ficam
esses imbróglios? A nossa legislação prevê
também a possibilidade, diante da análise
do caso concreto, da aplicação da Teoria da
Imprevisão, da Onerosidade Excessiva ou da
Quebra da Base que, em geral, permitem a
readequação de obrigações diante da ocorrência
de situações supervenientes, imprevisíveis ou

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 105


GERAL MEDIAÇÃO & ARBITRAGEM 7/9

ainda capazes de gerar grande dificuldade de


cumprimento. Portanto, o COVID-19 é, sem
dúvida alguma, fato extraordinário e imprevisível
às partes que celebraram contratos antes de
sua ocorrência e que foram obrigadas a se
submeter às recomendações de isolamento
e distanciamento social, ainda mais às
determinações impostas pelos Governos que,
por sua vez, geraram redução da circulação
de pessoas e, assim, impactos econômicos
a diversos negócios. Como se diz: basta
“empurrar a primeira peça do dominó que
leva todas as outras a caírem”.

E como podemos renegociar? Temos


pressa! A pandemia se expande e tudo fica
ainda mais difícil. Primeiro, não espere mais
pela “melhor hora”. Busque, imediatamente,
resolver as suas demandas.

Segundo, nas mais diversas renegociações


contratuais, as partes contratantes podem
(e devem!) extrajudicialmente, através da
mediação de conflitos, readequar os direitos e
as obrigações, sejam principais e acessórias,

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 106


GERAL MEDIAÇÃO & ARBITRAGEM 8/9

como forma de restabelecer o equilíbrio


econômico-jurídico originalmente pactuado.

A mediação de conflitos é meio, sobretudo,


de efetivar a celeridade necessária para o
momento. Os processos de renegociação
não podem perdurar por muito tempo, sendo
uma questão de lógica a urgência quanto ao
tema aqui debatido, já que o mesmo traz a
sobrevivência dos contratos e tudo que envolve
os mesmos como medida salutar.

Como exemplo, a Federação do Comércio


de Bens, Serviços e Turismo do Estado de
São Paulo (Fecomercio/ SP) recomenda
que as empresas, quando se veem
impossibilitadas de cumprirem o que foi
acordado, busquem solucionar os conflitos
amigavelmente, por meio da renegociação
dos contratos, de modo a minimizar os
danos e as demais implicações jurídicas,
recorrendo, assim, às câmaras de arbitragem
e mediação, ressaltando, ainda, que em
função do excesso de processos à espera
de julgamento, somente é recomendado

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 107


GERAL MEDIAÇÃO & ARBITRAGEM 9/9

recorrer ao Poder Judiciário para


readequação de contratos em último caso.

A FECOMERCIO/SP coloca, assim, a


alternativa interessante em recorrer às
câmaras de arbitragem e mediação e o
empreendedor paulista, que precisa de
respostas rápidas, ainda pode contar com
o serviço de Solução de Conflitos da própria
Federação, cuja Câmara de Mediação e
Arbitragem se notabiliza por atuar com
sigilo e com segurança. A ideia é esta! Até
melhor: não é apenas uma ideia. É a solução
consensual colocada como meio a ajustar
o desequilíbrio da relação contratual em
tempos sem previsibilidade para nada.

Desculpe-me, Renato Russo, mas: será


que ainda temos todo o tempo do mundo?
Na dúvida, levantem-se e busquem suas
soluções! “Porque todos os dias quando
acordo, não tenho mais o tempo que passou”.

lHelena de Fátima Nascimento Santana– Advogada, especialista em Direito


Previdenciário - Odontóloga - Mediadora de Conflitos (Câmara Media)

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 108


GERAL 1/5

Roberto Wagner
Cantinho da

Memórias... -
Parte III - “Dos
encontros às
saudades...”
Ao recordar quem e como sou, sinto-me
vivo para além de inúmeras variáveis que
condicionam nossa existência e permanência.
Haviam razões esquecidas, sentimentos de
outrora e sensitividades extraordinárias. Essas
são o elo entre o passado e o presente sob o
manto da atemporalidade de forma dicotômica.
Eis a mais singela forma de descortinar a alma,
sem alardes ou extremos, é o emergir de uma

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 109


GERAL 2/5

nova dimensão. Ao revolver meu íntimo, lancei-


me a lugares e distâncias infindáveis, sem
remover meu corpo nos limites do espaço.
Percorri as estrelas que enfeitavam a noite... A
memória prega peças, mas também as decora
no salão da vida. E sob a luz do infinito pulsante,
que nos ilumina, recomecei a emoldurar mais
da história. Através dos encontros, enlaces,
demarcações, momentos e singularidades, nasce
a tão persistente, saudade!

Dos sonhos às recordações, dos anseios às


constatações, do sentimento nobre à certeza
humilde, do nascer ao morrer do dia... O que
faz com que a saudade seja esse sentimento
que leciona a importância de cada pessoa,
cada experiência, cada expectativa? O que a
conota na capacidade de ser sentida, mesmo
que não tenha sido vivida? O que a eleva a
sentimento de autoridade ímpar, diante da
ancestralidade de uma energia vibrante que
percorre as eras, a história da vida e o (des)
encontro com a morte fugaz?

O problema é que o não equilíbrio de forças

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 110


GERAL 3/5

fustiga a memória e revolve sentimentos outros


que nos abalam, enfraquecem, desaceleram...
A medida da saudade é a capacidade de quanto
podemos “esperar” e qual o limite do viver em
meio a ela. Ela é prima da Esperança, a qual,
ao contrário do que pensam, não apenas é a
última que morre, mas também a primeira que
Ressuscita! Não há de se falar em saudade, sem
que haja o nascedouro e a junção “tempo-espaço”.
E como ela fica marcada na galeria das memórias,
precisarei de outra crônica para dar continuidade.
Por ora, passo a descrever parte delas:

Dona Avelina, pessoa simples e de sabedoria


sui generis, tinha um sorriso franco, olhar
penetrante e desafiador, além de tiradas de
ótimo humor. Nos ensinava a sofrer sorrindo
e a sorrir para não sofrer! Matriarca, de gênio
forte, avó de um dos meus maiores e melhores
amigos, que a vida e Deus me proporcionaram,
sempre nos recebia com doçura. Sentia-me mais
que acolhido. Via em seus olhos a verdade que
o rigor e as marcas do tempo deixaram em seu
viver. Ela esteve presente em alguns momentos
importantes de minha vida.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 111


GERAL 4/5

Na missa de formatura, cantei um salmo


(138) a música SONDA-ME. Dona Avelina
ao me cumprimentar me olhou com olhos
marejados e disse mais ou menos assim:
“que coisa linda... me senti no céu...” E
muitas das vezes que ela me encontrava
depois da formatura olhava em meus
olhos e dizia “Roberto, Roberto... SONDA-
ME” E ria como se refestelasse, tornasse
plena e gozasse a existência. Doava-se em
sorriso, regozijava-se ao recordar e ao me
encontrar... Ela me arrastava para Deus.

Outro momento, foi o mais simples que pode


haver. Sempre que telefonava para a casa de
meu grande amigo Kelvin, quando ele ou sua
mãe (hoje também saudosa) Dona Josefa ou
sua tia Jeane (ambas filhas de Dona Avelina)
não atendiam, era ela que fazia as honras: “alô...
quem é?” Sou eu Dona Avelina, sabe quem
está falando? “Não... mas se você disser eu sei”.
Ela sorria, dentro de uma felicidade de criança
que colore um desenho! E às vezes dizia: “É
Roberto!?”. O que me dava a impressão que
desde sempre, ela sabia quem era.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 112


GERAL 5/5

Mas, certa vez foi diferente! Depois de


conversarmos e antes de desligar, ela pediu
um instante e me disse: “Roberto, posso te
dizer uma coisa?” Sim, Dona Avelina, pode...
“Você sabe que eu te amo? Eu te amo, viu?”
E sorria, ao passo que dizia: “E é verdade,
mesmo.” Senti-me muito amado! Ela me (re)
ensinou a amar, literalmente... Ela foi fiel nas
pequenas coisas, nas coisas mais simples se
tornou grandiosa, em meu coração, memórias,
histórias e sentimentos! Nunca a esquecerei...

Seus gestos, seus abraços, seus doces que


fazia questão de me dar, quando ela dizia ter
saudade de mim... quando perguntava se eu
tinha ficado “rico”, pois tinha muito tempo
que não ia em sua casa ou falava com os
“pobres”, com ela! Derramei lágrimas pela
sua partida, regando a “planta” da saudade
de raízes profundas em meu peito! É, cultivei
amor... Obrigado... Dona Avelina por me fazer
(re)aprender... a AMAR e VIVER!

lDr. Roberto Wagner Xavier de Souza – é advogado, professor, Mestre


e Doutor em Desenvolvimento e Meio Ambiente. Intitula-se: imaginólogo!

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 113


GERAL 1/4

Edvar Freire
L i Recomendo

AUTOR
Laurentino Gomes

EDITORA
Globo Livros

Escravidão
Não sou crítico literário. Aqui vai a visão
do leitor comum. Quem gosta de ler, e gosta
de História do Brasil de verdade, já deve ter
acompanhado a série “1808”, que trata, é

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 114


GERAL 2/4

lógico, da chegada da família real ao Brasil;


“1822”, que detalha Como um homem sábio,
uma princesa triste e um escocês louco por
dinheiro ajudaram D. Pedro a criar o Brasil
– um país que tinha tudo para não resultar;
e 1889, explicando a Independência do
Brasil até o momento em que um Golpe de
Estado político-militar, liderado por Deodoro
da Fonseca, põe fim a monarquia. Série
de excelente escrita, de lavra do jornalista
Laurentino Gomes.

Nesses livros, ele conta a verdadeira saga


da nossa história, como jamais um livro
didático contou. Outros autores seguem na
mesma linha, como a historiadora Mary Del
Priore, ou o jornalista Pompeu de Toledo.
Eles trilham na mesma vereda de escritores
e historiadores franceses, que decidiram
recontar a história em detalhes, sendo que
a mais admirável, para mim, é a autora de “A
senhora”, Catherine Clément.

Pois bem, semana passada, com grande


prazer, devorei as páginas de “Escravidão”,

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 115


GERAL 3/4

obra literária da mais alta qualidade histórica,


fartamente documentada através de exaustiva
pesquisa nos três continentes envolvidos: a
Europa, a África e o Novo Mundo.

Depoimentos de causar perplexidade,


como o envolvimento direto da Igreja
Católica com o tráfico de negros africanos,
sendo ela mesma proprietária de engenhos
e de muitos milhares de escravos, bem
como ativa na participação em expedições
de compra e venda, além de proprietária de
navios negreiros.

Para apoio institucional, havia as bulas


papais que justificavam a compra e venda de
escravos como se mercadoria fossem, páginas
muito bem excluídas da história oficial que se
aprende, até hoje, nas escolas brasileiras.

A saga dos negros apreendidos no


continente africano; a participação ativa
das próprias nações negras, que caçavam
e aprisionavam seus irmãos e irmãs,
transportando-os pelo continente sob sol

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 116


GERAL 4/4

escaldante, onde quase 50% deles morriam


antes de chegarem aos galpões miseráveis
nos pontos de embarque, quando o
aprisionamento foi-se distanciando da
região costeira.

Detalhes das viagens, a questão dos


seguros de vida, que motivavam os capitães
dos navios a evitarem a morte dos negros,
o que significaria prejuízos; os milhões de
mortos nas travessias e os outros milhões
que chegavam a Portugal e a toda a Europa,
ao Brasil, a Cuba etc.

Mapas, tabelas, livros de alfândega, a


pesquisa nos países africanos de origem
dos escravos, muito antes do comércio
com o Brasil, a escravidão entres brancos,
a escravidão entre os povos negros, enfim,
agora, você, caro leitor, querida leitora, vai
conhecer de verdade a história da escravidão
no Brasil, neste primeiro livro da série, que
aborda do descobrimento até Zumbi dos
Palmares. Aguardemos os livros II e III.
Escravidão, excelente livro, Li & Recomendo!

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 117


GERAL 1/5

Shirley Vidal
Jornalista

Meditação sobre o amor


O que seria o amor?, pensei em voz alta dia
desses. “Amor é quando alguém te oferece
coxinha”, respondeu meu filho de 10 anos,
simplificando tudo. Nina, a gata que adotamos
há 2 meses, pula no meu colo sem cerimônias
e aperta os olhos enquanto eu acaricio seu
pelo. Simples assim. Ando suspeitando que o
amor é um estado de ser. Só é amoroso quem
tem amor pra ofertar, sem impor condições ou
retribuição. Antoine de Saint-Exupéry, autor
de O Pequeno Príncipe, diz neste clássico
da literatura que “tu te tornas eternamente
responsável por aquilo que cativas”. Sem

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 118


GERAL 2/5

dúvidas, tudo aquilo que recebe atenção,


cresce. Plante uma rosa, a regue, fertilize,
exponha ao sol e a proteja das fortes chuvas
para ver o que acontece. Nascerá um broto,
irá desabrochar, perfumará o seu jardim, dará
uma cor radiante diante da luz solar, mas creia:
essa flor começará a despetalar, terá cumprido
seu ciclo de vida. É preciso confiar no processo
e aceitar as perdas inevitáveis da vida.

Então trago à questão o que seria eterno.


Finais de conto de fadas, de novelas, filmes e
fábulas estão cheios de “e foram felizes para
sempre’. Fomos culturalmente imersos nesta
crença, levados a crer que o roteiro daquelas
histórias permaneceriam inalterados. E por
isso, a maioria dos divórcios se tornam tão
dolorosos, repletos de amarguras e desafetos.
Lembremos que amor e ódio estão na mesma
linha tênue, cada sentimento numa polaridade
desta corda. Já dizia o poetinha Vinícius de
Moraes, em uma das suas crônicas, que “a
amizade é um sentimento mais nobre que o
amor.” Acredito nisso. Onde não há amizade,
cumplicidade e admiração recíproca, com trocas

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 119


GERAL 3/5

mentais onde se expandem o crescimento


como ser humano, o amor não floresce. E como
estamos todos evoluindo por bem ou por mal,
diante das situações que nos são apresentadas
nesta peça teatral chamada vida, mudamos,
nos transformamos. Nós não somos eternos
nem num ponto de vista material, pois o corpo
morre. E muito menos permanecemos estáticos
dentro de uma perspectiva mental, emocional e
espiritual. Medite como, onde e quem você era há
uma década. Nestes 10 anos, você se considera
uma pessoa melhor, mais aperfeiçoada?

O amor é puramente você, aquilo que é capaz


de executar. Então quando Matheus, meu filho,
me fala do ato de alguém dar coxinha ser amor,
ele se refere à ação generosa do compartilhar algo
de bom. Afinal, coxinha é mesmo uma delícia e se
outra pessoa te oferece esta iguaria sem cobrar
um brigadeiro de volta, poxa, isso é amor!! Não
é comércio, entende? Crianças e animais são
realmente seres puros e por isso são bem-vindos
no reino de consciência Crística, como asseverou
o nosso Mestre Jesus. Há muito mais sabedoria
diante da simplicidade do que imaginamos.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 120


GERAL 4/5

Quanto ao amor ser responsável é verdade.


Pais e mães responsáveis conhecem bem o que é
amor incondicional e cheio de responsabilidades.
É o tipo de sentimento que se sente feliz em
ver o filho feliz. Independente da circunstância,
este tipo de amor é benevolente, desprendido.
Em alguns casos, pode até ser muito apegado, o
que se constitui em risco porque filho nenhum
deve corresponder às expectativas, muitas vezes
egoicas e vaidosas, dos pais. O amor oferece
plena liberdade para ser quem se é. Do contrário,
é projeção. Querer se realizar através de outro
ser? Arregace as mangas, você que lute!

Quando entendemos, por fim, que amor pode


ser vivido de muitas formas, não esperamos
mais que sejamos objeto deste sentimento. Já
somos amor, já estamos preenchidos, amor não
é droga pra você ser dependente de alguém
pra senti-lo! O amor pode estar desdobrado
em serviço através do trabalho, onde se
transcende os mais sinceros e diversos auxílios
pelo labor. Você já se sentiu extremamente
grato e feliz ao realizar um trabalho? Me sinto
assim quando escrevo e chego até as pessoas

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 121


GERAL 5/5

através deste espaço, por exemplo. O amor


pode estar intrínseco na comida que prepara
para a família e todos ficam satisfeitos após a
refeição. O amor pode estar em uma melodia,
em uma poesia, nas plantas e animais que
cuida. Amor é doação. Somos tão abençoados
com amor que nem temos como dimensionar,
apenas treinar os sentidos para apurar. Ter
olhos de ver, ouvidos de ouvir, paladar para
degustar e coração para sentir, principalmente.
E o amor romântico? É preciso ter cuidado
para não amar apenas as sensações que o(a)
outro(a) lhe causa, que nada mais é do que
um aspecto de amor-próprio. Mudam-se as
parcerias românticas porque são saciados,
momentaneamente, tais desejos. Muita gente
quer ser amada, mas utiliza-se apenas de
recursos para serem desejadas. Neste caso,
sugiro doses de realidade de Nietzsche: “não é a
falta de amor, mas a falta de amizade que faz os
casamentos (uniões ou parcerias) infelizes”.

lShirley Vidal – É mãelabarista, cronista, jornalista e designer gráfico.


Pilota a agência VIP há 8 anos. É especialista em Comunicação Organizacional
e MBA em Marketing Digital pela ESPM.
E-mail: shirley@comunicacaovip.com.br | Instagram: @shirley_vidal

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 122


n line 1/9

politicandose@gmail.com @politicandose

PROF. FLÁVIO
RODRIGUES

A pior ditadura é a do
poder judiciário. STF e
governadores juntos
querem destruir o Brasil!
A pior ditadura é a ditadura do Poder
Judiciário. Contra ela, não há a quem recorrer.”
Essa frase, dita por Rui Barbosa no início do século
XX, profetizou o que o Brasil está vivendo hoje,

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 123


2/9

quase 100 anos depois: Uma verdadeira ditadura da


toga! Nós não votamos em juiz, nós não elegemos
ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), mas
são eles que agora governam o país.

Não é de agora que o STF vem adotando uma


postura interventora e até autoritária, derrubando
medidas e atos dos poderes Legislativo e Executivo
– principalmente deste – ou simplesmente tomando
decisões por conveniência.

Como exemplo de decisões que interferiram


diretamente nas competências do poder executivo,
temos a suspenção da validade da Medida Provisória
(MP) que extinguia a cobrança do seguro DPVAT; a
derrubada, por unanimidade, da MP de Bolsonaro que
transferia a FUNAI para o Ministério da Agricultura;
o restabelecimento do mandato de conselheiros
do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e
do Adolescente – CONANDA, órgão tomado por
esquerdistas e que o governo tentou desaparelhar;
o impedimento do executivo de extinguir todos os
órgãos colegiados da administração federal, como
conselhos, comitês e comissões, os quais sugam
recursos públicos e só servem para pendurar em

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 124


3/9

cargos esquerdistas para que eles possam dar pitaco


em decisões do governo; a recente revogação da
expulsão de 34 diplomatas venezuelanos ligados
ao ditador da Venezuela, Nicolás Maduro; e a
interferência do Ministro Alexandre de Moraes na
nomeação do Diretor Geral da Polícia Federal, que
suspendeu monocraticamente a nomeação de
Alexandre Ramagem.

Não apenas o poder executivo é vítima da


usurpação de poderes por parte do STF. Ano passado,
o STF votou a criminalização da homofobia – a qual
foi equiparada ao crime de racismo –, algo que em
tese só o poder legislativo poderia fazer. Em outubro,
a segunda turma composta por Lewandowski,
Gilmar Mendes e Cármen Lúcia, Edson Fachin e Celso
de Mello criou um “armengo” jurídico, com base
em interpretação sobre a ordem de apresentação
das alegações finais nos processos que envolvem
delações premiadas, que retirou da cadeia Aldemir
Bendine, ex-presidente do Banco do Brasil no governo
Dilma, e atrasou vários processos da Lava Jato.

Vale mencionar as deliberações por conveniência,


dentre as quais a mais importante foi a que revogou

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 125


4/9

a possiblidade de prisão após condenação em


2° instância – que até hoje nosso congresso não
teve a decência de reverter – e o grave inquérito
flagrantemente ilegal das “Fake News”, iniciado
por Alexandre de Moraes e Dias Toffoli. No Brasil,
só a Polícia Federal, as Polícias Civis e o Ministério
Público podem instaurar inquéritos, mas o STF
roubou deles também essa prerrogativa.

E não é só o STF que se sente no direito de intervir nas


competências do Poder Executivo. Foram várias decisões
arbitrárias ano passado por parte de juízes de 1° instância
que travaram ações do Executivo Federal, fazendo com
que Bolsonaro, por exemplo, tivesse que colocar de volta
os radares em rodovias federais e não pudesse nomear
Sergio Camargo como presidente da fundação Palmares
por ele não ser um militante do Movimento Negro, como
queria a Justiça Federal (TRF-5).

Esse ativismo judicial só é possível porque há


a provocação por parte dos Ministérios Públicos
estaduais, de entidades e de partidos políticos, a
absoluta maioria deles de esquerda. A Rede

Sustentabilidade é o partido que mais acionou

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 126


5/9

o Supremo, com 18 processos; seguida do PDT,


com 14; o PSOL e o PSB, com dez cada; o PT,
com oito; o Solidariedade, com cinco; e o PCdoB,
com quatro. As ações deles representam quase
30% dos questionamentos no STF, ganhando da
própria Procuradoria Geral da República (PGR).
Tais partidos se aproveitam dos nossos Ministérios
Públicos estaduais – dentre os quais o de Sergipe
– serem tomados por militantes progressistas
e de esquerda, e do nosso sistema judiciário ser
burocrático e com infinitas instâncias. Apesar
de não terem vencido as eleições e muitos como
a REDE terem obtido um desempenho pífio –
menos 2% dos votos para presidente –, acabam
governando o país por meio da interferência do
poder judiciário, por eles provocada.

A pratica do ativismo judicial tem graves


consequências para o Brasil, em especial nas
áreas de segurança e economia. E é agora, em
meio a pandemia, que estamos vendo o furor
autoritário do poder judiciário, em especial do STF,
ser escancarado e suas consequências danosas
serem vistas e sentidas por toda a sociedade. Na
segurança, tivemos várias decisões judiciais que

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 127


6/9

liberaram uma grande quantidade de criminosos,


inclusive líderes de facções criminosos, alguns dos
quais fugiram após soltura.

A maior estrago já pode ser visto na economia


graças a autonomia dada a prefeitos e governadores
de poderem fechar o comércio de suas cidades e
estados. No último dia 16 de abril, o STF definiu
que Prefeitos e Governadores tem autonomia para
implementar medidas de combate ao vírus chinês,
independente do executivo federal. Na última
quinta-feira, 07 de maio, essa decisão foi ampliada,
definido que as administrações municipais e
estaduais também podem restringir a circulação de
pessoas e veículos, inclusive em Rodovias Federais
(BRs) dentro dos seus territórios. Com isso, um
prefeito do interior pode simplesmente fechar uma
BR que dê acesso à sua cidade.

Tais decisões são um estupro à constituição e uma


violação sem precedentes ao modelo de federação
vigente no Brasil. Além da retirada de competência
do Executivo Federal, houve uma permissão para que
governadores e prefeitos ajam de forma autoritária e
restrinjam liberdades dos cidadãos.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 128


7/9

Apesar de toda essa autonomia dada à prefeitos


e governadores, na última quinta-feira o Ministro
Edson Fachin do STF derrubou o decreto que permitia
a reabertura do comércio na cidade de Londrina-PR.
No mesmo dia, a Justiça Federal também impediu a
reabertura do comércio no Distrito Federal. E assim
tem ocorrido com prefeitos de várias cidades no
interior do estado de São Paulo que tem buscado
reabrir o comércio de suas cidades contra a vontade
do governador daquele estado, “DitaDoria”.

Vejam a contradição: O mesmo STF que deu carta


branca à prefeitos e governadores para fecharem
o comércio é o mesmo STF que impede prefeitos e
governadores de abrirem o comércio. O mesmo STF que
antes dizia que as recomendações da OMS (Organização
Mundial da Saúde) deveriam ser seguidas, hoje decide
manter tudo fechado contradizendo a nova diretriz da
Organização que hoje recomenda o modelo adotado
na Suécia, que implementou o Isolamento Vertical. Ou
seja, governadores, podem fazer o que quiserem, desde
que seja aquilo que o STF quer. E o que eles querem, na
minha visão, é quebrar o país para derrubar Bolsonaro!

Nesta semana, o presidente Bolsonaro – que

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 129


8/9

é acusado de antidemocrático e autoritário pela


grande mídia e por esse mesmo sistema podre do
qual o STF faz parte, que promove o cerceamento
de liberdades – foi com empresários e o Ministro
da Economia, Paulo Guedes, levar um pouco de
realidade à bolha na qual os Ministros daquela corte
vivem. Uma realidade desesperadora que revelou a
dificuldade vivida por industriais e empresários, que
estão na com suas indústrias na UTI e podem ter
que fechar num tempo muito curto, sendo obrigados
a demitir milhares de trabalhadores.

É essa a realidade que os ministros do supremo,


com seus R$ 30 mil – pagos por nós – garantidos no
fim do mês, se negam a enxergar ou simplesmente
não se importam! Eles tem a geladeira cheia. O
trabalhador da indústria, o pequeno comerciante e,
em especial, o autônomo, não.

Após essa reunião, até agora nenhuma medida


concreta por parte do STF, responsável pelas
decisões que tiraram praticamente todo o poder
decisório do Presidente da República, foi tomada
no sentido de conciliar o combate a pandemia de
COVID-19 com a retomada da economia.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 130


9/9

Para muitos que ainda tem a coragem de defender o


que o STF vem fazendo e acreditam que a prioridade é
apenas a saúde, de onde acham que sai o dinheiro pra
comprar os respiradores chineses para as UTIs e os testes de
coronavírus? Sem dinheiro circulando, aí sim veremos um
colapso em breve, e não será apenas do sistema de saúde.

Sem a economia funcionando, em breve veremos


a dívida do governo crescer de forma exorbitante e
seremos nós, novamente, a pagar essa conta sofrendo
com inflação, aumento de impostos, desemprego e falta
de investimentos. Diante do que temos visto, fica cada
vez mais transparente que o único objetivo do Poder
Judiciário, em especial do STF, é fazer um jogo político
para usurpar poderes do Presidente da República e
assim impedi-lo de governar, e deixar a economia do
país quebrar, sem se importar com as consequências de
suas decisões para os cidadãos trabalhadores.

O que parece é que a nossa Constituição não vale mais


nada e que o STF se tornou a própria LEI. Ditadores de toga!
lFlavio Oliveira Rodrigues Coordenador do Movimento Direita Sergipana

ACESSE MAIS NOTÍCIAS EM WWW.CINFORM.COM.BR

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 131


EDIÇÃO 1935

O dinheiro é
referente aos
meses de abril,
maio e junho

MUNICÍPIOS RECEBEM
RECURSOS DESTINADOS
À ASSISTÊNCIA SOCIAL
ÍNDICE TOQUE E ACESSE

GERAL
Municípios recebem recursos
destinados à assistência social 134

“Se cada um fizer sua parte,


podemos vencer o coronavírus”! 138

Prefeitura de Itabaiana
realiza parceria com UFS 140

Prefeitura de Socorro (SE)


firma parceria com UFS 145

Prefeitura acolhe profissionais


prejudicados pelo isolamento 148

ANUNCIE
AQUI

CONTATE SUA AGÊNCIA DE PUBLICIDADE OU


TOQUE u E FALE COM OS NOSSOS CONSULTORES
uElenaldo Santana (79) 99949-9262
uEmail: comercial@cinform.com.br

SE PREFERIR, FALE DIRETAMENTE


COM O CINFORM SOLICITANDO UMA VISITA
(79) 3304-5414
ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 133
| GERAL 1/3

GERAL

MUNICÍPIOS
RECEBEM
RECURSOS
DESTINADOS À
ASSISTÊNCIA
SOCIAL
lO dinheiro é referente aos
meses de abril, maio e junho

Por AGÊNCIA BRASIL | Brasília Com informações do Ministério da Cidadania

Recursos da ordem de R$ 600 milhões


serão transferidos para a assistência social de
todos os municípios, a partir desta sexta-feira

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 134


| GERAL 2/3
DIVULGAÇÃO

(8). A transferência do dinheiro é referente


aos meses de abril, maio e junho e será feita
pelo Ministério da Cidadania, por meio do
Fundo Nacional de Assistência Social, e tem
por objetivo proteger a população vulnerável,
que mais tem sofrido as consequências da
pandemia do novo coronavírus (covid-19).

“Vamos fazer o pagamento de uma


parcela que vai englobar três meses,
exatamente para dar condições para
o Sistema Único de Assistência Social
(Suas). É um exército que chamo ‘do bem’,
próximo de 200 mil pessoas que estão em

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 135


| GERAL 3/3

cada canto do Brasil, levando não apenas


alimento e prevenção, mas carinho, conforto
e estímulo para a população enfrentar este
momento”, disse o ministro Onyx Lorenzoni,

Um segundo repasse será feito em 8 de


junho, serão mais R$ 600 milhões, referentes
aos meses de julho, agosto e setembro. Com
isso, o total destinado para o fortalecimento
da assistência social, via cofinanciamento do
Suas, chegará a R$ 1,2 bilhão. Os recursos
foram garantidos na Medida Provisória nº
953, publicada em 16 de abril, que abriu
crédito extraordinário de R$ 2,5 bilhões.

De acordo com o ministério, outra parte dos


recursos será destinada para os municípios
atuarem em três frentes: aquisição de
Equipamentos de Proteção Individual (EPIs)
para as equipes de assistência social; compra
de alimentos para as instituições que cuidam
de idosos, além de orfanatos; e ações de
acolhimento e abrigamento de moradores de
rua. O anúncio da aplicação desses recursos foi
feito no dia 30 de abril.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 136


| GERAL 4/8

“É um volume de R$ 1,03 bilhão para a


aquisição. Nós temos hoje 1.686 municípios
brasileiros habilitados a receber os recursos. São
R$ 159 milhões que estão sendo transferidos a
partir de hoje para esses municípios, também no
sistema de duas parcelas. Recebe um primeiro
volume que permite o atendimento por três
meses e, depois, uma segunda parcela em junho,
para atender outros três meses”, disse Lorenzoni.

BAIXE NOSSO JORNAL


DIRETAMENTE DO SITE:
www.cinform.com.br/edicoes

Todas as notícias do
CINFORM na palma da
sua mão, a qualquer hora,
em qualquer lugar

A NOVA ERA DA NOTÍCIAS

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 137


| GERAL 1/2

“SE CADA UM FIZER SUA


PARTE, PODEMOS VENCER
O CORONAVÍRUS”!
lCom essa bandeira o município
trava sua luta contra o inimigo
comum de todos os brasileiros

A Prefeitura de Tobias Barreto seguirá


respeitando as medidas determinadas pelo
Governo Estadual no combate e enfrentamento
à covid-19, doença provocada pelo novo
coronavírus, mas também está aperfeiçoando
o seu plano local. Uma iniciativa importante da
Gestão é a criação de barreiras sanitárias (fixas e
móveis) para atuar nas divisas do município, em
atuação conjunta com as autoridades policiais,
sendo que, o ingresso de qualquer pessoa
no âmbito do Município de Tobias Barreto/
SE só será permitido estando ela no uso de
máscara de proteção individual, além de haver
a possibilidade de aferição da temperatura

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 138


| GERAL 2/2

mediante equipamento automatizado


Permanece a suspensão da Feira Livre de
Alimentos, de Animais às segundas e da
tradicional “Feira da Coruja”. A fiscalização nas
divisas e em toda a cidade será intensificada, a
fim de evitar a proliferação do vírus.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 139


| GERAL 1/5
FOTOS DIVULGAÇÃO

PREFEITURA DE
ITABAIANA REALIZA
PARCERIA COM UFS
lAdministração do município firma
parceria coma Universidade Federal de
Sergipe para realização de testagem para
coronavírus na feira livre

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 140


| GERAL 2/5

Em tempos de pandemia do novo


coronavírus, um conceito deve ser aplicado
ao máximo: o da efetivação de parcerias. E
assim aconteceu na Feira Livre de Itabaiana,
na manhã desta quarta, 6, quando alunos,
profissionais e professores da Universidade
Federal de Sergipe (UFS) realizaram testes
rápidos para o Covid-19. E essa ação que
contou com o total apoio da Prefeitura de
Itabaiana na organização e estrutura.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 141


| GERAL 3/5

“Nós nos sentimos muito honrados por essa


ação da UFS em nossa cidade. Por isso mesmo
não medimos esforços para que tudo corresse
bem, a contento, de forma organizadas e
permitindo que o trabalho dos profissionais
da UFS e da nossa Saúde pudessem atuar de
maneira tranquila, garantindo mais qualidade
ao trabalho realizado”, destacou o prefeito de
Itabaiana, Valmir de Francisquinho;

Por se tratar de um projeto de pesquisa,


alguns critérios foram estabelecidos para que as
pessoas pudessem fazer e um deles é que todos
deveriam estar assintomáticos. A secretaria de
Saúde, junto a SMTT e Guarda Municipal, cuidou
de todos os detalhes para que os normas de
distanciamento social e higienização fossem
obedecidos (marcação no chão, lavagem
das mãos, distribuição de máscaras e todo o
trabalho de educação em saúde).

“Foi um momento realmente especial essa


parceria. Em tempos tão difíceis como os
que estamos vivendo, saber que podemos
contar com expertise e a competência de

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 142


| GERAL 4/5

profissionais tão engajados como os da


nossa Universidade Federal de Sergipe é
realmente uma grande alegria e nos dá
ainda mais coragem e disposição para o
trabalho”, destaca a secretária de Saúde do
município, Mara Rúbia.

A equipe da UFS também demonstrou


sua satisfação por ter conseguido atingir a
meta de 383 coletas realizadas. As pessoas
testadas receberão o resultado dos testes

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 143


| GERAL 5/5

em seu celular até a próxima sexta-feira, 8 de


maio. E, de posse das informações obtidas,
a UFS elaborará um mapa epidemiológico
do município, que, inclusive, servirá como
ferramenta de trabalho para a Saúde
municipal, ajudando a implementar as
políticas públicas de combate à pandemia.

O Prof. Dr. Marcelo Alves Mendes, diretor


do campus Prof. Alberto Carvalho, unidade
itabaianense da UFS, reforçou o sucesso
da ação. “Queremos agradecer e colocar a
UFS a disposição para estabelecer novas
parcerias que venham contribuir com o
desenvolvimento do município e do Estado
de Sergipe”, afirmou o diretor.

E Valmir de Francisquinho aproveitou para


agradecer à UFS. “Através de Marcelo, a
universidade está sempre presente e engajada
em parcerias em prol do bem da população
itabaianense. Agradeço ainda o empenho de
todos os profissionais de saúde, a presença
de todas as autoridades e a participação do
nosso povo”, finalizou o prefeito.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 144


| GERAL 1/3

PREFEITURA DE
SOCORRO (SE)
FIRMA PARCERIA
COM UFS
A Prefeitura de Nossa Senhora do Socorro,
em parceria com a Universidade Federal de
Sergipe (UFS), realizou na manhã desta terça-
feira, 05, no Conjunto João Alves, uma ação
de mapeamento do Coronavírus (Covid-19)
no município. A ação faz parte de um projeto
de pesquisa da instituição de ensino e tem
como objetivo a realização de testes rápidos
na população dos dez municípios mais
populosos do estado, entre eles, Nossa
Senhora do Socorro. Na oportunidade, mais
de 400 testes rápidos foram realizados.

Valter Santana, Vice-Reitor da UFS

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 145


| GERAL 2/3

comentou sobre a iniciativa do projeto


científico. “Esse projeto foi criado
para auxiliar os gestores do estado no
mapeamento e na contenção dessa crise
de saúde. Então, através dos nossos
professores, alunos e servidores dedicados,
estamos realizando esta ação”, declarou.

O Prefeito Padre Inaldo enalteceu a parceria


com a UFS com o município no combate
ao Covid-19. “Esse projeto e vital para que
possamos perceber como está a disseminação
do Coronavírus no nosso município. Este é
um trabalho de grande eficácia, onde vemos a
preocupação e a procura da população pelo
teste. Todos precisam se cuidar cada vez
mais e o isolamento social ainda é a melhor
opção para manter a população segura.
Somos gratos a UFS, afinal sabemos que a
realização dos testes traz um pouco de alívio
para os socorrenses”, declarou.

Maxsom Oliveira, coordenador do projeto


destacou como o envolvimento da Prefeitura
fez toda diferença durante a ação. “O objetivo

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 146


| GERAL 3/3

do nosso projeto é conseguir fazer um


mapeamento dos casos do novo Coronavírus
no nosso estado, e através da parceria com
a Prefeitura de Socorro, temos uma maior
logística de organização para que os testes
sejam realizados, levando em conta que
Socorro é a segunda cidade mais populosa do
estado de Sergipe”, declarou.

BAIXE NOSSO JORNAL


DIRETAMENTE DO SITE:
www.cinform.com.br/edicoes

Todas as notícias do
CINFORM na palma da
sua mão, a qualquer hora,
em qualquer lugar

A NOVA ERA DA NOTÍCIAS

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 147


| GERAL 1/3

PREFEITURA
ACOLHE
PROFISSIONAIS
PREJUDICADOS
PELO ISOLAMENTO
lTaxistas, mototaxistas, canoeiros,
motoristas de transporte escolar e artesãos
irão receber auxílio do governo municipal

A Prefeitura de Barra dos Coqueiros,


através da Secretaria Municipal de
Assistência Social, começou a fazer o
cadastro de alguns trabalhadores informais
que foram afetados em decorrência dos
efeitos do novo coronavírus, para receber
o Auxílio Emergencial que corresponde a
uma única parcela no valor de R$ 300 reais,
concedido pelo Governo Municipal.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 148


| GERAL 2/3

A medida foi anunciada pelo prefeito


após tomar conhecimento da atual situação
de algumas categorias, como taxistas,
mototaxistas, canoeiros, motoristas de
transporte escolar e artesãos do município.

Em reunião com o prefeito, a presidente


da Associação de Canoeiros e Usuários de
Tototós do Estado de Sergipe, Mary Almeida,
relatou os impactos causados pela covid-19
no serviço desempenhado por essa categoria
e, falou sobre a sustentabilidade social que
esses trabalhadores estão alcançando. “Desde
o terceiro dia da quarentena, nós entramos em
contato com a assistência do nosso município
e encontramos de fato as portas abertas para

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 149


| GERAL 3/3

que pudéssemos ver de que forma as políticas


públicas poderiam ser aplicadas para minimizar
os transtornos causados pela pandemia.
Antes do isolamento social nós conseguíamos
transportar por embarcação cerca de 100
pessoas, com o isolamento social esse número
de passageiros caiu, chegando até 5 pessoas
por embarcação. Diante disso, percebe-se
que o quadro é bem crítico e com essa ajuda
financeira por parte da administração municipal
será possível garantir e minimizar os impactos
na renda familiar”, destacou Mary.

Ainda segundo a presidente, fazem parte


da associação cerca de 50 pessoas, entre
donos, tripulantes, proeiros e comandantes.
Até o fechamento desta matéria já tinham sido
cadastrados 30 canoeiros.

É importante lembrar que essa é mais uma


proposta adotada pelo Governo Municipal, por
meio do Comitê Municipal de Enfrentamento e
Prevenção à Covid-19, em meio à pandemia.

ACESSE MAIS NOTÍCIAS EM WWW.CINFORM.COM.BR

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 150


EDIÇÃO 1935

JEEP WRANGLER
RUBICON NO BRASIL
A Jeep traz para o Brasil o Wrangler Rubicon, a versão mais
furiosa do herdeiro do jipe da Segunda Guerra Mundial
ÍNDICE TOQUE E ACESSE

Radical por natureza 153

Além da superfície 159

Nas graças da galera 172

O barato do futuro 178

Duas dezenas a bordo 183

NOTAS – 189

ANUNCIE
AQUI

CONTATE SUA AGÊNCIA DE PUBLICIDADE OU


TOQUE u E FALE COM OS NOSSOS CONSULTORES
uElenaldo Santana (79) 99949-9262
uEmail: comercial@cinform.com.br

SE PREFERIR, FALE DIRETAMENTE


COM O CINFORM SOLICITANDO UMA VISITA
(79) 3304-5414
ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 152
2/7
FOTOS DIVULGAÇÃO

Radical
por natureza
Por Daniel Dias
Agência AutoMotrix

A Jeep traz para o Brasil o Wrangler


Rubicon, a versão mais furiosa do
herdeiro do jipe da Segunda Guerra Mundial

Modelo mais fiel às “feições” do famoso jipe


CJ, desenvolvido para os Aliados combaterem os
nazistas na Segunda Guerra Mundial nos desertos

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 153


3/7

da África, o Jeep Wrangler está na sua quarta


geração. Agora, o Grupo Fiat Chrysler Automobiles
(FCA) traz para o Brasil a versão Rubicon do seu
veículo de produção com a maior capacidade
off-road, que é produzido desde 1987 na fábrica
original da Jeep em Toledo, Ohio (Estados Unidos).
A configuração foi mostrada antecipadamente no
ano passado no Jeep Experience Territory, evento
itinerante realizado em oito cidades brasileiras.
A versão Wrangler Rubicon chega com preço
sugerido de R$ 419.990. “Mesmo com muitas das
nossas cento e noventa e nove concessionárias
com as portas fechadas por causa dos decretos em
cada cidade ou Estado para reforçar o isolamento

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 154


4/7

social contra a pandemia do coronavírus, a Jeep


está com sua equipe de vendas a pleno vapor
pelos canais digitais ou por telefone. Temos
inclusive a possibilidade de agendamento de test-
drive e entregas de carros em domicilio, seguindo
as orientações de segurança para a saúde de
todos”, explica Alexandre Aquino, gerente-sênior
do Brand Jeep para a América Latina.

A Rubicon é a representação máxima do legado


da marca Jeep. A versão chegou ao Wrangler
em 1997 em homenagem à Rubicon Trail. A
trilha da Califórnia, ao sul do Lake Tahoe, tem
extensão de aproximadamente 35 quilômetros

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 155


5/7

e é considerada uma das pistas mais técnicas


de condução off-road dos Estados Unidos. A
Rubicon encara o trajeto sem a necessidade de
qualquer preparação, exatamente como sai da
concessionária. Todo o Wrangler já “nasce” com o
selo Trail Rated, que garante sua capacidade off-
road, ao atender as exigências da Jeep em cinco
quesitos: tração, distância do solo, articulação,
manobrabilidade e capacidade de submersão.

O Wrangler Rubicon Unlimited é equipado com


o motor 2.0 DOHC turbo totalmente novo com
272 cavalos de potência e 40,7 kgfm de torque. O
propulsor é integrado à transmissão automática
de 8 marchas TorqueFlite, com trocas mais suaves
e rápidas, aprimorando a aceleração, entregando
melhor desempenho em trilhas off-road e mais
suavidade no asfalto. Dessa forma, a versão é a
mais capaz da família no uso fora-de-estrada e traz
como destaque o sistema 4x4 Rock-Trac com eixos
Dana 44 de última geração e alto desempenho com
relação reduzida de 4:1. Outros recursos exclusivos
são o bloqueio eletrônico dos diferenciais dianteiro
e traseiro Tru-Lok, a barra estabilizadora da
frente com desconexão eletrônica, a suspensão

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 156


6/7

5 centímetros mais alta, os pneus lameiros BF


Goodrich de 33 polegadas e a proteção extra sob a
carroceria contra o impacto com pedras.

Com uma capacidade de reboque de mais


de 1,5 tonelada, o Wrangler Rubicon se mostra
capaz em todas as situações, inclusive em áreas
inundadas com até 76 centímetros de altura. Os
ângulos de ataque (na frente) e de saída (atrás)
são os melhores da categoria, com 44 graus e 37
graus, respectivamente. O conteúdo tecnológico
é outro destaque da versão, como a central
multimídia Uconnect com tela sensível ao toque
de 8,4 polegadas. O modelo conta com navegação
GPS própria e conectividade com os sistemas
Apple CarPlay e Android Auto. Outra exclusividade

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 157


7/7

do Uconnect no Wrangler são as Off-Road


Pages. Essas telas passam informações como
a inclinação lateral e longitudinal do veículo, o
modo de tração selecionado, o grau de esterço da
direção, as coordenadas geográficas e a altitude
em relação ao nível do mar.

O Wrangler Rubicon tem ainda sensores


frontais e traseiros, câmera de ré com linhas
de grade dinâmicas e itens de tecnológicos
como monitoramento de ponto cego e aviso de
colisão frontal com alertas de frenagem ativa. A
versão, assim como as outras do Wrangler, tem
para-brisa dobrável e portas removíveis para
a configuração à escolha do cliente. Os faróis
full-led do Rubicon, com visual e estilo único,
entregam maior visibilidade e segurança ao
condutor. O Wrangler Rubicon está disponível
nas cores Granite Crystal, Black, Bright White
e Punk’n, essa, exclusiva da versão. O cliente
pode conhecer mais sobre o Wrangler Rubicon
no site clicando aqui: Na mesma página, é
possível clicar em “Compre o Seu”, preencher
um formulário e escolher a concessionária
mais próxima, que entrará em contato.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 158


1/13
FOTOS LUIZA KREITLON

Além da superfície
Versão Drive 1.8 com câmbio automático
do Fiat Cronos tem o mesmo “powertrain”
das configurações “top” Precision e “esportiva”
HGT, mas custa menos

Por Luiz Humberto Monteiro Pereira


Agência AutoMotrix

Em 2018, quando foi lançado no Brasil, o Fiat


Cronos ajudou a embalar um novo segmento
de sedãs compactos mais espaçosos e bem
equipados no mercado nacional. Nunca esteve
entre os mais vendidos – em seu primeiro ano,

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 159


2/13

obteve aproximadamente 3 mil emplacamentos


mensais, média que caiu para 2 mil unidades por
mês em 2019. Este ano, de janeiro a março, o sedã
trazido da Argentina emplacou 1.635 unidades
mensais e foi o vigésimo nono automóvel mais
vendido do país. Porém, em abril, quando o
isolamento social causado pela pandemia da
Covid-19 praticamente paralisou o mercado,
foram emplacadas apenas 862 unidades.
Apesar de sua média de emplacamentos em
2020 ter caído quase pela metade em abril, o
sedã da Fiat foi um dos automóveis que menos
perderam vendas – o encolhimento do mercado
automotivo no Brasil no mês passado beirou os

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 160


3/13

80% em relação à média do primeiro trimestre.


O concorrente Volkswagen Virtus, por exemplo,
que ao longo do ano passado vendeu quase
o dobro do Cronos, teve uma queda de 77%
nas comercializações em abril em relação à
média dos três primeiros meses de 2020 – com
as 653 unidades emplacadas no mês passado,
pela primeira vez o sedã da marca alemã foi
ultrapassado em vendas pelo adversário da
fabricante italiana.

A política agressiva de preços talvez ajude a


explicar porque o Cronos foi um pouco menos
afetado pela crise causada pelo coronavírus
do que outros modelos. A configuração
básica 1.3 com câmbio manual, procurada
predominantemente por frotistas, parte de R$
59.990. Mas a versão mais acessível efetivamente
disponível aos consumidores comuns é a
Drive – não por acaso, a mais procurada nas
concessionárias. É oferecida com motor 1.3 com
câmbio manual (R$ 62.990) ou automatizado
GSR (R$ 66.990). Com propulsor 1.8 E.torQ e
transmissão automática de 6 marchas, sai
por R$ 69.990. Acima da Drive 1.8 com câmbio

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 161


4/13

automático existem as versões Precision


(R$ 75.490) e HGT (R$ 78.490), entretanto,
ambas trazem o mesmo “powertrain” da Drive
automática e acrescentam apenas equipamentos
e adereços.

Em toda a linha Cronos, o design sempre


foi o ponto alto. As linhas da carroceria são
dinâmicas, em um estilo italiano que agrada
a muita gente. Na frente, o capô tem frisos
diferenciados e a grade é mais afilada em
relação ao Argo, do qual é originado. A solução
da traseira é equilibrada e remete a modelos
mais sofisticados, com lanternas bipartidas de

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 162


5/13

leds que reforçam a elegância. Sob o capô das


as versões do Cronos com câmbio automático
está o motor 1.8 E.TorQ. Trata-se de um quatro
cilindros 16V flex que entrega 139 cavalos e 19,3
kgfm de torque com etanol. É possível acionar as
marchas manualmente, na manopla do câmbio
automático de 6 marchas – na versão Drive
automática, as “borboletas” atrás do volante são
disponibilizadas em um pacote opcional.

O Cronos Drive automático traz de série


alarme antifurto, alertas de limite de velocidade
e manutenção programada, apoia-pé para o
motorista, ar-condicionado, banco do condutor
com regulagem de altura, brake light, central
multimídia com “touchscreen” de 7 polegadas
com Android Auto e Apple CarPlay, Bluetooth
e sistema de reconhecimento de voz, chave
canivete com telecomando para abertura das
portas, dos vidros e da tampa do compartimento
de carga, computador de bordo, direção elétrica
progressiva, controle eletrônico da aceleração,
sistema Isofix para fixação de cadeirinhas infantis,
sistema de partida a frio sem tanque auxiliar de
gasolina, sensor de estacionamento traseiro com

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 163


6/13

visualizador gráfico, sistema de monitoramento


de pressão dos pneus, tomada 12V, travas e
vidros elétricos dianteiros com one touch e
antiesmagamento e volante com regulagem de
altura. Também estão presentes assistente de
partida em subidas, sinalização de frenagem de
emergência e controles dinâmicos de estabilidade
e tração. As rodas têm 15 polegadas, mas o
modelo opcionalmente pode vir com rodas de 16
polegadas. Em termos de airbags, o modelo traz
apenas os dois frontais obrigatórios – laterais só
aparecem como opcionais na versão HGT.

Ao abrir mão de alguns equipamentos de

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 164


7/13

conforto, conectividade e conveniência, que


acabam encarecendo os carros e em algumas
vezes são pouco utilizados, o Cronos 1.8 Drive
automático acaba ganhando pontos na relação
custo/benefício. No entanto, o preço sugerido
inicial de R$ 69.990 vale somente se o modelo
for na cor Preto Vulcano. As outras cores sólidas
Vermelho Montecarlo e Branco Banchisa
acrescentam R$ 950 à fatura. Já as metálicas
(como o Cinza Silverstone do modelo testado) e
perolizadas encarecem o sedã em R$ 1.730. São
oferecidas para essa versão dois kits de opcionais.
O Convenience, presente no modelo avaliado,
acrescenta vidros elétricos traseiros com one

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 165


8/13

touch e antiesmagamento, ar-condicionado


automático digital, retrovisores externos elétricos
com luzes indicadoras de direção integradas e
função Tilt Down (rebatimento automático do
retrovisor direito ao acionar a ré) e câmera de ré
com linhas dinâmicas. Sai por R$ 2.950. O Stile
2, que não estava no veículo testado, agrega
faróis de neblina, banco traseiro bipartido, piloto
automático, volante em couro com alavancas de
seleção das marchas tipo borboleta e rodas de
liga leve 6.0 x 16 polegadas com pneus 195/55
R16. Esse kit custa R$ 3.990. Como acessórios, são
disponibilizados ainda para essa versão protetor
de cárter (R$ 261), friso lateral texturizado (R$
334), friso lateral cromado (R$ 581) e iluminação
interna traseira (R$ 203).

EXPERIÊNCIA A BORDO
SEM EXCESSOS NEM CARÊNCIAS

O aproveitamento de espaço sempre foi um


ponto alto dos modelos da Fiat, mas o Cronos
manteve o entre-eixos do hatch Argo – ou seja,
atrás, dois adultos e uma criança viajam bem,
porém, três adultos ficam um tanto compactados.
Os bancos oferecem ergonomia correta, com

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 166


9/13

espumas de densidade macia. Pena que o apoio


do braço do motorista atrapalha um pouco o
acionamento do freio de estacionamento. No
geral, os comandos são bem posicionados e a
tela sensível ao toque de 7 polegadas localizada
no console central – que lembra um tablet – dá
amplo acesso à central multimídia, interagindo
com smartphones com Android Auto e Apple Car
Pay e obedece a comandos de voz.

A bordo, existe um bom número de porta-


objetos, mas são mais rasos do que o desejável.
O porta-malas, de 525 litros, é similar ao do seu

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 167


10/13

concorrente Virtus, que tem 521 litros. Pena que


as alças da tampa roubem um pouco de espaço.
Pelo menos, elas têm molas que limitam o retorno
da tampa do bagageiro na abertura.

IMPRESSÕES AO DIRIGIR
SEDE, VIGOR E EQUILÍBRIO
O motor flex 1.8 de 139 cavalos de potência
e 19,3 kgfm de torque do Cronos automático é
o mesmo que movimenta a picape Fiat Toro e o
Jeep Renegade. Está um tanto “datado” – novos
motores para a linha de compactos da FCA são
anunciados para 2021 – e passa longe de ser
um primor em termos de eficiência energética.
Com médias de 6,7 km/l na cidade e 9,3 km/l na
estrada com etanol e 9,8 km/l na cidade e 13,3
km/l na estrada com gasolina, o Cronos 1.8 Drive
automático recebeu do Inmetro no Programa
Brasileiro de Etiquetagem a pouco edificante
classificação “C” na comparação absoluta geral e
“D” na relativa à categoria.

Se as visitas aos postos de combustível podem


se tornar mais frequentes que o desejável, pelo
menos o desempenho não deixa a desejar. No

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 168


11/13

Cronos 1.8 Drive, arrancadas e ultrapassagens


acontecem sem esforço aparente. O torque
máximo de 19,3 kgfm está disponível em 3.750
rotações, todavia, aos 2 mil giros, o sedã já acelera
com bastante vontade. É um conjunto mecânico
que não desaponta quem tem um estilo mais
“nervoso” de dirigir.

Embora sua suspensão seja balanceada para o


conforto, o Cronos se sai bem nas curvas rápidas.
Nas de raio longo, há uma discreta tendência
de sair de frente, porém, nada preocupante. O
controle eletrônico de estabilidade, que é de série
na versão, atua de forma precisa se o motorista

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 169


12/13

abusa do acelerador nas curvas. Nas frenagens,


o bom equilíbrio do conjunto suspensivo fica
bem evidente. A dianteira mergulha sutilmente,
enquanto a traseira se mantém sob controle.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 170


13/13

FICHA TÉCNICA
FIAT CRONOS 1.8 DRIVE AUTOMÁTICO

MOTOR 1.747 cm³, 4 cilindros em linha 1.8, 16V,


flex POTÊNCIA 135 cavalos a 5.750 rpm (gasolina)
e 139 cavalos a 5.750 rpm (etanol) TORQUE 18,8
kgfm a 3.750 rpm (gasolina) e 19,3 kgfm a 3.750
rpm (etanol) CÂMBIO automático de 6 marchas
DIREÇÃO elétrica SUSPENSÕES MacPherson
(dianteira) e eixo de torção (traseira) FREIOS
disco ventilado (dianteira) e tambor (traseira)
TRAÇÃO dianteira DIMENSÕES 4,36 metros de
comprimento, 1,72 metro de largura, 1,51 metro
de altura. Entre-eixos: 2,52 metros RODAS aço
estampado 6.0 x 15 polegadas com calotas
integrais PNEUS 185/60 R15 PORTA-MALAS 525
litros TANQUE 48 litros PESO 1.200 kg

Preço básico da versão


1.8 Drive automática:
R$ 69.990.

Preço do modelo avaliado,


na cor Cinza Silverstone e com
o kit opcional Convenience:
R$ 74.670.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020


-11/4/2020 - 171
1/6
FOTOS GUILHERME VELOSO

Teste da Harley-Davidson Low Rider S

Nas graças
da galera
Por Aldo Tizzani, do “MinutoMotor”
especial para a AutoMotrix

A nova Harley-Davidson Low Rider S


foi criada para atrair o público jovem

Uma solicitação dos entusiastas das motos


estradeiras – e, por consequência, em sua quase
totalidade, fãs da Harley-Davidson – se tornou
realidade. O retorno da Low Rider S atendeu a
uma insistente demanda do público com perfil
mais jovem, que buscava uma moto de fábrica

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 172


2/6

com características típicas das chamadas “Club


Bikes” – representadas pelo guidão dirt-track em
risers retos, pedaleiras centrais e capa sobre o
farol. Tal estilo de motocicleta foi popularizado
na série “Filhos da Anarquia” (“Son’s of Anarchy”),
sobre um clube de motociclistas do norte da
Califórnia, embalada pela música “This Life”, de
Curtis Stigers, com a banda The Forest Rangers.

A nova integrante da linha Softail mantém


banco solo – como no modelo anterior da família
Dyna – e ostenta lanterna de leds, suspensão
dianteira invertida e freio com disco duplo na
frente. Conta ainda com instrumentação sobre
o tanque de combustível – uma característica
clássica das Low Rider desde seu lançamento, em

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 173


3/6

1977 – e rodas de liga leve com acabamento em


bronze. Uma moto “vintage” com personalidade
radical, que certamente atrairá um público jovem,
despojado e disposto a investir em desempenho.
O Milwaukee Eight 114, de 1.868 cc, esbanja
torque desde as baixas rotações: são 16 kgfm
liberados em sua plenitude a partir de 3 mil rpm.
Mas faltam o controle de tração e os modos de
pilotagem, recursos já adotados na linha Harley-
Davidson Touring. O preço sugerido para a Low
Rider S é a partir de R$ 74.800.

IMPRESSÕES AO PILOTAR
COMPANHEIRA DE ESTRADA

Os pilotos que têm estatura e peso compatível
com o brasileiro médio (cerca de 1,75 metro e 80

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 174


4/6

quilos) podem, inicialmente, estranhar um pouco


a ergonomia imposta pela Low Rider S, com seu
banco estreito, guidão alto e fechado e pedaleiras
mais recuadas. Há uma certa distância do banco
para o guidão em sua posição original, causando
um certo desconforto no punho direito na primeira
vez em que se pilota a Low Rider S. Com ajustes
no ângulo e na distância do guidão e o piloto,
a ergonomia melhora muito e a dor no punho
simplesmente desaparece. No primeiro contato –
quatro voltas na pista do Haras Tuiuti –, deu para
sentir saudade das power cruiser FXDR 114 e das
antigas V-Rod e Night Rod Special. Porém, se faltou
uma maior sintonia entre homem e máquina em
termos de conforto, sobrou torque do motor e
ciclística ajustada, tudo bem amarrado pelo chassi

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 175


5/6

duplo berço.Já na estrada, a Low Rider S pareceu


uma moto completamente diferente. A postura
sobre a clássica moderna da Harley-Davidson
foi melhorada e, consequentemente, o nível de
conforto aumentou. A posição de pilotagem estava
mais relaxada, pois a marca fez alguns ajustes no
guidão, recuado em direção ao piloto. Com mais
confiança sobre a moto, o desempenho também
melhorou, e muito! A Low Rider S se revela uma
das Harley-Davidson mais prazerosas de se pilotar,
pelo estilo, pela agilidade e, acima de tudo, pela
instantânea entrega de torque e potência do motor.

O Milwaukee Eight 114, de 1.868 cc, é realmente


uma usina de força. Em função do ângulo de

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 176


6/6

cáster recuado, a moto é divertida nas saídas de


curvas, principalmente quando o motociclista gira
o acelerador com vontade. Em uma retomada
vigorosa, o piloto “cola” no banco. Releitura dos
modelos anos 80 e 90, a Low Rider S transmite
boa dose de esportividade e dá até para raspar as
pedaleiras no asfalto nas curvas mais fechadas. A
suspensão invertida na dianteira, aliada aos discos
duplos e roda aro 19 polegadas e cinco raios,
oferece equilíbrio, agilidade e segurança.

O mesmo pode ser dito em uma condução


urbana, na qual a moto se torna prazerosa para se
trafegar entre os carros. Sua entrada e saída de curvas
são fáceis e não exigem esforço, assim como os freios
com pinça com quatro pistões na dianteira e dois
na traseira, associado ao ABS, param a moto com
extrema eficiência. Para quem está acostumado a
pilotar uma Harley-Davidson, é uma grata surpresa. O
posicionamento do painel sobre o tanque, apesar de
clássico e seguir o estilo das Low Rider do passado,
incomoda um pouco, já que o piloto precisa baixar
a cabeça para buscar as informações tanto do
velocímetro quanto do tacômetro, que também
sofrem reflexos do Sol em um dia mais claro.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 177


1/5
FOTOS DIVULGAÇÃO

O barato do futuro
A Renault indiana apresenta o Kwid
renovado e mais estiloso, que pode
inspirar o modelo brasileiro em 2021

Por Daniel Dias


Agência AutoMotrix

Depois de debutar mundialmente na Índia,


em 2015, o Kwid começou a ser produzido
em São José dos Pinhais (PR) em 2017 e logo
desbancou o Sandero do posto de Renault
mais vendido no Brasil. No mercado brasileiro,
o “SUV dos compactos” é oferecido em quatro
versões, Life, Zen, Intense e Outsider. No final
da semana passada, o Kwid recebeu na Índia

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 178


2/5

sua primeira reestilização, que pode chegar


aqui em 2021. A própria Renault do Brasil já
deu pistas de que pretende alterar algumas
coisas no modelo nacional por duas razões
bem claras. A primeira é devido ao modelo
nunca ter chegado à liderança de vendas
entre os carros e os comerciais leves no país,
apesar de ser o veículo sobre quatro rodas
mais barato entre os produzidos no Brasil.
A segunda seria para deixar seu “carrinho”
mais estiloso, como ficou o seu representante
indiano, especialmente na parte da frente.

O Kwid com a nova “cara” ganhou um


ar de modernidade, adotando o conjunto
óptico dividido em duas partes – mostrado
pela primeira vez no conceito KZ-E, que dará

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 179


3/5

origem ao Kwid elétrico –, além de uma grade


com guarnições cromadas. A marca francesa
resolveu fazer as mudanças para mantê-
lo mais atual, acrescentando uma série de
melhorias estéticas. O renovado Kwid 2020
ganhou uma aparência próxima do recém-
chegado City K-ZE, o elétrico mais acessível ao
público, já à venda na China. Externamente,
somam-se no modelo indiano um novo
formato para o para-choque, novos desenhos
para as rodas de liga leve de 14 polegadas e
tons inéditos para a carroceria. Na traseira, o
carro se limitou ao terreno dos retoques, no
para-choque e nas lanternas em leds.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 180


4/5

No interior, o Kwid indiano herda elementos


do Triber – versão para sete pessoas do Kwid,
apresentada na Índia em junho do ano passado
–, como os instrumentos, o volante e o novo
sistema de infoentretenimento com uma tela
“touchscreen” bem destacada no tamanho e na
posição no carro, com compatibilidade com os
sistemas Android Auto e Apple CarPlay.

Nos equipamentos de segurança, o indiano


tem airbags frontais, freios ABS com EBD
(distribuição eletrônica de frenagem), ar-
condicionado manual, acesso sem chave,
partido por botão e volante multifuncional. Na
parte mecânica, mantém o motor a gasolina
0.8 (não oferecido no Brasil) de 54 cavalos
de potência e 7,3 kgfm de torque e o 1.0 com
68 cavalos e 9,3 kgfm, combinados com uma
transmissão manual ou uma automatizada,
ambas com 5 velocidades. No Brasil, utiliza um
SCe 1.0 de três cilindros com 70 cavalos e 9,8
kgfm de torque e câmbio manual de 5 marchas.

Na Índia, o Kwid tem oito configurações, o


dobro em comparação ao Brasil. Outro fato

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 181


5/5

que chama a atenção são os preços praticados


no país asiático, bem abaixo em relação aos
do mercado brasileiro. Lá, o modelo Standard
é a versão de entrada, com o motor 0.8, que
custa 283 mil rúpias, cerca de R$ 16 mil.
Depois, vem três configurações intermediárias,
também com o 0.8, a RxE (353 mil rúpias ou R$
20.500), a RxL (383 mil rúpias ou R$ 22 mil) e a
RxT (413 mil rúpias R$ 24 mil).

O 1.0 entra na RxT manual por 433 mil rúpias ou


R$ 25 mil e na automatizada por 463 mil rúpias ou
R$ 27 mil. A top de linha, a Climber, equivalente
à Outsider no Brasil, sai por 454 mil rúpias (R$
26.500) com câmbio manual e por 484 mil rúpias
(R$ 28 mil) na automatizada. A “top” no mercado
brasileiro custa a partir de R$ 44.900.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 182


1/6
FOTOS DIVULGAÇÃO

Nova Mercedes-Benz Sprinter Van Passageiro 19+1

Duas dezenas
a bordo
A Mercedes-Benz apresenta a Sprinter Van
Passageiro 19+1 com entrada pela porta dianteira

Por Luiz Humberto Monteiro Pereira


Agência AutoMotrix

Em tempos de isolamento social, muitas


empresas do setor automotivo estão adiando
lançamentos de novos produtos. Mas algumas,
aparentemente, cansaram de tanto esperar. É o
caso da Mercedes-Benz, que acaba de lançar no
mercado brasileiro a nova Sprinter Van Passageiro

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 183


2/6

19+1. Dando continuidade à nova linha da


Sprinter apresentada no final do ano passado, a
configuração oferece a entrada dos passageiros
pela porta dianteira, ao lado do motorista, com
corredor livre até a última fileira de bancos,
permitindo a acomodação mais rápida das
pessoas em seus assentos. “Com capacidade para
dezenove passageiros, a Sprinter 19+1 é ideal
para quem busca otimização logística, conforto e
tecnologia. Com esse produto, oferecemos uma
nova solução de mobilidade, principalmente
para fretamento e turismo Acreditamos no
potencial do mercado brasileiro e continuaremos
investindo cada vez mais no segmento de large
vans”, afirma Jefferson Ferrarez, diretor-geral de
Vans da Mercedes-Benz. A Sprinter Van Passageiro

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 184


3/6

19+1 já está disponível nas concessionárias em


uma única versão, com seis variações de cores,
sendo duas (sem este ‘na cor’) sólidas e outras
quatro metálicas, pelo preço público sugerido de
R$ 222.894 e de R$ 225.749, respectivamente.

Sem restrição de circulação nos centros


urbanos e com mais agilidade no embarque
e desembarque de passageiros, a versão
oferece uma solução ideal para empresas,
empreendedores, frotistas e autônomos que
precisam transportar até dezenove pessoas.
A reconfiguração dos bancos nessa versão
da Sprinter cria uma nova experiência aos
passageiros, incluindo embarque e desembarque
– facilitados também pela altura interna

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 185


4/6

superior a 1,8 metro. Para aprimorar o conforto,


o modelo contempla ar-condicionado traseiro
com difusores multidirecionais, display digital
para controle de temperatura, assentos mais
ergonômicos, bagageiro duplo nas laterais da
van, portas USB-C em todas as fileiras, direção
elétrica, piloto automático e Keyless Start. A
marca disponibilizará ainda, a partir de julho
deste ano, espelhamento para smartphone,
sistema interativo de infoentretenimento MBUX –
moderna central multimídia presente nos carros
da fabricante alemã –, volante multifuncional e
câmera de ré como opcionais.

Em termos de segurança, a nova versão é


equipada com o exclusivo sistema eletrônico de

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 186


5/6

estabilidade ESP adaptativo, que mantém o veículo


estável mesmo em curvas acentuadas e manobras
de emergência em alta velocidade, trazendo
mais segurança para os ocupantes do veículo e,
naturalmente, para o motorista. A Sprinter 19+1
com entrada pela porta dianteira também tem
o Assistente Ativo de Frenagem (ABA – Active
Brake Assist), tecnologia exclusiva da Mercedes-
Benz que identifica objetos estáticos e móveis na
via, pedestres e ciclistas. Quando a Sprinter se
aproxima do veículo à frente, o ABA emite sinais de
alerta ao motorista (visual e sonoro) para que ele
diminua a velocidade e evite uma eventual colisão.
Caso o condutor não reaja aos sinais de alerta, o
sistema reduz a velocidade do veículo e dá início
à frenagem emergencial de maneira autônoma,

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 187


6/6

chegando até
à parada total,
se necessário.
O ABA reduz
os riscos de
colisões ou
diminui suas
consequências,
oferecendo
um alto nível
de segurança para todos a bordo. Para reforçar a
segurança, a nova Sprinter agrega o Assistente
de Fadiga (Attention Assist), outra tecnologia
exclusiva da Mercedes-Benz no segmento de
veículos comerciais leves no Brasil. Trata-se de
um sistema de segurança capaz de reconhecer
sinais típicos de sonolência e perda de atenção,
indicando ao motorista, por meio de alertas
sonoro e visual, a necessidade de fazer uma
pausa. O sistema pode ser desligado, voltando
a se ativar assim que o motorista desliga e
aciona o motor. O Assistente de Fadiga oferece
assim mais conforto e segurança para o
motorista, especialmente quando ele percorre
longas distâncias ou dirige à noite.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 188


1/10

ÍCONE SAI DE CENA


FOTOS DIVULGAÇÃO

Por Daniel Dias


Agência AutoMotrix

A política de terminar com seus carros de


passeio no mercado norte-americano e de
apostar apenas nas picapes e nos SUVs faz mais
uma “vítima” no Brasil: o Fusion está saindo
de linha no catálogo da marca no país. Após o
encerramento das vendas do New Fiesta e do
Focus, agora o Ka passa a ser a única oferta de
carro de passeio da fabricante para os clientes
brasileiros. Importado do México, o Fusion – que
teve sua belíssima segunda geração lançada no
Salão de Detroit de 2012 – passará a ser visto
pelas ruas e estradas nacionais apenas nas mãos

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 189


2/10

de quem já comprou. O sedã chegou ao Brasil


em 2006 e bateu de frente com nomes de peso
como o Honda Accord e o Hyundai Azera. Após
ter passado pelas mesas de discussões diretivas
da Ford a ideia de transformar o sedã em um SUV
(para não se perder o valioso nome) nos Estados
Unidos, o Fusion foi encaminhado mesmo para
a inapelável aposentadoria. Embora a fabricante
tenha suas razões estratégicas e mercadológicas
para encerrar a produção de um modelo, e isso
deve ser respeitado, a “morte” do Fusion é uma
daquelas decisões no mínimo discutíveis que
surgem de tempos em tempos. E que deixam
muita gente a sacudir a cabeça negativamente.

O ELO ENTRE O PASSADO E O FUTURO


Por Daniel Dias
Agência AutoMotrix

Depois do fechamento mais longo de sua história


desde que foi para a cidade de Maranello, devido
à pandemia do novo coronavírus que pegou
a Itália “em cheio”, a fábrica da Ferrari está
retomando a produção gradualmente para voltar
à capacidade plena a partir do dia 8 de maio,
em alinhamento com as regras estabelecidas

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 190


3/10

pelo governo do país europeu. A empresa,


fundada e conduzida até 1988 pelo comendador
Enzo Ferrari, não poupou esforços para se
preparar para esse momento, estabelecendo o
programa “Back on Track”, que reflete o profundo
compromisso com seu pessoal, em primeiro
lugar. Inclui a introdução de várias novas práticas
para proteger a saúde e o bem-estar de todos
os empregados (alguns ainda do tempo de
Enzo), como novas regras para compartilhar
áreas comuns e reorganizar suas tarefas. Antes
de reiniciar a produção, a Ferrari também
decidiu fazer sessões de treinamento para os
trabalhadores para explicar as novas medidas de
precaução e segurança adotadas.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 191


4/10

TRABALHO QUE RODA


FOTOS DIVULGAÇÃO

Por Edmundo Dantas


Agência AutoMotrix

Mais do que um simples meio de transporte, a


nova moto elétrica Ösa+, da empresa sueca Cake,
pretende ser uma solução profissional, já que
se transforma em bancada de trabalho móvel.
Com um design inspirado em um ambiente de
trabalho, a moto permite criar configurações
adaptadas a necessidades específicas. O quadro
da Ösa+, fabricado em alumínio extrudado e com
componentes maquinados, é basicamente uma
viga que se estende por todo seu comprimento e

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 192


5/10

permite adicionar uma série de acessórios, para


transformar a moto em uma pequena oficina,
palco ou escritório. Segundo a fabricante, existem
mais de mil configurações possíveis de layouts. O
segredo de tanta versatilidade está nos suportes
específicos concebidos pela marca para adaptar
os diversos acessórios ao quadro e que podem
ser facilmente instalados, removidos ou mudados
de posição, conforme as diferentes necessidades.
A mesma bateria que alimenta o motor elétrico
tem várias tomadas de 5V e 12V para ligar toda a
espécie de equipamentos eletrônicos. Equipada
com rodas de 14 polegadas, a Cake Ösa+ tem um
peso de 65 quilos, na sua configuração básica, e
se juntam 17 quilos da bateria de 50 amperes que
lhe confere uma autonomia até 100 quilómetros
(a marca fornece em alternativa uma bateria de
30 A, com apenas 12 quilos). O motor, que tem 10
kW de potência e um torque de 4,3 kgfm, permite
atingir uma velocidade máxima de 100 km/h. A
carga completa da bateria de íons de lítio é feita
a partir de uma tomada doméstica de 220V e
demora apenas três horas. Na Suécia, onde é
produzida, a Cake Osa+ tem um preço base de
8.500 euros, o equivalente a R$ 51.500.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 193


6/10

CHEIA DE FIBRA

Por Edmundo Dantas


Agência AutoMotrix

A nova motocicleta Indian FTR Carbon preserva


o trem de força e os recursos da FTR 1200, mas
recebe uma boa quantidade de fibra de carbono
na carroceria. Além disso, o modelo da marca
de motocicletas mais antiga dos Estados Unidos
ganha um incrementado escapamento Akrapovič
Titanium, que proporciona um pequeno ganho de
potência e torque. Na FTR Carbon, os elementos
em fibra de carbono se concentram no para-lama
dianteiro, no tanque de combustível, nas tampas,
na carcaça do farol e na tampa do banco traseiro.
O modelo é alimentado pelo mesmo motor V-twin

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 194


7/10

de 1.203 cc com refrigeração líquida que o FTR


1200 padrão, embora na FTR Carbon produza
126,7 cavalos e 12, 2 kgfm - 2 cavalos e 0,2 kgfm a
mais do que todos os outros modelos FTR (1200,
1200 S e 1200 Rally). Em termos de recursos,
a FTR Carbon vem equipada com iluminação
totalmente em leds, tela sensível ao toque de 4,3
polegadas, porta USB de carregamento rápido,
conectividade Bluetooth, suspensão totalmente
ajustável com longo curso (150 milímetros),
controle de cruzeiro e freios Brembo. O modelo
oferece três modos de pilotagem (Standard, Rain
e Sport) que permitem configurações diferentes
para o ABS e os controles de tração. O preço da
moto ainda não foi anunciado.

Receba o seu jornal CinformOline


digital GRÁTIS toda semana através
do WhatsApp, às segundas-feiras

CLIQUE AQUI E
CADASTRE-SE
A NOVA ERA DA NOTÍCIAS

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 195


8/10

PANDEMIA DA ECONOMIA
FOTOS DIVULGAÇÃO

Por Luiz Humberto Monteiro Pereira


Agência AutoMotrix

A desaceleração do mercado de caminhões e ônibus


na Europa devido aos efeitos iniciais da pandemia
global do novo coronavírus aparece claramente
no balanço do Grupo Traton - que reúne as marcas
Scania, Volkswagen Caminhões e Ônibus e MAN.
O grupo registrou quedas nas vendas unitárias,
na receita de vendas e no lucro operacional nos
primeiros três meses de 2020 e agora se prepara para
a reabertura gradual de suas unidades industriais. As
vendas unitárias das três marcas diminuíram em 20%,
dos 57.200 do primeiro trimestre do ano anterior para
46 mil nos três primeiros meses de 2020. Nas vendas
de caminhões, que tiveram queda de 21%, o declínio
foi mais acentuado do que nos ônibus, em que foi
registrada uma redução de 4% nas vendas. “Os

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 196


9/10

efeitos da pandemia do coronavírus estão afetando


fortemente a economia como um todo. O que a
Europa precisa agora é de incentivos ao investimento
para a modernização das frotas de caminhões com
tecnologias mais sustentáveis, como forma de
superar a crise nesse setor crítico para o sistema”,
acredita Andreas Renschler, CEO da Traton e membro
do Conselho Administrativo na Volkswagen AG.

O PODER DO GRAFENO

Por Luiz Humberto Monteiro Pereira


Agência AutoMotrix

Isolado pela primeira vez em 2004 na Inglaterra,


pelos cientistas Andre Geim e Konstantin Novoselov,
em pesquisa que ganhou o Prêmio Nobel de Física
em 2010, o grafeno é o material mais leve e forte do
mundo, sendo duzentas vezes mais resistente em
comparação ao aço. Maleável, resistente ao impacto
e à flexão, é um bom condutor térmico e elétrico.
Não por acaso, a encarroçadora gaúcha Marcopolo
pretende, até o final deste ano, iniciar testes com a
aplicação do grafeno em novos componentes de
ônibus. O objetivo é reduzir o peso total do veículo
e ampliar e garantir a resistência estrutural, com a

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 197


10/10

possibilidade de utilização e introdução em veículos


de motorização 100% elétrica ou híbrida que
está ocorrendo na indústria automotiva mundial.
“Firmamos uma parceria com a Universidade de
Caxias do Sul para o desenvolvimento do material e
produção local em escala industrial. Já iniciamos os
testes de ensaios químicos, térmicos e mecânicos,
além de testes acelerados de durabilidade
em dispositivos que garantem a durabilidade
e confiabilidade do produto, representando
as condições de utilização de nossos clientes.
Deveremos iniciar testes no campo de provas ainda
no segundo semestre deste ano, para apresentar
novidades ao mercado em 2021”, prevê Luciano
Resner, diretor de Engenharia da Marcopolo.

ACESSE MAIS NOTÍCIAS EM WWW.CINFORM.COM.BR

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 198


EDIÇÃO 1935
OLHO VIVO

DIAS DAS MÃES


PANDEMIA MUDA FORMA DE
COMEMORAR DATA ESPECIAL
ÍNDICE
CLIQUE E ACESSE
Editorial 201

Capa da semana 205

Cabelos saudáveis no verão 212

Sociedade 214

Roteiro cultural 226

Circulando 227

ANUNCIE
AQUI

CONTATE SUA AGÊNCIA DE PUBLICIDADE OU


TOQUE u E FALE COM OS NOSSOS CONSULTORES
uElenaldo Santana (79) 99949-9262
uEmail: comercial@cinform.com.br

SE PREFERIR, FALE DIRETAMENTE


COM O CINFORM SOLICITANDO UMA VISITA
(79) 3304-5414
ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 200
EDITORIAL 1/4

ARQUIVO PESSOAL

OLHO VIVO

ESTREITANDO OS LAÇOS
Por conta da alta disseminação do novo
coronavírus, o Ministério da Saúde anunciou algumas
orientações para combater a pandemia. Não é hora
de pânico mas de seguir atitudes recomendadas pelo
órgão como uma tentativa de minimizar o contágio
pela doença. É hora de ficar em casa aproveitando a
família e amigos. É hora de usar a tecnologia à favor.
É hora de abusar das ligações e vídeoschamadas
para matar a saudade e manter o convívio social com
quem amamos. Vamos aproveitar também as redes
sociais para levar a mensagem de conscientização
para todos. Juntos, vamos vencer essa batalha!

Em Sergipe, as instituições de ensino das redes


federais, estaduais, municipais e particulares
paralisaram as atividades de forma temporária

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 201


EDITORIAL 2/4

durante este período. Com as crianças em casa,


muitas mães e pais estão tendo que conciliar os
afazeres profissionais e os cuidados com os filhos.

Confira formas de proceder com o trabalho em


casa e proteger os pequenos da infecção. Pensando
nisso, diversas empresas decidiram disponibilizar
serviços e funcionalidades para as famílias, ajudando
a contornar esta época de crise. Assim, os baixinhos
podem se divertir – e quem sabe o período em casa
passe até mais rápido, né? Confere só! O grupo
The Walt Disney Company, em conjunto com as
operadoras televisivas, abriu o sinal de seus canais
de TV por assinatura no Brasil. Assim, até 31 de
março, os usuários poderão assistir gratuitamente
aos programas da Disney. A medida também libera
o acesso ao Nat Geo Kids, ESPN, FOX e National
Geographic. Ou seja, diversão pra família toda.

Além do canal queridinho pelos baixinhos, outros


que normalmente funcionam por assinatura estão
temporariamente gratuitos. Os seis da rede Telecine,
por exemplo, que possuem a programação voltada
para a exibição de filmes, estarão disponíveis em
todas as operadoras de TV por assinatura por tempo

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 202


EDITORIAL 3/4

indeterminado. O serviço de streaming do canal, o


Telecine Play, que conta com mais de 2 mil filmes,
também estará disponível para uso gratuito por 30
dias para novos assinantes. Dentre os destaques para
o público infantil, está o longa “Turma da Mônica”.

A plataforma de streaming Globoplay fará o mesmo.


Durante um mês inteiro, todos os conteúdos poderão
ser acessados sem assinatura. A maioria do conteúdo
é infantil, tendo em vista que os baixinhos ficarão mais
tempo em casa nesta época. Dentre os mais de 30
títulos, estão o seriado “Detetives do Prédio Azul”, a
telenovela “Escola de Gênios” e a animação “Mya Go”.

Quem também liberou o acesso por 30 dias foi a


Spcine, empresa de fomento ao cinema da prefeitura
de São Paulo. Na plataforma de streaming, a Spcine
Play, existe uma categoria chamada “comKids”.
Lá, os pais encontram diversos curtas infantis
produzidos por brasileiros, muitos deles tratando de
temas como diversidade e inclusão social de forma
leve – como o título “Bá”, que trata da dinâmica
familiar de uma família japonesa.

A plataforma infantil PlayKids resolveu disponibilizar

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 203


EDITORIAL 4/4

conteúdos educativos gratuitos para as crianças no


período de suspensão das aulas. Além das atividades
lúdicas, os pequenos poderão ter acesso a materiais
sobre higiene pessoal, conscientização e outros temas
importantes para a prevenção do coronavírus.

Os conteúdos estão disponíveis na plataforma


da PlayKids, compatível com smartphone ou tablet.
Basta baixar o aplicativo pelo Play Store ou pelo App
Store. Por conta da pandemia do novo coronavírus,
a ideia é ficar mais em casa. Mas haja repertório de
brincadeira pra entreter as crianças o dia todo! Neste
quesito, uma boa iniciativa é a da A Tribo Educação,
comandado pela educadora Aline França, e de seu
parceiro Colorê Espaço Criativo, ambiente infantil
dedicado ao aprendizado por meio da criatividade.

De segunda à sexta-feira, das 14h30 às 15h30,


Aline fará lives nas redes sociais para que as crianças
acompanhem de suas casas. Já o Colorê Espaço Criativo,
postará todos os dias uma ideia de atividade brincante
para as famílias. As intervenções são pensadas para
auxiliar no desenvolvimento natural das crianças, e por
isso envolvem o uso de arte e criatividade. Clique nos
links acima para não perder nenhuma brincadeira!

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 204


CAPA DA SEMANA 1/7
FOTOS DIVULGAÇÃO

Dona Zoraide recebeu o carinho na família no Dia das Mães

ZORAIDE OLIVEIRA
COMEMORA O DIA DAS
MÃES COM FILHOS À
DISTÂNCIA
FILHOS HOMENAGEARAM MATRIARCA
ATRAVÉS DE VÍDEO-CHAMADAS

A pandemia do novo coronavírus mudou a


forma de comemorar datas importantes como
o Dia das Mães, celebrado ontem. Seguindo
orientação da organização Mundial da Saúde

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 205


CAPA DA SEMANA 2/7

(OMS), é necessário o isolamento social para


evitar a contaminação da Covid-19. Os governos
emitiram decretos obrigando o uso das
máscaras e espaços públicos foram interditados
para evitar aglomeração. Mas o Dia das Mães
não pode passar em branco.

Dona Zoraide Oliveira, tem 81 anos, faz


parte do grupo de risco e os cuidados devem
ser redobrados. Ela mora em Itabaiana com
um filho e duas netas e tem outros filhos que
moram na cidade e em Aracaju, tem ainda
outros netos e bisnetos. A tradição é reunir toda
a família na data especial mas este ano teve
que ser diferente. Não foi possível as visitas em
casa mas todos homenagearam dona Zoraide
através das redes sociais e ligações.

“Foi um ano muito diferente mas só tenho


que agradecer a Deus por mais um ano e por
todos estarem com saúde. Mesmo distante
fisicamente recebi o amor de todos. Amo muito
toda a minha família”, comemora.

A filha Gicelda Oliveira que mora em Aracaju

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 206


CAPA DA SEMANA 3/7

Filhos fizeram declaração de amor para a mãe

com filhos e netos ligou para a mãe no dia


especial. “Minha mãe é o nosso maior exemplo de
amor e força. Todos os dias ela merece o nosso
carinho mas neste domingo é especial. Gostaria
de estar pertinho dela para encher minha mãe
de beijo, mas não foi possível. Nos falamos e
comemoramos muito a data. Quando tudo isso
passar, vamos nos abraçar muito”, garante.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 207


CAPA DA SEMANA 4/7

“Sou muito grato por todo o amor que ela sempre me deu”

Dona Zoraide passou o dia com as netas


Suely e Suelayne e também com o filho mais
novo, Edinaldo Roseno, que foi adotado por ela
quando ele era recém-nascido...

História de amor
Ao descobrir o câncer do marido em 1984
em Itabaiana, Zoraide Maria de Oliveira, que na
época tinha 46 anos teve que assumir toda a
responsabilidade da casa e dos 9 filhos. Eram
viagens a São Paulo a cada seis meses para dar
continuidade ao tratamento e o enfrentamento
diário das mudanças na família.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 208


CAPA DA SEMANA 5/7

Edinaldo Roseno passou o dia especial com a mãe

Mesmo sobrecarregada, ela não resistiu ao


pedido de um casal de mendigos ao bater na
porta da casa para oferecer uma criança de
apenas 4 meses de vida. “Ao mesmo tempo
em que pensava nos tumultos que estava
enfrentando, algo me dizia que poderia fazer
algo por ele”, recorda.

A criança era Edinaldo Silva Roseno que


chegou aos braços de Zoraide com o terceiro

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 209


CAPA DA SEMANA 6/7

Netos também homenagearam dona Zoraide

grau de desnutrição. “Sem falar que estava


muito ferido, provavelmente se eu não
adotasse ele morreria”, lembra a mãe que

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 210


CAPA DA SEMANA 7/7

hoje só comemora a coragem. “Ele é um dos


melhores presentes que a vida me reservou.
Não existe diferença entre o amor que sinto
por ele e pelos outros filhos. Todos são iguais
e o amor é muito grande”, declara.

Na época o filho biológico mais novo do


casal já tinha 10 anos e após quatro anos, o
marido dela não resistiu à doença e faleceu.
“Acredito que a criança tenha ajudado a
enfrentar a despedida do meu esposo de uma
forma menos dolorosa”, reflete.

Hoje o caçula de Zoraide, o Edinaldo tem 35


anos e aos 6 anos soube que era filho adotivo.
“Foi uma surpresa e ao mesmo tempo não foi.
Porque sinto que sou uma extensão da minha
mãe em todos os sentidos. Na maneira de agir,
de pensar. Sou amado. E isso é mais forte do
que qualquer laço sanguíneo”, comemora.

“Sou muito grato a minha mãe e a toda a


família, e neste dia especial quero desejar tudo
de melhor para ela, muita saúde, paz e uma vida
tranquila. Mãe eu te amo muito”, derrete-se.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 211


1/2

ECLEDSON CENTRO DE BELEZA


Não é difícil encontrar quem se delicie com
horas na praia ou à beira da piscina, pena que a
relação do cabelo com a estação mais vibrante do
ano não seja assim tão bem resolvida. Pensando
nisso, resolvemos mostrar alguns tratamentos para
evitar que seu cabelo fique ressecado, com pontas
duplas, fios quebrados e principalmente a queda .

Cauterização FOTOS DIVULGAÇÃO

Vai trazer
reconstrução do fio
de dentro para fora,
repondo á queratina
e recuperando
á maleabilidade.
Tem o objetivo de
devolver saúde aos
cabelos, deixando os
fios mais brilhantes
e menos porosos.
Tem a função
de hidratar sem
alisar, eliminando

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 212


2/2

o aspecto arrepiado e suavizando as pontas


duplas e pode ser repetido á cada 1 mês.

Hidratação Profunda
Trás o efeito de brilho e maciez imediato e
pode ser feito com auxílio de tecnologias como
laser ou secador de coluna para trazer ainda mais
eficácia no resultado .

Tratamento Capilar
É um dos tratamentos de reconstrução
mais eficaz para quem tem fios extremamente
danificados por químicas ou ação de pranchas
e secadores. O procedimento age a um nível
mais profundo da fibra
capilar, repondo proteínas
e preenchendo á
porosidade dos fios, além
de selar a cutícula.
Agende seu horário pelo
(79) 3246-4011 ou (79) 99809-
2486 e venha conferir qual melhor
tratamento pra seu cabelo.

Rua Teixeira de Freitas


n°175 - Salgado Filho

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 213


1/12

SOCIEDADE
FOTOS DIVULGAÇÃO

Os papais Luiz Eduardo e Isabela Cordeiro que é


enfermeira do HUSE e mora em Aracaju foram
criativos e inovadores para comemorar e revelar
o sexo do primeiro filho fazendo o Chá Revelação
através de uma Live no Instagram. A interação foi

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 214


SOCIEDADE 2/12

maravilhosa, através dos comentários ao vivo e


palpites sobre o sexo do bebê, além disso foram
realizadas várias brincadeiras para deixar o pessoal
ainda mais na expectativa e no final foi revelado ao
estourar a bola, juntamente com os confetes azuis,
para simbolizar o sexo do bebê tão esperado que
será um Menino. Todos ficaram muitos felizes
com o resultado e não vê a hora da quarentena
passar para comemorar e abraçar a todos que
participaram da live do Chá Revelação! l

O influenciador digital
Erick Ricarte fez uma Live
beneficente em prol do
Externato São Francisco de
Assis direto do seu Instagram
@erickricarte. A ação ocorreu
no Dia de Doar Agora, que
mobiliza todo o mundo em
prol das instituições que
passam por dificuldades
principalmente neste
período delicado causado
pela pandemia do novo
coronavírus. As instituições

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 215


SOCIEDADE 3/12

necessitam de ajuda para continuar dando


assistência aos acolhidos. Erick bateu um papo
com a Irmã Mabel e cantores Fábio Lima, Zanny, A
Musa, Marcele Machado e Thiago Sol. Faça parte
dessa corrente da solidariedade e participe. Ser
Solidário é uma Delícia! A diretora da instituição,
Irmã Mabel Melo, toda equipe e crianças
assistidas agradecem todas as doações! l

A repórter da TV Atalaia, Aline Aragão,


comemorou o primeiro aniversário do caçula,
Arthur, que fez um aninho, em casa com a

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 216


SOCIEDADE 4/12

família. O momento fofura foi compartilhado pela


jornalista nas redes sociais e chamou atenção de
todos os seguidores. Além dos pais e da irmã,
Alice, a vovó de Arthur também participou da
comemoração em casa. l

Aline e Eduardo
fantasiaram
Arthur de
‘Príncipe’ e a
diversão foi
garantida.
Fotogênico e
muito risinho,
o garoto
posou para as
fotos com a
família, muito
à vontade e
descontraído.
Parabéns,
príncipe
Arthur! l

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 217


SOCIEDADE 5/12

O jornalista do povo
Abrahão Crispim
Filho comemora
nova primavera,
nesta quinta-feira,
14 de maio. O
comunicador é filho
do o ex-vereador
Abrahão Crispim
(in memoriam) e da
enfermeira Rossilar Diana. Abrahão é sinônimo
de festa e marca presença nos principais
eventos de Sergipe. Felicidades! l

O ex-prefeito de São Cristovão, Armando Batalha,


desistiu de concorrer às eleições para Prefeitura
da quarta cidade mais antiga do Brasil. Na
ocasião, Armando Batalha indicou o filho mais
novo como pré-candidato a prefeito de São
Cristóvão. Ele disse que Neto Batalha é jovem,
tem boas ideias e está entusiasmado com o novo
desafio. O pai acredito que o filho seja o nome
mais indicado para revolucionar a política de
São Cristóvão. A trajetória política de Armando
Batalha começou em 1992, quando foi eleito

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 218


SOCIEDADE 6/12

vereador e chegou
à Presidência da
Câmara Municipal.
Em 1996 ganhou
as eleições para
prefeito e quatro
anos depois foi
reeleito, deixando
o município como
um dos mais
desenvolvidos de Sergipe. O elevado índice
de aprovação na gestão municipal de São
Cristóvão permitiu voos mais altos à Armando
Batalha. Virou deputado estadual em 2006 e
novamente foi eleito em 2010.l

Receba o seu jornal CinformOline


digital GRÁTIS toda semana através
do WhatsApp, às segundas-feiras

CLIQUE AQUI E
CADASTRE-SE
A NOVA ERA DA NOTÍCIAS

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 219


SOCIEDADE 7/12

A fotógrafa Suely Oliveira também faz aniversário


nesta quarta-feira e vai celebrar a data em casa,
com a família em Itabaiana. Suely é referência no
seguimento em Sergipe e é uma das profissionais
mais requisitadas para registrar os maiores
eventos do estado. Seu olhar sensível e bom
gosto fazem a diferença. Parabéns! l

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 220


SOCIEDADE 8/12

Quando recebeu o convite para estrelar a


cinebiografia do sergipano Maguila, depois de
viver Tim Maia, o ex-BBB Babu Santana deu uma
resposta tão ligeira quanto os jabs de esquerda
do ex-campeão dos pesos pesados. O projeto
do filme, intitulado “Welcome Maguila”, existe há
nove anos e vem sendo tocado pelo produtor
Josmar Bueno Junior, filho do boxeador Josmar
Bueno e amigo próximo de Maguila. O longa deve
estrear em 2022 ou 2023, reunindo histórias
conhecidas e surpresas de uma das mais
carismáticas figuras do esporte brasileiro.l

A última semana foi de ação solidária para o


vereador Thiaguinho Batalha. O parlamentar

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 221


SOCIEDADE 9/12

distribuiu cestas
básicas em diversas
localidades da capital
como as Malvinas,
Santos Dumont,
Largo da Aparecida
e o Lourival Baptista.
Ao todo, Thiaguinho
já arrecadou mais de
100 cestas básicas
e kits de higiene
com a parceria
público-privada
que foram doadas para a população carente e
instituições beneficentes de Aracaju. Além também
de disponibilizar testes para o diagnóstico do
corona vírus e realizar campanhas nas redes
sociais incentivando o consumo e a divulgação
dos pequenos negócios locais. l

No fim de semana, o município de Riachão do


Dantas completou 150 anos de Emancipação
Política. No dia 9 de maio de 1870, Riachão do
Dantas conquistou a independência. A sede do
município tem suas origens no início do século

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 222


SOCIEDADE 10/12

XIX, e está relacionada com a devoção a Nossa


Senhora do Amparo e à atuação da Igreja
como a maioria das vilas e cidades surgidas nos
períodos colonial e imperial quando povoações,
vilas e cidades iniciaram-se quase sempre em
torno de um cruzeiro erguido como marco de fé.
O fazendeiro e político João Martins Fontes é um
dos atores da fundação da povoação do Riachão
e teve sua carreira em cargos de governança
no município muito cedo, como a função de Juiz
Ordinário Presidente da Câmara. Após a morte
de João Martins Fontes, os herdeiros doaram
a Nossa Senhora do Amparo a capela e as
terras que lhe pertenciam para que a mesma
fosse transformada em matriz. l

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 223


SOCIEDADE 11/12

Felicidades
ao Diretor
Presidente
do Ipesaúde
- Instituto de
Promoção e
de Assistência
à Saúde de
Servidores
do Estado
de Sergipe, o
doutor Christian
Oliveira, que vem
conduzindo há
quase cinco anos
a melhor gestão
da instituição que
atende mais de 114
mil beneficiários
em todo o estado
e conta com
mais de 400
colaboradores.
Sucesso
sempre! l

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 224


SOCIEDADE 12/12

O empresário Fabiano Oliveira foi nomeado


diretor regional da Associação Brasileira dos
Promotores de Evento (Abrape), entidade
representativa do setor de produtores. A escolha
do nome do empresário sergipano ocorreu
durante eleição no último dia 5 de maio. Criador
da maior prévia carnavalesca do país e de outros
grandes eventos no Estado, Fabiano tem ampla
circulação no meio artístico, turístico e politico.
Ele pretende mostrar a força e a importância do
setor na geração de emprego e renda, bem como
das ações sociais impulsionadas pelos produtores.
Entre as metas iniciais do novo diretor está a
estruturação da Abrape em Sergipe. l

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 225


ROTEIRO CULTURAL
FOTOS DIVULGAÇAO

PROGRAMA EM CASA
Todas as programações musicais e culturais foram
canceladas ou adiadas por orientação do Ministério
da Saúde e do Governo de Sergipe para evitar a
contaminação do novo Coronavírus que está em
pandemia. A situação é delicada e exige cuidados
e muita atenção, mas não é motivo para pânico. É
hora de aproveitar a família e ficar em casa. Além
de ajudar as crianças nas atividades da escola, é
hora de inovar e usar a criatividade para aproveitar
esse tempo da melhor forma. Escolher bons filmes
para assistir na NetFlix, Youtube ou GloboPlay
são boas alternativas. Além de brincadeiras com
videogames, contação de histórias e até mesmo
jogos como ‘Banco Imobiliário’, ‘Xadrez’, ‘Dama’,
‘Cartas’ e ‘Dominó’ podem ser muito divertidos e
vão entreter toda a família. Fica a dica!!! l

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 226


1/11

CIRCULANDO
FOTOS DIVULGAÇÃO

CONSULTA DOMICILIAR
A Rede Primavera Saúde, acaba de lançar o
serviço de consulta domiciliar para atendimento
eletivo e coleta laboratorial. É o Primavera em
sua Casa. Através dele, você agenda de segunda
a sexta, das 8h às 16h, a visita de um dos nossos
médicos na sua casa, com comodidade e
segurança. Então, não perca tempo e ligue para o
número 2105-2626. É a Rede Primavera pensando
sempre na saúde e bem-estar dos nossos
pacientes! #PrimaveraEmSuaCasa. l

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 227


CIRCULANDO 2/11

LIVES DO FERREIRA COSTA


Se você acompanha as redes sociais, principalmente
o Instagram, deu pra perceber que desde o início da
quarenta as famosas lives estão fazendo o maior
sucesso, principalmente nesta fase de isolamento
social. E como conteúdo de boa qualidade é lei nas
transmissões ao vivo, até o dia 28 deste mês, o Home
Center Ferreira Costa, preparou uma agenda de lives
convidando diversos especialistas para falar sobre
assuntos que fazem a diferença em nossa rotina. As
lives que vão desde como preparar uma mesa posta
para o Dia das Mães até utilidades para cozinhar
bem vem agradando diversas pessoas. Para saber as
datas das lives, basta acessar o ig do Home Center no
Instagram e se programar! Agende-se!!! l

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 228


CIRCULANDO 3/11

ALEX SANT’ANNA
A maturidade permeia ‘Baião Amargo’, terceiro álbum
do cantor e compositor Alex Sant’Anna. Diferente dos
primeiros registros, o novo disco teve cada acorde,
vocalização e toda a produção devidamente pensada,
elaborado por meio de conceitos bem amarrados
do afrofuturismo, da pluralidade das influências
(da brasilidade à música globalizada, de Tom Zé à
Radiohead) e de participações de peso. São 11 faixas
que transbordam em críticas sociais, dores pessoais
e alheias, modernismos e alegrias. O disco já está no
Youtube e entra nas plataformas de streaming dia 5
de maio. A arte gráfica da capa de ‘Baião Amargo’ é o
ponto de partida para adentrar ao moisaico sonoro de
Alex Sant’Anna, com conceito e arte de Carol Patriarca

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 229


CIRCULANDO 4/11

e Larissa Vieira. A trilha sonora de lembranças e


daquilo que ainda ele deseja viver e sentir, além de
carregar as marcas do passado, aponta para sua arte
de forte identidade, como as raízes do boabá (a árvore
da vida), que se ramifica em várias vertentes. l

NOVIDADE NA GRÃO REINO!


Tem novidade no cardápio da cafeteria Grão
Reino: O Pretzel é um tipo de pão muito popular
na Alemanha, onde é conhecido como “Bretzel”.

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 230


CIRCULANDO 5/11

Foi nos Estados Unidos que levou o nome de


Pretzel. Habitualmente assado, ele pode ser
doce ou salgado. E por lá você encontra em
diversos sabores como de açúcar e canela,
nutella e ovomaltine, cream cheese com ervas
e muito mais! A cafeteria Grão Reino fica na
Rua Niceu Dantas, 1164, na Atalaia. O horário de
funcionamento é todos os dias das 15h às 20h30
para retirada no local, drive thru e também no
Ifood. Siga @graoreinocafe l

VANESSA DA MATA
Seguindo determinação da Prefeitura de Aracaju,
sob decreto 6.094/2020, que estabelece as
medidas de enfrentamento à pandemia do

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 231


CIRCULANDO 6/11

Coronavírus (Covid-19), a organização decidiu


transferir o show da cantora Vanessa da Mata que
estava previsto para ser realizado no dia 11 de abril
para o dia 4 de julho, no mesmo local, no Teatro
Tobias Barreto, a partir das 21h. Os ingressos
adquiridos continuam válidos. A cantora Vanessa
da Mata está de volta a Aracaju com um show
especial. A artista vai lançar seu novo CD “Quando
Deixamos Nossos Beijos na Esquina” que reúne
canções do disco homônimo, lançado no ano
passado, e outros sucessos da sua carreira. l

ANA CAROLINA
A apresentação da turnê “Fogueira em Alto Mar”
da cantora Ana Carolina que ocorreria no dia 20
de março, 20, em Aracaju foi remarcada para o
dia 06 de junho. A produção do evento tomou a
atitude do adiamento em virtude das orientações
de especialistas sobre aglomerações. Para
quem adquiriu o ingresso, ele será válido para a
nova data. A turnê “Fogueira em Alto Mar”, com
direção de Guilherme Leme, surgiu na sequência
do lançamento do álbum homônimo, o primeiro
com músicas inéditas após um hiato de seis
anos. “Fogueira em Alto Mar” traz a mistura

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 232


CIRCULANDO 7/11

do samba e pop, com a participação de uma


banda formada por Thiago Anthony (teclado,
programações, violão e pandeiro), Theo Silva
(guitarra, violões e pandeiro), Marcos Maia (baixo,
violões e pandeiro) e Leo Reis (bateria, pad
eletrônico, pandeiro e violões). l

UNHA PRIME
O grupo Unha Pintada vai comandar um show
especial em Aracaju: o Unha Prime. O evento que
estava previsto para ocorrer no dia 4 de abril, na

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 233


CIRCULANDO 8/11

Arena de Eventos, em frente ao Shopping Riomar, foi


adiado para o dia 1º de agosto. Os ingressos estão à
venda na Central do Ticket, no 1º piso do Riomar. A
festa contará ainda com shows de Weliton Gordinho,
Luanzinho Moraes e Felipe Original. l

GUSTTAVO LIMA
Aracaju está no roteiro do “Buteco” mais famoso do
Brasil em 2020! Sucesso absoluto por onde passa, o
“Buteco” do Gusttavo Lima promete comandar uma
grande festa no dia 23 de maio, na Arena de Eventos,

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 234


CIRCULANDO 9/11

a partir das 21 horas. O “Buteco” é um evento


grandioso que propõe um repertório repleto de
clássicos do sertanejo romântico, raiz e modão na
voz de Gusttavo Lima. Antes de mais nada, o projeto
é um resgate de sucessos da música sertaneja
que fizeram parte da fase de “barzinhos” do cantor,
reunindo regravações de artistas consagrados
e também de canções inéditas compostas pelo
próprio Gusttavo. Ao todo, 24 cidades receberão o
projeto de janeiro a dezembro de 2020. l

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 235


CIRCULANDO 10/11

GERALDO E CHICO
Dois dos maiores cantores da MPB revisitaram
suas obras e lançaram ‘Violivoz’. O novo show da
dupla Geraldo Azevedo e Chico César promove um
mergulho coletivo em suas obras e mostra a força
de suas canções. Aracaju vai receber este grande
evento no dia 28 de maio. O show acontecerá
a partir das 21h, no Teatro Tobias Barreto. Os
ingressos estão à venda no site Ingresso Digital ou
na bilheteria do TTB, que fica na avenida Tancredo
Neves, no bairro Inácio Barbosa. l

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 236


CIRCULANDO 11/11

JORGE ARAGÃO
O cantor e compositor Jorge Aragão está de volta
a Aracaju após quatro anos e vai se apresentar
no dia 22 de maio no Teatro Tobias Barreto. O
músico que faz sucesso há mais de 40 anos em
todo o país cantando do MPB, à poesia e ao samba.
Bamba do samba, o carioca completou 70 anos
de vida no ano passado e a festa para o público
segue com uma turnê comemorativa ‘Jorge 70’
que estreou no Rio de Janeiro.Aracaju foi incluída
nas 70 cidades que o cantor decidiu percorrer para
celebrar a data com show cujo roteiro é formado
por 70 composições do sambista, muitas canções
são agrupadas em pot-pourris. l

ACESSE MAIS NOTÍCIAS EM WWW.CINFORM.COM.BR

ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 237


FUNDADO EM 2 DE DEZEMBRO DE 1982
PUBLICADO EM DIGITAL DESDE 17 DE JULHO DE 2017

CINFORMONLINE CNPJ 35.851.783/0001-00


Rua Sílvio César Leite nº 90 – CEP49055-540
Salgado Filho – Aracaju (SE)

Jornalistas
Edvar Freire Caetano – DRT –591/SE edvar@cinform.com.br
Fredson Navarro DRT – 1145 – jornalistanavarro@gmail.com
Habacuque Villacorte DRT – 947/SE – habacuquevillacorte@gmail.com

Caderno de Veículos
Agência Automotrix (RJ)

Editoração Eletrônica
Altemar Oliveira – oliveiraltemar@gmail.com

Colunistas
Dra. Ana Sarmento – Mediação & Arbitragem
Dr. Eduardo Ribeiro – Oficina de Advocacia
Dr. Roberto Wagner – Cantinho da Crônica
Jornalista André Barros – Panorama
Jornalista Lícia Melo – Politicandose
Jornalista Lúcio Flávio – Propaganda & Negócios
Jornalista Shirley Vidal – Espaço Reflexão

Diretoria Comercial
Elenaldo Santana
WhatsApp (79) 99949-9262
elenaldosantana@yahoo.com.br

ENTRE EM CONTATO (79) 3085-0554


Estatística responsável: Drielly Rodrigues
Registro CONRE 10.591 5° Região

VOLTAR
1ª PÁGINA
ANO 38 - ED. 1935 -11/5/2020 - 238

Você também pode gostar