Você está na página 1de 2

DATAS E PRAZOS

PROGRAMA DO EVENTO:
Data de realização do 5o ENSOC:
22 a 24 de setembro de 2016. 22/09 (5ª F) 23/09 (6ª F) 24/09 (SAB) 22 a 24
Inscrição de trabalhos, pôsteres e oficinas Local: IFCS-UFRJ Local: IFCS-UFRJ
Local: PRAIA de Setembro de 2016
VERMELHA/UFRJ
pedagógicas: até dia 08 de agosto.
09:00 às 12:00 09:00 às 12:00 Local: IFCS e Faculdade
Divulgação dos aprovados: 22 de agosto. Oficinas
Mesa Redonda 2 de Educação da UFRJ
Pedagógicas 2
Envio dos trabalhos completos:
até dia 11 de setembro. 13:00 - Início do Almoço Almoço
Credenciamento Envio de trabalhos até:
8 de Agosto de 2016
14:00 às 17:00 14:00 às 17:00
14:00 às 17:00 Oficinas Grupos
VALORES DAS INSCRIÇÕES: Pôsteres Pedagógicas 1 de Trabalho


Pausa-café Pausa-café
ATÉ DE 01/09 NO LOCAL
CATEGORIA 31/08/16 A 16/09/16 DO EVENTO 17:30 às 18:00 ENCONTRO ESTADUAL
Mesa Abertura 17:00 às 19:00 DE ENSINO DE SOCIOLOGIA
e Homenagem 18:00 às 20:30 Plenária Final
Mesa Redonda 3
Estudantes* R$ 15,00 R$ 20,00 R$ 30,00
18:00 às 20:30
Mesa Redonda 1 ENSOC
Professores Atividade cultural
da Educação R$ 25,00 R$ 30,00 R$ 40,00 (Pátio IFCS ou no Largo
Básica* de São Francisco) Tema:

Demais Eixos temáticos: “ENSINO MÉDIO


Professores e R$ 40,00 R$ 60,00 R$ 80,00
Pesquisadores 1. História da disciplina E A SOCIOLOGIA:
Realização:
* Necessário enviar comprovante no momento da inscrição. 2. Formação do professor
ESPAÇOS E ATORES”
de sociologia

O pagamento antecipado da inscrição é obrigatório 3. O currículo da sociologia


para autores de trabalhos, pôsteres e oficinas Apoio: na Educação Básica
pedagógicas.
4. Relatos de experiência
Inscrições e informações: www.labes.fe.ufrj.br
5. Escola e sociedade
As formas de pagamento são:
- PagSeguro, com opções de boleto bancário e cartão
de crédito ou débito. IFCS / UFRJ
Largo São Francisco de Paula, nº 1
- Transferência bancária: Banco SANTANDER. Inscrições e informações:
Centro, Rio de Janeiro/RJ, CEP: 20051-070.
Agência: 3370 - Conta Poupança: 60-004357-0
www.labes.fe.ufrj.br
Para pagamento via depósito bancário na conta acima Faculdade de Educação UFRJ
é necessário o envio do comprovante de depósito para Av. Pasteur, 250, Módulos do Campinho,
a organização do ENSOC no e-mail: ensocufrj@gmail.com. Campus Praia Vermelha, Rio de Janeiro/RJ, CEP 22.290-240
MESA REDONDA 1 GT 1 – HISTÓRIA DA DISCIPLINA: GT, trata-se de contemplar trabalhos que abordem a
Dentre os estudos no campo do currículo, a pesquisa sobre a discussão sobre os fundamentos da Sociologia para os
história das disciplinas escolares tem se revelado um estudantes do Ensino Médio, assim como as discussões
TEMA: ENSINO MÉDIO E A SOCIOLOGIA: sobre as políticas públicas e seus impactos na escola e as
importante caminho para analisar questões fundamentais
ESPAÇOS E ATORES que envolvem a presença de disciplinas como componentes análises das práticas curriculares dos professores de
curriculares na escola básica. A conversão da disciplina sociologia.
Dalila Andrade Oliveira (UFMG)
acadêmica em disciplina escolar, as motivações inerentes às
Estudante do Ensino Médio do Rio de Janeiro diretrizes políticas e educacionais próprias de contextos GT 4 - RELATOS DE EXPERIÊNCIA
específicos, assim como os sentidos atribuídos à disciplina no
Bruna Lucila (Prof. Sociologia CESA) contexto escolar, são alguns dos temas que percorrem essa Projetos pedagógicos, experiências didáticas, utilização de
área de estudo. Neste GT, trata-se de contemplar trabalhos diferentes recursos para o ensino de sociologia, ao mesmo
DEBATEDORA: Julia Polessa Maçaira (UFRJ) que discutam a história da sociologia como disciplina escolar, tempo em que demonstram um potencial criativo com
o que implica adentrar no contexto da legislação educacional, relação ao ensino, trazem à luz problemas inerentes à
dar voz às diferentes posições com relação a sua presença ou conversão das ciências sociais para o contexto escolar.
MESA REDONDA 2 não no currículo e conhecer os sentidos da disciplina em Neste GT, trata-se de contemplar trabalhos que pretendam
contextos temporais, políticos e sociais distintos. sistematizar e debater o conjunto de iniciativas e
experiências de ensino de sociologia, incluindo aquelas
TEMA: SOCIOLOGIA NAS POLÍTICAS relativas ao PIBID e a outros programas de iniciação à
CURRICULARES: ENEM E BNCC GT 2 – FORMAÇÃO DO PROFESSOR docência das universidades, assim como as pesquisas que
Por meio da Lei nº 11.684/08, a reinserção obrigatória da vêm se desenvolvendo nessa área.
Alexandre Fraga (UFRJ/CEAP)
sociologia na grade curricular do Ensino Médio trouxe novos
Amaury Cesar Moraes (USP) desafios para a formação do cientista social brasileiro, uma
vez que ampliou sua inserção profissional e lançou luz para a GT5 - ESCOLA E SOCIEDADE
Marcelo Burgos (PUC/RJ) formação docente desta área nas universidades do país. Além O estudante, quando atravessa os portões da escola, leva
disso, a recente homologação da Resolução CNE/CP nº 2 de consigo uma história familiar, a sua vivência em sua
DEBATEDORA: Raquel Emerique (UERJ) 1º de julho de 2015 exige a reformulação de todas as localidade, a sua experiência sociocultural além de suas
licenciaturas com grande aumento da carga horária, aspirações profissionais e expectativas de futuro. A escola,
evidenciando ainda mais a importância do debate sobre a por sua vez, não exerce influência apenas no seu interior:
MESA REDONDA 3 organização curricular dos cursos de graduação de ciências seus horários, rotinas, atividades, interações com as famílias
sociais e à divisão entre bacharelado e licenciatura. Sendo dos estudantes e com o bairro sugerem que o alcance de
TEMA: FORMAÇÃO E TRABALHO assim, neste GT, trata-se de contemplar trabalhos que seu trabalho ultrapassa seus muros. Neste GT, trata-se de
discutam a formação acadêmica e profissional do futuro contemplar trabalhos que apresentem investigações
DO PROFESSOR DE SOCIOLOGIA cientista social, em particular, do professor de sociologia, bem empíricas, com enfoque das ciências sociais, sobre os temas
como os projetos que a pautam, tendo em vista a família-escola; escola-bairro; escola-religião; escola-política
Tatiana Bukowitz (Colégio Pedro II) necessidade de maior diálogo entre as instituições etc., com especial interesse nos estudos que versem sobre a
Sueli Guadelupe (UNESP) responsáveis por esta tarefa. porosidade das fronteiras entre escola e sociedade e como
essa porosidade afeta o ensino de sociologia na educação
Nalayne Mendonça (UFRRJ) básica.
GT 3 – O CURRÍCULO DA SOCIOLOGIA NA EDUCAÇÃO BÁSICA
Emilia Fernandes Marcondes (UFRRJ e SEEDUC)
Desde que se tornou disciplina obrigatória do ensino médio, a
DEBATEDORA: Fátima de Oliveira (Colégio Pedro II) sociologia vem ganhando legitimidade e ocupando cada vez
mais espaço nas políticas curriculares. Podemos citar a APRESENTAÇÃO DE PÔSTER: Espaço de divulgação de
inserção da disciplina, desde 2012, no Programa Nacional do trabalhos dirigido aos licenciandos de ciências sociais que
Livro Didático; o Exame Nacional do Ensino Médio, além da por meio da prática de ensino e do estágio supervisionados
Base Nacional Comum Curricular como alguns dos eventos nas escolas serão estimulados a relatar suas experiências
decisivos para o avanço e a consolidação da sociologia com o ensino de sociologia. Alunos do ensino médio
escolar. Não há dúvida de que tais eventos vêm também poderão participar. Local: Sala 113 do IFCS.
impulsionando a prática pedagógica do professor que, por
um lado, passa a contar agora com um conjunto significativo OFICINAS PEDAGÓGICAS: Espaço que reunirá professores
de materiais didáticos e, por outro, tem em suas mãos a que estejam desenvolvendo estratégias inovadoras com o
responsabilidade de posicionar-se em meio às disputas em ensino de sociologia. Haverá dois momentos de realização
torno do currículo de sociologia na educação básica. Neste dessa atividade. Local: IFCS e Campus da Praia Vermelha.