Você está na página 1de 5

PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOINHAS

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO


ESCOLA BÁSICA MUNICIPAL “ACHILLES PAZDA”
Educação no Campo - Estrada Geral Rio do Pinho CANOINHAS/SC
Email: escolariodopinho@gmail.com CEP 89470-000

Nome: ______________________________________________ Data:____/ _____/_____


Componente curricular: LÍNGUA PORTUGUESA
Série: 6° Ano
Olá alunos seguem as INSTRUÇÕES DAS ATIVIDADES DE LÍNGUA PORTUGUESA
- LER O TEXTO ABAIXO COM ATENÇÃO.
- RESPONDER AS QUESTÕES NO CADERNO. O ALUNO PODE APRESENTAR SOMENTE AS RESPOSTAS, DESDE QUE
NUMERE CORRETAMENTE CADA QUESTÃO.
-FOTOGRAFAR A ATIVIDADE E POSTAR DEVIDAMENTE IDENTIFICADA NO GRUPO. (NOME E SOBRENOME DO
ALUNO/SÉRIE/DATA)
- QUALQUER DÚVIDA, FAZER OS QUESTIONAMENTOS NOS HORÁRIOS PRÉ-ESTABELECIDOS PELA ESCOLA.
- CASO A ATIVIDADE NÃO ESTEJA DE ACORDO COM O QUE FOI SOLICITADO, A MESMA DEVERÁ SER REFEITA COM AS
ADEQUAÇÕES NECESSÁRIAS.

VAMOS  EXPLORAR UM BREVE RESUMO SOBRE OS ELEMENTOS DA NARRATIVA!   

Narração é o relato de acontecimentos, reais ou fictícios, com a participação de personagens cujas ações
são contadas por um narrador.
  
O texto narrativo apresenta um enredo, formado por uma sequência de fatos dos quais participam
personagens, em determinado lugar e em determinado tempo.
  
Em geral, o enredo de um texto narrativo apresenta a seguinte estrutura: (partes)
 
Introdução ou apresentação: começo da história em que se situam os fatos iniciais;
Conflito: acontecimento que altera a situação inicial e complica o enredo;
Clímax: momento de maior tensão, quando o conflito atinge seu ponto máximo;
Conclusão ou desfecho: solução do conflito, que pode ser feliz, cômica, trágica, surpreendente.
 
Numa narrativa costuma haver os elementos a seguir:
 
Enredo: conjunto de acontecimentos encadeados que constituem a trama (história). 
Personagens: pessoas ou seres personificados que vivem os fatos narrados, podem ser protagonistas,
antagonistas ou personagens secundários. 
Tempo: época em que a história se passa, quanto tempo duram os fatos. 
Lugar: espaço ou cenário onde ocorrem os fatos. 
Narrador: aquele que conta os fatos: pode ser personagem ou observador.
 
QUE ESSAS OBSERVAÇÕES TENHAM AJUDADO A MELHOR COMPREENDER OS ELEMENTOS DA
NARRATIVA!

-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x-x- 

VAMOS  EXPLORAR UM BREVE RESUMO SOBRE OS ELEMENTOS DA NARRATIVA!   

Narração é o relato de acontecimentos, reais ou fictícios, com a participação de personagens cujas ações
são contadas por um narrador.
  
O texto narrativo apresenta um enredo, formado por uma sequência de fatos dos quais participam
personagens, em determinado lugar e em determinado tempo.
PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOINHAS
SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
ESCOLA BÁSICA MUNICIPAL “ACHILLES PAZDA”
Educação no Campo - Estrada Geral Rio do Pinho CANOINHAS/SC
Email: escolariodopinho@gmail.com CEP 89470-000

  
Em geral, o enredo de um texto narrativo apresenta a seguinte estrutura: (partes)
 
Introdução ou apresentação: começo da história em que se situam os fatos iniciais;
Conflito: acontecimento que altera a situação inicial e complica o enredo;
Clímax: momento de maior tensão, quando o conflito atinge seu ponto máximo;
Conclusão ou desfecho: solução do conflito, que pode ser feliz, cômica, trágica, surpreendente.
 
Numa narrativa costuma haver os elementos a seguir:
 
Enredo: conjunto de acontecimentos encadeados que constituem a trama (história). 
Personagens: pessoas ou seres personificados que vivem os fatos narrados, podem ser protagonistas,
antagonistas ou personagens secundários. 
Tempo: época em que a história se passa, quanto tempo duram os fatos. 
Lugar: espaço ou cenário onde ocorrem os fatos. 
Narrador: aquele que conta os fatos: pode ser personagem ou observador.
 
LEIA O TEXTO A SEGUIR E RESPONDA AS QUESTÕES QUE SEGUEM NO SEU CADERNO.

ORA BOLAS!

Fim de tarde, o sol ainda batia forte, e só se ouvia um grito na praça: gooooollllll! No campo
improvisado, onde as traves eram um punhado de pedras amontoadas, dois times de garotos suavam as
camisas. A praça, um grande circulo de grama cercado por um caminho de paralelepípedo, formava o último
pedaço verde no bairro, todo asfaltado. Alguns bancos de cimento ladeados por canteiros de pequenas flores
coloridas enfeitavam o lugar e serviam de arquibancada. Ali, sentados uns sobre os outros, os moleques da
rua de cima torciam contra o time da rua de baixo. E vice-versa, é claro!

A bola corria solta, leve, e, apesar dos cinco a dois, estava difícil decidir que ataque era o mais perigoso
quando um chute rasteiro passou por debaixo das pernas do goleiro. Gooooollll! Seis a dois, e, enquanto uma
torcida comemorava, a outra calava.

Bola no centro. Nem bem recomeçou a peleja e num chute despretensioso, alto, um chutão pra cima
meio sem direção, o beque adversário encobriu o goleiro. O mesmo goleiro, que ainda nem havia se
recuperado do gol anterior. O barulho de repente ficou ensurdecedor e misturava o grito de gol com o
frangreeeeeeiiiiiiroooo!!!!

O menino não teve dúvida. Para ele era demais. Escondeu a lágrima que escorria no rosto, botou a
bola embaixo do braço e, sem olhar pra trás, foi numa corrida só para casa. Minutos depois, enquanto a praça
toda agitada ora xingava, ora chamava pelo dono da bola, na pequenez de um quarto um jogador solitário
manipulava homenzinhos num vídeo game. Ali, além de ser o dono da bola, dava pra desligar a torcida. E a
realidade também.

Marco Antonio Hailer


PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOINHAS
SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
ESCOLA BÁSICA MUNICIPAL “ACHILLES PAZDA”
Educação no Campo - Estrada Geral Rio do Pinho CANOINHAS/SC
Email: escolariodopinho@gmail.com CEP 89470-000

1- O espaço é o cenário onde os fatos acontecem. Qual é o espaço desse texto? Retire do texto o trecho onde
aparece sua descrição.
2- O texto acima é uma crônica. Uma forte característica da crônica é trabalhar com fatos do cotidiano, isto é, do
dia-a-dia. Qual é o fato que originou esta crônica?
3- Por que as palavras “gol” e “frangueiro” foram escritas de forma diferente?
4- O que significam no texto as expressões “vice-versa” e “bola no centro”?
5- Cite palavras e expressões que dão idéia de tempo nessa crônica.
6- Na sua opinião, qual é a importância de o autor ter terminado o texto com a frase “e a realidade também”?
7- Qual é o foco narrativo da crônica: Narrador personagem (1ª pessoa) ou narrador observador (3ª pessoa)?
8- Que tipo de pessoas do cotidiano são representadas pelas personagens da crônica?
9- Na sua opinião, por que o autor escolheu esse título para o texto?
10- De acordo com os fatos descritos, faça um desenho para ilustrar o que você imaginou ao ler a crônica.

TEXTO 2: (Fábula) O homem e a galinha (Ruth Rocha)


Era uma vez um homem que tinha uma galinha. Era uma galinha como as outras. Um dia a galinha botou um
ovo de ouro. O homem ficou contente. Chamou a mulher:
– Olha o ovo que a galinha botou.
A mulher ficou contente:
– Vamos ficar ricos!
E a mulher começou a tratar bem da galinha. Todos os dias a mulher dava mingau para a galinha. Dava pão-
de-ló, dava até sorvete. E a galinha todos os dias botava um ovo de ouro.
Vai que o marido disse:
– Pra que este luxo todo com a galinha? Nunca vi galinha comer pão-de-ló… Muito menos sorvete!
Vai que a mulher falou:
– É, mas esta é diferente. Ela bota ovos de ouro!
O marido não quis conversa:
– Acaba com isso, mulher. Galinha come é farelo.
Aí a mulher disse:
– E se ela não botar mais ovos de ouro?
– Bota sim! – o marido respondeu.
A mulher todos os dias dava farelo à galinha. E a galinha botava um ovo de ouro.
Vai que o marido disse:
– Farelo está muito caro, mulher, um dinheirão! A galinha pode muito bem comer milho.
– E se ela não botar mais ovos de ouro?
– Bota sim. – respondeu o marido.
Aí a mulher começou a dar milho pra galinha. E todos os dias a galinha botava um ovo de ouro.
Vai que o marido disse:
– Pra que este luxo de dar milho pra galinha? Ela que cate o que comer no quintal!
– E se ela não botar mais ovos de ouro?
– Bota sim – o marido falou.
Aí a mulher soltou a galinha no quintal. Ela catava sozinha a comida dela. Todos os dias a galinha botava um
ovo de ouro.
Um dia a galinha encontrou o portão aberto.
PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOINHAS
SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
ESCOLA BÁSICA MUNICIPAL “ACHILLES PAZDA”
Educação no Campo - Estrada Geral Rio do Pinho CANOINHAS/SC
Email: escolariodopinho@gmail.com CEP 89470-000

Foi embora e não voltou mais.


Dizem, eu não sei, que ela agora está numa boa casa onde tratam dela a pão-de-ló.

01 – O texto recebe o título de O homem e a c) ingratidão


galinha, por quê? d) revolta
a) Porque eles são os personagens principais da
história narrada. 06 – A galinha foi embora para:
b) Porque eles representam, respectivamente, o a) procurar outras galinhas.
bem e o mal na história. b) mudar de galinheiro.
c) Porque são os narradores da história. c) procurar boa comida.
d) Porque ambos são personagens famosos de d) ) para mudar de ambiente.
outras histórias.
07 – Antes de dizer que a galinha deveria catar “o
02 – O marido não queria tratar a galinha de forma que comer no quintal”, o que o marido mandou a
especial para: mulher dar para a galinha?
a) economizar dinheiro. a) Farelo
b) ganhar fama. b) Pão-de-ló
c) não acostumá-la mal. c) Sorvete
d) não chamar atenção. d) Milho

03 – Na passagem “onde tratam dela a pão-de-ló”, 08 – Era uma vez é uma expressão que indica
a expressão destacada significa que a galinha era: tempo:
a) desprezada. a) bem localizado
b) infeliz. b) determinado
c) humilhada. c) preciso
d) bem tratada. d) indefinido

04 – A mulher tratava bem a galinha porque ela 09- A segunda frase do texto diz ao leitor que a
era: galinha era uma galinha como as outras. Qual o
a) comum. significado dessa frase?
b) diferente. a) A frase tenta enganar o leitor, dizendo algo que
c) pequena. não é verdadeiro.
d) velha. b) A frase mostra que era normal que as galinhas
botassem ovos de ouro.
05 – Qual das características a seguir pode ser c) A frase indica que ela ainda não havia colocado
atribuída à galinha? ovos de ouro.
a) avareza d) A frase mostra que essa história é de conteúdo
b) conformismo fantástico.

10 –  AGORA É A SUA VEZ!!! VAMOS PRODUZIR UM TEXTO NARRATIVO?


SIGA AS ORIENTAÇÕES DADAS E PRODUZA UMA NARRATIVA CURTA EM SEU CADERNO. USE E ABUSE DA
SUA CRIATIVIDADE!!!
PREFEITURA MUNICIPAL DE CANOINHAS
SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
ESCOLA BÁSICA MUNICIPAL “ACHILLES PAZDA”
Educação no Campo - Estrada Geral Rio do Pinho CANOINHAS/SC
Email: escolariodopinho@gmail.com CEP 89470-000

Misturando as histórias
Os personagens abaixo fazem parte de histórias bem conhecidas. Escolha dois personagens e crie um texto
diferente com a participação deles.