Você está na página 1de 2

INSTITUTO SUPERIOR DE TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES

_____________________________________________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________

AULA PRÁTICA DE MECÂNICA

FÍSICA I Ano lectivo 2019

TEMA 4: DINÂMICA DE UM PONTO MATERIAL.

2ª Parte

1. (Finn-8.5) Uma estrada tem 13,6 m de largura. Calcule a diferença de nível entre
as bordas exterior e interior da estrada para que um carro possa, a 60 m/s (sem
estar sujeito a forças laterais) percorrer uma curva com 600 m de raio.

2. (Finn-8.9) O vector posição de um corpo de 6 kg de massa é dado por


𝐫 = 𝒊̂(3𝑡 2 − 6𝑡) + 𝒋̂(−4𝑡 3 ) 𝑚
Determine:
(a) a força que atua sobre a partícula,
(b) o momento da força em relação à origem, que atua sobre a partícula,
(c) os momentos linear e angular da partícula em relação à origem.

3. (T&M-6.41) Uma partícula de 2,0 kg sofre um deslocamento de


∆𝐫 = (3,0𝑚)𝐢̂ + (3,0𝑚)𝐣̂ + (−2,0𝑚)𝐤 ̂
Durante esse deslocamento, uma força constante
̂
𝐅 = (2,0𝑁)𝐢̂ − (1,0𝑁)𝐣̂ + (1,0𝑁)𝐤
actua sobre a partícula.
(a) Determine o trabalho realizado por 𝐅 para esse deslocamento.
(b) Determine a componente de 𝐅 na direção desse deslocamento.

4. (Finn-9.5) Um automóvel sobe uma rampa com 3º de inclinação, com velocidade


constante de 45 km/h. A massa do automóvel é de 1600 kg. (a) Qual a potência
desenvolvida pelo motor? (b) Qual o trabalho realizado em 10s? Despreze as
forças de atrito.

5. (Finn-9.12) Dado 𝐅 = 𝐢̂(7N) − 𝐣̂(6N), (a) calcule o trabalho realizado quando uma
partícula vai da origem a 𝐫 = 𝐢̂(−3m) + 𝐣̂(4m). (b) Calcule a potência média
quando a partícula leva 0,6 s para ir de um ponto ao outro. Apresente o resultado
em watt. (c) Se a massa da partícula for de 1,0 kg, calcule a variação da energia
cinética.

6. (Finn-9.13) A força do problema 5 é conservativa, uma vez que é constante. (a)


Calcule a diferença de energia potencial entre a origem e o ponto (-3,4). (b)
Determine a energia potencial no ponto 𝐫 = 𝐢̂(7m) + 𝐣̂(16m), sendo zero a
energia potencial na origem.

7. (Finn-9.19) Um corpo com 0,5 kg de massa é solto de uma altura de 1 m sobre


uma pequena mola vertical que tem uma das extremidades presa no solo. A
constante da mola é k=2 000N/m. Calcule a deformação máxima da mola.

8. (Finn-9.23) Uma bola de 0,5 kg, é lançada verticalmente para cima com uma
velocidade inicial de 20 m/s, atinge uma altitude de 15 m. Calcule a perda de
energia devida à resistência do ar.

Problemas Seleccionados. Dra. Mayra Hernández de Sousa


INSTITUTO SUPERIOR DE TRANSPORTES E COMUNICAÇÕES
_____________________________________________________________________________________________________________________________ __________________________________________________________________

9. (T&M-7.39) O objecto de 3,0 kg da figura é largado do repouso de uma altura de


5,0 m em uma rampa curva sem atrito. Na base da rampa está uma mola com
uma constante de força de 400 N/m. O objecto desliza rampa abaixo e até a mola
comprimindo-a de uma distância x até atingir momentaneamente o repouso. (a)
Encontre x. (b) Descreva o movimento do objecto (se ocorrer) após o repouso
momentâneo.

10. (T&M-7.41) Uma criança de 16 kg, em um balouço de 6,0m de comprimento,


move-se com uma velocidade de 3,4 m/s quando o assento do balouço passa
pelo seu ponto mais baixo. Qual é o ângulo que o balouço forma com a vertical
quando atinge seu ponto mais alto? Despreze a resistência do ar e suponha que
a criança não está forçando o balouço.

11. (T&M-7.46) Um carrinho de montanha russa, de 1500 kg, parte do repouso de


uma altura H=23,0 m, na figura, acima da base de um laço de 15,0 m de
diâmetro. Se o atrito é desprezível, determine a força para baixo exercida pelos
trilhos sobre o carrinho, quando este está no topo do laço, de cabeça para baixo.

Problemas Seleccionados. Dra. Mayra Hernández de Sousa

Você também pode gostar