Você está na página 1de 30

Relatório de Estágio no Ministério da Economia e Finanças

Direcção de Administração de Recursos Humanos

Estagiário:

Guilton Sidónio Belmiro Seifane Supervisores:

Amak Machava & Neila Nhate

Maputo, 21/01/2020
Guilton Sidónio Belmiro Seifane

Relatório de Estágio

Relatório de estágio no curso de Técnico

De Sistemas Informáticos no Instituto

De transportes e Comunicações

Maputo, 21/01/2020
AGRADECIMENTOS

Aos meus pais e irmãos, pelo apoio que me deram em todas as fases da minha vida, que se
revelou crucial para a elaboração desse relatório. Agradeço-lhes a sua compreensão e a
habitual motivação com que pude contar ao longo deste trabalho.

Aos meus supervisores, Doutor Amak Machava e Doutora Nelia Nhate, por todo o apoio e
paciência que tiveram comigo. Agradeço-lhes pela boa disposição, compreensão, conselhos e
total disponibilidade que revelaram em todas as fases do trabalho e, acima de tudo, pela
confiança que depositaram em mim.

TÉCNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 1
INFORMÁTICOS
DECLARAÇÃO DE HONRA

Eu, Guilton Sidónio Belmiro Seifane, declaro por minha honra que este trabalho é da minha
autoria e nunca foi apresentado a nenhuma instituição para obtenção de qualquer grau
académico ou para outro fim.

Maputo, Janeiro 2020

Assinatura

_________________________________

(Guilton Sidónio Belmiro Seifane )

TÉCNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 2
INFORMÁTICOS
Lista de Siglas

MEF- Ministério da Economia e Finanças


GM - Gabinete do Ministro

DARH – Direcção de Administração e Recursos Humanos

DCII – Direcção de Coordenação Institucional e Imagem

DNT – Direcção Nacional do Tesouro

DNMA- Direcção Nacional de Monitoria e Avaliação

DNPO- Direcção Nacional de Planificação e Orçamento

DNCP- Direcção Nacional da Contabilidade Pública

DOGSI- Departamento de Organização e Gestão do Sistema de Informação


DA - Departamento de Aquisições

RAG- Repartição de Apoio Geral

RAJ- Repartição de Assuntos Jurídicos

RA- Repartição Autónoma

RGO- Repartição de Gestão Orçamental

RGOR- Repartição de Gestão Obras

SC- Secretaria Central

DPI- Departamento de Planificação Interna

DCF- Departamento de Formação

RT- Repartição de Transporte

RGPE- Repartição de Gestão de Património do Estado

RECC- Repartição de Emissão de Certificação de Certidões

RCPF- Repartição de Coordenação de Política de Formação

RPPS- Repartição Processamento e Pagamento e Salários

TÉCNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 3
INFORMÁTICOS
DRH- Departamento de Recursos Humanos

DNPE- Direcção Nacional do Património do Estado

DEEF- Direcção de Estudos Económicos e Financeiros

GGR- Gabinete de Gestão do Risco

DPI- Departamento de Planificação Interna

DGP- Departamento de Gestão de Património

DF- Departamento Financeiro

DCF- Departamento de Coordenação de Formação

CEDSIF- Centro de Desenvolvimento de Sistema de Informação de Finanças

AT- Autoridade Tributária de Moçambique

INPS- Instituto Nacional de Previdência Social

MARP- Secretariado Nacional do Mecanismo Africano de Revisão de Pares

BVM- Bolsa de Valores de Moçambique

IGEPE- Instituto de Gestão das Participações do Estado

IGF- Inspecção-Geral de Finanças

IGJ- Inspecção-Geral de Jogos

FARE- Fundo de Apoio à Reabilitação da Economia


ISSM- Instituto de Supervisão de Seguros de Moçambique

INPS- Instituto Nacional de Previdência Social

ADVZ- Agência de Desenvolvimento do Vale do Zambeze

RAM- Random Acess Memory (Memoria de Acesso Aleatório)

CPU- Central Processing Unit (Unidade cental de Processamento)

ROM- Read Only Memory(Memória Somente de Leitura)

TÉCNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 4
INFORMÁTICOS
Lista de Figuras

 Figura 1: Figura 1 : Placa CPU ;


 Figura 2 : processador moderno AMD-K6 ;
 Figura 3 : Disco rígido ;
 Figura 4 : Módulos de memória DRAM ;
 Figura 5 : Fonte de Alimentação de um Computador ;
 Figura 6 : Rede de computadores .

TÉCNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 5
INFORMÁTICOS
Introdução

A importância da informática nos dias de hoje, é além de ser um grande avanço tecnológico
do qual seria bom todos terem acesso, mas também é muito usado e as vezes até "necessário"
no mercado de trabalho actual.

O presente relatório tem como função relatar a experiencia vivida no estágio no Ministério de
Economia e Finanças em particular na DARH (Direcção de Administração de Recursos
Humanos) na área de suporte informático para obtenção do certificado no curso de Sistemas
Informáticos no Instituto de Transportes e Comunicações, onde teve o seu início no dia 02 de
Setembro de 2019 e o seu término no dia 02 de Dezembro de 2019 totalizando 300 horas de
estágio.

TÉCNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 6
INFORMÁTICOS
OBJETIVOS

Objectivo Geral
Realizar actividades relacionadas ao suporte a computadores, como montagem e

Manutenção de microcomputadores, suporte a rede de computadores e suporte a

Utilização de software.

Objectivos Específicos
 Consertar equipamentos e substituir peças de computadores.
 Realizar manutenção e instalar softwares.
 Analisar e solucionar problemas de Hardware de computadores.

TÉCNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 7
INFORMÁTICOS
IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA
Nome: Ministério da Economia e Finanças, Direcção de Administração e Recursos Humanos
(DARH).
Endereço: Av. Julius Nyerere
Cidade: Maputo
Prédio: 449 e 469
Telefone: 315000/6

ÁREA DE ESTÁGIO
Data de início: 02/09/2019 Data de término: 02/12/2019
Duração em horas: 300h
Supervisores: dra. Neila Nhate e Amak Machava

TÉCNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 8
INFORMÁTICOS
APRESENTAÇÃO DA EMPRESA
Ministério da Economia e Finanças
O Ministério da Economia e Finanças é o órgão central do Aparelho do Estado que, de
acordo com os princípios, objectivos e tarefas definidos pelo Governo, orienta a formulação
de políticas de desenvolvimento económico e social, coordena o processo de planificação e
superintende a gestão das finanças públicas.

São as atribuições do Ministério da Economia e Finanças:

a) Formulação de propostas de políticas e estratégias de desenvolvimento integrado,


macroeconómicas, tributárias, aduaneiras, orçamental, de seguros, de previdência social dos
funcionários e agentes do Estado e dos combatentes, bem como a garantia da sua
implementação;
b) Formulação de políticas de promoção, atracção, facilitação e retenção dos investimentos
público e privado, nacional e estrangeiro, e desenvolvimento das zonas económicas especiais;
c) Representação do Estado em instituições e organizações financeiras e económicas
internacionais;
d) Coordenação do endividamento interno e externo;
e) Consolidação do Sistema de Planificação e de Administração Financeira do Estado;
f) Gestão do Património e das Participações do Estado;
g) Promoção e dinamização do Sistema financeiro;

O MEF tem a seguinte estrutura orgânica:

 Direcção Nacional do Tesouro;


 Direcção Nacional da Planificação e Orçamento;
 Direcção Nacional de Contabilidade Pública;
 Direcção Nacional do Património do Estado;
 Direcção Nacional de Monitoria e Avaliação;
 Direcção de Coordenação Institucional e Imagem;
 Direcção de Cooperação;
 Direcção de Estudos Económicos e Financeiros;
 Direcção de Assuntos Jurídicos e Notariais;
 Direcção de Administração e Recursos Humanos;
 Gabinete de Gestão do Risco;

TÉCNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 9
INFORMÁTICOS
 Gabinete do Ministro;
 Departamento de Organização e Gestão do Sistema de Informação; e
 Departamento de Aquisições.

TÉCNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 10
INFORMÁTICOS
ORGANOGRAMA DO MEF

MINISTRO

GABINETE DO MINISTRO

DNT DNPO DNCP DNPE DNMA DCII DC DAJN DARH GGR


DEEF

DEPARTAMENTOS AUTÓNOMOS

Dep. OGSI Dep. Aqui.

INSTITUIÇÕES TUTELADAS

IGF ADVZ AT IGEPE ISSM INPS FARE BVM IGJ CEDSIF SN-MARP
A DARH tem como principais actividades as seguintes:

1. Elaboração dos instrumentos de gestão de recursos humanos do MEF (Estratégia de


desenvolvimento de recursos humanos, quadro de pessoal, qualificadores, entre
outros);
2. Elaborar os princípios orientadores sobre a assistência social aos funcionários do
MEF;
3. Elaborar o plano de formação académica e profissional do MEF;
4. Assegurar o cumprimento da legislação sobre a gestão dos recursos humanos do
Ministério;
5. Gerir o património do MEF.

A DARH encontra-se dividida pelos seguintes departamentos e repartições:

a) Departamento Financeiro
 Repartição de Gestão Orçamental;
 Repartição de Processamento e Pagamento de Salários.
b) Departamento de Recursos Humanos
 Repartição de Gestão de Pessoal;
 Repartição de Emissão e Certificação de Certidões de Efectividade;
 Repartição de Assuntos Sociais;
 Repartição do Arquivo Geral;
 Secretária Central.
c) Departamento do Património
 Repartição de Gestão do Património;
 Repartição de Gestão de Obras;
 Repartição de Transporte.
d) Departamento de Coordenação de Formação
 Repartição de Política de Formação;
 Repartição de Capacitação Profissional.
e) Repartições Autónomas
 Repartição dos Assuntos Jurídicos;
 Repartição de Apoio Geral (Informática).
ORGANOGRAMA DA DIRECÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS

DARH

DF DRH DGP DCF DPI

RGOR RPPS RGP RT RGO


RA

RECC RGPE SC RAG RAS RCPF RCP RAG RAJ


Conceitos
Hardware e parte física do computador ou seja todo equipamento físico e informático.

Placa de CPU

É a placa mais importante do computador, também chamada de Placa mãe, Placa de sistema
ou Motherboard. Nela estão localizados o processador, a memória e diversas interfaces.

Nessa placa há disponíveis também slots de expansão, que são conectores para o encaixa de
placas periféricas, contendo funções indisponíveis.

Figura 1 : Placa CPU

TECNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 14
INFORMATICOS
Processador

Este é um dos componentes mais importantes de um PC. O processador é o responsável por


executar as instruções que formam os programas. Quanto mais rápido o processador executar
essas instruções, mais rápida será a execução dos programas. Alguns exemplos de
processador são: Pentium 4, Pentium III, Celeron, K6-2, Athlon e Duron.. ( FREITAS ,
ELISIO. Anatomia do computador. ITC)

Figura 2 : processador moderno AMD-K6

Disco Rigido

O Disco Rígido ou Disco Fixo é um disco no qual as cabeças de leitura deslizam fazendo
desta forma a leitura dos dados, e é dividido por trilhas e sectores no ato da formatação. O
motor deste componente trabalha a altíssimas velocidades como 3.600, 4.800 e 7.200 rpm ou
até mais dependendo do tipo de disco, por este motivo é um dispositivo que é lacrado e que
não tem contacto com o meio externo, pois uma partícula de poeira poderia causar grande
dano a superfície do disco danificando os dados nele gravado. ( FREITAS , ELISIO.
Anatomia do computador. ITC)

Este dispositivo informático serve para guardar informação, permitindo a escrita e leitura da
mesma.

TECNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 15
INFORMATICOS
Figura 3 : Disco rígido

Fonte de Alimentação

É um equipamento usado para alimentar cargas elétricas. Cada dispositivo eletroeletrônico


necessita de uma fonte para prover energia para seus componentes. Esta energia pode variar
de acordo com a carga que este equipamento usa. Estas fontes de energia podem ser de
corrente contínua como um conversor AC/DC ou um regulador de tensão, pode ser um
Regulador linear, fonte de energia AC, Fonte de alimentação ininterrupta ou fonte de energia
de alta tensão. (http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/lenoticia.php?id=206568&c=6)

TECNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 16
INFORMATICOS
Figura 4: Fonte de Alimentação de um computador

Memória

Memória “são as responsáveis pelo armazenamento de dados e instruções em forma de sinais


digitais em computadores. Para que o processador possa executar suas tarefas, ele busca na
memoria todas as informações necessárias ao processamento”. (ROBERTO WILLRICH.
Introdução à Arquitetura de Computadores, Pag. 07-18)

Memória principal “onde normalmente devem estar Armazenados os programas e dados a


serem manipulados pelo processador”.(ROBERTO WILLRICH. Introdução à Arquitetura de
Computadores, Pag. 07-18)

Memória secundária “que permitem armazenar uma maior quantidade de dados e instruções
por um período de tempo mais longo; o disco rígido é o exemplo mais evidente de memória
secundária de um computador, mas podem ser citados outros dispositivos menos recentes
como as unidades de fita magnética e os Cartões perfurados”.(ROBERTO WILLRICH.
Introdução à Arquitetura de Computadores, Pag. 07-18)

Memória cache, “que se constitui de uma pequena porção de memória com Curto tempo de
resposta, normalmente integrado aos processadores e que permite Incrementar o desempenho
durante a execução de um programa”. (ROBERTO WILLRICH. Introdução à Arquitetura de
Computadores, Pag. 07-18)

Tipos de Memória
Memória ROM

Acrónimo para Read-Only Memory (memoria de leitura), trata-se de uma memoria na qual o
dado foi pré-gravado. Uma vez que o dado foi escrito em um chip ROM, ele não pode mais
ser removido, apenas lido. Exemplo da memoria flash, a ROM também não è volátil.
(http://www.clubedohardware.com.br/

Memória RAM

TECNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 17
INFORMATICOS
È um tipo de memória essencial para o computador, sendo usado para guardar dados e
instruções de um programa. Tem como característica fundamentais, a volatilidade, ou seja, o
seu conteúdo è perdido quando o computador è desligado; o acesso aleatório aos dados e o
suporte à leitura e gravação de dados, sendo o processo de gravação um processo destrutivo e
a leitura um processo não destrutivo. Existem dois básicos de memória RAM, RAM
Dinâmica e RAM Estática. (http://www.clubedohardware.com.br/

Figura 5 : Módulos de memória RAM.

Actividades Desenvolvidas

Ao longo do estagio no Ministério da Economia e Finanças realizou-se diversas actividades


desde a manutenção de computadores (preventiva e correctiva), instalação de softwares,
instalação de drivers nas impressoras, fotocopiadoras ,instalar impressoras e colocar as
mesmas em redes deste modo partilhando os seus recursos pela rede para que todos usuários
com permissão possam usufruir desses recursos.

Manutenção e Montagem de Computadores

TECNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 18
INFORMATICOS
Computador: é uma maquina capaz de variados tipos de tratamento automático de
informação ou processamento como todo tipo de máquina os computadores da empresa
apresentavam avarias no seu funcionamento e sendo o computador uma máquina composta
por outras peças como Memoria RAM, processador, disco rígido, placa mãe, placa de som,
placa de rede, placa de som, etc, as peças que mais apresentavam defeitos são o disco rígido e
a memoria RAM.

Ao longo do estágio realizou dois tipos de manutenção de computadores que são (preventiva
e correctiva)

Manutenção Correctiva

Essa foi a manutenção que mais foi realizada que consistia na realização da manutenção
depois da ocorrência de uma falha que visava a restauração da capacidade produtiva do
computador, essa manutenção foi a mais realizada porque os usuários solicitavam a ajuda de
um informático quando não conseguiam fazer o seu trabalho devido a avaria do computador.

Manutenção Preventiva

Essa é a correcção mais correcta a se fazer embora seja a mais trabalhosa, ela consistia na
correcção de falhas em computadores, antes mesmo que eles aconteçam, isso evitava
prejuízos e riscos de interrupções de realização de trabalho, fazendo com que os usuários
fossem mais produtivos nos trabalhos que fazem.

Nessa manutenção eram realizados testes nos computadores para ver se os mesmos
apresentavam algum defeito de funcionamento. Realizavam-se testes da memória, do
processador do disco rígido e da fonte de alimentação se um desses dispositivos falhasse no

TECNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 19
INFORMATICOS
teste era imediatamente trocado para que o usuário pudesse dar continuidade ao trabalho sem
nenhum sobressalto

Instalação de Softwares (Programas)

Ao longo do estágio foram instalados diversos programas nos computadores que auxiliavam
os usuários nos seus trabalhos, dois tipos de softwares eram instalados nos computadores.

Instalação de Sistema Operativo

Sistema operativo: Um sistema operativo ou ainda software de sistema é um programa ou


um conjunto de programas cuja função é gerenciar os recursos do sistema (definir qual
programa recebe atenção do processador, gerenciar memória, criar um sistema de arquivos,
etc.), fornecendo uma interface entre o computador e o usuário. Alguns exemplos de sistemas
operacionais são o Windows, Linux, MS-DOS. ( 1ET - prof. Mandarino. 2008)

Houveram computadores que apresentavam problemas do Sistema Operativo que não podiam
ser simplesmente corrigidos isso fazia com que fosse necessário a instalação de um novo
Sistema operativo.

Para instalação de um novo Sistema operativo primeiro foi necessário fazer a cópia de
segurança de todos os dados informação contidas no computador do usuário fazendo com que
o usuário não perca nenhuma das suas informações , depois era necessário ter um Sistema
operativo em um disco(DVD) ou no PenDrive que seja executável para fazer a devida
instalação, era um processo que levava geralmente menos de trinta minutos.

Sendo o Sistema Operativo mais usado na instituição o Sistema Operativo da família o


Windows 7.

Instalação de Software Utilitário

TECNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 20
INFORMATICOS
Software utilitário: São programas destinados a facilitar a execução de certas tarefas, dando
suporte ao sistema operacional. Existem utilitários,como por exemplo, para diagnosticar a
situação do computador e seus diversos dispositivos (como o Norton Utilities), para
compactar arquivos (como o WinRar), para realização de cópias de segurança ("backups"),
etc. ( 1ET - prof. Mandarino. 2008)

Instalação de Software Aplicativo

Software aplicativo: São os programas destinados a nos oferecer certos tipos de serviços, e
podemos incluir nesta categoria os processadores de texto, as planilhas electrónicas, os
programas gráficos e os sistemas gerenciadores de banco de dados. Exemplo: Word
(Microsoft), programas gráficos (Photoshop). ( 1ET - prof. Mandarino. 2008)

Esses softwares (programas) eram instalados em todos os computadores da empresa e eram


instalados logo depois de ser instalado o Sistema operativo para que os usuários usufruissem
dos recursos que o computador disponibiliza para realização de trabalho

Confecção de Cabos de Rede


Cabos de rede: são hardwares de rede utilizados para interconectar dispositivos para que
ocorra a troca de informação entre os mesmos, por exemplo partilhar impressoras, scanners
conectar computadores a uma rede, conectar televisão a internet ou qualquer outro dispositivo
que deseja trocar informação com uma rede.

Ao longo do estágio foram confeccionados cabos de rede que foram instalados em


computadores da empresa. Houve a necessidade de se fazer os cabos de rede devido a avaria
de outros cabos de rede da instituição e também para conectar impressoras e fotocopiadoras a
rede.

TECNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 21
INFORMATICOS
O cabo adequado era o cabo cruzado que é um cabo de rede par trancado que permite a
ligação de dois computadores pelas respectivas placas de rede sem a necessidade de um
concentrador (hub ou switch) ou ligação de modems.

Help Desk Services


help desk ou balcão de ajuda é um termo de língua inglesa que designa o serviço de apoio a
usuários para suporte e resolução de problemas técnicos ligados a informática.

Ao longo do estágio o help desk foi o serviço mais solicitado pelos trabalhadores do
Ministério de Economia e Finanças, Solicitavam ajuda para o iniciar sessão do windows
devido a alguma dificuldade em colocar a senha. Mas era solicitado mais vezes ajuda a
problemas relacionados com o pacote Microsotf office que é o pacote mais utilizado na
empresa. Os problemas iam desde a paginação, o índice automática, impressão por secção,
colocar rodapé cabeçalho, criação de slides, justificação de documentos etc..;

Problemas esses que quase sempre eram solucionados de momento, mas se não, era preciso
contactar um dos supervisores que eles nos mostravam a forma ideal de corrigir o erro.

Descrição do Trabalho Realizado

 Montar as impressoras e colocar cada uma delas em rede de modo que qualquer
usuário da direção pudesse aceder aos recursos das mesmas;
 Realizar a vistoria e a verificação de todos equipamentos informáticos fazendo uma
manutenção preventiva dos mesmos;
 Garantir a funcionalidade dos sistemas de Informática (formatação, configuração e
alocação a nível das repartições correspondentes), como instrumentos de apoio á
execução das actividades da Instituição;
 Auxiliar nas Infraestruturas de TI, mantendo a disponibilidade dos sistemas e
atendendo as políticas de segurança da empresa;

TECNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 22
INFORMATICOS
 Garantir a Funcionalidade dos sistemas de Informática, como instrumentos de apoio á
execução das actividades da Instituição;
 Oferecer ajuda informática aos usuários que estejam com alguma dificuldade;
 Garantir o funcionamento de todo equipamento informático da instituição de modo
que os usuários possam usufruir dos seus recursos;
 Confeccionar cabos de rede para o acesso a internet e compartilhamento de
informação e recursos via rede.

TECNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 23
INFORMATICOS
Recomendações
 Recomendar a Instituição a investir em novas tecnologias , o mais importante em
material e em técnicos qualificados para Instituição;

 Disponibilização de todo tipo de ferramentas de trabalho, nas quantidades e


qualidades determinadas, e organiza-las sob inventários constantes, de modo a
garantir melhor resposta às solicitações dos equipamentos;

 Para os futuros estagiário recomendar que sejam responsáveis, ao desempenhar as


funções dadas e cumprir as regras da Instituição durante o estagio.

TECNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 24
INFORMATICOS
Conclusão

Hoje em dia tudo está relacionado ao acto de ter um planeamento estratégico a fim de ter
sucesso em qualquer empreendimento seja na vida profissional ou pessoal. Com base neste
relatório de estágio foi vivenciado o efeito profissional e acadêmico.

Conclui este relatório dizendo que pode ganhar experiência de como é um local de trabalho
na area de informáticaa aprendendo a conciliar a teoria com a prática, e como profissional
buscar sempre agir com honra e dedicação.

TECNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 25
INFORMATICOS
Referências Bibliográfica

 Abraham; Sistemas Operacionais .Campus, 2008. 672 p. p. 3


 FREITAS , ELISIO. Anatomia do computador. ITC
 1ET - prof. Mandarino. 2008
 http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/lenoticia.php?id=206568&c=6
 http://www.clubedohardware.com.br
 http://www.saopaulo.sp.gov.br/spnoticias/lenoticia.php?id=206568&c=6
 ROBERTO WILLRICH. Introdução à Arquitetura de Computadores, Pag. 07-18

TECNICO DE SISTEMAS
GUILTON SEIFANE 26
INFORMATICOS
Índice
AGRADECIMENTOS....................................................................................................................................................1
DECLARAÇÃO DE HONRA........................................................................................................................................2
Lista de Siglas................................................................................................................................................................. 3
Lista de Figuras...............................................................................................................................................................4
Introdução.......................................................................................................................................................................5
OBJETIVOS...................................................................................................................................................................6
Objectivo Geral...........................................................................................................................................................6
Objectivos Específicos................................................................................................................................................6
IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA................................................................................................................................7
APRESENTAÇÃO DA EMPRESA...............................................................................................................................7
Ministério da Economia e Finanças.............................................................................................................................7
ORGANOGRAMA DO MEF.........................................................................................................................................9
ORGANOGRAMA DA DIRECÇÃO DE ADMINISTRAÇÃO E RECURSOS HUMANOS......................................11
Conceitos................................................................................................................................................................... 12
Placa de CPU............................................................................................................................................................12
Processador...............................................................................................................................................................13
Disco Rigido.............................................................................................................................................................13
Fonte de Alimentação................................................................................................................................................14
Memória.................................................................................................................................................................... 15
Memória principal.................................................................................................................................................15
Memória secundária..............................................................................................................................................15
Memória cache......................................................................................................................................................15
Tipos de Memória.....................................................................................................................................................16
Memória ROM......................................................................................................................................................16
Memória RAM......................................................................................................................................................16
Actividades Desenvolvidas...........................................................................................................................................17
Manutenção e Montagem de Computadores.................................................................................................................17
Manutenção Correctiva.................................................................................................................................................17
Manutenção Preventiva.................................................................................................................................................18
Instalação de Softwares (Programas).............................................................................................................................18
Instalação de Sistema Operativo................................................................................................................................18
Instalação de Software Utilitário...............................................................................................................................19
Instalação de Software Aplicativo.............................................................................................................................19
Confecção de Cabos de Rede...................................................................................................................................20
Help Desk Services...................................................................................................................................................20
Descrição do Trabalho Realizado..................................................................................................................................21
Recomendações.............................................................................................................................................................22
Conclusão...................................................................................................................................................................... 23
Referências Bibliográfica..............................................................................................................................................24

Você também pode gostar