Você está na página 1de 52

EIMAN 600

4000005498

MANUAL DO PROPRIETÁRIO
ROSCAS
VARREDORAS

A LEITURA DESTE MANUAL É


NECESSÁRIA PARA A CORRETA
UTILIZAÇÃO DOS EQUIPAMENTOS.
MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 2

HISTÓRICO DA REVISÃO

Revisão:
Descrição / Motivo da Revisão:
Data: Responsável:

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 3

LISTA DAS PÁGINAS VÁLIDAS


FOLHA ALTERAÇÃO DATA FOLHA ALTERAÇÃO DATA
CAPA 41
02 42
03 43
04 44
05 45
06 46
07 47
08 48
09 49
10 50
11 51
12 52
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40

Este documento é de nossa propriedade, sendo proibidas as cópias, ampliações ou reduções totais ou parciais,
nem podendo ser cedidos a terceiros, salvo com nossa autorização, de acordo com a legislação brasileira.

ELABORAÇÃO VERIFICAÇÃO E APROVAÇÃO


DATA: 19/08/2002 DATA: 26/08/2002
NOME: CLEIA DENISE KRUGER DOS SANTOS NOME: CARLOS ALBERTO ABRAHÃO

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 4

ÍNDICE

1. INTRODUÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 8

2. INSTRUÇÕES GERAIS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 9

3. DESCRIÇÃO GERAL DO TRANSPORTADOR . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10

3.1 ROSCAS VARREDORAS SL 18’,24’,30’,36’,48’,60’,72’ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10

3.2 MONTAGEM DA ROSCAS VARREDORAS SL 18’,24’, 30’, 36’, 48’, 60’, 72’ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 10

3.3 ROSCAS VARREDORAS SG 105’ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11

3.4 MONTAGEM DAS ROSCAS VARREDORAS SG 105’ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11

3.4.1 PINO ELÉTRICO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11


3.4.2 ACIONAMENTO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 11
3.4.3 LIGAÇÃO ELÉTRICA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12

3.4.4 TESTE DO ACIONAMENTO E PINO ELÉTRICO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12


3.4.5 ROSCA TRANSPORTADORA (CARACOL) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 12

3.4.6 LIGAÇÃO ROSCA TRANSPORTADORA NO ACIONAMENTO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13


3.4.7 POSICIONAMENTO DA ROSCA VARREDORA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 13

4. ACOPLAMENTO ELÁSTICO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15

4.1 INSTALAÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 15

5. COMPONENTES ROSCAS VARREDORAS SL 18’, 24’, 30’, 36’ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 19

5.1 LISTA COMPONENTES ROSCAS VARREDORAS SL 18’, 24’, 30’, 36’ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 20

6. COMPONENTES ROSCAS VARREDORAS SL 46’, 60’, 72’ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 21

6.1 LISTA COMPONENTES ROSCA VARREDORAS SL 48’, 60’, 72’ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 22

7. COMPONENTES ROSCAS VARREDORAS SG 105’ FUNDO PLANO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 23

7.1 LISTA COMPONENTES ROSCA VARREDORA SG - 105’ FUNDO PLANO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 24

8. COMPONENTES ROSCA VARREDORA SG 105’ SEMI-CÔNICO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 25

8.1 LISTA COMPONENTES ROSCA VARREDORA SG 105’ SEMI-CÔNICO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 26

9. TESTE À VAZIO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 27

10. TESTE COM PRODUTO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 28

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 5

11. DESCRIÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 30

12. OPERAÇÃO E LIMPEZA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 31

12.1 OPERAÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 31

12.2 LIMPEZA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 32

13. MANUTENÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33

13.1 MANUTENÇAÕ DA ESTRUTURA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33

13.2 MANUTENÇÃO DO CARACOL E DA RODA EMBORRACHADA . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33

13.2.1 manutenção do acionamento . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 33

13.2.2 ACIONAMENTO POR CORREIAS EM “V” (SL 18’, 24’, 30’, 36’, 48’, 60’ e 72’ . . . . . . . . . . . . . . 33
13.2.3 ACIONAMENTO POR MOTOREDUTOR E REDUTOR (SG 105’) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 34

13.2.4 ACOPLAMENTO ELÁSTICO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35

13.2.4.1 TROCA DO ELEMENTO ELÁSTICO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35


13.2.4.2 MONTAGEM ACOPLAMENTO ELÁSTICO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 35
13.2.5 MANUTENÇÃO DO PINO ELÉTRICO (SG 105’) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36

13.3 MANUTENÇÃO DOS ROLAMENTOS DO EIXO PONTEIRA DA ROSCA VARREDORA (SL 18’, 24’, 30’,
36’, 60’ E 72’) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 36

13.3.1LUBRIFICAÇÃO DOS ROLAMENTOS DO EIXO PONTEIRA DA ROSCA VARREDORA . . . . . . 37

13.4 MANUTENÇÃO DOS ROLAMENTOS DO EIXO PONTEIRA DA ROSCA VARREDORA (SG 105’) . . 37

13.4.1 LUBRIFICAÇÃO DOS ROLAMENTOS DO EIXO PONTEIRA DA ROSCA VARREDORA . . . . . 37

14. MOTOR ELÉTRICO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 38

14.1 LUBRIFICAÇÃO DOS ROLAMENTOS DO MOTOR ELÉTRICO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 38

14.1.1 SUBSTITUÍÇÃO DE ROLAMENTOS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 39

15. CUIDADOS E CONSIDERAÇÕES GERAIS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40

15.1 CUIDADOS GERAIS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40

15.2 CONSIDERAÇÕES GERAIS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 40

16. ROSCA VARREDORA SL 18’-24’-30’-36’ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 41

17. ROSCA VARREDORA SL 48’-60’-72’ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 42

18. CAIXA REDUTORA-ROSCA VARREDORA SL 48’-60’-72’ . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 43

19. ROSCA VARREDORA SG 105’ - FUNDO PLANO (30 A 50 CV) . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 44

20. COMPONENTES ROSCA VARREDORA SG 105’ SEMI-CÔNICA (10 A 20CV) . . . . . . . . . . . . 45

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 6

21. PINO ELÉTRICO 30 A 50 CV - ROSCA VARREDORA SG 105’-FUNDO PLANO . . . . . . . . . . 46

22. PINO ELÉTRICO 10 A 20CV - ROSCA VARREDORA SG 105’ SEMI-CÔNICO . . . . . . . . . . . . 47

23. CONJUNTO RODA EMBORRACHADA SG 105’ - (FUNDO PLANO E SEMI-CÔNICO) . . . . . 48

24. LISTA DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 49

25. CARREGAMENTO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 50

26. ETIQUETAS DE IDENTIFICAÇÃO . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 51

27. ENDEREÇOS . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . 52

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 7

APRESENTAÇÃO

Prezado Cliente:

Desejamos, inicialmente, expressar a nossa satisfação em poder registrá-lo entre os


proprietários de uma ROSCA VARREDORA marca “KW”.

Aproveitamos a oportunidade para felicitá-lo pela escolha de um equipamento da


renomada marca “KW”, pois temos a certeza que V. Sa. saberá apreciar as suas qualidades, bem
como a eficiência da nossa Assistência Técnica permanente, sempre que for solicitada.

A seguir passaremos a apresentar o “Manual do Proprietário” de uma ROSCA


VARREDORA, que temos certeza em muito irá contribuir para o seu eficiente funcionamento, para
a sua longevidade e, sobretudo, para que V. Sa. possa conhecer melhor todos os conjuntos e
detalhes que compõem as ROSCAS VARREDORAS, o esmerado acabamento e a alta qualidade
dos materiais empregados em sua construção.

Este manual foi elaborado para complementar os demais documentos técnicos utilizados
no canteiro de obras. A sua leitura e utilização permitirá um melhor desempenho o que evitará o
desperdício de trabalho e material.

Atenciosamente,

KEPLER WEBER INDUSTRIAL S/A.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 8

1 - INTRODUÇÃO

A leitura e interpretação das instruções, cuidado e continuidade serão de grande


importância do material e da montagem do equipamento.

Sugere-se ainda que cada novo equipamento ou máquina a ser montado, seja
acompanhado de um novo manual de montagem, e que o usuário se utilize do mesmo como
auxiliar na conferência do material e principalmente como orientador na montagem.

Entende-se ainda que o conhecimento prévio do equipamento ou máquina a ser


montado, não dispensa o uso do manual, pois pode ter havido modificações, as quais o manual
sempre irá contemplar.

A Engenharia do Produto e a Engenharia de Montagem colocam-se a disposição para


esclarecimento de dúvidas ou aceitar novas sugestões para a evolução deste manual.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 9

2 - INSTRUÇÕES GERAIS

1- Confira o material de acordo com o modelo do transportador à ser montado, utilizando-


se do manual e também da lista de carregamento, ficha técnica, projeto ou outros doc-
umentos equivalentes.
2- Organize o material e o seu fluxo adequado para o local da montagem observando:
a) Condições do local
b) Instruções de sequência de montagem contidas neste manual ou no projeto de
instalação.
c) Peso, forma geométrica e volume para movimentação.
d) Condições de segurança e confiabilidade no desenrolar do trabalho. Não propicie
condições de insalubridade e insegurança.
e) Condições de qualidade do material recebido.
3- Verifique, revise ou complete a lista de ferramentas e dispositivos necessários para a
montagem.
4- Proceda a limpeza do local de trabalho.
5- Organize as ferramentas.
6- Montagem do documento (SL 18’,24’,30’,36’,48’,60’, 72’)
ÿColocar a rosca varredora na haste do silo antes de fechar o silo.
7- Montagem da rosca varredora do SG 105’
a) Para montagem em silo metálico introduzir (03) três metros de andaime linear e talha
de corrente ou moitão, antes de fechar o silo. Ver fl.15.
b) Para montagem em graneleiro ou outro armazém qualquer, também introduzir
acessórios idem anterior.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 10

3 - DESCRIÇÃO GERAL DO TRANSPORTADOR

3.1 - ROSCAS VARREDORAS SL 18’,24’,30’,36’,48’,60’,72’.

a) Roscas varredoras SL 18’,24’,30’,36’, são compostas de:

Corpo da rosca varredora, acionamento e cobertura.


b) Roscas varredoras SL 48’, 60’, 72’, são compostas de:

Corpo da rosca varredora, acionamento, cobertura e suporte batente.


c) Para cada tipo de silo, existe uma rosca varredora correspondente, com capacidade e
comprimento específico.
d) A montagem deve ser conforme o manual e/ou layout.

3.2 - MONTAGEM DA ROSCAS VARREDORAS SL 18’,24’, 30’, 36’, 48’, 60’,


72’.

a) Para montagem das roscas varredoras, colocar a rosca no pino do registro central do
silo. Ver fl
b) Montar o motor elétrico na base do motor e ligar eletricamente.
c) Para o teste do sentido da rotação do motor, observar que as correias em “V” não
devem ser montadas.

Colocar os fusiveis no quadro de comando, ligar o motor e verificar o seguinte:


ÿO sentido de rotação do motor é ANTI-HORÁRIO (verificar no sentido de transporte do
produto).
ÿVerificar se o motor esquenta, caso AFIRMATIVO, verificar as ligações elétricas.
ÿSe tudo estiver bem após este teste, retirar os fusíveis do quadro de comando antes de
continuar a montagem.
d) Colocar e esticar as correias em “V” através dos fusos, observando:
ÿO alinhamento de polias e correias em “V” conforme fig. 01.
ÿUsar sempre um jogo de correias em “V” do mesmo fabricante e do mesmo código e
número.
ÿLimpar o óleo, graxa, ferrugem ou qualquer aspereza das polias.
ÿO tensionamento das correias poderá ser verificado pressionando-se com o dedo
polegar no centro do vão, obtendo-se uma flecha com deslocamento aproximado igual
t/100. (deslocamento de 1mm para cada 100mm de vão). A força de deslocamento
deve ser sempre perpendicular no vão, ver fig. 02.
ÿDeixar as correias funcionarem durante várias horas até se adaptarem as canais das
polias e após tensioná-las novamente, idem item anterior.
e) Para o posicionamento da rosca varredora observar:
ÿSe na base do silo há uma canaleta ou um túnel com um ou mais registros de
descargas, colocar a rosca varredora sobre o (s) registro (s) ver fig. 03.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 11

ÿQuando o produto for arroz, e existe registros auxiliares, deslocar a rosca varredora dos
mesmos, ver fig. 04.
f) Soldar o suporte batente somente no montante do silo SL 48’, 60’, 72’.
g) Destravar a rosca do SL 48’ , 60’ , 72’ , deixando a roda emborrachada livre (LOUCA)
ver Det. “y”.
h) Colocar as coberturas das roscas de modo que as mesmas fiquem transpassadas para
evitar qualquer entrada do produto, começando na extremidade da rosca para o centro
do silo.

3.3 - ROSCAS VARREDORAS SG 105’

a) Rosca varredora silo fundo plano é composta de componentes descritos conforme fl27.
b) Rosca varredora silo fundo semi-cônico é composta de componentes descritos
conforme fl 27.
c) Para cada tipo de fundo do silo existe uma rosca varredora correspondente, com
capacidade e comprimento específico.
d) A montagem deve ser conforme instruções do manual e/ou lay-out.

3.4 - MONTAGEM DAS ROSCAS VARREDORAS SG 105’.

3.4.1 - PINO ELÉTRICO

Cuidados:
a) Ao manusear cuidar para a caixa de ligação não sofrer batidas, pois pode danificar sua
vedação.
b) Somente retirar as vedações da entrada dos cabos de ligação, quando for ligada a
parte elétrica (evitar entrada de poeira).
c) Montar o pino elétrico no centro do funil observando que a saída da caixa de ligação do
pino, coincida com o furo existente no funil para passagem do cabo elétrico.
d) Apertar os parafusos de fixação do pino, somente após a colocação do flange inferior.

OBSERVAÇÃO: Após montagem do pino elétrico verificar se o pino gira facilmente.

3.4.2 - ACIONAMENTO

a) Colocar andaime linear para a montagem do conjunto acionamento.


b) Montar a base articulada, acima do pino elétrico, calçando-a no flange superior do
mesmo.
c) Conferir nível de óleo do motoredutor, e ver se a figura do mesmo confere com a
posição do uso.
d) Se a figura não conferir, retirar o bujão de nível e colocar o respiro e a drenagem na
posição correta, tendo como base a posição de funcionamento do motoredutor.
e) Verificar se o motoredutor tem a ficha técnica.
f) Montar o redutor para silo 105’ fundo plano ou o motoredutor para silo SG 105’ fundo
semi-cônico na base articulada.
g) Montar meio acoplamento com elemento elástico no eixo redutor, e a outra parte no
eixo do motor, observando para ambos um correto posicionamento. Ver fig. 5.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 12

h) Motoredutores e redutor com acoplamento elástico.


i) Montar a lanterna com flange no redutor.
j) Colocar o motor com ajuda de uma talha de corrente ou moitão, acima da lanterna
observando as chavetas do redutor e motor para ficar bem alinhadas, garantindo
assim um suave e perfeito chavetamento entre ambos.
1- Baixar lentamente o motor de modo que as duas partes do acoplamento possam se
unir sem forçar. Não deverá ter folga entre os flanges do motor e lanterna entre si.
Notas:
ÿNão montar a rosca transportadora (CARACOL) no acionamento. (A rosca varredora
não pode funcionar sem haver produto no silo).
ÿDeixar os calços abaixo da base articulada.
ÿDeixar a talha montada e pouco esticada.

3.4.3 - LIGAÇÃO ELÉTRICA

a) Não abrir a caixa de ligação quando o ar ambiente for muito úmido.


b) Somente abrir a caixa de ligação do pino elétrico no momento de ligar os cabos
elétricos, evitando assim a entrada de qualquer tipo de sujeira na porta - escova.
c) Ao apertar os terminais do cabo, cuidar para não deformar os suportes das molas das
escovas.
d) Ao montar o tubo do funil na caixa de ligação observar sua perfeita vedação.
e) Ligar os cabos flexíveis e eletroduto metálico flexível no motor de modo que o
acionamento possa ser inclinado sem esticar os cabos e eletroduto flexível.

3.4.4 - TESTE DO ACIONAMENTO E PINO ELÉTRICO

NOTA: A rosca transportadora não deve ser montada no acionamento para o teste do
pino elétrico (Não pode funcionar sem haver produto no silo).

Colocar os fusíveis no quadro de comando, ligar o motor e verificar o seguinte:


a) O sentido de rotação na saída do redutor é ANTI-HORÁRIO (verificar no sentido de
transporte do produto).
b) Quando for possível girar o conjunto de acionamento algumas voltas, observe se o
redutor/motoredutor e especialmente o pino elétrico não esquentam. Caso contrário
verificar a montagem e ligações elétricas.

Observação: Girar o conjunto de acionamento fixo a talha.


c) Se tudo estiver bem, após esse teste, tirar sempre os fusíveis do quadro de comando
antes de continuar a montagem.

3.4.5 - ROSCA TRANSPORTADORA (CARACOL)

Observação: Montar a rosca transportadora no redutor/motoredutor somente após


testado elétricamente o acionamento e pino elétrico. Ver item anterior.

Todos os parafusos são de classe 8.8 e porca do tipo DODI-LOC classe 8.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 13

a) Montar e aparafusar a rosca com a ponteira acionamento; calçar a rosca mantendo


uma distância uniforme com o piso conforme projeto;
b) Emendar a rosca maior com a rosca menor com bucha, aparafusar, observando que a
hélice com passo maior (da rosca maior) fique ao lado do redutor e a hélice com passo
menor na extremidade da rosca transportadora, mantendo uma distância uniforme
com o piso conforme projeto;
c) Montar e aparafusar o conjunto da roda emborrachada na extremidade da rosca (junto
a parede do silo);
d) Observar se o crescimento gradual do passo do caracol está de acordo com o sentido
do transporte do cereal.

Observação:Aplicar produto ANTI-CORROSIVO nas buchas, trava, ponteira


acionamento, antes da montagem.

3.4.6 - LIGAÇÃO ROSCA TRANSPORTADORA NO ACIONAMENTO

a) Tirar eletroduto flexível e cabos elétricos do motor;


b) Retirar o acionamento da base articulada, e após aparafusar o eixo do redutor, na
ponreira acionamento, feito isto remontá-lo na base articulada;
c) Ligar os cabos elétricos e eletrodutos flexível no motor observando sua perfeita ligação
e vedação;
d) Retirar os calços abaixo da base articulada, andaime linear e talha de corrente ou
moitão, utilizados como suportes no acionamento;
e) Deixar a rosca apoiada sobre calços, para melhorar o apoio da mesma sobre o
produto, quando iniciar o acionamento (descarga do silo);
f) Deixar a roda emborrachada livre (LOUCA), para isso retirar a trava.

3.4.7 - POSICIONAMENTO DA ROSCA VARREDORA

Na descarga do silo, o posicionamento inicial da rosca varredora deverá ser conforme fig.
3.

T
100
T

(V
ÃO
)

PONTOS DE CONTATO
SIMULTÂNEO
USAR RÉGUA OU
LINHAS ENCERADA
OU NYLON

FIGURA 2 FIGURA 1

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 14

VIGA

ANDAIME

MOTOR

VIGA
EIXO MOTOR
1/2 ACOPLAMENTO

LANTERNA

BASE REDUTOR
ARTICULADA

PINO
ELÉTRICO
COLOCAR CALÇOS

FUNIL DE DESCARGA

ANDAIME

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 15

4 - ACOPLAMENTO ELÁSTICO

4.1 - INSTALAÇÃO

a) O acoplamento “ NOR-MEX” tipo E, consiste de 1 elemento elástico e 2 cubos.


b) Montar os 2 cubos nos eixos da máquina a serem acopladas, fixando -os axialmente.
c) A seguir, montar elemento elástico em um dos cubos.
d) Acoplar as máquinas, verificando a medida “L”.
e) Controlar o alinhamento com ajuda de uma régua, conforme ilustrado na fig. abaixo..

DESALINHAMENTO ADMISSÍVEIS
L
-X +X
Y

AXIAL RADIAL ANGULAR

TAMANHO
DESALINHAMENTO
50 67 82 97 112 128 148 168 194
AXIAL ± x (mm) 0,5 0,5 1,0 1,0 1,0 1,0 1,0 1,5 1,5
RADIAL Y (mm) 0,5 0,5 0,5 0,5 0,5 0,6 0,6 0,6 0,7
ANGULAR α (º) 1,5 1,5 1,5 1,5 1,2 1,2 1,2 1,2 1,2
L(mm) 52 62,5 83 103 123,5 143,5 163,5 183,5 203,5

TAMANHO
DESALINHAMENTO
214 240 265 295 330 370 415 450 575
AXIAL ± x (mm) 2,0 2,0 2,5 2,5 2,5 2,5 2,5 2,5 2,5
RADIAL Y (mm) 0,7 0,7 0,7 0,8 0,8 0,8 1,0 1,0 1,0
ANGULAR α (º) 1,2 1,2 1,2 1,2 1,0 1,0 1,0 0,8 0,8
L(mm) 224 244 285,5 308 328 368 408 448 488

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 16

SOLDAR NA MONTAGEM DEPOIS DE


COLOCADA A ROSCA VARREDORA NA
SUA POSIÇÃO.

CHAPA LATERAL DO SILO

MONTANTE
350

ANEL DA BASE

NOTA:
PARA A MONTAGEM DO SUPORTE DO RODA DA ROSCA
BATENTE, COLOCA-SE NO PONTO SU- VARREDORA
PERIOR DO MONTANTE ENCAIXANDO-O
CONFORME DESENHO E A SEGUIR FOR-
ÇAR PARA BAIXO ATÉ A ALTURA DE 350mm
PARA ENTÃO SOLDAR.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 17

FUNDO DO SILO

ROSCA VARREDORA

BATENTE
DET. Y
ENGATE DESTRAVADO SL48’,60’ e72’

REGISTRO REGISTRO
CENTRAL AUXILIAR SENTIDO DA
ROSCA.

DET. Y
ENGATE TRAVADO

NIVELAR ACOPLAMENTO E EIXO PARAF. ALLEN

MEIO ACOPLAMENTO
FUNDO DO SILO ELÁSTICO

REGISTRO
C C

ROSCA VARREDORA BATENTE EIXO REDUTOR MOTOR


SL48’,60e72’

SENTIDO DA
ROSCA

2mm

EXECUTAR MOSSA
CORTE CC CONFORME PARAFUSO
DO ACOPLAMENTO
ELÁSTICO
FIGURA 5

Data: Alt.: Ass.:


Data:

NOTA:
1 - SEMPRE AO FINALIZAR A MONTAGEM DEIXAR A RODA DA ROSCA
“LOUCA” EM RELAÇÃO AO EIXO, PARA ISSO SOLDAR A TRAVA QUE
A PRENDE NO EIXO DA ROSCA.
2 - A TRAVA NA RODA DA ROSCA SOMENTE DEVERÁ SER COLOCADA,
SE A ROSCA NÃO AVANÇAR SOZINHA (CONTRA O TALUDE DE GRÃOS)
Alt.:

MANUAL DO PROPRIETÁRIO
ROSCAS VARREDORAS
VER NOTA

TRAVA RODA EMBORRACHADA


Ass.:

MANCAL
EIXO

TRAVA

EIMAN 600
ROSCA POLIA RAIADA

18
5 - COMPONENTES ROSCAS VARREDORAS SL 18’, 24’, 30’, 36’
Data:

4
DETALHE “Y” 2
Alt.:

COMP. ÚTIL 743

MANUAL DO PROPRIETÁRIO
ROSCAS VARREDORAS
Ass.:

45

CONJ ROSCA VARREDORA

REGISTRO CENTRAL SL.18’ 9112583109


3 1
SL. 24’ 9112583206 VER NOTA-2
SL. 30’ 9112583303 DETALHE “Y”

EIMAN 600
SL. 36’ 9112583400
NOTA:

19
1 - LISTA DE COMPONENTES VER FL. 20
2 - COLOCAR AS COBERTURAS DA EXTREMIDADE DA ROSCA PARA O CENTRO DO SILO
MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 20

5.1 - LISTA COMPONENTES ROSCAS VARREDORAS SL 18’, 24’, 30’, 36’

POS CÓDIGO DESCRIÇÃO


9113587116 CORPO ROSCA VARREDORA SL 18’
9113587213 CORPO ROSCA VARREDORA SL 24’
1
9113587310 CORPO ROSCA VARREDORA SL 30’
9113587418 CORPO ROSCA VARREDORA SL 36’
2 9112575220 COBERTURA
3 1108010498 CORREIA V A-49
9112272910 MOTOR TRIF 2 CV -6P C/POLIA SL 18’
4 9111280811 MOTOR TRIF 3 CV-6P C/POLIA SL 24’
9111271219 MOTOR TRIF 4 CV-6P C/POLIA SL 30’ E 36’

NOTA: Os motores especificados são para 60 Hz, 220/380V.

Data: Alt.: Ass.:


Data:

6 - COMPONENTES ROSCAS VARREDORAS SL 46’, 60’, 72’


45

5 NOTA 1
4 2

DETALHE “Z”
VER NOTA 4 DETALHE “Z”
Alt.:

6
COMP. UTIL 743

MANUAL DO PROPRIETÁRIO
ROSCAS VARREDORAS
Ass.:

DETALHE “Y”
NOTA 2

CONJ ROSCA VARREDORA 1

SL. 48’ 9112583508


NOTA:
SL. 60’ 9112583605 1 - MONTAGEM DO BATENTE VER FLS.16 E 17
2 - DETALHE “Y” MONTAGEM DO ENGATE VER FL. 17

EIMAN 600
REGISTRO CENTRAL SL. 72’ 9118429500 3 - LISTA DE COMPONENTES VER FL 22
3 4 - COLOCAR AS COBERTURAS DA EXTREMIDADE

21
DA ROSCA PARA O CENTRO DO SILO.
MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 22

6.1 - LISTA COMPONENTES ROSCA VARREDORAS SL 48’, 60’, 72’

,
POS CÓDIGO DESCRIÇÃO
9113587515 CORPO ROSCA VARREDORA SL 48’
1
9116911216 CORPO C/ RODA ROSCA VARR. 60’
2 9112575220 COBERTURA
3 1108020558 CORREIA V B-55
9112718217 MOTOR TRIF 5CV-6PC/ POLIA SL 48’
4 9112719019 MOTOR TRIF 7,5 CV-6P C/POLIA SL 60’
9112718810 MOTOR TRIF 10CV-6P C/POLIA SL 72’
5 9112585616 SUPORTE BATENTE
9116911119 CORPO ACION ROSCA VARR 60
6
9118432110 CORPO ROSCA VARR SL-72 9901

NOTA: Os motores especificados são para 60Hz, 220/380V para potência de 5 a 7,5Cv e
380/560V para potência de 10CV.

Data: Alt.: Ass.:


Data:

7 - COMPONENTES ROSCAS VARREDORAS SG 105’ FUNDO

39 13

11
41 32 16
40
DETALHE - C
12 EMENDA
43
31
30 37
29
23
10
33 14 32 32 18
24
Alt.:

9
42
38 B
33
8
7
20

MANUAL DO PROPRIETÁRIO
A

ROSCAS VARREDORAS
44

5 15 34 8
45 19
17 38 47 33
46
21
Ass.:

28 3
35
5
23 5
4
SOLDAR
NA OBRA
24
27
DETALHE B
1 22 2 36 7 26

EIMAN 600
CONJ ROSCA VARREDORA: 9113895414 NOTA:
6
FUNIL DE DESCARGA : 9113895716 25 LISTA DE COMPONENETES VER FL. 24

23
VISTA A
MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 24

7.1 - LISTA COMPONENTES ROSCA VARREDORA SG 105’ FUNDO PLANO

POS CÓDIGO DESCRIÇÃO


1 9113889929 FUNIL DE DESCARGA
2 9113874514 PINO ELÉTRICO
3 9113875731 FLANGE
4 9113891036 TUBO DO FUNIL
5 9113890935 SUPORTE DO TUBO
6 9113873739 PINO
7 9113865728 BASE ARTICULADA
8 1145401985 REDUTOR KA-107 1:26,32H3A
9 9113889813 ACOPLAMENTO ELÁSTICO E-148
10 9113890129 LANTERNA ADAPT MOTOR 50 CV
11 1144008635 MOTOR TRIF 50CV 4P FLANGEADO 60 Hz - 380/660v
12 9113890528 PÉ
13 9113890439 CONE
14 9117782134 PONTEIRA ACIONAMENTO RV
15 9113892520 ROSCA MAIOR
16 9113891931 BUCHA
17 9113892423 ROSCA MENOR
18 9113892610 CONJ RODA ENBORRACHADA
19 9113895333 TRAVA
20 9116081434 CHAVETA B25 X 14 X 220 DIN 6885
21 1117806550 PARAF SEXT Z M16 x 55 - 4,6 DIN 933
22 1117972183 ARR LISA Z18 DIN 126
23 1117971551 ARR PRESS Z B16 DIN 127
24 1117941164 PORCA SEXT Z M16 - 5 DIN 934
25 1117972566 ARR LISA Z56 DIN 127
26 1136150711 CONTRAPINO 10 x 71 AÇO DIN 94
27 1104100255 CURVA MF 45 GR 1.1/4”
28 1104080211 CONTRA PORCA 1.1/4”
29 1104060954 ELETRODUTO MET FLEX MG 1.1/4”
30 1104060970 CONECTOR MACHO FIXO 1.1/4”
31 1104700104 COTOVELO DE REDUÇÃO 1.1/2” x 1.1/4” 90GR
32 1117698200 PARAF SEXT Z M24 x 200 - 8.8 DIN 931
33 1117952247 PORCA DODI - LOC CON M24 - 8
34 1117839912 PARAF SEXT Z M30 x 100 - 4.6 DIN 933
35 1117971306 ARR PRESS Z B30 DIN 127
36 1117941300 PORCA SEXT Z M30 - 5 DIN 934
37 1117786703 PARAF SEXT Z M16 x 70 - 4.6 DIN 931
38 1136120367 CONTRAPINO 6.3 x 36 AÇO DIN 94
39 1117803209 PARAF SEXT Z M10 x 20 - 4.6 DIN 933
40 1117971101 ARR PRESS Z B10 DIN 127
41 1117941105 PORCA SEXT Z M10 - 5 DIN 934
42 1117866600 PARAF ALLEN C/ CAB M16 x 60 - 12,9 DIN 912
43 1104060962 CONECTOR FÊMEA FIXA 1.1/4”
44 1123010100 FIL CALAF EC 981/8
45 9113889333 APOIO
46 9113889430 REFORÇO
47 9113895139 ORELHA

Data: Alt.: Ass.:


Data:

8 - COMPONENTES ROSCA VARREDORA SG 105’ SEMI-CÔNICO

33
32
31 40 39 14

34 10
5
25
SOLDAR NA OBRA
24 DETALHE B

23
9
35
27 11 26 13
19 8 26
Alt.:

18
B
16

7
15
A

MANUAL DO PROPRIETÁRIO
ROSCAS VARREDORAS
36

5
37 12 28
27
38
16
Ass.:

22 B
3
5
4 18 18 VISTA A

19
21
NOTA:
1 35 2 1 - LISTA DE COMPONENETES
VER FL. 26.
19 77 20

EIMAN 600
CONJUNTO ROSCA VARREDORA: 9113956413
DE DESCARGA : 9113959714

25
17
6
MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 26

8.1 - LISTA COMPONENTES ROSCA VARREDORA SG 105’ SEMI-CÔNICO

POS CÓDIGO DESCRIÇÃO


1 9113959412 FUNIL DE DESCARGA
2 9113949018 PINO ELÉTRICO
3 9113950938 FLANGE
4 9113891036 TUBO DO FUNIL
5 9113890935 SUPORTE DO TUBO
6 9113959838 PINO
7 9117784323 BASE ARTICULADA KA-77
8 1145014710 REDUTOR KA-778DX132M 4-10CV-TR.1:20,25-60Hz-220/380/440/760V
9 9117782223 PÉ MTD KA-77
10 9113960321 CONE
11 9117784439 PONTEIRA ACIONAMENTO RV
12 9113953228 ROSCA
13 9113945918 CONJUNTO RODA EMBORRACHADA
14 9113955735 TRAVA
15 1110520325 CHAVETA B14x9x140 DIN 6885
16 1117806550 PARAF SEXT ZM16x55 - 4.6 DIN 933
17 1117972361 ARR LISA Z36 DIN 126
18 1117971551 ARR PRESS Z B16 DIN 127
19 1117941164 PORCA SEXT Z M16 - 5 DIN 934
20 1136120561 CONTRAPINO 8x56 AÇO DIN 94
21 1104100255 CURVA MF 45 GR 1.1/4”
22 1104080211 CONTRAPORCA 1.1/4”
23 1104060954 ELETRODUTO MET FLEX MG 1.1/4”
24 1104060970 CONECTOR MACHO FIXO 1.1/4”
25 1104700104 COTOVELO DE REDUÇÃO 1.1/2” x 1.1/4” 90 GR
26 1117690502 PARAF SEXT Z M20 x 140 -8.8 DIN 931
27 1117952212 PORCA DODI-LOC CON Z M20 -8
28 1117776651 PARAF SEXT Z M16 x 65 - 4.6 DIN 931
31 1117802253 PORCA SEXT Z M8x25 - 4.6 DIN 933
32 1117971080 ARR PRESS Z B8
33 1117941083 PORCA SEXT Z M8 - 5
34 1104060962 CONECTOR FÊMEA FIXA 1.1/4”
35 1117972183 ARR LISA Z18 DIN 126
36 1123010100 FIL CALAF EC 981/8
37 9113889333 APOIO
38 9113959935 REFORÇO
39 9113955832 ORELHA
40 1136120367 CONTRAPINO 6,3 x 36 AÇO DIN 94

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 27

9 - TESTE À VAZIO

a) Vale salientar mais uma vez, que a rosca transportadora (CARACOL) não deve ser
montada no redutor para o teste do acionamento e o pino elétrico, ou seja não pode
funcionar sem haver produto no silo. Este item somente é valido para roscas
varredoras SG 105’ Fundo Plano e semi-cônico, rever item 3.4.4 fl 12.
b) Preparando a máquina ou equipamento para teste individual:

Faça uma revisão visual e de tato; revise a limpeza retirando toda e qualquer sujeira e/ou
pedaço de material em contato com as partes girantes ou de movimento relativo entre si, para não
causar danos ao equipamento ou máquina (manter os calços no Caracol).
c) Segurança e funcionamento

Para maior segurança ao fazer o teste em vazio, coloque um observador junto à


máquina.

Observar e garantir para que não haja nenhuma pessoa desavisada junto à máquina, a
não ser o observador ou observadores.
d) Dar um ou dois “impulsos” na botoeira de partida, isso servirá para verificação do
sentido de rotação e para ouvir se há ruídos anormais.
e) Após os impulsos, trocar conclusões/informações com o “observador “, e aí então
energizar por um período, mais longo, o suficiente para a máquina entrar em regime
de funcionamento, mínimo 10 minutos, durante o funcionamento da máquina, verifique
se não há ruídos anormais ou aquecimento do conjunto de acionamento.
f) Para o funcionamento normal se ouvirá um ruído suave.

O som de um rolamento danificado é bem diferente, podendo apresentar características


irregulares.
g) Verificar durante o teste a amperagem do motor, que não deve ultrapassar a
amperagem nominal.
h) Se estiver tudo em ordem deixe rodando, somente o suficiente para teste.
i) Ao parar a máquina, bloqueie no quadro comando, retire os fusíveis, faça uma
inspeção visual, verifique a tensão das correias e/ou corrente do acionamento .
j) Lembre-se aplicar critérios de segurança, quando for acionar qualquer máquina ou
equipamento, para evitar acidentes.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 28

10 - TESTE COM PRODUTO

a) Colocar os fusíveis no quadro de comando e abrir o registro central do silo.


b) Para os silos SL 18’, 24’, 30’, 36’, tirar a cobertura da rosca, uma de cada vez no
sentido centro extremidade, na medida que a rosca varredora retirar o produto.
c) Para os silos SL 48’, 60’, 72’, tirar a cobertura da rosca uma de cada vez, no sentido
centro extremidade na medida que a rosca varredora retirar o produto; após formação
do “cocho” no produto, desengatar o suporte batente de fixação da roda
transportadora, e travar a roda através do parafuso, ver det. “y”.
d) Para o silo SG 105’ ( fundo plano e semi-cônico):
ÿAbrir o registro do funil central de descarga, deixando descarregar o produto por
gravidade.
ÿDiminuindo a vazão do produto no registro central, abrir os registros auxiliares, um de
cada vez, no sentido centro extremidade, na medida em que for diminuindo a vazão
dos mesmos.
ÿApós ter aberto todos os registros e o produto não descarregar mais por gravidade,
ligar o transportador. Depois da formação do “cocho” no produto, colocar a trava na
roda para que a rosca varredora gire no interior do mesmo.
e) Verificar durante o teste, a amperagem do motor que não deve ultrapassar a
amperagem nominal, quando em regime de funcionamento.
f) Testar o transportador com capacidade nominal indicada no projeto.
g) Após um determinado tempo de funcionamento, se tudo estiver bem, desligar o motor
do transportador e fechar os registros de descarga do silo.

Data: Alt.: Ass.:


OPERAÇÃO E
MANUNTENÇÃO

ROSCA VARREDORA
MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 30

11 - DESCRIÇÃO

Utilizadas para retirar o cereal, que fica depositado no fundo do silo. As Roscas
Varredoras devem ser acionadas somente após escoado todo cereal pelo registro central e
formado o talude natural do produto.

O funcionamento destas roscas, consiste em varrer o fundo do silo, através de uma


hélicoide e ao mesmo tempo ir girando (movimento de translação), transportando o cereal até o
registro central ou funil de saída do silo.

Para cada tipo de silo, existe uma rosca varredora correspondente, com capacidade e
comprimento específico.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 31

12 - OPERAÇÃO E LIMPEZA

12.1 - OPERAÇÃO

Antes de encher o silo, deve-se primeiramente posicionar a Rosca Varredora. Ver


próxima folha.

Para o posicionamento da Rosca Varredora, observar:


ÿSe na base do silo há uma canaleta ou túnel com um ou mais registros de descarga.
Colocar a rosca varredora sobre o(s) registros. Ver figura 1.

FUNDO DO SILO

REGISTRO

ROSCA VARREDORA BATENTE


SL 48’,60e’72’

SENTIDO DA
ROSCA

FIGURA 1

ÿSe o produto for arroz e existir registros auxiliares, deslocar a rosca varredora dos
mesmos. Ver figura 02.

FUNDO DO SILO

ROSCA VARREDORA

BATENTE
SL 48’,60e’72’

REGISTRO REGISTRO
CENTRAL AUXILIAR

SENTIDO DA
ROSCA

FIGURA 2

ÿApós ter aberto todos os produtos e registros e o produto não descarregar mais por
gravidade, ligar o transportador.
ÿNo caso de se tratar de silos 18’, 24’, 30’, 36’, tirar a cobertura da rosca, uma de cada
vez no sentido centro extremidade, na medida que a rosca varredora retirar o produto.
ÿNo caso de silos SL 48’, 60’ e 72’, tirar a cobertura da rosca, uma de cada vez, no
sentido centro extremidade na medida que a rosca retirar o produto. Após formação do

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 32

cocho, no produto desengatar o suporte batente de fixação da rosca transportadora e


travar a roda através do parafuso.
ÿPara o silo 105’ (fundo plano e semi-cônico)
ÿAbrir o registro do funil central de descarga, deixando descarregar o produto por
gravidade.
ÿDiminuindo a vazão do produto no registro central, abrir os registros auxiliares, um de
cada vez, no sentido centro extremidade, na medida que for diminuindo a vazão dos
mesmos.
ÿApós ter aberto todos os registros e o produto não descarregar mais por gravidade,
ligar o transportador. Depois da formação do “cocho” no produto a rosca deve ser um
movimento de avanço automático. Caso isto não ocorra, travar a polia raiada. Se
necessário travar também a roda emborrachada, ver figura 3.

CONJUNTO RODA EMBORRACHADA SG 105’


(Fundo Plano e Semi-Cônico)

TRAVA RODA EMBORRACHADA

EIXO MANCAL
ROSCA TRAVA
POLIA RAIADA

FIGURA 3

OBSERVAÇÃO: Antes de encher novamente o silo, posicionar a rosca varredora,


colocando novamente as coberturas no sentido extremidade centro e destravar a roda
emborrachada (SL 48’, 60’ e 72’ ).

No caso do SL 105’ , destravar a polia raiada e a roda emborrachada.

12.2 - LIMPEZA

Para uma maior durabilidade do equipamento, recomendamos que o mesmo tenha uma
limpeza adequada cada vez que esvaziado o silo.

Isto se deve ao fato de que os cereais desprendam, um pó muito fino que, com a
umidade e o calor, poderão fermentar e iniciar um processo de corrosão.

OBSERVAÇÃO: Tirar os fusíveis do quadro de comando, antes de começar a limpeza.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 33

13 - MANUTENÇÃO

IMPORTANTE: Lembrar que para efetuar qualquer conserto, manutenção ou limpeza,


tirar sempre os fusíveis no quadro de comando.

13.1 - MANUTENÇAÕ DA ESTRUTURA

Para uma maior durabilidade da estrutura, recomenda-se observar criteriosamente os


seguintes itens:
ÿVerificar a união das calhas e base do acionamento.
ÿVerificar se a Rosca Varredora está torta (torcida) ou com uma flecha muito grande.
ÿFazer um reaperto quando constatar algum parafuso frouxo.

13.2 - MANUTENÇÃO DO CARACOL E DA RODA EMBORRACHADA

Deve se fazer um controle periódico, afim de verificar o desgaste do caracol e da roda


emborrachada.

No caso do silo SL 48’, 60’ e 72’ que possuem caixa redutora na roda emborrachada,
deve-se verificar o nível de óleo da mesma.

13.3 - MANUTENÇÃO DO ACIONAMENTO

13.3.1 - ACIONAMENTO POR CORREIAS EM “V” (SL 18’, 24’, 30’, 36’,
48’, 60’ e 72’

As correias em “V”, possuem tendência a alongar-se com o uso, de modo que deverão
ser inspecionadas periodicamente.

Se as correias vibrarem muito, verificar a tensão das mesmas e o alinhamento das polias.
Para verificar a tensão das correias, pressionar com o dedo polegar no centro do vão obtendo
uma flecha com deslocamento aproximado de T/100, ver figura 4.

OBSERVAÇÃO: Deslocamento de 1mm para cada 100mm de vão. A força de


deslocamento deve ser sempre perpendicular no vão.

Tensionar novamente as correias, após as primeiras horas de funcionamento.

Para o alinhamento das polias ver figura 5. Observar se as polias estão montadas sem
folga em seus eixos. Não deixar as correias funcionarem frouxas.

Para substituir as correias, proceder da seguinte forma:


a) Usar sempre um jogo de correias em “V” do mesmo número, código e fabricante.
b) Afrouxar o esticador e tirar as correias.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 34

c) Limpar óleos, graxas, ferrugens e qualquer asperezas das polias, antes de colocar as
correias novas.
d) Para colocação de um novo jogo de correias, não usar ferramentas. Ver figuras 6 e 7.
e) Esticar novamente as correias e verificar o seu alinhamento. Ver figura 4 e 5.

T
100
T

(V
ÃO
)

PONTOS DE CONTATO
SIMULTÂNEO
USAR RÉGUA OU
LINHAS ENCERADA
OU NYLON

FIGURA 4 FIGURA 5

ERRADO CERTO

FIGURA 6 FIGURA 7

13.3.2 - ACIONAMENTO POR MOTOREDUTOR E REDUTOR (SG 105’)

A rosca varredora do silo SG 105’ fundo plano é acionada por redutor, enquanto que a
rosca varredora do silo SG 105’ fundo semi-cônico, é acionada por motoredutor.

A manutenção do redutor e motoredutor é a mesma, sendo então observados os


seguintes critérios:
ÿConferir se o redutor ou motoredutor, tem a ficha técnica.
ÿConferir o nível de óleo do redutor ou motoredutor, completando sempre até o nível
indicado.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 35

ÿNunca misturar óleos de tipo diferentes.


ÿLubrifique cada redutor ou motoredutor de acordo com a sua exigência.
ÿVale observar que um redutor ou motoredutor totalmente fechado, pode trabalhar
praticamente sem qualquer manutenção durante vários anos. Recomenda-se apenas
manter os intervalos indicados para lubrificação.

NOTA: A primeira troca de óleo deverá ser feita após 01 (um) mês de serviço.

As trocas subsequentes deverão ser feitas a cada 02 (dois) anos ou 10.000 horas de
serviço.

Com exceção dos redutores sem “tampa mancal de entrada”, todos os demais
motoredutores e redutores recebem uma carga de óleo lubrificante, de acordo com a sua forma
construtiva. Os tipos de lubrificantes utilizados obedecem a tabela abaixo:
FAIXA DE TEMPERATURA
ÓLEO TIPO MARCA APLICAÇÃO
AMBIENTE
Mobilgear 630 Mobil 0 +40º C Engrenagens helicoidais
Mobilgear 630 Mobil -15 +25º C Rosca sem-fim
Mobilgear 629 Mobil -15 +25 º C Engrenagens Helicoidais
Mobilgear 636 Mobil 0 +40º C Rosca sem-fim
GRAXA MARCA FAIXA DE TEMPERATURA APLICAÇÃO
AMBIENTE
Mobilplex 48 Mobil - 3 0 + 60º C Rolamentos

13.3.3 - ACOPLAMENTO ELÁSTICO

Em serviço normal o acoplamento “NOR-MEX”, não requer manutenção. Porém


recomenda-se substituir o elemento elástico quando for efetuada a manutenção geral da máquina.

13.3.3.1 - TROCA DO ELEMENTO ELÁSTICO

É necessário deslocar axialmente uma, ou ambas as máquinas acopladas.

13.3.3.2 - MONTAGEM ACOPLAMENTO ELÁSTICO

O acoplamento elástico “NOR-MEX” tipo E, consiste de um elemento elástico e dois


cubos.

Montar os dois cubos nos eixos das máquinas a serem acopladas.

A seguir, montar elemento elástico em um dos cubos.

Acoplar, as máquinas, verificando a medida “L”, conforme figura 8.


L
-x +x
Y

AXIAL ANGULAR
RADIAL
FIGURA 8

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 36

TAMANHO
DESALINHAMENTO
50 67 82 97 112 128 148 168 194
AXIAL ± x (mm) 0,5 0,5 1,0 1,0 1,0 1,0 1,0 1,5 1,5
RADIAL Y (mm) 0,5 0,5 0,5 0,5 0,5 0,6 0,6 0,6 0,7
ANGULAR α (º) 1,5 1,5 1,5 1,5 1,2 1,2 1,2 1,2 1,2
L (mm) 52 62,5 83 103 123,5 143,5 163,5 183,5 203,5

TAMANHO
DESALINHAMENTO
214 240 265 295 330 370 415 450 575
AXIAL ± x (mm) 2,0 2,0 2,5 2,5 2,5 2,5 2,5 2,5 2,5
RADIAL Y (mm) 0,7 0,7 0,7 0,8 0,8 0,8 1,0 1,0 1,0
ANGULAR α (º) 1,2 1,2 1,2 1,2 1,0 1,0 1,0 0,8 0,8
L (mm) 224 244 285,5 308 328 368 408 448 488

Controlar o alinhamento com ajuda de uma régua, conforme figura 9.

FIGURA 9

Após montado o acoplamento, apertar parafusos de fixação. (Parafusos ALLEN).

13.3.4 - MANUTENÇÃO DO PINO ELÉTRICO (SG 105’).

Tirar os fusivéis no quadro de comando e fazer uma manutenção observando os


seguintes critérios:
ÿEfetuar uma limpeza geral antes de iniciar a manutenção. Eliminar umidade, sujeira,
oxidação, óleo.
ÿVerificar as ligações elétricas.
ÿVerificar a vedação da caixa de ligação.
ÿVerificar se as molas estão paralelas e com a mesma pressão. (Observar números de
voltas).
ÿVerificar se as escovas tem movimento livre, com pressão uniforme, sem possibilidade
de atravessamento. Se for necessário troca-lás, a composição quimica da mesma é de
85% de cobre e 15% grafite.

13.4 - MANUTENÇÃO DOS ROLAMENTOS DO EIXO PONTEIRA DA ROSCA


VARREDORA (SL 18’, 24’, 30’, 36’, 60’ E 72’)

Rolamentos montados em máquinas onde sua paralização ocasionará sérias


consequências deverão ser verificados regularmente. Observar alguns cuidados durante a
operação procedendo da seguinte forma conforme mostra nas figuras e descrição.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 37

RUÍDO: Colocar um bastão de madeira ou uma


chave de fenda contra o alojamento o mais próximo
possível do rolamento. Ponha o ouvido na outra
extremidade e ouça, ver fig.10. Se tudo estiver bem,
deverá ser ouvido um ruído suave. O som de um
rolamento danificado é bem diferente, podendo
apresentar características irregulares. Em caso de
dúvidas desmontar e verificar o rolamento.

FIGURA 10

TOQUE: Verificar a temperatura do mancal,


simplesmente colocando a mão no alojamento do
rolamento, ver fig.11. Se a temperatura parecer além do
normal, ou com variações bruscas, é uma indicação de
que algo está errado. Neste caso desmontar e verificar o
rolamento.

FIGURA 11

13.4.1 - LUBRIFICAÇÃO DOS ROLAMENTOS DO EIXO PONTEIRA DA


ROSCA VARREDORA

Normalmente o rolamento usado no eixo ponteira da rosca varredora é do tipo “UC”, e


são alojados em caixas fundidas ou de chapa.

Logo, como os rolamentos são blindados, já são fornecidos com graxa suficiente, não
necessitando portanto de lubrificação.

13.5 - MANUTENÇÃO DOS ROLAMENTOS DO EIXO PONTEIRA DA ROSCA


VARREDORA (SG 105’)

A manutenção dos rolamentos do eixo ponteira da rosca varredora do silo SG 105’, é a


mesma descrita do item 13.4 (Ruído e Toque).

13.5.1 - LUBRIFICAÇÃO DOS ROLAMENTOS DO EIXO PONTEIRA DA


ROSCA VARREDORA.

Os rolamentos usados no eixo ponteira da rosca varredora, possuem vedadores de


contato ambos os lados, portanto não necessitam de relubrificação.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 38

14 - MOTOR ELÉTRICO

ÿVerificar durante a operação da rosca varredora, a amperagem do motor.

A amperagem não deve ultrapassar a amperagem nominal do motor.


ÿObservar os ruídos do motor em intervalos regulares.

Um ouvido treinado é perfeitamente capaz de distinguir o aparecimento de ruídos


anômalos.

14.1 - LUBRIFICAÇÃO DOS ROLAMENTOS DO MOTOR ELÉTRICO

Os rolamentos do motor elétrico são fornecidos com graxa suficiente para um período
longo de funcionamento. O intervalo de relubrificação com condições normais de trabalho é:

Para motores de VI polos ( Acionamento direto)

2,0 CV à 5,0CV - 20.000 horas

7,5CV à 10,0CV - 16.000 horas

Para motores de IV polos

50,0CV - 6.000 horas

Na realização dessas operações, recomenda-se o máximo de cuidado e limpeza a fim de


evitar qualquer penetração de detritos e poeira que poderiam causar danos aos rolamentos. Ver
figura 12.

Quando o motor não possuir orifício de lubrificação, a mesma só deverá ser feita por
ocasião das revisões gerais quando são desmontados.

Uma vez desmontado o motor e sem remover os rolamentos do eixo, deve-se retirar toda
a graxa e lavar os rolamentos com querosene ou aguarrás, até ficarem completamentes limpos.
Ver figura 13.

Depois da lavagem, preencher imediatamente com graxa os espaços existentes entre as


esferas ou rolos e as gaiolas dos rolamentos. Ver figura 14. Não usar graxa em demasia. O
excesso de graxa é mais prejudicial do que a sua falta para o rolamento.

Nunca fazer girar os rolamentos secos após a lavagem. Para inspecioná-los colocar
algumas gotas de óleo de máquina.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 39

FIGURA 12 FIGURA 13 FIGURA 14

A tabela a seguir mostra as graxas recomendadas para os rolamentos de motores, e seu


especifico fabricante.
GRAXAS RECOMENDADAS PARA ROLAMENTOS DE MOTORES
(Temperatura de trabalho de -20 a 130º )
FABRICANTE GRAXA FABRICANTE GRAXA

Esso Beacon 2 Atlantic Lithline 2

Shell Alvania R2 Ipiranga Isaflex EP2

Petrobrás Lubrax GM A2 Texaco Multifak 2

14.1.1 - SUBSTITUÍÇÃO DE ROLAMENTOS

A desmontagem de um motor para trocar um rolamento, somente deverá ser feita por
pessoal competente.

Portanto se houver a necessidade de troca de rolamentos do motor, chamar a


Assistência Técnica.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 40

15 - CUIDADOS E CONSIDERAÇÕES GERAIS

15.1 - CUIDADOS GERAIS

ÿVerificar periodicamente as fixações dos mancais, motor elétrico, eixos , polias, redutor
e motoredutor.
ÿVerificar o desgaste do cone.
ÿVerificar as ligações dos cabos elétricos.

15.2 - CONSIDERAÇÕES GERAIS

a) Temos certeza que cada cliente tem o seu próprio sistema de manutenção. Assim
sendo, recomendamos cuidar os pontos até aqui abordados, para uma manutenção
econômica e eficiente.
b) Os mancais e rolamentos são lubrificados inicialmente pelo fabricante com uma graxa
de alta qualidade. O fabricante recomenda uma lubrificação periódica, conforme
descrito no manual.
c) Com relação ao desgaste de peças, nunca se deve esperar que uma peça se desgaste
até o fim para então trocá-la. Se ao verificá-la for constatado que poderá durar mais
um curto período, vale mais substituí-la imediatamente do que esperar sua quebra,
possivelmente durante um período de produção.
d) Se o problema for quebra de peça, o mais barato ainda é a troca preventiva, desde
que a parada do equipamento por quebra provoque maiores prejuízos.
e) A lubrificação sistemática garante um melhor desempenho do conjunto transportador e
menor desgaste das peças, prolongando a vida do equipamento.
f) Enfim, uma manutenção geral uma vez por ano, resulta num posicionamento correto
das condições do equipamento, garantindo desta maneira um perfeito funcionamento,
bem como a conservação do mesmo.
g) Nos próximos itens, ilustraremos os componentes do transportador e a relação de
peças para reposição.

Data: Alt.: Ass.:


Data:

16 - ROSCA VARREDORA SL 18’, 24’, 30’, 36’


PORCA CASTELO

ARRUELA LISA
RODA

COBERTURA PORCA
SEXTAVADA

POLIA
2
Alt.:

MOTOR
1
CORREIA
4
ROLAMENTO
6

SUPORTE

MANUAL DO PROPRIETÁRIO
ROSCAS VARREDORAS
CALHA

CARACOL
5
Ass.:

PARAFUXO SEXTAVADO

EIXO

NOTA: LISTA DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO


BASE VER FL 49.

EIMAN 600
MANCAL ENCAIXE

41
POLIA
3 6 ROLAMENTO
Data:

17 - ROSCA VARREDORA SL 48’, 60’, 72’

CAIXA REDUTORA

COBERTURA
CALHA
POLIA
2 PORCA SEXTAVADA

CORREIA
4 ARRUELA DE
PRESSÃO
Alt.:

MOTOR

ROLAMENTO
6

MANUAL DO PROPRIETÁRIO
MANCAL

ROSCAS VARREDORAS
CARACOL
5
Ass.:

TRILHO

BASE

MANCAL

ROLAMENTO
6
SUPORTE

EIMAN 600
POLIA
3
NOTA: LISTA DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO VER FL 49.
ENCAIXE

42
PARAFUSO SEXTAVADO
18 - CAIXA REDUTORA-ROSCA VARREDORA SL 48’, 60’, 72’
Data:

ENGRENAGEM
PARAFUSO ALLEN PORCA SEXTAVADA
TRAVA
TAMPA

ENGRENAGEM

CHAVETA

RETENTOR 13
ROLAMENTO
7
EIXO
TAMPA
Alt.:

11 RETENTOR

CHAVETA

MANUAL DO PROPRIETÁRIO
ROSCAS VARREDORAS
ENGATE
EIXO
9 ROLAMENTO
MANCAL
BUCHA ROLAMENTO
Ass.:

6
ROLAMENTO
ENGRENAGEM 10
COM ENGATE

12 RETENTOR

ROLAMENTO RODA EMBORRACHADA


8

ROLAMENTO 8
CARCAÇA

EIMAN 600
ENGRENAGEM

43
ANEL NOTA: LISTA DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO VER FL 49.
Data:

19 - ROSCA VARREDORA SG 105’ - FUNDO PLANO (30 A 50 CV)

CONE

DETALHE C
PÉ BUCHA
ARRUELA
DE PRESSÃO
MOTOR
1

ROLAMENTO
7
Alt.:

LANTERNA ACOPLAMENTO ELÁSTICO RODA EMBORRACHADA


2

PARAFUSO SEXTAVADO B
REDUTOR
3
PONTEIRA

MANUAL DO PROPRIETÁRIO
A

ROSCAS VARREDORAS
ROSCA C ROSCA
4 5

PORCA SEXTAVADA
Ass.:

3 REDUTOR
FLANGE

FUNIL DE DESCARGA

CONTRAPINO
TUBO PINO ELÉTRICO
TRAVA

EIMAN 600
ESCOVA
6
BASE ARTICULADA DETALHE B

44
ARRUELA LISA
NOTA: LISTA DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO VER FL 49. PINO
VISTA A
Data:

20 - COMPONENTES ROSCA VARREDORA SG 105’ SEMI-CÔNICA (10 A 20CV)

CONE

TRAVA
CONTRAPINO

MOTOREDUTOR
8
DETALHE B ROLAMENTO
PÉ 11
ARRUELA
DE PRESSÃO RODA EMBORRACHADA
PARAFUSO SEXTAVADO
Alt.:

B
PONTEIRA
BASE
ARTICULADA

MANUAL DO PROPRIETÁRIO
A

ROSCAS VARREDORAS
ROSCA
9
PORCA SEXTAVADA
Ass.:

MOTOREDUTOR
FLANGE 8

FUNIL DE DESCARGA
VISTA A

TUBO PINO ELÉTRICO CONTRAPINO

EIMAN 600
ESCOVA
10

45
NOTA: LISTA DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO VER FL 49. ARRUELA LISA
PINO
Data:

21 - PINO ELÉTRICO 30 A 50 CV - ROSCA VARREDORA SG 105’-FUNDO PLANO

ESCOVA
6
Alt.:

MANUAL DO PROPRIETÁRIO
ROSCAS VARREDORAS
A A’
Ass.:

MOLA
8

SECÇÃO A-A’

NOTA - 1 NOTAS:

EIMAN 600
1 - O AJUSTE DA PORCA DEVE PERMITIR
UMA FOLGA DE 0,1MM P/ QUE O EIXO
ARRUELA DE TRAVA

46
GIRE LIVREMENTE.
PORCA DE FIXAÇÃO 2 - LISTA DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO VER FL 49.
ANEL GUIA
22 - PINO ELÉTRICO 10 A 20CV - ROSCA VARREDORA SG 105’ SEMI-CÔNICO
Data:

ESCOVA
10
Alt.:

MANUAL DO PROPRIETÁRIO
ROSCAS VARREDORAS
A A’
Ass.:

MOLA
12

SECÇÃO A-A’

NOTA-2 NOTAS:

EIMAN 600
1 - LISTA DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO VER FL 49.
ARRUELA DE TRAVA 2 - O AJUSTE DA PORCA DEVE PERMETIR UMA
FOLGA DE 0,1MM P/ QUE O EIXO GIRE LIVRE-

47
PORCA DE FIXAÇÃO MENTE.

ANEL GUIA
Data:

23 - CONJUNTO RODA EMBORRACHADA SG 105’ - (FUNDO PLANO E SEMI-CÔNICO)

NOTAS:
1 - SEMPRE AO FINALIZAR A DESCARGA DO SILO,
DEIXAR A RODA DA ROSCA “LOUCA” EM RELAÇÃO
NOTA 1 E 2 AO EIXO, PARA ISSO SOLTAR A TRAVA QUE A PREN-
DE NO EIXO DA ROSCA.

2 - A TRAVA DA RODA DA ROSCA SOMENTE DEVERÁ


SER COLOCADA, SE A ROSCA NÃO AVANÇAR SOZINHA
(CONTRA O TALUDE DE GRÃOS).
3 - LISTA DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO VER FL 49.
Alt.:

MANUAL DO PROPRIETÁRIO
ROLAMENTO
7

ROSCAS VARREDORAS
11
NOTA 1 E 2

TRAVA RODA EMBORRACHADA


Ass.:

EIXO
MANCAL

EIMAN 600
ROSCA POLIA RAIADA TRAVA

48
MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 49

24 - LISTA DE PEÇAS DE REPOSIÇÃO

ROSCA VARREDORA SL 18’, 24’, 30’, 36’, 48’, 60’, 72’


POS DESCRIÇÃO CÓDIGO
MOTOR TRIF 2CV-6P-60Hz-220/380V-SL18’ 1144001738
MOTOR TRIF 3CV-6P-60Hz-220/380V-SL 24’ 1144002114
MOTOR TRIF 4CV-6P-60Hz-220/380V-SL 30’ e 36’ 1144002122
1
MOTOR TRIF 5CV-6P-60Hz-220/380V-SL 48’ 1144002130
MOTOR TRIF 7,5CV-6P-60Hz-220/380V-SL 60’ 1144002149
MOTOR TRIF 10CV-6P-60Hz-380/660V-SL 72’ 1144002424
POLIA DP 80-2A DF28 SL18’ 9110374332
POLIA DP 80-3A DF28 SL24’ 9110215331
POLIA DP 80-4A DF28 SL30’ e 36’ 9110374537
2
POLIA DP 90-3B DF38 SL48’ 9112582935
POLIA DP 90-4B DF38 SL60’ 9112582536
POLIA DP 90-5B DF38 SL72’ 9112581238
POLIA DP 315-2A DF40 SL18’ 9110447739
POLIA DP 315-3A DF40 SL24’ 9110289831
POLIA DP 315-4A DF40 SL30’ e 36’ 9110451434
3
POLIA D 365-3B DF50 SL48’ 9112570538
POLIA D 365-4B DF50 SL60’ 9112570635
POLIA D 365-5B DF50 SL72’ 9112570732
CORREIA EM “V” A-49 SL18’, 24’ , 30’ , e 36’ 1108010498
4 CORREIA EM “V” B-55 SL-48’ e 60’ 1108020558
CORREIA EM “V” B-63 SL-72’ 1108020639
CARACOL SL18’ 9112572026
CARACOL SL24’ 9112572620
CARACOL SL30’ 9112572921
CARACOL SL36’ 9112572328
5
ROSCA SL48’ 9112564929
ROSCA SL60’ - LADO CAIXA REDUTORA 9112565828
ROSCA SL60’ - LADO ACIONAMENTO 9112566328
ROSCA SL72’ 9118428920
ROLAMENTO UC-208 SL-18’ , 24’ , 30’ , e 36’ 1128612086
6
ROLAMENTO UC-210 SL-48’ , 60’ e 72’ 1128612108
7 ROLAMENTO 6204-Z 1128361040
8 ROLAMENTO 6012-Z 1128360125
9 ROLAMENTO 6006-Z 1128350065
10 ROLAMENTO 6208-Z 1128361083
11 RETENTOR SABÓ 01833-BA 1123049774
12 RETENTOR SABÓ 00490-BR 1123044900
13 RETENTOR SABÓ 00072-BA 1123040947

ROSCA VARREDORA SG 105’ FUNDO PLANO 30 a 50 CV


1 MOTOR TRIF 50CV-4P FLANGEADO - 60Hz 380/660V 1144008635
2 ACOPLAMENTO ELÁSTICO E - 148 9113889813
3 REDUTOR KA107Z-TR.1:26,32 - FORMA CONST. H3A 1145401985
4 ROSCA MAIOR 9113892520
5 ROSCA MENOR 9113892423
6 ESCOVA - PINO ELÉTRICO 9113866430
7 ROLAMENTO 6212-2RS 1128042123
8 MOLA BOSCH 2004 652 006 1139123510

ROSCA VARREDORA SG 105’ - SEMI - CÔNICO 10 a 15 CV


8 MOTOREDUTOR KA77B DX432M4-10CV-4P-TR.1:20,25-60Hz 220/380/440/760V 1145014710
9 ROSCA 9113953228
10 ESCOVA - PINO ELÉTRICO 9113945730
11 ROLAMENTO 6208 - 2RS 1128312040
12 MOLA BOSCH 2004 652 006 1139123510

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 50

25 - CARREGAMENTO

Cada embarque ou carregamento é verificado antes de deixar a fábrica. Todas as peças


e componentes da máquina são relacionados item por item na nossa lista de carregamento que
acompanha o pedido.

O número e descrição de cada item, embalagem, avulsos, etc, são listados no


conhecimento de embarque. Ao transportador cabe a responsabilidade pela entrega segura de
toda mercadoria no seu destino, na mesma ordem em que foi proposto ao embarcador. Em caso
de falta ou dano, o cliente deve reclamar contra a transportadora por falta de material ou
danificações.

O cliente encontra na lista de embarque todos os itens do carregamento. Confira cada


peça com a lista. Verifique a descrição, especificação, quantidade, etc. Se houver qualquer
diferença, notifique-nos imediatamente.

Peças pequenas, como arruelas e parafusos são tão importantes como as maiores.
Certifique-se de que elas estejam colocadas e verifique qualquer embalagem antes de jogá-la
fora. Não nos responsabilizamos por perdas que estejam listadas ou incluídas nas nossas lista de
embarque.

As peças devem ser armazenadas de modo que possam ser facilmente localizadas e
protegidas das intempéries, principalmente componentes sensíveis como motores, rolamentos,
correias, etc.
NOTA: Não usar os componentes ou peças para outros fins, a não ser para a instalação à qual os mesmos se
destinam.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 51

26 - ETIQUETAS DE IDENTIFICAÇÃO

As etiquetas de identificação apresentam a descrição,


código e número de série dos equipamentos KW e devem ser
fixadas nas placas de identificação.

A “não fixação” da etiqueta dificulta a identificação futura


do equipamento.

Estas informações são muito importante para a


identificação futura do equipamento, principalmente para reposição
de peças e ampliações.

VEJA AO LADO, INSTRUÇÕES PARA

A FIXAÇÃO DA ETIQUETA

A etiqueta a ser fixada na placa de identificação deve ser CLIENTE:


EQPTO:
destacada, sem ser dobrada, para isto proceda conforme figura ao REF: Estr.:
SÉRIE:
lado.

Deve se tirar o papel da etiqueta e após colada sobre a


placa de identificação do equipamento. SÉRIE - corresponde ao
pedido, obra, seqüência
e ano.
Localização das placas de identificação no produto:

1104133510 - na calha de acionamento.

Data: Alt.: Ass.:


MANUAL DO PROPRIETÁRIO EIMAN 600
ROSCAS VARREDORAS 52

27 - ENDEREÇOS

Panambi - Fábrica II Goiânia


Av. Adolfo Kepler Júnior, 1500 Av. Castelo Branco, 1587
Fone (0xx55) 3375-9800 Quadra 38 - Lote 32 - Setor Coimbra
Fax (0xx55) 3375-3166 Fone / Fax (0xx62) 233-4500
CEP 98280-000 Panambi - RS CEP 74533-010 Goiânia-GO
CNPJ 87.288.940/0002-97 CNPJ 87.288.940/0007-00
Inscr. Est. 090/0016124 Inscr. Est. 10.179.438-9

Panambi - Peças e Serviços Cuiabá


Rua Hermann Faulhaber, 216 Rua 57, n° 90 - Boa Esperança
Fone (0xx55) 3375-9800/ 3375-4000 Fone (0xx65) 627-1087
Fax (0xx55) 3375-4277 Fax (0xx65) 627-1885
CEP 98280-000 Panambi - RS CEP 78068-530 Cuiabá - MT
CNPJ 87.288.940/0003-78 CNPJ 87.288.940/0006-10
Inscr. Est. 090/0016132 Inscr. Est. 13.038.137.7

Porto Alegre São Paulo


Rua Andaraí, 566 Av. Sen. Casemiro da Rocha, 609
Fone (0xx51) 3361-9600 6º Andar - Salas 63/64 - Mirandópolis
Fax (0xx51) 3341-2578 Fone/Fax (0xx11) 5581-1166
CEP 91350-110 Porto Alegre - RS CEP 04047-001 São Paulo - SP
CNPJ 87.288.940/0011-88 CNPJ 87.288.940/0018-54
Inscr. Est. 096/2029645 Inscr. Est. 113.503.879.115

Cascavel Bauru
Av. Presidente Tancredo Neves, 1643 Rua Domingos Biancardi, 1-116
Fone (0xx45) 226-5422 Distrito Industrial
Fax (0xx45) 226-6924 Fone (0xx14) 230-3070
CEP 85804-260 Cascavel - PR Fax (0xx14) 230-1406
CNPJ 87.288.940/0005-30 CEP 17034-420 Bauru - SP
Inscr. Est. 41.007.959-A CNPJ 54.423.918/0001-72
Inscr. Est. 209.086.832-113

Data: Alt.: Ass.:

Você também pode gostar