Você está na página 1de 8

Análise Experimental do Comportamento

ESTUDO DIRIGIDO - PRI

1) Diferencie o Behaviorismo Metodológico de Watson do Behaviorismo Radical de


Skinner. Quais foram as principais críticas recebidas por Watson e como Skinner
propõe para sanar as críticas.

2) De acordo com as reflexões desenvolvidas por Todorov (1989/2007), como poderia


ser definida a Psicologia no que se refere a seu objeto de estudo. Explique a proposta
do autor.

3) Como Skinner compreende o comportamento público e o privado/encoberto?

Correr, por exemplo, é um evento público, já que é acessível a quantos observadores


estiverem presentes no momento em que alguém estiver correndo. Os sentimentos, por outro
lado, só são acessíveis a quem se comporta, sendo, portanto, um evento privado. Assim,
correr, lutar, dançar, falar e tantos outros exemplos de ações que possam ter dois ou mais
observadores, são chamados comportamentos abertos, porque são públicos. Pensamentos,
sentimentos e emoções são chamados comportamentos encobertos, porque são privados,
ocorrem sob a pele.

4) Qual a diferença de teorias dualistas e monistas? Como a Análise do Comportamento


se posiciona nesse aspecto?

O problema mente-corpo diz respeito à crença (ou descrença) de que existem duas
instâncias separadas e de propriedades diferentes que constituem o ser humano: a mente –
que seria o aspecto imaterial responsável pelo pensamento, criatividade, emoções e
personalidade (em muitos casos, a essência) do sujeito; e o corpo – que é a parte orgânica,
responsável pelas funções biológicas e seria a parte material e física que a mente habita, e
opera no mundo através dele. : DUALISMO
Ou Acreditar que não existe esta divisão, que as coisas às quais o termo “mente” se refere
acontecem no corpo e são indissociáveis dele. Esse posicionamento é chamado monismo.
O Behaviorismo Radical é uma das epistemologias, particularmente entre as psicológicas,
que se posiciona de maneira mais clara com relação ao problema mente e corpo: ela é
assumidamente monista, ou seja, rejeita que haja algo imaterial e não-físico a que
chamamos “mente” que atua sobre, mas se separa do que chamamos “corpo”.

5) Porque relações de contingências que envolvem contiguidade controlam melhor o


comportamento do que contingências que não envolvem contiguidade.

6) Explique as leis do reflexo?


Análise Experimental do Comportamento

7) Dê um exemplo de comportamento Inato, condicionamento paviloviano e


comportamento respondente, identifique US, UR, NS, CS e CR.
Comportamento inato : Quando a luz incide sobre sua pupila, ela se contrai ou quando você
entra em uma sala muito quente você começa a suar.
Condicionamento Pavloviano: coração disparar ao ver um cão, fobias, sentir náuseas ao
sentir o cheiro de uma determinada comida. UM TIPO APRENDIZAGEM, aprendizagem
de novos reflexos.
Comportamento respondente: Após um acidente, ter medo de dirigir ( ELICIADO)

8) Dê um exemplo de um condicionamento respondente de ordem superior (2º Ordem)


desde a ocorrência do primeiro emparelhamento.

O condicionamento de ordem superior é um processo em que um estimulo previamente


neutro passa a eliciar uma resposta condicionada como resultado de seu
emperelhamento a um estimulo condicionado que já elicia a resposta.
Ex: emparelhar o som da sineta (CS) ao quadro negro (NS) .
U casal que te uma musica especial: associam o som a sentimentos agradáveis que
experimentaram quando se encontraram pela primeira vex, a musica do casal por te sido
emparelhada a beijos e caricias do primeiro encontro, tornou se um estimulo
condicionado . Outros estímulos que geralmente estão presentes quando a musica esta
tocando como a foto do cantor ou mesmo o som do seu nome, podem passar também a
eliciar as mesmas respostas condicionadas eliciadas pela musica

9) Para quebrar um emparelhamento respondente, é possível fazer uma extinção


respondente, contra-condicionamento ou dessensibilização sistemática. Escolha uma
das três técnicas e explique como isso é realizado na prática. Justifique sua escolha.

10) Quando nos referimos ao comportamento operante estamos nos referindo a uma
Análise Experimental do Comportamento
relação S-R? Justifique sua resposta, diferenciando comportamento operante de
comportamento inato/respondente.
O comportamento Respondente é todo aquele comportamento que é involuntário, que
acontece mediante as contingências.se dá através de uma mudança ambiental, ou seja, uma
mudança ambiental que leva a um comportamento específico. Piscar os olhos na presença de
alguma partícula de sujeira ou cisco nos olhos é um comportamento respondente, há um
estimulo/resposta e é incondicionado (não aprendido).
Como disse anteriormente, o comportamento respondente é involuntário e pode ser inato -
para eventos filogeneticamente relevantes, como a comida, situação ameaçadora, sexo - ou
pode ser aprendido quando um estímulo "neutro" é apresentado em comunhão com um
estímulo específico e suficientemente aliciador de comportamento. Exemplo de
comportamento Respondente: A luz (S) é uma contingência que elicia o comportamento de
contração da pupila, esse comportamento é inato e está presente em todos os seres humanos
e animais que compartilham dos mesmos mecanismos.
Inato\respondente: S -> R   Onde S elicia R

O Comportamento Operante é um comportamento voluntário e que opera nas contingências.


Podemos dizer que o Comportamento Operante é aquele comportamento (R) que gera uma
consequência (S) e essa consequência reforça ou enfraquece o comportamento que o gerou.
OPERANTE: R -> S - onde S reforça R emite

11) Quais os três efeitos do reforço? Cite um exemplo de comportamento operante que é
reforçado, exemplificando esses efeitos.

12) Quais as variáveis que contribuem, para um comportamento se torne resistente à


extinção?

Resistencia a extinção: pode ser definida como o tempo ou o numero de vezes que um
organismo continua emitindo uma resposta ( comportamento) após a suspensão do seu
reforço

13) Quais os efeitos da extinção? Cite um exemplo de extinção operante, exemplificando


esses efeitos.

14) Diferencie reforço natural de reforço arbitrário. Dê um exemplo de cada.

15) Quando falamos que um estímulo é reforçador nos referimos a características físicas
ou intrínsecas do próprio reforço? Justifique sua resposta.

16) O que é modelagem? Faça um planejamento para ensinar um novo comportamento


Análise Experimental do Comportamento
utilizando modelagem.
EX; procedimento que a mãe, intuitivamente, utilizou para ensinar seu filho a dizer
mamãe de modelagem.
Reforço diferencial usado na modelagem Reforçar algumas respostas que obedecem
algum critério e em não reforçar outras respostas similares a fim de ensinar um novo
comportamento , característica fundamento na modelagem imediacidade do reforço,
quanto mais próximo temporalmente da resposta o reforço estiver, mais eficaz ele
será, quanto mais rápido da o reforço, melhor.

17) Diferencie extinção respondente de extinção operante. Cite um exemplo de cada

Extinção operante : Suspensão do reforço , tem como resultado a gradual diminuição da frquencia de
ocorrência do comportamento retorna então a frquencia do nível operante.

 No condicionamento clássico, a extinção acontece quando um estímulo condicionado não é


mais emparelhado com um estímulo incondicionado.
 SE UM INDIVIDUO PASSOU A TER MEDO DE ANDAR DE CARRO APÓS UM
ACIDENTE ESSE MEDO SO DEIXA DE OCORRER SE A PESSOA SE ESPULSER AO
ESTIMULO CONDICIONADO CARRO SEM A PRESENÇA DOS ESTIMULOS
INCONDICONADOS QUE ESTAVAM PRESENTES NO MOMENTO DO ACIDENTE
 No condicionamento operante, a extinção pode ocorrer se o comportamento não é reforçado,
ou se o tipo de reforço usado não é mais gratificante.

18) O que é aprendido no comportamento respondente e o que é aprendido no comportamento


operante.

as diferenças entre o condicionamento clássico e operanteé concentrar-se sobre se o


comportamento é involuntário ou voluntário. Condicionamento clássico envolve a associação entre
uma resposta involuntária e um estímulo, enquanto o condicionamento operante é sobre a associação
entre um comportamento voluntário e uma consequência.

Podemos aprender um comportamento respondente? Sim! Dizemos que o organismo tem a


capacidade de fazer com que determinadas respostas fiquem sob controle de outros estímulos, ex:
Uma pessoa sofre um acidente de carro que é terrivelmente perturbador para ela, então, podemos
dizer que a pessoa passou um momento ameaçador, esteve em contato direto com emoções de medo
que são capazes o suficiente de se emparelhar com as contingências (estimulo) de andar de carro.
Então, um estímulo incondicionado/neutro (andar de carro) com um estímulo ameaçador (acidente)
para o organismo podem se emparelhar e, após, ambos serão eliciadores do comportamento de medo.

A aprendizagem do comportamento operante se dá através de sucessivas consequências reforçadores


desse comportamento. Uma pessoa decide estudar bastante para tirar boas notas nas provas, ela se
esforça e consegue alcançar bons resultados; percebe que os bons resultados são as consequências do
comportamento de estudar e são suficientemente reforçadores, de forma positiva, do comportamento
inicial (estudar), logo, a pessoa tenderá a estudar mais em situações semelhantes. Do contrário, o
reforço seria negativo e provavelmente a pessoa tenderia a estudar menos em situações semelhantes.
1

19) Cite um exemplo de comportamento operante e um exemplo de comportamento


respondente.

A diferença entre o reflexo condicionado e o condicionamento operante é que o primeiro é


uma resposta a um estímulo puramente externo; e o segundo, o hábito gerado por uma ação
do indivíduo. No comportamento respondente (de Pavlov), a um estímulo segue-se uma
resposta. No comportamento operante (de Skinner), o ambiente é modificado e produz
conseqüências que agem de novo sobre ele, alterando a probabilidade de ocorrência futura
semelhante. 

20) Explique o que significa responder de maneira discriminada.

21) Explique o que significa responder de maneira generalizada.

22) O que é gradiente de generalização.


Se uma pessoa passa a ter medo de galinhas por um determinado emparelhamento desse
animal com estímulos aversivos, quanto mais parecida com uma galinha uma ave for, mais
medo essa ave eliciara na pessoa caso ela entre em contato com a ave. A variação na
magnitude da resposta em função da semelhança física entre os estímulos é denominada
gradiente de generalização.

23) O reforçamento diferencial de outros comportamentos (DRO) é muito eficaz para


mudar padrões de comportamentos. Explique como isso é feito e dê um exemplo,
relatando um pequeno caso e como poderia ser a intervenção utilizando o DRO.

24) Os esquemas de tempo, tempo fixo e tempo variável, são considerados esquemas não
contingentes ao comportamento. Explique porque esses esquemas são considerados
assim, qual padrão comportamental eles geram e cite um exemplo.
25) Explique os esquemas: FR, VR, VI e FI.

Esquemas de reforçamento intermitente :


Razão fixa FR O organismo deve emitir um numero fixo de respostas para ter seu cpt
reforçado

Razão variável VR O numero de respostas entre cada reforçador se modifica, isto é, varia ,
quando dizemos que um comportamento está em razão variável VR:30 significa que, em
media , acada 30 respostas, uma é reforçada

Intervalo fixo FI Os reforçadores estarão disponíveis depois de transcorridos intervalos fixos


desde o ultimo reforçador, o período entre o útimo reforçador e a disponibilidade do próximo
reforçador é sempre o mesmo para todos os reforçamentos.

Intervalo variável VI Os intervalos entre o útimo reforçador e a próxima disponibilidade não


são mesmos, são variáveis.

26) Esquemas de reforçamento, geram padrões distintos de comportamentos. O padrão do


comportamento mantido por esquema de reforçamento contínuo, podem estabelecer
um comportamento que será considerado como pessoas mimadas, baixa resistência a
frustação e desistência recorrentes. Explique porque o esquema contínuo gera esse
padrão. Cite em sua resposta as questões referentes ao processo de extinção.

27) Diferencie comportamentos reforçados em esquemas de CRF e esquemas


intermitentes. Explique as diferenças que podem ser observadas.

28) Indique a resposta e consequência que está analisando e identifique os esquemas de


reforçamento em cada um dos exemplos a seguir:

a) Para conseguir falar pelo telefone com o amigo Fernando de Belo Horizonte, Mário deve
sempre discar 12 números.

b) Cláudia e Davi são namorados e moram em cidades diferentes. No ano passado, ela morava
em Brasília e ele morava em Porto Alegre. Para se comunicar, o casal podia escrever cartas e
telefonar; mas devido ao valor das tarifas telefônicas, eles resolveram se comunicar através de
cartas, sendo a ocorrência de telefonemas muito infrequente. No início deste ano, Davi se
mudou para Goiânia. Agora, eles passaram a se comunicar mais frequentemente por telefone
do que por carta.

c) João treinou durante oito meses para jogar futebol no campeonato da escola. Quanto mais ele
treina mais chances ele tem de ficar entre os primeiros lugares.

d) Melissa trabalha numa agência de turismo. Durante o verão (alta estação), ela recebe o
pagamento a cada 15 dias; durante o inverno (baixa estação), o pagamento é feito a cada 30
dias.
e) Um dos programas para melhorar a fala de Renata incluía fazer pequenas pausas entre as
palavras e frases. Com isso, as pessoas passaram a entender melhor o que ela diz.

f) A funcionária da biblioteca da UnB Da. Meire pega diariamente o metrô para Águas Claras às
18h. Todos os dias, Júlia encontra Da. Meire às 17h 50 se dirigindo para o terminal do metrô.
Indique o esquema de reforçamento ao qual o comportamento de dirigir-se ao terminal está
exposto.

g) Marcela confere a caixa do correio todos os dias para verificar as correspondências que
chegam em sua casa. O carteiro passa em torno de 12h e Marcela começa a olhar para a janela
por volta de 11h. Vai à caixa do correio duas ou três vezes antes do carteiro passar. Seu
comportamento foi reforçado anteriormente por procurar correspondência às 11h, 11h 45, 12h,
12h 30 e 13h.

h) Elisa foi fazer um bolo de chocolate e seguiu a receita: coloque 3 xícaras de farinha de trigo, 2
xícaras de açúcar, 2 xícaras de chocolate em pó e 1 colher de fermento.

i) Escovar os dentes após uma refeição

j) Sentar no sofá e ligar a televisão para ver a novela das 21hs

k) Na sala de aula, ficar atenta ao professor para entender a matéria ou perguntar à amiga como
foi o passeio de ontem

l) Ter a opção de dirigir ou andar de bicicleta para chegar no parque