Você está na página 1de 1

PONTO DE VISTA O JORNAL BATISTA Domingo, 10/05/20 15

OBSERVATÓRIO BATISTA

O “novo” crente e a “nova” Igreja no Day After da


Quarentena - Teremos uma nova Reforma? - parte 1
Lourenço Stelio Rega domésticos foram muito estimulados • isso implica em dizer que pastores do céu, mas em como alcançar hoje a
com tanta reflexão que surgiu diariamente que não estão atentos para as comuni- vida abundante (Jo 10.10), em como ser
Depois de semanas no isolamento so- na Internet; mas também estudos bíbli- cações por meios destes aplicativos, ou sal e luz (Mt 5.13-16), influenciador num
cial, uma das maiores certezas é que a cos, possibilidades de ouvir expositores que, mesmo possuindo a conta em al- mundo volátil, incerto, complexo e ambí-
era das certezas está acabando e de que selecionados que puderam expor seus guns deles, nem sequer respondem aos guo (Mundo V.U.C.A.);
muita coisa será diferente: os pastores, os desafios, conhecimento e experiência, que lhes escrevem, estarão em grande • Temas como gestão do tempo, es-
líderes, os crentes, o investimento maior sem que preciso fosse gastar um centavo desvantagem e poderão deixar de serem tabelecimento de objetivos e prioridades
em tecnologia, o formato das reuniões de com passagens aéreas ou hospedagens, seguidos como líderes; na vida serão fundamentais.
planejamento, a maneira de se comunicar tudo pelas famosas “lives” transmitidas • no período da quarentena tem sido Fidelização em risco. E agora, o que
na Igreja e entre os crentes, e muito mais. ao vivo pela Internet. notável o “sumiço” de pastores e líderes fazer com os crentes que tiveram opções
Um microscópico organismo com um “Dr. Google” e tudo online ao mesmo que resistiram ao mundo virtual. Pode- de ouvir e assistir outros expositores da
milésimo do tamanho de um fio de cabelo tempo. Com a ampliação da utilização riam tão bem ter contribuído com sua Bíblia? Para aqueles que já estavam sen-
humano paralisou quase todo mundo e a das redes sociais pelas pessoas e o aces- sabedoria, mas não conseguiram acesso do bem atendidos do ponto de vista de
esperança que a tecnologia da Quarta Re- so a notícias, “fake news”, certamente às pessoas que não podiam mais se valer conteúdo, de atendimento e acolhimento
volução prometia para vida sem doenças, será ampliada a utilização desse meio da ação presencial. pastoral, de afago, de ambiente acolhedor
tranquilidade do lazer, vida longa, foi para para comentários e opiniões sobre tudo O conceito e percepção de tempo mu- e de comunhão na vida da Igreja, de vida
nota de rodapé da vida. Quase tudo no e todos, inclusive sobre o sermão de dou. Muita atenção nisto será necessária. não apenas dominical etc., é mais prová-
mundo precisará ser reprogramado e me domingo, que poderia ser a sobremesa Depois de alguns dias na quarentena já vel que, ao voltarem, terão essa virtuali-
parece que iniciamos um novo momento do almoço em família, e agora passa a não era mais possível distinguir o dia da zação do sagrado como mais uma alter-
da linha do tempo, e a história contempo- ser objeto de troca de mensagens com semana, todos os dias pareciam feria- nativa. Mas se foi o contrário, se o pastor
rânea vai novamente se dividir em dois mais facilidade. As pessoas também vão dos. Quem era metódico pode configurar era autoritário, rigoroso, incomunicável,
momentos A.C. e D.C. - antes e depois ampliar a utilização do acesso às redes agenda de ocupação diária, quem não “Xerife”, não acolhedor; com mensagens
do Corona. sociais e mecanismos de buscas para era pode ter se “enroscado” em ficar o legalistas e repletas de culpabilidade, se
Algumas perguntas começam a sur- conferir se o que está sendo pregado e dia todo consultando redes sociais ou se a Igreja era apenas ponto de encontro de
gir sobre quais as novas preocupações ensinado na Igreja está “correto”. Muitas desesperando diante da televisão assis- final de semana, trabalho cansativo, exi-
e demandas das pessoas que vão apon- vezes “Dr. Google” será o professor e pre- tindo os noticiários macabros de pessoas gências sem fim que tornavam a vida cris-
tar para suas novas prioridades, de que gador do crente. Não haverá mais lugar morrendo, covas abertas em cemitérios, tã em fardo insuportável, bom, estes, pro-
forma elas terão transformado a visão para mensagens frágeis, sem fundamen- cenas dentro de hospitais, ou mesmo vavelmente estarão pensando em outras
das coisas e do mundo? O que mais vai tação bíblica, ou nos temas diversos que notícias de intriga política entre gover- alternativas de “fidelização”. Mas é claro
interessar às pessoas? O que elas não serão utilizados para as mensagens e nantes que se aproveitaram para seus que quem prega e faz apresentações
vão mais priorizar? Que perguntas não estudos. propósitos eleitoreiros. No fim do dia, para pela Internet poderá não ir em um hos-
serão mais importantes, que perguntas Sabendo lidar com “memes” e ma- estes, surgiu o tédio e a frustração de não pital para visitar um espectador da rede
novas estarão agora na linha de frente ledicência virtual. Com a facilidade de terem aproveitado o tempo com coisas social, mas, com certeza, se a pessoa
em busca de respostas? se obter fotografia com celulares, pode- úteis, mas fúteis. Antes de dormir veio não tinha bom atendimento questionará
Como podemos nos “desmamar” do rá ampliar o surgimento e circulação de o propósito de que o dia seguinte seria o modo de ser Igreja, seu pastor, e poderá
virtual? Aqui já temos a resposta: não será “memes” ou comentários jocosos contra diferente, mas que na realidade foi igual até se sentir traída e repleta de incertezas
possível, é um caminho sem volta, agora pastores ou outras pessoas. Pastores e ao anterior. Alguns desafios: ao voltar para as reuniões de sua Igreja.
será aprender a utilizar os recursos e tirar líderes precisarão saber lidar com co- • Isso indica que, na Igreja, precisare- Neste sentido já me perguntaram se vai
vantagens em benefício do cumprimento mentários que forem surgindo nas redes mos ampliar o atendimento na área de aumentar o número de desigrejados, pode
de nossa missão. sociais sobre sua vida. A experiência já aconselhamento e terapia (mesmo para ser que sim. E, aqui, tenho mapeado dois
O certo é que o isolamento interferiu tem demonstrado que comentários em os que não acreditam nela, aliás ficaram tipos de desigrejados: (1) os nativos, que
na dinâmica interna das pessoas e na es- redes sociais se espalham muito mais muito quietos nas redes sociais) para não querem nada com nada, não querem
trutura funcional e operacional das Igrejas, rapidamente e de modo mais eficiente tratar dos “sobreviventes” da quarente- compromisso com ninguém, que curtem
do ministério em geral, mas também nos do que em contatos pessoais e telefôni- na, com diversos distúrbios espirituais e apenas o “happy hour” de cada dia. Para
referenciais teológicos que fundamentam cos. Como lidar com tudo isso? O quan- emocionais, como consciência de culpa, estes só a apólice contra o incêndio do
tudo isso, como já escrevi em parte em to isso vai afetar o seu sossego e seu ansiedade, angústia, insegurança, depres- inferno já está bom, não se importam em
um artigo no começo da pandemia (Artigo sono? O pastor precisará ser cuidadoso são, frustrações etc.; chegar no céu “cheirando toucinho defu-
“Lições do Coronavírus: Igreja não fecha! e sua família também, para evitar tudo • Colegas que pregam sem controle mado”; (2) os “exauridos da instituciona-
– OJB de 12 de abril de 2020). isso. Preparar bem suas mensagens, se do tempo, pois pensam que é a Palavra lidade”, que se cansaram da formalidade,
O mundo novo do virtual. O virtual comunicar de forma amável, espirituo- de Deus e que são profetas autorizados de mensagens frágeis sem suporte bíbli-
abriu um novo mundo para a vida religio- sa, descontraída, vai ajudar muito nesse por Deus, precisam compreender que o co, querem enfoque mais convivencial,
sa, para o sagrado. Eram dois mundos momento. Êutico que caiu da janela depois de longo mais comunhão sem formalidade, que
distantes para muitos pastores e líderes, Comunicação virtual em crescimen- sermão do Apóstolo Paulo (At 20.7-11), procuram mensagem bíblica que aponte
talvez até antagônicos, neste caso o vir- to exponencial. O uso de comunicação hoje cairia da janela depois de cerca de 10 vida comprometida além do “transe de
tual era o território do profano em contra- será ainda mais ampliado, os contatos por a 15 minutos de sermão, especialmente final de semana”.
posição com o sagrado da vida religiosa. meio de redes sociais e seus aplicativos já se o sermão não traz resposta para seus Temos muito mais descobertas para
Agora, para sobreviver, fomos lançados é gigantesco e vai se ampliar ainda mais, dilemas diários ou tenta responder pre- apresentar nos próximos artigos da série,
obrigatoriamente ao mundo “real” da pois estes aplicativos já estão sendo guntas que já não são mais importantes; tais como, a priorização e reconquista dos
virtualidade e pudemos observar que o adaptados para capturar mais usuários. • Não basta utilizar apresentações em mais jovens e das famílias, como serão os
mundo virtual é neutro e dependerá de O Facebook, que antes só permitia o uso PowerPoint, precisam ser bem feitas, com sermões, quais temas serão as priorida-
como o utilizarmos e de como nos porta- de uma câmera, está fazendo a transição menos quadros, mas com mais insights, des, o virtual um caminho sem volta (prós
mos dentro dele. Assim, neste momento para acesso múltiplo. O WhatsApp já está com conexão ao dia a dia da vida das e contras), a democracia digital e muito
foi possível se valer desse mundo para ampliando a videoconferência de 4 para pessoas; mais. Mantenha contato pelo WhatsApp
vivermos nossa piedade, nossa devoção 8 pessoas, e esperem por muito mais. • Vamos precisar dar respostas não (11) 94596-6688 para receber outros arti-
e, neste sentido, penso até que os cultos Alguns alertas: apenas para a conquista da salvação e gos sobre este e outros temas atuais. n

Você também pode gostar