Você está na página 1de 7

PSICO

PSICOLOGIA: O cérebro dos


O que ela pode homens é diferente
fazer por você do das mulheres?

Envolva-se!
Aprenda sobre comportamento
Qual é o SEU estilo de memória?
P974 Psico [recurso eletrônico] / [Tanya Renner ... et al.] ; tradução:
Marcelo de Abreu Almeida ; revisão técnica: Silvia H.
Koller. – Dados eletrônicos. – Porto Alegre : AMGH, 2012.

Editado também como livro impresso em 2012.


ISBN 978-85-8055-093-1

1. Psicologia. I. Renner, Tanya.

CDU 159.9

Catalogação na publicação: Fernanda B. Handke dos Santos – CRB 10/2107


Gêmeos humanos servem teste de QI. Assim, podemos de-
como outra fonte importante de terminar se o escore médio de QI
informação sobre os efeitos rela- varia em cada grupo etário.
tivos de fatores ambientais e ge- A pesquisa transversal, con-
néticos. Se gêmeos idênticos tudo, tem limitações. Por exem-
(aqueles que são geneticamente plo, não podemos ter certeza de
idênticos) exibem padrões dife- que as diferenças nos escores de
rentes de desenvolvimento, essas QI que podemos encontrar se
diferenças devem ser atribuídas a devem apenas às diferenças de
variações no ambiente em que os Pesquisas realizadas com animais nos ajudam a compreender idade. Ao contrário, os escores
gêmeos foram criados. Os dados melhor as influências da natureza e do ambiente. podem refletir diferenças na rea-
mais úteis vêm de gêmeos idênti- lização educacional das coortes
cos (tais como Gerald Levey e Mark Newman) que foram ado- representadas. Uma coorte é um grupo de pessoas que cresce
tados ao nascer por conjuntos em épocas semelhantes, em lugares semelhantes, em condi-
gêmeos idênticos Gêmeos que diferentes de pais adotivos e ções semelhantes. No caso das diferenças de QI, quaisquer
são geneticamente idênticos. criados em ambientes distin- diferenças de idade que encontrarmos em um estudo trans-
pesquisa transversal Método tos. Estudos de irmãos não gê- versal podem refletir diferenças educacionais entre as coortes
de pesquisa que compara pessoas meos que foram criados em estudadas: pessoas no grupo etário mais velho, por exemplo,
de diferentes idades no mesmo ambientes completamente di- podem pertencer a uma coorte que tinha menor possibilidade
momento. ferentes também ajudam a es- de ir à faculdade do que as pessoas em grupos mais jovens.
pesquisa longitudinal Método clarecer a questão. Como eles Um estudo longitudinal, a segunda maior estratégia de
de pesquisa que investiga o têm bases genéticas relativa- pesquisa usada por psicólogos do desenvolvimento, fornece
comportamento à medida que os mente semelhantes, irmãos uma saída para esse problema. A pesquisa longitudinal tra-
participantes envelhecem. que apresentam semelhanças ça o comportamento de um ou mais participantes à medida
na vida adulta fornecem fortes que esses participantes envelhecem. Estudos longitudinais
evidências da importância da hereditariedade (Gottesman, mudam em função do comportamento ao longo do tempo,
1997; Sternberg, 2002a). ao passo que estudos transversais avaliam diferenças entre
Os pesquisadores também podem assumir uma posição grupos de pessoas.
oposta. Em vez de se concentrar em pessoas com backgrounds Por exemplo, considere como poderíamos investigar o
genéticos semelhantes que foram criadas em ambientes dife- desenvolvimento intelectual durante a vida adulta usando
rentes, elas podem considerar pessoas criadas em ambientes uma estratégia de pesquisa longitudinal. Primeiro, podemos
semelhantes que têm bases genéticas completamente distin- passar um teste de QI para um grupo de pessoas de 25 anos.
tas. Se encontrarem cursos semelhantes de desenvolvimen- Depois, voltaríamos às mesmas pessoas 20 anos mais tarde
to, por exemplo, em duas crianças adotadas que têm bases e as retestaríamos aos 45. Por fim, retornaríamos a elas uma
genéticas diferentes e que foram criadas na mesma família, vez mais, aos 65 anos, e as testaríamos novamente.
eles têm evidências da importância das influências ambientais Ao examinar as mudanças em diversos pontos ao longo
sobre o comportamento. Além do mais, os psicólogos podem do tempo, podemos ver claramente como os indivíduos se de-
realizar pesquisas envolvendo animais com bases genéticas senvolvem. Infelizmente, pesquisas longitudinais requerem
diferentes; ao variar experimentalmente o ambiente em que um enorme gasto de tempo (já que o pesquisador espera que
eles são criados, pode-se determinar a influência dos fatores os participantes envelheçam), e os participantes que come-
ambientais (independentemente da hereditariedade) no desen- çam um estudo em estágios iniciais podem abandoná-lo, se
volvimento (Petrill e Deater-Deckard, 2004). mudar ou até mesmo morrer enquanto a pesquisa prossegue.
Além disso, participantes que fazem o mesmo teste vá-
rias vezes ao longo do tempo podem ganhar uma espécie de
TÉCNICAS DE PESQUISA DE “malandragem para o teste” e se sair melhor a cada vez, visto
DESENVOLVIMENTO que já se familiarizaram com ele.
Devido aos requerimentos para se medir a mudança compor- Para compensar as limitações tanto na pesquisa transver-
tamental ao longo das diferentes idades, pesquisadores do sal quanto na longitudinal, investigadores criaram uma estra-
desenvolvimento utilizam diversos métodos. O método usa-
do com maior frequência, a pesquisa transversal, compara
pessoas de diferentes idades no mesmo momento no tempo.
Estudos transversais fornecem informações sobre diferenças
DICA DE ESTUDO
DIC
no desenvolvimento entre grupos etários distintos (Creasey, Certifique-se de que você é capaz de
Cert
2005; Huijie, 2006). dist
distinguir os três tipos de pesquisa de
Imagine, por exemplo, que estamos interessados no desen- de
desenvolvimento – transversal, longitudinal
volvimento da habilidade intelectual na vida adulta. Para rea- e sequencial.
lizar um estudo transversal, podemos comparar uma amostra
de pessoas com 25, 45 e 65 anos que realizem todos o mesmo

234 • PSICO
tégia alternativa. Conhecida como pesquisa sequencial, ela
combina abordagens transversais e longitudinais ao tomar DICA DE ESTUDO
DIC
vários grupos de idades diferentes e examiná-los em diversos
Conh
Conheça os fundamentos da genética: os
momentos ao longo do tempo. Por exemplo, investigadores
cro
cromossomas, que contêm os genes, que por
podem usar um grupo de crianças de 3, 5 e 7 anos, examinan-
do-as a cada seis meses por um período de vários anos. Essa su vez são compostos de DNA.
sua
técnica permite que um psicólogo do desenvolvimento iden-
tifique os efeitos específicos da mudança de idade sem a in-
fluência de outros possíveis fatores.

A maioria dos traços resulta de


tais como a configuração fa-
uma combinação de genes, que cial, a altura e a cor dos olhos.
pesquisa sequencial Um
método de pesquisa que combina a
operam em conjunto e interagem O sexo da criança também é pesquisa transversal e a longitudinal
com influências ambientais. determinado por uma com- considerando diversos grupos
binação específica de genes. etários distintos e os examinando
Uma criança costuma herdar em diversos períodos do tempo.
um cromossoma X da mãe e cromossomas Estruturas em
>> Desenvolvimento um cromossoma X ou Y do espiral que contêm todas as
pai. Quando recebe a com- informações hereditárias básicas.
pré-natal binação XX, desenvolve-se genes As partes dos cromossomas
Nossa compreensão crescente dos primeiros sinais de vida como uma mulher; com uma por meio das quais a informação
passados dentro do útero da mãe permitiu avanços médicos combinação XY, desenvolve- genética é transmitida.
significativos, tais como os que ajudaram crianças como -se como um homem. O de- zigoto A nova célula formada pela
Hattie, que nasceram mais de 10 semanas antes do previsto, senvolvimento masculino é união de um óvulo e de um esperma.
a sobreviver às primeiras semanas críticas após o parto e a provocado por um único gene
embrião Um zigoto desenvolvido
ir para casa saudáveis e enérgicos. Ainda assim, nosso co- no cromossoma Y, e sem a que tem um coração, um cérebro e
nhecimento da biologia da concepção – quando o esperma presença daquele gene especí- outros órgãos.
de um homem penetra o óvulo de uma mulher – e de seu re- fico (ou quando ele não fun-
sultado não tornam o início da vida de forma alguma menos ciona corretamente), o indivíduo se desenvolve como uma
extraordinário. mulher.
Vamos considerar como um indivíduo é criado olhando Como os geneticistas do comportamento descobriram,
primeiro para o dote genético que a célula fertilizada recebe os genes também são pelo menos parcialmente responsáveis
no momento da concepção. por uma ampla variedade de características pessoais, incluin-
do inteligência, traços de personalidade e transtornos psico-
lógicos. É claro, algumas dessas características são determi-
GENÉTICA BÁSICA nadas por um único gene. Porém, a maioria dos traços resulta
A entidade unicelular estabelecida na concepção contém 23 de uma combinação de genes, que operam em conjunto e in-
pares de cromossomas, estruturas em espiral que contêm teragem com influências ambientais (Haberstick et al., 2005;
toda a informação hereditária básica. Um membro de cada Plomin e McGuffin, 2003; Ramus, 2006).
par vem da mãe, e o outro vem do pai. Cada
cromossoma contém milhares de genes – as
unidades básicas pelas quais a informação ge- DESENVOLVIMENTO INICIAL
nética é transmitida. Seja individualmente ou Quando um óvulo é fertilizado pelo esperma,
em combinação, os genes produzem as carac- a entidade unicelular resultante, chamada de
terísticas específicas de cada pessoa. Com- zigoto, imediatamente começa a se desen-
postos de sequências de moléculas de DNA volver. O zigoto começa como um pontinho
(ácido desoxirribonucleico), os genes são o microscópico. Porém, três dias após a ferti-
equivalente de softwares que programam o lização, o zigoto aumenta para cerca de 32
desenvolvimento futuro de todas as partes do células, e dentro de uma semana ele chega a
hardware do corpo. crescer até 100–150 células. Essas duas pri-
Os seres humanos têm cerca de 25 mil meiras semanas são conhecidas como o pe-
genes diferentes. Alguns genes controlam o ríodo germinal.
desenvolvimento de sistemas comuns a todos Duas semanas após a concepção, o indi-
os membros da espécie humana – o coração, víduo em desenvolvimento entra no período
o sistema circulatório, o cérebro, os pulmões, A concepção ocorre quando o embrionário, que dura desde a segunda sema-
e assim por diante; outros moldam as carac- esperma masculino penetra o na até a oitava semana, em que passa a ser
terísticas que tornam cada ser humano único, óvulo feminino. chamado de embrião. Conforme um embrião

Desenvolvimento • 235
se desenvolve por meio de um processo intricado pré-progra- Antes do nascimento, um feto passa por diversos perío-
mado de divisão celular, ele fica 10 mil vezes maior na quarta dos sensíveis. Um período sensível é o momento quando os
semana de vida, atingindo um comprimento de cerca de meio organismos estão excepcionalmente receptivos a certos tipos
centímetro. Nesse momento, ele já desenvolveu um coração, de estímulos. Por exemplo, os fetos são especialmente afeta-
um cérebro, um trato intestinal e diversos outros órgãos. dos pelo uso que suas mães fazem de drogas em certos mo-
Apesar de todos esses órgãos se encontrarem em um estágio mentos antes do nascimento. Se eles forem expostos a uma
inicial de desenvolvimento, eles são claramente reconhecí- droga específica antes ou depois de um período sensível, ela
veis. Além disso, por volta da oitava semana o embrião terá pode ter relativamente pouco efeito, mas se a exposição se
chegado aos 2,5 cm de comprimento, tendo braços, pernas e der durante um período sensível, o efeito será significativo
rosto discerníveis. (Konig, 2005; Uylings, 2006; Werker e Tees, 2005).
Da oitava semana até o nascimento, o indivíduo em de- Períodos sensíveis podem ocorrer após o nascimento.
senvolvimento entra no período fetal, e é chamado de feto. Por exemplo, alguns especialistas em linguagem sugerem
No início desse período, ele começa a responder ao toque. Da que existe um período no qual as crianças são especialmente
16ª à 18ª semana, seus movi- receptivas ao desenvolvimento da linguagem. Se as crianças
feto Um indivíduo em mentos ficam fortes o bastan- não forem expostas aos estímulos linguísticos apropriados,
desenvolvimento, desde a oitava
te para que a mãe os sinta. seu desenvolvimento linguístico pode ficar prejudicado (In-
semana, após a concepção, até o
nascimento. Mais ou menos na mesma nocenti, 2007; Sohr-Preston e Scaramella, 2007).
época, cabelo pode começar a Nas semanas finais da gravidez, o feto continua a ganhar
crescer na cabeça do feto, e as características faciais se asse- peso e a crescer. Ao fim das 38 semanas normais de gravidez,
melham às que a criança irá exibir ao nascer. Os principais o feto tipicamente pesa cerca de 3 kg e mede cerca de 50 cm
órgãos começam a funcionar, apesar de o feto não conseguir de comprimento. Contudo, a história é bem diferente com be-
sobreviver fora do útero da mãe. Além disso, são produzidos bês prematuros, que nascem antes da 38ª semana. Como eles
neurônios cerebrais para a vida toda – apesar de não estar não puderam se desenvolver por completo, apresentam maior
claro se o cérebro é capaz de pensar em um estágio assim tão risco de contrair doenças, de desenvolver doenças futuras e
prematuro. de morrer. Para bebês que ficaram no útero por mais de 30
Pela 24ª semana, um feto tem muitas das características semanas, as perspectivas são relativamente boas. Contudo,
que irá exibir como um recém-nascido. De fato, quando um para aqueles que nasceram antes da 30ª semana, a história não
bebê nasce prematuramente com essa idade, ele pode abrir costuma ser tão positiva. Tais recém-nascidos, que podem pe-
e fechar os olhos; chupar; chorar; olhar para cima, para bai- sar pouco menos de 1 kg, correm sérios riscos, visto que têm
xo e para os lados; e até mesmo segurar objetos colocados órgãos imaturos; sua chance de sobrevivência é menor do que
em suas mãos, apesar de ainda não conseguir sobreviver por 50%. Se eles de fato sobreviverem – e é necessária extraordi-
muito tempo fora da mãe. nária intervenção médica para se garantir isso – eles podem
O feto continua a se desenvolver antes do nascimento. ter atrasos de desenvolvimento significativos posteriores.
Ele começa a criar depósitos de gordura embaixo da pele e
ganha peso. Na idade pré-natal de 28 semanas, o feto pesa Influências genéticas no feto O processo do crescimento
menos de 1,3 kg e mede cerca de 40 cm de comprimento. fetal que acabamos de descrever reflete o desenvolvimento nor-
E pode ser capaz de aprender: um estudo constatou que os mal, que ocorre em 95 a 98% de todas as gravidezes. Nos outros
bebês cujas mães leram repetidamente em voz alta a histó- 2 a 5% dos casos, as crianças nascem com sérias deficiências
ria O gato do chapéu, do Dr. Seuss, antes do nascimento, congênitas. Uma das principais causas para esses deficiências
preferiam o som daquela história a outras histórias após o são genes ou cromossomas defeituosos. Eis aqui algumas das
nascimento (Spence e DeCasper, 1982). dificuldades genéticas ou cromossômicas mais comuns.

Estas fotos de um embrião vivo na sétima semana de vida (esquerda) e de um embrião na 15ª (direita) ilustram o grau de desenvolvimento físico que
ocorre em oito semanas.

236 • PSICO
• Fenilcetonúria (PKU). Uma criança
que tenha nascido com a doença he- Ambiente e o desenvolvimento pré-natal
reditária da fenilcetonúria não pode Fator ambiental Possível efeito no desenvolvimento pré-natal
produzir uma enzima que é necessária
Rubéola Cegueira, surdez, anormalidades cardíacas, natimorto
para o desenvolvimento normal. Essa
deficiência resulta em um acúmulo de Sífilis Retardo mental, deformidades físicas, aborto materno
venenos que acabam causando retardo Drogas causadoras Baixo peso ao nascer, vício do bebê à droga, com possível
mental profundo. No entanto, a doença de dependência morte após o nascimento devido à abstinência
é tratável, desde que seja identificada Nicotina Nascimento prematuro, baixo peso e tamanho pequeno ao nascer
cedo. A maioria dos bebês de hoje faz
Álcool Retardo mental, peso ao nascer menor do que a média, cabeça
exames de rotina para PKU, e crianças pequena, deformidades nos membros
com esse distúrbio podem ser colocadas
Radiação de Raios X Deformidades físicas, retardo mental
em uma dieta especial que permite que
se desenvolvam normalmente (Christ et Dieta inadequada Redução de crescimento do cérebro, peso e tamanho menores
al., 2006; Ievers-Landis et al., 2005). do que a média ao nascer
• Anemia falciforme. Cerca de 10% da Idade da mãe – menos de 18 Nascimento prematuro, incidência aumentada de síndrome
população afro-americana tem a pos- anos no nascimento da criança de Down
sibilidade de passar anemia falciforme Idade da mãe – mais de 35 Incidência aumentada de síndrome de Down
adiante, uma doença que ganha seu anos no nascimento da criança
nome da malformação de hemácias que DES (dietilestilbestrol) Dificuldades de reprodução e incidência aumentada de câncer
ela causa. Crianças com essa doença genital em filhos de mulheres que receberam DES durante
podem ter episódios de dor, olhos ama- a gravidez para evitar o aborto
relados, crescimento atrofiado e pro- AIDS Possível transmissão do vírus da AIDS para o bebê,
blemas de visão; sem contar que pro- deformidades faciais, falha de crescimento
blemas de coração podem causar sua Roacutan/isotretinoína Retardo mental e deformidades físicas
morte prematura durante a meia-idade
(Selove, 2007; Taras e Potts-Datema,
2005). cetíveis a doenças, e uma falta de nutrição pode ter um
• Doença de Tay-Sachs. Crianças que nascem com a doença efeito adverso em seu desenvolvimento mental (Adams
de Tay-Sachs, um distúrbio encontrado com maior fre- e Parker, 1990; Najman et al., 2004; Ricciuti, 1993; Sig-
quência entre judeus de origem europeia oriental, normal- man, 1995; Zigler, Finn-Stevenson e Hall, 2002).
mente morrem aos 3 ou 4 anos devido à incapacidade do • Doença da mãe. Diversas doenças que têm efeitos rela-
corpo de quebrar gordura. Se ambos os pais carregam o tivamente pequenos na saúde da mãe podem ter conse-
defeito genético que produz a doença fatal, seu filho tem quências devastadoras para um feto em desenvolvimento
25% de chance de nascer com a doença (Leib et al., 2005). se foram contraídas durante um período sensível do de-
• Síndrome de Down. A síndrome de Down, uma das cau- senvolvimento embrionário ou fetal. Por exemplo, ru-
sas do retardo mental, ocorre quando um zigoto recebe béola, sífilis, diabete e pressão alta podem todas produ-
um cromossoma extra no 21° par no momento da con- zir um efeito permanente
cepção. A síndrome de Down está relacionada à idade no feto. teratógenos Agentes ambientais,
da mãe; mães com mais de 35 e com menos de 18 anos • Uso de drogas pela mãe. tais como drogas, substâncias
apresentam riscos maiores do que outras mulheres de ter Mães que usam drogas químicas, vírus ou outros fatores que
um filho com a síndrome (Roizen e Patterson, 2003). ilícitas e fisicamente vi- produzem deficiências congênitas.
ciantes, tais como coca-
Influências ambientais pré-natais Fatores genéticos não
ína, correm o risco de dar à luz bebês que estão simi-
são as únicas causas de dificuldades no desenvolvimento fe-
larmente dependentes. Seus recém-nascidos sofrem de
tal. Influências ambientais – a parte do ambiente da equação
dolorosos sintomas de abstinência e, às vezes, também
natureza-ambiente – também afetam o feto. Algumas das
exibem debilidade física e mental permanente. Até mes-
consequências mais profundas são causadas pelos teratóge-
mo medicamentos legais, tais como a medicação para
nos, agentes ambientais, tais como drogas, substâncias quí-
acne, Roacutan/isotretinoína, podem ter efeitos trágicos
micas, vírus ou outros fatores que produzem deficiências
quando ingeridos por uma mulher grávida (que pode não
congênitas. Entre as influências ambientais pré-natais mais
saber que está grávida) (Ikonomidou et al., 2000; Schec-
importantes constam as seguintes:
ter, Finkelstein e Koren, 2005).
• Nutrição da mãe. O que a mãe come durante a gravidez • Álcool. O álcool é extremamente perigoso para o de-
pode ter implicações importantes para a saúde do seu senvolvimento fetal. Por exemplo, 1 em cada 750 bebês
bebê. Mães que sofram de grave desnutrição não têm nasce com a síndrome do alcoolismo fetal (SAF), uma
como fornecer a alimentação adequada para um feto condição que resulta em inteligência abaixo da média,
em crescimento, e é provável que deem à luz bebês com atrasos no crescimento e deformidades faciais. A SAF é
baixo peso. Bebês subnutridos também estão mais sus- atualmente a principal causa evitável de retardo mental.

Desenvolvimento • 237
Encerra aqui o trecho do livro disponibilizado para
esta Unidade de Aprendizagem. Na Biblioteca Virtual
da Instituição, você encontra a obra na íntegra.