Você está na página 1de 4

MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO DO PLANO ESTADUAL DE

EDUCAÇÃO: PERSPECTIVAS E ESTRATÉGIAS PARA A EFETIVAÇÃO DAS


POLÍTICAS EDUCACIONAIS.

A partir da aprovação do Plano Nacional de Educação - PNE, com o advento


da Lei Nº º 13.005, de 25 de junho de 2014, o tema monitoramento e avaliação começou
a ser suscitado com maior frequência no cenário educacional brasileiro. Esse debate
veio acompanhado da necessidade de constituição de Fóruns de Educação, que
passaram a ter como uma dessas incumbências prioritárias o acompanhamento das
políticas educacionais, expressas nas metas e estratégias dos Planos de Educação,
aprovados por todos os entes federados.

Com efeito, a Lei que aprovou o novo PNE instituiu, no âmbito do Ministério
da Educação, o Fórum Nacional de Educação e estabeleceu ainda que as Conferências
Nacionais de Educação como espaço plural e democrático de avaliação das políticas
educacionais, deverão ser articuladas e coordenadas por essa instância colegiada, que
tem entre suas incumbências prioritárias: o acompanhamento a execução do PNE e o
cumprimento de suas metas do PNE, além de promover a articulação das conferências
nacionais de educação com as conferências regionais, estaduais e municipais que as
precederem.(grifo nosso).

Por tanto, com a Lei foram constituídos, em todos os Estados da Federação,


Fórum Estaduais de Educação que passaram ter responsabilidades correlatas em relação
ao Fórum Nacional de Educação, para o acompanhamento e avaliação da execução das
metas e estratégias dos Planos Estaduais.

No Estado do Pará, não foi diferente, a constituição do Fórum Estadual de


Educação também acompanhou esse movimento nacional, tendo sido instalado,
entretanto, em..., por força de uma Portaria nº055/2016-GS/SEDUC editada pela
Secretaria Estadual de Educação – SEDUC, tendo constituído, subsequentemente duas
comissões permanentes de trabalho, disciplinadas em seu regimento interno, nos
seguintes termos: Comissão de Monitoramento e Sistematização; e Comissão de
Mobilização e Divulgação (confirmado de acordo com o Regimento do FEE/PA).
Todavia, o funcionamento efetivo da Comissão, diretamente incumbida do
monitoramento e avaliação das metas e estratégias do Plano Estadual de Educação, só se
deu de maneira mais efetiva, a partir de janeiro de 2016 (confirmardo), com a indicação
de seus membros pelo pleno do FEE/PA, a qual ficou, assim, constituída pelos seguintes
representantes e respectivas entidades/órgãos: Maria Gorete Rodrigues de Brito,
Francisco Willams Campos Lima (UNCME); Ana Rosa Peixoto de Brito e Emmanuel
Ribeiro Cunha (ANFOPE); Suely Melo de Castro Menezes e Manoel Delmo Oliveira
(CEE); Orlando Nobre Bezerra de Souza e Wilson da Costa Barroso (PROIFES);
Márcia Arguelles Pantoja e Gleaecy Leal Pacheco Moy (SESI); Andressa Malcher
Moraes e Sônia Margareth Santiago (SECULT); Márcia Aguiar Ribeiro e Simone
Brochado Palheta(SEDUC); Roberto Ferraz Barreto e Aluísio Fernandes da Silva
Junior(UFPA).

Com a composição da Comissão e definição de sua coordenação pela


Professora Maria Gorete Rodrigues de Brito, foi deliberada por seus membros a
constituição de uma agenda mínima de trabalho, que compreendia, preliminarmente, das
seguintes atividades, demonstradas subsequentemente. Vale ressaltar que essa agenda
foi constituída por iniciativa dessa instância colegiada, por compreender que a demanda
de avaliação e monitoramento das ações do Plano Estadual de Educação deveria ser
iniciada de imediato, isto é, a partir da aprovação do mencionado documento pela
Assembleia Legislativa do Pará, o que ocorreu em 23 de junho de 2015, por intermédio
da Lei N° 8.186.

QUADRO 01: AGENDA DE TRABALHO DA COMISSÃO DE SISTEMATIZAÇÃO E


MONITORAMENTO

ATIVIDADES PROGRAMADAS

Apresentação da Proposta de Monitoramento e Avaliação do PEE

Constituição da Comissão a apresentação de suas atribuições

Apresentação dos Instrumentos de Trabalho da Comissão e de suas atribuições.

Definição da Equipe Técnica da Comissão

Apresentação de uma proposta de metodologia de monitoramento

Análise dos dados da educação paraense pela Equipe Técnica do FEE.

Seção de Estudos do Plano Estadual de Educação, com a releitura do diagnóstico.


Definição de Indicadores das Metas do Plano Estadual de Educação, com base nos estudos
realizados pela Comissão e análise dos dados da educação paraense.

Definição do s Grupos de Pesquisa para subsidiar técnica e cientificamente o trabalho de


monitoramento e avaliação.

Análise dos Indicadores das Metas do PEE (Monitoramento e Avaliação).

Elaboração de Relatórios acerca da análise dos indicadores, com a indicação de ações a serem
desenvolvidas pelo poder público competente, a partir das metas.

Divulgação dos Resultados do Monitoramento e Avaliação das Metas do PEE.

Fonte: Secretaria da Comissão

Pelo exposto, constata-se que as primeiras iniciativas acerca da demanda de


Monitoramento e Avaliação do Plano Estadual de Educação só começaram a ser
observada a partir de janeiro de 2016, quando a Comissão se propôs, como primeira
agenda de trabalho, o levantamento de material que pudessem subsidiar o seu trabalho,
o que representou, inicialmente, um importante desafio, uma vez que não se tinha, até
então, recursos e instrumentos disponíveis ou que estivessem diretamente relacionados à
avaliação de planos de educação.

Em janeiro começou a articulação entre os membros do Fórum, para a


constituição da Comissão de Monitoramento e Sistematização do FEE, que teve como
critério às Entidades e Instituições representadas no FEE.

Ainda em janeiro, houve o levantamento de instrumentos para subsidiar o


trabalho da Comissão, entre os quais, a LDO, LOA e o PPA, para a compreensão da
receita geral do Estado, para o exercício de 2016.

Em fevereiro o estudo da concepção de Monitoramento e Avaliação,


contribuíram para a definição de uma perspectiva de trabalho da Comissão, por meio da
qual identificou-se algumas estratégias que passaram a ser utilizadas pela Comissão.

Nesse contexto, considerou-se a necessidade de empreender estudos de


indicadores, de modo a identificar as propriedades de um bom indicador. Em seguida,
procedeu-se a identificação de indicadores nas Metas do PEE.
Art. 3º A execução do PEE e o cumprimento de suas metas serão objetos de
monitoramento contínuo ( pelo menos anual) de avaliações bienais, realizados pelas seguintes
instâncias: I - Secretaria de Estado de Educação - SEDUC; II - Conselho Estadual de Educação -
CEE; III - Comissão de Educação, Cultura e Saúde da Assembleia Legislativa do Estado do Pará;
IV - Fórum Estadual d e Educação. Parágrafo único. Compete ainda, às instâncias referidas no
caput: I - divulgar os resultados do monitoramento e das avaliações nos respectivos sítios
institucionais da internet; II - anali sar e propor políticas públicas para assegurar a
implementação das estratégias e o cumprimento das metas; III - ana lisar e propor a revisão
dos patamares de investimento público em educação.

REFERÊNCIAS

BRASIL, Lei Nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de


Educação - PNE e dá outras providências

  .

Você também pode gostar