Você está na página 1de 23

ID O

R ÁP
C IO
IN Í
D E S
IA TE
GU T A N
P O R
I M D O
A S T ES
D IC IA N A
12 IN IC E IR
A AF I
P A R G
D E
BA
SA M
Termo de Responsabilidade

Todos os nomes de marcas, produtos


Quando comecei a usar a Internet para ensinar o e serviços mencionados aqui são propriedade
Samba de Gafieira, compartilhei técnicas e dicas que de seus respectivos donos e são usados somen-
aprendi durante minha experiência de 23 anos como te como referência. Além disso, em nenhum
professor, dançarino e coreógrafo. momento existe a intenção de difamar, des-
Todas essas sacadas e informações que aprendi e que respeitar, insultar, humilhar ou menosprezar
você vai ler neste livro são fruto das minhas você, leitor, ou qualquer outra pessoa, cargo ou
experiências profissionais nesta área.
instituição. Caso você acredite que alguma parte
Tenho me esforçado ao máximo para garantir a
deste guia seja de alguma forma desrespeitosa
precisão e a mais alta qualidade dessas informações,
ou indevida, e deva ser removida ou alterada,
de forma de que todas as técnicas e métodos aqui
ensinados sejam altamente efetivos para qualquer você pode entrar em contato diretamente comigo
pessoa que esteja disposta a aprender e a colocar o através do e-mail
esforço necessário para aplicá-los conforme forem contato@portaldagafieira.com.br
instruídos, esses métodos encontrado neste livro foram
testado em aulas ministradas por mim, tendo sucesso Direitos Autorais
com todos que tiveram disciplina em aplicar, se você Este material está protegido por leis de direitos
não tiver disciplina e comprometimento em aplicar o que
autorais. Todos os direitos sobre o mesmo são
for ensinado neste livro eu não me responsabilizo por
reservados. Você não tem permissão para
erros ou omissões.
vender, distribuir gratuitamente ou ainda copiar
Sua situação particular pode não se adequar
perfeitamente aos métodos e técnicas ensinados neste
ou reproduzir integral ou parcialmente o
guia. Assim, você deverá utilizar e ajustar as conteúdo deste guia em sites, blogs, jornais ou
informações de acordo com sua necessidade quaisquer outros veículos de distribuição e mídia.
específica. Por essa razão, os resultados podem variar Qualquer tipo de violação dos direitos autorais
de pessoa para pessoa e não existe qualquer garantia. estará sujeita a ações legais.
Sobre o Autor
Professor Alexandre Lopes, Cristão, Nascido em 1976, brasileiro, casado,
empresário, coreógrafo, dançarino, professor de
Samba de Gafieira e Licenciado pelo Sindicato dos Profissionais da Dança
do Estado de São Paulo.
Professor Alexandre Lopes é um dos principais especialistas em Aulas de
Samba de Gafieira no Youtube , seu Canal no Youtube é indiscutivelmente
um dos maiores canais focados em ensinar Samba de Gafieira e está
ajudando centenas de pessoas com conteúdo gratuito.
Professor conta com uma experiência de 23 anos no Samba de Gafieira.
Ministrou aula em vários locais e congresso entre os principais:
- Congresso Mundial de Samba – Rio de Janeiro
- Congresso Mundial de Salsa – São Paulo Acredito que qualquer pessoa que tenha um
- Baila Costão – Florianópolis direcionamento certo e que esteja disposta a dedicar o
- Copa Forró – São Paulo. esforço necessário é capaz de utilizar a internet para
alavancar seus resultados seja lá o nível que vc está
Participação na Mídia: ou ainda não iniciou o aprendizado.
- SBT – Campeão do quadro melhor coreografia. Meu objetivo é levar essa mensagem para o maior
- Gazeta- Aula de Gafieira no Programa Mulheres número de pessoas possível, porque eu passei poucas
- Globo- Participação de passista na vinheta da escola Império da de Casa e boas para aprender tudo o que quero ensinar para
Verde. você. E eu não quero que você passe pelos mesmos
- Dançarino contratado pela Revista Vogue 2 anos consecutivos; problemas.
- Ministrou aula para o ator global Ailton Graça. E foi por causa disso, por essa minha vontade de
ensinar tudo o que aprendi, é que hoje eu tenho mais
Outras participações de centenas de estudos de casos de pessoas que
- Ganhador do Oscar 2013 pelo Baila Mundo como melhor professor votado conseguiram chegar lá.
pelos
alunos e professores de São Paulo.
- 1º lugar no campeonato de Samba de Gafieira no Mary Pop. Eu acredito que você também pode. Vamos lá?
- Fundador da Escola de Dança de Salão Interativa Dance
- Fundador do Projeto Clube da Gafieira
Índice
Escolhendo sua Escola e seu Professor.................................1
Deixando a Vergonha de lado e adquirindo
AutoConfiança.........................................................................2
Você acha que não tem jeito para dançar?.............................3
Socializando com a Galera.....................................................4
Não queira ser o Professor.....................................................5
Hora do Baile, Bora praticar com os Amigos..........................6
Quer dançar bem? Então treine!.............................................7
Condução e Percepção...........................................................8
Cuidado com o Ego!................................................................9
Dicas para Damas.................................................................10
Dicas para os Cavalheiros ....................................................11
A Transformação...................................................................12
1
Escolha sua Escola e seu Professor
Todos nós sem exceção antes de começar a dançar Samba de Gafieira, temos que passar
por uma escola de dança de salão ou aprender com um professor em aulas particulares,
então o primeiro passo é muito importante, escolher sua escola e seu professor é essencial
para sua futura evolução ,pois no futuro vocês terão um vínculo muito forte no seu
aprendizado e no relacionamento social.

Algumas dicas para você escolher sua escola e seu professor:

1º Tenha paciência, faça uma pesquisa e verifique se a escola é especialista em Samba de


Gafieira, não adianta fazer aula em uma escola que o foco não é o Samba de Gafieira, vai por
mim.
Exemplo: a Escola que trabalha focada em Tango é referência em Tango, ou seja, você acha
que eles vão contratar profissionais experiente em Samba de Gafieira? Lógico que não, irão
contratar profissionais de tango.
2º Quando for procurar uma Escola, faça esta pergunta: Vocês são referência em que
modalidade da dança de salão? Geralmente a resposta já vai te dar um caminho se você vai
fazer aula lá ou não.
3º Outro ponto é perguntar se o professor é Especialista em Samba de Gafieira.
E o caminho mais rápido é perguntar para um amigo ou conhecido que já faz aula de
Samba de Gafieira, se gostar do jeito que ele está dançando, una-se a ele e caia
dentro.
OBS: se não gosta do jeito que seu amigo dança, sugiro que pergunte para alguém
que você goste do jeito que dança o Samba de Gafieira.

4º Também existe a opção de você estar no baile que tenha algum profissional
dançando, você pode chegar até ele e perguntar se ministra aula em algum lugar .

Dica de ouro do Alê:


“Nem todo professor é um bom dançarino, e nem todo dançarino é um bom professor”

Peça indicação para algum amigo de sua confiança e pergunte como é a aula do
professor dele, se essa aula está refletindo positivamente no aluno, isso é um bom
indicador que o professor é ideal. "Amigo(a) você conhece uma boa árvore pelos
frutos", você conhece um bom professor pelo aluno que ele formou e educou, fica a
dica.
"Há escolas que são gaiolas e há escolas que são asas"
Rubens Alves.
2
Deixando a vergonha de lado e adquirindo
autoconfiança!

Pronto, agora você já escolheu sua Escola e seu Professor, bora lá?
Adquirir auto confiança e deixar a vergonha na gaveta, vai ser preciso para te
ajudar na concentração do aprendizado.
Se nas primeiras aulas você sentir-se um pouco tímido e com vergonha,
mantenha calma, é normal ,pois trata-se de um ambiente o qual você não está
acostumado, logo logo vai ser tornar um dos lugares que você mais vai
frequentar.
Relaxe, entregue-se para aula, confie no professor, ele vai te tranquilizar no
decorrer do ensino.

Dicas para aumentar a autoconfiança :

Praticar em casa, aperfeiçoar alguns passos vai permitir que você se sinta melhor
na sala de aula, deixando sua autoestima elevada.
Sorria e divirta-se, a melhor maneira de estar bem na sala de aula é parecer
confiante mesmo que você não se sinta assim, mantenha a cabeça erguida e as
costas retas porém relaxadas, assim você parecerá seguro de si, procure sorrir o
tempo todo e divirta-se com a aula ministrada.

Com essa atitude vai parecer que você confia nas suas habilidades de aprender
e tudo começa parecer mais fácil.

Tenha paciência com seu parceiro(a) de aula! Lembre-se que além do


aprendizado, o objetivo maior da dança é a diversão e o relaxamento. Pisões
nos pés acontecem! Aproveitem o momento de descontração e mantenha o
bom humor.

Não se cobre muito e nem se compare com outros alunos, tente ser melhor a
cada aula, faça a lição de casa, assim você vai sentir segurança e ficar mais
confiante, fazendo isso, você nem vai mais lembrar da tal “vergonha e timidez”.

"Maior que a tristeza de não haver vencido é a vergonha de não ter lutado!"
Rui Barbosa
3

Você acha que não tem jeito para dançar?


Durante minha caminhada de 23 anos no Samba de Gafieira, já presenciei muitos
fatores interessantes em alunos que têm um certo talento, e aluno que acha que não
tem jeito para dançar.
É lógico, que o aluno que tem um certo talento consegue aprender mais rápido e
executar os passos com maestria.

Mas digo para você que acha que não tem jeito ou talento para dançar Samba de
Gafieira, você pode dançar melhor que eles, sim VOCÊ pode dançar!
Geralmente o aluno talentoso não pratica muito porque tem facilidade no aprendizado,
já o aluno que não tem o talento tão elevado, mas gosta da arte e começa a praticar,
estudar, suar a camisa, este aluno pode sim superar e dançar melhor do que aquele
talentoso.

O treino e a repetição vai te deixar no mesmo nível ou até mais elevado daquele aluno
talentoso mas que não treina.

Então, erga as mangas da camisa e bora treinar, que você vai chegar lá!
4
Socializando com a galera!
Agora, o próximo passo é interagir com a galera e fazer amigos. Comece
conversando sobre a aula, o que eles estão achando do samba de
gafieira, se eles estão saindo para praticar, geralmente os alunos fazem
grupos entre eles, participe, não recuse um convite para estar com a
galera.
Esteja sempre positivo, todos preferem pessoas alegres por perto.
Importante esse entrosamento para conseguir uma parceria e um grupo
para treinar os passos ministrados na aula.

Desta forma sua evolução no Samba de Gafieira vai ser mais rápida e
eficaz.
A sala de aula é um ambiente maravilhoso para fazer amigos, conquistei
várias amizades fantásticas através da relação entre professor e aluno, e
que duram até hoje, então, aproveitem!
As aulas de Samba de Gafieira é uma válvula de escape para a maioria dos
praticantes, estão todos no mesmo barco, aprendendo cada um no seu
ritmo, porém, o foco é o mesmo.

Oh! quão bom e quão suave é que os irmãos vivam em união.


Salmos 133:1
5
Não queira ser o Professor(a):

Pronto, estamos chegando lá hem, não vai estragar tudo querendo corrigir
o amigo(a) na sala de aula , já fiz uma pesquisa em sala e descobri que
100% dos alunos não gostam de serem corrigidos por outro aluno.
Acredita que tem aluno que quer corrigir até o professor?
Sim, acontece, é uma minoria mas de vez em quando aparece essas
pérolas, rs...mas, com paciência e sabedoria conseguimos contornar a
situação e tudo fica bem.
Segundo minha pesquisa, os alunos que querem ser o professor tornam-se
pessoas "chatas" e de difícil convivência.
Se alguém errar (que é normal no aprendizado) ,quando for dançar com
você simplesmente de um leve sorriso e incentive-o, falando que na
próxima ele(a) vai conseguir.
A humildade de saber que o erro pode melhorar a cada dia te faz uma
pessoa mais sociável em sala de aula.

"A única sabedoria que uma pessoa pode esperar adquirir, é a sabedoria
da humildade."
T. S. Eliot
6
Hora do Baile, bora Praticar com os amigos

Depois de um certo tempo fazendo aula, você já aprendeu alguns movimentos e


chegou a hora de praticar nos bailes mensais que acontecem na sua própria escola,
nos Bailes de dança de salão ou nos bailes específicos de Samba de Gafieira.

Entendendo o Baile:
No baile você vai encontrar todo tipo de aluno, professores e admiradores.
Então se prepare, porque você não está no seu ambiente de aula onde conhece todos
e todos te conhece.

No Baile existem algumas regras básicas que o sábio professor já orientou, que na
minha opinião essa orientação tem quer vir do profissional .

Algumas regras básicas de comportamento no baile:

1º Saiba onde se posicionar no baile e na pista, procure sentar próximo a pista onde
você consegue visualizar todos que estão dançando.

2º Não fique esperando alguém te chamar para dançar.


Se você, realmente, deseja ser alguém com quem todos querem dançar, será
imprescindível aderir essa mentalidade.
Conheci e conheço muitas pessoas que preferem ficar culpando os outros
pelas suas "não-danças". Elas dizem: Fulano não quer dançar comigo! Fulana
não me chamou para dançar! Ciclano dançou com todo mundo menos comigo!
Não vou mais para o Baile X,Y,Z porque lá ninguém me chama para dançar!

Que tal trocar esse sentimento pela ação de você convidar as pessoas para
dançar? Que tal criar as oportunidades de dançar mais vezes e com mais
pessoas?

3º Esteja sempre disposto a dançar quando receber um convite.


Jamais diga não quando alguém for chamar você para dançar, se não quiser
dançar por algum motivo, aconselho não ficar próximo a pista, sente-se longe,
onde quase ninguém te veja.
Se você está na gafieira é para dançar e não para recusar e ficar parado só
olhando, lembre-se, esteja disposto(a).

4º Lembra do aluno que quer se o professor corrigindo os amigos? Meu


amigo(a), por favor, não corrija ninguém no baile e muito menos fale que errou,
que não conduziu bem, normalmente, a pessoa que está sendo corrigida já
muda o semblante de alegria para tristeza ou até raiva , então, nunca faça isto.
Na Gafieira apenas divirta-se ,curta, se acontecer do seu parceiro(a) errar
simplesmente de uma boa risada e continue.
Quando algo dá “errado” durante a dança, e a dama me pede desculpas, eu pratico o hábito
de assumir a culpa. Isso faz com que ela fique mais à vontade.
Dica do Alê: Que tal substituir a acusação por uma sugestão? Que tal se dispor a olhar
através da ótica do homem e perceber o que pode melhorar nele para que você compreenda
melhor a condução? Que tal experimentar tirar o foco do problema e se concentrar na
solução? Vamos pensar juntos!

5º Não convide ninguém que esteja dançando na pista, espere o mesmo terminar a dança, e
depois educadamente o convide para dançar.
Hoje em dia tanto Dama como Cavalheiro podem chamar um ou outro para dançar. A dama
pode sim chamar o cavalheiro para dançar, e como de costume o cavalheiro convidar a dama
para dançar.

6º Comportamento no salão:
O salão é um lugar especial em que se cultiva o bom hábito de dançar. Evite a ingestão de
bebidas alcoólicas, fumar, conversar, atravessar o salão, dançar de forma espalhafatosa etc...
Organizei vários bailes de Samba de Gafieira e já vi muita coisa acontecer que poderiam ser
evitadas com bom hábitos: Atravessar a pista com bebida na mão , fazer movimentos aéreos
no baile cheio e assim vai...
Se todos tiverem uma boa educação na sala de aula, os bailes ficam com um ambiente muito
mais agradável.
7

Quer dançar bem ? Então treine!


Sempre falo para os meus alunos que para dançar bem é 30% aula e 70% prática.
Quem se dedica em treinar com certeza vai fazer a diferença.

O segredo para dançar bem se chama: Repetição.


Sim, treinar é nada mais, nada menos que Repetição.
Como assim Professor? Calma, vamos-lá. Se já tem alguns meses fazendo aula,
provavelmente alguns passos você já executa bem, sabe porquê?

Estes passos que você executa com certa tranquilidade são os passos que mais
praticou, que mais repetiu, dessa forma fica gravado na memória e no corpo,
geralmente os passos novos irão passar pelo mesmo processo dos primeiros e
assim sucessivamente.

Então Treine, Pratique e Repita várias vezes até enraizar na mente e no corpo.

Não existe jogo ganho , existe treinamento.


Bernadinho.
8
Condução & Percepção
Cavalheiro: se você não sabe onde a dama tem que ir como vai conduzir bem?
Este tema é um dos meus preferidos, onde ministro Workshop específico sobre isso.

A Condução é algo a ser entendido antes mesmo de executar os passos, quando o cavalheiro
não conduz bem, a Dama não consegue sair do lugar.
A primeira orientação para a rapaziada é: Visualize o movimento, pratique sozinho várias e
várias vezes na aula e em casa. Desta forma, seu corpo vai absorver a informação e quando for
dançar com a Dama você vai conseguir ajudá-la com a condução, pois não vai ficar pensando no
seu passo que já esta treinado, simplesmente vai começar entender o caminho da dama .

Dama:
Percepção: Ato, efeito ou capacidade de perceber alguma coisa.
Trabalho forte com as Damas nesta questão, olha o significado: perceber não é adivinhar.
A percepção é um objetivo a ser alcançado com aulas e treinamentos, geralmente, uso com as
meninas o mesmo procedimento do cavalheiro, ou seja, se a dama treinar os movimentos na
sala de aula e em casa sozinha, quando dançar com o cavalheiro e ficar atenta no tronco do
parceiro consegue entender claramente a condução, pois não vai ficar pensando no passo que
já está treinado e sim entregar-se para a dança percebendo o momento da condução e deixando
ser conduzida sem querer adivinhar o passo.
9
Cuidado com o Ego!
Cuidado com os elogios, é normal receber elogios dos amigos quando você começa a
dançar, você vira o famoso pé de valsa, o dançarino da família, comentários do tipo: olha
como você está dançando bem! Não sabia que você dançava tão bem assim! Pois bem,
não deixe subir para cabeça e começar a ficar metido, lembra que quem te elogiou foram
pessoas leigas que não tem conhecimento o que é dançar bem o Samba de Gafieira.
Quando seu professor te elogiar aí sim você pode se contentar, mas não ficar se
gabando, isso não é bacana e você vai acabar perdendo espaço com a galera.

A arte trabalha com o ego e o ego que não é trabalhado deixa a pessoa com aspecto
orgulhoso e difícil de socializar. A pessoa acha que é o Rei ou Rainha da Inglaterra ,
infelizmente, tem alguns profissionais que só querem dançar com a parceira(o) e com
quem dança bem.

Já presenciei um caso de um dançarino famoso em uns dos bailes que organizei, chegou
todo todo com a parceira e começou a dançar, chamar a atenção depois que acabou o
"showzinho", uma frequentadora do baile que não dançava tão bem porque estava
aprendendo, chamou-o para dançar e ele simplesmente falou que não ia dançar porque
estava cansado, depois de alguns minutinhos outra dama que já dançava bem o chamou
para dançar e rapidamente ele foi…Então, infelizmente existe esses comportamento que
eu não aprovo, e se você presenciar não se assuste.
10
Dicas para as Damas
A roupa - A moda, às vezes, não anda por caminhos muito favoráveis à dança, por isso, pense
bem ao escolher sua roupa para dançar.
Os cavalheiros se incomodam com tecidos escorregadios demais, ásperos (tipo blusas de
paetês) ou felpudos demais, pois eles não conseguem conduzir a dama de forma correta e ainda
de quebra saem do baile todo cheio de brilhos e pêlos.
As alcinhas - elas são um problema quando não se sustentam nos ombros e ficam caindo a todo
instante. Além de ficar deselegante e atrapalhar a dança, além de deixar o cavalheiro
constrangido. As alcinhas cruzadas nas costas evitam este problema.
O calçado - Sabe aquele sapato que é lindo, mas fica saindo do pé a todo instante, pois é... se
comprar um sapato novo e quiser sair para dançar com ele, ande um pouco em casa para saber
se ele está firme e confortável. Assim você não vai estragar aquela dança especial...
O corpo - Sua pele também é um item muito especial:
Muito perfumada – seu cavalheiro pode ser alérgico a perfumes fortes! Controle a medida certa
do seu perfume.
As colônias dão um aroma mais suave ao seu corpo e você não passa o constrangimento de ter
um cavalheiro espirrando a todo momento durante uma dança com você.
Os cremes hidratantes, usados em excesso, tornam-se um problema se você transpirar demais,
eles saem pelos poros transformando você em um verdadeiro sabonete, aí... coitado do
cavalheiro!!! Como abraçá-la?
Use os cremes com moderação.
Os cabelos – as tinturas feitas no dia do baile com certeza ficam com um cheiro muito forte.
Programe-se, tente pintá-los um dia antes.
A transpiração - Se você transpira muito, evite roupas com costas nuas pois sua pele fica
escorregadia e isso é desagradável para o cavalheiro, além de atrapalhar a condução.

Os desodorantes cremosos também são terríveis!!!!!!!


O contato das axilas no braço do cavalheiro quando estamos com blusas sem manga,
deixa-o todo lambuzado... ECA!!!! Eles detestam isso!!!!!!
Tenha sempre em sua bolsa um lenço umedecido (desses de farmácia) ou uma pequena
toalha. É um ótimo recurso para momentos de muito suor.
O hálito - Um bom hálito é fundamental. Tenha sempre chicletes ou balas sem açúcar, se
preferir. Mas seja discreta ao mascar um chiclete.
O momento da dança - Quando for a um baile, prepare-se para estar com outras pessoas –
leve o seu bom humor – não deixe os aborrecimentos acompanhá-la.
Nenhum cavalheiro vai ter coragem de aproximar de você se houver uma
"nuvenzinha"negra sobre sua cabeça.
As damas simpáticas, que dançam com alegria, sempre são convidadas a dançar várias
vezes.
11

Dicas para os Cavalheiros

Notamos que todos os elementos ligados a manutenção de uma boa saúde e estética
corporal, são considerados importantes para uma exposição satisfatória da figura do
cavalheiro.

O estar bem vestido,


é quase tão importante quanto o se comportar de forma “condizente” com o seu papel,
assim como realizar uma boa dança. E dentro dessa categoria, por assim dizer, da
apresentação, é que elencamos a necessidade de sempre estar asseado, “o asseio é
fundamental.

A importância de estar sempre cheiroso, com os cabelos penteados, um hálito fresco e sem
odores é sempre salientada quando se pergunta quais são as características de um bom
cavalheiro.

Porém, permanecer constantemente com uma aparência de “pessoa suada” não é algo
bem visto dentro de uma escola de dança e nos bailes de salão.
O suor também pode ocasionar um mau odor, algo tido como não aceitável para um
cavalheiro.

É comum, por exemplo, em alguns Bailes encontrarmos homens


com “toalhinhas” para irem enxugando o suor durante a dança ou nos intervalos entre
uma música e outra.

Sempre é bom levar uma troca de camiseta para a escola e bailes para um eventual
necessidade

É peculiar notar que os homens também estão interessados em regular a maneira como
serão notados e que muito embora, eles não se utilizem de artifícios (alguns sim) como
blush, lápis de olho, base, eles desenvolvem outras estratégias para manipular a sua
aparência física e, dessa maneira, estar mais ou menos enquadrados dentro das
expectativas com relação aos papeis de gênero.
12

A transformação
Dançar Samba de Gafieira é uma escolha que me faz muito bem até hoje.
E o que acho mais incrível nessa caminha de 23 anos ministrando aulas é a transformação
que o Samba de Gafieira traz para o homem e a mulher.
Já acompanhei vários feitos que me emocionaram e fizeram chorar, se alegrar , amar as
pessoas como a mim mesmo, muitos momentos maravilhosos.

Mais a maior transformação pra mim é:


Ver mulher se tornando Dama e o homem se tornando Cavalheiro, incrível como o Samba
de Gafieira e a Dança de Salão educa todos de uma forma natural e divertida.

Então homens e mulheres sejam transformados verdadeiramente em Cavalheiros e


Damas.

Divita-se!

Professor Alexandre Lopes


Informações:
contato@canaldosambadegafieira.com.br

Você também pode gostar