Você está na página 1de 10

RESPONSABILIDADE CIVIL (CONTRATUAL E 

EXTRACONTRATUAL) DA P. J ***Art.47 
 
a)OBJETIVA: NÃO PRECISA DE DOLO NE
CULPA. INDEPENDE DESTES ELEMENTOS.
BASTA HAVER RELAÇÃO ENTRE OS DOIS
SUJEITOS!
b)SUBJETIVA: PRECISA DA EXISTÊNCIA DE
DOLO E CULPA.

OBS> VIA DE REGRA, NO DIREITO CIVIL A


RESPONSABILIDADE SERÁ SUBJETIVA!
 
 
 
 
 
 
 
 
 
PESSOAS JURÍDICAS (Art. 40 - 42) 
 
Art. 40. ​As pessoas jurídicas são de direito
público, interno ou externo, e de direito
privado​. 
 
Art. 41. ​São pessoas jurídicas de direito
público interno:
I – a União;
II – os Estados,
o Distrito Federal e os Territórios;
III – os Municípios;
IV – as autarquias, inclusive as associações
públicas;
V – as demais entidades de caráter público
criadas por lei.
 
Art. 42. ​São pessoas jurídicas de direito
público externo os Estados estrangeiros e
todas as pessoas que forem regidas pelo
direito internacional público.

P . J E SUAS RESPONSABILIDADES 
 
a) P.J DE DT PRIVADO:
RESPONSABILIDADE SUBJETIVA. 
b) P.J DE DT PÚBLICO e DE DT PRIVADO:
PRESTADORA DE SERVIÇO PUBLICO
(RESP. OBJETIVA) 
 
NACIONALIDADE (Art. 11, LINDB) 

a) NACIONAIS (Art.1126): ORGANIZADA


CFM A LEI BRASILEIRA. A SEDE DA
ADM É NO BRASIL. 
b) ESTRANGEIRAS (Art.1134): PRECISA
DE AUTORIZAÇÃO DO EXECUTIVO 

DOMICÍLIO DA P.J (Art.75,​Caput, ​1º,2º, 78, 


Súm 363,STF ) 
 
a) REGRA​: DOMICÍLIO ESPECIAL ou 
FUNCIONAMENTO:  
 
Art. 75. ​Quanto às pessoas jurídicas, o
domicílio é:
I – da União, o Distrito Federal;
II – dos Estados e Territórios, as
respectivas capitais;
III – do Município, o lugar onde funcione a
administração municipal;
IV – das demais pessoas jurídicas, o lugar
onde funcionarem as respectivas diretorias
e administrações, ou onde elegerem
domicílio especial no seu estatuto ou atos
constitutivos.
 
b) DOMICÍLIO PLURAL: 
§ 1o ​Tendo a pessoa jurídica diversos
estabelecimentos em lugares diferentes,
cada um deles será considerado domicílio
para os atos nele praticados.
 
c) SEDE NO ESTRANGEIRO: 
§ 2o ​Se a administração, ou diretoria, tiver
a sede no estrangeiro, haver-se-á por
domicílio da pessoa jurídica, no tocante às
obrigações contraídas por cada uma das
suas agências, o lugar do
estabelecimento, sito no Brasil, a que ela
corresponder.
 
 
 
d) FORO DE ELEIÇÃO: 
Art. 78. ​Nos contratos escritos, poderão os
contratantes especificar domicílio onde se
exercitem e cumpram os direitos e
obrigações deles resultantes.
 
***​SÚMULA​ ​363​: ​A pessoa jurídica de
direito privado pode ser demandada no
domicílio da agência, ou estabelecimento,
em que se praticou o ato.

DIREITOS RELATIVOS À PERSONALIDADE (Art. 52, 


Súm 227, STJ) 
 
Art. 52. ​Aplica-se às pessoas jurídicas, no
que couber, a proteção dos direitos da
personalidade.
 
SÚMULA  227/STJ  -  08/03/2017.  Responsabilidade 
civil.  Dano  moral.  Pessoa  jurídica. 
Admissibilidade.  CF/88,  art.  5º,  V  e  X.  CCB,  arts.  159 
e 1.553. CCB/2002, art. 186. 
«​A pessoa jurídica pode sofrer dano moral​.» 
OBS: “A POSIÇÃO MAJORITÁRIA É NO SENTIDO DE QUE 
AS P.J POSSUEM ALGUNS DTS DA PERSONALIDADE, 
TAIS COMO: DIREITO À IMAGEM E À HONRA 
SUBJETIVA”. 
INÍCIO DA PERSONALIDADE DAS P.J 
● A P.J SURGE DE UMA FATO JURÍDICO HUMANO: A 
VONTADE! 
a) P.J DE DT PÚB: SÃO CONSTITUÍDAS
POR LEI. ADQUIREM PERSONALIDADE
QDO A LEI INSTITUIDORA ENTRA EM
VIGOR;
b) O CHEFE DO PODER EXEC
(MUN/EST/FED) PODERÁ, POR FORÇA

DE DECRETO, CRIAR UMA P.J. A


PERSONALIDADE SURGIRÁ COM
VIGÊNCIA DESTE​; 
c) AS P.J TAMBÉM PODEM SER
CONSTITUÍDAS VIA PROMULGAÇÃO DE
NOVA CF, DE UM FATO HISTÓRICO OU
DE TRATADO INTERNACIONAL.
 
● INÍCIO DA PERSONALIDADE DAS P.J DE DT PRIVADO 
 
CFM Art. 45, ​A EXIST. LEGAL ACONTECE
COM A INSCRIÇÃO DO ATO
CONSTITUTIVO NO RESPECTIVO
REGISTRO! (PRECEDIDA QDO
NECESSÁRIO, DE AUTORIZAÇÃO OU
APROVAÇÃO DO PODER EXECUTIVO​. 
 
 
 
DESCONSIDERAÇÃO DA PERSONALIDADE JURÍDICA 
(Art.50) 
“​SIMPLES MEDIDA PROCESSUAL EM QUE
O JUIZ DETERMINA A INCLUSÃO DOS
SÓCIOS OU ADM DE UMA P.J NO POLO
PASSIVO DA DEMANDA PARA QUE
RESPONDAM COM SEU PATRIMÔNIO
PARTICULAR PELAS DÍVIDAS DELA​.” 
EX: UM CASAL DONO DE UMA EMPRESA. UM DOS 
CÔNJUGES TRANSFERE OS BENS DO CASAL PARA A P.J A 
FIM DE NÃO PERDÊ-LOS NO PROCESSO DE PARTILHA! 
EM SUMA​: ALGUÉM SE APROVEITA DA CONDIÇÃO DE 
P.J P/ LESAR TERCEIROS! 
OBSERVAÇÕES 
a) A DESCONSIDERAÇÃO DA PERSON JURÍD NÃO 
DETERMINA A EXTINÇÃO,LIQUIDAÇÃO,DISSOLUÇÃO 
ou ANULAÇÃO DA P.J; 
b) TECNICAMENTE SÓ AFETA OS ​SÓCIOS​! A ​P. J​ NÃO! 
 
 
DESPERSONALIZAÇÃO DA PERSONALIDADE 
“​SIGNIFICA A DISSOLUÇÃO DA P.J OU
AINDA A CASSAÇÃO DA AUTORIZAÇÃO
PARA SEU FUNCIONAMENTO​”. 
 
(@wh.mota) 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

 
 
 
 

Você também pode gostar