Você está na página 1de 5

1.

TRÁFICO ILÍCITO E USO INDEVIDO DE DROGAS


(LEI Nº 11.343/2006).

1. Leitura efetuada (gravando o áudio)


2. Resoluções de questões do app APROVA
3. Planilha de estudo e resumo

DROGAS PARA CONSUMO PESSOAL: ART. 28

Requisitos analisados pelo juiz para determinar se a droga era para consumo:

I – A natureza e a quantidade da substância entorpecente apreendida.


II – Local e condições da ação.
III – Circunstâncias sociais e pessoais do agente.
IV – Conduta e antecedentes do agente.

Pena:
I – Advertência sobre o efeito das drogas
II – Prestação de serviços à comunidade
III – Medida educativa de comparecimento a curso ou programa educativo.

O que mudou com a Lei 13.840/2019


1 - Criação da semana de combate ao uso de drogas – Quarta semana de julho.
2 – Tratamento e internação de dependentes – Internação voluntária e
involuntária

I -  Internação voluntária: aquela que se dá com o consentimento do dependente de


drogas;

II - Internação involuntária: aquela que se dá, sem o consentimento do


dependente, a pedido de familiar ou do responsável legal ou, na absoluta falta deste, de
servidor público da área de saúde, da assistência social ou dos órgãos públicos
integrantes do Sisnad, com exceção de servidores da área de segurança pública, que
constate a existência de motivos que justifiquem a medida.

Prazo máximo de 90 dias, podendo a família a qualquer tempo, requerer ao


médico a interrupção do tratamento.

Será utilizada esta internação após avaliar o tipo de droga utilizada, bem como o
padrão de uso e sendo comprovada ser impossível qualquer outra forma de tratamento.
É vedada a internação em unidade de acolhimento terapêutico.
Toda internação e alta deverá ser informada ao MP, a defensoria e aos órgãos de
fiscalização no máximo até 72 horas. Todas as informações ficarão em sigilo, sendo
permitido o acesso apenas a pessoas autorizadas

Acolhimento em unidade terapêutica, deverá ser voluntário, ter avaliação médica,


seguir um PIA (Plano individual de atendimento), sendo vedado o isolamento físico do
usuário.

Crime de Menor Potencial Ofensivo.

1 - TRÁFICO DE ENTORPECENTES: ART. 33


(Importar, exportar, ... droga)
Pena – Reclusão de 5 a 15 anos e pagamento de 500 a 1500 dias-multa.

1º Parag. Na mesma pena incorre quem:


I - (Importa, exporta... Matéria prima para produção)
II – (Semeia, cultiva, faz colheita plantas para composição)
III – (Utiliza local de sua propriedade, posse, administração, guarda, ou vigilância,
ainda que gratuitamente, para o tráfico).

Circunstâncias Atenuantes no caput e no Parágrafo 1º

I - Atentadas as circunstâncias do fato


II - A quantidade de droga apreendida.
III - Não for reincidente.
IV - Não integrar organização criminosa.

Redução da pena de um sexto (1/6) a dois terços (2/3).


Vedada a conversão em pena restritiva de direitos.

2º Parag. Induzir, instigar ou auxiliar no uso de drogas


 Atenção a ADIN 4274, com unanimidade do STF (Exclui-se desse entendimento as
manifestações e debates públicos a cerca da legalização e descriminalização das
drogas)
Pena – Detenção de 1 a 3 anos e multa de 100 a 300 dias-multa. (obs. detenção, não admite
regime inicial fechado)

3º Oferecer droga eventualmente, e sem objetivo de lucros a pessoa de relacionamento para


juntos fazerem uso.
Pena – Detenção de 6 meses a 1 ano e multa, sem prejuízo das penas previstas no art 28.
Art. 34 (Fabricar, adquirir, possuir... maquinários e equipamentos)
Pena – Reclusão de 3 a 10 anos e multa de 1.200 a 2.000 dias-multa.

Art. 35 Associarem-se duas ou mais pessoas para o tráfico, reiteradamente ou não (ainda que uma
só vez)
Pena - Reclusão de 3 a 10 anos e multa de 700 a 1.200 dias-multa.

Parágrafo Único – Na mesma pena incorre quem se associa para o financiamento do tráfico.

Art. 36 Financiar o tráfico de drogas

Pena – Reclusão de 8 a 20 anos e multa de 1.500 a 4.000 dias-multa.

Art. 37 Colaborar como informante para organização ou grupo do tráfico


Pena – Reclusão de 2 a 6 anos e multa de 300 a 700 dias-multa.

Art. 38 Prescrever ou ministrar, culposamente, sem que o paciente necessite ou com doses
excessivas, em desacordo com a lei. (Médico ou psiquiatra)
Pena – Detenção de 6 meses a 2 anos e multa de 50 a 200 dias-multa.
Parágrafo único. O juiz comunicará o fato ao Conselho Federal que faça parte.

Art. 39. Conduzir embarcação ou aeronave sob efeito de drogas. (lei 9.503/97/Código de
Transito)
Pena – Detenção de 6 meses a 3 anos e multa de 200 a 400 dias-multa, além da apreensão do
veiculo, cassação da CNH e proibição de obtê-la pelo mesmo período da pena.
Parágrafo único. Se for transporte de passageiros a pena será de 4 a 6 anos e multa de 400 a
600.

Situações agravantes Art. 40


As penas dos art. 33 a 37 serão aumentadas de 1/6 a 2/3 em caso de:
I Transnacionalidade do delito
II Prevalecendo-se de função pública, missão de educação, guarda ou vigilância.
III Quando ocorrer em prédios e setores públicos, de trabalho, educação, saúde,
segurança ou em suas dependências e transporte público.
IV O crime ocorrer, com arma ou qualquer outro meio de intimidação.
V Tráfico entre estados da federação.
VI Criança ou adolescente, ou pessoa com capacidade reduzida.
VII Financiar a prática do crime.
Art. 41 Delação Premiada
Quem colaborar na identificação de autores, coautores e partícipes, bem como a
recuperação dos produtos havendo condenação terá redução de 1/3 a 2/3 da pena.

Art. 42 Atenuantes com prepoderância ao art. 59 do código penal

I – A Natureza
II - A quantidade de droga apreendida.
III - Personalidade
IV – Conduta do agente.

Art. 43 Multa
O juiz atentará ao disposto no art. 42, determinará a multa conforme a condição econômica do
agente não inferior a 1/30 avos nem superior a 5 salários mínimos vigente.
Parágrafo único. Havendo concurso de crimes as multas serão impostas sempre
cumulativamente. Poderá ser aumentada até o décuplo se o agente for rico.

Art. 45 Isenção da pena.


O agente que era inteiramente incapaz de entender o que fazia, em razão de dependência ou efeito
de drogas, proveniente de caso fortuito ou força maior. (Imputabilidade por dependência química)

Parágrafo único. Quando da absolvição do agente, após comprovada sua total dependência
no momento do fato, o juiz poderá determinar o encaminhamento para tratamento médico
adequado.

Art. 46
Redução de 1/3 a 2/3 quando por razões expressas no art. 45 o agente não possuía ao tempo
da ação delituosa, a plena capacidade para entender a ilicitude da conduta.

Destruição das drogas


Se não houver prisão em flagrante, o prazo será de 30 dias para incineração.
SEQUESTRO - PERDA DOS BENS

 O juiz a requerimento do MP, acusação ou mediante representação da autoridade de polícia


judiciaria, poderá decretar, no curso do inquérito ou da ação penal, a apreensão e outras
medidas assecuratórias dos bens, havendo suspeita de serem produtos envolvidos no crime.
 É possível a alienação dos bens utilizados no tráfico como: veículos, embarcações,
aeronaves, máquinas, ferramentas e demais objetos, mesmo que ainda não tenha sido
promovida a denúncia.
 O juiz determinará a avaliação dos bens no prazo de 5 dias, pelo oficial de justiça e sendo
necessário avaliação especializada não poderá ultrapassar 10 dias.
 O juiz dará o prazo de 5 dias para serem apresentadas as comprovações da origem lícitas do
produto, quando assim ocorrer haverá liberação do produto.
 Caso haja risco de comprometer as investigações o juiz suspenderá o sequestro desses bens.
 Os bens apreendidos ficarão sob custódia da polícia judiciária e poderão ser utilizados
exclusivamente, por órgãos e entidades que atuem no combate ao uso de drogas, exceto as
armas. Para isso será necessária a autorização do juiz competente, ouvido o MP e
cientificada a SENAD.
 O juiz ordenará aos órgãos de trânsito e ao responsável pelo controle de veículo, que expeça
certificado provisório em favor da instituição. A instituição que tiver o uso deferido desses
veículos, ficarão livres do pagamento de multas e licenciamento e demais encargos e
tributos, até o trânsito em julgado da sentença.
 Os bens e valores apreendidos serão revertidos diretamente ao FUNAD.

SÚMULA 607 - Tráfico de drogas transnacional.