Você está na página 1de 3

CAPÍTULO II: CONCEITO DE LITERATURA

(MOISÉS, Massaud. Conceito de Literatura. In: ______. A criação literária: Poesia


e Prosa. São Paulo: Cultrix, 2012. p. 13-28).

1 A palavra “literatura”

 Latim: littera/ ensino das primeiras letras;


 Arte de escrever (até séc. XVIII);
 Exclusiva identidade estética;
 Ciência da Literatura?
 Literatura Oral?
“Antes da existência do documento escrito ou impresso, toda obra no gênero
ainda não constitui arte literária” (p. 6).
 Literatura = texto escrito/ Texto escrito ≠ Literatura;
 Crise da Literatura?

2 Conceito de literatura

 Conceito
“[...] caráter acidental ou particular de um objeto, e decorre de impressões mais
ou menos subjetivas” (p. 9).
 Aristóteles: imitação/ mimesis; ficção, invenção, criação?
 Funções: sinfronismo (durability), ludismo (exalts spirit), evasão
(catarsis), compromisso (art of thinking), ânsia de imortalidade;
 Emprego “estranho” das palavras?
 Forma ou tipo de conhecimento?
“Arte que usa como signo a palavra” (p. 17).
 Linguagem literária: conotativa ou denotativa?
 Teatro é literatura?
 Literatura é entretenimento?
O QUE É LITERATURA?

(EAGLETON, Terry. Introdução: O que é literatura? In: ______. Teoria da


Literatura: Uma introdução. Tradução de Waltensir Dutra. 6. ed. São Paulo: Martins
Fontes, 2006. p. 1-24)

 Escrita imaginativa: ensaios, sermões, autobiografia, escritos de


determinados autores;
 Séculos XVI-XVII: palavra novel usada para fatos e ficção;
 Conteúdo/ imaginação e forma/ linguagem;
 Formalistas Russos: o texto escrito como matéria;
 A linguagem literária como desvio: qual a norma?
 Como ler um texto? Como saber se ele é literário?
“O que importa pode não ser a origem do texto, mas o modo pelo qual as
pessoas o consideram” (p. 13).
 Não literário ou má literatura?
 Valores podem mudar? E o cânone?
“Valor é um termo transitivo” (p. 17).

Os conceitos de literatura e literariedade (Vitor Manuel de Aguiar e Silva)

 Pagan texts were considered literature – any letters;


 Science X Art;
 Letters – knowledge, doctrine, erudition;
 18th century – literature concept we have today;
 Literature X poetry;
 Literature – beauty; Aesthetic values;
 Art of written language;
 NationAL literature – every nation has;
 Anti-Literature – destroy literary norms or conventions, changing
aesthetic values;
 “Termo proposto pelo surrealista David Gascoyne em 1935 para descrever a
literatura que assumidamente transgride as convenções. A noção de anti-
literatura aparece também ligada à caracterização do nouveau roman de Alain
Robbe-Grillet, Nathalie Sarraute e Michel Butor, durante a década de 1950.
Trata-se de uma designação generalista para uma forma de literatura
inconformista, que pode incluir todas as formas particulares de expressão,
falando-se então em anti-teatro/anti-drama, anti-poesia ou anti-romance.
Dado o seu carácter excessivamente abrangente, pode-se dizer que todas as
formas de vanguarda se apresentam como anti-literatura. A única condição a
respeitar é, portanto, que se seja contra a norma, contra as tradições, contra
as escolas instaladas. Em última instância, o artista pode inclusive declarar a
própria morte da literatura, como o fez o surrealista português Mário de
Cesariny (A Intervenção Surrealista, Ulisseia, Lisboa, 1966, p.281). A declaração
é semelhante ao grito anti-literatura de Breton, que dizia nada ter a ver com a
literatura, embora se pudesse servir dela, “como toda a gente”. O fenómeno
de contestação do literário e do que se entende ortodoxamente por literatura
pode ser encontrado em várias estéticas: futurismo, surrealismo, beat poetry,
poesia experimental, poesia fonética, poesia visual, nouveau roman, teatro do
absurdo, etc.”
 Polyssemic Word: relative concept; (depends on Who says it or
when it is said);
 Process of new texts production – an open process with new texts
or new readings of old texts;
 Literary X non-literary (Ex: romance reportagem);
 Literaturnost (Jakobson): why this work is literature?
 Reader role;
 Philosophical meaning – linguistic behavior;
 A semiotic system;
 A material reality, an object produced in a specific space and time;
 But limited readings, there is not just one reading, but some;

O que é literatura e tem ela importância? (Jonathan Culler)