Você está na página 1de 5

O Espiritismo à Luz das Escrituras1

Autor: Walter Andrade Campelo


Introdução
Espiritísmo O Espiritismo é tido como uma das mais antigas religiões existentes.
Resultado do desejo humano de obter informações sobre a vida além-túmulo, bem como da v
ontade de entrar em contato com entes queridos que já faleceram.
Espiritismo moderno O Espiritismo moderno se baseia em grande parte na obra
de Léon Hippolyte Dénizart Rivail, que em 30 de abril de 1856 assumiu o pseudônimo de
'Allan Kardec', por acreditar ser ele uma reencarnação de um poeta celta com este no
me.
Publicou no ano seguinte o "Livro dos Espíritos", e caracterizou-se por introduzir
no Espiritismo a idéia da reencarnação. Em 1864 publicou o "Evangelho Segundo o Espir
itismo".
Afirmações Espíritas 1. Possibilidade de comunicação com entidades espirituais dese
carnadas.
2. Crença na reencarnação, nos purificando pelo sofrimento e pelas boas obras que
praticamos, até atingirmos a salvação.
3. Crença em que nada é fortuito e que não podemos escapar às conseqüências de nossos
tos.
4. Crença na pluralidade de mundos habitados. Sendo a Terra planeta de expiação.
5. O progresso pessoal depende unicamente do próprio indivíduo, e acumula-se de
encarnação em encarnação.
6. Deus embora existente é inacessível.
7. O contato com Deus é feito através de "Guias", ou espíritos que se manifestam
através de "Médiuns", podendo assim nos ajudar.
8. Jesus Cristo não é Deus, é uma entidade muito evoluída que veio a este mundo.
O que as escrituras tem a dizer sobre estas afirmações?
A Bíblia Primeiramente creio ser importante definir que a Bíblia foi divinamente in
spirada, sendo portanto merecedora de confiança quanto às suas afirmações e isenta de er
ros:
II Pedro 1:20-21 - sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura
é de particular interpretação. Porque a profecia nunca foi produzida por vontade dos
homens, mas os homens da parte de Deus falaram movidos pelo Espírito Santo.
II Timóteo 3:16 - Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar,
para repreender, para corrigir, para instruir em justiça;
Torna-se também importante ressaltar que o estudo bíblico é vital para o perfeito ente
ndimento das coisas espirituais:
Atos 17:11 - Ora, estes eram mais nobres do que os de Tessalônica, porque recebera
m a palavra com toda avidez, examinando diariamente as Escrituras para ver se es
tas coisas eram assim.
I Pedro 2:2 - desejai como meninos recém-nascidos, o puro leite espiritual, a fim
de por ele crescerdes para a salvação.
Revelações das Escrituras
1. É possível o contato com os mortos?
Jó 7:9-10 - Tal como a nuvem se desfaz e some, aquele que desce à sepultura nunca t
rnará a subir. Nunca mais tornará à sua casa, nem o seu lugar o conhecerá mais.
Eclesiastes 9:5-6 - Pois os vivos sabem que morrerão, mas os mortos não sabem coisa
nenhuma, nem tampouco têm eles daí em diante recompensa; porque a sua memória ficou en
tregue ao esquecimento. Tanto o seu amor como o seu ódio e a sua inveja já pereceram
; nem têm eles daí em diante parte para sempre em coisa alguma do que se faz debaixo
do sol.
Eclesiastes 12:7 - e o pó volte para a terra como o era, e o espírito volte a Deus
ue o deu.
É permitido que se tente o contato com os mortos?
Levítico 20:6 - Quanto àquele que se voltar para os que consultam os mortos e para
s feiticeiros, prostituindo-se após eles, porei o meu rosto contra aquele homem, e
o extirparei do meio do seu povo.
Deuteronômio 18:10-11 - Não se achará no meio de ti quem faça passar pelo fogo o se
ho ou a sua filha, nem adivinhador, nem prognosticador, nem agoureiro, nem feiti
ceiro, nem encantador, nem quem consulte um espírito adivinhador, nem mágico, nem qu
em consulte os mortos;
Isaías 8:19-20 - Quando vos disserem: Consultai os que têm espíritos familiares e o
eiticeiros, que chilreiam e murmuram, respondei: Acaso não consultará um povo a seu
Deus? acaso a favor dos vivos consultará os mortos? A Lei e ao Testemunho! se eles
não falarem segundo esta palavra, nunca lhes raiará a alva.
I Timóteo 4:1-2 - Mas o Espírito expressamente diz que em tempos posteriores alguns
apostatarão da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios, pel
a hipocrisia de homens que falam mentiras e têm a sua própria consciência cauterizada.
Como podemos ver, a prática do contato com mortos (ou sua tentativa) é contrária aos e
nsinamentos das Escrituras. Devemos então definir qual seria a "fonte" de informações
utilizadas pelos espíritas para a definição de suas doutrinas:
- Que alguma informação chega ao médium não se deve duvidar. Mas, como os próprios espírita
confirmam, vez por outra os médiuns estão sujeitos ao controle de maus espíritos, che
gando a haver reações físicas dolorosas.
Os sintomas são os mesmos apresentados, nos dias de Jesus, por pessoas possuídas por
demônios, qual sejam: prostração, espuma pela boca e outros fenômenos similares.
Sendo assim, e partindo do princípio de que a Bíblia refuta completamente a possibil
idade de contato com pessoas falecidas, devemos crer que os espíritas entram em co
ntato inconscientemente com espíritos malignos (demônios).
Mas, como então explicar as vezes em que o médium afirma estar em contato com um espír
ito benigno? - As escrituras nos mostram que homens podem adorar a demônios sob a
aparência de "deuses":
Deuteronômio 32:17 - Ofereceram sacrifícios aos demônios, não a Deus, a deuses que
iam conhecido, deuses novos que apareceram há pouco, aos quais os vossos pais não te
meram.
I Coríntios 10:20 - Antes digo que as coisas que eles sacrificam, sacrificam-nas a
demônios, e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demônios.
Assim, pode-se afirmar que muitos dos fenômenos espíritas resultam de capacidades da
alma humana ainda pouco estudadas, mas, nos outros casos são resultantes da ação de d
emônios (aparentes ou disfarçados), e nunca de pessoas já falecidas.
2. Existe reencarnação?
Hebreus 9:27-28 - E, como aos homens está ordenado morrerem uma só vez, vindo depoi
o juízo, assim também Cristo, oferecendo-se uma só vez para levar os pecados de muito
s, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação.
Qual o destino dos que morrem?
Mateus 13:38-43 - o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio s
os filhos do maligno; o inimigo que o semeou é o Diabo; a ceifa é o fim do mundo, e
os celeiros são os anjos. Pois assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim
será no fim do mundo. Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles ajuntarão do seu
reino todos os que servem de tropeço, e os que praticam a iniquidade, e lançá-los-ão na
fornalha de fogo; ali haverá choro e ranger de dentes. Então os justos resplandecerão
como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos, ouça.
O objetivo da reencarnação é o aperfeiçoamento do indivíduo através de sucessivas vidas, na
quais este passaria por sofrimentos (pagando assim pecados cometidos nesta vida
ou em vidas passadas), e através de obras de caridade seria levado a um "plano su
perior".
Está claro na Bíblia a impossibilidade de salvação pelas obras, a salvação somente pode ser
alcançada mediante a fé em Jesus Cristo como Salvador:
João 1:12 - Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o
poder de se tornarem filhos de Deus;
João 3:16-18 - Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênit
, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para q
ue o mundo fosse salvo por ele. Quem crê nele não é julgado; mas quem não crê, já está julg
; porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.
João 5:24 - Em verdade, em verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê na
uele que me enviou, tem a vida eterna e não entra em juízo, mas já passou da morte par
a a vida.
Isaías 64:6 - Mas todos nós somos como o imundo, e todas as nossas justiças, como t
o de imundícia;
Romanos 3:10-12 - como está escrito: Não há justo, nem sequer um. Não há quem enten
quem busque a Deus. Todos se extraviaram; juntamente se fizeram inúteis. Não há quem f
aça o bem, não há nem um só.
Romanos 3:23-28 - Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus; sendo
stificados gratuitamente pela sua graça, mediante a redenção que há em Cristo Jesus, ao
qual Deus propôs como propiciação, pela fé, no seu sangue, para demonstração da sua justiça
r ter ele na sua paciência, deixado de lado os delitos outrora cometidos; para dem
onstração da sua justiça neste tempo presente, para que ele seja justo e também justific
ador daquele que tem fé em Jesus. Onde está logo a jactância? Foi excluída. Por que lei?
Das obras? Não; mas pela lei da fé, concluímos pois que o homem é justificado pela fé sem
as obras da lei.
Efésios 2:8-9 - Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vó
de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie.
Sendo assim, qualquer tentativa de se salvar por outros meios que não a fé em Jesus
como Salvador são infrutíferas, se não o fossem, tornariam inútil e sem sentido o sacrifíc
io que Cristo fez na cruz para nos salvar, e não é razoável nem aceitável tachar a obra
de Deus como "inútil e sem sentido".
3. A Bíblia é clara quando afirma que uma vez que se aceite a Jesus como Salvad
or os seus pecados serão justificados, sem necessidade de qualquer ação complementar,
até porque uma ação complementar seria admitir que o trabalho de Deus na pessoa de Jes
us Cristo foi incompleto.
João 3:16-18 - Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênit
, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. Porque Deus e
nviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fo
sse salvo por ele. Quem crê nele não é julgado; mas quem não crê, já está julgado; porquant
crê no nome do unigênito Filho de Deus.
João 5:24 - Em verdade, em verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê na
uele que me enviou, tem a vida eterna e não entra em juízo, mas já passou da morte par
a a vida.
Nada que façamos por nós mesmos terá valor como obra de salvação. Somente o sacrifício vicá
de Jesus é suficiente para nos redimir dos nossos pecados.
Efésios 2:8-9 - Porque pela graça sois salvos, por meio da fé, e isto não vem de vó
de Deus; não vem das obras, para que ninguém se glorie.
4. Esta crença define que planetas habitados estão em fases diferentes de "evol
ução", e que conforme o indivíduo evolui renascerá em planetas com uma condição de vida sup
rior. A Terra neste caso é um planeta de expiação, ou seja, de castigo para os que nel
a habitam, permitindo assim que os pecados cometidos possam ser pagos.
A Bíblia nos ensina claramente que há apenas dois destinos para o ser humano que mor
re: céu e inferno. Não existem estágios intermediários, ou o ser humano se salva crendo
em Jesus ou é condenado por rejeitá-lo.
João 3:18 - Quem crê nele não é julgado; mas quem não crê, já está julgado; porquan
e do unigênito Filho de Deus.
5. Como ficou claro pelas passagens referenciadas acima, não há qualquer possib
ilidade de um indivíduo progredir espiritualmente sem que primeiro aceite a Jesus
como Salvador e Senhor. É esta aceitação que torna este indivíduo pronto para realizar b
oas obras.
Tiago 1:17-18 - Toda boa dádiva e todo dom perfeito vêm do alto, descendo do Pai da
luzes, em quem não há mudança nem sombra de variação. Segundo a sua própria vontade, ele n
s gerou pela palavra da verdade, para que fôssemos como que primícias das suas criat
uras.
João 6:28-29 - Perguntaram-lhe, pois: Que havemos de fazer para praticarmos as obr
as de Deus? Jesus lhes respondeu: A obra de Deus é esta: Que creiais naquele que e
le enviou.
6. Esta crença em parte é verdadeira, pois, não podemos chegar diretamente a Deus
. O pecado impõe uma barreira intransponível entre o ser humano e Deus.
Romanos 3:23 - Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;
Mas, justamente para trazer-nos novamente a Deus é que Jesus foi enviado, esta era
precisamente a sua missão:
João 3:16 - Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito,
ara que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.
João 1:12 - Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o
poder de se tornarem filhos de Deus;
7. O único caminho para Deus é crer em Jesus, não há como encontrar a Deus através de
quaisquer espíritos "guias". Isto fica bem claro nas palavras de Jesus:
João 14:6 - Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém v
m ao Pai, senão por mim.
8. É Jesus Deus, ou não?
João 1:1-3 - No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deu
. Ele estava no princípio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dele
, e sem ele nada do que foi feito se fez.
João 1:14 - E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, cheio de graça e de verdad
e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai.
Êxodo 3:14 - Respondeu Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos
hos de Israel: EU SOU me enviou a vós.
João 8:57-58 - Disseram-lhe, pois, os judeus: Ainda não tens cinqüenta anos, e vist
braão? Respondeu-lhes Jesus: Em verdade, em verdade vos digo que antes que Abraão ex
istisse, EU SOU.
Isaías 9:6 - Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o governo estará s
bre os seus ombros; e o seu nome será: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai Et
erno, Príncipe da Paz.
Mateus 1:23 - Eis que a virgem conceberá e dará à luz um filho, o qual será chamado
UEL, que traduzido é: Deus conosco.
João 10:30 - Eu e o Pai somos um.
Filipenses 2:10-11 - para que ao nome de Jesus se dobre todo joelho dos que estão
nos céus, e na terra, e debaixo da terra, e toda língua confesse que Jesus Cristo é Se
nhor, para glória de Deus Pai.
I João 5:20 - Sabemos também que já veio o Filho de Deus, e nos deu entendimento pa
conhecermos aquele que é verdadeiro; e nós estamos naquele que é verdadeiro, isto é, em
seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna.
Não se pode negar que Jesus foi um ser humano, mas foi um ser humano de natureza úni
ca: Jesus Cristo é o Filho de Deus que se fez carne para nos representar junto ao
Pai, e como homem sofreu e morreu pelos nossos pecados. Portanto, não se pode nega
r também a sua divindade, o que fica claro pelas passagens acima.
Conclusão Não nos é possível aceitar a tese defendida pelos espíritas à luz das Escri
agradas, posto que sua tese é completamente contrária a tudo que a Bíblia ensina.
Assim em hipótese alguma podemos nos deixar guiar por espíritos:
I João 4:1-3 - Amados, não creiais a todo espírito, mas provai se os espíritos vêm
; porque muitos falsos profetas têm saído pelo mundo. Nisto conheceis o Espírito de De
us: todo espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; e todo espíri
to que não confessa a Jesus não é de Deus; mas é o espírito do anticristo, a respeito do q
ual tendes ouvido que havia de vir; e agora já está no mundo.
O espiritismo é um movimento capaz de atrair e enganar a milhões de pessoas e conduz
i-las diretamente ao obscurantismo e por fim às trevas eternas. Sua tese é tão desastr
osa do ponto de vista cristão, que muitos dos que já abraçaram o movimento são completam
ente avessos ao Cristianismo, ou a qualquer tentativa de salvação de sua alma.
Mas, cabe ainda a súplica para que estas pessoas arrazoem sobre a verdade Bíblica e
vejam que a salvação segue por um outro caminho, a saber:
A Salvação Quem é bom?
Romanos 3:10 - como está escrito: Não há um justo, nem um sequer.
Quem é pecador?
Romanos 3:23 - Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;
Como o pecado veio ao mundo?
Romanos 5:12 - Portanto, assim como por um só homem entrou o pecado no mundo, e pe
lo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porquanto todos
pecaram.
Qual o preço de Deus para o pecado?
Romanos 6:23 - Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a
da eterna por Jesus nosso Senhor.
Como nos livramos da condenação do pecado?
Romanos 5:8 - Mas Deus dá prova do seu amor para conosco, em que, quando éramos ain
a pecadores, Cristo morreu por nós.
Romanos 10:13 - Porque: Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.
Romanos 10:9-11 - Porque, se com a tua boca confessares a Jesus como Senhor, e e
m teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, será salvo; pois é com o c
oração que se crê para a justiça, e com a boca se faz confissão para a salvação. Porque a E
itura diz: Ninguém que nele crê será confundido.
O que fazer para receber Jesus Cristo como Salvador?
I João 1:8-10 - Se dissermos que não temos pecado nenhum, enganamo-nos a nós mesmos
a verdade não está em nós. Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para n
os perdoar os pecados e nos purificar de toda injustiça. Se dissermos que não temos
cometido pecado, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.
Como posso saber que estou salvo?
João 5:10-13 - Quem crê no Filho de Deus, em si mesmo tem o testemunho; quem a Deus
não crê, mentiroso o faz, porque não crê no testemunho que Deus de seu Filho dá. E o teste
munho é este: Que Deus nos deu a vida eterna, e esta vida está em seu Filho. Quem te
m o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida. Estas coisas vos
escrevo, a vós que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a
vida eterna.

Templo sede da Assembléia de Deus em Porto Alegre, Rua


General Neto 384, Bairro Floresta
Reuniões as segundas, quartas, sábados e domingos às 20:00 H
s